Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2023

Chevron B36 ROC - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B36 ROC - Um olhar sobre as minhas miniaturas

747ª – Chevron B36 Mini Racing

25 Chevron B36 #76-04 - ROC Chrysler-Simca L4 1994 cc S2.0 ROC - Société Yacco (F) Philippe Hesnault (F)/Bruno Sotty (F)/Daniel Laurent (F)

Modelo real

O Chevron B36 com chassi número 36-76-04 foi um dos primeiros carros a ser entregue à equipe de Fred Stalder, a Racing Organization Course (ROC), e equipado com o motor Chrysler Simca de 4 cilindros da ROC.

O carro participou de inúmeras corridas e em Le Mans, na sua 1º participação em Le Mans em 1976 teve o nº 27 - Chevron B36 ROC #76-04  e foi  pilotado por François Servanin (F)/Laurent Ferrier (F)  ocupou o  19º lugar (4:05.400), mas não terminou

Em 1979 o nº 28 - Chevron B36 ROC - Racing Organisation Course Chevron B36 # - ROC Chrysler-Simca L4 1996 cc N/A S2.0 foi piltado por  Albert Dufréne (F)/Bernard Verdier (F)/Noël del Bello (F) nos treinos foi  47º com (4:12.170)  para termeinar em 22º

Com as corres da La Pierre du Nord foi uma miniatura que também já tentei fazer e já descrita como a miniatura 505ª – Chevron B 23 Norev transformado que pode ser vista em: https://manueldinis.blogs.sapo.pt/chevron-b-36-um-olhar-sobre-as-minhas-1402876

Voltou em 1980 a Le Mans, e o nº 25 para os franceses Philippe Hesnault /Bruno Sotty /Daniel Laurent os corros de grupo 6 eram os favoritos acima de 2000cc mas os abaixo de 2 litros encontramos a habitual luta entre a Chevron e a Lola  com motores Ford e BMW

 A chuva voltou a aparecer pouco antes da partida e era tanta que todos se abrigaram até as nuvens negras desaparecerem com as novas regras os carros começaram a reabastecer entre as 16 e as 29 voltas

A chuva foi uma constante e os pilotos dos carros abertos deviam ter passado as passas do Algarve e no final um piloto construtor garante a vitoria pela primeira vez Jean Rondeau por sinal um carro fechado.  

 A Chevron com o habitual motor Chrysler garantiu a vitória em sua classe, apesar de ter ficado no 17º lugar seguido do Lola T298

Dois anos depois, ele venceu o Campeonato Francês do Grupo 6. E Jean-Claude Ferrarin, equipou-o um motor BMW de 4 cilindros e venceu novamente em 1984 no Campeonato Francês do Grupo 6.

Em 1987 a sua carroceria modificada para atender aos critérios de um carro Sthemo Grupo C pelo francês José Thibault equipou o seu B36 com um motor PRV de 3 litros e 6 cilindros da Talbot para as 24 Horas de Le Mans.

O carro de Thibault era um espécime especial em geral. Era o único B36 com carroceria fechada; todos os outros B36s eram Spyders abertos. Uma característica especial deste B36 eram as rodas dianteiras e traseiras cobertas.

Em 2007, Jean-Marie Belleteste restaurou e restaurou à sua condição original pelo especialista em veículos Vin Malkie - incluindo um novo motor Ford Cosworth BDG.

Modificação na miniatura

É uma miniatura da Mini Racing em metal

IMG_20230130_140136 (1).jpg

IMG_20230130_140154 (1).jpg

IMG_20230130_140248 (1).jpg

Depois de fotografado verifiquei que a tampa dos faróis dianteiros se tinha perdido e o espelho retrovisor ter entrado para o habitáculo

IMG_20230131_141231 (2).jpg

IMG_20230131_141250 (1).jpg

IMG_20230131_141324 (1).jpg

no dia seguinte...

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Mini Racing

Série Kit

Referencia nº 054preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:49
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Outubro de 2022

Chevron B 21 FVC John Bridges 1972- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 21 FVC John Bridges 1972- Um olhar sobre as minhas miniaturas

680ª - 3 J Portugal Chevron B 19/ 21 FVC John Bridges 1972

Chevron B19-71-007 Ford FVC 1971 Gr.6 Red Rose Racing J. Bridges

Modelo real

O B21 para a temporada de 1972 era a versão mais desenvolvida do B19, mas as equipas desenvolviam vários os esforços para os manter competitivos, vários exemplos foram posteriormente atualizados para a especificação B23

A Escudería Montjuich foi fundada por quatro catalães em meados dos anos 60: Enrique Coma-Cros (co-autor do livro "Ricart - Pegasus / A Paixão do Automóvel"), Felix Muñoz (conhecido como Pelé ), Jose Maria Juncadella e Juan Fernandez (ambos pilotos de corrida conhecidos).

O Chevron B21 John Bridges):pode ser o último Chevron  B19 a aparecer na Europa, B19-71-32 entregue novo aJohn Bridges, para pilotar em Jarama em 7 de novembro de 1971 com chassis e especificação para 1972, foi mantido pela Red Rose Racing como uma quarta entrada em 1972 e conduzido principalmente por Bridges em 1972, mas também por Niki Bosch, Paco Josa e John Watson em eventos europeus de 2 litros. No final da temporada de 1972, foi vendido para Bobby Howlings para em 1973 voltar a Vila Real onde é 4º com um Chevron B23 FVC.

O Chevron B 21 FVC no XIX Circuito Internacional de Vila Real 1972 pilotado por John Bridges da Red Rose Racing que continua com a associação á Escudería Montjuich patrocinado pela Tergal dispões de três Chevron B21 para John Bridges, José Maria Juncadella e Paco Josa com motores Cosworth FVC  1900cc preparados por Alan Smith enquanto o de Josa  é um 1700 cc preparado por Geof Richardson.  

No início a passagem era comandada por José Maria Juncadella (Chevron B 21), Vic Elford (Lola T 290), Carlos Gaspar (Lola T280), Peter Hanson (Chevron B 21), John Burton (Chevron B 21), John Bridges (Chevron B 21), Ernesto Neves (Lotus 62) e Roger Heavens (Chevron B 21)

Após a o abandono de Juncadella e Vic Elford, Carlos Gaspar é primeiro, seguido de Ernesto Neves, José Maria Juncadella e de John Bridges

No final o primeiro foi Claude Swietlic seguido de John Bridges

Curiosamente um Chevron com a mesma decoração pode ser visto este fim-de-semana a no festival do Estoril Classics 2022

IMG_20221010_182152.jpg

IMG_20221010_182451.jpg

IMG_20221010_183358.jpg

IMG_20221010_183927.jpg

IMG_20221010_132142.jpg

Modificação na miniatura

No Chevron da Modelos 3J foi refeita a traseira e os decalques pertencem a várias folhas da 3J

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série 2 litros

Referencia nº 3 preço 500$00

Material – bloco de resina e peças em metal branco.

Apresentado em caixa de cartão.

País – Portugal

 


publicado por dinis às 18:52
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Outubro de 2022

Chevron B 21 FVC  John Burton - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 21 FVC  John Burton - Um olhar sobre as minhas miniaturas

674ª - Chevron B 19/21 FVC  Modelos 3J

Chevron B21 #72-12A - Ford Cosworth FVC/Alan Smith L4 4v DOHC 1900 cc John Burton Circuito Internacional de Vila Real 1972

Para Derek Bennett o número 11 era azarado e o13 pelos​​clientes, e em 1972 o primeiro foi numerado 72-1, segui-se o 72-2, e progrediu normalmente até ao 72-10, mas em vez de 72-11, o décimo primeiro carro foi numerado 72-10 e depois de 72-12 veio 72-12A e depois 72-14, a Canon Cameras recebeu os 13º e 14º B21s, os números do chassi em seus carros eram 72-12A e 72-14.

Modelo real

A Canon Cameras era gerida por Ed Swartz que continuou a patrocinar uma equipe de dois carros de John Burton a Canon Cameras Racing no Campeonato de Carros Sport 2 litros em 1972. A equipe usou a última versão de 1900cc de Alan Smith do Cosworth FVC.

Burton era um dos corredores de 2 litros mais rápidos em 1972, mas seu Chevron B21 fazia os possíveis por acompanhar os Abarth-Osella de Arturo Merzerio ou o Chevron de Dieter Quester, com motor BMW.

Na abertura em Paul Ricard, Burton ficou em segundo na primeira corrida 1 e terminou em terceiro, mas abandonou na segunda enquanto lutava contra o eventual vencedor Gerard Larousse pela liderança.

Em Vallelunga, terminou em terceiro na bateria 1 e depois teve uma corrida incrível na bateria 2, depois que o pit stop inicial o deixou bem atrás. Ele carregou todo o caminho até o terceiro lugar e terminou a corrida nessa posição geral.

Burton se classificou na primeira fila em Salzburgring e venceu a corrida 1 com uma série de voltas empolgantes depois que o líder Quester perdeu algumas mudanças de marcha e deu uma abertura ao inglês. Burton então ficou em segundo lugar para Quester na corrida 2, o seu Cosworth FVC avariou.

Em Dijon, estava na primeira fila novamente atrás de Merzario e do Chevron B21 de John Hine, com motor Chevrolet, e terminou a corrida em quarto. Depois de ficar em terceiro lugar no grid mais uma vez em Silverstone, na primeira corrida Burton atrapalhou-se na largada, mas depois de outra excelente corrida, ficou em segundo lugar. Ele assumiu a liderança na corrida 2, mas a chuva entrou em sua eletricidade e ele perdeu muito tempo nos boxes, acabando por ser classificado em quinto.

Para a corrida de Sport, no XIX Circuito Internacional de Vila Real realizado a 9.7.1972 John Burton vai ter a companhia de Peter Habson, Roger Heavens e Peter Humble teem carros idênticos B21 enquanto John Gray utiliza um B19. Na segunda volta Carlos Gaspar comanda seguido de John Burtos e Peter Hansonperto do Final o Chebron de Burton fura nos bocados do Lola de Pasolini vai a box e Swietlick passa em rimei no final da corrida.

John Burton Canon Camera Team ficou em 2º no Campeonato Europeu de Carros Desportivos de 2 litros.

O Chevron B21 de 1972 (chassis 1-72-10) e foi recentemente restaurado na sua pintura original da Canon, o Cosworth BDG de dois litros foi reconstruído e encontra-se na Hemmings em Savannah, Geórgia por US $ 235 mil.

Modificação na miniatura

A parte traseira foi refeita e depois de pintada foram colocadas os decalques das folhas Modelos 3J

IMG_20221004_185007.jpg

IMG_20221004_182530.jpg

IMG_20221004_182542.jpg

IMG_20221004_182607.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série 2 Litros

Referencia nº3 preço 500$00

Material – bloco único de resina e outros elementos em metal

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:15
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Setembro de 2022

Chevron B 21 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 21 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

666ª – Chevron B19/21 Modelos 3J

Chevron B19 Ford Paul Ricard 1971 John Miles - Toine Hezmans

Modelo real

Em 1969, a Chevron apresentou o belíssimo Chevron B16 Coupe para as corridas do Grupo 5 que serviu de base para um novo modelo de carroçaria aberta, apelidada de B16 Spyder. A carroçaria leve e curto em alumínio, do B16S com um único lugar, estava equipado com um motor Cosworth de 1790 cc . A 20 de Setembro de 1970 Brian Redman vence em SPA prova do campeonato Europeu de Sport Car 2 litros seguido dos Lola T210s de Bonnier e Kauhsen.

Originou um dos mais populares modelos da Chevrom o B19 para a temporada de 1971, quando a Chevron lançou o B19, a versão de produção do B16 Spyder e substituiu os B16 coupé,

Tal como no B16, os B19s de produção apresentavam um chassis semelhante, tubular de estrutura espacial e um corpo construído com carroçaria de fibra de vidro e normalmente um motor Cosworth FVC de 1.800 cc. para cerca de 250 cv.

A estreia do Chevron B19 foi em Oulton Park a 20.3.1971 com John Bridges onde foi 2º.

Dobbie o proprietário da Denys Dobbie's “Dobbie Automobile Racing Team” (DART) adquiriu dois Chevron B19 o nº 74 Chevron B19 #71-05 - Ford Cosworth FVC L4 4v DOHC 1790 cc foi estreado na BOAC 1000 Quilómetros prova do World Championship Sports Car a 4.4.1971e pilotado por  John Miles (GB)/Graham Birrell (GB) onde foi 7º, 1º P 2.0 a 16 voltas do vencedor, enquanto o nº 74T Chevron B19 #71-06 - Ford Cosworth FVC L4 4v DOHC 1790 cc inscrito como carro de reserva, não alinhou     

.A 18.4.1971, na primeira prova do European 2-Litre Championship no Circuit Paul Ricard, Le Castellet em França, um circuito de 3.263 kms contou com a presença de 20 Chevron B19, 10 Lola T 210/212 inscritos, entre outros participantes.

John Miles ou Toine Hezmans foi o mais rápido com 1:18.500 e no final a Lola fez uma dobradinha com Marko / Jabouille Ford seguido de Vic Elford o terceiro classificado  oChevron B19.

O primeiro B19 foi visto em Vila Real, meses depois, pilotado por John Bamford.

Modificação na miniatura

É um Kit em resina da Modelos 3j, onde a folha de instruções era Plano Nº deixando de fornecer elementos históricos.

IMG_20220926_171014.jpg

IMG_20220926_171239.jpg

IMG_20220926_171319.jpg

IMG_20220926_171439.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série 2 Litros

Referencia nº3 preço 500$00

Material – bloco único de resina e outros elementos em metal

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 23:16
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Março de 2022

Chevron B 36 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 36 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

505ª – Chevron B 23 Norev transformado

O desejo de novos modelos diferentes e de competição levava-me à modificação das miniaturas

 Modelo real

A Chevron desenvolveu a sua série de spyders de competição em 1976 com o B36. Equipado com uma variedade de motores o B36 foi construído em aproximadamente 21 exemplares até 1978, embora o modelo continuasse em corrida de primeira linha até o final dos anos 80.

Muito competitivo durante a década de 1970, o Chevron resumiu o brilho da era dos efeitos solo à utilização de uma grande asa traseira e um divisor dianteiro para manter o monocoque revestido de fibra de vidro colado à pista. O B36 alcançou a vitória geral no Targa Florio de 1977, por intermedio de Raffaele Restivo (I)/Alfonso Merendino com motor BMW

Um dos três exemplares do Chevron entregues à Racing Organization Course (ROC), uma equipe francesa dirigida pelo ex-piloto de Fórmula 2 Fred Stalder. A ROC equipou os carros com motores de corrida Chrysler-Simca de quatro cilindros preparados em suas instalações em Le Bouchillons.

Nas 24 Horas de Le Mans em junho de 1976, o chassi no. B36-76-02 foi pilotado por Stalder, Albert Dufréne e Alain Flotard durante as 241 voltas antes da bomba de óleo partida forçar um abandono antecipado. Em Le Mans, um ano depois, a ROC voltou a correr o B36, e Michel Pignard e Dufréne terminaram em 6º na geral e 1º na classe, ficando em primeiro lugar no Índice de Eficiência. O Le Mans de 1978 o Chevron pilotado por Jacques Henry, Albert Dufrene e Max Cohen Olivar. abandonou à 18 hora com problemas no motor.

Modificação na miniatura

O modelo da Norev foi modificado na frente, guarda-lamas e o ailerom

IMG_20220311_152846.jpg

IMG_20220311_152902.jpg

IMG_20220311_152910.jpg

IMG_20220311_152919.jpg

Miniatura 

Interior detalhado

As rodas são da 3J.

Fabricante  Norev

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 20:08
link do post | comentar | favorito (1)
Sábado, 18 de Dezembro de 2021

Chevron B 23 de um ídolo de Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 23 de um ídolo de Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

425ª – Chevron B 23 Norev  Solido

Bagration na sua última corrida em Vila Real

Modelo real

Chevron B 23/73/9 Alan Smith FVC

A escuderia Montjuich /Tergal esteve em Vila Real no XX Circuito no ano de 1973 na prova de GT e Sport com dois carros um para Bagration e José Maria Juncadella com motores idênticos Jorge dispunha de um B23 enquanto José Maria dispunha de um B 21 transformado para B23.

Bagration terminoi em terceiro e Juncadella foi 7.

Modificação na miniatura

As cavas das rodas traseira foram alargadas com lata da pasta dos dentes.

Posteriormente foi decorada com decalques da Modelos 3J

IMG_20211218_231330.jpg

IMG_20211218_231824.jpg

IMG_20211218_231948.jpg

IMG_20211218_232225.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são da Modelos 3J

Fabricante  Norev

Série Jet car Metal

Referencia nº M 834

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:45
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Junho de 2021

Chevron B 23 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 23 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

238ª – Chevron B 23 Norev

Finalmente um Chevron em miniatura de um dos muitos protótipos que vinham a Vila Real e onde, na Electro Auto Ideal do Pinhão que agora tem lá e pela primeira vez os Norev.

Modelo real

Em Le Mans no ano de 1973, o Chevron B23 de Pierre Maublanc – Robert Mieusset utilizou um motor Schnitzer BMW e abandonou à 9ª hora devido aos problemas desenvolvidos no motor durante a corrida.

Os três Chevron abandonaram os outros dois que viriam a Vila Real também abandonaram.

A Schnitzer na Alemanha desenvolveu e começou a vender a sua própria Válvula M10 desenvolvida com base em motor 2 L disponível para o público para 1973 em 2 versões básicas: A versão 1 com Carboidratos para Rally Spec BMW e a versão 2 com Injeção de combustível para F2 ou Corrida de Carros Desportivos.

A própria BMW para 1974 o usou no seu novo motor para carro desportivo M12/ 7 F2 & 2 L começaram a filtrar-se em uso privado em 1974-Há uma maneira fácil de dizer qual dos 2 motores é qual o IF

Um olhar para o B23, a furo da entrada de ar de indução dos motores está no lado esquerdo do piloto LHS - Se tivesse sido equipado com o M12/ 7, o furo de ar para indução de motor teria estado nos conductor RHS

IMG_4174.JPG

IMG_4175.JPG

IMG_4176.JPG

IMG_4177.JPG

Miniatura

Uma miniatura patrocinada pela Norev

Abre o capô traseiro para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são de plástico e pouco de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série Jet car Metal

Referencia nº 834

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1973 a

 

 

 


publicado por dinis às 23:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Março de 2021

Chevron B 16 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Chevron B 16 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

138ª – Chevron GT B 16 Politoys

Um dos carros mais bonitos que estivem em Vila Real o mesmo não acontece na miniatura.

Modelo real

O Chevron  B16 fez sua estreia nos 500 km de Nürburgring nas mãos do piloto Brian Redman onde conquistou a pole, bem à frente dos Abarths anteriormente dominantes, que havia pulado a sessão final. Redman imediatamente assumiu a liderança e dominou a corrida para obter uma vitória de estreia, que se tornaria uma espécie de especialidade da Chevron.

Além dos modelos com motor FVC, os clientes também correram com os carros equipados com motores BMW e o motor rotativo Mazda.

Em Vila Real o azarado Ian Skiles 5º nos treinos teve de abandonar por rutura nos tanques de gasolina.

IMG_2486.JPG

IMG_2488.JPG

IMG_2492.JPG

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e capô.

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são rápidas.

Fabricante Politoys

Série M

Referencia nº 21

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em expositor plástico.

País - Itália  by Polistil

Anos de fabrico a by Polistil

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:19
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Chevron B36 ROC - Um olha...

. Chevron B 21 FVC John Bri...

. Chevron B 21 FVC  John Bu...

. Chevron B 21 - Um olhar s...

. Chevron B 36 - Um olhar s...

. Chevron B 23 de um ídolo ...

. Chevron B 23 - Um olhar s...

. Chevron B 16 - Um olhar s...

.arquivos

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub