Sexta-feira, 22 de Abril de 2022

Citroen DS curto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen DS curto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

547ª – Citroen DS 21 Norev transformado

Dois protótipos estreados no Rali TAP 1972

Citroen DS Proto Coupé Francisco Romaozinho

 Modelo real

O design desta parte traseira com formas coupé "fastback" deve-se às oficinas Pichon-Parat, O DS Prototype  foi equipado com uns alargamentos na frente permitindo a instalação de novas rodas de resina Michelin RR, preparadas para o SM

Francisco Romaozinho treinou o rali de Portugal no novo Citroen DS23 de grupo 2, mas para o Rali a Citroen entregou-lhe um DS Proto coupé do grupo 5, um protótipo aparentemente mais competitivo mas pouco experimentado e era o seu primeiro rali e Romãozinho também não estava habituado ao carro, sem contar com os problemas de juventude.

Entre os 122 participantes, em 11 de outubro de 1972, estavam então três Citroën oficiais, Bochnicek com um DS 21 grupo 2 e Björn Waldegaard ao volante também de um Citroen proto SM, também a estrear-se em competições.

Os participantes vindos de sete cidades chegaram a Bragança na manhã de 11 de outubro de 1972 as 11horas para 15 minutos depois partirem rumo a Ofir.  

Na segunda etapa Ofir - Estoril  Bochnicek, após sair da pista, classifica-se á em 92º e Waldegaard estava no 93º lugar devido a problemas de suspensão.

No 5º Etapa Porto Estoril Francisco Romãozinho recupera até´ ao 6º lugar. Entretanto os seus companheiros de 92º e 93´lugar ficando em terceiro e quarto lugar na especial. O português também reforçou-se com um magnífico 4º tempo na 5ª especial, Romãozinho abandona devido a um incidente eléctrico, a mesma causa que mais tarde provocou a desistência do austríaco Richard Bochnicek.

Somente 21 carros conseguiram terminar o Rally e a vitória foi para o BMW 2002 TI de Achin Warmbold e o SM protótipo de Björn terminou num honroso 3º lugar, o primeiro do grupo 5.

 Modificação na miniatura

A miniatura da Norev foi cortada logo a seguir à porta da frente e novamente um pouco antes da porta traseira.

Abertos os guarda-lamas traseiro e cortado o para-choques foi feita a traseira em barro plástico.

As rodas foram substituídas por umas da Norev.

IMG_20220422_150333 (1).jpg

IMG_20220422_150128.jpg

IMG_20220422_150137.jpg

IMG_20220422_150201.jpg

IMG_20220422_150220.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série Jet Car Metal

Referencia nº 356

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:52
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Março de 2022

 Citroen 11 cabriolet- Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Citroen 11 cabriolet- Um olhar sobre as minhas miniaturas

516ª –  Citroen 11cabriolet 1938 Eligor

A minha primeira miniatura da Eligor que incluía aquele pequeno catálogo que todos os modelos traziam, era fantástico.

Modelo real

O Citroen Traction Avant Conversível

A americana Cord já havia construído carros de tração dianteira há alguns anos, mas em número limitado e a preços muito elevados, chegou a vez da Europeia Citroen produzir os seus “traction avant”, um carro produzido em massa, acessível com a particularidade de ter a tração nas rodas dianteiras e de mudança de direção, era algo revolucionário na época

Além da carroceria de 4 portas e 4 portas aberto o carro também foi produzido como coupé de 2 portas e como conversível.

O Citroën 7 foi apresentado pela primeira vez com a carroceria berlina em Março de 1934 às principais concessionárias da marca. Foi secundada por outras versões entre elas chamadas pela Citroën de "faux-cabriolet" (falso cabriolet) (two-door hardtop coupe) (fixed-head coupé) e " roadster” descapotável. Projetado por um gênio, o escultor italiano Flaminio Bertoni, o Traction Avant (Front Wheel Drive) alcançaria sucesso mundial, mas infelizmente o fundador da empresa, André Citroën, não viveria para assistir ao seu lançamento. O “faux-cabriolet” oferece muito mais conforto do que é permitido pela natureza espartana da carroceria de um verdadeiro roadster. Na traseira acomoda dois passageiros quando a mala está aberta, o carro é muito atraente, pois combina as qualidades de corrida do modelo Traction com uma linha muito pura e todos os prazeres do automobilismo ao ar livre negado aos ocupantes das berlinas.

A versão 11B, que tem uma carroçaria mais larga, é particularmente atractiva pois as suas proporções são ainda mais elegantes e pode acomodar três pessoas no banco dianteiro

De acordo com Olivier de Serres, foram identificados cerca de 450 cabriolets Traction Avant sobreviventes de todos os tipos, onde os 11 B são os mais raros.

IMG_20220322_141504.jpg

IMG_20220322_141542.jpg

IMG_20220322_141610.jpg

IMG_20220322_141620.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Eligor

Série

Referencia nº 1001

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:34
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Março de 2022

Citroen 15 Six Arrastadeira - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen 15 Six Arrastadeira - Um olhar sobre as minhas miniaturas

508ª – Citroen 15 Six 1939 Solido  

O carro da minha professora da Escola Primária a D Gloria ainda na escola de Vila Nova de Baixo.

 Modelo real

O modelo 7 foi o primeiro e a sua denominação corresponde à sua potência. A Citroën aplicou o nome “Traction Avant” para o distinguir do modelo de tração traseira 7CV que ainda estava em produção

O 11 CV foi lançado em 1935 é mais comprido e largo que o 7CV, estava equipado com o motor de 1 911 cm3 do 7 Sport e apoios de motor "pausodyne".e caixa de 3 velocidades que lhe permitem atingir uma velocidade de 106 km/h

O Traction Avant, obrigou a demolir e reconstruir a fábrica em cinco meses, foram a ruína financeira da empresa. Nem a ajuda da Michelin em dezembro de 1934, apesar da ajuda da empresa Michelin, a Citroën pediu concordata e a Michelin, já a maior credora tornou-se no principal acionista. Em 1935, o fundador André Citroën morreu de câncer no estômago.

Em 1936, todos os carros Traction Avant foram equipados com direção de cremalheira e pinhão e a grade foi pintada em vez de cromada como anteriormente.

Um porta-malas de abertura externa foi instalado nas berlindas, enquanto até então o acesso ao porta-malas era feito de dentro do carro.

Em 1937, o 11 Légère tornou-se o 11 BL, enquanto o 11 tornou-se o 11B.

Em 1938, foi lançado um modelo de seis cilindros, o 15 Six - destinado a substituir o misterioso 22CV, entretanto abandonado.

O 11BL e o 11 B adquiriram 10 cv extras e tiveram o sufixo "Performance" anexado aos seus nomes em 1939. Uma versão comercial interna do 11B Performance também foi lançada em 1939 e compreendia a longa carroceria com distância entre eixos equipada com uma quinta porta na traseira, talvez o primeiro hatchback.

Em Setembro de 1939, a França declarou guerra à Alemanha e, em Junho de 1940, o exército alemão invadiu e ocupou rapidamente o norte da França, pelo que a produção praticamente parou, entre 1940 e 1946.

IMG_20220314_140943.jpg

IMG_20220314_140953.jpg

IMG_20220314_141029.jpg

Miniatura

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 20:20
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2022

Citroen Traction 15 six 1944 FFI - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Traction 15 six 1944 FFI - Um olhar sobre as minhas miniaturas

491ª – Citroen 15 Six 1939 Solido

Citroen Traction 15 six 1944 FFI

O Citroen conhecido em Portugal por Citroen Arrastadeira

Modelo real

O Citroen Traction Avant 1944 da FFI das Forces Françaises de l'interieur, um grupo de resistência francesa no final da guerra

As FFI Forces Françaises de l'Intérieur é a designação dos membros da Resistência francesa na fase final da Segunda Guerra Mundial.

A Resistência Francesa começou com várias organizações locais e construídas a volta de outras organizações  existentes, como sindicatos, comunidades de imigrantes ou grupos católicos.

O movimento francês livre de Charles de Gualle, com sede em Londres, trabalhou para trazer os grupos da Resistência para o seu próprio controle, chamando-os de Forces Françaises de l’Intérieur.

A marcação “FFI” foi pintada à pressa principalmente nos veículos pretos da “Préfecture de Police” que desempenhou um papel central em grande parte nos combates na capital francesa.

O 7, 11, 15 e 22cv é acima de tudo um mito, uma lenda, é carro da polícia, de bandidos, da Gestapo mas também da resistência.

IMG_20220222_134829.jpg

IMG_20220222_134852.jpg

IMG_20220222_134921.jpg

IMG_20220222_135116_1.jpg

Miniatura

Abres o capô para ver o motor.

Interior detalhado

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série Age d´or

Referencia nº 32-11/74

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:17
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Citroen LN - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen LN - Um olhar sobre as minhas miniaturas

460ª – Citroen LN Solido

Citroen ou Peugeot?

 Modelo real

Citroën LN (1976–1978)

O novo modelo da Citroen, o LN foi lançado no Salão de Paris em 1976 e colocado à venda em Julho, com a carroceria do Peugeot 104 Z, a versão curta do Peugeot 104, o LN, foi montado numa fábrica da Citroën e equipado com um motor Citroën.

A Peugeot tinha adquirido recentemente a Citroen e o LN contrastava fortemente com as garantias de que as duas marcas manteriam sua individualidade. O LN foi o primeiro "novo" Citroën, mas os puristas da Citroën não gostaram, pois além do motor, o carro era puro Peugeot. O LN tinha a carroceria do 104 Coupé e o motor do Citroën. O Citroen LNA era um Peugeot 104.

O Citroën LN (Hélène) e o Citroën LNA (Hélèna) continva a tradição de designar modelos da Citroen numa homenagem a deusas, evidenciada pela primeira vez no DS, que significa 'deusa' em francês.

A gama Citroen tinha o Visa, o CX mas ainda incluía o Ami e a Dyane, Mehari, bem como o venerável 2CV que ainda continuaria em produção e com montagem em Portugal.

O LN (Hélène) estava equipado com o econômico motor a gasolina de dois cilindros de 602 cc do Citroën 2CV. Os níveis de equipamentos eram baixos, mas os principais argumentos de venda do LN eram seu baixo preço e custos de operação.

Os níveis de equipamento eram mínimos, mas o LN vendeu bem graças ao seu baixo preço e idênticos custos de funcionamento.

O Citroën LN foi fabricado entre 1976 e 1978 e o sucessor Citroën LNA de 1978 a 1986.

IMG_20220122_142912.jpg

IMG_20220122_142951.jpg

IMG_20220122_143051 (1).jpg

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 72 – 3/78

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:24
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2021

Citroen Maserati SM Présidentielle aberto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Maserati SM Présidentielle aberto - Um olhar sobre as minhas miniaturas

438ª – Citroen SM presidencial 1972 Norev

Os SM presidenciais especiais construídos por Chapron para o Presidente Pompidou

Citroen Sm Maserati Cabriolet Open Presidential 1972

 Modelo real

Em 1971, o 'Élysée para substituir o Chambord conversível na garagem presidencial que datava de 1959 sugeriu á Citroën um carro presidencial, a qual, respondeu com quatro propostas baseadas no SM, um Landaulet, um salão com cobertura metálica incorporando um painel de abertura; e um cabriolet.

Escolhido o modelo foi seleccionada a carroçaria Chapron especializada na transformação de Citroen e que no Salão do Automóvel de Paris, em 1971, tinha apresentado a sua primeira transformação, o cabriolet do Citroen SM, o Mylord 80 000 francos, enquanto o SM normal 58 000 e quase tanto quanto como o Ferrari Daytona.

Encomendados dois exemplares exclusivos baseados no SM, versões alongadas, com 4 portas e descapotáveis, na cor Cinza antracite metalizado e com interiores em couro natural.

Os SM Présidentielle tinham 5,6 m de comprimento e pesavam 1.890 kg e, apesar do enorme aumento de peso, estavam equipados com o motor do SM V6.tinham uma caixa de velocidades e um sistema de arrefecimento específicos e que podiam ser acompanhados a pé.

Utilizadas pela primeira vez em Maio de 1972, durante a visita de estado à França da Rainha Elizabeth II do Reino Unido.

Posteriormente Chapron apresentou o Opéra de quatro portas, baseado no conversível presidencial.

IMG_20211231_141814.jpg

IMG_20211231_142140.jpg

IMG_20211231_142148.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série Jet Car Metal

Referencia nº 838

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:27
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2021

Citroen 2 CV - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen 2 CV - Um olhar sobre as minhas miniaturas

424ª – Citroen 2CV Norev

A versão com farois rectangulares

 Modelo real

A Michelin adquiriu a Citroen em 1935 e mandou fazer um inquérito para definir o preço, a velocidade e a capacidade para o projecto PTV (Tout Petip Voiture) no que se tornaria o lendário 2CV 

O Citroën 2CV, (deux chevaux) ou dois cavalos, em francês) é um automóvel da Citroën.

A sigla CV vem de "cheval fiscal" ou potência fiscal, uma unidade usada para taxar o veículo. Apesar de estar relacionada, entre outros fatores, à potência do motor, a sigla CV nesse caso, não expressa a potência real do motor.

Produzido entre 1948 e 1990, foi um dos modelos mais populares da marca, alcançando a incrível marca de 5 114 969 unidades produzidas, sendo 3 868 634 unidades da versão sedã e 1 246 335 da camionete.

A sigla CV que faz parte da denominação desse modelo vem de "cheval fiscal" ou potência fiscal, uma unidade usada para taxar o veículo. Apesar de estar relacionada, entre outros fatores, à potência do motor, a sigla CV nesse caso, não expressa a potência real do motor.

Apresentado em 8 de outubro de 1948 no Salão do Automóvel de Paris, com um motor bicilíndrico refrigerado a ar de 375 c.c. e uma potência de 9 CV. Já em seu primeiro aparecimento público, o automóvel causou ao mesmo tempo admiração e riso. Conta-se que um jornalista, ao ver pela primeira vez o Citroën 2CV, perguntou: "E onde está o abridor de latas?".

Os últimos modelos do 2CV foram produzidos em Mangualde, Portugal, no dia 27 de julho de 1990

IMG_20211217_135211.jpg

IMG_20211217_140013.jpg

IMG_20211217_140337.jpg

IMG_20211217_135917.jpg

 

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico rápidas.

Fabricante  Norev

Série Jet car Metal

Referencia nº M 643

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está encaixada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:12
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2021

Citroen DS 21- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen DS 21- Um olhar sobre as minhas miniaturas

422ª – Citroen DS 21 Norev

Citroen boca-de-sapo

 Modelo real

Citroen DS, o colmatar de 18 anos de desenvolvimento para o sucessor do Traction Avant,

Desenhado pelo escultor italiano e designer industrial Flaminio Bertoni e pelo engenheiro aeronáutico francês André Lefèbvre, o ID/DS ficou conhecido por sua carroceria aerodinâmica de design futurístico e pela tecnologia inovadora, que incluía uma suspensão hidropneumática.

No Salão de Automóvel de Paris em 1955 a Citroën apresentou o DS 19 Marcou uma época pelo seu design aerodinâmico e uma mão cheia de outras novidades que definiram o futuro da DS em termos de qualidade, luxo e tecnologia

O motor era uma evolução significativa em relação ao bloco herdado do Traction Avant, estando equipado com cambota de cinco apoios e sistema Bosch de injecção electrónica.

Nos primeiros 15 minutos do show, 743 pedidos foram recebidos, e os pedidos para o primeiro dia totalizaram 12.000. Durante os 10 dias do show, o DS recebeu 80.000 depósitos; um recorde que durou mais de 60 anos, [8] até ser eclipsado pelo Tesla Model 3, que recebeu 180.000 depósitos no primeiro dia em março de 2016.

O DS 19 substituiu o Citroen 11 Normal e um ano mais tarde foi apresentado o ID 19 para substituir o 11 l Legere.

O DS 21 é a versão extrapolada do DS 19 equipada com um motor de 2175cm3

Em 1967, foi reestilizado com a frente modificada, para a  adaptação dos faróis , onde agora estão os primeiros faróis direcionais, estes, os mais pequenos e interiores, giravam acoplados ao movimento da direção e, menos percetível, os maiores do lado de fora, giravam ligeiramente acoplados ao movimento da suspensão, mantendo assim a linha de luz relativamente fixa no horizonte, não subindo ou descendo com os movimentos do amortecimento.

Entre 1955 e 1975 foram produzidas 1.456.115 unidades do Citroën ID/DS.

IMG_20211214_143811.jpg

IMG_20211214_143830.jpg

IMG_20211214_144545.jpg

IMG_20211214_145242.jpg

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala e o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Norev

Série Jet Car Metal

Referencia nº 356

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 22:54
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021

Citroen Cx 2400 Break - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Cx 2400 Break - Um olhar sobre as minhas miniaturas

403ª – Citroen CX 2400 Break Solido

Uma grande e luxuosa carrinha

 Modelo real

20 anos depois a CX toma o lugar do DS no Salão de Paris de 1974 foi a apresentação pública do CX, um legítimo substituto para outros modelos de técnica avançada da Citroën e fabricado entre 1974 e 1991.

Em 1975 chega a carrinha, com 4,90 metros de comprimento e 3,09 m de entre eixos.

A partir da metade do vidro lateral traseiro, tinha o teto levemente mais alto. Diferente do sedã, trazia três bancos traseiros individuais rebatíveis e, como opcional, um terceiro banco inteiriço atrás deles, em um total de oito lugares. A área envidraçada era ótima e a capacidade de carga também. Impressionava pelo tamanho e espaço. A abertura da tampa traseira era ampla. Atraiu muito mais a clientela do interior do que a de Paris, justamente por seu gabarito pouco metropolitano. Por causa da suspensão, não se intimidava no fora-de-estrada.

Em 1977 o CX recebia duas novas motorizações. Uma que agradaria em cheio era a movida a diesel, o primeiro automóvel da marca a usar este combustível.

A Break CX Evasion foi apresentado em 1978 e fabricado pela Société Augereau Heuliez e distribuída pela Citroen, era um pouco maior na parte traseira e muito mais luxuosa e com tecto panorâmico.

A Coachbuilders Tissier colocou-lhe mais um eixo para um nicho de mercado para entrega de alta velocidade e conforto entre os continentes em poucos dias em vez de uma carrinha pesada.

IMG_20211126_135640.jpg

IMG_20211126_140004.jpg

IMG_20211126_140523.jpg

Miniatura

Levanta a mala.

Interior detalhado, mas só tem bancos a frente.

Com suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 65 – 4/78

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:47
link do post | comentar | favorito
Domingo, 31 de Outubro de 2021

Citroen Pop cross de Lisboa - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Pop cross de Lisboa - Um olhar sobre as minhas miniaturas

376ª – Citroen 2CV AZ Luxe Norev transformada

Pedro Meireles e António Dias Equipa FM -Sepesa 

 Modelo real

O nos terrenos anexos ao Hipódromo do Jamor realizou-se em 7 e 8 de Junho de 1975 a ultima prova pontuável para o Troféu Ibérico  de Pop cros em Portugal para 2cv e Dyane ou furgonetas  com duas categorias a primeira para  modelos com 373c.c. ou 425, e, a segunda para os modelos de 602c.c. com a presença de 5 furgonetas e uma Dyane, compreendia no sábado treios, eliminatórias,, finais de categoria  e super final e no Domingo a mesma dose sem treinos.

A Filinto Mota Sepsa era uma equipa de Pop cross com António Dias e Pedro meireles ao volante de um Citroen 2C de 602 c.c.

Modificação na miniatura

As portas traseiras foram cortas e os guarda lamas recortados e aberto as partes lateris do motor e capota retirada

O interior foi retirado e contruída a gaiola de protecção

IMG_20211031_155704.jpg

IMG_20211031_155848.jpg

IMG_20211031_173355.jpg

IMG_20211031_173501.jpg

 

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Norev

Série

Referencia nº

Material – Plastico

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:13
link do post | comentar | favorito (1)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Citroen DS curto - Um olh...

.  Citroen 11 cabriolet- Um...

. Citroen 15 Six Arrastadei...

. Citroen Traction 15 six 1...

. Citroen LN - Um olhar sob...

. Citroen Maserati SM Prési...

. Citroen 2 CV - Um olhar s...

. Citroen DS 21- Um olhar s...

. Citroen Cx 2400 Break - U...

. Citroen Pop cross de Lisb...

. Citroen Maserati - Um olh...

. Citroen GS Camargue Berto...

. Citroen 2CV Pop Cross - U...

. Citroen DS 19 curto - Um ...

. Citroen GS Solido - Um ol...

. Citroen B2 Táxi 1924 - Um...

. Citroen B2 1925 - Um olha...

.arquivos

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub