Terça-feira, 6 de Dezembro de 2022

Toyota Celica 1600 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Toyota Celica 1600 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

735ª - Toyota Celica Solido

Toyota Celica (TA22) GT Grupo 2 24 Hora SPA 1973 Ove Andersson (S)/Freddy Kottulinsky (S)

Um erro detectado pouco tempo depois quando resolvi cortar as fotos das revistas e jornais que já na época ocupavam muito espaço, na casa de Meus Pais, quando ainda não pensava em ir viver para Vila Nova de Cima.

Como a parte traseira estava errada, faltava o aileron traseiro e a pintura da faixa que o ligava aos guarda-lamas traseiro, ficou á espera para ser feito um dos Toyota Calica que correram em Vila Real. José Meireles, ou então Manuel Fernandes que embora não tenha corrido em Vila Real com o Toyota Celica também era um modelo a ter em conta,

Modelo real

A Toyota destacou-se em três grandes corridas internacionais realizadas em Julho de 1973. A primeira foi em Nűrburgring a 4ª prova do Campeonato Europeu de Carros de Turismo realizada na Alemanha Ocidental a 8 de Julho o Toyota Celica 1600 GT pilotado por Andersson e Kottulinsky vencer a 4ª Divisão e ficar em 6º lugar da geral, onde apenas 34 dos 76 participantes terminaram.

Duas semanas depois, na prova de 24 horas realizada no Spa Francorchamps nos dias 21 e 22 na Bélgica, o Toyota Celica 1600 GT voltou a ser pilotado por Ove Andersson e F. Kottulinsky  ocupou o 19º lugar na grelha de partida com  4:34.700.

O mau tempo obrigou muitos pilotos a desistirem e apenas 27 dos 60 inscritos completaram a prova e no final o Toyota venceu a Divisão 1 e o 9º da geral

O vencedor foi Quester / Hezemans no BMW 3.0 CSL BMW  2º  Mass / Fitzpatrick Ford Capri RS 2600 LW  3º  Tricot / Haxhe Opel Commodore B GS/E da Marabout Racing Team

Pouco tempo depois Ove Andersson, foi ao Japao para os 1000 km de Fugi mas a  vitoria a geral veio por intermedio de um Toyota Celica LB de  K.Misaki & H.Takahashi enquanto o Toyota 1600 GT ficou em 3º e outro Toyota Celica em 4º  e pode conversau com executivos da Toyota sobre a expansão de sua pequena empresa de automobilismo para o que logo se tornaria a Toyota Team Europe.

No final do campeonato a Toyota terminou em 7º na classificação de fabricantes com 35 pontos.

Modificação na miniatura

Feito o spoiler dianteiro foi pintado e decorado com os decalques provenientes do Kit, que neste caso trazia dois carros.

IMG_20221206_173822.jpg

IMG_20221206_173838.jpg

IMG_20221206_180543.jpg

IMG_20221206_184748.jpg

IMG_20221206_184822.jpg

Miniatura

 Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Kit 5094

Referencia nº 1094 03-80preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2022

Porsche 936 1952 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 936 1952 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

717ª – Porsche 365 1952 tetto aperto Brumm

O primeiro Porsche a correr em Vila Real

Modelo real

Quando Ferdinand Porsche projetou e construiu três Type 64 para a corrida de Berlim a Roma de 1939, entretanto cancelada, o Volkswagen cabriolet bastante modificado, estava longe do protótipo 356 conhecido por N1 e mostrado em 1948, é o original do 356 com um posicionamento de motor traseiro-médio, o 356 com motor traseiro é considerado pela Porsche como seu primeiro modelo de produção.

O Porsche 356 foi criado por Ferdinand "Ferry" Porsche, o filho de Ferdinand Porsche, o fundador da empresa alemã, que fundou a empresa austríaca com sua irmã, Louise.

o 356 é um carro de quatro cilindros, refrigerado a ar, com motor traseiro e tração traseira com pan e carroceria unificados. O chassi tinha um design completamente novo, assim como a carroceria do 356, projetada por Erwin Komenda. Ao mesmo tempo, certos componentes mecânicos, incluindo a caixa do motor e alguns componentes da suspensão, foram baseados e inicialmente adquiridos na Volkswagen.

O 356/2 foi certificado para estrada na Áustria em 8 de junho de 1948 também chamado de "pré-A" ou Coupé Ferdinand, foi inscrito numa corrida em Innsbruck, onde venceu sua classe. As primeiras 356 carrocerias de automóveis em Gmünd em alumínio mas quando a produção mudou para Zuffenhausen, na Alemanha, em 1950, os modelos produzidos lá tinham carroceria de aço.

Nas 24 Horas de Le Mans de 1951, a Porsche foi a primeira e única fabricante alemã a competir.

A forma geral do 356 permaneceu mais ou menos definida, e em 1951, foram introduzidos motores de 1.300 e 1.500 cc com potência consideravelmente maior.

Em Abril de 1952, o para-brisas dividido foi substituído por um para-brisas único ligeiramente em forma de V, que se encaixava na mesma abertura de formato. Em 1953, o 1300 S ou "Super" foi introduzido e o motor de 1.100 cc foi descartado.

Em 1952 Manuel Nunes dos Santos participou com um modelo na que foi a estreia da Porsche em Vila Real

o primeiro Porsche a correr em Vila Real foi Porsche 356 pre-A de 1100 cc tripulado por Manuel Nunes dos Santos  e em 1958 um 356 foi o primeiro Porsche que vi a correr em Vila Real pilotado por António Barros.

IMG_20221117_195614.jpg

IMG_20221117_195653.jpg

IMG_20221117_195935.jpg

IMG_20221117_201340.jpg

Miniatura

Interior detalhado

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brumm

Série Revival

Referencia nº R 119 preço

Material – zamac  

Apresentado em caixa de cartão, com janela de visualização..

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:05
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Novembro de 2022

Peugeot 104 ZS no Marão - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Peugeot 104 ZS no Marão - Um olhar sobre as minhas miniaturas

701ª – Peugeot 104 ZS Solido

Timo Mäkinen / Jean Todt, Peugeot 104 ZS Rallye de Portugal - Vinho do Porto 1978 7º

O resultado de uma troca com o Fernando Vaz para fazer o Peugeot do Rali de Portugal .

Modelo real

O Peugeot 104 vem da Associação Peugeot-Renault para projetar elementos técnicos e peças mecânicas pra os seus modelos. Do projeto M-121 nasceu o 104 desenhada por Pininfarina, inicialmente como uma berlina de 4 portas apresentado no Salão de Paris em 1972 que por sua vez origina um coupé de 3 portas em apresentado no Salão de Paris de 1973, num estilo hatchback por via da redução da distância entre eixos e o comprimento a passar para 3,30 m e mecânica semelhante.

Em Setembro de 1975 surgiu a versão desportiva ZX equipada com o motor X de 1.124 cc, 66 cv DIN às 6,200 rpm, que lhe permitia atingir os 155 km/h, estava equipada com conta-rotações, volante de três raios, faróis de iodo e jantes elegantes com calota.

A Peugeot também ofereceu o ''kit de rally'', que era muito popular na época, como opção para o pequeno carro projectado por Paolo Martin

O Peugeot 104 ZS está na génese da Coupe 104 ZS entre 1976 e 1982 inicialmente no início do Tour de France automóvel, depois em circuitos, e finalmente na Terra durante as últimas edições - vencedor em 1977 Hervé Migeo).

O ZS venceu as 24 Horas de Chamonix em 1977 com a dupla Henri Pescarolo/Jean-Pierre Nicolas e o o Grupo 2 no Tour de Corse com a tripulação Jean-Claude Lefebvre/Jean Todt...

Em 1978 o Peugeot 104 de quatro e de duas portas ganhavam o motor do Renault 14. O 104 S, tinha 1.360 cm³,taxa de compressão de 9,3:1, torque de 10,9 m.kgf a 3.000 rpm e potência de 72 cavalos a 6.000 rpm. um carburador de corpo duplo e caixa de cinco velocidades, chegava aos 158 km/h. Por fora se distinguia por uma grade mais agressiva, faróis auxiliares, faixas esportivas laterais e rodas de liga leve.

O ZS com a mesma cilindrada da versão S, tinha 80 cavalos a 5.800 rpm e velocidade máxima de 164 km/h. Para se adequar mais ao novo temperamento era equipado com pneus 165/70 SR 13.

Visto no Marão a caminho da sua melhor classificação de um ZS Gr.2 no campeonato mundial quando o finlandês Timo Mäkinen e Jean Todt terminaram em 7º da geral no Rali de Portugal em 1978, num Rally com um total de 2.504 km, dos quais 627 km, divididos em 46 especiais, em que 137 equipes inscritas, 114 começaram e somente 20 terminaram.

Modificação na miniatura

Os decalques do Kit para a Serre Chevalier 1978 ajudaram na modificação para o Rali de Portugal do mesmo ano.

IMG_20221102_135627.jpg

IMG_20221102_135656.jpg

IMG_20221102_135702.jpg

IMG_20221102_140128.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Kit 81

Referencia nº 81-11/78 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:58
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Novembro de 2022

AC Cobra - Um olhar sobre as minhas miniaturas

AC Cobra - Um olhar sobre as minhas miniaturas

700ª – AC Shelby Cobra Box

Na Bila, pelo som do seu motor sabia-se o seu local, no circuito e agora recordado pelo Jornal de Noticias que o meu pai trouxe religiosamente da PSP.

Shelby Cobra Ford 427 V8/90° 2v OHV 7010 cc chassi CSX 3019 John Woolfe

Modelo real

O AC Shelby Cobra com o chassis CSX 3019 foi construído com as especificações de competição, volante à esquerda e um motor de sete litros. Pintado de preto, foi encomendado pelo advogado Edward Freutel Jr., sócio da O’Melveny & Myers em Spring Street, Los Angeles.

  1. Freutel voltou ao automobilismo em 1966 com Tony Settember, participaram com o ameaçador Cobra preto nas pistas da Europa, e para as viagens, Freutel também comprou um carro preto de estrada Cobra com direção à esquerda o CSX 3167.

Em Spa Freutel e Settember qualificaram-se em 19º entre os 31 participantes, mas não terminaram.

Nos 1000 km de Nurburgring, Freutel e Settember foram 23º numa grelha de 77 carros. O Cobra ainda corria quando o vencedor no Chaparral 2D cruzou a linha de chegada, mas como o CSX 3019 só fez 32 das 44 voltas, não foi classificado.

Edward Freutel vendeu seus dois Cobras a John Tojeiro por £ 500 cada que rapidamente os vendeu por £ 1.000 cada.

O comprador dos dois carros foi John Woolfe que, junto com seu parceiro de negócios, Arnold Burton, dirigia a John Woolfe Racing, uma grande distribuidora do Reino Unido de peças automóveis de alto desempenho.

Woolfe acrescentou um par de listras azuis ao CSX 3019 e fez um retorno vitorioso em Silverstone, em Maio de 1967.

Uma viagem a Portugal para a prova anual de Vila Real terminou com o abandono.

Woolfe perdeu a vida em um acidente nas 24 Horas de Le Mans de 1969 na sua primeira corrida no 917.

Em Outubro de 1969, a Woolfe Racing registrou para estrada CSX 3019 com a a placa GTM 700F

O CSX 3019 foi exposto no National Motor Museum, em Beaulieu.

IMG_20221101_142504.jpg

IMG_20221101_141611.jpg

IMG_20221101_141720.jpg

IMG_20221101_141730.jpg

IMG_20221101_143117.jpg

 

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Box

Série Automodelli per collezionisti

Referencia nº 8411 Ruote in lega preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:08
link do post | comentar | favorito (1)
Sábado, 22 de Outubro de 2022

Porsche 908 S David Piper Cris Craft - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 908 S David Piper Cris Craft - Um olhar sobre as minhas miniaturas

690ª – Porsche 908 S Modelos 3J

David Piper / Cris Craft Porsche 908 Spyder #008 Vila Real 1969

Um modelo que propositadamente não foi limpo durante anos., penso que nunca, pois o pó acumulado é o que se vê.

Qual teria sido o primeiro a fazer?

Um modelo muito querido de Vila Real mas que optei pelo Porsche 908/2 da equipa David Piper - Chris Craft de Alain de Cadnet

 Modelo real

IMG_20220924_210233.jpg

Modificação na miniatura

As cores frontais e a falta de decalques era o nosso problema…  

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante modelos 3J

Série Export

Referencia nº 12 preço 350$00

Material – zamac

Material da placa de base – bloco de resina e metal

Apresentado em caixa de cartão.

País – P0rtugal

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:42
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Outubro de 2022

Chevron B 21 FVC  John Burton - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 21 FVC  John Burton - Um olhar sobre as minhas miniaturas

674ª - Chevron B 19/21 FVC  Modelos 3J

Chevron B21 #72-12A - Ford Cosworth FVC/Alan Smith L4 4v DOHC 1900 cc John Burton Circuito Internacional de Vila Real 1972

Para Derek Bennett o número 11 era azarado e o13 pelos​​clientes, e em 1972 o primeiro foi numerado 72-1, segui-se o 72-2, e progrediu normalmente até ao 72-10, mas em vez de 72-11, o décimo primeiro carro foi numerado 72-10 e depois de 72-12 veio 72-12A e depois 72-14, a Canon Cameras recebeu os 13º e 14º B21s, os números do chassi em seus carros eram 72-12A e 72-14.

Modelo real

A Canon Cameras era gerida por Ed Swartz que continuou a patrocinar uma equipe de dois carros de John Burton a Canon Cameras Racing no Campeonato de Carros Sport 2 litros em 1972. A equipe usou a última versão de 1900cc de Alan Smith do Cosworth FVC.

Burton era um dos corredores de 2 litros mais rápidos em 1972, mas seu Chevron B21 fazia os possíveis por acompanhar os Abarth-Osella de Arturo Merzerio ou o Chevron de Dieter Quester, com motor BMW.

Na abertura em Paul Ricard, Burton ficou em segundo na primeira corrida 1 e terminou em terceiro, mas abandonou na segunda enquanto lutava contra o eventual vencedor Gerard Larousse pela liderança.

Em Vallelunga, terminou em terceiro na bateria 1 e depois teve uma corrida incrível na bateria 2, depois que o pit stop inicial o deixou bem atrás. Ele carregou todo o caminho até o terceiro lugar e terminou a corrida nessa posição geral.

Burton se classificou na primeira fila em Salzburgring e venceu a corrida 1 com uma série de voltas empolgantes depois que o líder Quester perdeu algumas mudanças de marcha e deu uma abertura ao inglês. Burton então ficou em segundo lugar para Quester na corrida 2, o seu Cosworth FVC avariou.

Em Dijon, estava na primeira fila novamente atrás de Merzario e do Chevron B21 de John Hine, com motor Chevrolet, e terminou a corrida em quarto. Depois de ficar em terceiro lugar no grid mais uma vez em Silverstone, na primeira corrida Burton atrapalhou-se na largada, mas depois de outra excelente corrida, ficou em segundo lugar. Ele assumiu a liderança na corrida 2, mas a chuva entrou em sua eletricidade e ele perdeu muito tempo nos boxes, acabando por ser classificado em quinto.

Para a corrida de Sport, no XIX Circuito Internacional de Vila Real realizado a 9.7.1972 John Burton vai ter a companhia de Peter Habson, Roger Heavens e Peter Humble teem carros idênticos B21 enquanto John Gray utiliza um B19. Na segunda volta Carlos Gaspar comanda seguido de John Burtos e Peter Hansonperto do Final o Chebron de Burton fura nos bocados do Lola de Pasolini vai a box e Swietlick passa em rimei no final da corrida.

John Burton Canon Camera Team ficou em 2º no Campeonato Europeu de Carros Desportivos de 2 litros.

O Chevron B21 de 1972 (chassis 1-72-10) e foi recentemente restaurado na sua pintura original da Canon, o Cosworth BDG de dois litros foi reconstruído e encontra-se na Hemmings em Savannah, Geórgia por US $ 235 mil.

Modificação na miniatura

A parte traseira foi refeita e depois de pintada foram colocadas os decalques das folhas Modelos 3J

IMG_20221004_185007.jpg

IMG_20221004_182530.jpg

IMG_20221004_182542.jpg

IMG_20221004_182607.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série 2 Litros

Referencia nº3 preço 500$00

Material – bloco único de resina e outros elementos em metal

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:15
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Setembro de 2022

Jaguar SS 100 1937 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Jaguar SS 100 1937 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

670ª – Jaguar SS 100 1938 Solido

Sem munca ter visto nenhum SS Jaguar, o da Solido pareceu-me muito mais real que o da Matchbox

A miniatura é de numa época em que se dizia que era verde…tal como a primeira réplica da Solido,

Modelo real

Jaguar SS 100 1938 Casimiro de Oliveira #26 Vila Real 1937

Casimiro de Oliveira já tinha participado em !7 de Junho de 1934 ao volante de um Standard com a carroçaria Swallow mas não foi alem do 6º lugar.

Em 1937 as corridas realizaram-se também em dois fins-de-semana seguidos. A prova de Sport é no primeiro no fim de semana de 20 de Junho contou com a presença do Príncipe Max Zu Schaumburg-Lipe em Adler , a estreia do SS Jaguar SS e da estrela nacional, o Edford de Eduardo Ferreirinha.

Na volta inicial Eduardo Ferreirinha passa em primeiro seguido de Alfredo Rego , Casimiro de Oliveira , Adolfo Ferreirinha, Schaumburg, Soares Mendes, Mário Teixeira, Fernando Palhinhas e Oliveira Monteiro.

Na 8ºa volta Ferreirinha vai a box para resolver o problema com a caixa de velocidades  e Casimiro de Oliveira sobe ao primeiro lugar.

O Príncipe de Lipe passa para a frente e o Edford faz a melhor volta á media de 96,644 e na 19º volta a bater o record á media de 98,181.

 O Príncipe vai a box para reabastecer e o Jaguar fica em primeiro e triunfa no que foi reconhecido pela marca como a sua primeira vitória internacional num circuito.

O SS100 foi um carro desportivo britânico de 2 lugares construído entre 1936 e 1940 pela SS Cars Ltd de Coventry, Inglaterra.

O chassis com uma distância entre eixos 2,640 m baseado no sedam de 2,5 litros, visto pela primeira vez no SS 90 de 1935, separado com longarinas de secção e travessas em X ao contro, com carroçaria em alumínio.

O motor foi um desenvolvimento do Standard de 2,5 litros convertida de válvula lateral para válvula á cabeça com uma nova cabeça de cilindro projetada por William Heynes e Harry Weslake.

Motor de 6 cilindros cilindrada 2663cm3  onde a potência foi aumentada de 104 cv  ás 430rpm Os carburadores dois carburadores SU foram aparafusados diretamente na cabeça do cilindro. Transmissão as rodas traseira com caixa de quatro velocidades em que a primeira não sincronizada, marchas atras e tavões de tambor nas 4 rodas.

 O carro completo pesava 1170 kg.

Em 1937 o carro de 2½ litros custava £395

Modificação na miniatura

Pintado o nº à mão.

IMG_20220930_144922.jpg

IMG_20220930_021849.jpg

IMG_20220930_011033.jpg

IMG_20220930_015340.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº40002 – 03/81 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão, o Kit e o normal em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:11
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Setembro de 2022

BMW 328 /Frazer Nash - Um olhar sobre as minhas miniaturas

BMW 328 /Frazer Nash - Um olhar sobre as minhas miniaturas

642ª – BMW 328 Vitesse

Outra indecisão, o carro das Mille Miglia 1936 ou o os do circuito de Vila Real, antes e após a guerra, uma vez que o protótipo não tinha roda suplente traseira visível.

 Modelo real

A discrição, o silêncio e mistério envolveu a estreia do novo BMW 328 Roadster a ser apresentado no seu ambiente natural, em Nurburgring, em 1936, pela primeira vez a um público admirador e em ambiente mais competitivo. Nos treinos de sábado 13 de Junho de 1936, o carro funcionou como um relógio, enquanto os engenheiros Rudolf Schleicher e Fritz Fiedle, tentavam ao máximo disfarçar seus nervos, mas sem sucesso. Na prova o novo BMW 328 prontamente se distanciou dos seus rivais – alguns deles com motores de potência muito mais batendo o recorde da volta.

A International Eifel Race em Nürburgring foi o lugar para estar”, comentou a imprensa diária. “Um dos resultados mais impressionantes do dia foi a vitória do motociclista recordista mundial Ernst Jakob Henne na classe de carros esportivos não sobrealimentados até dois litros. Ele até conseguiu definir o tempo de volta mais rápido de qualquer carro esportivo!” relatou um jornal. “Henne conseguiu um desempenho incrível de seu novo carro de 2 litros”, acrescentou ‘Die Motorwelt’. “Que aceleração magnífica! (…) este carro desportivo é mais rápido que todos os seus rivais superalimentados! Henne leva a vitória por uma margem clara.”

Equipado de um renovado motor de dois litros do 326 e cabeça em alumínio de câmaras de combustão hemisféricas, com o comando das válvulas, por razões de produção e concepção do motor, continuava a ser efectuado mediante uma única árvore de cames lateral, apenas possível graças ao engenho de Fiedler. Existia um segundo jogo de balanceiros e touches, ligados ao comando das válvulas de admissão para dirigir as de escape. Complexo, mas eficaz. A carroçaria, assente num chassis de longarinas longitudinais com secções tubulares, moderna e bem proporcionada. A suspensão dianteira independente, pouco comum na época, e o bem guiado eixo rígido, permitiam explorar com eficiência germânica os 80 CV do motor de série, para os menos de 800 quilogramas de peso.

O modelo foi fabricado até 1940 com 464 unidades produzidas e cerca de 200 unidades ainda operantes,

Um BMW 328, de 1937, avaliado em mais de 1 milhão de euros, foi roubado de um colecionador português em Ponte de Lima no dia 7 e Julho de 2020, tendo sido visto pela última vez em Sampaio, Ermesinde, este Sábado, dia 11 de Julho, tem a matrícula DH-10-34 e o número de chassis 85173e e já recuperado nesta segunda-feira.

Os três protótipos 328 no RAC Tourist Trophy na Irlanda do Norte em 5 de setembro de 1936, foram inscritos como Frazer Nash-BMW e pintados com o British Racing Green. Os protótipos foram conduzidos por H.J. Aldington, Prince Bira e A.F.P. Fane. Fane venceu a classe de dois litros, foi terceiro na geral e Frazer Nash-BMW ganhou o troféu da equipa.

IMG_20220902_180226.jpg

IMG_20220902_180252.jpg

IMG_20220902_180427.jpg

IMG_20220902_222539.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Vitesse

Série Retro Vitesse

Referencia nº 121 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 22:17
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2022

Fiat 1100 508 C 1100 1937 (Nuova Balilla) - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 1100 508 C 1100 1937 (Nuova Balilla) - Um olhar sobre as minhas miniaturas

641ª – Fiat 1100 Brumm

Um Fiat 1937 a 1939 que também era um Simca 1937 e 1951

Modelo real

O Fiat 508C lembrava as linhas do Fiat 1500 de 1935 e do Fiat 500 "Topolino" de 1936, com a grelha dianteira em forma de coração. Foi apresentado em 1937 e só foi produzido durante dois anos,1939.

A berlina tinha uma carroceria sem pilares e 4 portas com 4 janelas laterais e portas suicidas na parte traseira.

O motor 1.089 cc de quatro cilindros com válvulas no cabeçote, em vez da unidade de 1 litro do Balilla anterior. A potência aumentou para 32 PS (24 kW) a 4.000 rpm.

A tracção era nas rodas traseiras através de uma caixa de 4 velocidades a suspensão dianteira independente, enquanto a traseira tinha um eixo vivo com mola de folha.

De acordo com o fabricante, a velocidade máxima era de 110 km/h (68 mph).

Um carro semelhante foi o Simca Huit onde participaram no Circuito de Vila Real em 1949 onde três exemplares participaram sendo João Resende dos Santoso vencedor

O único Fita presente foi 5º depois dos outros dois Simca.

O Simca 8 foi apresentado pela primeira vez, no Salão Automóvel de Paris em outubro de 1937 foi construído pela Simca e vendido na França entre novembro de 1937 e 1951 (incluindo tempo de guerra), disponível como sedan, coupé ou cabriolet. Era um Fiat 508C rebatizado "nuova Balilla" feito na fábrica da Simca em Nanterre, França.

No verão, Henri Pigozzi, chefe de Simca, organizou uma corrida de resistência no circuito de Montlhéry sob a supervisão da ACF. Um único Simca 8 realizou uma corrida "sem parar" de 50.000 quilômetros (31.075 milhas) o Simca 8, concluídos, em 12 de Maio de 1938 e divulgado em jeito de convite "achetez la même voiture" (compre o mesmo carro).

IMG_20220901_172639.jpg

IMG_20220901_172756.jpg

IMG_20220901_173110.jpg

IMG_20220901_173245.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série revival

Referencia nº r 30  preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 18:47
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Junho de 2022

GRD S-73/072 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

GRD S-73/072 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

609ª – GRD S 73 Modelos 3J

GRD S-73/072 - Team Palma - Ernesto Neves XX Circuito Internacional de Vila Real 1973

 Modelo real

A G.R.D. (Group Racing Developments) foi fundada em 1971 por Mike Warner em Norfolk onde começou a produzir automóveis de Formula 3 e Sport com o projectista Jo Maquart, e como piloto de testes lá estava John Miles, antigo piloto da Lotus e vencedor de Vila Real.

Para 1973, aos dois Lola T292 do Team BIP viram juntar-se dois GRD S73, em Junho de 1973, importados pela “Gazo-Industrias Portuguesas Lda.” para Lumaro (Luis Madeira Rodrigues) Ernesto Neves, chassis #072 e #073.

Os motores eram os Ford BDA de 1997 cc e cerca de 270 cv, preparados pela Racing Services.

A estreia foi no Circuito de Vila Real com as cores do “Cartão Sottomayor” no de Ernesto Neves e em amarelo para Lumaro

A prova principal para os Grupos 3, 4 e 5, contava com cerca de 40 inscritos, muitos deles participantes no campeonato Europeu de 2 litros com destaque para os Lola T292 do Team BIP, para Carlos Gaspar e Carlos Santos, um outro T292 para Jean-Louis Lafosse e um quarto para Tony Birchenhough alem de vários Chevron.

O mais rápido, entre os 27 participantes foi o GRD (#041) da DART Racing, equipa semi-oficial, pilotado por Dave Walker, companheiro de Emerson Fittipaldi no JPS-Lotus no ano anterior, Ernesto Neves foi 5º nas duas sessões de treinos onde na primeira sessão a bomba de gasolina sobreaqueceu problema resolvido para a segunda sessão. No sábado já no final dos treinos rebenta um tubo de óleo junto ao respectivo manómetro.

A prova foi dominada durante 27 voltas pelo GRD de David Walker até bater com uma roda na curva da Salsicharia. Nesse dia Carlos Gaspar estava imparável foi recuperando terreno em relação a Walker, tendo vencido brilhantemente no seu Lola T 292/Ford do “Team BIP”, seguido de Peter Ghetin em Chevron B 23.

Lumaro fez uma volta e vai para a boxe, e Ernesto Neves com um bom início de prova, foi o melhor entre os portugueses nas primeiras 6 voltas, mas desistiu com problemas de pressão de óleo.

Modificação na miniatura

Como kit teve de ser preparado para depois ser pintado.

IMG_20220623_170319.jpg

IMG_20220623_170325.jpg

IMG_20220623_170407.jpg

IMG_20220623_170428.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

As rodas são de plástico

Fabricante Modelos 3J

Série 2 Litros

Referencia nº 5 preço 350$00

Material – resina e metal

A base faz parte da carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Toyota Celica 1600 GT - U...

. Porsche 936 1952 - Um olh...

. Peugeot 104 ZS no Marão -...

. AC Cobra - Um olhar sobre...

. Porsche 908 S David Piper...

. Chevron B 21 FVC  John Bu...

. Jaguar SS 100 1937 - Um o...

. BMW 328 /Frazer Nash - Um...

. Fiat 1100 508 C 1100 1937...

. GRD S-73/072 - Um olhar s...

. Porsche Carrera RSR Rober...

. Porsche 935 Giannone - Um...

. Lola T 70 P 101 BRM MK 3 ...

. Porsche Carrera 6 Spyder ...

. Maserati A6 GCS - Um olha...

. Lotus 11 em Vila Real  - ...

. Ford Escort  - Um olhar s...

. Chevron B 23 de um ídolo ...

. Lola T 280 DFV Team BIP c...

. Alfa Romeo GTA 1300 - Um ...

. Lola T 292 Carlos Gaspar ...

. Gropa CMC vermelho - Um o...

. Gropa CMC outro Gropa ama...

. Chevron B 23/73 - Um olha...

. Ford Capri 3000 GT- V6 U...

. Porsche Aurora 2000 1972 ...

. Porsche Carrera 6 Campeão...

.  Austin Mini 1275 GT - Um...

.  Lola T 290 Claude Swietl...

. Ford Capri 3000 Gt - Um o...

. Ford Capri de corrida - U...

.  Lola T 70 Mk3B - Um olha...

. Ford Capri 2600 RS De Bag...

. Mc Laren M8C - Um olhar s...

. Circuito de Vila Real 195...

. Ford Capri RS 2600 Jaime ...

. Vila Real 1981, Joaquim M...

. Bernardo Sá Nogueira Alfa...

. Honda Civic Type R TCR Vi...

. Alfa Romeo Giulia Super d...

. Maserati 300S de Stirling...

. Porsche 908 de Jorge de B...

. Ferrari 275 GTB C Aquiles...

. Alfa Romeo 156 Spark Vila...

.  Manuel Fernandes BMW 635...

. Lola T70 MK3B 1970

. José Carpinteiro Albino R...

. BMW 2800CS Schnitzer "Nic...

. Maria Teresa de Filippis ...

. Mário Araújo Cabral Merce...

.arquivos

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub