Sábado, 23 de Outubro de 2021

VW Dragster - Um olhar sobre as minhas miniaturas

VW Dragster - Um olhar sobre as minhas miniaturas

293ª – VW Kafer Dragster Limbach transformado

Uma decoração fantástica

 Modelo real

Klaus Reue, 28, assistente médico de Munster, foi infectado com o vírus dragster na Califórnia. De volta à Alemanha, ele decidiu construir o próprio bolide.

Com o apoio de alguns amigos, durante um ano planeou e foi construindo o bólide. Num chassi de Fórmula V colocou uma gaiola de segurança feita de tubo de aço bem sólido. A motorização foi feita por um motor Vw Porsche de 2,4 litros, teveram que ser feitas mudanças profundas para atingir os cerca de 280 cv que o carro deveria atingir ás 7200 / mm. Vibrequim, válvulas e amortecedores de válvula substituídos por peças de alto desempenho. Mas o salto mis decisivo no desempenho foi conseguido com a instalação de um turboalimentador Rajay.

A carroceria de poliéster pesa apenas 45 kg, todo o carro 420 Kg com os 280 cv têm um jogo fácil: por um quarto de milha (42 metros) o carro com partida parada demora 10,38 segundos, nos quais chega a 208 km / h.

Modificação na miniatura

Feitas as entradas de ar no tejadilho no Volkswagen 1303 S da Mebetoys e arranjado o interior foi pintado.

Rodas Norev

IMG_20211023_191936.jpg

IMG_20211023_192018.jpg

IMG_20211023_192146.jpg

IMG_20211023_195229.jpg

 

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Mebetoys

Série Europa

Referencia nº A 70

Material – zamac

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:34
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021

Porsche Aurora Carrera 6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Aurora Carrera 6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

365ª – Porsche Aurora 1972 Mercury transformado

Carlos Santos disponibilizou o Porsche Carrera 6 transformado na Garagem Aurora para Manuel Nogueira Pinto. 

No Circuito Internacional de Vila Real, uma das atrações nacionais foi o Aurora Porsche e naturalmente era interessante ver o podia fazer face aos mais modernos protótipos presentes.

Assim, nos treinos de sábado tive o privilégio de o ver ao vivo.

À primeira vista, era um modelo artesanal como muitos que naquela época, embora já muitos acreditassem nos excelentes trabalhos de Eduardo Santos, principalmente na assistência a carros de competição e principalmente na construção dos famosos Aurora da Fórmula V.

Carlos Santos deu umas voltas e Nogueira Pinto tentou adaptar-se ao Aurora Porsche que guiava pela primeira vez.  

Um tempo 2. 52,55s colocou-o entre Martin Raymond e Paco Josa, mas um princípio de incendio impossibilitou de alinhar.

No ano seguinte foi a vez de O Aurora Porsche Carrera 6 de Miguel Soeiro de Lacerda

O Porsche 906, chassis #906-130 foi adquirido á fábrica por Fernando da Bavária, um cliente da Porsche, um ano depois, o carro é vendido a Alex Soler Roig, com o qual foi Campeão Nacional de Espanha em 1968.  José de La Peña é o novo proprietário e mais tarde o importador da Porsche em Espanha, Ben Heiderich, que por sua vez o vende a Carlos Santos.

Modelo real

Carlos Santos utiliza o Porsche Carrera 6 em 1969, 70 e 71 no Campeonato Nacional de Velocidade.

O Porsche 906 ou Carrera 6 era assistido por Eduardo Santos, da Garagem Aurora no Porto.,

Para tornar o Carrera 6 mais competitivo, face aos, Lola T 28o e 290, e dos GRD, os Sport Protótipos em 1972 que correriam nos Grupos 3, 4 e 5. Eduardo Santos altera a aerodinâmica e aligeira-o. Mas mantem a estrutura central, deixando intacta a estrutura tubular original do chassis.

A parte frontal e traseira do 906 foi substituída por painéis mais leves. No final, o carro pesaria cerca de 600 kg. As rodas originais traseiras foram substituídas por umas  Revolution..

Foi a primeira grande transformação efectuada num Porsche pelo Mestre Eduardo Santos, “Aurora Porsche 906”.

O 906 participou em 24 corridas, doze com Carlos Santos e cinco por Miguel Lacerda, Artur Passanha e Manuel Nogueira Pinto.

Após o 25 de Abril, o carro é vendido para Vancouver, Canadá a Peter Price e posteriormente a Ron Armour, Sam Yagi e Bill Stephens, passando do Japão aos Estados Unidos da América, local onde está actualmente e restaurado no estado original nas cores psicadélicas e o nome de Carlos Santos á frente

Modificação na miniatura

A frente e a traseira foram alteradas com lata dos comprimidos Saridon e mais uma vez o barro plástico para modificar e alteras o conjunto da Mercuty.

IMG_20211020_222809.jpg

IMG_20211020_223017.jpg

IMG_20211020_223118.jpg

IMG_20211020_223110.jpg

IMG_20211021_011000.jpg

40 anos separam as duas miniaturas

 Ao lado o Porsche Carrera 6 de Carlos Saltos em Vila Real em 1971

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante  Mercuty

Série

Referencia nº 61

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

País -

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:53
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021

 Austin Mini 1275 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Austin Mini 1275 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

363ª – Austin Mini 1275 transformado  

Naquela tarde chuvosa, um mini quase vencia a corrida

Mário Gonçalves no “diabólico” Austin Mini 1275 GT que naquela tempestade foi segundo classificado no circuito de Vila Real na prova de GR2.

 Em 1972, regressando definitivamente a Portugal, participou no Nacional de Velocidade, Grupo 2, tendo vencido o Título, após luta até à última prova com o BMW 2002 Schnitzer de Mário Figueiredo.

Naquela tarde chuvosa um mini

Modelo real

Em 1959, Sir Alec Issigonis lançava o MINI im carro pequeno e económico, com um motor transversal de tração dianteira, o que ajudou a maximizar o espaço para acomodar quatro pessoas. O estilista Roy Haynes restiliza o mini e nasce Mini Clubman e o 1275 GT facilmente reconhecido pelo facelift frontal mais quadrados e a famosa grelha de refrigeração, foi projetado para substituir as versões sofisticadas de Riley e Wolseley. Todos os Clubmans tinham o motor de 998 cc já utilizado no Mini 1000, com 38 cv.

Um modelo mais desportivo com motor de 59bhp de carburador único de 1275 cc, e designado por 1275 GT, programado para substituir o Mini Cooper de 998 cc enquanto o Mini Cooper S de 1.275 cc continuou ao lado do 1275 GT por dois anos até 1971. deixando o Mini 1275 GT como o único Mini esportivo à venda pelo resto da década. Innocenti na Itália, entretanto, continuou fazendo sua própria versão do Mini Cooper por algum tempo. Embora o 1275 GT fabricado no Reino Unido não fosse tão rápido quanto um Mini Cooper S 1275,

Este modelo foi produzido de 1969 a 1980 e foi muito utilizado em Portugal em competição, com excelentes resultados tanto em ralis como em pista e produzido em Longbridge, Birmingham, England, Setúbal, Portugal e Petone, New Zealand

Modificação na miniatura

A miniatura da Auto Pilen foi retirada a a tampa do motor para fazer uma nova frente. De seguida alargamentos foram feitos com um pouco de lata das pastilhas Saridon.

IMG_20211018_141137.jpg

IMG_20211018_141237.jpg

IMG_20211018_180148.jpg

IMG_20211018_180211.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Auto Pilen

Série M

Referencia nº 319

Material – zamac

País - Espanha

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:36
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Outubro de 2021

Lotus Elan  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus Elan  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

361ª – Lotus Elan aberto Corgi Toys transformado

A evolução das minhas miniaturas

O Lotus Elan em 1969 era para o John Milles e depois passou a ser do Corte Real Pereira

Um Angolano que veio para Vila Real passar férias foi a Inglaterra comprar um Lotus Cortina verde-escuro serie 2 para levar para o dia-a-dia, com que nos levava a dar umas voltas no Circuito.

Na Café Pompeia falava-nos das corridas em Angola e em particular deste Lotus Elan vermelho sem capota, um vidro a substituir o para brisas e uns faróis pequeninos de um piloto que tinha corrido em Vila Real.

Em 1951 com um Dima e em 1952 num DM foi sexto nos dois anos e.

Na primeira participação de um Alba no Circuito Internacional de Vila Real foi em 1958 onde o carro já apresentava algum cansaço nos treinos de sábado, Francisco Corte Real Pereira fez a sua volta mais rápida á media de 109,30 Km/h mas, não foi além do antepenúltimo lugar na grelha de partida, um pouco menos que Cipriano Flores e Manuel Duarte Júnior, que não alinhou.

A única participação do Alba em Vila Real foi breve pois abandonou quando uma avaria mecânica surgiu logo na terceira volta.

Na corrida de Cirande Turismo foi 3º com o BMW 507.

Em Angola continuou a praticar o seu desporto favorito e nos finais dos anos 60 um automóvel de competição o Marta-Real foi concebido e projectado por Francisco Corte Real Pereira,

As suas últimas provas foram a 15 de Agosto de 1970 “6 Horas de Nova Lisboa”. Oito dias depois, viria a falecer, vítima de acidente, quando tripulava o seu Lótus nas “3 Horas da Huila”.

 Modelo real

O 26R é a versão de corrida do carro de estrada Lotus Elan. Apenas 52 Series One e 45 Series Two 26Rs

Motor DOHC de quatro cilindros com mais de 160 bhp e 1.558 cc com dois carburadores Weber 40DCOE, caixa de câmbio manual de quatro velocidades, suspensão dianteira e traseira independente com barras estabilizadoras, braços da suspensão e amortecedores de mola helicoidal ajustáveis ​​e amortecedores Chapman, além de travões  a disco hidráulicos nas quatro rodas. Distância entre eixos: 2.133 mm

Modificação na miniatura

Inicialmente era o carro de John Miles em Vila Real mas como\\\\       soube das cores de um antigo piloto que faleceu em Angola resolvi retirar a capota rígida e dedique-lhe esta miniatura.

Tem uma capota aberta, Rol bar e um pequeno para-choques.

As rodas são da 3J

IMG_20211016_183510.jpg

IMG_20211016_184012.jpg

IMG_20211016_185331.jpg

IMG_20211016_190229.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Fabricante  Corgi Toys

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:19
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Outubro de 2021

Alfa Romeo Giulia GTV 2000 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo Giulia GTV 2000 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

353ª – Alfa Romeo Giulia GTV 2000 Politoys transformado

Os irmãos Sá Nogueira no início da década de 70 dividiam as vitórias em Vila Real e eu pensei em fazer a miniatura do segundo classificado Bernardo de Sá Nogueira que tal como o vencedor, Péquépê, foram os únicos a completarem as 20 voltas da prova de Grupo1.

 Modelo real

Modificação na miniatura

Ao Alfa Romeo Sprint GT foram retirados os para choques e tapados com barro plástico, pintei o modelo e decorei-o com os decalques que tinha na época.

Pintada a grelha e os faróis. 

Mais tarde apareceu o da Projecto K Minitec

Agora encontri a bela grelha do al ainda com os dos faróis einda com os “diamantes” não sei o que lhe farei?!!.  

IMG_20211008_001019.jpg

IMG_20211008_001533.jpg

IMG_20211008_002055.jpg

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala e o capô para ver o motor

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante Politoys

Série

Referencia nº 500

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 22:05
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021

Datsun 260 Z - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Datsun 260 Z - Um olhar sobre as minhas miniaturas

343ª –  Datsun 240Z Corgi Toys modficado

240 ou 260?

Modelo real

Rampa da Pena 1975

A crise dos combustíveis interrompeu por dois anos a Rampa da Pena, em Guimarães, iniciada em 1936.

A 17ª edição da rampa contava para os Campeonatos Nacionais de Velocidade e Regional de Promoção (velocidade) contou com a presença de um Datsun 260Z, um dos três Nissan participantes no Rali de Portugal e deixados em Portugal. Um deles foi oferecido a José Megre como apreço pelo seu trabalho de quase cinco anos no desenvolvimento de viaturas Datsun em Portugal.

É o regresso às pistas de José Megre em 1975, num carro, adaptado por si para as corridas de velocidade de grupo 4, com cerca de 3000 cavalos e três litros de cilindrada.

Inscrito pelo Team RC foi o mais rápido nos treinos (1'53''94)

Na primeira subida, um toque, na curva onde está fotografado, terá afectado o seu andamento e foi segundo com 1'55''32, logo atrás de Robert Giannone no Aurora Porsche protótipo.

Modificação na miniatura

Alargado e retirados os para-choques e a aguardar mais fotos.

Rodas Minilite da 3J

IMG_20210927_004302.jpg

IMG_20210927_004536.jpg

IMG_20210927_004611.jpg

IMG_20210927_005145.jpg

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 394

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:34
link do post | comentar | favorito (1)
Quarta-feira, 15 de Setembro de 2021

Ferrari 512 S Spyder 1970 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari 512 S Spyder 1970 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

331ª – Ferrari 512S Spyder Solido Transformado

Em dia de chuva num carro aberto

Modelo real

Ferrari 512 S Spyder chassis 1012

A Ferrari construir 25 exemplares de seus novos 512 S para Grupo 5 em 1970, para participar no Campeonato Internacional de Marcas, equipados com motores de cinco litros de 12 cilindros ("512") com quatro válvulas por cilindro.

Montado em apenas três meses pela equipe chefiada por Mauro Forghieri, o 512 S m spaceframe tubular foi desenvolvido a partir do P4 e do 612, enquanto a carroceria foi projetada por Giacomo Caliri e feita de policarbonato.

Nas 24 Horas Daytona 1970, foi a estreia do modelo Ferrari 512 S. a 1 /02/1970

1004 Jacky Ickx (B)/Peter Schetty (CH) Ferrari s.p.a. (I)

1014 Dan Gurney (USA)/Chuck Parsons (USA) North American Racing Team (USA)

1028 Nino Vaccarella (I)/Ignazio Giunti (I) Ferrari s.p.a. (I)

1032 Corrado Manfredini (I)/Gianpiero Moretti (I) Squadra Picchio-Rosso (I)

A estreia foi nas 12 Horas de Sebring, onde a Ferrari apresentou a variante mais leve do Spyder. 35kg a menos do que os derivados Berlinetta vistos em Daytona, as máquinas recém-atualizadas chegaram com aerodinâmica aprimorada, chassi reforçado e um sistema de injeção de combustível revisado que rendeu 40bhp extras.

A equipa da Scuderia Ferrari era também composta quatro carros em Sebring. 1012 foi atribuído a Jacky Ickx e Peter Schetty, que se qualificou em quarto lugar. O 1028 Nino Vaccarella (I)/Ignazio Giunti (I)

O chassis 1012 em Brands Hatch 1000km foi para Chris Amon e Arturo Merzario onde Amon obteve a pole position. O dia da corrida amanheceu cinzento e húmido, a corrida começou em condições de muita chuva e na volta inicial Amon perdeu o primário lugar e oscilou a terceira e a sexta posições.

Parou de chover e a pista a secar já nos momentos finais e quando Amon / Merzario preparavam-se para terminar em terceiro. Amon foi forçado a abastecer, e consequentemente cair para a quinta posição no final

21/03/1970 WSC Sebring 12 horas (J. Ickx / P. Schetty) DNF (# 20)

12/04/1970 WSC Brands Hatch 1000km (C. Amon / A. Merzario) 5ª, 4ª classe S5.0 (# 2)

31/05/1970 WSC Nurburgring 1000 km (J. Surtees / P. Schetty / J. Ickx) DNS (# 56)

Modificação na miniatura

Cortada a parte traseira e o tejadilho da miniatura, retiradas as entradas de ar e as precianas que cobriam o motor e feita uma nova entrada de ar.  

IMG_20210915_141237.jpg

IMG_20210915_141358.jpg

IMG_20210915_190132.jpg

IMG_20210915_190144.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série 100

Referencia nº182

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

 

 


publicado por dinis às 23:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Setembro de 2021

Lola T 292 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 292 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

321ª – Lola T292 Norev transformado

Uma decoração para o Lola T 292 da Norev enquanto esperava pelos aguardados Lola T 292 da Luso Toys de Vila Real apresentados no número de Dezembro e Janeiro de 1977 da Hobby Jogos e Brinquedos

Modelo real

Lola T 292

A temporada de 1972; o T280 e o T290 destinam-se às classes de dois e três litros, respectivamente e o T290 provou ser muito popular com quase 30 exemplares construídos e vendidos.

Um novo carro foi desenvolvido para a temporada de 1973 o T292, foi apenas uma evolução do carro de dois litros existente. O chassi monocoque de alumínio, projetado por Bob Marston com a ajuda dos jovens Patrick Head e John Barnard, ficou praticamente inalterado. A diferença foi a realocação dos travões a disco traseiros de dentro das rodas para ambos os lados da caixa.

Grande parte do trabalho durante o inverno concentrou-se na carroceria e na aerodinâmica, que foram muito simples no T290. Para 1973, um nariz mais longo e mais afiado e, mais importante, uma asa traseira elevada e de largura total foi adicionada para substituir o modesto canard instalado na cauda no ano anterior.

Como antes, o T292 foi projetado para aceitar uma variedade de motores de quatro cilindros, e pelo menos um estava equipado com um de três litros, o Cosworth DFV V8.

Pelo segundo ano consecutivo, o Lola de dois litros provou ser um sucesso comercial e mais de duas dúzias foram construídas e vendidas, enquanto vários T290s foram atualizados com a carroceria T292. Na pista, Craft usou o Cosworth BDG para vencer o campeonato europeu de carros de dois litros e Lola terminou o ano como campeã de construtores

Os Lola presentes nos 300Km de Auvergene – Charade estavam equipados com vários motores.

O Lola Bip para Carlos Gaspar e Carlos Santos dispunham dos motores Heini Mader, a Barklays International  Guy Edwards motor Cosworth BDG e Jim Busby Ford Richrdson.

Paul-Henry Archambeaud usou Motores BMW Schnitzer para Gérard Larrousse e Hervé Bayard

Ecurie Galia Jean Louis Lafosse dispunha de um Cosworth Vega

O vencedor das duas provas realizadas Imola e Missano , o nosso conhecido Chris Craft  dispunha de um motor Cosworth FVC

O Lola nº 15 de Gérard Larrousse nos treinos, fez o segundo melhor tempo mas na prova, á terceira volta começou a sentir o pneu tarseiro do lado direito a esvaziar sendo abrigado a mudar a roda. Retomou acorrida na 21º volta e inicia uma recuperação notável até ao 7º lugar mas na 31º volta um novo furo desta vez na roda da frente que lhe ditaria o abandono. E um 14 lugar.

Na 23º volta bate o record da volta mais rápida 3.07,5 á media de 154,636 Km/ h.  

Modificação na miniatura

Tapada a parte traseira do motor do Lola t 294 da Norev

IMG_20210906_183843.jpg

IMG_20210906_184045.jpg

IMG_20210906_184124.jpg

IMG_20210906_184244.jpg

Miniatura

Abre as portas.

 Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas foram substituídas pelas do Lola T 292 da Luso Toys

Fabricante Norev

Série Metal

Referencia nº 813

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1974 a

 


publicado por dinis às 19:51
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Setembro de 2021

Centaur - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Centaur - Um olhar sobre as minhas miniaturas

319ª – Centaur Corgy Toys modificado

Um carro de sonho que poucas vendas consegue.

 Modelo real

O Probe 15 dos irmãos Adams tinha que se entrar pelo telhado que abria eletricamente foi vendido a um construtor escocês, a Caledonian Probe Motor Co.

O Probe 2001 em 1970, tinha agora 37 polegadas de altura e um aerofólio de teto distinto. Mas depois de oito meses e quatro carros, a empresa de Adam estava a beira da falência. O último Probe o 7000 um show car com motor Oldsmobile com uma posição de direção central e por aqui ficou.

 Em 1970, Peter Timpson adquiriu a segunda carroceria Probe 15 e a modificou consideravelmente. Ele a ampliou e aumentou a altura para 37 polegadas e divulgou sua ideia de forma mais prática para no ano seguinte construiu 12 carros.

A principal mudança foi um par de janelas de perspex que se dobraram como portas. A base do Imp permaneceu e a carroceria era um monocoque resistente de GRP e madeira compensada com seção em caixa e reforço de tubo de aço. construção de alta qualidade.

O Centaur foi construído pela Concept Cars Ltd. em Northampton a partir de 1973 e vendido entre 1974 e 1977.

Esteve disponível em três configurações

Kit 1 chassi e carroçaria

Monocoque básico de GRP / Ply / Steel com assentos integrados, aro de proteção, pára-brisa, telas laterais e todos os painéis da carroceria. Preço básico £ 500 incluindo IVA

Kit 2 chassi e carroçaria

Carro esportivo de dois lugares com motor traseiro e estrutura de rolagem totalmente integrada. Amplo para-brisas plano em vidro de segurança laminado. Espaço para bagagem atrás dos assentos. Inicialização frontal. Tanque de petróleo. Telas laterais em Perspex que dão uma visão de grande angular e dobradiças na borda dianteira para dar acesso ao interior do carro. Deck traseiro removível para fácil acessibilidade do motor. Volante de alumínio coberto com espuma. Instrumentos e interruptores instalados. Manete de câmbio e freio de mão entre os bancos. Totalmente estofado e acarpetado. Tear de fiação, tubos hidráulicos, limpadores e arruelas, todos montados. Faróis de halogéneo de quartzo com luzes de mínimos, indicadores dianteiros e traseiros, luzes de stop / laterais traseiras. Com acabamento em sua própria escolha de qualquer cor do fabricante. Aquecedor e ventilador. Todos os outros componentes, exceto motor / transmissão, suspensão, radiador, bateria, rodas e pneus.

£ 1.050 incluindo IVA

Kit 3 Carro Concluído

Como unidade de chassi de corpo de Estágio Dois mais motor, etc., para ser concluído como um carro em execução.

Preços a partir de £ 1580, sem IVA e imposto automóvel, dependendo das especificações.

Ironicamente, as variantes do Probe mais bem-sucedidas foram os derivados do kit de carros chamados Centaur e, mais tarde, o Pulsar modificado, feito de 1974 a 1982. Cerca de 50 Centaur e Pulsar foram construídos, todos com motores Imp, foram feitos de 1974 a 1982,

Um novo conceito o Centaur MK2.

Um carro esportivo totalmente prático parece uma contradição em termos, mas acreditamos que o Centaur Mk II seja exatamente isso, combinando praticabilidade com o tipo de estilo que está associado a carros que custam mais de £ 10.000!

Aliciando com um espaço atras para mais duas pessoas.

Modificação na miniatura

A cobertura foi modificada e a parte de cima redesenhada.

As rodas são da Champion

 

IMG_20210904_192926.jpg

IMG_20210904_200039.jpg

IMG_20210904_200257.jpg

IMG_20210904_224852.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 384

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 23:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Setembro de 2021

Porsche Turbo KKK - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Turbo KKK - Um olhar sobre as minhas miniaturas

316ª – Porsche Carrera RSRTurbo Solido Transformado

O charme do Porsche 911 a evoluir…

 Revistas e Jornais mostraram várias fotos do novo 911 para a competição em 1974 Era um monstro e ainda por cima Turbo.   

A Porsche abandona os protótipos e por razões de marketing, desenvolvem os 911 em autênticos carros de corrida sem grandes hipóteses contra os protótipos.

A luz verde foi dada ao projecto pelo Dr. Fuhrmann, e o desenhista Norbert Singer esboça um protótipo adaptado do Porsche 911 Carrera para respeitar as regras da FIA no Grupo 5.

O carro mais rápido na época era o Carrera RS o seu característico spoiler traseiro exclusivo,ao qual foram aplicadas grandes melhorias aerodinâmicas, baseadas no conceito de "mais potência, mais velocidade e menos peso".

Os spoilers dianteiros e traseiros estavam a aumentar consideravelmente para melhor a aerodinâmica e a estabilidade direcional, nas travagem e direção, aumentavam o seu comportamento em curva e aos ventos cruzados, sobretudo em altas velocidades.

O spoiler dianteiro guia o ar ao redor exterior do carro e evitam muito ar por baixo do carro, O spoiler traseiro descarrega o ar que flui ao redor do veículo no lugar certo, o spoiler, com o mínimo de turbulência possível ao aumentar a sustentação negativa nas rodas traseiras e, portanto, gerar downforce. O fluxo de ar uniforme do veículo e a elevação negativa controlada aumentam a velocidade máxima e reduzem o consumo de combustível.

Os motores eram aspirados, mas com a crise petrolífera de 1973, a solução passou pela adição de um turbo-compressor em 1974,

O 911 precisava de mais potência e um motor turbo foi criado baseado no coeficiente para motores turbo que era de 1,4,e então um motor de 2,1 litros para se enquadrar na classe de 3 litros tendo como base o do 911 2.2, com um curso de 66 mm e um diâmetro de 83 mm, utilizando bielas em titânio. A taxa de compressão foi reduzida para os 6.5:1. Atingia velocidades de 310 km/h e chegava aos 100 km/h em 3.2 segundos. Acoplado ao motor estava a caixa 915, reforçada para este modelo, sem diferencial.

Foi então que, em 1974, apareceu o Porsche 911 Carrera RSR Turbo, com um turbo KKK adicionado ao motor de seis cilindros opostos arrefecidos a ar, com injecção mecânica Bosch. O limite para a categoria era de 3.0L, mas com o acréscimo do turbo, a cilindrada era multiplicada por 1,4 e por isso a capacidade deste motor fixava-se nos 2142 cc, o limite máximo. Dependendo da pressão do turbo, a wastegate era regulada pelo piloto, a potência poderia ir dos 450 aos 500 cv às 7600 rpm.

Alargado o eixo dianteiro e significativamente o eixo traseiro, melhorados os componentes da suspensão com braços de alumínio e molas de titânio e mais leve com a utilização de fibra de vidro na carroceria. A traseira recebeu um spoiler enorme capaz de contribuir com grandes quantidades de downforce e fluxo de ar para seu intercooler

Modificação na miniatura

Depois de ter cortado a traseira junto ao para choques do Porsche Carrera RS da Solido, foi feita a caixa em barro plástico e construído em lata o enorme aileron traseiro, bem como o frontal.

Os alagamentos também foram feitos com o barro plástico.

 As rodas são da 3J

IMG_20210901_165036.jpg

IMG_20210901_165047.jpg

IMG_20210901_165103.jpg

IMG_20210901_165148.jpg

IMG_20210901_165205.jpg

IMG_20210901_165217.jpg

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina da Modelos 3I.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº nº24 5/74

Material – zamac

Material da placa de base – metal

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 21:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. VW Dragster - Um olhar so...

. Porsche Aurora Carrera 6 ...

.  Austin Mini 1275 GT - Um...

. Lotus Elan  - Um olhar so...

. Alfa Romeo Giulia GTV 200...

. Datsun 260 Z - Um olhar s...

. Ferrari 512 S Spyder 1970...

. Lola T 292 - Um olhar sob...

. Centaur - Um olhar sobre ...

. Porsche Turbo KKK - Um ol...

. The CSCC Special Saloons ...

. Volkswagen 1952 Ribeirinh...

. Porsche 908 longo - Um ol...

. Crayford Mini - Um olhar ...

. Ford Capri 2600 RS De Bag...

. Volkswagen Fittipaldi-Bar...

. Peugeot 104 Zs Rallye - U...

. Lamborghini Miura P400 ba...

.arquivos

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub