Quarta-feira, 23 de Junho de 2021

Lola T 280 de “Nicha” Cabral em Le Mans 1972 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 280 de “Nicha” Cabral em Le Mans 1972 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

234ª – Lola T 280 M.A.Cabral Solido

O Lola T280 n° 7 nas 24 horas de Le Mans 1972

Uma das mais famosas miniaturas do Lola é sem dúvida o n ° 7 de Le Mans em 1972 e representa o Lola T 280 e que Mário Araújo Cabral não chegou a conduzir em Le Mans. 

Um dos nossos melhores pilotos e, certamente, o mais conhecido a nível internacional na época era Mário de Araújo “Nicha” Cabral, um "bon vivant", em que as corridas eram para ele um divertimento...

Modelo real

Uma decoração inédita em estilo de um queijo, o patrocinador Switzerland, nome da organização dos produtores suíços de queijo, envolvia os Lola T 280 DFV da Ecurie Lola Switzerland. O número 7, chassis HU1, é para o Barão belga Hughes de Fierlandt, Mário Araújo Cabral e o nosso bem conhecido príncipe espanhol Jorge de Bagration.

O nº 7 partiria na 9ª posição, com um tempo de 3'54 "5 obtido na qualificação e 5 segundos mais rápido que o outro Lola o nº 8 de Jo Bonnier, Gerard Larrousse e Gijs van Lennep

Hughes de Fierlandt ainda esteve na liderança na primeira hora e no reabastecimento o volante é para Jorge de Bagration, Araújo Cabral como não conduzia à noite, vai para a roulotte descansar, onde é acordado por Bagration a contar-lhe o que passara com o acidente fatal do colega e chefe de equipa Jo Bonnier.

Um mês depois, a equipa Bonnier vem a Vila Real mas, sem o apoio dos queijos suíços.  

IMG_4264.JPG

IMG_4266.JPG

IMG_4267.JPG

IMG_4269.JPG

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 15

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 15:14
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Junho de 2021

Lola T 280 de “Nicha” Cabral em Le Mans 1972 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 280 de “Nicha” Cabral em Le Mans 1972 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

234ª – Lola T 280 M.A.Cabral Solido

O Lola T280 n° 7 nas 24 horas de Le Mans 1972

Uma das mais famosas miniaturas do Lola é sem dúvida o n ° 7 de Le Mans em 1972 e representa o Lola T 280 e que Mário Araújo Cabral não chegou a conduzir em Le Mans. 

Um dos nossos melhores pilotos e, certamente, o mais conhecido a nível internacional na época era Mário de Araújo “Nicha” Cabral, um "bon vivant", em que as corridas eram para ele um divertimento...

Modelo real

Uma decoração inédita em estilo de um queijo, o patrocinador Switzerland, nome da organização dos produtores suíços de queijo, envolvia os Lola T 280 DFV da Ecurie Lola Switzerland. O número 7, chassis HU1, é para o Barão belga Hughes de Fierlandt, Mário Araújo Cabral e o nosso bem conhecido príncipe espanhol Jorge de Bagration.

O nº 7 partiria na 9ª posição, com um tempo de 3'54 "5 obtido na qualificação e 5 segundos mais rápido que o outro Lola o nº 8 de Jo Bonnier, Gerard Larrousse e Gijs van Lennep

Hughes de Fierlandt ainda esteve na liderança na primeira hora e no reabastecimento o volante é para Jorge de Bagration, que abandona à 7 hora.

Araújo Cabral como não conduzia à noite, vai para a roulotte descansar, onde é acordado por Bagration a contar-lhe o que passara com o acidente fatal do colega e chefe de equipa Jo Bonnier, na 16º hora.

Um mês depois, a equipa Bonnier vem a Vila Real mas, sem o apoio dos queijos suíços.  

IMG_4264.JPG

IMG_4266.JPG

IMG_4267.JPG

IMG_4269.JPG

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 15

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Junho de 2021

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

236ª –Lola T 260 Can Am Politoys

Modelo real

Lola 260 can am LM

Para 1971 Lola desenvolveu o T260 completamente mais avançado. Bob Marston foi novamente o designer, com o fundador da Lola Eric Broadley a ajudar.

Enquanto o T220 apresentava um corpo amplo e em forma de cunha para criar força baixa possível, o túnel de vento desenvolvido T260 tinha um nariz contundente projetado para diminuir drasticamente o elevador gerado sob o corpo. A mudança na filosofia do design foi o resultado de vários carros em forma de cunha capotando assim que algum ar entrava por debaixo do nariz.

O ar de alta pressão debaixo do nariz foi extraído através de grandes cortes no monocoque e por vários pequenos buracos na carroçaria. A força para baixo na parte traseira foi gerada por uma asa de largura total que estava montada relativamente atras.

Pintura das listas e do aileron.

Modificação na miniatura

Os autocolantes eram de papel e por isso os retirei

As rodas rápidas foram substituídas pela da 3J.

IMG_3872.JPG

IMG_3873.JPG

IMG_3876.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Fabricante Politoys

Série E

Referencia nº 33

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:46
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

233ª – Lola T 222 Politoys

O primeiro Lola T 222 modifiquei-o para Avallone

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+0205+lola+t+222+politoys

e agora comprei outro pensando que poderia fazer um dos Lolas T 210 ou 212 que correram em Vila Real mas, bem visto, ele não é assim tão parecido.

Modelo real

O Lola T70 apresentado em 1965 e criado por Eric Broadley foi o vencedor absoluto da primeira série Can-Am Challenge com o T70 Mk.II Spyder com Surtees a correr pela própria equipa, e Donohue em segundo, integrado na equipe de Roger Penske em 1966 mas, no ano seguinte, o T70 já estava obsoleto.

Outros modelos se seguiram sempre belos mas nunca a poder rivalizar com os adversários

Conta-se que o T160, teve 25 exemplares construídos mas o design básico permaneceu o mesmo e muitos dos carros anteriores foram atualizados, Mesmo depois da produção terminada, os carros existentes foram modificados com nova carroceria outros revistos para os manter competitivos. Alguns foram até modificados em Coupé para criar fac-símiles do T70 Mk3b.

As versões T 162 e T 163 apenas conseguiram um terceiro lugar no campeonato de 1969 com Chuck Parsons num carro da equipe de Carl Haas.

O apoio financeiro da marca de cigarros L&M, proporcionou à Lola a possibilidade de produzir um novo carro do Grupo 7 para a temporada 1970 chamado T220, mas, era uma máquina muito convencional, especialmente comparado com alguns dos outros carros que estrearam naquele ano.

Peter Revson foi bastante rápido, terminou em dois em pódios, mas nunca foi capaz de realmente desafiar os McLarens.

O novo T220 e T 222 atraiu em 1971/72 interesses   na Interserie ou Can-Am para muitos pilotos  tais como Jo Bonnier, Vic Elford, Bob Nagel, Charlie Kemp, Gerard Larrousse e Jean Pierre Beltoise. O sucesso esse, nunca chegou.

Modificação na miniatura

Rodas da 3J

IMG_3846.JPG

IMG_3847.JPG

IMG_3848.JPG

IMG_3851.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são rápidas

Fabricante Politoys

Série Export

Referencia nº E 35

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e posteriormente em expositor plástico.

País – Itália 

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:19
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Maio de 2021

Avallone Chrysler - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Avallone Chrysler - Um olhar sobre as minhas miniaturas

205ª – Lola T 222 Politoys

Um Lola que no Brasil virou a Avallone

Avallone um bólide que a revista Auto Esporte brasileira nos mostrava regularmente e que resolvi pintar.

 Modelo real

A proibição do uso de carros de competição importados no Brasil, forçou a fabrico de carros de competição no Brasil, entre outros, destacaram-se o Avallone,

Antônio Carlos Avallone o primeiro piloto brasileiro a ir para Inglaterra em 1967 mas com o acidente em 1970 regressou ao Brasil para correr com um T70 MkIII B (SL 76/155) e o T212 com que venceu a Copa Brasil,

Os seus conhecimentos na Lola, os desenhos de Eric Broadley permitiram-lhe montar o seu primeiro carro de competição, baseado num T142 e alongado cerca de 4 polegadas, com os componentes Lola T222 adquiridos na Inglaterra e designou como A-11, que mais tarde passou a chamar-se simplesmente Avallone.

Em 1971 cria em São Paulo, a ACIEI – Avallone Comercial, Industrial, Exportadora e Importadora Ltda., com estrutura apta a fabricar e vender os carros que pretendia projetar, mas também a trazer da Europa os componentes necessários para a sua manutenção.

Dez a doze protótipos Avallone, com base no Lola, foram montados sobre estrutura tubular treliçada, com caixa de cinco marchas Hewland importada, suspensão independente com molas helicoidais e freios a disco nas quatro rodas.

Utilizavam os motores brasileiros de maior potência da época ( V8 da Chrysler, V8 do Ford Maverick e Galaxie e seis cilindros do Chevrolet Opala ), com preparações que produziam entre 280 e 480 cv.

Esses carros tiveram enorme sucesso nas competições da primeira metade da década de 70, obtendo grande número de vitórias e todos os recordes da categoria Esporte Nacional, tendo conquistado três temporadas sucessivas (72, 73 e 74) da Divisão 4 Categoria B (mecânica nacional acima de 2.000 cm3).

Modificação na miniatura

Rodas da 3J 

Como não tinha a cor de algum da Can Am ou Interserie que eu conhecia pensei em pintá-lo, e foi isso que aconteceu.
No final e depois de muito observar ponderei que podia fazer um dos Lolas T 210 ou 212 que correram em Vila Real, assim lá vou eu ter que comprar outro? Talvez o da Marklin que não conhecia.

IMG_3334.JPG

IMG_3338.JPG

IMG_3339.JPG

IMG_3342.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são rápidas

Fabricante Politoys

Série Export

Referencia nº E 35

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está carvada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e posteriormente em expositor plástico.

País – Itália  

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 21:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021

Lola T70 MK 3B GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T70 MK 3B GT Um olhar sobre as minhas miniaturas 

104ª - Lola T70 MK 3B GT "Sunoco" Solido

Comprada no Bazar dos Três Vinténs e trocada no Bragança.

Uma história engraçada só possível pela amizade dos intervenientes. 

Um Lola T 70 da cor vermelha foi comprada no Bazar dos Três Vinténs mas, uns dias depois, o Sr. José Bragança depois de no seu Austin A 60 ter ido ao Porto visitar os sobrinhos fez a montra com a nova mercadoria mercadoria então adquirida.

Para meu espanto encontro o Lola T 70 na sua cor original de Daytona, imediatamente começo a engendrar uma troca. Quase não dormi e no dia seguinte deixei anoitecer para que a empregada saísse o proprietário ficasse sozinho aproveitando o pouco tempo e aguardando que a esposa não descesse do cabeleireiro

Entrei e enquanto via o Auto Journal e depois de o comprar fiz-lhe a proposta para a troca do vermelho pelo azul o que ele me respondeu que tinha de estar novo.

Aceitei e fui imediatamente a casa buscar antes que ele se arrependesse o Lola vermelho e em 5 minutos estava feita a troca depois de observar minuciosamente a miniatura.

Voltei para casa e lá foi para a vitrine.

O Lola T70 MK 3B GT "Sunoco" com o # 6 venceu as 24 Horas de Daytona de 1969 com Mark Donohue e Chuck Parsons integrados na equipa de Roger Penske Racing

Miniatura Solido

IMG_20201117_192350.jpg

IMG_20201117_193408.jpg

IMG_20201117_193659.jpg

IMG_20201117_194752.jpg

Referencia Nº 175 - 1/70

País França


publicado por dinis às 21:15
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2021

Lola T 70 MK 3 Air inter - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 70 MK 3 Air inter - Um olhar sobre as minhas miniaturas

94ª – Lola T 70 Mk 3 2º na 24 Horas de Daytona 1969 Champion

Modelo mítico para os vila-realenses no final dos  anos sessenta onde venceu varias vezes . 

Modelo real

Inicialmente o Lola Aston Martin apareceu em Le Mans em 1967 pilotado por John Surtees, mas o motor Aston Martin V8 falhou após um curto período de tempo.

A única vitória de resistência do T70 foi a dobradinha em 1969 nas 24 Horas de Daytona quando o Sunoco Lola T70-Chevrolet de Mark Donohue e Chuck Parsons ganho  e  Leslie e Lothar Motschenbacher foi segundo.

Ver aqui

Miniatura Nº 74ª - Lola T70 MK 3B GT "Sunoco" Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+74+lola+t70+mk+3b+gt+%22sunoco

O suíço Frank  Sbarro fabricou 13 exemplares do T70 MKIII Sbarro-Lola T70 (versão para estradas)

Durante uma visita a Londres em 1968, Franco Sbarro visitou Eric Broadley na Lola Cars e discutiu ideias para um Lola T70 para a estrada rapidamente formalizados.

Pedidos de doze Lola T70 MKIII acordados com várias motores. O Chevrolet V8 original, Ferrari V12, Porsche 911 turbo motor de 3,3 litros baseado no chassis e na carroceria Lola.

O carro é um compromisso para o uso na estrada, mas oferece muito pouco conforto e visibilidade traseira e a  lateral é muito restrita. Os exemplares eram estofados em couro e com sistemas de controle de temperatura e entretenimento também  foram instalados em alguns modelos.

Além do Sbarro Lola, alguns carros adicionais foram construídos entretanto como réplicas de estrada por outros fabricantes independentes, incluindo GT Developments.

Este fantástico automóvel ressurgiu em 2005, quando a Lola Cars continuou o T70 MkIIIb na "série original e com continuidade limitada"

Réplicas

A Broadley Automotive, permitiu que a réplica T70 Mk3B usasse moldes e desenhos originais que receberam entretanto o passaporte FIA Historic Technical Passport HTP, um grande número desses Broadley T76s participaram nas corridas vistas no FIA Masters Historic Sportscar Championship, entre os originais T70s, Ferrari 512s e Porsche 917s.

Os americanos da Car Replicas, produz réplicas que parecem originais do MkII e MkIIIB T70 usando um chassi monocoque de alumínio.

Por sua vez os  sul-africanos da, Universal Products, produz uma versão em forma de moldura dos tubos, em alumínio, a partir do T70 MkIIIB.

IMG_1979.JPG

IMG_1983.JPG

IMG_1984.JPG

 

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e capô.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus

Fabricante Champion

Série Super Champion

Referencia nº 33

Material – Plástico

Material da placa de base – zamac

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em expositor plástico em cima de uma base de papel dobrado a fazer a base da placa expositora.

País - França

Anos de fabrico  a

A Spark também fabricou o modelo e Kit a Teneriv


publicado por dinis às 14:30
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Janeiro de 2021

Lola Mk 6 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola Mk 6 GT - Um olhar sobre as minhas miniaturas

55º – Ford Lola GT Politoys

As luzes traseiras do Ford Cortina sobressaem naquele que é considerado o pai do Ford GT40.

Modelo real

O Lola Mk6 GT foi conrtruido em apenas três unidades, entre 1962 e 1963 pela Lola Cars.

Apresentado ao público em Janeiro de 1963 no Olympia Racing Car Show, para a nova classe da FISA  Experimental Grand Touring Cars.

A carroçaria feita em fibra de vidro e num chassis monocoque em aço., com o motor Ford 289 V8 de 4735cc numa posição central traseira.

A caixa era de quatro velocidades “transaxle” Colotti Tipo 37.

O sul-africano Tony Maggs correu com ele em Silverstone onde foi nono depois de largar em último e nos 1000 KM de Nürburgring não alinhou por razões técnicas,

Uns meses mais tarde voltou a Silverstone, mas não alinhou

O segundo carro chassis LGT-1, monocoque de alumínio) correu nas 24 Horas de 1963 Le Mans onde foi ºcom Richard Attwood/David Hobs  que abandonaram na 15º volta por acidente.

Quando foi entregue a Eric Broadley a responsabilidade de desenhar o novo Ford GT, o seu desenvolvimento foi terminado e o último prototipo adquirido pela Ford Advenced Vehicles..

Um terceiro carro chassis # LGT-2, o segundo monocoque de alumínio foi concluído e vendido aos americanos do Mecom Racing Team, correu em Brands Hatch, onde o motor da Ford quebrou depois de apenas quatro voltas.

Um carro foi recentemente restaurado por Allen Grant que então trabalhava para a Shelby em Inglaterra e na epoca o adquiriu… e assim fiocu até Maio de 2016 quando a Ford iria apresentar o novo Ford GT John Hill, mecânico de Grant, recomeça o restauro e em apenas quatro meses o automóvel fica pronto.

IMG_1273.JPG

IMG_1277.JPG

IMG_1281.JPG

IMG_1283.JPG

Miniatura

Abre as portas.

Motor e interior detalhado

Com suspensão de lâmina.

As rodas têm pneus

Fabricante Politoys

Série - M

Referencia nº 534

Material – Zamac

Material da placa de base – Zamac

Apresentado em caixa de cartão com forro de espuma.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 21:55
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2020

Lola T 70 Mk 3 B Super Champion - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 70 Mk 3 B Super Champion - Um olhar sobre as minhas miniaturas

29ª – Lola T 70 Mk 3B Super Champion 1000 Km de Paris 1967 Ulf Norinder 

O designer britânico Eric Broadley criou muitos carros de corrida, entre eles e o mais bem-sucedido, o Lola T 70.

Movido pelos potentes motores Chevrolet V8 americanos, dominaram o Can-Am e a Fórmula 5000 e venceram várias corridas em vários locais sob uma variedade de regulamentos.

Vila Real é um exemplo onde todos conhecem o modelo. E os seus pilotos tal como:

Micahel Grace  d`Udy vencedor em 1967 e 1968

John Woolfe Entre outros Mike Coombe ou a dupla Teddy Pilette Taf Gosselin vencedora em 1970

IMG_0673.JPG

IMG_0674.JPG

IMG_0687.JPG

Champion é uma linha de produtos da Safir quecriou a linha Super Champion, carros esportivos, as caixas das miniaturas são em plástico e os chassis em metal, há quatro carros no catálogo: um Porsche 917 curto, um Porsche 917 Long, um Lola T70 e um Ferrari 512.

 

Miniatura Champion

Série Super Champion

Referencia nº 32

Material – Plástico

Material da placa de base - Zamac

País França

Ano de fabrico 1967


publicado por dinis às 23:20
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


22

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lola T 280 de “Nicha” Cab...

. Lola T 280 de “Nicha” Cab...

. Lola T 260 Can Am - Um ol...

. Lola T 222 Can Am  - Um o...

. Avallone Chrysler - Um ol...

. Lola T70 MK 3B GT - Um ol...

. Lola T 70 MK 3 Air inter ...

. Lola Mk 6 GT - Um olhar s...

. Lola T 70 Mk 3 B Super Ch...

.arquivos

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub