Quinta-feira, 26 de Maio de 2022

Porsche 935 Giannone - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 935 Giannone - Um olhar sobre as minhas miniaturas

581ª – Porsche 935 Burago Transformado

Porsche Carrera RSR de Robert Giannone 1º Circuito de Vila Real 1981

 Modelo real

Um carro preto de corrida era inconfundível, a publicidade as peles e á minha parka bege que orgulhosamente vestia aliada ao negro com que um dos ídolos de Vila Real, Robert Giannone por vezes assim o vi trajado, como a lembrar-nos do cavaleiro negro da Sandeman.

A evolução do  Porsche de Robert Giannone continuava , e para o 21º Circuito de Vila Real de 1981 no  Agrupamento B - grupos  2,3,4 e 5 acima de 1300c.c.

Robert Giannone foi o primeiro a entrar em pista com o Porsche 935 preparado pela Almeras enquanto o de Joaquim Moutinho e Rufino Fontes era preparado na Aurora e qualquer dos quatro carros dispunham de motores de 3500cc. Jorge Petiz no 935 Kremer teve uma fuga de óleo que lubrificava os pedais e os sapatos do piloto..

Nos treinos, os quatro Porsche foram os mais rápidos, Rufino Fontes seguido de Robert Giannone , Jorge Petiz e Joaquim Moutinho

O Vila-realense António Conceição no Opel 1904 Sr foi 7º.

Rufino Fontes arranca bem mas na passagem de nível é ultrapassado por Jorge Petiz seguido de Joaquim Moutinho e Giannone. António Conceição abandona.

Jorge Petiz, Rufino Fontes , Joaquim Moutinho e Robert Giannone era um duelo que prometia.

Jorge Petiz desiste na 5º volta com motor partido e Rufino Fontes desiste com um furo.

Moutinho tem uma volta de avanço sobre Robert. Moutinho  desiste com um pricipio de incendio e Giannone passa para 1º até receber a bandeira de chegada na18ª volta para parar pouco depois com problemas elétricos no motor.

O segundo é Santos Pereira no Opel Kadet GTE

Modificação na miniatura

A miniatura é o Porsche 935 Vaillant da Burago que foi alargado com barro plástico e lata da paste de um dentífrico e posteriormente pintado.

IMG_20220526_140614.jpg

IMG_20220526_140637.jpg

IMG_20220526_140731.jpg

IMG_20220526_140816.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de presina de acordo com as originais.

Fabricante Burago

Série

Referencia nº 4142 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:16
link do post | comentar | favorito (1)
Domingo, 22 de Maio de 2022

Lola T 70 P 101 BRM MK 3 B - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 70 P 101 BRM MK 3 B - Um olhar sobre as minhas miniaturas

577ª – Lola T 70 P MK 3 Solido transformada

Lola T 70 P 101 BRM MK 3 Max Wilson / Mac Daghorn Circuito de Vila Real 1969 abandonaram.

1967 Lola T70 MkIII SL73/113

Modelo real

Em 1967, o Lola T70 MkIII SL73/113 foi vendido a Max Wilson, com o qual participou em três corridas a 13/8, a Wills Trophy, em Croft, também com Max Wilson mas, avariou nos treinos, e não partiu.

A 09/9: no Holts Trophy, em Crystal Palace, Max Wilson; #114 foterminou em 4º .

A 15/10 nos Paris 1000 km's, em Montlhery, M.Wilson agora acompanhado por David Hobbs  #2 foi 2º nos treinos, e abandonou na 15ª volta quando estava em 2º (cárter danificado)

De volta a Lola, onde um B.R.M. O motor V-12 de 3,0 litros foi montado acoplado a uma caixa de câmbio LG600 e o carro foi transformado em um spyder para Max Wilson.

O carro saiu novamente da fábrica no início de 1969 para a 17/5, no Martini International Trophy 300, em Silverstone, Wilson ser 16º OA.

01/6: nos 1000km de Nurburgring M. Wilson agora com Mike Walker; #22; qualificou-se em 29 de 73; correndo como protótipo e foi chamado de “Lola-BRM T70P”. Um acidente na primeira volta fê-lo abandonar.

Veio a Vila Real 06/7 para as 6 Horas de  Vila Real, Portugal. Wilson/Mac Daghorn; #23,

O Lola T70 BRM "spyder" de Max Wilson apareceu reconstruído e modificado pelo seu mecânico Paul Collier, após o acidente que sofreu em Nurburgring. A nova frente, cerca de 5 cm mais baixa que a original, foi inspirada na do Lola T-163 Can Am. O carro pesava 700 kg e tinha um motor BRM V-12 capaz de produzir 375 CV.”

Max Wilson Mac Daghorn e o Lola T 70 B.R.M. abandonou na 45 volta.

Com a carroçaria original do cupê Mk3 o carro foi vendido para Brian Alexander.em 1972 e registrado como carro estrada com número de registro “JJB 44K” emitido pelo Conselho do Condado de Hertfordshire.

2007:

Após 25 anos de propriedade de Hurd Jr., o SL73/113 foi comprado pelo atual proprietário e o carro foi trazido de volta para a Europa. Uma restauração mecânica completa foi feita no carro na temporada de corridas históricas europeias de 2008, 2009 e 2010, onde competiu na série Classic Endurance Race, bem como no World Sportscar Masters.

Após a temporada de 2009, o SL73/113 foi desmontado para testes de rachaduras na suspensão. Ao mesmo tempo, a carroceria foi removida e repintada em sua cor original de British Racing Green.

Modificação na miniatura

Encontrado um Lola T 70 MKIIIB da Solido e depois de lhe ter retirado a tejadilho e eliminado a parte central traseira e refeita toda a parte traseira.

 

IMG_20220522_145809.jpg

IMG_20220522_150357.jpg

IMG_20220522_150422.jpg

IMG_20220522_150453.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 175  1/70

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 16:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

BMW 2002 TI Alpina Gr2 Marão - Um olhar sobre as minhas miniaturas

BMW 2002 TI Alpina Gr2 Marão - Um olhar sobre as minhas miniaturas

574ª – BMW 2002 Turbo Solido

BMW 2002 TI Alpina Gr2 1º Rallye de Portugal 1972 e no troço do Marão Nº 76 Achim Warmbold / John Davenport

Modelo real

Como se costumava dizer : “á noite todos os gatos são pardos” e não é que foi uma realidade.

Depois de parar o carro junto da Pousada do Marão, subimos a estrada que dava acesso ao troço do Marão incluído na 4º etapa que ligava o Estoril ao Porto. a 14 de Outubro A noite no Marão foi fria, já sabíamos e as fogueiras e cervejas as nossas companheiras.

Os 35 Km da Pec 18  começaram 11 minutos depois da meia noite e numa mais chegava o primeiro concorrente. Uma luz na noite brilhou e pouco depois passou a toda a velocidade na nossa frente. Foi a primeira vez que vimos alguns carros a deitar faísca por debaixo dos carros, principalmente nos primeiros e este fabuloso e rapidíssimo BRM  Achin Warmbold Achim John Davenport  em que todos ficamos convencidos de que venceria a o troço, entretanto confirmado pelo pequeno transístor que nos ia dando as novidades do Rali.

Modificação na miniatura

Retirado o spoiler da frente foi pintado e decorado e sujo.

IMG_20220519_164150.jpg

IMG_20220519_164159.jpg

IMG_20220519_164228.jpg

IMG_20220519_164333.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série Gam

Referencia nº 22 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País -

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:27
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Maio de 2022

Mini Cooper Grupo 5 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mini Cooper Grupo 5 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

566ª – Mini Cooper  Auto Pilen transformado

O Mini de Grupo 5 António Ruão

 Modelo real

Um dos minis mais bonitos e impressionantes foi o Mini de Grupo 5, do agrupamento B1 concorrente ao Campeonato Nacional de Velocidade, utilizado e preparado por António Ruão

António Ruão no Circuito de Vila do Conde em 1977 nos treinos foi o mais rápido e na corrida continuou até Bacelar de Moura o ultrapassar no Alfa Romeo e continuando a luta agora em posições inversas, e assegurar o segundo lugar.

No ano seguinte, surgiu pintado de branco, azul e vermelho no Circuito da Primavera, no Estoril onde foi o 3º mais rápido, partindo ao lado de Helder Valente no 240Z, o terrível mini da Leyland Ruão, ficou atras do Lotus Europa de João Vasco.

Na subida da Rampa da Covilhã também conhecida por Rampa da Serra da Estrela foi 10 onde os mais rápidos foram os irmãos Jean‑Marie Alméras/F Porsche 935 Gr.5 e o 2º, é Jacques Alméras/F Porsche 934 Turbo Gr.4.

Em Vila do Conde, no II Circuito da Costa Verde, o piloto preparador fez o 5º melhor tempo, apreciando um grau de preparação muito superior aos de todos os minis incluindo o de João Batista, também por si preparado.

O maior favoritismo na classe 1300 não se confirmou pela anuência a que foi forçado devido ao seu acidente na prova do Troféu Mini.

Com um Mini Carlos Antão correu num Authi, de fabrico/montagem espanhola, mas que abandonou com problemas de aquecimento.

Em 1980 Costa Almeida vem a Vila Real para a prova do Agrupamento B, naquela que é a sua segunda corrida e a sua estreia em circuitos, ao volante do antigo carro de António Ruão, agora inscrito como Austin Cooper faz o 11º tempo e no final foi o melhor entre os 1300 (B1) e o 4º da geral. O vencedor foi António Barros seguido por Jorge Petiz e Serafim Martins.

Com o tejadilho em branco, no ano seguinte, permite a João Baptista participar na prova de Vila Real, no Agrupamento B até 1300, faz o 3º tempo mas, na prova, não se classifica.

Modificação na miniatura

Feitos os alargamentos dos guarda-lamas e o aileron frontal

IMG_20220511_174800 (1).jpg

IMG_20220511_181929 (1).jpg

IMG_20220511_182415.jpg

IMG_20220511_182458.jpg

Miniatura

Abre as portas, levanta a mala e o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são em resina da Modelos 3J.

Fabricante Auto Pilen

Série M

Referencia nº 319

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão e vitrine plástica.

País - Espanha

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:43
link do post | comentar | favorito (1)
Domingo, 8 de Maio de 2022

Porsche Aurora RSR - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Aurora RSR - Um olhar sobre as minhas miniaturas

563ª – Porsche Aurora Luso Toys transformado

Porsche Aurora RSR Kiko Ribeiro da Silva 8º na Rampa da Serra da Estrela

 Modelo real

O Team Arbo era constituído por Jorge Ortigão no Opel 1904, Rufino Fontes no Pop Cross e velocidade com o Alfa Romeo 2000GTV e Clemente Ribeiro da Silva no Porsche Aurora RSR estreado no Rally A Reguladora a 15 de Janeiro de 1977 com o motor do Aurora Spyder.

Em 1977, Kiko Ribeiro da Silva estreia o Porsche Aurora ainda num estado muito incipiente de preparação no Rali "A Reguladora", com João Ralha como navegador com o motor do Aurora Spyder..

O chassis do Porsche 911, ou segundo outros, um 912 Targa depois de levar vários elementos de outros Porsche, de ser alargado e com uma nova na frente e ainda mais alargado na traseira, também do tipo RSR, no qual foram montadas as jantes do Porsche Carrera 6 e um enorme aileron no bom estilo da época.

O cancelamento da prova do Europeu de GT fez da estreia do Porsche Aurora RSR em pista no Estoril no Circuito Internacional da Primavera, a novidade em conjunto com o Porsche Carrera RSR de Robert Giannone na prova dos Grupos 2 a 5.

O mais rápido foi Giannone e Ribeiro da Silva onde fez o 5º melhor tempo, mas na corrida não foi além do 16º lugar depois de ter parado na box “com martelo de válvula solto” na 5ª volta.

Na Rampa da Serra da Estrela compareceram 12 pilotos estrangeiros a fazer prever uma das melhores provas da época. Mauro Nesti venceu pela segunda vez consecutiva com no Lola Cabora, e Kiko Ribeiro da Silva foi o melhor português, com um excelente 8º lugar e Robert Giannone em 11º. 

No primeiro circuito da Costa Verde em Vila Do Conde a 2 e 3 de Julho é a estreia da pintura psicadélica e que eu não consegui fotografar, mas logo pensei: Nunca mais o vou conseguir pintar.

Modificação na miniatura

Feito as faróis o guarda lamas e o aileron da frente foi colocado um aileron da 3j

IMG_20220508_194438.jpg

IMG_20220508_195410.jpg

IMG_20220508_195617.jpg

IMG_20220508_194227 (1).jpg

 

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina Modelos 3J.

As rodas são de plástico Whizzwheels.

Fabricante  Modelos 3J.

Série M

Referencia nº 8

Material – resina e metal

Material da placa de base – resina

A base está agarrada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Maio de 2022

Porsche Carrera RSR Robet Giannone   - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Carrera RSR Robet Giannone   - Um olhar sobre as minhas miniaturas

557ª – Porsche 935 Luso Toys transformado

Porsche Carrera RSR de Robert Giannone 1º Circuito de Vila Real 1979

Modelo real

O Porsche Carrera RSR de Robert Giannone com o Chassis 911.460.9095 foi um dos cinquenta e sete RSR especiais produzidos em 1974 para homologação,

Dispunha de um motor de 3 litros com cerca de 330 cv, e foi adquirido em 1977 em Karlsruhe, nas oficinas da Freisinger Motorsport para animar as corridas em Portugal em conjunto com o Aurora Porsche e o De Tomaso Pantera. Vi-o em Vila do Conde onde venceu nos dois circuitos de 1977

Em 1978, foi transformado em Grupo 5 atmosférico, em França na Almeras Freres.

As corridas regressaram a Vila Real e no XXIº Circuito e Vila Real a prova principal foi a dos automóveis da Categoria B que englobava os Grupo 2 - Turismo Especial, Grupo 3 - Grande Turismo De Série, Grupo 4 - Grande Turismo Especial e Grupo 5 - Produção Especial Silhuetas realizada em 29 Julho 1979

António Barros dominou a prova mas uma ida à box impediu-o de manter o lugar e teve de se contentar com o segundo posto.

Robert Giannone nº5          Porsche Carrera RSR 1º 5 25 1h 13m 40,11s              141,003

2º António Barros nº 25 Aurora Porsche RSR 2º 5 23 1h 14m 43,20s  139,019

A Vila-Realense Fernando Carneiro mostrou que também sabia andar com carros de tracção traseira, que por brincadeira alinhou com o Datsun 240Z de grupo 5.

Modificação na miniatura

A miniatura é o 935 da Luso Toys que foi alargado com barro plástico e lata da paste de um dentífrico e posteriormente pintado. 

IMG_20220502_181346.jpg

IMG_20220502_181439.jpg

IMG_20220502_181503.jpg

IMG_20220502_181632.jpg

IMG_20220502_181804.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina com as originais.

Fabricante Luso Toys

Série Export Metal Kit

Referencia nº K8

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está encaixada na carroçaria

Apresentado em caixa de cartão, como kit e com janela de visualização.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
Segunda-feira, 25 de Abril de 2022

Porsche 935 com faróis Vallelunga - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 935 com faróis Vallelunga - Um olhar sobre as minhas miniaturas

550ª – Porsche 935 Luso Toys transformado

Porsche 935 #002 - Porsche 930/72 F6 2v SOHC 2856 cc Gr.5 1º Jacky Ickx (B)/Jochen Mass (D) do Martini International Racing Team 6H Vallelunga 1976

A revista Sport Auto a 4 de Abril de 1976 mostrava um Porsche 935 com faróis que podia muito bem ser feito com o da Luso Toys, e foi.

Modelo real

As regras do Grupo 5, " silhueta", permitia várias modificações significativas, tais como, modificações na carroceria, asas maiores, eixos mais largos e refrigeração a água, desde que a silhueta básica do carro permanecesse inalterada quando vista de frente.

O motor do 935 era uma versão de 418 kW (568 PS; 561 hp) (a 7.900 rpm) do 3.0 L flat-six regular, com 60 mkp (438lb-ft, 588Nm) de torque a 5.400 rpm.

Duas semanas depois da primeira prova foram às 6 Horas de Vallelunga para mais uma corrida a 4 de abril.

Ickx e Mass conquistaram a pole por 2,3 segundos do Kremer 935 de Wollek / Heyer, seguidos do Lancia de três BMWs (Alpina, Schnitzer e Hermetite) e o De Tomaso em 15º.

Com a frente tradicional o Porsche de  Ickx / Mass foi embora e foi só encher o carro com combustível, trocar os pneus e adicionar um pouco de óleo.

O Kremer 935 abandonou na primeira hora com problemas na caixa de câmbio. O Stratos de fábrica manteve uma boa segunda posição até 4,5 horas quando abandonou com problemas de transmissão.

A Alpina BMW lutou para terminar em segundo lugar após problemas na caixa de câmbio e um amortecedor do virabrequim quebrado diminuiu seu ritmo. Posey / Grohs / de Fierlant terminaram distantes 16 voltas atrás do Porsche vencedor.

O Porsche 911 Carrera RSR de Kenneth Leim, e Kurt Simonsen, terminou em terceiro e o Hermetite CSL de Fitzpatrick / Walkinshaw terminou em quarto a 27 voltas.

.Modificação na miniatura

Foram feitos os faróis no modelo da Luso Toys

IMG_20220424_164853.jpg

IMG_20220424_165008.jpg

IMG_20220424_165023.jpg

IMG_20220424_165138.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Luso Toys

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 18:58
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Abril de 2022

Citroen DS curto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen DS curto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

547ª – Citroen DS 21 Norev transformado

Dois protótipos estreados no Rali TAP 1972

Citroen DS Proto Coupé Francisco Romaozinho

 Modelo real

O design desta parte traseira com formas coupé "fastback" deve-se às oficinas Pichon-Parat, O DS Prototype  foi equipado com uns alargamentos na frente permitindo a instalação de novas rodas de resina Michelin RR, preparadas para o SM

Francisco Romaozinho treinou o rali de Portugal no novo Citroen DS23 de grupo 2, mas para o Rali a Citroen entregou-lhe um DS Proto coupé do grupo 5, um protótipo aparentemente mais competitivo mas pouco experimentado e era o seu primeiro rali e Romãozinho também não estava habituado ao carro, sem contar com os problemas de juventude.

Entre os 122 participantes, em 11 de outubro de 1972, estavam então três Citroën oficiais, Bochnicek com um DS 21 grupo 2 e Björn Waldegaard ao volante também de um Citroen proto SM, também a estrear-se em competições.

Os participantes vindos de sete cidades chegaram a Bragança na manhã de 11 de outubro de 1972 as 11horas para 15 minutos depois partirem rumo a Ofir.  

Na segunda etapa Ofir - Estoril  Bochnicek, após sair da pista, classifica-se á em 92º e Waldegaard estava no 93º lugar devido a problemas de suspensão.

No 5º Etapa Porto Estoril Francisco Romãozinho recupera até´ ao 6º lugar. Entretanto os seus companheiros de 92º e 93´lugar ficando em terceiro e quarto lugar na especial. O português também reforçou-se com um magnífico 4º tempo na 5ª especial, Romãozinho abandona devido a um incidente eléctrico, a mesma causa que mais tarde provocou a desistência do austríaco Richard Bochnicek.

Somente 21 carros conseguiram terminar o Rally e a vitória foi para o BMW 2002 TI de Achin Warmbold e o SM protótipo de Björn terminou num honroso 3º lugar, o primeiro do grupo 5.

 Modificação na miniatura

A miniatura da Norev foi cortada logo a seguir à porta da frente e novamente um pouco antes da porta traseira.

Abertos os guarda-lamas traseiro e cortado o para-choques foi feita a traseira em barro plástico.

As rodas foram substituídas por umas da Norev.

IMG_20220422_150333 (1).jpg

IMG_20220422_150128.jpg

IMG_20220422_150137.jpg

IMG_20220422_150201.jpg

IMG_20220422_150220.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série Jet Car Metal

Referencia nº 356

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Abril de 2022

Alpine Renault A 440/2l - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alpine Renault A 440/2l - Um olhar sobre as minhas miniaturas

542º - Alpine Renault A 441 Solido transformado

Alpine A440 N°12 chassi 4400 durante os testes em Paul Ricard

Na Quinta-feira Santa, na explanada do Café Clássico encontrei o Jorge e ainda lhe perguntei. Vamos ver as tuas miniaturas?

Onde?

Riu-se, e olhou para cima…

Naquele tempo estávamos a começar a trabalhar, agora já estamos reformados e sem a contagem dos descontos da Segurança Social.

Tambem não viemos a minha casa ver as miniaturas. 

 Modelo real

Noveautes “Sport”

Várias sessões de ensaio iguais para a equipa Alpine Renault e a sua barquete Alpine Renault A 440/2l, tendo em vista uma participação mais completa do que o ano passado no Campeonato da Europa de viaturas até 2L, cuja primeira reunião está marcada para Misano nas fronteiras do Adriático. Aqui novamente, como Alfa Romeo e Ferrari, a essência deste programa de ensaios privados está relacionada aos testes aerodinâmicos ou, se preferir, ao suporte. É também que, em comparação com o modelo original, a carroceria recebeu um certo número de retoques em sua parte frontal, enquanto vários tipos de capotas traseiras também foram testados. Dada a relativa juventude deste protótipo de 2l cuja primeira volta remonta pelo menos a Abril passado, também é bastante óbvio que estes testes foram desde então acompanhados por um programa de desenvolvimento relativo ao motor, como o chassis e as suspensões.

Se no local onde escrevemos ainda não está decidido (sempre essa famosa conjuntura) podemos pensar que os dois carros serão inscritos oficialmente, um com Jean Pierre Jabouille, que já trabalhou muito neste modelo, o outro com Gérard Larrousse, pelo menos quando o programa do campeonato Mondial do Sport permitir que Gerad se liberte,

L´Automobile Fevereiro de 1974 pag 92

O Alpine A440 tem 3,918 m de comprimento, 1,94 m de largura e 0,98 m de altura. O peso está contido em 574 kg.

O motor V6 de 1.997 cc entregava cerca de 285 cv a 9.800 rpm, passando por uma transmissão Hewland de 5 velocidades.

A estreia nas corridas ocorreu durante a corrida de Magny-Cours em 1º de maio de 1973, o carro mostrou um bom desempenho desde o início, conquistando um belo 4º lugar. Sua segunda corrida foi em Croix en Ternois, onde Jabouille venceu.

Modificação na miniatura

 Feitas as novas entradas de ar e refeita a frente foi pintado.

IMG_20220417_114335.jpg

IMG_20220417_114436.jpg

IMG_20220417_114540.jpg

IMG_20220417_114622.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 17:01
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Abril de 2022

 Porsche 917/10 TC interserie - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Porsche 917/10 TC interserie - Um olhar sobre as minhas miniaturas

540ª – Porsche 917/10TC Solido transformado

Porsche 917/10 TC #002 - Porsche 912 F12 2v DOHC 5000 cc Turbo da Willi Kauhsen Racing Team e pilotado por Willi Kauhsen (D) 1º corrida na 1º e 3º na Corrida 2. Grelha de partida 4º (1:31.010) a 1.5.1972 no Autódromo Dino Ferrari Imola

Modelo real

A versão europeia da série CanAm era o campeonato alemão conhecido por Interserie, onde já havia um interesse da Porsche, onde os carros abertos do Grupo 7 competiam em 1970, onde  um Porsche 917 K venceu a competição com Jurgen Neuhaus.

Em 1972, Willi Kauhsen fundou sua própria equipe e contou com o apoio do então gerente da Porsche Rico Steinemann . No outono de 1971, a Porsche equipou o Porsche 917 Spyder com potentes motores turbo. Steinemann ofereceu o carro a Kauhsen,

A Willi Kauhsen Racing Team inscreveu o seu patrão Willibert " Willi " Kauhsen nas provas da Interserie em 1972 com o qual travou um duelo emocionante com Leo Kinnunen tambem em Porsche 917/10 TC pela vitória geral na Interserie, a vitória em Imola e seis segundos lugares, ficou em segundo da geral.

O Porsche 917/10-002 de 5 litros normalmente aspirado, durante a temporada, utilizou a carroceria dianteira arredondada e a asa saliente também foram usadas neste chassi. Na última corrida do ano em Hockenheim foi usado o 917/10-002, também #11, e entradas de refrigeração de travões nas áreas côncavas da carroceria dianteira.

Modificação na miniatura

 Refeita a frente com barro plástico. De seguida cortei aparte da asa traseira e removi as entradas do motor.

IMG_20220417_124029.jpg

IMG_20220417_124038.jpg

IMG_20220415_143447.jpg

IMG_20220415_143508.jpg

IMG_20220415_143525.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 15 – 7/75

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Porsche 935 Giannone - Um...

. Lola T 70 P 101 BRM MK 3 ...

. BMW 2002 TI Alpina Gr2 Ma...

. Mini Cooper Grupo 5 - Um ...

. Porsche Aurora RSR - Um o...

. Porsche Carrera RSR Robet...

. Porsche 935 com faróis Va...

. Citroen DS curto - Um olh...

. Alpine Renault A 440/2l -...

.  Porsche 917/10 TC inters...

. BMW 3.0 CSL Luigi Grupo 2...

. Porsche Carrera 6 Spyder ...

. BMW 2800 CS - Um olhar so...

. BMW 2002 Alpina - Um olha...

. Alpine Renault Le Mans 19...

. Aurora Porsche RSR Antóni...

. Gulf Mirage M6 - Um olhar...

. Chevron B 36 - Um olhar s...

. Fiat Abarth Rali Internac...

. Alpine Renault A441 ELF/E...

. Ford Escort Gr2 Zakspeed ...

. Alfa Romeo Giulia Super v...

. Porsche 911 SC Turbo Rali...

. Porsche 911 Carrera  Rall...

. Sovra LM4 - Um olhar sobr...

. Aston Martin DB5 - Um olh...

. Renault 5 Le Car Van - Um...

. Peugeot 604 landauet  - U...

. Porsche 917 Spyder - Um o...

. Ford T 1909 - Um olhar so...

. Mercedes Benz 220 - Um ol...

. Ford Escort  - Um olhar s...

. Chevron B 23 de um ídolo ...

. Lola T 280 DFV Team BIP c...

. Lola T 292 Carlos Gaspar ...

. Lamborghini Miura P400 ba...

. Chevron B 23/73 - Um olha...

. BMW 3.5CSL 1976 Gosser Bi...

. Bond Bug 700 ES aberto - ...

. Team Simca - Um olhar sob...

. Citroen 2cv Pop Cross- Um...

. Ford Capri 3000 GT- V6 U...

. Alfa Romeo Giulia Xavier ...

. Morris Mini 1000 van aber...

. Citroen Pop cross de Lisb...

. Mirage GR7 do Gelo Racing...

. Austin - Mini - Morris - ...

. Lola T 290 - Um olhar sob...

. Lotus Elan histórico- Um ...

. Porsche Aurora Carrera 6 ...

.arquivos

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub