Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2024

Renault Twingo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault Twingo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1104ª –  Renault Twingo Decouvrable  Rouge Corale  Vitesse  

Renault Twingo Decouvrable 1994

O citadino ágil com design refinado era o carro da juventude.

Modelo real

Projetado durante a direção de Patrick Le Quément, designer-chefe da Renault, o carro derivou de um conceito desenvolvido através do projeto W60 quando Gaston Juchet era o designer-chefe da Renault onde estava previsto uma carrinha ou monovolume.

O design de Jean-Pierre Ploué mostrava uma dianteira com faróis circulares semelhantes a olhos e uma grade que parecia sorrir, e Le Quément escolheu-o para desenvolver a versão de produção. O equipamento interior foi montado numa consola central para liberar espaço. A Renault participou do projeto do carro 'Mono-Box' ECO 2000 de 1981 a 1984, juntamente com a PSA Peugeot Citroën e o governo francês.

A primeira geração do Twingo, um simpático carro com duas portas, motor dianteiro estreou no Salão Automóvel de Paris em 5 de outubro de 1992, a partir de abril de 1993. chegou ao mercado em versão única e quatro cores, vermelho coral, amarelo indiano, verde coentro e azul ultramarino.

O painel de instrumentos eletrônico montado centralmente do Twingo I tinha velocímetro, medidor de combustível, relógio, hodômetro e registrador de viagem controlados por um botão localizado na haste.

A versão inicial possuía apenas como opcional Ar Condicionado e o Teto Panorâmico, estando disponível em várias cores claras e alegres. Os seus bancos traseiros rebatiam e deitavam, o que juntamente com os da frente, tornavam-no numa cama ou talvez num furgão.

O seu motor era de 1237 c.c. 4 cil. e 55cv. a boa receptividade do público e a necessidade de criar um Twingo à medida de cada um trouxeram vários pacotes de equipamento conhecidos como Pack.  

Várias foram as séries limitadas com interiores e estofos relativos a cada série, Zoom, Spring, Kenzo, Alizé etc. e normalmente equipados com o Pack, tendo algumas séries incluído airbag e ar condicionado (Kenzo).

Outra revolução do Renault Twingo foi a versão Easy em que a caixa de quatro velocidades era manual, mas com embreagem pilotada que dispensa o pedal de embreagem, é uma boa opção para quem necessita de um carro só com 2 pedais mas não quer uma caixa automática.

O teto solar de lona era um dos poucos opcionais: novas cores foram oferecidas em 1994, mesmo período em que ele recebeu acionamento elétrico para vidros, travas e espelhos.

IMG_20240205_172435.jpg

IMG_20240205_172442.jpg

IMG_20240205_172453.jpg

IMG_20240205_172505.jpg

IMG_20240205_172520.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série La colection

Referencia nº 035B preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 19:47
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 31 de Outubro de 2023

Renault 4 L - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 4 L Safari - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1011ª – Renault 4 L East African Safari 1962 Vitesse

Renault 4 4L East African Safari 1962 Bernard Constann e Claude Le Guezec

Modelo real

Em 1962 foi lançada a versão Super e passava a existir uma motorização de 747 cm3 de 27 cv. Uma novo caixa de quatro marchas estava também disponível e a velocidade máxima rompia agora os 100 km/h. outra novidade era a versão Fourgonette (furgão em francês) que tinha a capacidade de carga aumentada. A parte traseira era mais alta e mais larga a cabine e o cliente podia optar por porta traseira de abertura lateral ou vertical bipartida.

Modificação na miniatura

O Rally Safari através do Quénia, Uganda e Tanganica a actual Tanzânia é há muito reconhecido como um dos ralis mais difíceis do calendário mundial de ralis, e isso transparece.

Os primeiros inscritos eram seis Renault 4 a lutando em um mercado cada vez mais competitivo nos meados dos anos 60.

A demolidora prova começava em Kampala, torneando o Lago Victoria, indo pelo interior ermo, até atingir Nairobi, depois, mais terras ermas, onde a tribo Massai eram platéia, até atingir o mar em dois pontos: Mombasa e Dar Es Salam. O rallye era ida e volta, ou seja, largava-se e terminava-se em Nairobi. Durante todos esses anos, a cor mais vista foi o vermelho - tanto no céu, como na terra (barro e pó), e em alguns dos lagos (como o Magadi entre o Kenia e a Tanzania).

O East African Safari era para carros resistentes com o provou o Renault 4L do Rali Safari da África Oriental pilotado por Bernard Constann e Claude Le Guezec. #14 Consten Bernard Le Guezec Claude Renault 4L da Motor Mart&Exchange Ltd que se classificou em 41º, entre o Nº40º #47 Valambhia Amratlal Pragji - Modesa V.A  em Hillman Minx 3C e o 42º  #24Cooper P.H. - Grant Ian L.Auto Union 1000 S Coupe

Como pode ser visto no  

CC TV : The Hillman Minx Wins In East Africa, 1962

IMG_20231031_185228.jpg

IMG_20231031_185304.jpg

IMG_20231031_185314.jpg

IMG_20231031_185328.jpg

IMG_20231031_185646.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº L123 preço 3595$00                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em expositor plástico.

País - Portugal - China

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 20:09
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2023

Voiturette de Louis Renault - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Voiturette de Louis Renault - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1010ª – Renault 1898 Voiturette Vitesse

Voiturette Type A

Modelo real

Estávamos no final do seculo XIX quando a primeira viatura automóvel, uma Voiturette projetado por Louis Renault em 1898, com a palavra “voiturette” inicialmente introduzida por Leon Bollee em 1896 para diferenciar os seus carros leves de três rodas dos maiores (“voitures”), e logo se tornou a designação comum da classe correspondente de carros gerais e de corrida. Antes de 1899, os voiturettes eram geralmente considerados “Motor Cycles”. A primeira voiturette de quatro rodas foi a “Voiturelle” construído por Decauville em 1898. O Renault Voiturette, projetado por Louis Renault, foi o primeiro automóvel produzido pela Renault e foi fabricado entre 1898 e 1903. 1898.

A Voiturette Tipo A era movido por um Motor De Dion- Bouton de 1 cilindro, que lhe permitiu atingir uma velocidade máxima de 32 km/h. Os irmãos Renault, Marcel e Louis, conseguiram dirigir o carro pequeno para vencer a classe voiturette em várias corridas de cidade em cidade em 1899.

A primeira Voiturette foi vendido a um amigo do pai de Louis após estar passeando com Louis pela Rua Lepic em 24 de dezembro de 1898. Outros 12 carros foram vendidos naquela noite. A principal razão de ter vendido o carro foi a incrível habilidade do carro subir ruas sem qualquer dificuldade e sua economia de combustível. O carro montado com um motor De Dion-Bouton de um cilindro, o que lhe permitiu atingir uma velocidade máxima de 32 km/h (20 mp/h).

O Renault Voiturette (Renault Little Car) foi o primeiro automóvel produzido pela Renault e foi fabricado entre 1898 e 1903, nome usado em cinco modelos. Os primeiros Voiturettes montaram motores De Dion-Bouton. No carro foram utilizados pneus Continental. O Type C foi o primeiro carro de quatro passageiros da Renault. Após diversas modificações mecânicas e físicas, o carro foi lançado em 1900. O carro foi apresentado no Mondial de l'Automobile de 1900 em Paris, apresentando pela primeira vez a Renault Frères como fabricante de automóveis.

IMG_20231030_005152.jpg

IMG_20231030_005220.jpg

IMG_20231030_005236.jpg

IMG_20231030_005512.jpg

IMG_20231030_005736.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº VCC 99004 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:03
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Julho de 2023

Renault Clio - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault Clio - Um olhar sobre as minhas miniaturas

926ª – Renault Clio 16V Burago

Da serie “Um para o pai, outro para o filho”.

Modelo real

Clio 16V e Williams (1991-1998)

No Salão Automóvel de Paris, em 1990, foi apresentada a primeira geração do Renault Clio que sucedia ao Renault 5, e no segundo ano de comercialização venceu o Troféu de Carro do Ano na Europa em 1991.

O Renault Clio 16V foi apresentado em 1991, o de 1,8 litros e 137 cv tinha os guarda lamas dianteiros e arcos traseiros mais largos, suspensão aprimorada e travões maiores, o 16V era um foguete de bolso adequado: a velocidade máxima era de 130 mph e 62 mph chegou em oito segundos.

Em 1993 a Renault lançou o Clio Williams de 2.0 litros em 1993. Originalmente uma edição limitada, a demanda levou a Renault a construir carros Williams 2 e Williams 3 adicionais. Eventualmente, 12.100 Clio Williams foram fabricados, com 390 UK Clio Williams, mais 482 UK Williams 2s e apenas 308 Williams 3s.

O Clio Williams foi desenvolvido para homologar o motor 2.0 da Renault para corridas. Equipado com um virabrequim e cabeçote aprimorados, pistões forjados, válvulas maiores com elevadores hidráulicos e uma caixa manual de cinco marchas revisada, o Clio Williams produzia 150 cv e 129 lb ft. Capaz de atingir 62 mph em 7,8 segundos e atingir 133 mph, sua famosa pintura Sports Blue e as ligas Gold Speedline o tornaram instantaneamente reconhecível. Observe que o Williams 3 foi pintado em Monaco Blue marginalmente mais brilhante.

A maioria dos Williams acabou na pista, ou nos ralis.

IMG_20230706_183535.jpg

IMG_20230706_183624.jpg

IMG_20230706_183714.jpg

IMG_20230706_183813.jpg

IMG_20230706_183937.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico e rápidas .

Fabricante Burago

Série

Referencia nº 4160 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:12
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Junho de 2023

Renault 5 Turbo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 5 Turbo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

918ª – Renault 5 Turbo Solido

Renault 5 Turbo Saby; Tilber #18 Tour Corse 1980

Modelo real

O Turbo foi construído de 1980 a 1983, tinha portas, porta traseira e teto feitos de alumínio para fins de homologação.

Foi utilizado tanto na estrada como na psta e na época sobressaia Trofeu Renault 5 Turbo Europa

O Renault 5 Turbo foi um carro de ralis, para as estradas sinuosas e estreitas do campeonato do mundo. Mas em 1981 surgiu o  R5 Turbo da Europa Cup de 1981, o primeiro troféu monomarca com modelos turbocomprimidos, que usava carros de série, em corridas disputadas nos programas de alguns GP e onde alinhavam pilotos profissionais e amadores, para promover os modelos de restrada da Renault, e os motores turbo. 12 forem os eventos, alguns dos quais disputados durante o Grande Prêmio de F1 era como uma aperitivo para o espetáculo ocorrido em Hockenheim, Zandvoort, Mônaco, Le Castellet, Zolder, e Monza.

O estreia foi em Hockenheim, onde os pilotos para participar entraram e sentaram-se entre as gaiolas de segurança, e com um sistema de ajuste de pressão do turbo para igualar o desempenho de todos os carros.

Ao contrário do que se possa pensar, o vencedor da R5 Europa Cup não foi Prost, o tetracampeão da F1, nem o vencedor do Campeonato Mundial de Rally, Walter Rorhl, nem o francês especialista em asfalto Jean Ragnotti. competia paralelamente ao campeonato mundial de rally, também em R5 Turbo,

Em 1981, o alemão Wolfang Schültz venceu este concurso e Jean Ragnotti foi o segundo. No ano seguinte o vencedor foi Gouhier, que havia sido o terceiro classificado em 1981.

Para a temporada de 1983, a Turbo Fase 2 foi inscrita e o vencedor foi Jan Lammer

1984 seria a última temporada em que a emocionante disputa foi disputada, mais uma vez dominada por Lammers.

Modificação na miniatura

Não houve modificação porque também pensava aproveitar a cor mas, por falta dos decalques, embora anunciados nunca cá chegaram.

IMG_20230625_145241.jpg

IMG_20230625_145250.jpg

IMG_20230625_145327.jpg

IMG_20230625_145650.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solodo

Série

Referencia nº 1023 07-81preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:40
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Junho de 2023

Ligier JS 11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ligier JS 11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

901ª – Ligier JS 11Polistil

Como não arranjei a miniatura da Yaxon veio o da Polistil

Modelo real

O Ligier JS11 projetado por Gérard Ducarouge com efeito solo, movido pelo Ford Cosworth DFV, estava dotado de uma caixa de velocidades Ligier construída internamente para os Campeonatos do Mundo de 1979 e 1980.  Guy Camille Ligier continuava a homenagear o seu amigo Jo Schelesser com a designação de JS nos seus modelos.

A Ligier vence as duas primeiras provas de 1979, com 0 JS 11 pilotado por Jacques Laffite, venceu o G.P da Argentina a 4 de Janeiro, enquanto o GP do Brasil a vitoria foi para Jacques Lafite a 4 de Fevereiro.

 Os Ligier permaneceram na disputa ao longo da temporada, tendo a equipe terminado  em terceiro, atrás da Ferrari e da Williams, no campeonato de construtores. Depailler foi vítima de um acidente de asa delta e foi substituído por Jacky Ickx,

Os problemas na Africa do Sul continuaram em Long Beach, nos Estados Unidos. O carro era de fato tão eficiente na produção de downforce que o chassi de alumínio simplesmente não conseguia lidar com a quantidade de downforce que estava produzindo. Como resultado, o chassi começou a flexionar e as saias seriam levantadas do chão, arruinando a sucção do efeito solo. Este foi um problema que atrapalhou a equipe ao longo da temporada e não pôde ser resolvido a tempo de Laffite desafiar adequadamente a Ferrari de Jody Scheckter e Gilles Villeneuve, e mais tarde a dominante Williams de Alan Jones.

O JS11 foi usado também como carro de teste para a Michelin experimentar seus pneus.

IMG_20230608_142410.jpg

IMG_20230608_142741.jpg

IMG_20230608_142812.jpg

IMG_20230608_142959.jpg

IMG_20230608_143150.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Polistil

Série

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Italia

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:12
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Junho de 2023

Renault Formula 1 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault Formula 1 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

895ª – Renault RS 01 F1 Polistil

Renault - F1 RS 01 Turbo n 15 1979 Jean-Pierre Jabouille

Modelo real

O novo Fórmula 1 então desenvolvido pela Renault, foi equipado com o motor V6 1.5 turbo de 520 cv em sua evolução EF2, equipado com duas turbinas alemãs KKK ao invés da única turbina americana Garrett que havia sido adotada na unidade anterior. Isso garantiu uma resposta mais rápida na aceleração. O RS10/11, equipado com saias laterais para maximizar o efeito solo,

O GP de França de 1979, disputado a 1 de Julho de 1979, no circuito de Dijon-Prenois viu nos Treinos oficiais de sexta-feira, a Renault RS10 pilotados respetivamente por Jean-Pierre Jabouille e René Arnoux foram os mais rápidos. seguidos de Gilles Villeneuve no Ferrari e de Nelson Piquet, da Brabham, deixando Jody Scheckter, o líder do campeonato, em quinto lugar e Jacques Laffite no Ligier em oitavo lugar,

Na prova Gilles Villeneuv foi o mais rápido mas, e Jean-Pierre Jabouille tornou-se líder na quadragésima sétima volta enquanto seu rival ferrarista estava meio minuto adiante de René Arnoux.

A diferença entre Villeneuve foi encurtada até que Arnoux foi o segundo  na 78º volta, Contudo o rendimento de Arnoux também decaíra graças ao rareamento do motor e por isso Villeneuve manteve-se próximo ao rival a ponto de forçar uma ultrapassagem e retomar o segundo lugar na penúltima volta.

A luta pelo segundo lugar foi épica e ofuscou a vitória do Renault de Jean-Pierre Jabouille. A vitória estava decidida, mas a luta pelo segundo lugar entre o Renault de René Arnoux e o Ferrari de Gilles Villeneuve foi inpolgante.

No final Jean-Pierre Jabouille cruzou a linha de chegada quinze segundos à frente e René Arnoux. e Gilles Villeneuve.

Jean-Pierre Jabouille foi o autor da primeira vitória da Renault na Fórmula 1 ao vencer o primeiro GP com um carro equipado com motor turbo, sendo assim o primeiro francês a vencer o Grande Prêmio da França desde Jean-Pierre Wimille em 1948.

IMG_20230602_175823.jpg

IMG_20230602_175842.jpg

IMG_20230602_175856.jpg

IMG_20230602_175905.jpg

IMG_20230602_175915.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Polistil

Série FK

Referencia nº 16 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:14
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Maio de 2023

Renault Turbo cabrolet- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault Turbo cabrolet- Um olhar sobre as minhas miniaturas

877ª – Renault 5 Turbo 2 Heler transformado

O Renault 5 foi produzido pela Renault desde 1972 até 1996. Em 1980 foi lançada a versão R5 Turbo, com motor central 1.4 de 160 cv, projectado para competição tornou-se num verdadeiro ícone, dos anos oitenta,

Esta versão Cabriolet é o trabalho artesanal dos quais são conhecidos dois exemplares.

Este protótipo foi encontrado numa revista de venda de automóveis clássicos, a  Autos International , publicada em varias línguas com vários centenas de anúncios de automóveis.

Modificação na miniatura

Depois de cortada a carroçaria foi pintado e a arranjada a capota

IMG_20230514_193539.jpg

IMG_20230514_194038.jpg

IMG_20230514_194150.jpg

IMG_20230514_194305.jpg

IMG_20230514_194320.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Heller

Série

Referencia nº preço 620$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Abril de 2023

Renault 4 cv berline Joaninha 1063 em Le Mans - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 4 cv berline Joaninha 1063 em Le Mans - Um olhar sobre as minhas miniaturas

858ª – Renault 4CV Heller

24 Horas de Le Mans de 1951

Renault 4CV nº 50 Team Renault   França Francois Landon/André Briat            

Modelo real

Renault 4 Cv, Tipo R1063.

O Renault 4 CV, devido a sua forma é conhecido em Portugal por Joaninha, consta ter sido desenhado por Ferdinand Porsche durante a ocupação da França, inspirado no seu Volkswagen , e torna-lo também  no carro "para o povo" - barato de fabricar, usar e proporcionar conforto de viagem relativamente decente

A Renault foi nacionalizada depois da Segunda Guerra Mundial, e assumiu a tarefa de converter a França ao automóvel com o pequeno 4CV o primeiro carro francês a vender mais de 1 milhão de unidades e participou  com sucesso nas corridas  Mille Miglia, Tour de France, Le Mans e, em 1949, e no Rally de Monte Carlo. 

A Renault lançou o projeto 1063 para dar uma evolução esportiva ao 4CV. O R1063 foi apresentado em 1951 e é um 4CV normal, onde várias modificações foram feitas na mecânica: o cabeçote é redesenhado para dar uma taxa de compressão de 8,2, os pistões e válvulas são reforçados, tudo como o virabrequim, feito de duralumínio, o motor é alimentado por um carburador de duplo cilindro que traz sua potência para 35hp. Para garantir uma melhor refrigeração, o circuito de óleo carrega quatro litros contra dois nas versões padrão! No lado da ligação à terra, quatro amortecedores estão localizados na parte traseira, a direção é menos engrenada e a embraiagem é reforçada.

A Renault alinhou nas 24 Horas de Le Mans de 1951 com cinco 4CV R1063, e um sexta foi inscrita em particular pela empresa Satecmo, que produzia caixas de câmbio.

Enquanto o 4CV do privado  desistia rapidamente, os 4CVs oficiais rodavam firmes no circuito de Le Mans, embora dois carros tenham se perdido nas últimas duas horas de corrida devido a um acidente e um incêndio. Os outros três 4Cvs ficaram com o 24º, 27º e 29º lugar geral, garantindo a vitória da Renault na categoria 501-750cm3.

François Landon (futuro chefe do departamento de competição da Renault e Briat obteve uma vitória a uma média de 111,198 km/h. o recorde em sua classe, um honroso 24º com 197 voltas percorridas

Modificação na miniatura

É um kit simples

IMG_20230423_184002.jpg

IMG_20230423_184019.jpg

IMG_20230423_184046.jpg

IMG_20230423_184112.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Heller

Série Kit

Referencia nº 174 preço

Material – plástico

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:48
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Abril de 2023

Renault 5 Maxi Opal - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 5 Maxi Opal - Um olhar sobre as minhas miniaturas

854ª – Renault 5 Maxi Turbo Solido

Renault 5 Maxi Opal, ou melhor  em preparação para comprar um modelo mais caro.    

Modelo real

No Salão do Automóvel de Paris, em Outubro de 1978, foi apresentado o Renault 5 e a ideia da criação de um Renault 5 Turbo toma forma.

O Renault 5 Turbo para obter a homologação de competição, também tinha que ser um automóvel de produção em série. O Turbo 1, carro de rali, foi fabricado entre 1980 e 1984, e a versão de rua Turbo 2 foi lançada em janeiro de 1980 no Salão de Bruxelas, produzida por seis anos. Esta versão de rua usava menos componentes especiais, em especial os de alumínio. No total, foram 4.987 unidades produzidas, a Turbo 1 com 1820 carros e a Turbo 2 com 3197 carros.

Ambos usavam motor central de 1.397 cm3, quatro cilindros em linha e duas válvulas por cilindro, com injeção  Bosch K-Jetronic e turbocompressor Garrett AiResearch T3 2 valves. Tinha 158 cv de potência máxima a 6.000 rpm e 22 mkgf de torque máximo a 3250 rpm. A tração era traseira e em 1980 era o carro francês mais rápido.

Em 1983, o Grupo 4 passou a Grupo B, que, com um rápido desenvolvimento técnico, se tornaram os mais potentes carros de ralis jamais construídos e em 1984, e consequentemente o Renault 5 Turbo (822) deu origem ao Renault 5 Turbo (8221), Renault 5 Maxi Turbo, surgiu em 1985, e do qual foram apenas produzidas 20 unidades de competição.

IMG_20230412_141053.jpg

IMG_20230412_141105.jpg

IMG_20230412_141123.jpg

IMG_20230412_141135.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 1353 – 04-86  preço 300$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 18:16
link do post | comentar | favorito (1)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Renault Twingo - Um olhar...

. Renault 4 L - Um olhar so...

. Voiturette de Louis Renau...

. Renault Clio - Um olhar s...

. Renault 5 Turbo - Um olha...

. Ligier JS 11 - Um olhar s...

. Renault Formula 1 - Um ol...

. Renault Turbo cabrolet- U...

. Renault 4 cv berline Joan...

. Renault 5 Maxi Opal - Um ...

. Renault 4L - Um olhar sob...

. Renault 5 Super - Um olha...

. R5 Turbo da Europa Cup - ...

. Renault 4L Fourgonnette  ...

. Renault Fuego - Um olhar ...

. Renault NN 1928 Amarelo T...

. Renault R8 Godini  Um olh...

. Renault Grande Prémio - U...

. Renault V- C landaulet 19...

. Renault 5 Cup  - Um olhar...

. Renault 20 Paris Dakar 19...

. Renault 5 Alpine - Um olh...

. Renault R5 Pick-up - Um o...

.  Renault 18 - Um olhar so...

. Renault 40CV 1926 - Um ol...

. Renault Reinastella 1934 ...

. Renault 17 TS protótipo -...

. Alpine Renault Le Mans 19...

. Renault 12/16 BZ 1910 Doc...

. Sovra LM4 - Um olhar sobr...

. Renault 5 Le Car Van - Um...

. Renault 14 - Um olhar sob...

. Renault 12 - Um olhar sob...

. Renault 12 Breack- Um olh...

. Renault R17 Rali de Marro...

. Renault 16 Táxi radio - U...

. Renault 15- Um olhar sobr...

. Renault 17 TS - Um olhar ...

. Renault AG Town Car 1910 ...

. Renault Paris Madrid 1903...

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub