Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2024

Porsche Boxster protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Boxster protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1108ª – Porsche Boxster Minichamps

Porsche Boxster Concept

Porsche Boxster Concept

Modelo real

O resultado do estudo para um carro desportivo com um design inovador para um público jovem e principalmente junto dos potenciais clientes, foi apresentado no North American Auto Show em Detroit, em Janeiro de 1993.

O Porsche Boxster, combinava as palavras “boxer”  e “roadster ” movido por um motor central refrigerado a água. de 6 cilindros, plano, com 2.687 cc 168 kW (228 cv) e uma velocidade máxima de 253 km/h

Era um belo carro de exposição, desportivo, carroçaria aberta  da lembrar o 550 Spyder e o 718 RS 60 com um cockpit forrado em couro e impressiona com detalhes intrigantes como pequenos ventiladores, e espelho retrovisor assimétrico.

Grant Larson, agora Diretor de Projetos Especiais, é responsável pela concepção do estudo recorda: “Em Outubro de 1991 – na altura eu era responsável pelo desenvolvimento preliminar do design – visitei o Salão Automóvel de Tóquio. A Audi apresentou lá o estudo Avus Quattro. No final de 1991, o desenvolvimento em série do Boxster e do 996 já estava em andamento em outras áreas e decidimos construir um show car. Tive total liberdade no design. Todos os projetos foram criados como desenhos 2D. Portanto, não na tela como hoje. Meu chefe, Harm Lagaaij, me pressionou muito com o design, especialmente no que diz respeito aos detalhes. Finalmente, tivemos a sorte de ter um modelador fantástico, Peter Müller. Em vez de usar coordenadas como de costume, ele apenas trabalhou a partir dos meus esboços. À mão livre, por assim dizer. Originalmente planeámos apresentar o nosso estudo em Genebra, na Primavera de 1993. Mas decidimos ir para Detroit em janeiro porque não queríamos perder tempo. “Nosso foco com o roadster também estava no mercado dos EUA, onde a Porsche era fraca na época e a Mazda com o Miata e a BMW com o Z1 já estavam presentes no segmento de roadster.”

A aceitação do público e dos especialistas foi enorme com consequências para o seu desenvolvimento. Grant Larson: “Pouco depois da apresentação em Detroit, fomos instruídos a interromper imediatamente o desenvolvimento do design em série do Boxster. ‘Por favor, construa o estudo exatamente da mesma maneira’, disseram eles.”

IMG_20240209_141906.jpg

IMG_20240209_141920.jpg

IMG_20240209_141938.jpg

IMG_20240209_142017.jpg

IMG_20240209_142031.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Minichamps

Série Paul´s Model Art

Referencia nº 063130 preço 4385$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Alemanha

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:12
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Janeiro de 2024

Porsche 908/2 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 908/2 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1098ª – Porsche 908/02 Watkins Glen 72  Best  

Porsche 908/02 K #015 Watkins Glen  1972Tony Dean

Modelo real

A.G. Dean Racing

Entre 1969 e 1972 o Porsche teve vários pilotos, mas o mais frequente foi Tony Dean por 12 vezes

Na primeira prova a 1.6.1969, o 908 /2 foi inscrito pela  Porsche System Engineering Ltd. nos 1000 Quilometres de Nurrburgring para Gerhard Mitter (D)/Udo Schütz (D) onde foi 31º.

Entretanto Tony Dean vem para as 6 Horas de Vila Real a 5 e 6 de julho no Porsche 910 (#910-020) de Bill Bradley e de Tony Dean. A equipa britânica viria a classificar-se no último lugar do pódio, vencendo simultaneamente a classe até 2000cc onde encontrou o seu Ferrari 206 S #004, adquirido em finais de 1967.

Para as 200 Miles Norisring realizadas a 29.6.1969 o Porsche 908/02 K #015 está inscrito pela Tony Dean para Vic Elford onde foi 3º e 2º nas duas provas.

A série Can Am era uma serie de eventos de corrida de final de ano construídos em torno do Riverside Times GP. As corridas nos EUA e Canadá para carros do Grupo 6, levavam algumas equipes inscreveram seus carros nas corridas CanAm grupo 7, como provas extras, Originalmente, dizia-se que era a série em que “a única regra é que não existem regras”.

Tony Dean faz alguns desses eventos em 1969 em Porsche 908 e foi com o Porsche 908/02 K #011 fque se tornou conhecido por ter conseguido vencer em Road Atlanta em 1970, entregando o primeiro triunfo à marca alemã neste campeonato, interrompendo um domínio de 17 triunfos consecutivos da Mc Laren.

A rodada Watkins Glen da série Can Am foi realizada no mesmo fim de semana da corrida Glen Six Hours, para o Campeonato Mundial de Carros Desportivos

As duas últimas aparições do nº 68 o Porsche 908/02 #015 foram em Watkins Glen, quer para as Seis Horas de Watkins Glen, uma corrida de resistência realizada anualmente no Watkins Glen International em Watkins Glen, Nova York,.

Nas 6 Hours of Watkins Glen uma prova FIA do World Sports Car Championship, a 22.7.1972, o nº 68 o Porsche 908/02 #015 - A. G. Dean pilotado por Tony Dean (GB)/Bob Brown (USA) ocupou o 10º lugar na grela de partida com 1:59.064 para terminar em 4ºao fim de 195 voltas num perímetro de 3.377 mile num total de 658.515 miles

Na prova da Can am no dia seguinte 23.7.1972 portando o mesmo número 68 o Porsche 908/02 #015 - A. G. Dean pilotado por Tony Dean (GB) fez o 21º com 2:01.198 e no final chegou em 9º.

IMG_20240130_141511.jpg

IMG_20240130_141530.jpg

IMG_20240130_141622.jpg

IMG_20240130_141652.jpg

IMG_20240130_141734.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Best

Série

Referencia nº 9065 preço 3200$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália 

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:18
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Janeiro de 2024

Porsche 356 Eva Peron - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 356 Eva Peron - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1084ª – Porsche coupé 356 1952 Brumm   

Porsche 356 Carrera Mexico 1953

Porsche 356 Pre-A Carrera Panamericana 1953, Jacqueline Evans "En Memoria de Eva Peron"

Jacqueline Evans atriz e piloto de automóveis, veio paro o México na década de 1940 para férias, mas a indústria cinematográfica cativou-a para participar em filmes como Dizzy Sinbad (1950), ao lado de #TinTan , ou El Suavecito (1951), junto com #VíctorParra

Modelo real

Na primeira Carrera Panamericana, realizada a 10.5 de1950 participa com um Chrysler Windsor coupé de 1947 com o nº 17, é descrita pela imprensa como “a garota glamourosa”  termina no 45º lugar.

Volta no ano seguinte, a 25.11.1951 para a segunda Carrera Panamericana agora com um Chrysler Saratoga nº 31 mas, abandona.

Volta em 1952 Jacqueline Evans terminado no 37º lugar num Chrysler Saratoga,

Para a Carrera Panamericana de 1953 onde participaram as mais famosas marcas internacionais, Lancia, Ferrari, Mercedes, Chevrolet, Lincoln, Chrysler, Ford, Hudson... Jacqueline Evans está inscrita num Porsche 356, uma das primeiras unidades com carroceria de aço construída em Zuffenhausen. é um carro de aço um Porsche 356 pré-um modelo da Reutter.

Inscrito e dirigido pela atriz de TV e cinema Jacqueline Evans (nome completo Jacqueline Evans de López), este Porsche 356 foi pintado em memória de Eva Perón, a primeira-dama argentina até sua morte no ano anterior. encontramos a atriz concorrente prestando homenagem à sua heroína. Com Sponsors: En memoria Eva Peron/IV-Carrera Panamericana Mexico matricula 4072TT2Y

A Carrera Panamericana de 1953 foi a quarta edição do evento mexicano de corridas de carros esportivos e aconteceu de 19 a 23 de novembro em oito etapas totalizando 3.077 quilômetros (1.912 milhas) de Tuxtla Gutiérrez, Chiapas, a Ciudad Juárez, Chihuahua.

Embora tenha feito prorrogação, o que resultou na desclassificação da corrida, ela está entre as competidoras mais fotografadas daquele ano. Se foi por causa da pintura exótica, a relativa novidade de uma mulher piloto, ou porque ela parecia tão legal, ou quem sabe, em representação das mulheres do mundo, de fato.

Um outro Porsche 356 foi inscrito por Joaquin del Castillo, Uruguai, e portando o número 199.

Volta no ano seguinte a 23.11.1954 para a última Carrera Panamericana agora com o nº 100 sem a decoração anterior o Porsche 356 este era um Gmund 356 inscrito por del Castillo na corrida de 1953, então Evans aparentemente dirigiu dois cupês diferentes naqueles anos. Jacqueline Evans de Lopez abandona..

Modificação na miniatura

Com uma decoração incompleta e o círculo vermelho onde se encontram os números aparece agora em amarelo.

IMG_20240116_140316.jpg

IMG_20240116_140344.jpg

IMG_20240116_140356.jpg

IMG_20240116_140407.jpg

IMG_20240116_140421.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série

Referencia nº206 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 18:35
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Janeiro de 2024

Porsche 911S - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 911S - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1075ª –  Porsche 911S 1967 Vitesse   

Porsche 911S, o carro mais desejado.

Nas corridas…

1969 Le Mans - Jean Pierre Gaban - Yves Deprez -  Porsche 911S

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/porsche-911s-le-mans-um-olhar-sobre-1643938

Em Vila Real

com Porsche 911 , Peter Sadler (GB)/Paul Vestey (GB) em 1969

Modelo real

O Porsche 911 em 1963, concorreria contra o Jaguar E que era significativamente mais potente cerca de 30 cavalos, mais rápido 1 segundo e mais barato e chegava aos 100km/h em apenas 7,1 segundos e atingia os 240km/h.

O Porsche 911 de 1963 utilizava um motor 2.0 litros de 6 cilindros que debitava cerca de 130cv de potência, o que era suficiente para na época ir dos 0 aos 100km/h em 8,3 segundos e atingir os 209km/h.

A Porsche decidiu então lançar, o Porsche 911S, muito mais performance que o 911 normal, com a potência aumentada para 160 PS (118 kW). e contava já com jantes em alumínio, rodas de liga da Fuchs e discos perfurados.

Para arrancar, gire a chave de ignição , localizada, notoriamente, à sua esquerda, para a posição de acessório e ouça o tique-taque da bomba de combustível. Em seguida, mantenha o acelerador totalmente aberto, enquanto dá partida no motor. A primeira marcha é dogleg, para a esquerda e para baixo, e, acelere.

O motor de 2.0 litros de seis cilindros do 911 S é alimentado por dois carburadores Weber IDS de afogador triplo e ajustado para torque máximo a 5.200 rpm, com pouca queda na potência até a linha vermelha de 7.200 rpm.

Acima de 5.000 rpm, o motor de seis cilindros impulsiona o 911 de uma forma que desmente seus declarados 160 cavalos de potência.

Quase todo mundo teve dificuldades com a caixa de velocidades do Tipo 901 do 911 é preciso saber exatamente onde estão as velocidades enquanto conduz. As mudanças de marcha da primeira para a quarta eram comuns, e mesmo aqueles com experiência significativa foram vítimas.

“Mas quando você acerta as mudanças”, caramba, “é muito satisfatório”.

Modificação na miniatura

Os espelhos retrovisores e as matriculas ainda não foram colocadas

IMG_20240107_125211.jpg

IMG_20240107_125220.jpg

IMG_20240107_125226.jpg

IMG_20240107_125249.jpg

IMG_20240107_125440.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº 333 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:34
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2023

March Porsche Indy 1990- Um olhar sobre as minhas miniaturas

March Porsche Indy 1990- Um olhar sobre as minhas miniaturas

1065ª – March Porsche John Andretti 1990 Onyx     

March Porsche 90P John Andretti During 1990

Dirigido por John Andretti durante a temporada de 1990 2,649 CC Water-Cooled DOHC V-8 Porsche Engine

Modelo real

A última tentativa da Porsche nas corridas Indy foi com o chassi March 90P e sua primeira equipe de dois carros. O March 90P foi equipado com o mais recente Porsche V8 de 161 polegadas cúbicas turboalimentado (single Turbo com Twin Wastegates), refrigerado a água e com injeção de combustível Bosch Motronic. Ele desenvolveu aproximadamente 725 cavalos de potência a 12.000 RPM e era apoiado por uma caixa manual de cinco marchas. A suspensão usava braços duplos de alavanca com molas helicoidais e a força de frenagem era por freios a disco. O turboalimentador foi posicionado entre o motorista e o motor, resultando em uma distribuição ideal de peso.

O 90P deveria apresentar um chassi monocoque de fibra de carbono e teria sido o primeiro carro da Indy a usar tal construção. Quando os concorrentes tomaram conhecimento do design inovador, preocuparam-se com o quão competitivo poderia ser, por isso protestaram que o chassis não era seguro e a posição do banco do condutor era demasiado baixa. Como resultado, March construiu um novo chassi em favo de mel de alumínio. mais tarde foi revelado que o chassi 90P de fibra de carbono era, na verdade, muito mais seguro do que os chassis Penske e Lola usados por outras equipes.

Fabi dirigiu o No. 4 Foster's Beer / Quaker State March-Porsche, enquanto as tarefas de direção do No. 41 Foster's Beer March-Porsche foram feitas por John Andretti. A terceira pole position da Porsche na Indy foi conquistada por Fabi no circuito de rua de Denver. Ele terminou em terceiro no circuito de Meadowlands e terminaria a temporada em 14º na classificação final. O melhor resultado de Andretti na temporada foi um quinto lugar

IMG_20231228_143256.jpg

IMG_20231228_143446.jpg

IMG_20231228_143206.jpg

IMG_20231228_143525.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico e rápidas.

Fabricante Onyx

Série Indy ´90 Collection 

Referencia nº 072 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:23
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Dezembro de 2023

Porsche 901/911 1963 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 901/911 1963 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1061ª – Porsche 911 1963 -1968 Vitesse

Porsche 911 1963 no museu da marca em Estugarda recentemente reconstruído 911 / 901 Nº57.

Modelo real

Segundo Porsche, o impulso decisivo veio do projeto de um designer muito jovem que entrou para o escritório de design da então Dr. Ing. h.c. F. Porsche KG em 1957, o filho de Ferry Porsche, Ferdinand Alexander, quando modelou um coupé em 1959, o protótipo 754, um estudo promissor de um carro de quatro lugares, criado em 1960.

O desenvolvimento do coupé 2+2 lugares, começou em 1962, para na noite de 9 de novembro de 1962, o primeiro protótipo sair dos portões da fábrica de Zuffenhausen para test.

No Salão Automóvel de Frankfurt a 12 de Setembro de 1963, o novo Porsche chamava-se 901. No Outono foi renomeado de 911, uma vez que a marca Peugeot exerceu os seus direitos e obrigou a Porsche a mudar o nome original.

O 911 era descendente directo do 356, baseava-se na mesma arquitectura com um motor plano montado na traseira refrigerado a ar. Quatro engenheiros foram responsáveis pela concepção deste modelo: Erwin Komenda, um antigo empregado de Ferdinand Porsche, concebeu a estrutura geral, Alexander "Butzi" Porsche concebeu a carroçaria, enquanto Helmuth Bott trabalhou no chassis e Ferdinand Piëch no lado mecânico.

A carroçaria de 1964, o primeiro ano de produção, é reconhecível pelos limpa pára-brisas do lado direito do pára-brisas, pelo espelho retrovisor redondo derivado do 356 e pelos para-choques tipo banana. Estes últimos continham balastros de ferro fundido com 11 kg cada, responsáveis pela neutralização do comportamento de subviragem do carro a baixa velocidade. Estes para-choques desapareceram com a versão 911 S de 2,0 litros, que foi apresentada no Salão Automóvel de Paris em Outubro de 1967.

Para o 901/911, foi decidido que a cilindrada do motor não excederia os 2.000 cm3 a fim de o manter próximo do 356, mas ao mesmo tempo para oferecer um carro a um preço acessível. Ao longo das suas várias evoluções, o motor plano de 6 cilindros com cambota de oito apoios provou ser notavelmente robusto. O bloco era feito de magnésio, as cabeças dos cilindros de alumínio e os cilindros eram tratados com Biral. Como em motores Porsche anteriores, o motor era arrefecido a ar por meio de uma turbina axial. Para completar o sistema, cada cilindro tinha a sua própria cabeça de cilindro equipada com aletas de refrigeração. A arquitectura deste motor permitir-lhe-ia lidar facilmente com vários aumentos de cilindrada graças a uma modificação do furo.

Modificação na miniatura

O espelho retrovisor e o limpa para brisas e as matriculas ainda não foram colocadas.

IMG_20231223_143211.jpg

IMG_20231223_143217.jpg

IMG_20231223_143311.jpg

IMG_20231223_143336.jpg

IMG_20231223_143610.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº 330 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 18:05
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2023

Porsche Carrera Cup França  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Carrera Cup França  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1051ª – Porsche Carrera Cup Shell Sonauto Vitesse  

Porsche 911 964 Carrera Cup France #7 Shell Dominique Dupuy 1991 onde foi 2º e campeão no ano seguinte e em 1993.

Modelo real

Adeus Turbo, adeus motor dianteiro, adeus refrigeração a água… olá o extremamente famoso flat 6 refrigerado a ar e localizado em balanço na parte traseira.

Os 250 cv do 3.6l Carrera 2 passaram a 265 graças à eletrônica e o peso é reduzido por meios convencionais para 1180 kg em vez de 1360, as rodas são de 17 polegadas em vez de 16, caixa de velocidades e ponte originais com 40% de travamento automático opção e ainda ABS mas que tem a curiosa propriedade de desligar além de uma certa pressão de frenagem muito elevada; Quem já experimentou a frenagem de emergência na grama com ABS, durante um giro para evitar a derrapagem, vai entender a utilidade desse “gadget”.

Por outro lado, o princípio das verificações de conformidade dos automóveis ultra-sofisticados não é posto em causa, pelo contrário: 17 elementos, incluindo amortecedores, selados, preparador único, caixas electrónicas sorteadas. É sem dúvida esta garantia de igualdade entre os concorrentes uma das principais causas do sucesso da Porsche Cup, cujo preço da pronta para correr, 517.000 F na época,.

Em Outubro de 1990 todas os Cup atribuídos a França, o segundo pais a fazer a Cup, foram vendidas e a primeira corrida em Nogaro contou com 36 carros na grelha e alguns circuitos tiveram 38 participantes, sendo os organizadores obrigados em certos casos para fazer testes de qualificação para a corrida, com os não qualificados foram convidados a competir com um “consolo” chamado troféu Sonauto, com quatorze provas disputadas em duas séries e uma final.

Em Monthléry, Langlois foi desclassificado por ter deixado vestígios dos seus pneus...no tejadilho do 911 de Lapeyre ao travar em Les Deux Ponts!

Aliás, qual a resposta à pergunta que todos se faziam no início da temporada: os 911 eram mais rápidos que os 944?? A resposta é sim e não pouco, 4 segundos por volta em Nogaro, 3 em Magny-Cours, 2 em Monthléry, 3,5 em Pau, 3 em Croix en Ternois, 3 em Albi, 3 em Rouen.

Portanto, uma mudança de carro muito conclusiva, especialmente porque todos os pilotos concordaram que esses Carreras e sua saliência eram muito difíceis de dirigir e ajustar para andar rápido. A única certeza era que os slides grandes e perfeitamente dominados consumiam mais segundos do que ganhavam.

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

IMG_20231213_141413.jpg

IMG_20231213_141526.jpg

IMG_20231213_141544.jpg

IMG_20231213_141728.jpg

IMG_20231213_142321.jpg

Série

Referencia nº 731/4 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:18
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Dezembro de 2023

Porsche 911 Carrera Cup Germany - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 911 Carrera Cup Germany - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1043ª – Porsche Carrera Cup Torno Diadora Vitesse  

Porsche 911 Carrera Cup Torno Diadora - #11 Oscar Larrauri 1991

Modelo real

Porsche 911 Carrera Cup Germany

A Porsche Carrera Cup PCC, é uma série de corridas monomarca da Porsche com as quais competiu, inicialmente Porsche 911 Carrera Cup.

Os carros são construídos especificamente pela Porsche para corridas de uma marca, sendo cada veículo idêntico aos da sua geração.

Porsche 964 é o nome interno da empresa para o Porsche 911 fabricado e vendido entre 1989 e 1994. Projetado por Benjamin Dimson, apresentou revisões de estilo significativas em relação aos modelos 911 anteriores, com destaque para os pára-choques mais integrados.

De 1986 a 1989, a Porsche foi pioneira na série Cup, uma série de corridas de marca única usando 944 Turbos modificados. No entanto, com o advento do modelo 964 em 1989, a série de corridas Carrera Cup 911 nasceu e estreou pela primeira vez na Alemanha em 1991. A ela se juntou logo depois uma série francesa Carrera Cup e em 1992 pelo Japão.

O engenheiro de corrida Roland Kussmaul reduziu o Carrera 2 removendo carpetes, todos com isolamento acústico, projetando uma câmara de indução de plástico especial em vez do alumínio original, (economizando 1,2 kg!), Descartando o ventilador e comissionando rodas de liga leve que economizaram um total de 11 kg. . Todas essas modificações foram suficientes para dar um peso seco de 1.120kg. Isto, juntamente com um motor projetado de 265 cv, embreagem leve, relações de transmissão revisadas e diferencial de deslizamento limitado, proporcionaram aos pilotos da Carrera Cup um carro de corrida puro.

Porsche 964 Carrera Cup com um esquema de cores original o Porsche 964 Carrera Cup torna este um dos carros mais atraentes.

O carro foi pilotado na Copa Carrera da Alemanha pelo piloto argentino Oscar Larrauri, que terminou em quinto lugar na Copa Carrera de 1991 dirigindo #9111 , depois de competir em apenas cinco das dez corridas.

O número de chassi do Porsche Carrera WP0ZZZ96ZM5409111 foi entregue ao revendedor alemão da Porsche Max Moritz em 27 de fevereiro de 1991.

O carro também correu nas séries Porsche Carrera Cup de 1992 e 1993, antes de competir no Clubspor alemão.

Pintado de branco Grand Prix quando o atual proprietário o adquiriu em 2001, ele foi devolvido à sua pintura original de 1991, branco-vermelho-verde, mais tarde. Nos primeiros dias, Spear admite ter levado o carro cerca de uma vez por mês em dias de pista, percorrendo cerca de 1.000 a 1.500 milhas de corrida por ano.

IMG_20231204_134959.jpg

IMG_20231204_135012.jpg

IMG_20231204_135019.jpg

IMG_20231204_135031.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº 731/4 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:01
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Setembro de 2023

Porsche 944 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 944 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

968ª – Porsche 944 Solido

Porsche 994 1982

Modelo real

O Porsche 994 foi apresentado no Salão de Francfort em 1981 com uma semelhança exterior ao 924 Carrera GT da qual deriva.

A linha da carroceria dos dois carros é notoriamente semelhante, elas não são exatamente iguais, foi redesenhada com contornos consideravelmente mais marcantes, adicionam ainda mais agressividade, partilha a sua útil configuração interior de um 2+2, continua a ser um transaxle, ou seja, tem o motor colocado na frente, mas a caixa de velocidades montada na traseira, onde temos também a tração, aspetos que lhe conferem uma dinâmica muito interessante graças a uma boa distribuição de pesos.

O spoiler dianteiro pintado na cor exterior com amortecedores de borracha quadrados, bem como os guarda lamas muito mais largos e ligeiramente angulares distinguiam claramente o 944 do 924.

O 944 também apresentava um motor de quatro cilindros em linha de 2,5 litros, metade do V8 do Porsche 928, é bastante convencional, com injecção electrónica Bosch Jetronic, passou a ser o maior motor de 4 cilindros do mercado, a Porsche viu-se forçada a dotá-lo de veios balanceiros licenciados da Mitsubishi.

As primeiras versões debitavam cerca de 163 cv, com quase 220 cv para o Turbo, também conhecido como 951.

Em Maio de 1985, um restyling no 944 mostrava um novo tablier, novas motorizações e acima de tudo, o surgimento do 944 Turbo, com um para-choques frontal redesenhado em peça única, com faróis de nevoeiro e luzes de presença incorporados na mesma óptica e um spoiler traseiro tendo em vista aumentar a carga aerodinâmica traseira.

O Porsche para a competição monomarca, o Porsche 944 Turbo Cup não era muito diferente do 944 Turbo. um pouco mais de peso foi adicionado pela gaiola de alumínio Matter, economizado com a remoção da vedação inferior e a omissão de aparelhos elétricos desnecessários, como vidros elétricos. além de Fuchs dianteiros de oito polegadas de largura e traseiros de nove polegadas de largura envoltos em Pneus 245/45/16 e 255/40/16 respectivamente.

A transição do combustível com chumbo para o sem chumbo estava no horizonte, então a Porsche insistiu que os carros da Turbo Cup funcionassem com conversores catalíticos, uma tecnologia em sua infância na época, embora valha a pena notar que o 944 Turbo foi o primeiro carro a produzir uma potência idêntica com ou sem um catalisador instalado. Além de garantir que os carros participantes fossem ambientalmente aceitáveis, o objetivo era avaliar o desempenho de um escapamento catalisado em temperaturas plenas de corrida.

IMG_20230918_143238.jpg

IMG_20230918_143316.jpg

IMG_20230918_143351.jpg

IMG_20230918_143758.jpg

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as opcionais BBS.

Fabricante Solido

Série Hi Fi

Referencia nº1502 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:55
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Agosto de 2023

Porsche 928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

934ª – Porsche 928 Solido

Igual como o apresentado em

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/porsche-928-um-olhar-sobre-as-minhas-1360775 mas agora com rodas rápidas ou seja a miniatura do tempo do pai e agora o da época do filho que é para isso que foi comprado.

Modelo real

A Porsche era o único construtor independente de viaturas de sport e o 928 GTS não tinha restrições de equipamento e o coupé tinha tudo o necessário para rolar com segurança com as suas performances fora do comum, A climatização automática e o regulador de velocidade. e sem suplemento de preço estava disponível com caixa mecânica ou automática.

O Porsche 928 foi desenhada por Wolfgang Möbius e a orientação de Anatole Lapine, é um 2+2 lugares cuja linha lembrava um tubarão, era construído principalmente em aço galvanizado, mas as portas, asa dianteira, para-lamas dianteiros e capô eram feitos de alumínio para economizar peso. Ele tinha uma boa área de bagagem por meio de um grande hatchback. Pára-choques elásticos de poliuretano recém-desenvolvidos foram integrados na frente e e na traseira e cobertos com plástico da cor da carroceria; um recurso incomum para a época que ajudava visualmente o carro e reduzia seu arrasto. Os faróis pop-up foram baseados no Lamborghini Miura.

O Porsche 928 está dotado de um motor V8 colocado na frente e refrigerado a água que acionava as rodas traseiras. Originalmente deslocando 4,5 L e apresentando um único design de árvore de cames à cabeça, foi avaliado em 219 cv (163 kW; 222 cv) para o mercado norte-americano e 240 cv (177 kW; 237 cv) em outros mercados. A Porsche atualizou o motor de injeção mecânica para eletrônica em 1980 para os modelos americanos, embora a potência permanecesse a mesma. Este projeto marcou uma grande mudança de direção para a Porsche (iniciada com a introdução do 924 em 1976), cujos carros até então usavam apenas motores planos traseiros ou centrais refrigerados a ar com quatro ou seis cilindros.

A Porsche utilizou um eixo de transmissão no 928 para ajudar a alcançar a distribuição de peso dianteiro/traseiro 50/50, auxiliando no equilíbrio do carro. Embora pesasse mais do que o 911, o seu equilíbrio de peso mais neutro e maior potência lhe davam um desempenho semelhante na pista. O 928 era considerado o carro mais relaxante de dirigir na época. Ele vinha com uma transmissão manual dog leg de cinco marchas ou uma transmissão automática derivada da Mercedes-Benz, originalmente com três marchas, com quatro marchas a partir de 1983 na América do Norte e 1984 em outros mercados. Nos carros de primeira geração, 1978 e 1979, a maioria dos carros estava equipada com a caixa manual de 5 velocidades mais barata, enquanto a automática opcional de 3 velocidades era muito mais escassa. À medida que os anos do modelo continuaram, essa proporção se equilibrou e, finalmente, mais carros tiveram a transmissão automática.

IMG_20230811_165250.jpg

IMG_20230811_165328.jpg

IMG_20230811_165403.jpg

IMG_20230811_170251.jpg

 

 

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico e rápidas.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 1336 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:56
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



26
27
28
29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Porsche Boxster protótipo...

. Porsche 908/2 Can Am - Um...

. Porsche 356 Eva Peron - U...

. Porsche 911S - Um olhar s...

. March Porsche Indy 1990- ...

. Porsche 901/911 1963 - Um...

. Porsche Carrera Cup Franç...

. Porsche 911 Carrera Cup G...

. Porsche 944 - Um olhar so...

. Porsche 928 - Um olhar so...

. Porsche 956 ou 962 - Um o...

. Porsche 935 K3 - Um olhar...

. Porsche 930 Flatnose  - U...

. Porsche 907 - Um olhar so...

. A primeira prova de um Po...

. Porsche 911 SC - Um olhar...

. Porsche 911S Le Mans - Um...

. Porsche 911 Almeras - Um ...

. Porsche - 356 Spyder 1950...

. Porsche Kremer K2 grupo 5...

. Porsche 924 - Um olhar so...

. Porsche 935 - Um olhar so...

. Tebernum Racing Georg Loo...

. Porsche Kremer CK5- Um ol...

. Porsche 935 K4 Jägermeist...

. Porsche Carrera RSR Solid...

. Porsche 959 Paris Dakar -...

. Porsche 911 Carrera RSR D...

. Porsche 924 - Um olhar so...

. Porsche 935-77A - Um olha...

. Porsche 936 Monza  - Um o...

. John Fitzpatrick Racing M...

. Porsche 936 C - Um olhar ...

. Porsche 924/944 LM 1981- ...

. Porsche Carrera longo - U...

. Porsche 356 1952 - Um olh...

. Porsche 936 “Viúva Negra”...

. Porsche 3.0 SC versão not...

. Porsche 908 S David Piper...

. Porsche 911 SC - Um olhar...

. Porsche 911 SC - Um olhar...

. Porsche 908 S Jorge de Ba...

. Porsche 935 Loos - Um olh...

. Porsche 956 Boss - Um olh...

. Porsche 934/935 - Um olha...

. Porsche 935 Joest - Um ol...

. Porsche Kremer - Um olhar...

. Porsche 930 Kremer - Um o...

. Porsche 935 Kremer K2 Vai...

. Kremer Porsche 917/81 - U...

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub