Terça-feira, 6 de Julho de 2021

Porsche 917 o protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 917 o protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

259ª – Porsche 917 Corgi Toys

O Porsche que usava materiais antes restritos aos aviões e a estreia foi no mesmo ano em que o homem chegou à Lua! Aqui numa das primeiras fotos do protótipo.

Actualmete ainda são feitas réplicas do 917

 Modelo real

Hans Mezger, “Depois da experiência com o Ford GT40 em 1968, acreditávamos que o 908 talvez não fosse capaz de vencer a competição de Le Mans. Em 1969, ele se mostrou um projeto mais acabado, mas o 908 ainda não era o suficiente.”  

Hans Mezger entrou para a Porsche em 1956 na melhoria do motor boxer de quatro cilindros.

Os trabalhos realizados nos modelos 906, 910, 907, 908 e 909 foram importantes para que a Porsche crescesse no cenário automobilístico a fábrica alemã entrasse vencesse de vez das 24 Horas de Le Mans. 

O  prefácio de Hanz Mezger, nada menos que o criador do fantástico motor 12 cilindros opostos do 917, para o livro oficial dos 50 anos da Porsche 917.

“O 917 era uma evolução do que vínhamos fazendo antes. O motor evoluiu dos boxers de quatro, seis e oito cilindros com um novo projeto de virabrequim e sistema de lubrificação de baixa pressão. O chassi evoluiu a partir dos coupês 907 e 908. Era apenas o próximo passo para o chassi, que teria mais força, rodas mais largas e assim por diante.”, Diz-nos Hans Mezger.

Em 1969 a Porsche utilizava o 908 que havia estreado no Mundial de Marcas de 1968, onde a equipa alemã perdeu o título para a Ford por apenas três pontos.

Em 1970 foi o primeira Porsche a ganhar Le Mans em 1970. Voltou a ganhar em 1971. Por força do regulamento foi para  a série CanAm em 1972 e ganhou. Acabou com a série CanAm em 1973 quando ganhou todas as corridas!...

Foi no início de 2017 que esta pequena empresa britânica apresentou oficialmente o seu projeto, uma elaborada réplica do Porsche 917K, cujo desenvolvimento levou cerca de uma década, mas pela exatidão deste protótipo e seu complexo esquema técnico, parece ser merecida a espera.Actualmente ainda há quem o fabrique A Icon Engineering oferece o chassis e a carroceria de fibra de vidro a partir de 95.000 libras Este projeto nasceu quando um dos fundadores da empresa descobriu à venda uma réplica da carroceria do chassi 917-010 do modelo, o Porsche 917K de 1969 pilotado por David Piper.

Este projeto nasceu quando um dos fundadores da empresa descobriu à venda uma réplica da carroceria do chassi 917-010 do modelo, o Porsche 917K de 1969 pilotado por David Piper.

 …e quem o condiziu desde que o comprou e nos deliciou..., David Piper aos 85 anos

Porsche 917 Road Legal do Count-Rossi-Martini

 Ou então um dia em Monte Carlo poderá um 917 na estrada, sacudindo janelas com o som de seu monstruoso motor flat-doze de 600 cavalos de potência e as cores de corrida Martini da época e instilando medo no coração de qualquer supercarro que se atreva a tentar competir com ele em um semáforo.

É o chassis 037, uma história iniciada com outro carro, 917-030, um dos dois 917 registrados para rodar na década de 1970. Este carro foi registrado no Alabama e comprado pelo Conde Rossi, o falecido CEO da Martini and Rossi Vermouth Company e o homem responsável pelo patrocínio de Martini à Porsche.

Roddaro comprou o 917-037 em 2016 por US $ 22 milhões (estimado), que era apenas um chassi 917 até 2004, quando foi finalizado pela Gunnar Racing para a Rennsport Reunion em Daytona, Flórida. Para registrar seu carro para uso nas ruas, Roddaro precisava fazer o 037 o mais idêntico possível ao 917 da estrada do Conde Rossi para essencialmente roubar a identidade de 030. Isso envolveu dois meses de idas e vindas com o governo e muita papelada.

O fato de o carro de Roddaro nunca ter sido concluído na década de 1970, portanto, nunca correu e nunca bateu, foi uma grande ajuda para registrar seu carro. O 917-037 é feito de 95% das peças originais da Porsche e, portanto, o 917 mais original que existe, então a Porsche forneceu ao carro uma placa de autenticação oficial. Como uma homenagem ao dono do carro que deu vida ao 037, o carro de Roddaro agora usa um uniforme de corrida Martini da época.

Modificação na miniatura

A miniatura da Corgi Toys foi-lhe cortada a parte traseira e posteriormente tapado com barro plástico.

Os flaps traseiros são feitos com pedaços da lata da pasta de dentes e agora substituídos pelos metal da embalagem do Bepanthene plus.

Colocadas as aletas traseiras e as rodas substituídas pelas da 3J

IMG_20210706_200513.jpg

IMG_20210706_200558.jpg

IMG_20210706_200640.jpg

IMG_20210706_200712.jpg

IMG_20210706_200752.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plásticos iguais aos modelos desta época no fabricante.

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 385

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Inglaterra 

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:57
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Julho de 2021

Matra MS 670B longo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Matra MS 670B longo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

255ª – Matra Simca MS 670B longo Norev

A Matra estava imbatível a Norev nem tanto.

Modelo real

Matra Ms 670 curto foi o vencedor de Le Mans

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/matra-ms-670-curto-vencedor-de-le-mans-1223387

 e o Longo o segundo em 1972

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/matra-simca-670-longue-le-mans-72-1223802

era a gora a vez da Norev de nos apresentar o 679B

uma vez que a Matra voltou a vencer em 1973 e foi terceira o mesmo acontecendo em 1974 repetindo a mesma sequencia.

Em Le Mans 1974 estiveram três 670B e a novidade o 680 para Beltoise e Jarrier.  

Modificação na miniatura

Rodas do Matra da Solido

IMG_20210702_192355.jpg

IMG_20210702_190809.jpg

IMG_20210702_190817.jpg

IMG_20210702_190834.jpg

IMG_20210702_191024.jpg

IMG_20210702_191100.jpg

Miniatura

Os decalques são muto inventados e pouco se parecem com os originais.

Levanta as portas.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

Fabricante Norev

Série Jet-Car

Referencia nº 833

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está acravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:34
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Julho de 2021

Ligier JS2 Norev - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ligier JS2 Norev - Um olhar sobre as minhas miniaturas

254ª – Ligier JS2 Norev

Um protótipo que queria ser um GT, uma homenagem Jo Schlesser

Modelo real

Guy Ligier e seu amigo Jo Schlesser conversaram sobre a construção de um carro para superou deficiências dos carros que dirigiam. Para eles, o carro deve primeiro ser projetado para a corrida e só depois adaptado para a estrada.

Após a morte de Schlesser, e do seu acidente no Grande Prémio da Alemanha em 1968 de Guy Ligier abandona as corridas e fundou a Automobiles Ligier no intuito de construir uma viatura polivalente aliando as qualidades desportivas à possibilidade de uma utilização corrente.

MichelTétu, um antigo da CD trata do chassis enquanto Pietro Frua para a carroceria e coadjuvados também por Jean Bernardet.

O primeiro o JS1foi apresentado no Salão de Paris em 1969 em homenagem ao seu amigo.

O primeiro JS1 nos testes preliminares das 24 Horas de Le Mans em abril em nas 24 heures du Mans 1970 o protótipo Ligier JS1 #50 pilotado por  Guy Ligier  e Jean-Claude Andruet abandona à 8º hora.

O segundo chassi trocou o motor Cosworth FVA por um 1800cc FVC desenvolvendo 235 cavalos de potência.

Quatro exemplares foram fabricados e disputaram numerosas provas em 1970 com mecânicas do Ford Taunus 20 M ou o Ford Cosworth FVA.

Em Outubro de 1970 surge o segundo modelo, o JS2, com uma arquitectura semelhante aos protótipos JS1. O chassis foi aligeirado e mais resistente constituído por uma célula central em Klegecel (espuma plástica colocada entre duas folhas de alumínio). A carrocaria compacta e  é feita em poliéster estratificado. O modelo de produção apresentado na primavera possui para choques e dos novos luzes traseiras do coupé Peugeot 504. A grande inovação é a introdução do motor do Citroen SM em deterimento do Ford. Inicialmente previsto.

O modelo foi produzido entre 1971 e 1975

IMG_20210701_174147.jpg

IMG_20210701_163311.jpg

IMG_20210701_163323.jpg

IMG_20210701_163332.jpg

IMG_20210701_190452.jpg

Miniatura

Abre as portas.

interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:11
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Junho de 2021

Alfa Romeo Montreal - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo Montreal - Um olhar sobre as minhas miniaturas

250ª – Alfa Romeo Montreal Norev

Um dos poucos carros conceito dos anos 60 que viram realidade na produção.

 Modelo real

No Salão de Genebra de 1970 foi apresentado o Montreal. um coupé desportivo da Alfa Romeo.

A Alfa Romeo foi escolhida pelos organizadores da Exposição Mundial para apresentar um carro exclusivo do evento, mostrando o que de melhor em tecnologia de automóvel.

Orazio Satta Puliga e Giuseppe Busso para criar o carro utilizaram a estrutura do Giulia Sprint GT, de 1963, e o desenho ficou a cargo da Bertone, com o designer Marcello Gandini.

A Exposição Mundial de 1967 realizou-se na cidade canadiana de Montreal, estando inicialmente prevista para Moscovo, para comemorar os 50 anos da União Soviética, mas, em 1962 os soviéticos mudaram de ideias, emergindo de imediato a candidatura da cidade de Montreal,

A Expo 67 abriu a 28 de abril de 1967, com 90 pavilhões.

A parte principal do recinto era na ilha de Santa Helena e na Ilha de Notre Dame. Em 1975 a área da Ilha de Notre Dame foi reconstruída para acolher os Jogos Olímpicos de 1976

Um evento notável da Expo 67 foi o Festival Mundial do Entretenimento, com ópera, ballet e teatro, orquestras, grupos de jazz, grupos musicais pop canadianos e outros eventos culturais.

O Alfa Romeo foi uma grande atracção e fez grande sensação durante a Expo 67

Mais de 50 milhões de pessoas visitaram a exposição, estabelecendo o recorde de assistência de uma Exposição Mundial, que ainda não foi batido.

Os protótipos regressaram à fábrica e foram arrumados. No entanto, a repercussão foi tão grande que iniciaram-se os estudos para o lançamento de um modelo desportivo, e o modelo final foi apresentado no Salão de Genebra de 1970, agora com o nome oficial de Montreal.

 

Poucas mudanças houve entre os protótipos e modelo lançado. O motor V8 do Tipo 33 do Stradale foi mantido, mas as cilindradas aumentaram de 2 para 2,6L.

O Montreal era mais caro que os seus concorrentes, e as primeiras 672 unidades somente foram entregues em 1972. A crise energética do ano seguinte, determinou o fraco sucesso do carro, e somente 3.925 unidades saíram da fábrica de Arese entre 1972 e 1977.

IMG_4343.JPG

IMG_4345.JPG

IMG_4348.JPG

IMG_4350.JPG

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são de plásticos iguais aos modelos desta época no fabricante.

Fabricante Norev

Série Jer Car metal

Referencia nº 816

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França  

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 14:58
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Junho de 2021

Porsche Carrera 6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Carrera 6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

249ª – Porsche Carrera 6 Solido

Um dos carros de corrida associados a Vila Real é o Porsche Carrera 6 mas, o nº 31 era em Le Mans, um cauda longa e branco.

Modelo real

O neto de Ferdinand Porsche, Piëch aos 28 anos assumiu a responsabilidade pelo desenvolvimento dos carros de corrida da Porsche.

O projecto intensamente desenvolvido em túnel de vento, na procura de uma aerodinâmica ideal para o Carrera 6, permitiu-lhe alcançar um coeficiente de arrasto de 0,35.

Como era um Grupo 4 da FIA, o Carrera 6 foi equipado com rodas de 15 polegadas, o que fazia sentido para uma máquina que podia também andar na estrada.

A estreia deu-se nas 24 Horas de Daytona de 1966, onde foi 6º e venceu sua classe Sports 2000. o mesmo aconteceu nas 12 Horas de Sebring e nos 1000 km de Monza, Spa e Nürburgring.

No Targa Florio, o Carrera 6 de Willy Mairesse (B)/Herbert Müller (CH) venceu a geral, sendo 2º Guichet / Baghetti no Ferrari 206S Dino.

Nas 24 Horas de Le Mans, os Ford GT40 MkII movidos pelos poderosos V8 de 6982cc, atingiram a meta em 1, 2, e 3, mas os Porsche Carrera 6 cauda longa, chegaram a seguir. 4º com Jo Sifert/Colin Daves ao volante do nº30, Hans Herrmann foi 5º com o nº 31, 6º Udo Schuetz/Peter de Klerk no nº 32 e  o sétimo e 1º do Grupo S, Gunter Klass/ Rolf/Stommelen, todos eles movidos pelos flat-6 de 2.0 litros. Enquanto os Porsche Carrera 6 nº 33 de Peter Greg/Sten Axelsson abandonou e o de Robert Buchet Gerhard e o nº 34 teve um acidente.

IMG_4315.JPG

IMG_4318.JPG

IMG_4320.JPG

IMG_4321.JPG

Miniatura

A miniatura foi roduzida entre de Maio de 1967 a 1972, em várias cores e números de corrida 18, 31 e 37.

Portas em plástico "asa de gaivota". Suspensões. Espelhos retrovisores cromados. A primeira versão tem a caixa vermelha e pode ter o número de corrida 18 (com listras longas no teto e cauda) ou 31. A segunda série tem o número de corrida 37 e geralmente tem uma caixa de mostruário amarela e vermelha.

Para o mercado americano, semelhante à segunda série, mas com a caixa vermelha MARX e rodas ROLL-FREE. Todas as séries foram feitas nas cores: vermelho, prata, amarelo e verde-claro.

A Dalia Solido também produziu o modelo em Espanha.

Abre as portas.

Interior detalhado

Com suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série 100

Referencia nº 151 5 1967

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1967 a 1972

 


publicado por dinis às 23:54
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Junho de 2021

Bertone “Shake” Buggy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bertone “Shake” Buggy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

240ª – Bertone Dune Buggy Corgi Toys

A versão da Corgi Toys do Dune Buggy de Bertone

Modelo real

O Shake foi concebido nos mesmos moldes do buggys Meyers Manx baseado na mecânica do Volkswagen Beetle, o Manx uma ideia de Bruce F Meyers projetado principalmente para ser uma máquina de corrida na areia.

Muito popular o Californian Manx era muito mais resistente do que o Fiat 500 Jolly e o Mini Moke muito mais desportivos.

Esta é a versão de Gandini para um buggy de praia, Inspirado no Myers Manx, depois de  Nuccio Bertone ter aderido ao conceito de buggy e colocou Gandini para trabalhar transformando o Simca 1200.

O motor Simca de 80 bhp e quatro cilindros de 1.204 cc foi exposto de forma semelhante à criação de Meyers ou aos ‘baja’ baseados no Beetle, também construídos para corridas no deserto.

O Shake estreou no Salão do Automóvel de Paris em 1970 mas nunca se materializou ao ser cortado pela raiz por medidas de segurança draconianas por parte das autoridades públicas.

O interior era espartano, com um mínimo de medidas e acabamento interno. Os assentos eram correias de couro abertas. Não havia portas, mas um ferro cromado fornecia alguma proteção lateral mínima.

Apesar de ser um sucesso no Salão de Paris , nunca houve planos de produção. Teria sido muito caro para produzir, além disso, em um momento em que a segurança dos carros de produção estava se tornando um problema real, um carro como o Shake seria um risco.

Dois Shakes foram construídos, um supostamente destruído após o teste de colisão, o outro vendido como parte da venda da coleção de carros da falida de Bertone em setembro de 2015. Foi vendido por cerca de 12.000 euros - uma pechincha pela nostalgia do carro-conceito dos anos 1970.

O protótipo ainda existe

IMG_4216.JPG

IMG_4217.JPG

IMG_4218.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Comm suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico e rápidas.

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 392

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 01:46
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Junho de 2021

Chevron B 23 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 23 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

238ª – Chevron B 23 Norev

Finalmente um Chevron em miniatura de um dos muitos protótipos que vinham a Vila Real e onde, na Electro Auto Ideal do Pinhão que agora tem lá e pela primeira vez os Norev.

Modelo real

Em Le Mans no ano de 1973, o Chevron B23 de Pierre Maublanc – Robert Mieusset utilizou um motor Schnitzer BMW e abandonou à 9ª hora devido aos problemas desenvolvidos no motor durante a corrida.

Os três Chevron abandonaram os outros dois que viriam a Vila Real também abandonaram.

A Schnitzer na Alemanha desenvolveu e começou a vender a sua própria Válvula M10 desenvolvida com base em motor 2 L disponível para o público para 1973 em 2 versões básicas: A versão 1 com Carboidratos para Rally Spec BMW e a versão 2 com Injeção de combustível para F2 ou Corrida de Carros Desportivos.

A própria BMW para 1974 o usou no seu novo motor para carro desportivo M12/ 7 F2 & 2 L começaram a filtrar-se em uso privado em 1974-Há uma maneira fácil de dizer qual dos 2 motores é qual o IF

Um olhar para o B23, a furo da entrada de ar de indução dos motores está no lado esquerdo do piloto LHS - Se tivesse sido equipado com o M12/ 7, o furo de ar para indução de motor teria estado nos conductor RHS

IMG_4174.JPG

IMG_4175.JPG

IMG_4176.JPG

IMG_4177.JPG

Miniatura

Uma miniatura patrocinada pela Norev

Abre o capô traseiro para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são de plástico e pouco de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série Jet car Metal

Referencia nº 834

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1973 a

 

 

 


publicado por dinis às 23:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Junho de 2021

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

236ª –Lola T 260 Can Am Politoys

Modelo real

Lola 260 can am LM

Para 1971 Lola desenvolveu o T260 completamente mais avançado. Bob Marston foi novamente o designer, com o fundador da Lola Eric Broadley a ajudar.

Enquanto o T220 apresentava um corpo amplo e em forma de cunha para criar força baixa possível, o túnel de vento desenvolvido T260 tinha um nariz contundente projetado para diminuir drasticamente o elevador gerado sob o corpo. A mudança na filosofia do design foi o resultado de vários carros em forma de cunha capotando assim que algum ar entrava por debaixo do nariz.

O ar de alta pressão debaixo do nariz foi extraído através de grandes cortes no monocoque e por vários pequenos buracos na carroçaria. A força para baixo na parte traseira foi gerada por uma asa de largura total que estava montada relativamente atras.

Pintura das listas e do aileron.

Modificação na miniatura

Os autocolantes eram de papel e por isso os retirei

As rodas rápidas foram substituídas pela da 3J.

IMG_3872.JPG

IMG_3873.JPG

IMG_3876.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Fabricante Politoys

Série E

Referencia nº 33

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:46
link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Junho de 2021

VW Limousine Carl Schneider - Um olhar sobre as minhas miniaturas

VW Limousine Carl Schneider - Um olhar sobre as minhas miniaturas

235ª – VW Carl Schneider Corgi Toys

Um Volkswagen enorme.

Uma foto do LÁuto Journal que ainda tenho incluída nos meus primeiros arquivos e na forma original, foi a minha inspiração.

 Modelo real

Carl Schneider admirador de comprimentos infinitos mas sem meios para pagar uma limousine americana juntou dois VW de 1961 e assim construiu o seu mostro com dimensões americanas. o seu motor é um 1.5 e um consumo de dez litros aos 100 quilómetros aparentando uma viatura presidencial.  

Modificação na miniatura

O primeiro Corgi Toys foi cortado até um pouco depois das portas. Em seguida, junto um segundo Corgi Toys, este cortado na parte da frente junto do para brisas.

Ambos foram abertos e feita a capota traseira

IMG_3865.JPG

IMG_3868.JPG

IMG_3869.JPG

IMG_3871.JPG

Miniatura

interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são da Ribeirinho

Fabricante Corgi Toys/ Construção própria,Transformado.

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – Zamac

A base está colada à carroçaria

País -

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:50
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

233ª – Lola T 222 Politoys

O primeiro Lola T 222 modifiquei-o para Avallone

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+0205+lola+t+222+politoys

e agora comprei outro pensando que poderia fazer um dos Lolas T 210 ou 212 que correram em Vila Real mas, bem visto, ele não é assim tão parecido.

Modelo real

O Lola T70 apresentado em 1965 e criado por Eric Broadley foi o vencedor absoluto da primeira série Can-Am Challenge com o T70 Mk.II Spyder com Surtees a correr pela própria equipa, e Donohue em segundo, integrado na equipe de Roger Penske em 1966 mas, no ano seguinte, o T70 já estava obsoleto.

Outros modelos se seguiram sempre belos mas nunca a poder rivalizar com os adversários

Conta-se que o T160, teve 25 exemplares construídos mas o design básico permaneceu o mesmo e muitos dos carros anteriores foram atualizados, Mesmo depois da produção terminada, os carros existentes foram modificados com nova carroceria outros revistos para os manter competitivos. Alguns foram até modificados em Coupé para criar fac-símiles do T70 Mk3b.

As versões T 162 e T 163 apenas conseguiram um terceiro lugar no campeonato de 1969 com Chuck Parsons num carro da equipe de Carl Haas.

O apoio financeiro da marca de cigarros L&M, proporcionou à Lola a possibilidade de produzir um novo carro do Grupo 7 para a temporada 1970 chamado T220, mas, era uma máquina muito convencional, especialmente comparado com alguns dos outros carros que estrearam naquele ano.

Peter Revson foi bastante rápido, terminou em dois em pódios, mas nunca foi capaz de realmente desafiar os McLarens.

O novo T220 e T 222 atraiu em 1971/72 interesses   na Interserie ou Can-Am para muitos pilotos  tais como Jo Bonnier, Vic Elford, Bob Nagel, Charlie Kemp, Gerard Larrousse e Jean Pierre Beltoise. O sucesso esse, nunca chegou.

Modificação na miniatura

Rodas da 3J

IMG_3846.JPG

IMG_3847.JPG

IMG_3848.JPG

IMG_3851.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são rápidas

Fabricante Politoys

Série Export

Referencia nº E 35

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e posteriormente em expositor plástico.

País – Itália 

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:19
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
17

22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Porsche 917 o protótipo -...

. Matra MS 670B longo - Um ...

. Ligier JS2 Norev - Um olh...

. Alfa Romeo Montreal - Um ...

. Porsche Carrera 6 - Um ol...

. Bertone “Shake” Buggy - U...

. Chevron B 23 - Um olhar s...

. Lola T 260 Can Am - Um ol...

. VW Limousine Carl Schneid...

. Lola T 222 Can Am  - Um o...

. Ford GT 70 - Um olhar sob...

. McLaren M8D Can Am - Um o...

. Matra Simca 670 longue - ...

. Matra Ms 670 curto venced...

. March 707 Can Am - Um olh...

. Ford Mustang Mach 1- Um o...

. Seat 600 - Um olhar sobre...

. Ligier JS3- Um olhar sobr...

. Avallone Chrysler - Um ol...

. GAZ-69 - Um olhar sobre a...

. Porsche 917 Le Mans 1971 ...

. Honda N 360 Zagato Mini B...

. Citroen GS Solido - Um ol...

. Datsun 240z safari - Um o...

. Citroen Dyane, Dyane Dyan...

. Peugeot 204 Táxi- Um olha...

. Ferrari 312 PB - Um olhar...

. Iso Rivolta S 4 300 - Um ...

. Seat 850 Sport - Um olhar...

. Ford Capri 2900 Injection...

. Ferrari 512 M Sunoco - Um...

. Isso Grifo 7 Litre - Um o...

. Porsche 917-10 Can Am 197...

. Lola T70 MK 3B GT - Um ol...

. Alpine-Renault A110 Berli...

. Volks Porsche 914 - Um ol...

.arquivos

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub