Segunda-feira, 20 de Novembro de 2023

Lotus 11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1029ª – Lotus 11 Modelos 3J 

Um dos muitos Kits ainda por fazer cerca de 220, como podes ver pai ,ainda cá está o Livro das corridas e o Livro da BP, bem guardadinho depois dos trabalhos para ver a minha primeira Corrida de automóveis. Obrigado. Um abraço onde quer que estejas

415ª – Lotus 11 Le Mans Modelos 3J

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/lotus-11-um-olhar-sobre-as-minhas-1344251

429ª – Lotus 11 Modelos 3J

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/lotus-11-em-vila-real-um-olhar-sobre-1351360

e agora o modelo do Lotus de John Campbell-Jones do qual nunca vi uma foto, na prova de Sport no Circuito Internacional de Vila Real em 1958 e que se classificou em

4º - 20 John Campbell-Jones Lotus 11 34 v 1:50:30,65 127,840

Seguido de 40 David Piper Lotus 11 33 v 1:47:30,25 127,540 em 5º lugar, em que o vencedor foi Stirling Moss o vencedor do Grande premio de Portugal no penúltimo fim de semana de Agosto.

IMG_20240321_184634.jpg

IMG_20240322_141532.jpg

IMG_20240322_141610.jpg

IMG_20240322_142024.jpg

 

Modelo real

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº8 preço

Material – bloco de resina e peças em metal

Apresentado em caixa de cartão.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:24
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Novembro de 2023

Lotus 107 B Pedro Lamy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 107 B Pedro Lamy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1014ª – Castrol Lotus 107 B Pedro Lamy Onyx

Castrol Lotus 107 B Pedro Lamy 1993

 A estreia na F1 ocorreu em Monza depois de M.A. Cabral em ATS e P.M.Chaves em Coloni

Modelo real

O 107 é um trabalho de Chris Murphy e da sua equipe de design quando se juntou à Lotus após a prisão de Akira Akagi da equipe da Leyton House entrou em crise. Murphy projetou o carro de 1991, o 107 parecia muito semelhante levando alguns a dizer que o novo Lotus era simplesmente um Leyton House rebatizada. Depois de várias temporadas aperfeiçoando o sistema, o 107 foi equipado com suspensão ativa, lançada pela Lotus dez anos antes.

O 107/107B é o modelo da Lotus das temporadas de 1992,1993 na  Fórmula 1, e tinha  como  pilotos  Mika Häkkinen, Johnny Herbert, Pedro Lamy, Alessandro Zanardi,

A instalação dos motores Ford Cosworth HB V8, de especificação semelhante, embora mais antiga, aos que equipavam a  Benetton, foi concluída com a apresentação do carro no Grande Prêmio de San Marino de 1992.

O 107B foi utilizado 1993 por todo o campeonato pelos pilotos da Lotus, Alessandro Zanardi, Johnny Herbert e Pedro Lamy.

Pedro Lamy ainda não tinha terminado a carreira na F 3000, já procurava um lugar na F1 a que não é alheio a intervenção de Domingos Piedade o do Ministro da Economia, Mira Amaral já se estreava em Monza, após o acidente de A Znardi,  

Pedro Lamy tomou o seu lugar e depois de um teste rápido em Silverstone Lamy fou ultra cauteloso sexta feira de manhã foi 15º e de tarde 24º. No sábado problemas com um radiador furado, só lhe permitiu uma volta e á tarde com chuva foi 26º.

No dia da prova partiu do último lugar da grelha de partida e na 23 volta já era 10º e 8º na 26º volta.

No final classificou-se no 11º lugar

A seguir é o GP de Portugal perante o seu publico e o centro das atenções os Lotus estiveram demasiados sobreviradoras e desequilibrados durante todo o seu fim de semana, ficando “mais agarrados as curvas lentas, e fugindo de traseira na segunda metade das curvas. Segundo Pedro Lamy. Na qualificação ficou em 18º a 0,7 s de J Hebert.

IMG_20231103_140743.jpg

IMG_20231103_141101.jpg

IMG_20231103_141122.jpg

IMG_20231103_141152.jpg

IMG_20231103_142357.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série

Referencia nº 166B preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em expositor plástico.

País – Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 20:08
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Outubro de 2023

Lotus de Pedro Lamy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus de Pedro Lamy - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1009ª – Lotus Mugen 107C Pedro Lamy Onyx 

Lotus Mugen Honda 107C Pedro Lamy

Nos anos 90, Portugal apresentava tinha uma de miniaturas à escala 1/43, com marcas como a Vitesse, Quartzo e agora a Onyx, também em metal, ou seja, zamac, uma mistura de zinco, alumínio, magnésio e cobre, aberta pela primeira vez sem ter sido retirado do expositor e aberta pela primeira vez sem ter sido retirada do expositor.

Modelo real

Modelo real

O Team Lotus em 1992 era formado por Mika Häkkinen e Johnny Herbert. Em1993, Mika sai e Johnny passa a piloto principal da equipa, a que se junta Alessandro Zanardi. No entanto, nos últimos quatro Grande Prémios, o piloto italiano foi substituído pelo português Pedro Lamy, na sequência da recuperação após o acidente na qualificação no Grande Prémio da Bélgica. Para 1994, a temporada começou com os mesmos pilotos que acabaram a época anterior, Herbert e Lamy, mas o português apenas faria quatro Grande Prémios,

Na primeira corrida de 1994, no Brazil terminou na 10ª lugar, no Grande Premio do Pacifico foi 8º , no G.P. San Marinho abandona e em Mónaco é 11º , Em Silverstone a Lotus preparava a participação no GP de Espanha depois de ter feito as alterações aerodinâmicas  imposta pela FIA na sequencia dos acidentes de Imola e no Mónaco na curva Abby a asa traseira do Lotus 107 C saltou e Pedro Lamy entrou em pião a quase 250 Km/h. perdeu o controle do Lotus e oou para fora da pista, bateu no muro da pista do lado esquerdo, onde o motor se separou do carro. Com as pernas fracturadas procurou sair do do habitáculo o que foi prontamente impedido de sair por Heberth, testemunha ocular da saída da asa traseira.

O dia 24 de maio alterou o promissor destino do piloto, com apenas 22 anos, substituído novamente por Zanardi, pois agora foi a vez de Lamy recuperar de acidente e ficar de fora durante toda a temporada.

Lotus Type 107C que Pedro Lamy pilotou em 1994 foi inicialmente desenhado por Chris Murphy e Peter Wright e, ao longo dos anos, foi evoluindo para os modelos 107B e 107C.competir no Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1992, em 1993 e em parte de 1994.

O Lotus Type 107 esteve equipado com o motor V8 Ford-Cosworth HB de 3,5L de cilindrada, que debitava cerca de 700cv às 13.000rpm nas temporadas de 1992 e 1993.e em 1994 o motor foi o V10 Mugen-Honda MF-351HC, também de 3,5L mas a debitar 725cv às 13.500rpm. O Type 107 esteve equipado com suspensão activa nas temporadas de 1992 e 1993, sendo que em 1994 teve de voltar ao sistema tradicional pushrod de triângulos sobrepostos

Permaneceu na fábrica da Lotus até 1997, adquirido com muito material de reposição, para reconstruir o carro. a época.

No dia 14 de julho de 2023, o Lotus Mugen 107C, foi leiloado pela Bonhams, no Goodwood Festival of Speed, e vendido por 96.600 libras, pouco mais de 112 mil euros.

IMG_20231028_220009.jpg

IMG_20231028_220027.jpg

IMG_20231029_172432.jpg

IMG_20231029_172442.jpg

IMG_20231029_172459.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Com piloto incluído

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série

Referencia nº 191 preço 2100$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em expositor plástico.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 18:04
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Setembro de 2023

Lotus Eleven streamlined - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus Eleven streamlined - Um olhar sobre as minhas miniaturas

956ª – Lotus Eleven Streamelined

Quando Stirling Moss no Lotus Eleven aerodinâmico estabeleceu o recorde mundial de velocidade para sua classe em Monza em 1956

Modelo real

O carro escolhido foi um dos três eplares em construção por Colin Chapman.

O carro era basicamente um Eleven da série dois, altamente polido e com uma "bolha" de perspex instalada sobre o compartimento de direção. Os conjuntos de freio dianteiro foram removidos para reduzir o peso da suspensão dianteira, que era do tipo triângulo F2. Entre o motor e o eixo traseiro, acoplado por dois eixos propulsores curtos, foi instalada uma caixa de cinco velocidades do tipo desenvolvido no carro de F2. Uma unidade diferencial normal foi usada em conjunto com o conjunto da suspensão traseira DeDion.

Na manhã de segunda-feira nas garagens que fazem parte da pista e enquanto o motor 1100 estava funcionando, para fins de aquecimento, o coletor do soprador partiu-se devido à vibração a placa pela qual estava fixada estava curvada foi remediado numa fábrica local para de tarde rapidamente atingiu a velocidade desejada, volta em 1 minuto e 5,7 segundos

Uma volta após o registro dos 50 km ter sido alcançado, as correias dos ventiladores queimaram devido ao afrouxamento. Cliff trouxe o carro e um conjunto de cintos velhos foi instalado. Em meia hora o carro estava na pista novamente, primeiro o motor passou, de repente, para três cilindros. Cliff continuou, embora seus tempos tivessem caído cerca de seis segundos por volta, e justamente quando decidi chamá-lo com medo dos efeitos da falta de combustível em um motor superalimentado, o carro começou a funcionar normalmente novamente. Mas logo após a marca dos 200 km ter sido ultrapassada, o motor voltou a ter três cilindros e Cliff decidiu encerrar o dia. Apesar de tudo, conseguimos estabelecer cinco novos recordes de classe G.

A quarta-feira, 4 de dezembro, foi dedicada à montagem do motor de 750 cc e aos trabalhos nos painéis traseiros da carroceria, mas ao fim de 30 voltas cancelei a tentativa porque o motor obviamente não estava desenvolvendo potência total.

por Mike Costin

Na primeira vez que Stirling Moss conduziu um Lotus, disse:

Completei a volta em 1 minuto e 21 segundos, 115,58 mph, e descobri que o carro estava se comportando bem, embora em rotações máximas estivesse vibrando um pouco e ainda ziguezagueando na inclinação. Minha segunda volta foi concluída em 1 minuto e 9 segundos, e descobri na terceira volta que o carro estava entrando no South Banking a 7.400 r.p.m., que calculamos mais tarde como uma velocidade real de 148 mph. O carro estava contornando a inclinação apenas a 7.000 rpm e, com o passar das voltas, notei que o solavanco na traseira parecia estar piorando - imediatamente atribuí isso ao combustível extra e aos meus doces. Nessa época, fiz a volta mais rápida da tentativa em 1 minuto e 7,6 segundos (138,30 m.p.h.).

Modificação na miniatura

Tapada a parte do cockpit foi feita ao bolha  aerodinâmica

IMG_20230906_193144.jpg

IMG_20230906_193355.jpg

IMG_20230906_193415.jpg

IMG_20230906_193119.jpg

Miniatura

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº preço

Material – resina em bloco único

Apresentado em caixa de cartão.

País – Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 00:04
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 31 de Janeiro de 2023

Lotus 80 Formula 1 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 80 Formula 1 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

788ª – Lotus 80 Polistil

Lotus 80 RN1 1979 Formula 1 treinos privados Espanha; Mario Andretti

Modelo real

O novo Lotus 80 foi descrito por Colin Chapman no seu lançamento no Kentagon em Brands Hatch em 1979 como o Lotus mais bonito que ele já construiu, e o atual campeão Mario Andretti disse que faria o Lotus Ford 79 com o qual venceu o Campeonato Mundial de 1978 parecer um autocarro Londrino.

O Lotus 80 mantem a mesma base mecânica do 79, mas a carroçaria tapa praticamente todos os órgãos mecânicos desempenhando ela própria uma importante função aerodinâmica é juntamente com o Brabahm BT 48 e o Copersucar F6 o verdadeiro exemplo do carro asa, ou seja o carro cuja carroçaria foi concebida como uma asa de avião invertida tendo esta a função de colar ao solo todo o conjunto da viatura.

O bico dotado de saias tal como nos flancos tem revolucionário venturi sob o nariz e um segundo na traseira da carroceria e sem as habituais asas dianteiras e traseiras com o objetivo de tornar o Lotus 80 mais rápido nas retas do que o Lotus 79 por não ter nenhuma asa instalada.

Visto em Jarama onde apareceu pela primeira vez foi divulgado por todo o mundo ao mesmo tempo e provou ser um pouco complicado com manuseio e imprevisível quando começou a correr na pista foi apenas uma questão de tempo até que Colin Chapman e seus engenheiros removessem as saias que vedavam o fluxo de ar sob o nariz e instalando asas dianteiras convencionais para ajudar no equilíbrio aerodinâmico do carro.

Patrick Depaillier venceu o Grande Prêmio da Espanha no Ligier e Carlos Reutemann, no Lotus antigo, o Lotus 79, e terminou à frente de Mario no Lotus 80 a melhor classificação da curta vida do Lotus 80

IMG_20221116_142529.jpg

IMG_20221116_142558.jpg

IMG_20221116_142729.jpg

IMG_20221116_143155.jpg

Miniatura

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante

Série Kit

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:20
link do post | comentar | favorito (1)
Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2021

Lotus 11 em Vila Real  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 11 em Vila Real  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

429ª – Lotus 11 Modelos 3J

Aprenda de Natal de 1979

Com ou sem “melão era a dúvida de então mas, servia perfeitamente para ter mais um modelo diferente

4º - 20 John Campbell-Jones Lotus 11 34 v 1:50:30,65 127,840

5º - 40 David Piper Lotus 11 33 v 1:47:30,25 127,540

Do Lotus de John Campbell-Jones nunca vi uma foto.

 Modelo real

David Piper veio e gostou e depois de participar em várias edições voltou no Revivel em 2004 onde a sua esposa Liz, me confirmou a cor verde do Lotus 11 durante a última visita a Vila Real em 2004.

IMG_20211222_230414.jpg

IMG_20211222_230427.jpg

IMG_20211222_230445.jpg

IMG_20211222_230519.jpg

Miniatura

Removido o “melão” e pintada a miniatura foi recortado o plástico que faz de vidro e agora com o lugar à vista.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº8

Material – Resina

Material da placa de base – o modelo é feito num bloco único de resina.

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:32
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2021

Lotus 11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

415ª – Lotus 11 Le Mans Modelos 3J

Que fazer! O modelo de David Piper em Vila Real ou um dos de Le Mans.

 Modelo real

O aparecimento do Lotus XI data de 1956. Era a época em que Colin Chapman, ainda nos primeiros anos da sua carreira de construtor, e procurava um êxito internacional que impusesse, definitivamente, os seus carros.

Concebido como um carro de sport, podia ser equipado com motores de Conventry-Climax de uma única asvore de cames, com cilindradas de /45,1096,e 1475 cm3 e em que o último podia desenvolver uma potencia de 141HP às 7000rpm. As versões construídas para as 24 Horas de Le Mans de 1957 estavam dotadas de travões de disco e suspensão traseira tipo DeDion.

Em Le Mans a Lotus apresentou 4 MK XI, sendo um de 745cm3 e três de de 1100cm3, os quais obtiveram os triunfos nas respectivas classes e ainda o 1º lugar da classificação ao Índice de Performance, quebrando assim, a igemonia dos Panhards nesta classificação, a qual já vinha desde 1949. 

As classificações alcançadas pelos carros de Chapman nestas 24 Horas, foram as seguintes.

62 Mckay Frazer/Chamberlien 1098 159,468 9º

42 Walshaw/Dalton 1098 144,909 13º

55 Allison /Dalton 745  144,882 14º

40 Brabham/Raby 1047 142,052 15º

No ano anterior a Lotus estivera em Le Mans, e a equipa constituída por Bicknell Joop correndo num MKXI com o nº 36, obtivera o seu primeiro êxito em La Sarte, ao vencer a classe de 750 a 1100cm3, classificando-se em 7º lugar na geral e em 4º. ao Indice de performance.

Os êxitos de 1957 levaram os responsáveis da Lotus em pensar nima possível repetição dos mesmos em 1958, mas na realidade as prespectivas goraram-se, pois, apenas um MK XI sobreviveu à ecatmbe de desistências que se abateu sobre os carros inscritos. O sobrevivente, conduzido por Stacy e Dickon, logra obter apenas, o 20º e ultimo lugar da geral, o 8º na classe e o 16º ao Índice de Performance.

Esta seria a última corrida de um Lotus XI em Le Mans.

Uma curiosidade, apenas, para finalizar; este Lotus é absolutamente igual ao vencedor ao Índice de Performance, do ano anterior. Até o número -55- é o mesmo.

  1. A versão de 1956 – remover o melão traseiro e cortar o vidro de acordo com o esquema. Fazer escape lateral
  2. Versões de 1957 – toods os carros são de fabrica, pelo que ostentam lateralmente o característico Team Lotus
  3. C) versão de 1958- Leva bandeira e as cores inglesas nos locais indicados no esquema.

A decalcomania Team Lotus encontra-se na folha de decalques D-4 dos Modelos 3J

 Modificação na miniatura

Um dos primeiros kits e como tal, era necessário retirar ou tapar algumas imperfeiçoes. Separar as peças e lima-las. E pinta-as.

A principal dificaldade residia no recorte do plástico em que era moldado os vidros e o para brisas.

Com a miniatura vinha uma folha de instruções com o desenho em esquema do carro e a historia do mesmo.

IMG_20211208_194601.jpg

IMG_20211208_194621.jpg

IMG_20211208_195503.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº 8

Material – resina

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 22:16
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Outubro de 2021

Lotus Elan  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus Elan  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

361ª – Lotus Elan aberto Corgi Toys transformado

A evolução das minhas miniaturas

O Lotus Elan em 1969 era para o John Milles e depois passou a ser do Corte Real Pereira

Um Angolano que veio para Vila Real passar férias foi a Inglaterra comprar um Lotus Cortina verde-escuro serie 2 para levar para o dia-a-dia, com que nos levava a dar umas voltas no Circuito.

Na Café Pompeia falava-nos das corridas em Angola e em particular deste Lotus Elan vermelho sem capota, um vidro a substituir o para brisas e uns faróis pequeninos de um piloto que tinha corrido em Vila Real.

Em 1951 com um Dima e em 1952 num DM foi sexto nos dois anos e.

Na primeira participação de um Alba no Circuito Internacional de Vila Real foi em 1958 onde o carro já apresentava algum cansaço nos treinos de sábado, Francisco Corte Real Pereira fez a sua volta mais rápida á media de 109,30 Km/h mas, não foi além do antepenúltimo lugar na grelha de partida, um pouco menos que Cipriano Flores e Manuel Duarte Júnior, que não alinhou.

A única participação do Alba em Vila Real foi breve pois abandonou quando uma avaria mecânica surgiu logo na terceira volta.

Na corrida de Cirande Turismo foi 3º com o BMW 507.

Em Angola continuou a praticar o seu desporto favorito e nos finais dos anos 60 um automóvel de competição o Marta-Real foi concebido e projectado por Francisco Corte Real Pereira,

As suas últimas provas foram a 15 de Agosto de 1970 “6 Horas de Nova Lisboa”. Oito dias depois, viria a falecer, vítima de acidente, quando tripulava o seu Lótus nas “3 Horas da Huila”.

 Modelo real

O 26R é a versão de corrida do carro de estrada Lotus Elan. Apenas 52 Series One e 45 Series Two 26Rs

Motor DOHC de quatro cilindros com mais de 160 bhp e 1.558 cc com dois carburadores Weber 40DCOE, caixa de câmbio manual de quatro velocidades, suspensão dianteira e traseira independente com barras estabilizadoras, braços da suspensão e amortecedores de mola helicoidal ajustáveis ​​e amortecedores Chapman, além de travões  a disco hidráulicos nas quatro rodas. Distância entre eixos: 2.133 mm

Modificação na miniatura

Inicialmente era o carro de John Miles em Vila Real mas como\\\\       soube das cores de um antigo piloto que faleceu em Angola resolvi retirar a capota rígida e dedique-lhe esta miniatura.

Tem uma capota aberta, Rol bar e um pequeno para-choques.

As rodas são da 3J

IMG_20211016_183510.jpg

IMG_20211016_184012.jpg

IMG_20211016_185331.jpg

IMG_20211016_190229.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Fabricante  Corgi Toys

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:19
link do post | comentar | favorito
Sábado, 2 de Outubro de 2021

Lotus 47 John Miles - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 47 John Miles - Um olhar sobre as minhas miniaturas

347ª – Lotus Europa Mebetoys

Depois de muito pensar optei pelo Lotus 47 de John Milles  Lotus 47 do Gold Leaf Team Lotus que em 1968 veio a Vila Real com um Lotus 47 do Gold Leaf Team Lotus onde  fica em quinto lugar,

 Modelo real

O Lotus 47GT é a versão de competição do Lotus Europa (Lotus 46), mas com muitas diferenças relativamente ao modelo de estrada.

O Lotus 47 GT tem uma carroceria de um Lotus Europa criada em Dezembro de 1966 e dotada de um motor do Renault 16, mas sem os para choques e dotada de jantes largas de alumínio. A mecânica é que tem substanciais transformações. O motor é um Ford Lotus trabalhado por Cosworth , duas arvores de cames a cabeça, alimentação por injecção, 162 cv. acoplado está uma caixa Hewland de cinco velocidades que permitem atingir 230Km/h. Era o motor já utilizado no Lotus Elan e Cortina Lotus..

Os travões são de disco as quarto rodas e o reservatório tem uma capacidade de 90l a suspensão é do Lotus da Formula 3 Type 41.

Cinco exemplares novos vieram para Portugal, com um palmarés desportivo longo e com muitos sucessos com Luís Fernandes, José Bernardino Lampreia, Ernesto Neves.

Modificação na miniatura

O Lotus Europa foi pintado nas cores do Lotus 47 do John Miles

IMG_20211002_195836.jpg

IMG_20211002_195915.jpg

IMG_20211002_200033.jpg

IMG_20211002_200037.jpg

IMG_20211002_200332.jpg

Miniatura

Os primeiros Lotus Europa da Mebetoys surgiram no catálogo de 1969 com o número A-39 e na série Hot Wheels Gran Toros,  Série Sputafuoco) o Lotus Europa tem o nº 6618.

Abre as portas, porta-malas e levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Mebetoys  by Matel

Série Sputafuoco

Referencia nº 6618

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália 

Anos de fabrico 1969 a

 


publicado por dinis às 19:39
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Agosto de 2021

Lotus Elan - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus Elan - Um olhar sobre as minhas miniaturas

295ª – Lotus Elan Corgi Toys Modificado

Um Lotus Elan muito racing alargado.

Ideia inicial tendo por base uma foto do L´Auto Journal anual de 1971.

Modelo real

Muller Racing era um preparador francês de Lotus Elan que os alargava e o equipava de um traseira redesenhada.

O Lotus Elan um dos modelos mais desejados pelos pilotos que estavam sempre à procura de um bom carro de estrada para que pudesse ser transformado num carro de corrida. Um chassis tubular de backbone e carroceria de fibra de vidro pesava apenas 680 Kg. O seu baixo peso, o Elan era bastante potente e tecnologicamente muito avançado, recorrendo a um motor DOHC de 1,558 cc, travões de disco às quatro rodas, direção de pinhão e cremalheira e suspensão independente nas quatro rodas.

Modificação na miniatura

Feita a capota e a traseira resenhadas.

Alargamento das rodas e pintura.

IMG_20210811_142722.jpg

IMG_20210811_142730.jpg

IMG_20210811_142826.jpg

IMG_20210811_142852.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Os bancos deslisam.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plásticos iguais aos modelos desta época no fabricante.

Fabricante Corgi Toys

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – Metal

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:08
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lotus 11 - Um olhar sobre...

. Lotus 107 B Pedro Lamy - ...

. Lotus de Pedro Lamy - Um ...

. Lotus Eleven streamlined ...

. Lotus 80 Formula 1 - Um o...

. Lotus 11 em Vila Real  - ...

. Lotus 11 - Um olhar sobre...

. Lotus Elan  - Um olhar so...

. Lotus 47 John Miles - Um ...

. Lotus Elan - Um olhar sob...

. Lotus 62 - Um olhar sobre...

. Lotus Climax Formula 1 Dr...

. Lotus Climax F1- Um olhar...

. Lotus Elan - Um Olhar Sob...

.arquivos

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub