Sábado, 14 de Outubro de 2023

Rolls Royce Corniche fechado - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Corniche fechado - Um olhar sobre as minhas miniaturas

994ª – Rolls Royce Corniche fechado Solido

Rolls Royce Corniche 1988

O RR sem capota

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/rolls-royce-corniche-um-olhar-sobre-1734747

E agora com capota

Modelo real

Os carros da Série II e posteriores têm para-choques de borracha mais grossos mantendo a elegância de design simples do modelo anterior.

Em 1977, o carro foi redesenhado para se tornar o Corniche II. Nos para-choques, a borracha substituiu o cromado, o radiador de alumínio também e um refrigerador de óleo foi adicionado. O ABS é padronizado, e entre as mudanças, os aros adotam um novo estilo, um novo tipo de dispositivo de alerta ótico reverso é introduzido. A estrutura em torno da placa traseira e o design dos assentos foram alterados. O painel de instrumentos foi redesenhado e o painel de instrumentos apresenta uma saliência acima do painel.

A versão Bentley, desenvolvida em 1984, tem um novo nome, Continental. O modelo coupé fechado foi descontinuado em 1982 e todos os Corniche II eram conversíveis.

O motor é o mesmo dos outros modelos da Rolls-Royce, o V8 L-Series, com 6,75 litros de cilindrada e válvulas à cabeça, sendo que a potência é enviada para as rodas traseiras através de uma caixa automática de três velocidades.

Devido à longa lista de espera de vários anos, na época os Corniche eram vendidos em segunda mão por valores superiores ao que eram cobrados em novos. O exemplar de 1973 sendo adquirido por Maurice Gibb, vocalista da famosa banda Bee Gees, em 1979, quando o viu no concessionário H.R. Owen. Gibb pagou três vezes mais do que aquilo que pagaria se o adquirisse novo, ainda que, tinha o automóvel na hora, ao invés de estar à espera. Maurice gostou tanto do Corniche que o manteve toda a sua vida.

IMG_20231014_150121.jpg

IMG_20231014_150300.jpg

IMG_20231014_150402.jpg

IMG_20231014_150437.jpg

IMG_20231014_150500.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série To Day

Referencia nº 1511 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:38
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Setembro de 2023

FIAT 24-32 HP - Um olhar sobre as minhas miniaturas

FIAT 24-32 HP - Um olhar sobre as minhas miniaturas

978ª – Fiat 24-32 Hp 1905 Rio

Fiat 24CV Doppio Phaeton 1906

FIAT 24-32 HP 1905 and 24-40 HP 1906

Quando o Fiat do Infante D. Afonso chegou em Segundo mas, ficou em Primeiro

Modelo real

O Fiat 24-32 HP foi lançado pela Fiat em 1901.Estava disponível com três distâncias entre eixos diferentes: curta, média e longa.

O Fiat 24-32 HP dispunha de inovações tecnológicas importantes e foi o primeiro sedan a usar carroceria "Landaulet", a ter pedal do acelerador e caixa de velocidades com quatro marchas à frente e poderia atingir uma velocidade máxima de 75 quilômetros por hora (47 mph).

O Fiat 24-32 HP em 1901 com um motor de dois blocos, quatro cilindros e 6.371 cc. motor, na primeira serie  

A primeira prova na via publica em Portugal foi realizada a 27 de Outubro de 1902 para a qual foram contratados pilotos estrangeiros. As taxas de inscrição eram de 10.000 réis para os automóveis e 5.000 reis para as motos Um Peugeot de 8 cavalos custava 2400 mil réis, na sua garagem e D. Carlos tinha sete...

O francês Edmond, considerado um dos melhores do Mundo, adormeceu no comboio não chegou a tempo à Figueira da Foz por isso, Tavares de Mello, iniciou aprova no seu Darracq de 9 cavalos e em Coimbra entregou o a Edmond, para ser o primeiro a chegar, à meta, junto à Igreja do Campo Grande, depois de 12 horas, 24 minutos e 5 segundos. Às 13 horas, 29 minutos e 25 segundos surge Giuseppe Bordino no Fiat do Infante D. Afonso. Como Edmond adormeceu no comboio não chegou a tempo à Figueira. Tavares de Mello, que o contratara, assumiu o comando do seu Darracq de 9 cavalos, até Coimbra o levou – e lá lho entregou. Por não ter feito o percurso total foi desclassificado, passou o triunfo para Bordino. Meia hora depois dele surgiu o Darracq de Afonso de Barros – e logo de seguida a moto Buchet de António Paula de Oliveira. Os restantes concorrentes ou não completaram a prova - ou alcançaram o Campo Grande já depois de expirado o prazo de 10 horas, previsto como máximo. E no Relatório Oficial da prova, Carlos Calixto escreveu: «Quanto a acidentes, apenas alguns cães mortos e um ou dois abalroamentos sem importância».

Uma segunda série foi introduzida em 1904 com a cilindrada do motor aumentada para 6.902 cc. e uma embreagem tipo banda.

A última série, lançada em 1905, tinha motor de 7.363 cc. capacidade e uma embreagem tipo disco múltiplo.

Um Fiat 24-32 HP Landaulet exposto no Museo Nazionale dell Automobile di Torino.

IMG_20230928_142606.jpg

IMG_20230928_142637.jpg

IMG_20230928_142849.jpg

IMG_20230928_142826.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Rio

Série

Referencia nº 25 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:25
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Setembro de 2023

Rolls Royce Corniche - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Corniche - Um olhar sobre as minhas miniaturas

965ª – Rolls Royce Corniche Solido

O último Corniche construído em 1995 pela Rolls-Royce foi um Corniche IV descapotavel H J Mulliner, Park Ward Ltd Chassis no. SCAZD02C5SCH50170 e era azul

Modelo real

A construção pela Rolls-Royce do seu novo Silver Shadow 2 portas em conjunto com o Bentley Série T, exigiu a reorganização do construtor interno de carrocerias HJ Mulliner, Park Ward, para permitir-lhe produzir novos designs utilizando o chassis Shadow. esses modelos finais de carroceria foram limitados a apenas dois, um coupé de duas portas ou conversível semelhante, o primeiro chegando em março de 1966 e o último em setembro do ano seguinte. ano. Alguns dos painéis frontais foram compartilhados com o sedan de quatro portas, mas fora isso as novas carrocerias eram únicas, apresentando uma linha de asa superior inclinada distinta com vinco paralelo e parte posterior revisada e mais arredondada. A construção envolveu o transporte das carrocerias entre a fábrica de Crewe e a fábrica da MPW em Willesden, um processo necessariamente demorado que levou 20 semanas para o sedã e um pouco mais para o conversível mais complexo.

Esses carros exclusivos foram construídos à mão de acordo com as melhores tradições da construção de carrocerias britânica, usando apenas materiais da mais alta qualidade, incluindo carpetes Wilton, couro Connolly e folheados de nogueira. Sombra.

No entanto, a procura por estas alternativas mais glamorosas ao muito mais numeroso modelo de quatro portas foi forte desde o início, uma situação que resultou na atribuição do seu próprio nome de modelo 'Corniche' em Março de 1971. Na forma Corniche o V8 de 6,7 litros da Rolls-Royce produziu cerca de 10% mais potência do que o padrão e provou ser capaz de impulsionar o carro a uma velocidade máxima superior a 190 km/h com aceleração superior a um carro desportivo correspondente.

Apesar do preço altíssimo, o modelo foi um grande sucesso para a Rolls-Royce; periodicamente revisado e atualizado, permaneceu em produção sendo os últimos exemplares conversíveis entregues em 1995, época em que o carro estava sendo fabricado na forma Mark IV.

Este exemplar em azul, é um MkIV, o último da série Corniche produzido, foi colocado à venda pela Bentley Motors.

IMG_20230915_185835.jpg

IMG_20230915_185839.jpg

IMG_20230915_185843.jpg

IMG_20230915_185847.jpg

IMG_20230915_185858.jpg

IMG_20230915_190006.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Hi Fi

Referencia nº 1511 preço 1080$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 21:12
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Agosto de 2023

Rolls-Royce  "Papal"  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls-Royce  "Papal"  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

936ª – Rolls-Royce Phantom II 1937 Solido transformado

Rolls-Royce Phantom III descapotável 1937

O Rolls-Royce onde o Papa fez a visita a Portugal, a escultura conhecida com Espírito do Êxtase foi substituída pela bandeira do Vaticano e na segunda visita o Spirit of Ecstasy foi novamente colocada e nos guarda lamas frontais as bandeiras do vaticano.

Modelo real

O Rolls-Royce Phantom III comprado por ordem do Marechal Craveiro Lopes, Presidente da República na época, para transportar a Rainha Isabel II durante a sua visita a Portugal, foi adquirido pelo Estado português, em Fevereiro de 1957, depois de Harry Rugeronni ter ido a Inglaterra adquirir o RR Descapotavel novo, optarm pelo que tinha pertencido ao Príncipe de Berar, filho do Nizam de Hyderabad, que reinava este Estado atualmente pertence à província de Telengana, na Índia, em 1937, depois de o ter encomendado à Windovers uma carrosserie especial, tipo Cabriolet, adaptada e recheada de acessórios para a caça como faróis, porta-armas, estribos e tudo o mais, depois de ter sido pintado de branco.

Como já lhe tinham retirado o equipamento de caça e pintado de preto, chegou a Portugal no dia 28 de março de 1957 e recebeu a matrícula DD-30-92. entrou ao serviço da Presidência da República, e utilizado na visita da Rainha Isabel II a Portugal em Fevereiro de 1957 e veículo Papal em 1967 e em 1982,

Na primeira visita contava-se que à última hora, o Papa informou que não pretendia deslocar-se num Rolls Royce por ser um veículo de luxo e muito ostensivo, mas sem qualquer outra viatura de substituição optaram por tapar todas as alusões à marca, colocando a bandeira do Vaticano por cima dos símbolos da Rolls Royce dentro e fora do veículo.

Voltou novamente para transportar outro Papa, João Paulo II, na primeira vez que esteve no nosso País mas, da segunda vez João Paulo II teve á disposição um “made in Portugal”, o UMM Alter.

Este modelo pode ser visto actualmente no Museu do Caramulo.

Modificação na miniatura

Depois de adquirido o Kit que trazia duas miniatura para montar, utilizei o corpo central do modelo de 4 portas ao qual juntei uma parte da mala da versão aberta e de duas portas.

Os restos ainda se encontram sem qualquer utilidade.

IMG_20230814_224810.jpg

IMG_20230814_224937.jpg

IMG_20230814_225012.jpg

IMG_20230815_005311.jpg

IMG_20230815_005327.jpg

IMG_20230815_005336.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante. Solido

Série Kit

Referencia nº 5402 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 00:26
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2023

Rolls Royce Phanton II - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls - Royce Phanton II - Um olhar sobre as minhas miniaturas

772ª - Rolls-Royce Phanton II 1934 Guisval

Rolls Royce Phanton II Torpedo 1934

Para fazer o carro do Marajá de Rajkot o capot tem de ser pintado de prateado e a carroçaria de ocre açafrão.

Na porta o Sr. António diz-me:

Tenho ali umas miniaturas de carros antigos que me chegaram ontem?

Quer vê-las?

Na caixa dizia:

2º Rolls-Royce Phanton II foi introduzido em 1929. Com este novo modelo continuou a tradição do fabricante; construir automóveis belos e caros. Cada carroçaria fazia-se de acordo com o pedido de cada cliente. O nosso modelo pertence á serie P2 e foi contruído em 1934. O original do qual foi copiado este modelo, pode ser encontrado no famoso Stratford Motor Museum de Inglaterra.” 

Curiosamente a mesma descrição da Italeri na escala 1/24 nº 3703 e em Kit pela Pocher na 1/8

Modelo real

Em 1925, a Rolls-Royce apresentou o substituto do Silver Ghost, o Phantom, A primeira geração permaneceu em produção de 1925 a 1929, quando foi substituída pela segunda série (1929-1935). O Phantom era famoso por seu grande motor de 7,7 litros e 6 cilindros, que permaneceu inalterado na primeira e na segunda série.

Rolls-Royce Phantom II 1934  "Estrela da Índia"

Os Rolls-Royce eram muito ao gosto dos marajás, que governavam os estados da Índia e eram detentores de uma riqueza considerável e a gastavam em roupas, joias, palácios reais e carros.

O Rolls -Royce Silver Ghost de 1909 herdado de seu pai estava em desuso e em 1934 Dharmendrasinhji Lakhajiraj, o Thakore Sahib, o Senhor de Rajkot, decidiu substitui-lo  por um novo Rolls-Royce Phantom II  chassis 188PY na fábrica da Rolls-Royce em Derby e despachado para os construtores de carrocerias Thrupp e Maberly de Londres, cuja fama já vinha de 1896 quando entregaram um Victoria elétrico para a Rainha da Espanha.

A uma bela e impressionante carroceria aberta foi pintado de ocre açafrão, um tom que simbolizava pureza, enquanto o capô e as asas foram deixados em alumínio polido. O interior era revestido em couro ocre e o painel de madeira era marmoreado com pasta de açafrão. Tinha luzes de direção direcionáveis e duas pequenas luzes que piscavam em laranja, sinalizando que a estrada deveria ser liberada para seu passageiro real. Havia holofotes de cada lado, com luzes menores presas ao para-brisas, cada uma com um espelho na parte de trás. O brasão do estado de Rajkot apareceu nas portas e janelas laterais junto com o lema “Dharmi praja raja”, que significa “Um governante imparcial de homens de todas as crenças”. A parte de trás dos bancos dianteiros tem um lindo design de meia-lua e lua cheia feito de marfim e pedras semipreciosas escuras, com duas pequenas cabeças de elefante de marfim no meio.

O estilo de vida luxuoso e a pesada tributação de seus súditos irritavam os cidadãos, que não apreciavam sua coleção de carros. Houve muitos protestos, greves e manifestações. Finalmente, Thakore Sahib Dharmendrasinhji morreu no início de 1940, enquanto caçava leões na floresta Sasan Gir.

O Rolls-Royce Phantom II Torpedo de 1934 construído para o Marajá de Rajkot e conhecido como 'A Estrela da Índia' em homenagem à famosa safira de 563 quilates, foi exibido no Stratford-upon-Avon Motor Museum.

Modificação na miniatura

Devia ter pintado o capot da frente

IMG_20221005_144417.jpg

IMG_20221005_144508.jpg

IMG_20221005_213427.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Guisval

Série Réplica

Referencia nº 17201 com duas datas para a mesma referência 1929 e 1934 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Espanha

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 21:59
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Agosto de 2022

A minha homenagem aos bombeiros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

A minha homenagem aos bombeiros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

631ª - Rolls Royce Fire Engine 1920 matchbox  

Rolls Royce 40/50hp Silver Ghost Fire Engine 1921

Ontem, no Haynes, uma relíquia dos bombeiros de Viana do Castelo, um modelo que me lembra sempre os carros dos bombeiros em lata que os meus pais me davam.

O original pertenceu ao Conde Monte Real, acidentado numa das muitas corridas em que participou.

Lembrei-me da miniatura do Rolls Royce que então comprei sem nunca pensar na tragédia na Serra Alvão que estava a acontecer á minha chegada

Modelo real

Como nos informava a caixa:

Adquirido em nome de Barougt Green e Ditrict por 26,00 libras o Rolls Royce foi convertido em carro de bombeiros em 1933 por um custo total de 100,00 Dennis equipamento de combate a incêndio foi usado no modelo que tinha uma classificação de 40/50 cavalos de potência e freios traseiros só. O modelo convertido teve amplo serviço em Kent durante a segunda guerra

O modelo é baseado em um carro real colocado em serviço no Corpo de Bombeiros de Baurogh Green, em Kent. O modelo recebeu uma data de 1920, mas deverá ser 1921.

IMG_20220822_172758.jpg

IMG_20220822_184837 (1).jpg

 

IMG_20220822_174032.jpg

IMG_20220822_173852.jpg

IMG_20220822_185218.jpg

IMG_20220822_173537 (1).jpg

Miniatura

Problemas de desenvolvimento do Talbot Van, que deveria ter sido o novo Y-6 de 1977 foi apresentado este carro dos bombeiros desenvolvido  um curto período de tempo

O número na base ainda mostrava Y-7, não Y-6, que era o número usado para o Rolls-Royce de 1912 e o erro erdado criado por causa da base, a fundição emprestada do modelo Y-7.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of Yesteryar

Referencia nº Y-6 e Y7 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 19:39
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Junho de 2022

Rolls Royce Phanton III Coupe de Ville- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Phanton III Coupe de Ville- Um olhar sobre as minhas miniaturas

608ª – Rolls Royce Phanton III coupe de ville1939 Solido

A outra prenda de Natal 1983

Rolls-Royce Phantom III Sedanca de Ville por H.J. Mulliner

A versão coupé de ville da miniatura

580ª – Rolls Royce Phanton III cabriolet 1939 Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+rolls+royce

Modelo real

O Rolls-Royce Phantom III Sedanca de Ville foi construído com uma majestosa carroceria, requintada construída por Mulliner entre 1936 e 1939. Mostrava a riqueza de seu proprietário e o poder de seu construtor.

O nome Sedanca veio de Sedan e Cabriolet, já que o veículo apresentava uma carroceria fechada para os passageiros traseiros e uma capota removível para a área do motorista. A mesma carroceria foi batizada de De Ville por outras casas, Com um radiador dianteiro alto e plano e a famosa estátua em cima, o veículo não mostrava nada além de opulência. Atrás da cabine, estava o porta-malas com tampa articulada.

H.J. Mulliner construiu o luxuoso habitáculo alto para que o proprietário pudesse usar um chapéu alto enquanto estava confortavelmente sentado na parte de trás. No interior, um confortável banco envolto em couro na parte de trás, com apoios de braços laterais. Como opção, um frigobar de madeira na frente dos bancos traseiros.

Sob o capot, o motor V-12 de 7,3 litros era uma obra-prima da engenharia da época. Ele apresentava tuchos hidráulicos e um sistema de ignição de faísca dupla (duas bobinas de ignição e 24 velas de ignição). Mas o sistema provou ser menos confiável e, a partir de 1938, a montadora instalou tuchos regulares e ajustáveis.

IMG_20220622_143507.jpg

IMG_20220622_143554.jpg

IMG_20220622_143600.jpg

IMG_20220622_143605.jpg

IMG_20220623_165620.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº46 - 11/76 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:55
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Maio de 2022

Rolls Royce Phanton III cabriolet - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Phanton III cabriolet - Um olhar sobre as minhas miniaturas

580ª – Rolls Royce Phanton III cabriolet 1939 Solido

Rolls Royce Phanton III cabriolet 1939 Solido

1939 Rolls-Royce Phantom III Two -Door Cabriolet

A lembrar um que esteve presente no passio de inauguração da A 4

 Modelo real

No 'Olympia Show' em Londres, em Outubro de 1935, é apresentado o 'Phantom III', um dos carros mais avançados de seu tempo. Foi o último modelo desenvolvido em parte por Henry Royce, falecido em Abril de 1933, aos 70 anos e é considerado como o último modelo puramente Rolls-Royce, todas as peças e elementos foram estudados por Henry Royce e fabricados pela Rolls-Royce com exceção de pneus, velas de ignição e alguns acessórios.

Em 1931, Henry Royce começou a estudar um novo motor de liga leve de 12 cilindros usando sua experiência em motorização aeronáutica. O cárter e os cabeçotes são fundidos em Hiduminium, uma liga de alumínio desenvolvida pela Rolls-Royce para seus motores de aeronaves.

O engenheiro A.G. Elliott continuou o projeto. O Phantom III é um automóvel completamente novo. o chassis é feito de chapa estampada. É particularmente rígido, reforçado por espaçadores em forma de X. Seu sistema de lubrificação é controlado por pedal. Ele pesa 1.836 kg. O Phantom III é o primeiro Rolls-Royce com rodas dianteiras independentes cuja suspensão utiliza o princípio "knee action" patenteado por Olley da General Motors com triângulos desiguais e molas semi-elípticas contidas em banho de óleo e quadriláteros, o que explica a posição de deslocamento da grade na frente do eixo. Na traseira, o Phantom III tem molas semi-elípticas e amortecedores ajustáveis. Os freios a tambor nas 4 rodas são assistidos por um servo controlado diretamente pela caixa de velocidades. . A transmissão traseira é através de uma embriaguem monodisco seca e uma caixa manual de 4 velocidades. As marchas superiores serão sincronizadas a partir de 1938.

Apenas o chassi e as peças mecânicas foram feitas pela Rolls-Royce.

IMG_20220525_182404 (1).jpg

IMG_20220525_184402.jpg

IMG_20220525_185519.jpg

IMG_20220525_174216.jpg

IMG_20220525_175412.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº46 - 11/76 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:36
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Outubro de 2021

Rolls Royce Silver Shadow- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Silver Shadow- Um olhar sobre as minhas miniaturas

362ª – Rolls Royce Silver Shadow Corgy Toys

H.J. Mulliner Park Ward

Um Rolls Royce de duas portas

 Modelo real

Rolls Royce Silver Shadow by H.J. Mulliner Park Ward

A mais aristocrata marca acabava de romper com a tradição ao apresentar em Outubro de 1965, o Silver Shadow, um 4 portas saloon, apresentava uma silhueta ainda mais sóbria ao não ser tão alta como os seus concorrentes aliada a sua técnica ultra moderna: triplo circuito de travagem, caixa automática com comando electrico, suspensão as quatro rodas independentes com regulador de nível.

Duas versões especiais de duas portas, foram carroçadas por H. J. Mulliner sobre o chassis da berlina da qual recebe o motor V8 de 6230c.c. .

O coupé two door saloon surgiu em Março de 1966 e o cabriolet Drophead coupé foi apresentado em Setembro de 1967.também ele numa continuidade da  berlina Silver Shadow.

IMG_20210715_184536.jpg

IMG_20210715_184621_1.jpg

IMG_20210715_184800_1.jpg

IMG_20210715_184957_1.jpg

Miniatura

Abre as portas, porta-malas com roda suplente e levanta o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com  original e o sistema Golden Jacks

Fabricante

Pat. App. Nº 13380/67

Série

Referencia nº 273

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

Posteriormente nº 274 e 280 mas sem macacos 'Golden Jack'.

 


publicado por dinis às 19:19
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Setembro de 2021

Rolls Royce Silver Ghost 1906 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Silver Ghost 1906 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

337ª – Rolls Royce Silver Ghost 1906 Matchbox

Os Matchbox principalmente os Models of yesteryer estavam de volta, agora no Stand de exposições da Garagem Boavista no Mercado Municipal junto a entrada Sul..

AX-201, o primeiro Silver Ghost

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/rolls-royce-silver-gosth-1907-um-1144896

Na caixa

“Movido por um motor de 6 cilindros e uma capacidade de 7036cc e uma caixa de 4 velocidades capaz de uma velocidade de 50mph” Em inglês e 80 Kl/h em francês e alemão.

O seu desenho básico manteve-se durante 19 anos.

O modelo parece o Y10 em tamanho maior 

Um modelo semelhante ao Y15, agora com a referência Y10 escala 1/51 mas com umas novas rodas com faixa branca e um pouco maior e o ano é 1906.

Modificação na miniatura

IMG_20210921_173054.jpg

IMG_20210921_173120.jpg

IMG_20210921_173136.jpg

IMG_20210921_173230.jpg

IMG_20210921_173628.jpg

Modelo real

Frederick Henry Royce em 1904 fez seu primeiro carro, um “Royce”, na sua fábrica em Manchester, quando conheceu o vendedor Charles Stewart Rolls, e resolveram criar um carro para ricos.

A Rolls Royce foi fundada em 15 de março de 1906, por Frederick Henry Royce e Charles Stewart Rolls,

A marca, sinônimo de qualidade e alto padrão de conforto, tornou-se também famosa pela fabricação de automóveis de custo elevado e geralmente destinados a membros da realeza e chefes de Estado em todo o mundo.

O AX-201, foi encomendado pela primeira vez pelo diretor do Rolls Royce, Claude Johnson.

Os acabamento em tinta de alumínio com acessórios prateados, valeram-lhe o nome  de ‘Silver Ghost’, um nome atribuído a todos os chassis 40 / 50HP produzidos em 19 anos de produção.

O sucesso dos carros promoveram-no a "O Melhor Carro do Mundo".

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryer

Referencia nº Y 10

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 22:50
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Rolls Royce Corniche fech...

. FIAT 24-32 HP - Um olhar ...

. Rolls Royce Corniche - Um...

. Rolls-Royce  "Papal"  - U...

. Rolls Royce Phanton II - ...

. A minha homenagem aos bom...

. Rolls Royce Phanton III C...

. Rolls Royce Phanton III c...

. Rolls Royce Silver Shadow...

. Rolls Royce Silver Ghost ...

. Rolls Royce Silver Gosth ...

. Rolls Royce Silver Ghost ...

. Rolls Royce 40/50cv Silve...

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub