Sábado, 2 de Dezembro de 2023

Talbot T23 Major - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot T23 Major - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1041ª – Talbot T23 Solido 

Talbot T23 Major Cabriolet 1938

Depois do baby, anos antes,

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/1433775.html

agora o major. Com pneus de banda branca.

Modelo real

1939 Talbot-Lago T23 Major Cabriolet

No seguimento da falência e desmembramento da sociedade anglo-francesa Sunbeam-Talbot-Darracq em 1935, a parte francesa foi comprada por Tony Lago, um empresário da indústria automobilística nascido em Veneza, mas que tinha construiu grande parte de sua carreira na indústria automobilística durante a década de 1920 na Inglaterra. O nome registrado da empresa que Lago agora possui era "Automobiles Talbot-Darracq S.A.", mas no mundo de língua inglesa é geralmente conhecido como "Talbot-Lago". Os próprios carros eram identificados em seu mercado doméstico simplesmente como Talbots, que era o emblema usado pelos produtos da empresa antecessora desde 1922, quando o sufixo "-Darracq" foi retirado dos nomes usados ​​para os carros na França.

1939 Talbot-Lago T23 Major Cabriolet

O T23 com taxa de 23cv fiscais foi um dos primeiros novos modelos introduzidos após a aquisição do fabricante francês Talbot de Suresnes pelo Major Anthony “Tony” Lago, dando origem à denominação Talbot-Lago.

Oferecido em três chassi com distância entre eixos diferentes, sendo o “Major” integrado entre o curto “Baby” e o longo “Master” com suspensão dianteira independente com suporte em X,

O Major com maior distância entre eixos de 3.200 mm era movido por um motor pushrod de seis cilindros com válvula suspensa e carburadores Solex duplos que podiam produzir 115 cv a 4.000 rpm.

Este cabriolet T23 Major está equipado com a caixa de câmbio pré-selecionada Wilson de quatro marchas, desenvolvida para competição, precursora da moderna transmissão com paddle shifts.

IMG_20231202_145723.jpg

IMG_20231202_142650.jpg

IMG_20231202_142744.jpg

IMG_20231202_142847.jpg

IMG_20231202_142910.jpg

IMG_20231202_143058.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº 4003 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:09
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Fevereiro de 2023

Talbot Pacific - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot Pacific - Um olhar sobre as minhas miniaturas

792ª – Talbot Pacific 1930 Eligor

Talbot H 78 Pacific Limousine Conduit Interieure / lugares  1930

Talbot na França e na Grã-Bretanha

Modelo real

Em 1920, a Clément-Talbot juntou-se á Darracq francesa controlada pelos britânicos localizada perto de Paris, e á Sunbeam, com sede em Wolverhampton, para formar o grupo Sunbeam-Talbot-Darracq (STD).

O Talbot-Darracq de fabricação francesa passaram a Talbot depois de 1922, com o Talbot britânico e o Sunbeam a serem carros completamente diferentes. Havia agora dois Talbot completamente diferentes de cada lado do Canal da Mancha.

No Salão de Paris de 1929, a Talbot juntou ao 6 cilindros, um novo motor de 8 cilindros, para se posicionar novamente na categoria de topo de gama, um nicho de mercado que tinha abandonado seis anos antes. Três motores de seis cilindros com 1.999 cc, 2.504 cc e 2.866 cc , todos com válvulas no cabeçote e chassis com distâncias entre eixos de 127 polegadas, 124 polegadas e 134 polegadas, respectivamente. As rodas eram de aço. O motor de oito cilindros de 3.820 cc também tinha válvulas no cabeçote e montado em um chassis de distância entre eixos de 143 polegadas com um comprimento total de 189 polegadas - equipado com rodas de arame. Curiosamente, todos os modelos de seis cilindros usavam freios mecânicos, mas os de oito cilindros eram servos a vácuo (operados por ar comprimido). Da mesma forma, carburadores Solex simples estavam nos modelos de seis cilindros com Solex duplo nos oitos. Todos os quatro modelos foram equipados com bobina e ignição por bateria, ficaram conhecidos como Pacífic, em homenagem às famosas locomotivas a vapor.

O Talbot de 8 cilindros era frágil mecanicamente e dizia-se que estava mais à vontade no Concours d'Élégance do que na estrada. O fabricante tentou remediar essa desvantagem diminuindo a velocidade e a potência do motor a partir de 1931.

IMG_20221126_144804.jpg

IMG_20221126_144822.jpg

IMG_20221126_144836.jpg

IMG_20221126_144853.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Eligor

Série

Referencia nº 1936 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 00:15
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Novembro de 2022

Talbot Lago Grandes Épreuves - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot Lago Grandes Épreuves - Um olhar sobre as minhas miniaturas

714ª – Talbot Lago 1948 Brumm

No catálogo Talbot Lago F1 1948 e na caixa 1950 esteve na Exposição de Miniaturas de Automóvel no Centro Cultural Regional de 06 a 25 de Outubro de 1986

Como nos informava a caixa.

“O Talbot Lago juntamente com a Delage foram apenas duas marcas que defenderam a cores francesa nas pistas da Europa.

Entre as afirmações anteriores encontramos um Primeiro Prémio de França e as 24ª horas de Le Mans em 1950. A vedeta daquele ano era o Alfa Romeo 158 que que, no entanto, teve um consumo realmente considerável (1 km com um litro) ao contrário do Talbot que realizava 3,5 km o que obrigava o Alfa a numerosas paragens de reabastecimento o que impedia de cruzar a linha de chegada mais cedo. Este carro adotou a ascensão de duas velas por cilindro e três carburadores atingindo uma potência de 275 HP.”

Modelo real

O Talbot Lago foi idealizado pelo engenheiro Italiano Anthony F. Lago, O Lago T26 de Grand Prix fez a sua estreia no Grand Prix de Mônaco em 1948.

Em 1948, a AIACR sobrenomeou os Grandes Prêmios da Grã-Bretanha, Bélgica, Suíça, França e Itália como Grandes Épreuves, sendo o último deles o título de Grande Prêmio da Europa. Louis Chiron conquistou uma com o Lago-Talbot no GP da França, depois do Ferrari de Luigi Villoresi e a Maserati de Fangio abandonarem.

O T26C no Coupe du Salon em Montlhery foram 1º, 2º e 3  por intermedio de Louis Rosier, Pierre Levegh e Yves Giraud-Cabantous.

Rosier no Talbot-Lago garantiu a ele o Campeonato Francês naquele ano, que também incluiu uma vitória marcante no Grande Prêmio da França em Reims por Louis Chiron.

Em 1949 duas grandes vitórias em Grand Prix na Bélgica e em França, e participou das duas primeiras temporadas de fórmula 1 em 1950 e 1951. Foi pilotado por Louis Chiron, Jean Louis Rosier e Georges Guignard.

Campeonato Mundial de Fórmula 1 1950

A equipe de fábrica em 1950, inscrita sob a bandeira "Automobiles Talbot-Darracq", mudava de corrida para corrida, mas incluía os pilotos franceses Yves Giraud-Cabantous, Eugène Martin, Louis Rosier, Philippe Étancelin e Raymond Sommer, que dirigiram para o equipe de fábrica às vezes em 1950. Henri Louveau, Johnny Claes, Harry Schell, Eugène Chaboud, Pierre Levegh, Guy Mairesse e Charles Pozzi também competiram no T26C durante o campeonato.

IMG_20230315_141247 (1).jpg

IMG_20230315_141254.jpg

IMG_20230315_141526.jpg

IMG_20230315_141706 (1).jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série

Referencia nº74 preço

Material – zamac

Material da placa de base – Metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Italia

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 18:46
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Maio de 2022

Talbot Tagora - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot Tagora - Um olhar sobre as minhas miniaturas

560ª – Talbot Tagora Solido

Uma esperança da Chrysler o projeto C9, foi desenvolvido pela Peugeot e lançado pela Talbot, como Tagora.

Modelo real

Em estudo desde 1976 sobre a direcção de M Blakeslee, continuou quando a operação europeia da Chrysler foi vendida para a PSA em 1978, a história do C9 mudou um pouco, agravado pelo momento em que surgisse no mercado, a Europa estaria a sofrer muito com os efeitos da Segunda Crise do Petróleo de 1979.

Em 1º de janeiro de 1979, a administração da Chrysler deixou Poissy para sempre, cabendo à Peugeot desvendar os produtos Peugeot-Citroen-Talbot, com o grupo PSA a supervisionar o desenvolvimento do C9 até sua conclusão e de utilizar o maior número possível de peças de PSA…

Bouwkamp explica as mudanças ocorridas na Peugeot quando assumiu o C9: “A Peugeot atrasou a data de produção do C9 para fazer alterações para instalar seu motor V6 e aumentar o nível de recursos e nomeação – e o preço. Acho que eles moveram as rodas dianteiras cerca de duas polegadas para a frente para acomodar o motor”.

“Acho que a adição do V6 e o ​​movimento das rodas realmente ajudaram o C9. Acho que falhou no mercado porque a PSA não precisava do carro. Eles já tinham dois carros (Citroën CX e Peugeot 604) neste segmento de mercado de 1.200.000 a 1.500.000. Pareceu-me que o C9 – que batizamos de Tagora – deveria ser um novo modelo do 604”, e exibido no Salão de Paris em 1980 em que foi visto como um serio rival do Peugeot 604

No Reino Unido, o Talbot Tagora tinha como um rival o Ford Granada, e a Vauxhall numa oposição desde os tempos de Rootes.

Em Março de 1981 os jornalistas puderam aprecia-lo em Marrocos.

A CAR Magazine, ensaiou o Tagora e gostou do desempenho do V6: 'Com tração admirável, mesmo em estradas de montanha filmadas com neve recém-caída, o SX parece mais lucrar do que sofrer com as altas relações de sua transmissão, e sobe o velocímetro com ânsia isso deve colocar todos os seus rivais de classe na sombra.'

A revista testou o V6 SX no ano seguinte e ficou impressionada com o seu desempenho (0-30 mph, 2,9 segundos, 0-60 mph, 7,9 segundos, velocidade máxima, 122 mph). A versão V6 com carburador triplo, tornou-o no carro mais potente da França, onde os jornalistas compararam o seu consumo ao de um porta-aviões.

IMG_20220505_180233.jpg

IMG_20220505_180405.jpg

IMG_20220505_180433.jpg

IMG_20220505_180717.jpg

Miniatura

Abres as portas,.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº1307 - 05/81

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está junta à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País -

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Abril de 2022

Talbot T 23 1937  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot T 23 1937  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

549ª – Talbot T 23 1937 Solido

1938 Talbot Lago T23 'Baby' 4.0-Litre Cabriolet

 Modelo real

Talbot-Lago T23 Baby 4 litros conversível 1938

Alexandre Darracq em 1896, construiu em Suresnes foi A. Darracq & Cie para construir carros de corrida e de lazer até que em 1912.vendeu sua parte, quando os novos proprietários alteraram o nome para Darracq Automobiles Talbot em 1922 e continuaram com o nome Darracq em Talbot-Darracq

Em 1932, após o início da Grande Depressão, o empresário ítalo-britânico Antonio Lago foi nomeado diretor administrativo para reviver a Automobiles Talbot. Empresário da indústria automobilística nascido em Veneza, com grande parte de sua carreira na indústria automobilística durante a década de 1920 na Inglaterra. Lago iniciou esse processo, mas os proprietários não conseguiram evitar a liquidação no final de 1934.

Automobiles Talbot foi comprada em 1936, por Antonio Lago e Darracq em Suresnes e retomou a fabricação de automóveis que vendia sob o nome de Darracq para o Reino Unido e Talbot na França.

Os primeiros carros construídos pela Lago mantiveram o quadro cruzado e a suspensão dianteira independente, mas receberam novos motores de seis cilindros, projetados pelo ex-engenheiro da Fiat Walter Brecchia. Os modelos "Baby", "Minor", "Major" e "Master", construídos em diferentes distâncias entre eixos de até 3,45 m, foram oferecidos, enquanto um quatro cilindros de 2,4 litros foi reservado apenas para o mercado francês. Lago participou do desenvolvimento da transmissão pré-seletiva Wilson na Inglaterra, reservada para os modelos mais potentes.

Estes incluíram o 4 cilindros 2323 cc (13CV) Talbot Type T4 "Minor", uma introdução surpresa no Salão Automóvel de Paris de 1937, e o 6 cilindros 2.696 cc (15CV) Talbot "Cadette-15", juntamente com e o 6 -cilindro 2.996 cc ou 3.996 cc (17 ou 23CV) Talbot "Major" e sua versão de entre eixos longo, o Talbot "Master": estes foram classificados como carros de turismo (voitures de tourisme). 1930 uma gama de carros esportivos (voitures de sport) que começou com o Talbot "Baby-15", mecanicamente o mesmo que o "Cadette-15", mas com um chassi mais curto e ligeiramente mais leve.

Equipado com volante à direita, como todos os carros de luxo franceses do pré-guerra.

IMG_20220329_122231.jpg

IMG_20220329_122440.jpg

IMG_20220329_122532.jpg

IMG_20220329_122540.jpg

Miniatura

Abres as portas,.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age Dór

Referencia nº 4003 6-81

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:50
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2021

Simca, Dodge, Plymouth e Talbot Horizon - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Simca, Dodge, Plymouth e Talbot Horizon - Um olhar sobre as minhas miniaturas

434ª – Simca Horizon Solido

Simca, Dodge, Plymouth e Talbot Horizon

O Simca Horizon é um modelo familiar lançado na Europa e nos EUA simultaneamente a 7 de Dezembro de 1977.

 Modelo real

O sucesso do Simca 1307/1308, leva a Chrysler a substituir o Simca1100, sob o nome de projeto de Chrysler C2 com os esboços de Roy Axe,

Mas a Simca não precisava mais um carro para substituir o 1100 mas na realidade o Horizon tomou o lugar do1307/1308 e só piorou a já precária situação financeira de Simca.

O Sinca Horizon baseou-se nos componentes existentes como os motores e a suspensão dianteira vieram do 1100 e a caixa de câmbio e o eixo traseiro do 1307/1308.

Foi comercializado sob as marcas Chrysler, Simca e Talbot, e com outros nomes entre eles Dodge Omni e Plymouth Horizon nos EUA, tendo diferenças consideráveis em relação aos modelos vendidos na Europa.

A partir de 1979, o Horizon foi equipado com o motor diesel 1.9L do grupo PSA,

A Chrysler no final da década de 1970 vendeu as suas subsidiárias europeias à Peugeot, que ressuscitando a marca Talbot pertença da Simca.

Quando a Simca comprou as fábricas da Talbot em Nanterre para se expandir tinha apenas 6 Simca-Talbots construídos.

Vinha equipado com computador de bordo, ignição eletrônica, mudanças automáticas..

 Recebeu o premio Carro do Ano em 1979 na Europa e saiu de linha em 1986 na Europa e em 1991, nos EUA, depois de vender 167.642 unidades

Nos Estados Unidos também originou um 3 portas hatchback, o coupé Dodge Omni 024, que por sua vez também se chamou Plymouth Horizon TC3, Touring Coupe de 3 portas, ligeiramente diferente de seu equivalente na Dodge

IMG_20211227_142747.jpg

IMG_20211227_142806.jpg

IMG_20211227_142836.jpg

Miniatura

O emblema da Chrysler é moldado no canto direito do capot dianteiro e a marca Simca no canto esquerdo da tampa do porta-malas.

Tem pára-choques, faróis e lanternas traseiras. Os limpadores estão gravados no para-brisa e os piscas moldados no vidro.

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 76 – 12/78

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:20
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Talbot T23 Major - Um olh...

. Talbot Pacific - Um olhar...

. Talbot Lago Grandes Épreu...

. Talbot Tagora - Um olhar ...

. Talbot T 23 1937  - Um ol...

. Simca, Dodge, Plymouth e ...

.arquivos

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub