Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2021

Lola T 280 DFV Team BIP chassis “HU 4” - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 280 DFV Team BIP chassis “HU 4” - Um olhar sobre as minhas miniaturas

423ª – Lola T 280 Solido transformado 

Uma miniatura de sonho de uma vi

Modelo real

Lola T280 Cosworth 3º classificado no prova de Sport no Circuito de Internacional de Vila Real em 1972

Na época o Banco Intercontinental Português (BIP), através do seu presidente, Jorge de Brito, e João Carlos Ferreira de Moura a fazer a ponte necessária entre a administração do banco e o gestor do projeto e principal piloto, Carlos Gaspar, em 1972, num almoço, em Lisboa, pegaram num projecto onde lhes foram pedidos apenas resultados de relevo e uma projeção nacional e internacional nunca antes vista em Portugal numa equipa para corridas de automóveis.

Dinheiro não era problema e de facto Carlos Gaspar toma a responsabilidade do projeto que nascia do zero.

A boa relação que Carlos Gaspar com o agente da Lola na Europa e preparador suíço, Heini Mader permitiu a vinda para Portugal do Lola T280 equipado com um motor Cosworth DFV de três litros, bem conhecido dos pilotos de F1, com potências, assinaláveis para época, que podiam variar entre os 480 e os 520 cavalos.

O carro tinha duas configurações distintas, uma para provas de endurance, a menos potente, onde podia utilizar 11000 rpm e 480 cv era a mais fiável e para corridas de sprint, a mais potente podia utilizar 13.500 rotações 520 cv , mas a mais susceptível a problemas.

Para Carlos Gaspar “o carro tinha um motor fantástico e o Heini Mader conhecia-o de olhos fechados, o que ajudou muito a afiná-lo, mas tinha chassis a menos para tantos cavalos, devido à sua reduzida distância entre eixos, o que o tornava muito difícil de guiar em curva”.

O Carlos Gaspar obteve a vitória na corrida de inauguração do Autódromo do Estoril e em Vila Real onde chegou a estar na liderança, perante os melhores pilotos europeus da época, mas quando começou a ficar sem Gasolina, o que já esperava pois o depósito de 100 litros obrigatório não chegava para os 250Km, e assim terminou em terceiro.

Modificação na miniatura

 A traseira foi alterada

IMG_20211216_194857.jpg

IMG_20211216_195216.jpg

IMG_20211216_195300.jpg

IMG_20211216_195506.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 15

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:37
link do post | comentar | favorito
Sábado, 11 de Dezembro de 2021

Lola T 210 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 210 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

418ª – Lola T 210/212 Modelos 3J

 Havia o “triste” Lola T210 de Alain de Cadenet que o viu arder completamente ou o vencedor do Europeu de 2 litros de 1970, com Jo Bonnier.

Mas optei pelo da ecurie FIlipineti e ter vencido as duas horas de Jarama com Jo Bonnier em 1971.

 Modelo real

Os carros de Sport de 2 litros eram já muito populares no Campeonato Mundial de Marca, quando a FIA anunciou um novo Campeonato Europeu para 1970

A Lola, idealizou um pequeno carro desportivo, com uma monocoque de alumínio, mais leve e rígido que uma estrutura tubular convencional, porém mais difícil de construir e consertar.

As suspensões dianteira e traseira eram convencionais e uma subestrutura tubular foi montada na parte traseira para apoiar o motor, caixa de câmbio e suspensão.

A direção era de cremalheira e pinhão e um Hewland FT200 completava o pacote.

Foi disponibilizado com um  Ford Cosworth FVC de 1790 cc, ele fornecia confiáveis ​​de 245 cv, quatro cilindros, acoplado a uma caixa de velocidades Hewland de 5 marchas

O novo design de Lola seria conhecido por T120 e ele se tornaria um dos seus designs icônicos e revestido com uma carroceria de fibra de vidro, este pequeno e bonito bólide pesava 550 kg.

A primeira vitória no Campeonato Europeu de 2 Litros foi na terceira prova, em Salzburgring a 24.5.1970 pelas mãos do agente europeu da Lola, Jo Bonnier.

O Campeonato Europeu foi disputadíssimo com Bonnier lutando durante toda a temporada com o rival eterno de Lola, a Chevron, com o B16. No final, Bonnier venceu quatro corridas e conquistou o Campeonato de Pilotos, enquanto a Chevron, que também venceu quatro provas, venceu a Lola por um único ponto e assim conquistar o Campeonato dos Fabricantes

Em 1970 foram construídos 15 exemplares.

Para 1971 Eric Broadley actualizou o modelo  o T210 foi atualizado para o T212 e eles se tornaram os carros de maior sucesso no Campeonato Europeu de 1971, vencendo cinco das nove corridas e recompensando Helmut Marko com o título.

Um dos dois Lola T212s vendidos à Scuderia Filipinetti, o chassi HU18 foi pilotado pelo próprio Bonnier que compartilhou com Richard Attwood, ele terminou em terceiro lugar geral e primeiro dos 2 litros em 1971 Targa Florio.

No final do ano, Bonnier também venceu em Jarama as 2 Horas. Posteriormente, foi vendido para a Itália, onde foi usado na montanha e equipado com um motor Abarth de 1,3 litros.

Em 1971 foram contruídos 22 exemplares.

Modificação na miniatura

O modelo era um pouco grande mas era o que havia na época

Depois de realizada a pintura aguardei como indicava no Final do plano:

As folhas de decalcomanias para esta miniatura encontram-se nas folhas Ref. D-5, D8, D-11 e nas folhas da solido.

Os planos foram apresentados na última rubrica de Escala reduzida da Revsta Motor em 29 de Julho de 1978

IMG_20211211_184609.jpg

IMG_20211211_184620.jpg

IMG_20211211_184637.jpg

IMG_20211211_184648.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante  Modelos 3J

Série

Referencia nº

Material – Resina

A base é parte integrante da carroçaria

Apresentado em caixa de cartão .

País – Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:36
link do post | comentar | favorito
Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Lola T 292 Carlos Gaspar vencedor em Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 292 Carlos Gaspar vencedor em Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

412ª – Lola T 294 Norev

O esperado vencedor do XX Circuito Internacional de Vila Real em 1973.

Pelo Correio e à cobrança chegou a minha casa, então na Rua Avelino Patena nº 8 e pago pela minha Mãe.

Quando abri o pacote, vi o Lola da Luso Toys pela janela de visualização e fiquei um tanto ou quanto desiludido. Uma miniatura muito fraca mas com umas rodas bastante aceitáveis.

Os decalques devem servir para o Lola T 294 da Norev.

E assim foi que fiz, uns meses mais tarde.

Modelo real

O Lola T292 foi desenvolvido pela Lola Cars em 1972 foi um trabalho de design de Patrick Head e John Barnard e sucedeu ao Lola T290 e construído de acordo com os regulamentos da classe de 2 litros.

O Team BIP nasceu em 1972, e para 1973 contava com dois Lola T292 FVC numa sociedade com o preparador suíço Heini Mader e a Ecurie Bonnier que estiveram presentes em Vila real com o #HU/47 para carlos santos e que ficou destruído e o Vencedor da Prova Carlos Gaspar no #HU-52.

Modificação na miniatura

O modelo da Norev T294 passou a ser um T292

As rodas e o decalques são da Luso Toys

IMG_20211206_000750.jpg

IMG_20211206_000036.jpg

IMG_20211206_000554.jpg

IMG_20211206_001006.jpg

 

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Norev

Série Jet Car

Referencia nº 813

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está encaixada na carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1974  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 23:52
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Outubro de 2021

Lola T 290 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 290 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

370ª – Lola T 280 transformado

Apresentação do Team Barclays International

 Modelo real

Com as cores do Barclays International Racing (GB) participou no 500 Kilometres em Nürburgring em 1972 com Guy Edwards onde foi 7º na grelha de partida mas não terminou.

O Lola FVC T290 Richardson agora nas cores da Dorset Racing Team com Tony Birchenough veio a Vila Real em 1973, onde obteve o 19° lugar na qualificação e foi 11° na corrida.

Tony Birchenhough com o mesmo carro utilizado em 1973 veio a Vila Real em 2004 aquando do Revival.

Modificação na miniatura

Retiradas as abas traseiras e pintado

IMG_20211025_153521.jpg

IMG_20211025_154054.jpg

IMG_20211025_160710.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série 

Referencia nº15 - 4/73

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:41
link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Outubro de 2021

 Lola T 290 Claude Swietlick - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Lola T 290 Claude Swietlick - Um olhar sobre as minhas miniaturas

355ª – Lola T 280 Solido

Lola T 290 Claude Swietlick,

 Modelo real

Depois de Le Mans a Ecurie Bonnier deslocou-se até nós para participar no XIX Circuito de Vila Real, uma prova do Campeonato Nacional de Velocidade no seguimento do desejo de Marianne Bonnier, a esposa de Joakim Bonier, em continuar com o team, composto por Claude Swietlick, Vic Elford, Jorge de Bagration e Mário Araújo Cabral. 

A prova principal. contou com um lote de favoritos tais como; John Bridges, John Burton Roger Heavens, ou Vic Elford eram as estrelas internacionais presentes para alem dos pilotos nacionais Nicha Cabral, Ernesto Neves ou Carlos Gaspar.

Os treinos e as corridas da tarde de Sábado foram quase aquáticas não fosse o diluvio que se abateu sobre Vila Real e que obrigou acabar a prova de Turismo Especial já de noite e os homens dos pneus a trabalho redobrado.

A prova saldou-se por uma grande imprevisibilidade, sendo disputada até ao fim, e vencida por um quase desconhecido Claude Swietlick num Lola T290, que depois de partir do 17º lugar, sob gradualmente de posição em posição e corta a meta em primeiro, quando estava convencido de que era segundo.

Modificação na miniatura

As luzes centrais foram tapados e depois pintadas as listas.

 Está a espera dos decalques.

IMG_20211010_143903.jpg

IMG_20211010_143513.jpg

IMG_20211010_143524.jpg

IMG_20211010_143537.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 15 4/73

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 23:05
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Setembro de 2021

Lola T 292 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 292 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

321ª – Lola T292 Norev transformado

Uma decoração para o Lola T 292 da Norev enquanto esperava pelos aguardados Lola T 292 da Luso Toys de Vila Real apresentados no número de Dezembro e Janeiro de 1977 da Hobby Jogos e Brinquedos

Modelo real

Lola T 292

A temporada de 1972; o T280 e o T290 destinam-se às classes de dois e três litros, respectivamente e o T290 provou ser muito popular com quase 30 exemplares construídos e vendidos.

Um novo carro foi desenvolvido para a temporada de 1973 o T292, foi apenas uma evolução do carro de dois litros existente. O chassi monocoque de alumínio, projetado por Bob Marston com a ajuda dos jovens Patrick Head e John Barnard, ficou praticamente inalterado. A diferença foi a realocação dos travões a disco traseiros de dentro das rodas para ambos os lados da caixa.

Grande parte do trabalho durante o inverno concentrou-se na carroceria e na aerodinâmica, que foram muito simples no T290. Para 1973, um nariz mais longo e mais afiado e, mais importante, uma asa traseira elevada e de largura total foi adicionada para substituir o modesto canard instalado na cauda no ano anterior.

Como antes, o T292 foi projetado para aceitar uma variedade de motores de quatro cilindros, e pelo menos um estava equipado com um de três litros, o Cosworth DFV V8.

Pelo segundo ano consecutivo, o Lola de dois litros provou ser um sucesso comercial e mais de duas dúzias foram construídas e vendidas, enquanto vários T290s foram atualizados com a carroceria T292. Na pista, Craft usou o Cosworth BDG para vencer o campeonato europeu de carros de dois litros e Lola terminou o ano como campeã de construtores

Os Lola presentes nos 300Km de Auvergene – Charade estavam equipados com vários motores.

O Lola Bip para Carlos Gaspar e Carlos Santos dispunham dos motores Heini Mader, a Barklays International  Guy Edwards motor Cosworth BDG e Jim Busby Ford Richrdson.

Paul-Henry Archambeaud usou Motores BMW Schnitzer para Gérard Larrousse e Hervé Bayard

Ecurie Galia Jean Louis Lafosse dispunha de um Cosworth Vega

O vencedor das duas provas realizadas Imola e Missano , o nosso conhecido Chris Craft  dispunha de um motor Cosworth FVC

O Lola nº 15 de Gérard Larrousse nos treinos, fez o segundo melhor tempo mas na prova, á terceira volta começou a sentir o pneu tarseiro do lado direito a esvaziar sendo abrigado a mudar a roda. Retomou acorrida na 21º volta e inicia uma recuperação notável até ao 7º lugar mas na 31º volta um novo furo desta vez na roda da frente que lhe ditaria o abandono. E um 14 lugar.

Na 23º volta bate o record da volta mais rápida 3.07,5 á media de 154,636 Km/ h.  

Modificação na miniatura

Tapada a parte traseira do motor do Lola t 294 da Norev

IMG_20210906_183843.jpg

IMG_20210906_184045.jpg

IMG_20210906_184124.jpg

IMG_20210906_184244.jpg

Miniatura

Abre as portas.

 Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas foram substituídas pelas do Lola T 292 da Luso Toys

Fabricante Norev

Série Metal

Referencia nº 813

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1974 a

 


publicado por dinis às 19:51
link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Julho de 2021

 Lola T 70 Mk3B - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Lola T 70 Mk3B - Um olhar sobre as minhas miniaturas

270ª – Lola T70 MK3B Solido

Compra troca e volta a comprar, foi o que aconteceu ao Lola T 70 Mk3B já em vermelho para fazer o de Vila Real o tal que na sua passagem deixava um leve aroma a Mateus Rosé.

Modelo real

Lola T70 MK3B SL76 / 146

O Lola T 70 MK3B Chassis SL76 / 146 foi vendido novo a John Woolfe. era um piloto britânico que com Arnold Burton, dirigia a John Woolfe Racing e que correu em Vila real com um Cobra em 1967 e um Lola T70 Mk3 GT (chassis SL73 / 102) no ano seguinte onde foi 6º .

John Woolfe em 1969 estreou um novo Lola T 70Mk3B chassis SL76 / 146 em Oulton Park Tourist Trophy a 26 de Maio.com as suas cores, o azul da Woolfe, duas listras centrais amarelas, Richard Attwood não terminou por falha de embraiagem.

Mas. John Woolfe é o primeiro cliente do Porsche 917 e ao que consta também de um McLaren M6B, vai estrear o Porsche nas 24 Horas de Le Mans de 1969a 14 e 15 de Junho e nós todos contentes por tê-lo em Vila Real.

Infelizmente, John Woolfe bateu fatalmente com o seu 917 logo na primeira volta.

O Lola ainda faz mais três corridas pelo John Woolfe Racing antes de ser vendido ao Racing Team VDS, uma equipa nossa conhecida do tempo dos Alfa Romeo T33, fundada em Novembro de 1964 pelo conde Rodolphe van der Straten Ponthoz, Serge Trosch e Lionel William, em que o Conde van der Straten é o herdeiro da cervejeira belga que criou Stella Artois que o vai pintar em vermelho uma faixa central branca e azul,

Os pilotos são Teddy Pilette e Gustave Gosselin que durante a temporada de 1970, disputam mais de 20 corridas com o Lola.

Um 4º lugar ao que corresponde uma vitória de classe Sport nos 1000 km em Buenos Aires, e a vitória nos 500 km de Vila Real.

Em 1971 volta a Le Mans em que lhe é atribuído o mesmo número 5 de Vila Real e uma decoração muito semelhante.

IMG_20211019_135200.jpg

IMG_20211019_135246.jpg

IMG_20211019_135409.jpg

Miniatura

Lola T70 MK3B 1970 1º Classificado no Circuito Internacional de Vila Real em 1970 com Teddy Pilette e Taf Gosselin

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 175 - 1/70

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:48
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Junho de 2021

Lola T 280 de “Nicha” Cabral em Le Mans 1972 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 280 de “Nicha” Cabral em Le Mans 1972 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

244ª – Lola T 280 M.A.Cabral Solido

O Lola T280 n° 7 nas 24 horas de Le Mans 1972

Uma das mais famosas miniaturas do Lola é sem dúvida o n ° 7 de Le Mans em 1972 e representa o Lola T 280 e que Mário Araújo Cabral não chegou a conduzir em Le Mans. 

Um dos nossos melhores pilotos e, certamente, o mais conhecido a nível internacional na época era Mário de Araújo “Nicha” Cabral, um "bon vivant", em que as corridas eram para ele um divertimento...

Modelo real

Uma decoração inédita em estilo de um queijo, o patrocinador Switzerland, nome da organização dos produtores suíços de queijo, envolvia os Lola T 280 DFV da Ecurie Lola Switzerland. O número 7, chassis HU1, é para o Barão belga Hughes de Fierlandt, Mário Araújo Cabral e o nosso bem conhecido príncipe espanhol Jorge de Bagration.

O nº 7 partiria na 9ª posição, com um tempo de 3'54 "5 obtido na qualificação e 5 segundos mais rápido que o outro Lola o nº 8 de Jo Bonnier, Gerard Larrousse e Gijs van Lennep

Hughes de Fierlandt ainda esteve na liderança na primeira hora e no reabastecimento o volante é para Jorge de Bagration, que abandona à 7 hora.

Araújo Cabral como não conduzia à noite, vai para a roulotte descansar, onde é acordado por Bagration a contar-lhe o que passara com o acidente fatal do colega e chefe de equipa Jo Bonnier, na 16º hora.

Um mês depois, a equipa Bonnier vem a Vila Real mas, sem o apoio dos queijos suíços.  

IMG_4264.JPG

IMG_4266.JPG

IMG_4267.JPG

IMG_4269.JPG

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 15

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Junho de 2021

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 260 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

236ª –Lola T 260 Can Am Politoys

Modelo real

Lola 260 can am LM

Para 1971 Lola desenvolveu o T260 completamente mais avançado. Bob Marston foi novamente o designer, com o fundador da Lola Eric Broadley a ajudar.

Enquanto o T220 apresentava um corpo amplo e em forma de cunha para criar força baixa possível, o túnel de vento desenvolvido T260 tinha um nariz contundente projetado para diminuir drasticamente o elevador gerado sob o corpo. A mudança na filosofia do design foi o resultado de vários carros em forma de cunha capotando assim que algum ar entrava por debaixo do nariz.

O ar de alta pressão debaixo do nariz foi extraído através de grandes cortes no monocoque e por vários pequenos buracos na carroçaria. A força para baixo na parte traseira foi gerada por uma asa de largura total que estava montada relativamente atras.

Pintura das listas e do aileron.

Modificação na miniatura

Os autocolantes eram de papel e por isso os retirei

As rodas rápidas foram substituídas pela da 3J.

IMG_3872.JPG

IMG_3873.JPG

IMG_3876.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Fabricante Politoys

Série E

Referencia nº 33

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:46
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Junho de 2021

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T 222 Can Am  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

233ª – Lola T 222 Politoys

O primeiro Lola T 222 modifiquei-o para Avallone

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+0205+lola+t+222+politoys

e agora comprei outro pensando que poderia fazer um dos Lolas T 210 ou 212 que correram em Vila Real mas, bem visto, ele não é assim tão parecido.

Modelo real

O Lola T70 apresentado em 1965 e criado por Eric Broadley foi o vencedor absoluto da primeira série Can-Am Challenge com o T70 Mk.II Spyder com Surtees a correr pela própria equipa, e Donohue em segundo, integrado na equipe de Roger Penske em 1966 mas, no ano seguinte, o T70 já estava obsoleto.

Outros modelos se seguiram sempre belos mas nunca a poder rivalizar com os adversários

Conta-se que o T160, teve 25 exemplares construídos mas o design básico permaneceu o mesmo e muitos dos carros anteriores foram atualizados, Mesmo depois da produção terminada, os carros existentes foram modificados com nova carroceria outros revistos para os manter competitivos. Alguns foram até modificados em Coupé para criar fac-símiles do T70 Mk3b.

As versões T 162 e T 163 apenas conseguiram um terceiro lugar no campeonato de 1969 com Chuck Parsons num carro da equipe de Carl Haas.

O apoio financeiro da marca de cigarros L&M, proporcionou à Lola a possibilidade de produzir um novo carro do Grupo 7 para a temporada 1970 chamado T220, mas, era uma máquina muito convencional, especialmente comparado com alguns dos outros carros que estrearam naquele ano.

Peter Revson foi bastante rápido, terminou em dois em pódios, mas nunca foi capaz de realmente desafiar os McLarens.

O novo T220 e T 222 atraiu em 1971/72 interesses   na Interserie ou Can-Am para muitos pilotos  tais como Jo Bonnier, Vic Elford, Bob Nagel, Charlie Kemp, Gerard Larrousse e Jean Pierre Beltoise. O sucesso esse, nunca chegou.

Modificação na miniatura

Rodas da 3J

IMG_3846.JPG

IMG_3847.JPG

IMG_3848.JPG

IMG_3851.JPG

Miniatura

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são rápidas

Fabricante Politoys

Série Export

Referencia nº E 35

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e posteriormente em expositor plástico.

País – Itália 

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:19
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lola T 280 DFV Team BIP c...

. Lola T 210 - Um olhar sob...

. Lola T 292 Carlos Gaspar ...

. Lola T 290 - Um olhar sob...

.  Lola T 290 Claude Swietl...

. Lola T 292 - Um olhar sob...

.  Lola T 70 Mk3B - Um olha...

. Lola T 280 de “Nicha” Cab...

. Lola T 260 Can Am - Um ol...

. Lola T 222 Can Am  - Um o...

. Avallone Chrysler - Um ol...

. Lola T70 MK 3B GT - Um ol...

. Lola T 70 MK 3 Air inter ...

. Lola Mk 6 GT - Um olhar s...

. Lola T 70 Mk 3 B Super Ch...

.arquivos

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub