Quarta-feira, 8 de Setembro de 2021

Iguana - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Iguana - Um olhar sobre as minhas miniaturas

323ª – Iguana Ital Design Politoys

O percursor do estilo em cunha.

 Modelo real

A Alfa Romeo apresentou no Salão de Turin em 1969 o Iguana, um Concept baseado no Alfa Romeo 33 e projetado por Giorgio Giugiaro, uma referência na década de 1960 e que no final da década funda a Ital Design.

O seu primeiro trabalho foi o Iguana com o qual inicia o a sua influência no design de carros desportivos como o Maserati Bora e o Merak a nasceram claramente do estilo do Iguana, e técnicas como o uso de componentes de aço inoxidável também seriam incorporados a futuros designs de Giugiaro, como o DMC De Lorean a este grupo de carros esportivos italianos de motor central da década de 1970.

O Iguana foi construído no mesmo chassis do Alfa Romeo Tipo 33 Stradale

Com um comprimento de 4.050 mm, uma altura de 1.050 mm e uma distância entre-eixos de 2.350 mm pesa cerca de 700 kg e faz o 0 a 100 km/h em 4,2 segundos.

O Tipo 33 Stradale é uma versão reforçada e alongada do chassi do Tipo 33 movido pelo V8 de dois litros, o Alfa Romeo Stradale poderia ser genuinamente considerado um carro de competição de estrada é uma obra de Franco Scaglione, e teve que ser montado manualmente e não era um carro barato,

Planeado para uma série de 50 Stradales apenas 18 exemplares foram construídos, quando a Alfa decidiu entregar cinco dos chassis sobressalentes a ser usados ​pelas principais casas de design da Itália: Bertone, Pininfarina e ItalDesign.

A Iguana encontra-se no Museo Storico Alfa Romeo

Modificação na miniatura

Foi pintado imediatamente depois de ter sido visto na página 37 do anuário  Le Salon de l´Auto L´Auto Journal 1970

IMG_20210908_190258.jpg

IMG_20210908_190309.jpg

IMG_20210908_190347.jpg

IMG_20210908_190428.jpg

Miniatura

Abre as portas e levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plásticas usadas nas miniaturas da marca.

Fabricante Politoys

Série M

Referencia nº14

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Italia

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:17
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Setembro de 2021

Ferrari Dino Berlinetta Speciale. - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari Dino Berlinetta Speciale. - Um olhar sobre as minhas miniaturas

317ª – Ferrari Dino Berlinetta Politoys

O percursor do Dino de estrada.

 Modelo real

Dino Berlinetta Speciale

Os desenhos de Aldo Brovarone originaram o Dino Berlinetta Speciale construído sobre um Dino 206S de competição #0840, em menos de seis meses e o último Ferrari a receber a contribuição do fundador da casa de design, Battista Pinin Farina, antes da sua morte em 1966 e um dos primeiros a ser supervisionado pelo seu filho Sergio, o seu sucessor na empresa.

Apresentado no Salão Automóvel de Paris, em Outubro de 1965, o protótipo do motor central surpreendeu e convenceu Enzo Ferrari no modelo para homenagear o seu filho Alfredino 'Dino' .

“O carro foi pintado no tradicional vermelho Ferrari, cor que também apareceu na cabine. O painel era preto e os bancos creme não eram ajustáveis, ao contrário dos pedais. As janelas laterais eram operadas manualmente com maçanetas. O portão de câmbio era típico da Ferrari com uma alavanca curta encimada por uma maçaneta redonda de alumínio polido. A caixa de fusíveis foi posicionada sob o painel do lado do passageiro. Havia uma roda de três raios com aro de couro e outra instrumentação esparsa, com apenas os mostradores necessários. Um grande conta-rotações centralmente posicionado era flanqueado por um medidor de pressão de óleo e um respiradouro, e havia um medidor de temperatura da água inserido à direita. Não havia aquecimento ou sistema de degelo no carro. O único limpador de pára-brisa curto não era extremamente prático.”

A Pininfarina berlinetta, com motor V6 traseiro, foi a precursor do que viria a ser os Ferrari Dino 206 e 246 GT, e esse protótipo já apresenta várias características que o modelo de produção teria, as linhas da carroçaria como as entradas de ar laterais côncavas.

Sergio Pininfarina doou o protótipo ao museu de La Sarthe com a promessa de nunca vender o carro, mas não aconteceu e o ACO baseado em que o carro não tem relação comas 24 Horas de Le Mans, colocou-o a venda.

Modificação na miniatura

Estive à espera de um modelo em Vermelho mas nunca o encontrei.

IMG_20210902_173546.jpg

IMG_20210902_173557.jpg

IMG_20210902_173614.jpg

IMG_20210902_173811.jpg

Miniatura

Abrindo as portas e o capô. Volante e alavanca das mudanças cromados.

Roda sobressalente dentro do capô.

Reprodução do motor

Duas ponteiras de escape cromadas.

Volante e rodas dianteiras moveis e posteriormente já eram fixas.

Quatro faróis dianteiros de strass cobertos por uma faixa de plástico transparente. Luzes traseiras de plástico.

Placa preta MI-A72.

Cores vermelho pastel brilhante com interior preto, vermelho escuro metálico com interior preto, azul metálico com interior marrom e azul francês com interior marrom. As primeiras saídas (com caixa preta do primeiro ou segundo tipo) as rodas viram. As últimas séries , caixa amarela e preta ou caixa de plástico possuem rodas fixas.  A primeira série, as rodas viram, e a segunda série, não. A diferença é na base e apenas na frente, com e o parafuso deslocado para um pouco par a frente.

As últimas séries, com caixa de plástico transparente, são menos refinadas.

Abre as portas e levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de metal de acordo com as originais.

Fabricante Politoys

Série

Referencia nº 536

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e posteriormente com vitrine plástica.

País – Itália

Anos de fabrico 1967 a

 

 


publicado por dinis às 22:57
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2021

Lancia Beta Berlina  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lancia Beta Berlina  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

286ª – Lancia Beta 1800 Berlina Polistil

Um carro de apoio a equipa da Alitalia

Modelo real

Em Outubro de 1972 foi apresentado o Lancia Beta um carro de luxo de nível básico produzido pela Lancia de 1972 a 1984. Foi o primeiro novo modelo apresentado pela Lancia depois de ter sido adquirida pela Fiat em 1969. Estava disponível em versão 1600, a berlina de quatro portas com um estilo 'fastback' e a aparência de um hatchback, e motores do Fiat 132,  de 1400, 1600 e 1800 , montados transversalmente, caixa de cinco velocidades  e muito material de origem Fiat. Em 1974 foi lançada a versão 1.8ES com vidros elétricos, rodas de liga leve e teto solar.

No Salão do Automóvel de Turim, em Novembro de 1974, um motor 1300 juntou-se à gama, mas, no Outono de 1975, os motores 1600 e 1800 foram substituídos por novos 1600 e 2000 s. Os 2,0 litros melhoraram o torque no mesmo ano a Lancia voltou ao mercado americano com o Beta. Versões automáticas foram introduzidas em 1978. Em 1981, o 2.0 tornou-se disponível com injeção eletrônica. A produção da Berlina terminou em 1981

O Lancia Beta esteve disponível com várias carrocerias, ou seja, o fastback de 4 portas (Beta berlina), quatro portas e mala (Beta Trevi), coupé de 2 portas (Beta Coupé), Targa de 2 portas (Beta Spider), um 3 portas (Beta HPE) e um desportivo com motor central Lancia Beta Montecarlo.

Modificação na miniatura

Pintada com as cores da Alitalia

IMG_20210802_231501.jpg

IMG_20210802_231623.jpg

IMG_20210802_231715.jpg

IMG_20210802_231731.jpg

IMG_20210802_231852.jpg

Miniatura

Abre as portas da frente,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plásticos iguais aos modelos desta época no fabricante.

Fabricante Politoys

Série

Referencia nº E 41

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:34
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Julho de 2021

Stratos HF Zero - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Stratos HF Zero - Um olhar sobre as minhas miniaturas

282ª – Lancia 1600 HF Stratos Bertone  Politoys

Stratos HF Zero, o início.

Modelo real

Stratos Zero de 1970 Gandini á frente na Bertone

O Stratos HF Zero é um protótipo de 1970 e um prenúncio de um modelo a ser lançado no futuro, com um desenho futurista e/ou irreverente evocando a velocidade.

Não faltam são argumentos para fundamentar este interessante concept car. E isso certamente é verdade para o Stratos Zero de Bertone, um conceito que, mais do que qualquer outro, inaugurou a era dos carros angulosos e em forma de cunha que caracterizou os anos 1970 e 1980.

A grande rivalidade de design entre Bertone e Pininfarina atingiu o ponto mais alto, com ambas as empresas aparentemente determinadas a fazer de tudo para superar uma à outra. Bertone talvez tenha aberto as hostilidades com o Marzal e com o primeiro supercarro em forma de cunha, o poderoso Alfa Romeo Carabo. A Italdesign entrou na briga com o Bizzarrini Manta e o Alfa Romeo Iguana. A Pininfarina respondeu usando todo o seu poder de fogo da Ferrari com o impressionante P5, o 512S berlinetta e o Módulo.

Apresentado a 28 de Outubro de 1970 no Salão Automóvel de Turim, era um contraponto ao Ferrari 512S Modulo da Pininfarina.

Ambos os carros têm uma qualidade escultural quase abstrata, mas o Stratos parece mais dinâmico comparado ao Módulo um tanto estático. Também é ainda mais baixo, com apenas 33 centímetros de altura.

Estava equipado de um V-4 de 1584 cc que produz 115 cavalos a 6200 rpm, retirado diretamente dow um Lancia Fulvia acidentado. A traseira do carro possui uma grade através da qual os mecanismos são claramente visíveis; o compartimento do motor é coberto por um capô triangular que se abre para a direita.

Em cada lado do carro, há duas pequenas janelas empilhadas uma em cima da outra, e a entrada e a saída são facilitadas pela abertura do grande para-brisa emoldurado. A coluna de direção pode ser movida para frente para permitir mais espaço para entrar no veículo. Simultaneamente, um mecanismo hidráulico abriu o amplo pára-brisa de Perspex, que servia como única porta do carro. Os ocupantes podiam ver diretamente à frente e acima - e pouco mais.

Nuccio Bertone conduziu o Stratos na via pública de e para os escritórios de Lancia, deslumbrando todos os que viram o cupê incrivelmente baixo e maravilhando-se com ele e quando entrou nos portões da fábrica da Lancia passando por baixo da barreira durante o dia.

Sob o título “Extrapolações”, a Swiss Automobil Revue escreveu na época: “Ideias audaciosas, mesmo aparentemente abstrusas, podem ter resultados positivos, apenas antecipados.”

Marcello Gandini  numa entrevista concedida a Giancarlo Perini em 1977, disse: “O primeiro Stratos foi desenhado tão livremente como o Autobianchi Runabout e atingiu o objetivo para o qual se pretendia: estabelecer uma ponte entre Lancia e Bertone. Depois de estabelecer a ponte, Lancia pediu-nos que tivéssemos uma ideia para um novo carro desportivo que iria aos ralis nos campeonatos mundiais. ”

IMG_20210729_191246.jpg

IMG_20210729_191409.jpg

IMG_20210729_191448.jpg

IMG_20210729_191517.jpg

IMG_20210729_191534.jpg

IMG_20210729_191544.jpg

Miniatura

O cockpit e o capô traseiro podem ser abertos. Bancos e volante pretos. Painel preto. Reprodução do motor Chrome. Vidro azul. Rodas tipo estrela rápidas. Parte traseira da caixa pintada de preto, rebitada. Conjunto de chaves de desmontagem na base de plástico amarelo-laranja. É encontrada apenas na cor vermelha laranja. Decalque "Lancia" no nariz.

Abre a portas e levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são de plásticos iguais aos modelos desta época no fabricante.

Fabricante Politoys

Série

Referencia nº M 23

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em vitrine plástica .

País - itália

Anos de fabrico 1971 a


publicado por dinis às 23:26
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Julho de 2021

Alfa Romeo Giulia SS - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo Giulia SS - Um olhar sobre as minhas miniaturas

258ª – Alfa Romeo Giulia SS Politoys

Giulietta é um modelo da Alfa Romeo que passou a Giulia sempre com a mesma carroçaria.

Modelo real

O Alfa Romeo Giulietta Sprint Speciale (Tipo 750 SS / 101.20, e Alfa Romeo Giulia Sprint Speciale (Tipo 101.21),são conhecidos como Giulietta SS e Giulia SS foram fabricados pela Alfa Romeo entre 1959 e 1966.

O protótipo do Giulietta SS foi apresentado em 1957 no Salão Automóvel de Turim e a imprensa o modelo a 24 de Junho de 1959 na pista de corrida de Monza

O número mínimo de 100 carros necessários para homologar o carro segundo os regulamentos da FIA tinham "nariz baixo" e a designação 750 SS.

O coupé Bertone, manteve o estilo aerodinâmico original projetado por Franco Scaglione para o SS em 1957 permaneceu praticamente inalterado, incluindo o nariz baixo e fino, o para-brisa traseiro inclinado conectando-se à tampa da bagageira e terminando com uma cauda quadrada. Outras mudanças foram feitas no interior, que se tornou menos espartano graças a alguns novos detalhes, como uma alça de passageiro. Um novo design de painel com instrumentação diferente também mudou a aparência do painel de instrumentos.

No Salão Automóvel de Genebra de 1963 foi apresentado a Giulia SS equipado com o motor maior da série 1.6 L

A maior diferença estava sob o capô: no lugar da unidade de 1290 cc, havia um motor de duas cames com cilindrada aumentada para 1570 cc. Ele liberou 113 cv a 6.500 rpm, graças a dois carburadores Weber 45 de dois cilindros, e ainda estava acoplado a uma transmissão de cinco marchas.

A produção terminou em 1965, com um último Sprint Speciale concluído em 1966 sendo 1.366 Giulietta Sprint Speciale e 1.400 Giulia Sprint Speciale foram produzidos dos quais 25 carros foram convertidos para volante à direita pela RuddSpeed.

Os carros permaneceram populares nas corridas entre os "cavalheiros condutores", que apreciavam seu alto torque em baixas rotações.

Usados ​​principalmente em numerosas edições do Targa Florio (de 1967 a 1970), também se destacaram em circuitos como Monza na Coppa Intereuropa, em Mugello e até nas 24 Horas de Daytona em 1969, bem como Vila Real em 1966.

IMG_20210705_190642.jpg

IMG_20210705_190706.jpg

IMG_20210705_190842.jpg

IMG_20210705_190917.jpg

IMG_20210705_191127.jpg

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e levanta o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante Politoys

Série

Referencia nº 506

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 01:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Junho de 2021

Lamborghini Urraco - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lamborghini Urraco - Um olhar sobre as minhas miniaturas

251ª – Lamborghini Urraco Politoys

O modelo económico da antiga fábrica de tractores.

 Modelo real

O Lamborghini Urraco é um carro desportivo fabricado pela empresa italiana Lamborghini. Apresentado no salão de Turin em 1970, somente começou a ser produzido em 1973, ano em que cederam a sua fabrica de tractores à Fiat.

Desenhado pelos estilistas da Bertone e a técnica entregue a Paolo Stanzani, o Urraco foi um dos primeiros modelos de motor central transversal à frente do eixo traseiro. O Urraco foi projetado para ser mais acessível e uma alternativa aos contemporâneos Ferrari Dino e Maserati Merak.

Em França o “Seviçe de Mines” recusa-se a homologar o capot traseiro pelo que a Lamborghini teve de o alterar para o mercado francês.

Motor de 8 cilindros em V

As versões do Urraco foram o Urraco P200, o Urraco P250 e o Urraco P300 com motores V8 de 2 81994cc), 2,5 (2463cc) e 3(2996cc) litros, respectivamente.

 A produção terminou em 1979, 791 Urracos foram construídos, 21 eram Urraco P250s para o mercado americano, que para cumprir os regulamentos americanos, tinham os para-choques dianteiros e os controles de emissões maiores, o último resultava em menos potência.

A produção do modelo terminou em 1979.

IMG_4335.JPG

IMG_4337.JPG

IMG_4339.JPG

IMG_4341.JPG

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico e rápidas.

Fabricante Politoys

Série M

Referencia nº 22

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:08
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Junho de 2021

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

236ª –Lola T 260 Can Am Politoys

Modelo real

Lola 260 can am LM

Para 1971 Lola desenvolveu o T260 completamente mais avançado. Bob Marston foi novamente o designer, com o fundador da Lola Eric Broadley a ajudar.

Enquanto o T220 apresentava um corpo amplo e em forma de cunha para criar força baixa possível, o túnel de vento desenvolvido T260 tinha um nariz contundente projetado para diminuir drasticamente o elevador gerado sob o corpo. A mudança na filosofia do design foi o resultado de vários carros em forma de cunha capotando assim que algum ar entrava por debaixo do nariz.

O ar de alta pressão debaixo do nariz foi extraído através de grandes cortes no monocoque e por vários pequenos buracos na carroçaria. A força para baixo na parte traseira foi gerada por uma asa de largura total que estava montada relativamente atras.

Pintura das listas e do aileron.

Modificação na miniatura

Os autocolantes eram de papel e por isso os retirei

As rodas rápidas foram substituídas pela da 3J.

IMG_3872.JPG

IMG_3873.JPG

IMG_3876.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Fabricante Politoys

Série E

Referencia nº 33

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:46
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

233ª – Lola T 222 Politoys

O primeiro Lola T 222 modifiquei-o para Avallone

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+0205+lola+t+222+politoys

e agora comprei outro pensando que poderia fazer um dos Lolas T 210 ou 212 que correram em Vila Real mas, bem visto, ele não é assim tão parecido.

Modelo real

O Lola T70 apresentado em 1965 e criado por Eric Broadley foi o vencedor absoluto da primeira série Can-Am Challenge com o T70 Mk.II Spyder com Surtees a correr pela própria equipa, e Donohue em segundo, integrado na equipe de Roger Penske em 1966 mas, no ano seguinte, o T70 já estava obsoleto.

Outros modelos se seguiram sempre belos mas nunca a poder rivalizar com os adversários

Conta-se que o T160, teve 25 exemplares construídos mas o design básico permaneceu o mesmo e muitos dos carros anteriores foram atualizados, Mesmo depois da produção terminada, os carros existentes foram modificados com nova carroceria outros revistos para os manter competitivos. Alguns foram até modificados em Coupé para criar fac-símiles do T70 Mk3b.

As versões T 162 e T 163 apenas conseguiram um terceiro lugar no campeonato de 1969 com Chuck Parsons num carro da equipe de Carl Haas.

O apoio financeiro da marca de cigarros L&M, proporcionou à Lola a possibilidade de produzir um novo carro do Grupo 7 para a temporada 1970 chamado T220, mas, era uma máquina muito convencional, especialmente comparado com alguns dos outros carros que estrearam naquele ano.

Peter Revson foi bastante rápido, terminou em dois em pódios, mas nunca foi capaz de realmente desafiar os McLarens.

O novo T220 e T 222 atraiu em 1971/72 interesses   na Interserie ou Can-Am para muitos pilotos  tais como Jo Bonnier, Vic Elford, Bob Nagel, Charlie Kemp, Gerard Larrousse e Jean Pierre Beltoise. O sucesso esse, nunca chegou.

Modificação na miniatura

Rodas da 3J

IMG_3846.JPG

IMG_3847.JPG

IMG_3848.JPG

IMG_3851.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são rápidas

Fabricante Politoys

Série Export

Referencia nº E 35

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e posteriormente em expositor plástico.

País – Itália 

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:19
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Junho de 2021

Alfa Romeo 2600 Sprint Bertone - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo 2600 Sprint Bertone - Um olhar sobre as minhas miniaturas

225ª –Alfa Romeo 2600 Pantera Politoys

Squadra Mobil Tel.777 "POLIZIA 2614"

Modelo real

A Berlina e o Sprint foram baseados nos modelos 2000, apresentado no salão de Turin em 1960 recebe o motor 2600 em 1962 o Spider e o Sprint foi desenhada por Bertone a partir de um rebaixamento e encurtamento da berlina.

IMG_3743.JPG

IMG_3744.JPG

IMG_3745.JPG

IMG_3747.JPG

Miniatura

Na caixa a inscrição "Alfa Romeo 2600 Pantera"

No chassis tem gravado "Alfa Romeo 2600 Sprint Bertone"

Abre as portas, porta-malas e capô com roda suplente.

Os bancos são rebatíveis.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Politoys

Série M

Referencia nº 537

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:38
link do post | comentar | favorito
Domingo, 9 de Maio de 2021

GAZ-69 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

GAZ-69 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

202ª – Gaz 69 AM Politoys

A minha primeira miniatura de um modelo russo

 Modelo real

O GAZ-69 é um dos primeiros carros off road soviéticos, fabricado de 1952 a 1972 e originalmente foi produzido na fábrica de Molotov de Moscou. É um jeep com tração nas quatro rodas, produzido pela GAZ (ГАЗ, ou Gorkovsky Avtomobilnyi Zavod, Gorky Automobile Factory) entre 1953 e 1956 e depois pela UAZ, em 1956-1972, todos eles conhecidos como GAZ-69.

O GAZ-69 concebido por Grigoriy Vasserman para substituir o GAZ-67B, O desenvolvimento começou em 1946 e os primeiros protótipos conhecidos pelo nome "Truzhenik" (Toiler) foram construídos em 1947. Iniciou a produção a 25 de Agosto de 1953 e cerca de 600.000 GAZ-69 foram construídos até o final da produção na URSS em 1972. Um veículo semelhante baseado no projeto do GAZ-69 foi produzido pela ARO na Romênia até 1975, primeiro como IMS-57, depois como IMS M59, e posteriormente modernizado como ARO M461

Modificação na miniatura

Pintado de verde e rodas eram rápidas foram substituída do Volkswagen Ribeirinho

IMG_3272.JPG

IMG_3273.JPG

IMG_3276.JPG

IMG_3279.JPG

Miniatura

A capota sai.

Interior detalhado

Com suspensão.

As rodas era rápidas Flash Wheels

Fabricante Politoys

Série Export

Referencia nº 28

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 22:19
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
17

22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Iguana - Um olhar sobre a...

. Ferrari Dino Berlinetta S...

. Lancia Beta Berlina  - Um...

. Stratos HF Zero - Um olha...

. Alfa Romeo Giulia SS - Um...

. Lamborghini Urraco - Um o...

. Lola T 260 Can Am - Um ol...

. Lola T 222 Can Am  - Um o...

. Alfa Romeo 2600 Sprint Be...

. GAZ-69 - Um olhar sobre a...

. Honda N 360 Zagato Mini B...

. Ferrari 250 Gt Lusso Berl...

. Fiat 1100 - Um olhar sobr...

. Siata Coupé Fiat 1500  - ...

. Alfa Romeo Canguru - Um o...

. Chevrolet Corvette Pininf...

. Panther Bertone  - Um olh...

. Maserati Quatro Porte - U...

. Chevron B 16 - Um olhar s...

. Abarth 3000 radiador aile...

. Ford Consul Cortina  - Um...

. Maserati 3500 GT - Um olh...

. Dino Ferrari Berlinetta P...

. Alfa Romeo GS Zagato Quar...

. BRM 154 - Um olhar sobre ...

. Opel CD - Um olhar sobre ...

. Porsche 912 - Um olhar so...

. Lola Mk 6 GT - Um olhar s...

. Autobianci Primula - Um o...

. Osi Bisiluro Silver Fox -...

. Ford Gt J - Um olhar sobr...

. Lancia Flavia Sport - Um ...

. Alfa Romeo  Giulia TI Sup...

. Samurai Hino - Um olhar s...

.arquivos

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub