Sexta-feira, 27 de Maio de 2022

Fiat 519S 1823 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 519S 1823 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

582ª – Fiat 519S 1823 Rio

Torpedo Cabriolet Open Sport Speciale

 Modelo real

O Fiat 519 foi produzido pela Fiat entre 1922 e 1927.

Nos anos 20, os carros eram muito parecidos, um radiador em forma de V em vez dos quadrados já conhecidos e a parte central do radiador foi movida para a frente como uma flecha e as rodas sobressalentes estavam nos guarda-lamas laterais dianteiros. Uma forma incomum para a época era o para-brisa, que era dividido em dois, com um pilar central movido para frente, e os dois lados levemente inclinados.

Como de costume naquela época, oferecia-o em várias formas ou apenas como chassis, mas a Fiat vendeu-o como limusine, sedan, roadster ou Coupe de Ville

O 519 S oferecia mais do que apenas espaço para quatro pessoas 3 estava equipado de quatro portas. A carroceria em estilo torpedo construída pela Carozzeria Fiat e com o cuidado de escolher uma boa qualidade de material para o interior. A Fiat ofereceu o carro com estofamento de couro, seda ou assentos de tecido.

O Fiat 519 era altamente avançado para a época, representava a versão desportiva, capaz de performances um pouco superiores. O aspecto característico do 519S era o radiador em forma de quebra-vento. O "S" foi produzido até 1924.

O motor de seis cilindros e 4766cc com válvula no cabeçote, caixa de quatro velocidades, travões de  tambor hidraulicamente assistidos nas quatro rodas e um volante ajustável, acoplado a uma transmissão manual de quatro velocidades.

A Fiat produziu 2.411 exemplares do 519 entre 1922 e 1927 nos estilos de carroceria sedã de quatro portas, limusine de quatro portas e cabriolet de quatro portas.

2411 foram produzidos no total. 25 são conhecidos mundialmente, dos quais um é um 519S genuíno e três outros são 519s abreviados. Três têm o radiador 519S pontiagudo e os outros dois são planos.

IMG_20220527_182153.jpg

IMG_20220527_182322.jpg

IMG_20220527_182332.jpg

IMG_20220527_182405.jpg

IMG_20220527_183215.jpg

IMG_20220527_183738.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Rio

Série

Referencia nº 58 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 19:19
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Maio de 2022

Fiat S 61Corsa 1908  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat S 61Corsa 1908  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

567ª – Fiat S 61Corsa 1908 Brumm

1908 - Fiat S.61 115Hp 10087 cc Corsa - North American Racer

Nº42 Ralph De Palma em Fiat S74 desclassificado no Grande Prêmio da França de 1912 realizado em Dieppe

Os Fiat continuava na minha preferência ao que não era adverso o facto de ter comprado um Fiat Ritmo e me ser entregue meio ano depois pela Fiat Portuguesa.

Na caixa do 4º modelo do Fiat S da Brumm podemos ler

Velocidade máxima 150Km

Hp115

10087cc

Grande Prémio da América 1912

Modelo real

Em 1909, um S 61 no Hipódromo de Brooklands atingiu uma velocidade média de 112 mph., então três carros foram enviados para a América

David Bruce-Brown, que levou um Fiat S61 ao terceiro lugar nas primeiras 500 Milhas de Indianápolis.

Duas corridas em França com um nome semelhante

Victor Hemery venceu o Grande Prêmio da França a 23 de Julho de 1911.conhecido como Grand Prix des Vieux Tacots, organizado pelo Automobile Club de l'Ouest e não pelo Automobile Club de France em Le Mans O evento teve 14 inscritos. O Fiat S61 foi seguido por Ernest Friedrich em Bugatti.

O 2.foi uma corrida em dois dias, com dez voltas por dia, e os seus tempos juntos para encontrar o vencedor. Os carros Coupe de l'Auto competiram juntos com os carros do Grand Prix. Enquanto os carros coupé eram limitados a motores de 3 litros os do Grande Prêmio a única restrição aos era a largura mínima de 1750 milímetros.

A primeira corrida começou quando Victor Rigal em Sunbeam partiu, seguidos dos restantes 47 concorrentes com intervalos de 30 segundos. Na terceira volta, ao carro de Léon Collinet sai-lhe uma roda, capota e provoca a morte ao mecânico Jean Bassignano.

Victor Hemery , num Lorraine-Dietrich, manteve a liderança após a primeira volta. David Bruce-Brown em Fiat posteriormente assumiu a liderança e manteve-a durante a noite, mais de dois minutos à frente de Georges Boillot no Peugeot. Louis Wagner foi terceiro.

O nº42 Ralph De Palma em Fiat S74 foi desclassificado na 7º volta depois de trabalhar no seu carro fora dos boxes na sétima volta.

Durante o segundo dia, Bruce-Brown foi desclassificado por reabastecimento fora dos boxes na volta 15, facilitando a liderança ao nº 22 Georges Boillot no Peugeot que fez as 20 voltas em 13: 58: 02.6, uma vitória confortável por mais de treze minutos em relação ao 2º classificado o nº 23 Louis Wagnerem Fiat S74 com mais 13: 05.8

De notar que o Nº 37 David Bruce-Brown, também em Fiat S74, é também desclassificado na 15ª volta por reabastecimento fora das boxes.

IMG_20220512_182628.jpg

IMG_20220512_182646.jpg

IMG_20220512_182703.jpg

IMG_20220512_182853.jpg

IMG_20220510_210226.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série Revival Gold

Referencia nº 17  

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:03
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Maio de 2022

Fiat 12 HP 1902 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 12 HP 1902 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

558ª – Fiat 12 HP 1902 Rio

Fiat 12 HP Tourer 1902

 Modelo real

O Fiat 12 HP projetado pelo engenheiro Giovanni Enrico, sucessor do Faccioli que projetou os três primeiros modelos Fiat,

O Fiat 12 HP foi o primeiro Fiat com motor de quatro cilindros de dois blocos, construído com um bloco duplo acoplando dois motores de dois cilindros.

O veículo tinha tração traseira e um motor de quatro cilindros em linha de 3.770 cc. Tinha uma caixa manual de 3 velocidades

Na fábrica Corso Dante entre 1901 e 1902 foram fabricadas 106 unidades, com um preço inicial de 12.000 libras italianas na época.

IMG_20220503_184243.jpg

IMG_20220503_184253.jpg

IMG_20220503_184430.jpg

IMG_20220503_185342.jpg

IMG_20220503_185510.jpg

O vencedor que não podia vencer

Felice Nazzaro em 24 de Novembro participou do desafio entre Garibaldi Coltelletti e Luigi Amedeo di Savoia, Duque dos Abruzos, que apostaram 5.000 liras na superioridade do modelo Fiat 30HP sobre o carro francês de Coltelletti, um Panhard 20HP. num percurso de 340 km, de Villanova d'Asti a Bolonha,

A partida dos três carros foi no dia 24 de Novembro, com um intervalo de dez minutos de distância um do outro, Filipe Nazzaro dirigia um Fiat 12HP, um carro de serviço para o duque, o Panhard, o Fiat 12HP, o Fiat 30HP levava Giovanni Agnelli e Lancia. Perto de Alessandria o Fiat 30HP bateu no meio-fio e foi forçado a abandonar mas os outros dois seguiram para Bolonha.

Coltelletti venceu mas com média de 31.400 km/h contra os 35.940 km/h de Nazzaro.

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Rio

Série Automobili d´epoca per amatori

Referencia nº 26

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:21
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Abril de 2022

 Fiat S 74 Corsa Grand Prix - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Fiat S 74 Corsa Grand Prix - Um olhar sobre as minhas miniaturas

541ª – Fiat S 74 Corsa Brumm

1911 Fiat S74 Corsa Grand Prix Nº 37 190HP Corsa GP de França. Bruce Brown

Como dizia no catálogo: “Venceu o grande Premio da América com Bruce Brown em 1911 a 120 km/h e sucessivamente o Grande Premio de França CC 14-190Hp – 165Km/h”

 Modelo real

Em 1911, a FIAT produziu sete exemplares do S74 Corsa que os vendeu para os Estados Unidos. No Grande Prêmio realizado em 30 de novembro de 1911 em Savannah, Geórgia, uma pista de estrada três dias após a Copa Vanderbilt ali ter sido realizada, o  Fiat S74.dirigido por David Bruce-Brown foi o vencedor onde o Fiat atingiu uma média de 112,4 km/h em 412 milhas para terminar dois minutos na frente do Benz de Hearne

O Grande Prêmio de França realizado durante dois dias com dez voltas em cada dia e por prova.

Os carros começaram a corrida com intervalos de 30 segundos, sendo o Sunbeam de Victor Rigal o primeiro a sair.

Victor Hemery, no Lorraine-Dietrich, manteve a liderança após a primeira volta, o Fiat de David Bruce-Brown faz a volta mais rápida e assume a liderança, até vencer a corrida com mais de 2 minutos, à frente do Peugeot de Georges Boillot, com. Louis Wagner em terceiro.

De Palma foi desclassificado por consertar o Fiat S74 fora da área da oficina na 7ª volta

No dia seguinte, começou a segunda corrida logo pela manhã, com a disputa entre o Fiat líder e o Peugeot de Boillot. Entretanto, David Bruce-Brown atingiu um cão e rompeu o tanque de combustível. Após a reparação, continuou, mas só depois de adicionar mais combustível, o que era contra as regras, foi desclassificado.

No final das 29 voltas, a vitória foi para o francês Georges Boillot no Peugeot, seguido por Louis Wagner no S74.e em 3º Victor Rigal em Sunbeam Tinha sido uma luta feroz entre a velha escola representada pelos carros de 15 litros movidos a corrente de Turim e as novas obras-primas leves, os Peugeots de alta compressão com metade desse deslocamento.

A volta mais rápida: David Bruce-Brown (FIAT S74) 36m32 78.019 mph

Curiosamente no Grande Prêmio da América de 1912 realizado no Wauwatosa Road Race Course em Milwaukee , Wisconsin o evento foi marcado pela morte de David Bruce-Brown e seu mecânico Tony Scudellari O carro de Bruce-Brown foi reparado por Barney Oldfield e conduzido a um quarto lugar.

Caleb Bragg no Fiat venceu por mais de 15 minutos sobre Erwin Bergdoll em Benz. A velocidade média de Bragg foi de 68,397 mph (110,074 km / h).

3º Gil Andersen    Stutz – Wisconsin e 4º Barney Oldfield Fiat

Um desses Fiat S74 é de propriedade de George Wingard em Oregon,

O chassis do Fiat S74 Corsa é em aço e é movido por um motor de quatro cilindros de 14.137 cc, com válvulas no cabeçote, com diâmetro de 150 mm e 200 mm de curso produz 190 cv às 1600 rpm. A potência deste motor dianteiro é transmitida para as rodas traseiras por correntes através de uma embrearem multidisco e uma caixa de quatro mudanças à frente e uma à ré com alavanca de velocidades lateral. As suspensões dianteira e traseira são por eixos rígidos e molas semi-elípticas. Com um peso 1250 kg (2755 lb.)pode atingir uma velocidade maxima de  165 km/h (102 mph).

IMG_20220416_151854.jpg

IMG_20220416_151906.jpg

IMG_20220416_152058.jpg

IMG_20220416_152202.jpg

IMG_20220416_152221.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série Revival

Referencia nº 11

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 22:21
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Abril de 2022

Fiat 110 HP 1905 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 110 HP 1905 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

539ª – Fiat 110 HP 1905 Brumm

Fiat 110 HP Gordon Bennett 1905

E não é que nenhum dos Fiat tinha o nº5

A Copa Gordon Bennett foi idealizada por James Gordon Bennett  na primeira prova e pela primeira vez para identificar os seus países,  foi utilizado um código de cores, azul para a França, branco para a Alemanha, amarelo para a Bélgica, verde para a Grã-Bretanha e vermelho para os Estados Unidos e vermelho para a Itália.

Modelo real

Léon Théry, o vencedor da edição do ano anterior corrida, passou para o Automobile Club de France (ACF) a organização da corrida de 1905, VI Coupe Internationale, a 5 de Julho no Circuito de Auvergne, na França, com quatro voltas num circuito montanhoso de 137,35 km num total de 549,4 km

No total, 18 inscrições em nome de seis países, estiveram presentes

Os concorrentes partiram com um intervalo de cinco minutos cada um, e no final da primeira volta, o primeiro a passar foi Leon Thery, mas consultados os tempos o mais rápido era Vicenzo Lancia, que tinha patido em quarto, atrás de Clifford Earp e Camile Jenatzy, mas os tinha ultrapassado, pois foi o segundo a passar pela meta seguido de Felice Nazzarro e Alessandro Cagno eram o terceiro e o quarto classificado.

Jenatzy sofreu um acidente sem consequências, mas o carro ficou irrecuperável.

Lancia tentava se distanciar de Théry, mas um furo no radiador obriga o representante italiano, Vincenzo Lancia e o mais rápido nas duas primeiras voltas no seu FIAT, a abandonar na terceira volta

Entretanto, Arthur Duray apanhava os Fiat de Nazzarro e Cagno,

Duray liderava, mas passou o comando a Théry, com os italianos a pressioná-lo. O Richard-Brasier de 96 cv resistiu e acabou por ser novamente o vencedor em 7 horas, 2 minutos e 42 segundos, uma velocidade média de 77,98 km/h, ficando como o único piloto a ganhar duas corridas da Taça Gordon Bennett, em representação da França.

Os Fiat de Felice Nazzaro e Alessandro Cagno, terminaram em segundo e terceiro respectivamente, com Nazzaro a terminar quase 17 minutos atrás de Théry e Cagno a mais dois minutos atrás.

A melhor volta foi de Lancia em 1h 34m 57s

Fiat 100HP 1905 tem um motor de 16 litros e 100 HP a carroceria é em preto, com assento preto RHD, número de corrida 5. Possui rodas de artilharia marrom, com 3 pneus sobressalentes na traseira.

IMG_20220414_143004.jpg

IMG_20220414_143046.jpg

IMG_20220414_143134.jpg

IMG_20220414_143137.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brum

Série Revival

Referencia nº 10

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 22:11
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Abril de 2022

Fiat 75 HP Corsa 1904 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 75 HP Corsa 1904 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

533ª – Fiat 75 HP Corsa 1904 Brumm

Fiat 75 HP corsa - 1º Coppa Florio 1904 Vincenzo Lancia vencedor

 Modelo real

Dois dias depois da prova Paris Madrid em 1903, os governos de França e Espanha proibiram as corridas em estrada aberta.

Mas em Italia, na Sicília. no ano seguinte, a primeira edição da Coppa Florio, realizou no circuito de Brescia, a 4 de Setembro de 1904.

O empresário italiano e aristocrata siciliano, Vincenzo Florio, nascido em 1883, aos vinte anos, organizou seu primeiro evento de resistência automóvel em 1900, e.com seu nome em 1904, e mais tarde a Targa Florio em paralelo com a Coppa Florio, consideradas entre as corridas de estrada mais duras e difíceis da Europa.

O circuito era pelas estradas de montanha extremamente estreita e tortuosa nos arredores de Palermo, entre Brescia-Cremona-Mantova-Brescia, numa distância de 186.083 km feito em 2 voltas,

A Fiat com o Corsa de 75 cavalos de potência, estava equipado com um motor de quatro cilindros e catorze litros de cilindrada que lhe permitiria uma velocidade de 160Km/h, foi conduzido por Vincenzo Lancia, o piloto que mais tarde fundaria a Lancia Company.

O vencedor foi Vincenzo Lancia, depois de ter efectuado as duas voltas, 372.166 km, em 3h 12m 56s seguido de Georges Teste em Panhard 70 com 3h13m38.0 e o 3º classificado, o Conde Vincenzo Florio no Mercedes 60, em 3h18m09.2

Volta mais rápida foi de Georges Teste, embora isso não seja oficial, pois os tempos de volta não foram registrados oficialmente

IMG_20220408_143917.jpg

IMG_20220408_143925.jpg

IMG_20220408_143946.jpg

IMG_20220408_144103.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brumm

Série Revival Gold

Referencia nº r 9

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Março de 2022

Fiat Abarth Rali Internacional TAP 1974 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat Abarth Rali Internacional TAP 1974 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

503ª – Fiat 124 Abarth Rali 1974 Modelos 3J tranformado

Feito o Fiat Abath de 1975 pensei logo no do ano anterior onde o 124 terminou nos três primeiros lugares  

 Modelo real

Fiat 124 Abarth Rallye no Rali Internacional TAP 1974 Pilotado por Raffaele Pinto e Arnaldo Bernacchini

O velho modelo da Fiat foi apresentado no Salão de Turim em 1966 e que em 1969 recebeu uma nova grelha mas perdia a caixa de cinco velocidades ganhava nova vida.

Para entrar oficialmente nos ralis, a Fiat em 1971, adquire a Abarth e a sua equipa de fábrica, uma exigência do próprio Carlo Abarth.

Os engenheiros Ivo Colucci e Stefano Jacoponi foram decisivos para transformar o Fiat 124 num carro de rali imediatamente competitivo e a estreia oficial foi no Rali de Portugal, a 15 de outubro de 1972 com Alcide Paganelli “Nini Russo” no Fiat 124 Spyder 1800 onde foram 5º.

No ano seguinte somente Luís Netto /Manuel Coentro se classificaram no 4º lugar

Em 1974 foi o primeiro ano que contou para o Campeonato Mundial de ralis e marcar o ultimo ano do apoio da TAP só foi possível depois de a Argentina ter cedido gasolina para as provas automobilísticas da Fia.contou a presença de 125 inscritos, 51 deles estrangeiros.

A passagem dos concorrentes era é um espetáculo muito apreciado e o Marão era um dos mais apreciados por nós que nos deslocávamos em grupos para ver o Rali.   

No final das 36 classificativas e no final dos 2057 Km a Fiat obtém os três primeiros lugares, por intermedio de Rafaelle Pinto e Arnaldo Bernacchinni,  2º Alcide Paganelli e Nini Russo e em 3º Markku Alen e Ikka Kivimaki.

Modificação na miniatura

Desbastadas as entradas de ar frontais

IMG_20220309_175402.jpg

IMG_20220309_190838.jpg

IMG_20220309_190907.jpg

IMG_20220309_191301.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série

Referencia nº 9

Material – resina e metal branco

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:59
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Março de 2022

Fiat 500C Topolino 1949 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 500C Topolino 1949 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

501ª – Fiat 500C 1949/1955 Brumm

Uma nova carroçaria para o Fiat 500

 Modelo real

O Fiat 500C Topolino tem uma carroçaria reestilizada e o mesmo motor que o Modelo B,

No Salão Automóvel de Genebra a Fiat apresentou em 1949, a terceira série do 500 ‘Topolino’, o 500 C,  agora com uma carroceria totalmente moderna, com faróis integrados nos guarda-lamas dianteiros, grade horizontal, roda sobressalente e pneu reposicionados em um recesso especial na traseira e um porta-malas acessível a partir do banco do motorista. Incorporou até um aquecedor, algo que, observa ironicamente o catálogo da Coleção Quattroruote, “desperta a inveja de quem tem um 500 A ou B”. o 500 C continuava com a mesma engenharia simples, mas indestrutível, que sempre teve, incluindo o pequeno motor OHV de quatro cilindros.

Foi oferecido com a carroçaria de 2 portas, berlina e descapotável de 2 portas, carrinha de 3 portas e carrinha de 2 portas com a produção até 1955, aquando do aparecimento do Fiat 600.

IMG_20220307_165946.jpg

IMG_20220307_165951.jpg

IMG_20220307_170035.jpg

IMG_20220307_170253.jpg

Miniatura

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série Revival

Referencia nº R 12

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:53
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2022

Fiat 500 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 500 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

492ª – Fiat 500 1936 Prima Série Brumm

Brumm - Fiat - 500a Topolino Teto Metálico 1936

 Modelo real

O Fiat 500 foi desenvolvido pelo engenheiro italiano Dante Giacosa com o intuito de tornar os automóveis acessíveis ao maior número possível de pessoas, ficou conhecido por Topolino (ratinho, em italiano) era, como o próprio nome sugere, era um dos mais pequenos carros do mundo na época de sua produção,

Somente com dois assentos, uma distância entre eixos de 6½ pés estava equipado com um motor de quatro cilindros de apenas 569 cc de quatro cilindros, válvula lateral, refrigerado a água montado na frente do eixo dianteiro e 13 cv de potência, cuja velocidade máxima não ultrapassava os 85 km/h., e poderia atingir um consumo de combustível de cerca de 6 litros por 100 km de gasolina.

Foi produzido na antiga fábrica da Fiat de Lingotto, inaugurada em 1923, a fábrica da Fiat ainda hoje é admirada por sua modernidade e seu elegante desenvolvimento vertical. Na época, a solução de construir uma pista de testes na cobertura ganhou a admiração do arquiteto Le Corbusier. Mesmo antes de ser concluído, o edifício projetado como local de trabalho tornou-se o símbolo da florescente indústria italiana.

Semelhante, mas em ponto mais pequeno que o Fiat 1500 dessa época, em que foi um dos primeiros carros testados em túnel de vento, seguindo o Chrysler Airflow produzido um ano antes. O estilo aerodinâmico alcançou uma eficiência aerodinâmica inigualável antes em um carro de turismo

A forma do carro e a frente permitia um perfil aerodinâmico e uma visibilidade dianteira excepcional, proporcionada pelo radiador instalado na parte de trás do motor, ou a suspensão traseira de molas elípticas.

O preço do carro era inicialmente de 5.000 liras, mas o preço de lançamento foi de 9.750 liras o que mesmo assim permitiu que famílias que nem imaginavam ter um carro o pudessem comprar.

IMG_20220223_143445.jpg

IMG_20220223_144223.jpg

IMG_20220223_144625.jpg

Miniatura

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série Revival

Referencia nº 22

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2022

Fiat 501S Tipo Sport aberto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 501S Tipo Sport aberto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

487ª – Fiat 501S Tipo Sport 1919/1926 Rio

Nos anos 60, a Rio em Itália, inicia a produção de miniaturas como eles diziam no catálogo Rio “Automobili d`época per amatori # 1/43“ o que revela um público muito diferente dos dedicados as nossas brincadeiras.

Eram caros e o primeiro modelo que comprei em 1980 foi este Fiat sem porta do concutor. 

 Modelo real

Fiat 501S (Sport) e 501SS (Spider Sport). Com uma porta a frente e outra atras, para poder levar duas rodas suplentes ou então com 3 portas e sem a do conductor.

Torpedo Sport, Tourer, Roadster e Conversível

Afetada pelas consequências da Primeira Guerra Mundial e da Gripe Espanhola, a Europa e principalmente a Itália e reateava a sua economia e a Fiat apresentava o 501, um veículo inovador para famílias e desportistas.

O Torpedo Sport foi a tentativa de ver se havia algumdesejo pelo automobilismo entre seus clientes, foi projetado por Carlo Cavalli. Um desenho envolvente e apenas os para-lamas das rodas expostos, o carro parecia moderno. Os faróis elétricos foram montados em suportes separados. O carro apresentava uma porta no lado esquerdo dianteiro e no lado direito traseiro, ou então três portas sem porta para o condutor.

o interior, a Fiat com duas filas de assentos dava para até seis pessoas, mas apenas quatro podiam sentar-se confortavelmente no interior, nos bancos revestidos de couro.

O 501 S tinha um motor de 1,5 litro e uma transmissão manual de 4 velocidades numaa época em que as caixas de velocidades ainda eram de 3 velocidades, e  o movimento transmitidas às rodas traseiras através de uma corrente e um diferencial aberto.

Para a região montanhosa justificava as rodas de tamanho pequeno (730x130), um dos três oferecidos pela fábrica que dava ao carro melhor aceleração e mais potência em subidas, em detrimento da velocidade máxima.

O Fiat 501 nas versões S e SS foi produzido entre 1919 e 1926 num total de 69.618 unidades produzidas das quais do Tipo 501 S cerca de 2.600 unidades.

IMG_20220218_142703 (1).jpg

IMG_20220218_142709.jpg

IMG_20220218_142716 (1).jpg

IMG_20220218_142733.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Rio

Série

Referencia nº 3

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 19:32
link do post | comentar | favorito (1)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Fiat 519S 1823 - Um olhar...

. Fiat S 61Corsa 1908  - Um...

. Fiat 12 HP 1902 - Um olha...

.  Fiat S 74 Corsa Grand Pr...

. Fiat 110 HP 1905 - Um olh...

. Fiat 75 HP Corsa 1904 - U...

. Fiat Abarth Rali Internac...

. Fiat 500C Topolino 1949 -...

. Fiat 500 - Um olhar sobre...

. Fiat 501S Tipo Sport aber...

. Fiat Mephistopheles Eldri...

. Fiat F2 19hp GP deDiepe 1...

. Fiat 124 Spider Abarth Ra...

. Fiat 128 Coupé - Um olhar...

. Fiat 2300 S coupé Norev -...

. Icsunonove Dallara - Um o...

. Fiat 126 - Um olhar sobre...

. Fiat X1/9- Um olhar sobre...

. Fiat 124 Sport Coupé - Um...

. Fiat 1500 cabriolet - Um ...

. Fiat Nuova 500 que virou ...

. Fiat 525 N quase como o d...

. Fiat 1100 - Um olhar sobr...

. Fiat Abarth 2000 Pininfar...

. Siata Coupé Fiat 1500  - ...

. Fiat Balilla 1934 "Copa D...

. Fiat 3,5 HP 1899 - Um olh...

. Fiat 600 - Um olhar sobre...

. Jack's Demon dragster - U...

. Fiat 850 Spyder Bertone -...

. Fiat 850 Sport - Um olhar...

.arquivos

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub