Sexta-feira, 27 de Maio de 2016

Rampa da Covilhã / Serra da Estrela

Rampa da Covilhã / Serra da Estrela

13263855_983680135082784_1192418291437677859_n.jpg

terceira etapa do Campeonato de Portugal de Montanha (CPM) decorre este fim-de-semana, dias 28 3 29 de Maio, na Rampa da Covilhã / Serra da Estrela,  uma organização CAMI. 

As previsões atmosféricas parecem não dar tréguas e neste traçado sinuoso e com muita tradição, onde foram disputadas as primeiras Rampas pontuáveis para o Europeu de Montanha nos anos 70 e 80, espera-se muito espectáculo para a legião de fãs e trabalho redobrado para as Equipas e Pilotos.

MartinsSpeed Racing Team volta a marcar presença com  os pilotos Joaquim Teixeira, ao volante do Renault Mégane Trophy V6 #401 e Luís Nunes, ao volante do Seat Leon Cup Racer MK3 #450, ambos na Categoria 4, sendo o objectivo de colocar os dois Pilotos no pódio no alto da Serra da Estrela.

 
Joaquim Teixeira procura subir mais uns degraus no pódio e alcançar a primeira vitória ao votante do Renault Mégane Trophy V6 #401 .


Luís Nunes parte na liderança do campeonato e procura somar a 3ª vitória consecutiva ao volante do Seat Leon Cup Racer MK3 #450 para isolar-se na frente do Campeonato.

Traçado Rampa da Covilhã
Estrada Nacional 339, com partida no km 31,81, e chegada no km 26,90.
5.100m de extensão com uma inclinação média de 9,12 %.      
 
Programa Competitivo
28 de Maio, 15:30h -  Inicio das subidas de Treinos
28 de Maio, 17:30h - 1ª Subida de Prova
29 de Maio, 10:30h -  Inicio das subidas de Treinos
29 de Maio, 11h -  2ª Subida de Prova
29 de Maio, 12:30h - 3ª Subida de Prova

 Tempos Online
http://cami.cronobandeira.com

MartinsSpeed

13237848_1023877841030713_7864539076244054244_n.jpJá cá estamos!!!

Ready to go!!!!

NJ racing

manahu-falperra.jpgEspera-se melhor para amanhã

A relação de caixa de velocidades terá prejudicado o resultado do piloto do Porsche

O sétimo posto na Categoria 2, não espelha o andamento de Gonçalo Manahu no traçado da Serra da Estrela, “de que gosto e apesar de me ter adaptado bem, não consegui terminar mais à frente. O facto de alguns dos meus adversários terem subido em piso seco e eu ter apanhado o traçado completamente encharcado explica parte deste meu tempo.”

Mas o piso não explica tudo, pois “acho que a relação de caixa que tenho (no Porsche n.d.r.) é demasiado longa para este traçado. Além disso parece-me que alguns dos meus adversários, encontraram soluções que lhes permitem manter o carro mais “agarrado” ao piso. Só espero que amanhã esteja todo mais seco e assim eu possa encurtar a diferença.” Remata o Piloto do Porsche.Completa Mente - Comunicação & Eventos. Ld.ª

 

Rampa da Covilhã - Serra da Estrela começa com Chuva

Com a chuva a marcar presença neste dia de Sábado, Pedro Salvador foi o piloto mais rápido na primeira subida de treinos da Rampa da Covilhã- Serra da Estrela, prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016. O homem do Norma M20FC obteve a marca de 3:05s322, liderando com algum à vontade a Categoria 1, na frente de Rui Ramalho em Osella PA21S Evo.
Manuel Correia conseguiu ser o mais lesto na Categoria 3, impondo as quatro rodas motrizes do seu Ford Fiesta R5, a exemplo do que conseguiu José Correia na Categoria 2, com o imponente Nissan GT-R GT3 Nismo. Com um SEAT Leon Supercopa, Ricardo Gomes foi melhor na Categoria 4. Hélder Silva (BMW 323i) esteve imperial na Categoria 6, registando mesmo a oitava marca em termos absolutos.
Pedro Gaspar levou o seu BMW 325 i ao topo da Categoria 5. Na Taça Nacional de Clássicos 1300, o único a subir foi Cândido Monteiro em Datsun 1200. Azar para Fernando Salgueiro, que não chegou a subir devido a problemas com o motor do seu Ford Escort MKII.
 
 
 
Com o traçado da Rampa a continuar muito molhado devido à chuva que cai a espaços no bonito cenário natural da Serra da Estrela, foi novamente Pedro Salvador a registar a melhor marca na segunda subida de treinos. Desta feita o piloto flaviense registou a marca de 3:00s870. Atrás do piloto Norma que continua a ser o melhor na Categoria 1, ficou um surpreendente Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer.
Nunes liderou a Categoria 4, enquanto mais atrás Manuel Correia (Ford Fiesta R5) e José Correia (Nissan GT-R GT3 Nismo), voltavam a ser os melhores nas Categorias 3 e 2, respectivamente. Hélder Silva (BMW 323i) foi mais uma vez o melhor na Categoria 6. Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, comandou nesta subida a Categoria 5. Cândido Monteiro em Datsun 1200 continua a sua caminhada solitária na Taça Nacional de Clássicos 1300.
 
Pedro Salvador domina na Rampa da Serra da Estrela
Depois das duas subidas de treinos, decorreu no final da tarde a primeira subida de prova da Rampa da Covilhã – Serra da Estrela. A chuva continuou a marcar presença, assim como o domínio de Pedro Salvador, que ao volante do seu Norma M20FC registou a melhor marca na Categoria 1 e em termos absolutos, com 3:06s273.
Rui Ramalho em Osella PA21S Evo. foi o segundo mais rápido na Categoria 1, com a terceira melhor marca a pertencer a Paulo Ramalho em Juno CN09.
Autor de uma excelente subida, Manuel Correia foi o melhor na Categoria 3, registando a segunda melhor marca em termos absolutos, com o Ford Fiesta R5 de tração total a sentir-se que nem “peixe na água” nas difíceis condições do traçado covilhanense. Luis Silva em BMW M3 foi o segundo melhor na Categoria 3, na frente de José Pedro Gomes em Ford Escort WRC.
Hélder Silva voltou a brilhar com o BMW 323i a dominar a Categoria 6 e a surpreender em termos absolutos com a obtenção do quarto melhor tempo(!). Carlos F. Santos em VW 1303S e Ricardo Loureiro em Ford Escort MKII completam para já o pódio nesta última categoria.
Ricardo Gomes foi o melhor na Categoria 4, colocando o seu SEAT Leon Supercopa na frente de Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer e João Vilas Boas em Renault Clio.
Pedro Coelho Saraiva surpreendeu na Categoria 2, conseguindo a melhor marca com o seu Mitsubishi Lancer Evo. IX. Em carro idêntico, Nelson Trindade foi o segundo mais rápido, seguido por Herlander Trindade em Subaru Impreza, numa categoria dominada pelos carros de tracção total.
Na Categoria 5 o melhor foi Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, com Pedro Gaspar em BMW 325i e Carlos Oliveira em Porsche 911 nas posições seguintes.
Solitário na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro continua a levar o Datsun 1200 a "bom Porto".
 
Pedro Salvador domina na Rampa da Serra da Estrela
CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA·SÁBADO, 28 DE MAIO DE 2016
Depois das duas subidas de treinos, decorreu no final da tarde a primeira subida de prova da Rampa da Covilhã – Serra da Estrela. A chuva continuou a marcar presença, assim como o domínio de Pedro Salvador, que ao volante do seu Norma M20FC registou a melhor marca na Categoria 1 e em termos absolutos, com 3:06s273.
Rui Ramalho em Osella PA21S Evo. foi o segundo mais rápido na Categoria 1, com a terceira melhor marca a pertencer a Paulo Ramalho em Juno CN09.
Autor de uma excelente subida, Manuel Correia foi o melhor na Categoria 3, registando a segunda melhor marca em termos absolutos, com o Ford Fiesta R5 de tração total a sentir-se que nem “peixe na água” nas difíceis condições do traçado covilhanense. Luis Silva em BMW M3 foi o segundo melhor na Categoria 3, na frente de José Pedro Gomes em Ford Escort WRC.
Hélder Silva voltou a brilhar com o BMW 323i a dominar a Categoria 6 e a surpreender em termos absolutos com a obtenção do quarto melhor tempo(!). Carlos F. Santos em VW 1303S e Ricardo Loureiro em Ford Escort MKII completam para já o pódio nesta última categoria.
Ricardo Gomes foi o melhor na Categoria 4, colocando o seu SEAT Leon Supercopa na frente de Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer e João Vilas Boas em Renault Clio.
Pedro Coelho Saraiva surpreendeu na Categoria 2, conseguindo a melhor marca com o seu Mitsubishi Lancer Evo. IX. Em carro idêntico, Nelson Trindade foi o segundo mais rápido, seguido por Herlander Trindade em Subaru Impreza, numa categoria dominada pelos carros de tracção total.
Na Categoria 5 o melhor foi Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, com Pedro Gaspar em BMW 325i e Carlos Oliveira em Porsche 911 nas posições seguintes.
Solitário na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro continua a levar o Datsun 1200 a "bom Porto".

13310538_1122691297751094_6098390235997655783_n.jp

 Domingo 

Prontos para o segundo e ultimo dia de prova na Rampa da Covilhã. As provisões sao de alguma melhoria de tempo mas para já o S. Pedro continua zangado.. mas vamos na maxima força, vamos dar o nosso melhor! Ate jaaaa 💪💪💪
 
 13321809_1122691421084415_1128153320048832611_n.jp
 
Dia de decisões na Rampa da Serra da Estrela
Com a manhã a começar muito chuvosa na Serra da Estrela, as condições foram melhorando ao longo da primeira subida do dia de Domingo, a derradeira de treinos com vista ao Campeonato Nacional de Montanha Valvoline.
Mais uma vez o melhor em termos absolutos foi o líder da Categoria 1, Pedro Salvador, que aproveitou o facto de a pista estar a secar, para baixar do minuto três pela primeira vez neste fim-de-semana. O piloto do Norma M20FC registou a marca de 2:56s960.
Com o seu SEAT Leon Cup Racer, Luis Nunes levou a melhor na Categoria 4, mostrando que vai atacar forte para as duas derradeiras subidas a contar. José Correia liderou a Categoria 3 com o seu Nissan GT-R GT3 Nismo, enquanto na Categoria 2 o líder foi Manuel Correia em Ford Fiesta R5.
Na Categoria 6 continua a ser Hélder Silva em BMW 323i a liderar. Pedro Gaspar em BMW 325i foi o mais rápido na Categoria 5 a exemplo do que faz Cândido Monteiro (Datsun 1200) na Taça Nacional de Clássicos 1300.
Um acidente de José Oliveira (Subaru Impreza) e uma avaria ao nível da caixa de velocidades do SEAT Leon Supercopa de Ricardo Gomes, atrasaram o programa de provas.
 

13322046_1137301559682533_7798525921112545534_n.jpLuis Nunes com o SEAT da Veloso Motorsport na Rampa da Serra da Estrela

 
Pausa na chuva fez redobrar emoção na Covilhã
A chuva deu finalmente tréguas na Rampa da Covilhã – Serra da Estrela, com a segunda subida oficial do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, a decorrer com o traçado praticamente seco, o que resultou - salvo algumas excepções -, numa aposta generalizada nos pneus “slick” por parte dos pilotos.
O binómio Pedro Salvador/Norma M20FC mostrou-se mais uma vez imbatível, conseguindo com a marca de 2:41s734 ser o mais rápido na Categoria 1 e mostrou que dificilmente a vitória lhe escapará.
Em excelente forma, Luis Nunes levou de novo o SEAT Leon Cup Racer ao topo da classificação da Categoria 4, registando um quinto tempo absoluto. A surpreender pela positiva, Edgar Reis colocou o seu Porsche 997 GT3 Cup no comando da Categoria 2, a exemplo do que fez José Pedro Gomes com o seu Ford Escort WRC na Categoria 3.
Hélder Silva e o BMW 323i continuam a dominar na Categoria 6, enquanto na Categoria 5 o melhor foi desta feita Flávio Saínhas em Ford Escort MKI. Cândido Monteiro (Datsun 1200) continua a escrever uma história solitária na Taça Nacional de Clássicos 1300.
 

13315596_545778718927608_8596561395622847832_n.jpg

13321929_545778715594275_1068023155517951396_n.jpg

JCGROUP Terminou com 2 Pódios.

José Correia Conseguiu o 2º Lugar na Cat2, e Ricardo Gomes foi 3º Classificado na Cat.4

 
 
 
Pedro Salvador soma e segue no Nacional de Montanha
 
Depois de um dia de Sábado onde a chuva marcou forte presença, terminou com o piso seco a Rampa da Covilhã - Serra da Estrela, prova exemplarmente organizada pelo CAMI e que teve momentos de muito interesse, num fim-de-semana onde a instabilidade climática teve um papel preponderante, no grande espectáculo oferecido ao muito público, que esteve presente em mais uma prova do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline.
A última e decisiva subida da Rampa da Serra da Estrela, decorreu com o piso seco e foi mais uma vez Pedro Salvador a levar a melhor. Ao volante do seu Norma M20FC, Salvador conseguiu nesta última subida de prova a marca de 2:42s398, triunfando na Categoria 1 com um tempo total de 5:24s132. No segundo lugar ficou por João Fonseca em BRC CM05, seguido por Paulo Ramalho em Juno CN09. Azar para Rui Ramalho, que furou um pneu do Osella PA21S Evo. nesta última subida de prova e ficou por isso arredado dos primeiros lugares.
“Estou muito satisfeito com este resultado, consegui uma prestação de muito bom nível que me permitiu vencer com algum à vontade. Não foi fácil porque as condições estiveram uma vez mais muito incertas, mas tomamos sempre as melhores opções e isso reflectiu-se no resultado final. O meu carro esteve sempre impecável fruto do excelente trabalho da minha equipa, o que me permitiu a mim fazer o que me competia o melhor que sei. Foi uma excelente operação para nós, já que aumentamos a nossa vantagem no comando do campeonato e isso dá-nos uma margem de erro maior que poderá ser decisiva no final da competição.” Disse Pedro Salvador.
Com um andamento surpreendente, Luis Nunes levou o seu SEAT Leon Cup Racer ao triunfo na Categoria 4, registando a marca final de 6:00s050 no computo das suas duas melhores subida de prova, o que lhe valeu um honorífico terceiro posto absoluto. Joaquim Teixeira foi o segundo classificado com o imponente Renault Megane Trophy V8, com o lugar mais baixo do pódio a ser ocupado por Ricardo Gomes em SEAT Leon Supercopa.
“Esta vitória foi excelente para nós, já que foi conseguida em condições difíceis. Se ontem, não consegui andar ao nível habitual devido a alguma situação com a afinação do carro que ainda não determinamos, hoje tudo correu muitíssimo bem e consegui andar muito depressa. Com a chuva intermitente, as condições do traçado eram sempre uma incógnita e isso criou um desafio suplementar para todos, já que nunca sabíamos as afinações ou o tipo de pneus ideais para utilizar. Com este resultado começo a acreditar que podemos chegar ao título, já que ficamos com uma boa almofada pontual para os nossos principais adversários.” Referiu Luis Nunes.
A luta pela vitória na Categoria 2 esteve ao rubro, com a subida final a decidir o nome do vencedor. Com apenas uns incríveis 27 milésimos de segundo de vantagem, foi Edgar Reis que levou a melhor ao volante do seu Porsche 997 GT3 Cup, batendo José Correia em Nissan GT-R GT3 Nismo. Um pouco mais atrás, Gonçalo Manahu completou o pódio desta categoria com um Porsche 997 GT3 Cup.
“Foi excelente! Foi uma luta ao milésimo e no final ganhamos nós. Foi muito difícil porque o tempo continua a teimar em nos pregar partidas e com o meu carro, torna-se muito difícil fazer bons resultados à chuva. Felizmente o tempo hoje esteve melhor e foi possível dar o máximo. Estou naturalmente muito contente por este triunfo, que espero seja o primeiro de muitos ainda esta época.” Adiantou Edgar Reis.
Se na Categoria 2 a luta foi assombrosa, o duelo pelo triunfo na Categoria 3 teve igualmente grandes momentos, com os dois melhores a ficarem separados por pouco mais de meio segundo. No final as contas da vitória sorriram a Manuel Correia (Ford Fiesta R5), que bateu José Pedro Gomes em Ford Escort WRC. No terceiro lugar ficou Luis Silva em BMW M3 E30.
“Foi difícil, mas consegui uma boa vitória, frente a adversários muito fortes. O meu carro é muito bom à chuva, com um comportamento excelente nessas condições, mas hoje tive de dar o máximo com o piso seco e felizmente as coisas correram bem e pude ganhar. O resultado de hoje motiva-me para tentar vencer nas próximas provas e para lutar pelo título, que são naturalmente os meus objectivos para esta época”. Disse Manuel Correia.
Grande dominador da Categoria 6 durante este fim-de-semana na Covilhã, Hélder Silva garantiu um triunfo fácil face a uma oposição que não teve argumentos para o piloto do BMW 323i. Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII foi segundo, seguido por Carlos Santos em VW 1303S.
“Estou naturalmente feliz pelo triunfo, só tenho pena que não estejam mais pilotos nesta categoria para que houvesse mais competição. Motivei-me muito ontem com as boas posições que consegui em termos absolutos e hoje distraí-me um pouco e não estive tão bem. Tudo correu bem e a vitória foi um justo prémio para todos na minha equipa.” Sintetizou Hélder Silva.
Na Categoria 5 foi Flávio Saínhas quem levou a melhor. O piloto do Ford Escort MKI teve sempre um excelente ritmo ao longo do fim-de-semana, conseguindo bater Carlos Oliveira, segundo no seu Porsche 911 e Pedro Gaspar em BMW 325i.
“Foi muito bom vencer aqui na Serra da Estrela face a uma oposição de grande valor. Consegui andar sempre bem quer na chuva, quer no seco e por isso esta vitória é muito saborosa. Espero repetir este resultado mais vezes este ano mesmo sabendo que não será fácil.” Disse Flávio Sainhas.
Sozinho na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro dizia no final que estava “satisfeito por concluir a prova, mas triste pela falta de oposição, que daria mais brilho ao meu triunfo.”

13315686_836203253152276_4315235381815567823_n.jpg

Segundos da Categoria foi o resultado conseguido por Joaquim Teixeira na Rampa da Covilhã.

 

13335920_545788902259923_1044673815076206146_n.jpg

José Correia e Ricardo Gomes conquistam mais um pódio no Campeonato de Portugal de Montanha

A JCGroup Racing Team e os pilotos José Correia e Ricardo Gomes levam para Braga as conquistas dos 2° e 3° lugares das categorias GT e Turismos hoje alcançadas na Rampa da Covilhã, Serra da Estrela, prova pontuável para o Campeonato Nacional de Montanha.

O fim de semana, que acabou por ser positivo para a equipa ficou contudo marcado pelo orgulho do cronómetro que impediu que José Correia alcançasse o primeiro do lugar do pódio da categoria GT por uma diferença de duas milésimas de segundo, ficando está prova para a memória de todos.

 
E vão três para Pedro Salvador

salvador serradaestrela

O piloto da Speedy Motorsport conseguiu a terceira vitória consecutiva, nas três provas do Campeonato Nacional de Montanha (CNM) disputadas até ao momento.

O domínio do piloto do Norma M20 FC foi constante ao longo do fim-de-semana, em que a chuva no sábado e o piso seco no domingo, fizeram mudar várias vezes as condições de piso da terceira prova do CNM 2016.

Hoje o piso secou e dessa forma os tempos baixaram substancialmente na terceira subida de prova. “Rodei em 2m 41,734seg, o melhor tempo do fim-de-semana. Tinha consciência de que com piso seco, a diferença para os adversários ia diminuir e por isso empenhei-me nas subidas de hoje. Logo na subida de treinos percebi que os tempos iam baixar e por isso empenhei-me para as (subidas n. d. r.) de prova, o que me permitiu vencer a rampa" com o tempo de 5m 24,132s, 26,812s mais rápido do que o seu principal adversário.

Pedro Salvador, logo na primeira prova do dia, a segunda oficial, tinha um tempo que não lhe permitiria encarar com à vontade a derradeira ascensão, pois o tempo de Sábado, à chuva, seria para descartar: “apesar de ter sido constantemente o mais rápido, não podia levantar o pé na última subida e voltei a assinar o melhor tempo. Tinha a consciência de que os meus adversários iam apostar no piso seco de hoje e por isso entendi que não devia facilitar.”

O piloto da Speedy Motorsport comanda destacado o Campeonato Nacional e Montanha, após a terceira prova, marcada por um programa desportivo que se prolongou bastante para além do que estava previsto, com controlo anti-dopping incluído, acrescentou que “acho muito bem que estas acções aconteçam, pois o desporto deve ser uma actividade limpa de drogas. Não é com o recurso a sustâncias ilegais, que os tempos se fazem” rematou o líder do Campeonato Nacional de Montanha.

Completa Mente - Comunicação & Eventos. Ld.

De novo no pódium

manahu serradaestrela

Gonçalo Manahu foi terceiro na Categoria 2. O piso seco permitiu que o piloto Porsche pudesse tirar melhor partido da caixa de velocidades.

“Hoje o piso secou e assim o carro (Porsche 911 GT3 n.d.r.) tinha uma relação de caixa menos penalizadora. Não era, ainda, a ideal para este traçado mas estive claramente melhor. Apesar de ainda ter sentido alguns problemas de aderência, o tempo seco permitiu que pudesse anular muita da diferença que encontrei ontem e assim rodar mais próximo dos meus adversários.” Começa por recordar Gonçalo Manahu.

Apesar de paulatinamente Gonçalo Manahu ter feito baixar os tempos de prova, no final recuperou duas posições e assim fez mais um pódium, o terceiro do ano:“ontem senti algumas dificuldades e não conseguia fazer baixar o tempo, apesar de ter consciência de que estava muito próximo do limite. Hoje, em seco, consegui anular grande parte dessa diferença e o terceiro lugar conseguido é a melhor prova.” Rematou o piloto do Porsche.

O arranque da prova de hoje foi substancialmente atrasado, segundo a organização, devido à chuva e dessa forma o programa prolongou-se pela tarde dentro. A próxima prova é a Rampa da Santa Marta. 

Completa Mente - Comunicação & Eventos. Ld.ª

13325618_1122973154389575_4482095310066103091_n.jp

13254502_10206703900293328_7708875868085756095_n.j

 
Veloso Motorsport brilha na Montanha com Luis Nunes
A Veloso Motorsport esteve brilhantemente representada na Rampa da Covilhã - Serra da Estrela por Luis Nunes, que conseguiu ao volante do SEAT Leon Cup Racer da equipa nortenha, um expressivo triunfo na Categoria 4, registando ainda um notável quarto lugar absoluto.
Com este resultado, o piloto transmontano reforçou a sua liderança no Campeonato Nacional de Montanha Valvoline – Categoria 4, conseguindo até esta altura o pleno de vitórias nas três provas disputadas em 2016.
“Estou muito satisfeito com mais esta vitória conseguida em condições difíceis. O tempo esteve muito instável e isso torna tudo muito mais complicado, já que nunca sabemos como vamos encontrar o piso e isso mexe com as afinações e na escolha do tipo de pneus ideais para utilizar. No Sábado, com muita chuva, as coisas não me saíram muito bem, mas hoje já estive ao meu nível e consegui ser o mais rápido. Estava curioso para saber como estaria em relação à concorrência, numa situação de piso seco como tivemos este Domingo e a resposta foi muito positiva para nós! Felizmente tudo correu bem e pude contar mais uma vez com um carro muito bem preparado pela Veloso Motorsport, que me deu confiança para atacar. Com este resultado começo a acreditar que podemos chegar ao título, já que com esta vitória reforçamos a liderança do campeonato e temos agora uma margem de erro maior. Temos ainda muitas provas pela frente, mas a motivação e a vontade de ganhar saíram reforçadas, após este excelente resultado na Serra da Estrela.” Disse Luis Nunes.
O Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 prossegue dentro de duas semanas, com a realização da Rampa de Santa Marta na zona da Régua.
Texto e Foto | Racespirit.com
 
Speedy Motorsport continua a vencer na Montanha
O piloto da Speedy Motorsport conseguiu a terceira vitória consecutiva, nas três provas do Campeonato Nacional de Montanha (CNM) disputadas até ao momento. O domínio do piloto do Norma M20 FC foi constante ao longo do fim-de-semana, em que a chuva no sábado e o piso seco no domingo, fizeram mudar várias vezes as condições de piso da terceira prova do CNM 2016.
O domínio do piloto do Norma M20 FC foi constante ao longo do fim-de-semana, em que a chuva no sábado e o piso seco no domingo, fizeram mudar várias vezes as condições de piso da terceira prova do CNM 2016.
Hoje o piso secou e dessa forma os tempos baixaram substancialmente na terceira subida de prova. “Rodei em 2m 41,734seg, o melhor tempo do fim-de-semana. Tinha consciência de que com piso seco, a diferença para os adversários ia diminuir e por isso empenhei-me nas subidas de hoje. Logo na subida de treinos percebi que os tempos iam baixar e por isso empenhei-me para as subidas de prova, o que me permitiu vencer a rampa com o tempo de 5m 24,132s, 26,812s mais rápido do que o meu principal adversário.”
Pedro Salvador, na segunda oficial tinha um tempo que não lhe permitiria encarar com à vontade a derradeira ascensão, pois o tempo de Sábado, à chuva, seria para descartar: “apesar de ter sido constantemente o mais rápido, não podia levantar o pé na última subida e voltei a assinar o melhor tempo. Tinha a consciência de que os meus adversários iam apostar no piso seco de hoje e por isso entendi que não devia facilitar.”
O piloto da Speedy Motorsport comanda destacado o Campeonato Nacional e Montanha, após a terceira prova, marcada por um programa desportivo que se prolongou bastante para além do que estava previsto, com controlo anti-dopping incluído, acrescentou que “acho muito bem que estas acções aconteçam, pois o desporto deve ser uma actividade limpa de drogas. Não é com o recurso a sustâncias ilegais, que os tempos se fazem” rematou o líder do Campeonato Nacional de Montanha.
Resumo de Sábado
Pedro Salvador dominou o primeiro dia de competição da Rampa da Serra da Estrela, terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Montanha.
A chuva trouxe surpresas e atrasos, excepto para Pedro Salvador, que depois de dominar as sessões de treinos, cumpriu a primeira subida oficial em 3m 06,273s e foi 13 segundos mais rápido do que o seu mais directo adversário.
“Gosto deste traçado empenhei-me desde o primeiro metro. Estamos com um bom set-up no Norma M20FC, que nos permite ser rápidos à chuva. Hoje terminei com uma vantagem confortável, mas tenho consciência de que terei que me empenhar nas duas subidas que faltam, pois a instabilidade do tempo poderá ser uma “lotaria”. Rematou o comandante da classificação geral da Rampa da Serra da Estrela.
Fonte: Assessoria de Imprensa
 
JCGroup Racing Team no pódio na Covilhã
Os pilotos Bracarenses José Correia e Ricardo Gomes, conquistaram este final de semana, na Rampa da Covilhã, Serra da Estrela, mais um pódio nas categorias GT e Turismos, posicionando-se nos lugares cimeiros do Campeonato de Portugal de Montanha.
Com esta conquista, ambos os pilotos conseguem 3 pódios em três provas deste disputado Campeonato Nacional de Montanha, que segue agora para a sua quarta prova dentro de duas semanas, com a Rampa de Santa Marta.
Segundo explicou Ricardo Gomes, da JCGroup Racing Team, “apesar dos enormes constrangimentos com que todos tivemos de lidar pela forte chuva que se fez sentir ao longo do passado final de semana na Covilhã, demos o nosso melhor e conseguimos alcançar mais um lugar no pódio, o que é sempre muito bom”.
As dificuldades inerentes ao “setup” correcto para os carros e a chuva intensa que acompanhou quase toda a prova que decorreu na Covilhã, tornou a tarefa de alcançar os primeiros lugares muito complicada. Apesar de tudo, José Correia e Ricardo Gomes lograram a 2ª e a 3ª posição final, sendo que no caso de José Correia o piloto bracarense viu fugir-lhe o lugar mais alto do pódio, o primeiro lugar, por uma diferença de vinte e sete milésimos de segundo.
“Encontrar a fórmula de afinações mais adequada ao SEAT Leon, e ao Nissan Nismo GT3 foi uma autêntica dor de cabeça e determinar a equação certa para conseguir colocar a potência do Nissan GT3 no chão não foi de todo simples”, explicou Ricardo Gomes.
Apesar das dificuldades, ambos os pilotos somam nesta prova os pontos necessários para continuar nos lugares cimeiros do Campeonato Nacional de Montanha.
 

13310356_1025843680834129_3856340365617954117_n.jp

13310533_1025843474167483_6844758110934483145_n.jp

13331078_1025844620834035_1389521879141429786_n.jp

João Guimarães

28º da geral
2º classe 16
2º Grupo A1
 13335932_1025844320834065_8589342176757675539_n.jp

13310494_1025843034167527_1780808634211969277_n.jp

13315420_1025841570834340_1747518302835092480_n.jp

13315428_1025842057500958_4451281036762104163_n.jp

Nuno Guimarães

11º Geral
3º Classe 8
3º Grupo CM
 13325460_1025841230834374_6324231244395387533_n.jp

Rampa Serra Da Estrela 2016 (Varanda dos Carqueijais)

Pedro Salvador

Aqui fica o Onboard da 2ª Subida de Prova. Obrigado!

‪#‎GOSPEEDYMOTORSPORT‬!!

13307205_1377001748993610_5586781356186060793_n.jp

13315722_1377001935660258_4312142240537150152_n.jp

13320798_1377001572326961_5884191929014808473_o.jp

13330908_1376998592327259_8310978105305546_n.jpgPedro Salvador : CNM 2016 - Rampa da Penha

13342926_1376995822327536_2279379477852922576_n.jp

Luís Silva com mais um pódio na Rampa da Covilhã
</div

publicado por dinis às 13:48
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13

19

25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Rampa da Covilhã / Serra ...

.arquivos

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS