Domingo, 31 de Março de 2024

Maserati CGS LM - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati CGS LM - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1159ª – Maserati CGS LM 1957 Top Model

Nº 26 Maserati A6 CGS Michel Parsy, Georges Guyot Le Mans 1957

Os fantásticos Modelos 3J

431ª – Maserati A6 GCS Modelos 3J

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/maserati-a6-gcs-bialbero-um-olhar-1353442

456ª – Maserati A6 GCS Modelos 3J

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/maserati-a6-gcs-um-olhar-sobre-as-1370243

469ª – Maserati A6 GCS Modelos 3J

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/maserati-a6-gcs-afinal-os-dois-tinha-1377451

Modelo real

As 24 Hours Le Mans em 1957 realizaram-se durante o fim de semana de 22 e 23 Junho, onde vários eventos foram realizados antes da corrida para celebrar o Jubileu de Ouro da ACO, adiados do ano anterior após o desastre de 1955.

Nos treinos os grandes carros italianos estabeleceram as primeiras voltas abaixo de 4 minutos com Mike Hawthorn na Ferrari, depois Fangio dirigindo o Maserati spyder de Behra fazer 3,58:1 sendo a volta mais rápida da década. Moss teve um grande momento quando os novos grandes freios especiais de seu carro travaram ao chegar à curva Mulsanne em alta velocidade. Voltando aos boxes, ele instalou os freios normais.

 No Domingo, com o início às 16h, o rápido Moss teve de desacelerar depois de levar ao limite o apertado coupé Maserati, fazendo com que o primeiro carro a ultrapassar a linha de largada fosse o Ferrari de Peter Collins,

No final da primeira hora e 14 voltas, Hawthorn tinha uma vantagem de 40 segundos sobre os Maserati de Behra e Moss,

O Maserati de Moss começou a soltar fumaça ameaçadora e forte, após 26 voltas,

O Moss Maserati, agora nas mãos de Harry Schell depois de um longo pit stop que lhes custou uma dúzia de voltas, logo se aposentaria com problemas no eixo traseiro. apenas quatro voltas depois um problema semelhante custou seus companheiros de equipe Behra/Simon, forçados a abandonar quando isso causou um acidente em Simon em sua primeira ida ás boxes.

Quando o Maserati Scarlatti/Bonnier abandonou devido a uma falha na embraiagem, a equipa de fábrica tinha terminado a sua corrida na 7 hora.

A Maserati nunca se saiu bem na resistência de Le Mans e foi a equipa privada francesa G. Guyot que utilizou o Maserati A6GCS #26, para o próprio Guyot / Parsy, a conseguirem levar este carro, e ser o único Maserati a terminar em 12º ao fim de 260 voltas e apos terem percorrido 3494.588 kms à média de 145.608 ficando também em 3º na categoria S2.0

Os outros quatro Maserati desistiram no ano em que a Jaguar igualou a Bentley em vitorias.

IMG_20240331_171349.jpg

IMG_20240331_171411.jpg

IMG_20240331_171433.jpg

IMG_20240331_171511.jpg

IMG_20240331_171533.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de raios de acordo com as originais.

Fabricante Top Model

Série TMC

Referencia nº103 preço 5300$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:41
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 26 de Março de 2024

Maserati 300S LM 1955 Perdisa Miers - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati 300S LM 1955 Perdisa Miers - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1154ª – Maserati 300S 1955 Le Mans Replicars  

Maserati 300S Nº 15 LM 1955 Cesare Perdisa / Roberto Mieres

Modelo real

Maserati 300S 1955

O Maserati 300S era a versão de dois lugares do monolugar de Fórmula 1, o Maserati 250F de Gioacchino além de suas deliciosas linhas, executadas por Fantuzzi.

O motor tinha uma potência reivindicada de 250 cv e foi instalado em um chassi que seguia de perto o 250F. Tinha estrutura em escada com tubos principais de grande diâmetro, molas helicoidais e suspensão dianteira triangular desigual e, na traseira, eixo de Dion com mola de lâmina transversal. Tal como o seu carro irmão, o 300S tinha uma reputação maravilhosa em termos de aderência à estrada, mas muitas vezes estava em desvantagem porque era um carro de 3 litros que corria numa altura em que não havia limite máximo de motor.

A primeira aparição do modelo em Sebring em 1955, onde duas entradas privadas terminaram em terceiro e quarto, ao 300S e a sua primeira vitória foi no GP de Bari com Jean Behra a 15 de Maio.

As 24 Horas de Le Mans foi a 23º corrida realizada nos dias 11 e 12 de junho, não foi feliz.

O nº15 inscrito pela Officine Alfieri Maserati o argentino Roberto Mières e o italiano Cesare Perdisa         no Maserati 300S, mas não terminou.

Na prova seguinte, Cesare Perdisa obtém uma vitória no GP de Imola a 19.6.1955.

O 2º foi Umberto Maglioli Ferrari 750 Monza 2.0 o  3ºHarry Schell Ferrari 500 Mondial e o 4º, Azzurro Manzini   Maserati A6GCS

Motor do 300 S é um  6 cilindros em linha e 3,0 litros (2.992 cc) refrigerado a água, árvore de cames à cabeça dupla e aproximadamente 280 cv a 7.000 rpm e uma velocidade máxima, aproximadamente de 170-180 mph e um peso de aproximadamente 780kg/1716 lbs e uma velocudade maxima de 170-180 mph

IMG_20240326_143614.jpg

IMG_20240326_144104.jpg

IMG_20240326_144137.jpg

IMG_20240326_144155.jpg

Miniatura  

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

As rodas são de raios.

Fabricante Replicars  Top Model

Série Toprep

Referencia nº 02 preço 5970$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:14
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2023

Maserati 250F - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati 250F - Um olhar sobre as minhas miniaturas

775ª - Maserati 250F 1957 Brumm

Maserati 250F Gp Monaco 1957 Winner Fangio

Modelo real

Modificação na miniatura

Fangio e o Maserati 250F

Projetado para os novos regulamentos da Fórmula 1 de 2,5 litros para a temporada de 1954, o 250F seguiu as linhas dos seus Fórmula 2 de 1952 e 1953 dispunha de uma estrutura tubular simples que carregava a suspensão, os painéis da carroceria de alumínio e o motor. A suspensão dianteira era independente por triângulos e molas helicoidais. A traseira usava um eixo do tipo DeDion, popularizado pelos pilotos Mercedes-Benz Grand Prix com motor dianteiro da década de 1930. Desenvolvido após a temporada de 1953, quando a equipe de engenheiros da Maserati estava dividida entre as duas possibilidades de motor permitidas pelo novo regulamento da F1: aspirados de 2,5 litros ou sobrealimentados de 750 cm³. O motor aspirado foi o adoptado,

Algumas inovações, como os tubos De Dion na suspensão traseira. A caixa de velocidades em posição transversal, junto com o diferencial e tinha quatro velocidades no primeiro ano

 F significa Formula, um monoposto com rodas descobertas e o número 250 do nome é uma referência aos 2,5 litros do motor de seis cilindros em linha de 220 cv.

O Maserati 250F surgiu no Grande Prêmio da Argentina de 1954, onde Juan Manuel Fangio conquistou a primeira de suas duas vitórias antes de ir para a Mercedes-Benz onde venceu o Campeonato Mundial de Pilotos de 1954, com pontos conquistados com o Maserati e Mercedes-Benz; Stirling Moss correu 0 250F de propriedade privada mas não conseguiu resultados expressivos. O Príncipe Bira foi o outro piloto do 250F.

Para 1955 recebe uma caixa de 5 velocidades; injeção de combustível SU (240 cv) e travões a disco Dunlop foram introduzidos e pilotados por Jean Behra, Luigi Musso entre outros.

Em 1956, três carros 250F T2 apareceram pela primeira vez para os pilotos de fábrica. Desenvolvido por Giulio Alfieri usando tubos de aço mais leves, e um corpo mais fino, mas mais rígido e, às vezes, o novo motor V12 de 315 cv (235 kW), embora oferecesse pouca ou nenhuma vantagem real sobre o 6 mais antigo. Stirling Moss venceu os Grandes Prêmios de Mônaco e da Itália.

Em 1957, Juan Manuel Fangio voltou à Maserati em 1957 para vencer o seu Grande Premio aquela que foi a primeira das quatro vitorias voltou a vencer no Grand Prix Monte Carlo no Monaco o Argentino  Fangio voltou a vencer em França  no Grand Prix                     Rouen-Les-Essarts incluindo sua vitória final no Grande Prêmio da Alemanha em Nürburgring (4 de agosto de 1957), onde superou um déficit de 48 segundos em 22 voltas, ultrapassando o líder da corrida, Mike Hawthorn , na última volta para conquistar a vitória. Ao fazer isso, ele bateu o recorde da volta em Nürburgring por 10 vezes.

Foi a melhor temporada de Juan Manuel Fangio na sua carreira ao estabelecer um novo patamar de desempenho na categoria além de transformar o 250F em um dos maiores carros de F1 de todos os tempos com os títulos de 1954 e 1957 ao lendário piloto argentino.

Em 1958, o 250F foi ultrapassado pelos novos carros de F1 com motor traseiro, mas pilotos como Maria Teresa de Filippis, ainda o utilizaram na temporada de 1960, a última para a fórmula de 2,5 litros.

IMG_20221018_193555.jpg

IMG_20221019_144820.jpg

IMG_20221019_144848.jpg

IMG_20221019_144926.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brumm

Série Revival Gold

Referencia nº 92 preço

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:26
link do post | comentar | favorito (1)
Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2022

Maserati A6 GCS, afinal os dois tinha melão - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati A6 GCS, afinal os dois tinham melão - Um olhar sobre as minhas miniaturas

469ª – Maserati A6 GCS Modelos 3J

Como os preços dos Modelos 3J iriam aumentar a partir de 1 de Maio de 1980, segundo o Jornal Motor, de 23 de Abril, deliciei-me com as novidades da 3J.

Na divida, comprei outro e não lhe toquei, como se pode ainda hoje comprovar. Ou melhor admirei-o certamente durante várias vezes bem como os meus amigos António Varejão, Fortunato, Tó Zé Machado e Jorge “pastilhas” e João Neves entre outros.

Afinal ambos os Maserati tinham melão.

Para a exposição de Fotografias e miniaturas do Circuito de Vila Real não apareceram novas fotos para desvendar o mistério.

Somente mais tarde é que pude confirmar a existência de Melão nos dois Maserati de Vila Real.

Maserati A6 GCS Bialbero de Manuel Nogueira Pinto

O pai de José Nogueira Pinto correu em Osca 1500 e o seu filho “Mané” no Maserati A6GCS uma vez que para a primeira senhora a correr em Vila Real, Maria Teresa de Filippis já o tinha comprado.

IMG_20220131_195422.jpg

IMG_20220131_195509.jpg

IMG_20220131_193751.jpg

IMG_20220131_193902.jpg

IMG_20220131_193939.jpg

IMG_20220131_193958.jpg

Modelo real

Miniatura

A miniatura como foi vendida em Kit

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são em resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº 9

Material – Resina

Fabricado em resina num bloco único.

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:30
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022

Maserati A6 GCS - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati A6 GCS - Um olhar sobre as minhas miniaturas

456ª – Maserati A6 GCS Modelos 3J

A primeira corrida que vi tinha cinco Maserati e entre eles dois A6 GCS, sabia que eram vermelhos, mas como eram só conhecia uma foto do da Maria Teresa e tinha melão, o dilema agora era: com “melão” sem “melão”.

Como o de Le Mans tinha melão para esta miniatura, retirei-o, tal como o modelo das Mille Miglia de 1954 e pilotado por L. Musso/Zecco e ainda está assim hoje.

Modelo real

O modelo da Maria Teresa de Filippis a primeira senhora a correr em Vila Real em 1958 sabia que tinha melão baseado numa foto da revista Mundo Motorizado.

O Maserati A6 GCS Bialbero de Manuel Nogueira Pinto que utilizou na prova e na qual o seu Pai José Nogueira Pinto, utilizou o Osca 1500, eu não tinha uma única foto.

O Maserati A6GCS equipe de fábrica da Maserati durante a temporada de 1954, nas mãos do famoso piloto da Maserati e da Ferrari, Luigi Musso. O carro viu vários pódios e primeiros lugares na classe com a Maserati, inclusive na Targa Florio, Imola, e mais notavelmente alcançando o 3º lugar geral na Mille Miglia de 1954. Após a temporada de 1954, o chassi no. O 2078 foi vendido para Ricardo Grandio, um piloto argentino, que o utilizou das temporadas de 1955 e 1956, terminando em 3º na geral nos 1000 km de Buenos Aires. Depois de passar por uma série de proprietários sul-americanos, o Maserati voltou á Europa no início dos anos 1980, onde o industrial italiano o levou novamente às Mille Miglia de 1987 a 1992, e mais uma vez em 1995.

IMG_20220118_193039.jpg

IMG_20220118_193055.jpg

IMG_20220118_193217.jpg

IMG_20220118_193552.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são em resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº 9

Material – Resina

Fabricado em resina num bloco único.

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:03
link do post | comentar | favorito (1)
Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2021

Maserati A6 GCS Bialbero - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati A6 GCS Bialbero - Um olhar sobre as minhas miniaturas

431ª – Maserati A6 GCS Modelos 3J

A outra prenda de Natal de 1979 feita em 1980

Com “melão” sem “melão” ou dois “melões”.

 O modelo escolhido foi o nº 26 pilotado por Georges Guyot e Michel Parsi em Le Mans.

Modelo real

No início dos anos 50 a Alfieri Maserati começou a fabricar o Maserati A6GCS como parte dos modelos A6 que remontam aos anos 40, para o Campeonato Mundial de Carros de Desporto, projectado por Medardo Fantuzzi e Celestino Fiandri e construída por Fiandri & Malagoli.

Comercializado como Maserati Sport 2000, recebeu uma carroçaria totalmente nova que abdicou das “asas de bicicleta” em favor de uma forma mais envolvente que era ao mesmo tempo mais aerodinâmica e elegante.

Alberto Massimino saiu da Maserati para ingressar na Stanguellini,e o lugar que foi ocupado por Gioacchino Colombo, conhecido por seu trabalho na Alfa Romeo, e pelo motor V12 Ferrari que levou seu nome aperfeiçoou o desenvolvimento do motor de 6 cilindros de dupla ignição e cames duplo adaptado para a versão esportiva e, com sua suspensão levemente modificada, tornou-se o A6GCS / 53.

Venceu as Mille Miglia 1953 onde os carros chegaram em 1ª e 2º da Classe, onde o 1ºfoi Umberto Maglioli no Lancia D20 da Scuderia Lancia

Em Le Mans em 1957 o nº 26 pilotado por Georges Guyot e Michel Parsi foi 12º.

O Maserati A6GCS / 53 foi fabricado entre 1953 a 1955 em 52 exemplares 48 com corpo Spyder e 4 com a carroceria 'Berlinetta Pininfarina'.

IMG_20211224_174941.jpg

IMG_20211224_175156.jpg

IMG_20211224_175201.jpg

IMG_20211224_175244.jpg

Miniatura

A miniatura a fazer foi o modelo de  Le Mans em 1957 o nº 26 pilotado por Georges Guyot e Michel Parsi  como indicava o folheto distribuído com o Kit.por onde me guiei.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são em resina de acordo com as originais.

 

Fabricante  Modelos 3J

Série

Referencia nº 9

Material – Resina

Fabricado em resina num bloco único.

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Portuga

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 18:47
link do post | comentar | favorito
Sábado, 20 de Março de 2021

Maserati Quatro Porte - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati Quatro Porte - Um olhar sobre as minhas miniaturas

152ª – Maserati Quatro Porte Politoys

Quattroporte Pick Up Fire Truck, Chassisnumber 1452.

O modelo mais conhecido da televisão é certamente o Maserati Quattroporte pick-up Cea servizio corse antincendio 1973  eram os Maserati Mk1transformados, muito vistos nas transmissões televisivas de Imola e Monza entre 1973 e ainda nos anos 80.

Modelo real

O Maserati Quattroporte foi construído entre 1963 e 1969. Era um grande sedan movido por motores V8,  o primeiro para um automóvel Maserati de produção em série.

Apresentado no Salão Automóvel de Turim em Outubro- de 1963, onde um protótipo de pré-produção estava ao lado do Maserati do Mistral coupé.

O projeto de Frua foi executada pela Vignale.

Na segunda série  (1966–1969) a Maserati adicionando os faróis duplos já usados no modelo americano. O interior foi redesenhado, incluindo o painel que agora tinha uma largura total do painel com acabamento em madeira. Em 1968, ao lado do 4,1 litros, uma versão de 4,7 litros também se tornou disponível (AM107 / 4700), desenvolvendo 290 CV (213 kW; 286 CV) DIN. A velocidade máxima aumentou para 255 km / h (158 mph), tornando o Quattroporte 4700 o sedã de quatro portas mais rápido do mundo na época.

Cerca de 500 da segunda série foram feitos, para um total de 776 Tipo 107 Quattroporte. A produção terminou em 1969.

IMG_2623.JPG

IMG_2633.JPG

IMG_2638.JPG

Miniatura

Politoys M 541: Maserati Quattroporte. Introduzido em 1967, como brinquedo, era muito avançado para a época. O detalhe é fantástico: Abre as quatro portas abertas, assim como a mala e o capô. As rodas eram muito precisas, assim como o compartimento do motor e o chassi, que exibiam o eixo traseiro dinâmico do modelo da segunda série. Faróis duplos sob um vidro: assim, o modelo poderia ser interpretado como um carro de segunda e primeira série. Os muito raros primeiros tinham um interior de veludo vermelho, enquanto os posteriores só tinham plástico. O corpo era verde ou prateado, mais raro é o azul, muito raros são os vermelhos, rosso rubino e dourados. Os interiores eram pretos, mas há alguns com interior marrom. Os primeiros modelos vinham em uma caixa de papelão, os posteriores em uma de duas ou três caixas de plástico diferentes.

 

Abre as portas, porta-malas e capô.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas têm pneus

Fabricante Politoys

Série M

Referencia nº 541

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e em caixa plástica transparente.

País – Itália

Anos de fabrico   a

 


publicado por dinis às 19:01
link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Março de 2021

Maserati Indy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati Indy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

146ª – Maserati Indy Solido

Modelo real

O Maserati Indy (Tipo AM116) é um fastback de quatro lugares produzido de 1969 a 1975. Foi o primeiro carro produzido sob a propriedade da Citröen.

A produção terminou em 1975. Foram produzidos 1.104, 440 deles foram Indy 4200s, 364 foram Indy 4700s e 300 foram Indy 4900s

IMG_2524.JPG

IMG_2526.JPG

IMG_2527.JPG

IMG_2529.JPG

 

Miniatura

Abre as portas e porta-malas.

Interior detalhado

Com suspensão.

As rodas têm pneus

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 185

Material – zamac

Material da placa de base – Plastico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 18:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Fevereiro de 2021

Maserati 3500 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maserati 3500 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

114ª – Maserati 3500GT Politoys

 

 Modelo real

O Maserati 3500 GTiS Coupé, projetado por Vignale é universalmente conhecido como o Maserati Sebring. Apresentado em 1962 no chassis do antigo 3500, é um 2+2 que também foi equipado de caixa automática e podia atingir 215Km/h e dos O aos 100 em em 8,4s. Foram produzidos até 1965 346 exemplares. Será feita uma segunda serie mas apenas foram produzidos 98 exemplares.

IMG_2385.JPG

IMG_2386.JPG

IMG_2387.JPG

IMG_2388.JPG

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e capô.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas têm pneus

Fabricante Politoys

Série M

Referencia nº 501

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão e posteriormente em expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico 1965 a

 

 

 


publicado por dinis às 23:29
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020

Maserati - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Um olhar sobre as minhas miniaturas - Maserati  

12ª – Maserati 3500 GT Coupé a iniezone Mercury

Em 1957 a Maserati causou sensação com um cupê de linhas elegantes desenhado pela Touring, apelidado de “Dama Branca” no Salão Automóvel de Genebra,

Um modelo desportivo com decalques de número '48' em ambas as portas.

Listras amarelas e azuis e o motivo Maserati em ambos os lados.

Abrindo o capô vemos o motor detalhado e o porta-malas também abre.

Autocolante da placa de matrícula para trás.

Foram eliminados os para choques dianteiro e traseiro.

Suspensão nas rodas

IMG_0078.JPG

IMG_0081.JPG

IMG_0095.JPG

IMG_0117.JPG

Miniatura Mercury

Referencia N 24

País Itália

 


publicado por dinis às 23:52
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Maserati CGS LM - Um olha...

. Maserati 300S LM 1955 Per...

. Maserati 250F - Um olhar ...

. Maserati A6 GCS, afinal o...

. Maserati A6 GCS - Um olha...

. Maserati A6 GCS Bialbero ...

. Maserati Quatro Porte - U...

. Maserati Indy - Um olhar ...

. Maserati 3500 GT - Um olh...

. Maserati - Um olhar sobre...

.arquivos

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub