Sábado, 19 de Outubro de 2019

VW a electrificar os seus clássicos

 

VW a electrificar os seus clássicos

  6239b0141fe4775ce7bba753680b5fe3-754x394.jpg

6ae8b97d6385d9c371740fca46805a90-754x394.jpg

33cbbe03fb9a2390619f981a6828fc5d-754x394.jpg

8416581d64090633efbf607c1bdeb50d-754x394.jpg

c57143feeb679b8229b7958310a0a2aa-754x394.jpg

d4bb65151d6f0972960c370b3ef3de78-754x394.jpg

dc24964da246eb02d1c7a13f7bf94694-754x394.jpg

Volkswagen quer eletrificar todos os seus clássicos — e o Carocha é o primeiro

O objetivo da marca alemã é trocar o motor original do Carocha por uma unidade elétrica.

A partir de agora, qualquer carocha pode ser transformado em carro elétrico com peças produzidas pela própria Volkswagen. A marca quer que os seus milhões de Carocha — Beetle em inglês ou Käfer em alemão —, ainda em circulação, tenham novas unidades elétricas alimentadas por uma bateria semelhante à dos e-Up!.

 

“O Beetle eletrificado combina o charme do nosso carro clássico com a mobilidade do futuro. Componentes elétricos da Volkswagen Group Components podem ser encontrados por baixo do capô — trabalhamos com eles para eletrificar veículos historicamente importantes, naquilo que é um processo emotivo. Também providenciamos aos donos de Beetles uma solução de conversão profissional, usando peças de produção da maior qualidade”, Thomas Schmall um dos responsáveis da Volkswagen em comunicado.

 

A solução mecânica será vendida como um kit de transformação para um modelo a gasolina e será composto por um pack de baterias com 14 módulos, que asseguram uma capacidade total de 36,8 kWh — à semelhança do e-Golf. Assim, os carros da Volkswagen passarão a ser chamados de e-Carocha, e-Beetle ou e-Käfer.

 

A título de exemplo, a subsidiária Volkswagen Group Components, em parceria com a e-Classics, já criou uma versão elétrica do icónico Beetle, mantendo as linhas clássicas. O e-Beetle é capaz de chegar aos 50 km/h em quatro segundos e superar o modelo a gasolina. No que diz respeito a autonomia, o novo elétrico é capaz de fazer 200 quilómetros com apenas uma carga da bateria, com a velocidade máxima de 150 quilómetros.

 

Schmall adiantou que o conceito vai ser aplicado a outros clássicos do grupo. “Já estamos a trabalhar em conjunto para preparar a plataforma para o Bus [o Pão de Forma]. Um e-Porsche 356 também pode ser efetuado no futuro”. O protótipo do Volkswagen e-Beetle vai estar em exposição no Salão Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, a partir de 12 de setembro.

MARLENE MOURA

Elecrtificação de veículos historicos  

 

Declaração da FIVA
sobre a electrificação
de veículos históricos

Pela sua importância e actualidade, transcrevemos na íntegra a declaração emitida pela FIVA (Federação Internacional do Veículo Antigo, da qual o CPAA é o representante para Portugal) sobre a electrificação de veículos históricos.
Apesar da extensão do texto, parece-nos de todo o interesse a sua leitura.
"Um número crescente de empresas está a oferecer a conversão de veículos históricos para que os mesmos funcionem com energia eléctrica, substituindo todo o sistema de propulsão por uma unidade eléctrica e respectivas baterias.
Dessa forma, afirmam, é possível manter a clássica aparência do veículo, ao mesmo tempo que o mesmo fica de acordo com os padrões ambientais modernos. Como benefício adicional, a conversão também pode aumentar a potência e o desempenho. Algumas empresas que efectuam essa conversão obtiveram permissão das autoridades de homologação/certificação para manter o número de identificação do veículo original, apesar de substituído todo o sistema de propulsão.
A FIVA (Federação Internacional de Veículos Antigos) entende a motivação de alguns proprietários para electrificar os seus veículos – e reconhece que, sujeitas à legislação e regulamentação, todas as modificações são uma questão de escolha pessoal.
No entanto, a FIVA – como uma organização dedicada à preservação, protecção e promoção de veículos históricos – não pode promover, junto de proprietários ou reguladores, o uso de componentes modernos de veículos eléctricos (motores e baterias) para substituir o motor e a fonte de energia de um veículo histórico.
A conversão de veículos históricos, dos seus originais motores de combustão interna para os alimentados a energia eléctrica não está de acordo com a definição da FIVA de veículo histórico, nem dá corpo ao objectivo de preservar veículos históricos e a cultura com eles relacionada. Na visão da FIVA, os veículos convertidos deixam de ser veículos históricos, a menos que estejam sujeitos apenas a alterações contemporâneas ao seu fabrico.
De acordo com a FIVA, um veículo histórico é "um veículo rodoviário de propulsão mecânica" que simultaneamente tenha as seguintes características:
– mais de 30 anos
– preservado e mantido em condições historicamente correctas
– não ser utilizado como meio de transporte diário
– fazer parte de nossa herança técnica e cultural

Em face de todo o exposto, Tiddo Bresters, vice-presidente do comité legislação da FIVA, conclui: 'Não é, na nossa opinião, a forma ou o estilo de um veículo que o torna 'histórico', mas a maneira pela qual todo o veículo foi construído e fabricado na sua forma original.
Portanto, se algum proprietário, engenheiro ou fabricante optar por fazer essas conversões tendo por base um veículo histórico, a FIVA recomenda fortemente que quaisquer alterações sejam reversíveis, com todos os componentes originais marcados e armazenados com segurança. Desta forma, o veículo pode – se assim o desejar no futuro – retornar ao seu estado original e pode novamente tornar-se um veículo histórico".

 


publicado por dinis às 21:29
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Rallyspirit Altronix 2019...

. A ler a Topos & Clássicos...

. Rallyspirit Altronix 2019...

. Rallyspirit Altronix 2019...

. Rallyspirit Altronix 2019...

. Rallyspirit Altronix 2019

. 122º Encontro de Clássico...

. Motos, motos e mais motos

. Pedro Alves e Alexandre A...

. Race of Japan

. WTCR eSports última corri...

. VW a electrificar os seus...

. 51º Circuito Internaciona...

.  BMW M1 Spa Francorchamps...

. Rally de Portugal Históri...

. Rally de Portugal Históri...

. Rally de Portugal Históri...

. 121º Encontro de Clássico...

. 121º Encontro de Clássico...

. Auto Clássico Porto 2019 ...

. Auto Clássico Porto 2019 ...

. Auto Clássico Porto 2019 ...

. Auto Clássico Porto 2019

. Oliveira Cup Vila Real 20...

. Oliveira Cup Vila Real 20...

. Oliveira Cup Vila Real 20...

. 50 anos 914 Leiria parte ...

. 50 anos 914 Leiria parte ...

. 50 anos 914 Leiria parte ...

. 50 anos 914 Leiria

. Ferrari 250 LM e BMW 2800...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Parabéns Sir Stirling Mos...

. Parabéns Sir Stirling Mos...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Caramulo Motorfestival 20...

. 120º Encontro de Clássico...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Caramulo Motorfestival 20...

. Mário Gonçalves na sua pa...

. Caramulo Motorfestival 20...

. NSU de Sanz de Madrid em ...

. 120º Encontro de Clássico...

. 120º Encontro de Clássico...

. 60 Anos de Mini...

. Ferdinand Piëch 1937-2019

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS