Quarta-feira, 24 de Março de 2010

A primeira corrida do Edfor

O Edfor que quase vencia a corrida de Vila Real

 

Revista do ACP 1937

Uma fotografia que podia ser muito bem a de um vencedor.

 

 

Edfor (NT-10-68)

 

O Edfor foi o corolário da actividade do industrial de um técnico de excelência, Eduardo Ferreirinha que na década de 30 executou fantásticas transformações principalmente em mecânicas da Ford.  Após várias adaptações e algumas patentes registadas baseadas na sua experiência e principalmente na criação de veículos de competição, inicia o projecto Edfor cujo objectivo era além da competição a sua comercialização em pequena serie.

 


 

Revista O Volante de Abril de 1937 afirmava:

“(…) O carro “Edfor” apresentado no Salão Automóvel do Porto pelos irmãos Ferreirinha constitue a primeira grande solução prática para a construção de automóveis em Portugal, a que o estado deve dar todo o necessário apoio.”

 

Na entrevista à revista «O Volante», Eduardo Ferreirinha descreve a sua obra «(...) dois lugares, 160 kms/h, carroçaria toda metálica em alumínio, com o peso de 150 kgs, sendo o esqueleto em liga especial de alumínio fundido, que é um género de construção inédito; guarda-lamas de desenho atraente e cem por cento aerodinâmicos; pára-brisas de concepção nova e cadeiras de suspensão integral. O motor foi equipado com pistões 'a turbulência' para maior rendimento (...). A caixa de velocidades foi modificada de forma a obterem-se os 85 kms/h em 1ª. velocidade e os 130 em 2ª. A direcção está equipada com uma caixa intermédia multiplicadora e está estudada para maior segurança. A suspensão da frente é de novo desenho, com molas helicoidais em grupo, facilmente regulável, e permitindo um comportamento nas curvas em segurança absoluta.

Os amortecedores, reguláveis do tablier, são do novo modelo André Telecontrol, e os travões foram modificados, sendo os tambores equipados com alhetas de liga de alumínio de grande diâmetro». O preço do Edfor era de 55 contos, o que nem pode ser considerado exagerado, tratando-se de um veículo de fabrico praticamente artesanal.

A titulo indicativo o Fiat 500 custava 14.500$00.

 

O Salão Automóvel do Porto era organizado quase todos os anos na década de 30, no Palácio de Cristal e na edição de Abril de 1937, apresenta em estreia, o  Edfor o automóvel nacional  desenhado e concebido pela Empresa de Eduardo Ferreirinha e Irmão Ldª (EFI). Foi um dos mais belos exemplares presentes, alvo das inúmeras atenções pela generalidade dos visitantes, segundo a imprensa da época.

 

A imprensa estrangeira também lhe dedicou algumas páginas, como o Jornal alemão Allgemeine Aitomobile – Zeitung .

“O rendimento do motor é superior ao alcançado pelo V8 normal onde as três velocidades têm as seguintes relações de transmissão

1ª velocidade (1:8,22) 80 Km/h

2º velocidade (1: 4,68) - 125 Km/h

3º velocidade (1:3,54) – 160 Km/h.

 


 Há indicações da construção de quatro modelos, mas só há registo de dois exemplares, um em Junho de 1937 e o outro em Agosto de 1939, a guerra provavelmente não permitiu o seu desenvolvimento.

 As matrículas conhecidas são então:

 O RP-10-30, que correu em Vila Real com Eduardo Ferreirinha na categoria Sport, onde vincou a sua supremacia, efectuando sempre os melhores tempos em cada passagem, até surgir no 3º lugar na nona volta e na 14ª volta entra nas boxes, com a alavanca da caixa de velocidades solta, acabando com a possibilidade de vencer a primeira prova em que participava, apesar das dificuldades, ainda conseguiu um honroso 4º lugar da geral. O primeiro lugar foi para o SS Jaguar de Casimiro de Oliveira, (irmão de Manoel de Oliveira) que assim pode oferecer a marca inglesa a sua primeira vitória num circuito.

No ano seguinte, Eduardo Ferreirinha alcança o 2º na Rampa de S. Miguel-o-Anjo, em Santo Tirso.

Amadeu Manuel Seabra ainda passaria por Vila Real, durante o IV Rali às Pedras Salgadas, em 1939, numa das últimas provas antes da guerra, realizadas em Portugal.

 

Depois da II Guerra Mundial

Augusto Madureira abandonou, depois de um grave acidente no decorrer do  Rali dos Templários, em 1947.

Harry Rugeroni, participa na Rampa da Pena em 1951 e na Rampa do Gradil em 1952.

 

E o NT-10-68 na posse da família Ferreirinha, é o único automóvel Edfor existente, encontra-se num excelente estado original, o que permite verificar a qualidade e a beleza das suas linhas.

 

Características
Ano de fabrico - 1939
Motor -  Ford V8 preparado.

Cilindrada - 3620cc

Diâmetro Curso -  77,78X92,25mm

Caixa de velocidades -  manual de 3 velocidades + marcha atrás
Peso total -  970Kg
Vel. Max - 160Km/h

 

No cinema

O documentário realizado por Manoel de Oliveira intitulado “Já se fabricam automóveis em Portugal “, estreado no Teatro Trindade a 3 de Fevereiro de 1938, mostra-nos as  diversas fases de fabrico do Edfor e esteve em exibição na Exponor, durante a Autoclássico a  1 de Outubro de 2006.

 

O Edfor, no Museu do Caramulo, durante a exposição Automóveis Portugueses em 2009

 

 

 

Para saber mais

Auto Clássico nº 5 de Maio de 1992

 

Antigos, revista das viaturas antigas do Club Português de Automóveis Antigos  Nº10 e 11 de Setembro de 1993.

 

Topos Clássicos nº 8 Dezembro de 2001


publicado por dinis às 02:57
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A primeira corrida do Edf...

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS