Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Lola T290 #HU2, Vic Elford - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lola T290 #HU2, Vic Elford - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1096 Lola T 280 Vila Real 1972 Solido transformada

Lola T290 #HU2, Vic Elford

Modelo real

Prova - XIX Circuito internacional de Vila Real 1972

Piloto – Vic Elford

Entre os presentes no Circuito, circulava que a equipa Bonnier estava com dificuldades na fronteira de Fuentes de Onoro  e Vic Elford, Bragation, Mário Araujo Cabral não treinassem na sexta-feira e estivassem a ver os treinos na bancada...

A Ecurie Bonnier tinha uma estrela o motor experimental Chevrolet Veja preparado pela Cosworth com injecção Lucas e equipado com caixa de velocidades Hewland FG 400é um 2litros  enquanto o FVC-Ford  com 1900 c.c. com 200 cv  mas batido em resistência  pelos FVC  com menos 20, 30 cv  

Bonnier já tinha experimentado o motor e era agora a vez de Vic Elford o experimentar nos treinos  de sábado  que fez 3`29,24`` com a chva a falsear alguns dos resultados.

“Pam”, avariou o carro durante as voltas de reconhecimento e já não participou. A boa partida de Vic Elford com o Lola Chevy Cosworth T290 a sair do 16º lugar da grelha fez 11 ultrapassagem a concorrentes nos primeiros metros, passando já à frente na primeira volta, com a batedela do comandante José Maria Juncadella na curva da Salsicharia

O comando foi por pouco tempo, o motor do Lola não aguentou o esforço e o grande campeão inglês viu-se forçado a abandonar com apenas seis voltas cumpridas.

Modificação na miniatura

17588006_lvKq4.jpeg

17588007_ULsgH.jpeg

17588008_arjQt.jpeg

17588009_s8C9w.jpeg

17588011_TfAhs.jpeg

Modelo real

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 15

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França


publicado por dinis às 18:17
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Abril de 2024

Delahaye 135 M Spider  Bugatti - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Delahaye 135 M Spider  Bugatti - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1184ª – Delahaye 135 M Spider 1939 Solido

Não há dois sem três. ou seja as corres que uma miniatura podiam ter ao longo da sua produção.

Mas, também havia colecções de um determinada marca ou por vezes de um só modelo. Agora um Delahaye 135 M Spider  Bugatti, não pensei.

514ª – Delahaye 135 Figoni Falaschi Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/delahaye-135m-1939-um-olhar-sobre-as-1409179

873ª – Delahye 135M 1935  Guisval

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/1938-delahaye-135-coupe-des-alpes-um-1662704

1025ª – Delahaye – 135 M Spider  1939 Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/1772886.html

Emblemático da produção francesa

Modelo real

Além de automóveis, a empresa Delahaye produzia caminhões, caminhões, transportadores de encomendas para os correios, arados motorizados, carros de bombeiros e outros veículos comerciais e militares. Muitos dos veículos foram usados durante a Primeira Guerra Mundial

Projetado pelo engenheiro Jean François, lançaram dois emocionantes modelos Delahaye desportivos de 6 cilindros, ambos com motores push-rod ohv, suspensão dianteira independente, travões Bendix e caixas de velocidades sincronizadas ou Cotal; o Delahaye Coupe des Alpes de 3,2 litros tinha 110 cv e o Delahaye Type 135 de 3,5 litros 120 cv. Ambos eram capazes de atingir mais de 160 km / h na forma padrão, com variantes como o 135 Competition Speciale (135 CS), projetado especificamente para corridas. O 135 Sport e o 135 Coupe apresentavam um motor de 3,2 litros. O Sport produzia 96 cavalos de potência, enquanto o Coupe tinha 110 cavalos. 120 cavalos de potência foram produzidos pelo motor de 3,6 litros do Type 135 Competition. O motor do 135 CS era um motor simples operado por haste, emprestado do motor de caminhão Tipo 103 de 1927.

Um cabriolet Figoni & Falaschi  Delahaye Type 135 semelhante à apresentada no Salão Automóvel de Paris de 1935 e exibido no Concours d'Elegance de l'Auto foi entretanto vendido.

Vendido em 1946, teve a carroceria colocada num Bugatti Type 43 (chassi número 43308) para seu proprietário, Monsieur Bouvet, e o chassis original do Delahaye sido perdido logo após a troca da carroceria.

O Bugatti Delahaye cabriolet foi posteriormente vendido ao tenente-coronel Eric Richardson, da Califórnia, e residiu nos Estados Unidos pelos 39 anos seguintes.

Numa foto o Tenente-Coronel Eri Richardson aguarda a inspeção para o Golden Gate Concours d'Elégance em 1953.

O carro foi então exportado para a Inglaterra, onde a carroceria foi vendida a um novo proprietário que a modificou e modernizou incorretamente. Adquirido em 2000 e, após cinco anos de extensa pesquisa com uma equipa de especialistas na Europa, identificaram-no e restauraram-no como original.

IMG_20240429_182140.jpg

IMG_20240429_182204.jpg

IMG_20240429_182629.jpg

IMG_20240429_182632.jpg

IMG_20240429_182639.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série L ´Age d´or

Referencia nº 4048 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:54
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Abril de 2024

Bugatti 57C coupé longo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti 57C coupé longo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1180ª – Bugatti Atalante 57C Solido Transformado

Livro Jacques Conway Hugh e Greilsamer. Bugatti.

Bugatti 57C coupé Atalante de 1938 (chassis nº 57624, motor nº 448)

Modelo real

O Bugatti 57C coupé Atalante de 1938 com o chassis nº 57624, motor nº 448, era azul e preto, saiu da fábrica em dezembro de 1937 e ficou pronto em 28/01/1938.

Ele será exibido no Salão Automóvel de Genebra do mesmo ano, era azul e preto.

O motor é um 8 cilindros em linha de 3287 cc, duplo comando de válvulas no cabeçote e desenvolve, graças ao seu compressor, cerca de 160 CV. Com sua leve carroceria de alumínio, pode ir até 200 km/h!

Dos 685 Bugatti Type 57 construídos entre 1934 e 1939, apenas 34 cupês Atalantes foram fabricados no chassi 57 (com ou sem compressor) e 17 no chassi 57S (rebaixado).

A sua história é perfeitamente clara, teve a traseira modificada após um acidente e problemas na biela no final da década de 1950...

Recebeu o seu compressor em 1952, na fábrica da Bugatti que ainda existia.

 Participou até em ralis amadores no circuito de Le Mans.

Era azul e preto, e pintado de vermelho desde uma restauração em 1963.

Dos 685 Bugatti Type 57 construídos entre 1934 e 1939, apenas 34 cupês Atalantes foram fabricados no chassi 57 (com ou sem compressor) e 17 no chassi 57S (rebaixado).

O Bugatti 57C coupé Atalante de 1938 com o chassis nº 57624, motor nº 448, foi vendida durante o último salão Rétromobile (2018) pela Artcurial.

Modificação na miniatura

Depois de cortada a miniatura foi alargada e colada tendo a união sido feita com lata e tapado com barro plástico.

IMG_20240425_194859.jpg

IMG_20240425_194931.jpg

IMG_20240425_195146.jpg

IMG_20240425_195446.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº 88 579 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:29
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Abril de 2024

Triumph Spitfire - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Triumph Spitfire - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1179ª – Triumph Spitfire  Solido

Triumph Spitfire

335 ª – Triumph Spitfire Dinky Toys

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/triumph-spitfire-um-olhar-sobre-as-1342661

Modelo real

O Spitfire é o nome de um famoso caça britânico da Segunda Guerra Mundial e foi posteriormente aplicado ao Triumph  Spitfire da Standard-Triumph para competir no mercado de pequenos carros desportivos contra o Austin-Healey Sprite, um automóvel do mesmo grupo.

Giovanni Michelotti, projetou a carroçaria do Herald, onde as janelas de abertura contrastavam com o Sprite e o Midget, que usavam cortinas laterais e uma capota composta pelo capot e guarda lamas que se abriam para frente para acesso ao motor.

A introdução do Spitfire foi adiada pelos problemas financeiros da sua empresa no início dos anos 1960 e foi posteriormente anunciada logo após a Standard Triumph ter sido adquirida pela Leyland Motors. Enquanto avaliavam sua nova aquisição, os funcionários da Leyland encontraram o protótipo de Michelotti sob uma camada de poeira em um canto da fábrica e rapidamente o aprovaram para produção.

O design de produção mudou pouco em relação ao protótipo: o para-choque traseiro de largura total foi substituído por dois para-choques parciais curvados em cada canto, com overriders. Mecânica derivada do Herald,

A carroceria foi aparafusada ao chassi do Herald muito modificado, os trilhos externos e os estabilizadores traseiros foram removidos; com soleiras externas estruturais para fortalecer o design geral.

Apresentado em 1962 no London Motor Show com a sua posição baixa e profunda, proporcionava a sensação de emoção que os compradores procuravam, com mais de 45.000 Spitfire  vendidos durante a sua produção entre 1962-1964.

A segunda versão do Spitfire foi fabricada entre 1965-1967 foi uma pequena atualização do Mark I.

IMG_20240423_174143 - Cópia.jpg

IMG_20240423_174208 - Cópia (1).jpg

IMG_20240423_174156 - Cópia.jpg

IMG_20240423_174148 - Cópia.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante França

Série Sixties

Referencia nº 4539 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 21:32
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Março de 2024

Ford V8 Berline  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ford V8 Berline  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1137ª – Ford V8 Berline  1936 Solido 

Ford v8 berline family estate Ford Woodie Wagon Deluxe 1936

Com uma frente semelhante ao Ford Pickup, um modelo de quatro portas em forma de carrinha com uma porta traseira, foi-nos apresentado pela Solido.

Modelo real

Ford V8 De Luxe Fordor 1936

O contro de design da Ford, actualizou a carroçaria com uma grade pentagonal invertida com barras totalmente verticais sob um capot proeminente e três tiras laterais cromadas horizontais, apenas nos modelos DeLuxe.. Os comerciais daquele ano continuaram com a grade antiga e alteraram as rodas de aço prensado em vez das rodas de raios de arame

Economia com rentabilidade e performante era um pequeno carro de entregas feito no chassis de carro comercial com chassis de 112 polegadas para o comerciante onde os leds variam entre essas cargas e base de whell de 131 ½ polegadas. O Paneland sedan delivery tinha como espaço de carga de 82 polegadas, no chão, 51polegadas de largura e 51 ½ polegadas de altura. Também havia um modelo de entrega conhecido por painel de luxo. Panel Delivery um pequeno carro para o transporte de pessoas e mercadorias

Uma maneira de o amante de viagens aproveitar as vantagens da economia V-8, você economiza lá… no primeiro custo. E com o desempenho do V8 você pode obter um melhor serviço e novos negócios atraentes também.

A primeira coisa que você nota ao ver este Ford V8é a sua imponente grade cromada, para-choques ondulado e lindos faróis, é movido por um motor de 3,6 litros. Motor V8 com transmissão manual de 3 velocidades.

O Ford de passageiros os assentos estavam na área em frente ao eixo traseiro, criando espaço atrás do banco traseiro usual para um assento de terceira fila ou deixando uma grande área para bagagem e carga. as suas três filas de assentos.

IMG_20240309_144710.jpg

IMG_20240309_144714.jpg

IMG_20240309_144720.jpg

IMG_20240309_144724.jpg

IMG_20240309_144735.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº4159 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 16:57
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Março de 2024

Renault Dauphine 1093 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault Dauphine 1093 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1131ª – Renault Dauphine 1093 1962 Solido Renault    

Renault Dauphine 1093 Tour de Corse 1962 #30 - Pierre Orsini / Jean Canonici

No stand Renault na Avenida Marginal, encontrei esta miniatura da Renault Sport.

Modelo real

Em janeiro de 1960 Federação Internacional de Automobilismo, no famoso apêndice J, exige a produção de pelo menos 1.000 exemplares de um modelo, para competir na classe de “veículos de passageiros” a cada ano.

O departamento de competição da Renault, chefiado por François Landon, decidiu fabricar um Dauphine Gordini e com Autobleu estabeleceu as bases deste novo projeto.

Uma pré-série de 5 exemplares ficou pronta em 22 de novembro de 1961 e aprovadas pela FIA e entregues a clientes  no mês seguinte.

O 1093 retoma o acabamento do Dauphine em todos os sentidos e o carro atinge 143 km/h com forte aceleração.

Pintados de Réjane branco 305 para 1962, tornaram-se Valois cinza 617 em 1963. O painel e o volante também seguiram a evolução do Dauphine, marfim em 1962, depois preto em 1963.

O Renault 1093 também podia ter listras azuis percorrendo toda a carroceria com 2 tiras azuis de 25mm de largura com espaçamento de 72mm entre cada uma. Estas tiras autoadesivas reforçadas, foram entregues no porta-malas dianteiro e, portanto, não instaladas.

O motor de base para a preparação é o 670-05, em colaboração com a Autobleu e a Renault Compétitions a fazer algumas das modificações. Não é possível distinguir a olho nu um motor 1093 de um motor Gordini,.mas as modificações permitem extrair aproximadamente 55cv do motor especial 670-05. O coletor de escape é um Autobleu Veloce II feito de tubos de aço soldados. A carburação é confiada a um Solex 32 PAIA e o escape é idêntico às demais versões do Dauphine, apenas sua fixação foi modificada para caber na tubulação Autobleu.

No Tour de Corse de 1959 Pierre Orsini #43 no Renault Dauphine foi 1º.e no Tour de Corse Jean-Baptiste Canonici foi em 1961 com o nº #38 no Renault Dauphine Gordini ficou o 4 lugar.

14 Dauphine foram inscritos no 7º Tour de Corse em 1962, realizado em Dezembro de 1962, para numa prova com a extensão de 1.400 km por estradas estreitas, escorregadias pela chuva, cortadas no oceano, com 2.000 curvas impiedosas, na Córsega. 81 carros estiveram na partida para uma das mais intensas e talvez a mais seletivas provas, onde o oficial de justiça da cidade, Orsini impressionou durante o Tour de Corse 1962 ao volante de seu Renault Dauphine 1093. Ao fim de 26 horas seguidas de condução chega à Bastia como herói, sem ter sofrido a menor penalidade de tempo, que era o método de classificação da época.

23 concorrentes chegaram e 8 Renault Dauphine estiveram entre os 10 primeiros da classificação geral com  Pierre Orsini e o seu co-piloto Jean Canonici, os vencedores do Tour de Corse de 1962 ao volante do Renault Dauphine 1093 N°30.

IMG_20240304_180125.jpg

IMG_20240304_180129.jpg

IMG_20240304_180139.jpg

IMG_20240304_180246.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Reanult /Renault Sport

Referencia nº (P) 77 11 147 511 UV1 preço 2188$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:41
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2024

Mercedes Benz Argentino - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes Benz Argentino - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1083ª – Mercedes-Benz SSKL1931 Solido   

O 770ª - Mercedes-Benz SSKL1931 Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-sskl-1931-um-olhar-1517162

o 885ª – Mercedes-Benz SSKL 1931 Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-sskl-um-olhar-sobre-as-1674127

agora

o branco ou vermelho sem para-lamas

Mercedes-Benz SSK #14 C. Zatuszek. Corrida do Outono 1931, Argentina.

Modelo real

Mercedes-Benz SSK #14 vencedora Argentina Outono Raça 1931 C. Zatuszek

Carlos Zatuszek mecânico do exército na Primeira Guerra Mundial chegou em 1923 á Argentina, para começar a trabalhar na oficina automóvel de Luis Viglione, uma das mais importantes da cidade de Buenos Aires e onde também são preparados carros de corrida.

Os seus conhecimentos mecânicos são aplicados na preparação do carro de corrida de Ernesto H. Blanco, lhe pede para acompanhá-lo em algumas corridas.

Mais tarde abrem a própria oficina mecânica atendem todos os tipos de veículos, são especializados em automóveis Mercedes Benz, alguns dos quais modelos como o S e o SSK circulam pelas ruas de Buenos Aires.

Carlos Zatuszek, acompanhado pelo seu cunhado Juan Maczak, conseguiu a primeira vitória nas 12 Horas Standard, um dia depois de ter contraído casamento com a irmã.

O Mercedes com a qual venceu em La Tablada foi fornecida por Perico Ganduglia entusiasmado, decidiu adquirir outra unidade da mesma marca, mas do modelo SSK de 7.020 cc. de deslocamento, teve com primeiro proprietário Juan Malcom e vendido a Berndt, imediatamente o vendeu para Pedro Ganduglia.

Essa, por pressões familiares (“Você comprou O QUÊ!!? Filho, você vai se matar...” “Se você vai correr com isso, arrume outra mulher, eu vou embora.. ." etc. etc.) Ganduglia Percebeu que havia uma certa maré em sua família e emprestou o carro novo para Zatuszek correr as 500 Milhas de Rafaela e o Audax em Córdoba, terminando em 2º em Rafaela e 1º em Audax com o o enigmático Julio Berndt como co-piloto.

Equipado com motor de 6 cilindros com compressor, produzia 250 CV. Tinha válvulas suspensas e um virabrequim montado em 4 bancos. Zatuszek e Maczak conseguiram extrair um ótimo desempenho deste Mercedes.

Julio Berndt adquiriu o SSK, e com Carlos Zatuszek e o número 14, competiu no Prêmio Otoño da Argentina de 1931 12/04/193, corrida de 400 quilômetros que venceu a estabelecendo um novo recorde.

Construído em 1929 e com acabamento em vermelho, este SSK foi pilotado vitoriosamente por Carlos Zatuszek em uma série de corridas de longa distância na Argentina, até a prova em que faleceu em 8 de outubro de 1937.

Depois que Berndt e Zatuszek venderam o carro  Chassis #: 36246, foi restaurado e Carlos Zatuszek ficaria para sempre ligado aos SSK dos outros dois pilotos lendários do difícil SSK com  travões sempre escassos e estabilidade horrível, Hans Stuck (1900-1978) e Rudolf Caracciola (1901-1959).

Modificação na miniatura

Retirado os guarda lamas tipo bicicleta ficou á espra da uma solução de pintura.

IMG_20240115_142848.jpg

IMG_20240115_142935.jpg

IMG_20240115_143009.jpg

IMG_20240115_143449.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:06
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2023

Porsche 901- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 901- Um olhar sobre as minhas miniaturas

1056ª – Porsche 911 1964 Vitesse

Porsche 901

A minha homenagem ao primeiro Porsche 901

Modelo real

No Salão Automóvel de Frankfurt, ou melhor no Internationale Automobil-Ausstellungem Frankfurt, em setembro de 1963, foi  apresentado o sucessor do Porsche 356 como o Porsche 901.

Demorou vários meses até que os carros fossem fabricados para venda aos clientes.

A produção em série do 901 começou em 14 de setembro e 16 de novembro de 1964, 82 carros foram construídos e o 901 foi apresentado em outubro no Salão Automóvel de Paris de 1964.

N apresentação do veículo no Salão Automóvel de Paris, a Peugeot opôs -se à designação do modelo uma vez que a Peugeot patenteou uma designação de tipo de três dígitos com um zero no meio.

Assim, a Porsche renomeou o 901 como 911, número igual ao número de emergência nos EUA e, portanto, já era bem conhecida neste país. mercado-chave para a Porsche.

Entretanto 82 unidades do 901 foram produzidas antes da mudança de nome.

O logotipo “901” e os primeiros cartazes e panfletos impressos e as primeiras letras metálicas na traseira já foram perfuradas. Ferdinand Alexander Porsche transforma a necessidade em virtude e o momento de choque se transforma em triunfo. o “1” do nome. Que gesto simbólico. O zero se torna um. O 901 torna-se o 911.

A Porsche introduziu posteriormente nos carros de corrida, os números de Porsche Carrera 6 ou 906, Porsche 907, Porsche 908 e Porsche 909.

IMG_20240315_142033.jpg

IMG_20240315_142041.jpg

IMG_20240315_142049.jpg

IMG_20240315_182146.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº 330 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:29
link do post | comentar | favorito
Sábado, 2 de Dezembro de 2023

Talbot T23 Major - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot T23 Major - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1041ª – Talbot T23 Solido 

Talbot T23 Major Cabriolet 1938

Depois do baby, anos antes,

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/1433775.html

agora o major. Com pneus de banda branca.

Modelo real

1939 Talbot-Lago T23 Major Cabriolet

No seguimento da falência e desmembramento da sociedade anglo-francesa Sunbeam-Talbot-Darracq em 1935, a parte francesa foi comprada por Tony Lago, um empresário da indústria automobilística nascido em Veneza, mas que tinha construiu grande parte de sua carreira na indústria automobilística durante a década de 1920 na Inglaterra. O nome registrado da empresa que Lago agora possui era "Automobiles Talbot-Darracq S.A.", mas no mundo de língua inglesa é geralmente conhecido como "Talbot-Lago". Os próprios carros eram identificados em seu mercado doméstico simplesmente como Talbots, que era o emblema usado pelos produtos da empresa antecessora desde 1922, quando o sufixo "-Darracq" foi retirado dos nomes usados ​​para os carros na França.

1939 Talbot-Lago T23 Major Cabriolet

O T23 com taxa de 23cv fiscais foi um dos primeiros novos modelos introduzidos após a aquisição do fabricante francês Talbot de Suresnes pelo Major Anthony “Tony” Lago, dando origem à denominação Talbot-Lago.

Oferecido em três chassi com distância entre eixos diferentes, sendo o “Major” integrado entre o curto “Baby” e o longo “Master” com suspensão dianteira independente com suporte em X,

O Major com maior distância entre eixos de 3.200 mm era movido por um motor pushrod de seis cilindros com válvula suspensa e carburadores Solex duplos que podiam produzir 115 cv a 4.000 rpm.

Este cabriolet T23 Major está equipado com a caixa de câmbio pré-selecionada Wilson de quatro marchas, desenvolvida para competição, precursora da moderna transmissão com paddle shifts.

IMG_20231202_145723.jpg

IMG_20231202_142650.jpg

IMG_20231202_142744.jpg

IMG_20231202_142847.jpg

IMG_20231202_142910.jpg

IMG_20231202_143058.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº 4003 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:09
link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Novembro de 2023

Bugatti T 41 Royale - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti T 41 Royale - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1035ª – Bugatti T 41 Royale Solido     

Muitas vezes Jean Bugatti ainda pensei em fazer o Binder mas… acabei por o dar ao meu filho que o guardou. Anos mais tarde devolveu-mo com uma sugestão, e uma capota em cartolina.

Provavelmente uma simples capota, abrigava por vezes o chofer das intempéries.

Fez a capota e entregou-mo.

Obrigado, é mais um.

131ª – Bugatti 41 Royale 1930 Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-coupe-napoleon-um-1094005

510ª – Bugatti Royale T 41 T 41 1927 Rio

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-t-41-um-olhar-sobre-as-1406472

591ª – Bugatti 41 Royale 1930  Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-type-41-ou-royale-um-olhar-1459221

697ª - Bugatti Royale type 41 Torpédo 1926 châssis N° 41100 Mini Racing

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-prototipo-um-olhar-1545342

731ª - Bugatti Royale mod. 41 1929 Mini Racing

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-coupe-um-olhar-sobre-1564606

774ª – Bugatti Royale mod. 41 1929 Rio

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-um-olhar-sobre-as-1531459

806ª – Bugatti Royale Kellner Coupe Aurora Models

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-41-kellner-um-olhar-1622336

823ª - Bugatti Royale Coach Mini Racing

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-type-41-weyman-1929-um-1570849

939ª – Bugatti Royale Mod 411928 Rio

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-um-olhar-sobre-as-1719463

960ª – Bugatti Royale Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-um-olhar-sobre-as-1731867

988ª – Bugatti 41 Royale 1927-33 Rio

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-berline-um-olhar-sobre-1748628

Modelo real

Modificação na miniatura

A capota em cartolina foi, entretanto, substituída por um bocado de uma de um Rolls Royce Phanton III de 1939 da Solido

IMG_20240323_013120.jpg

IMG_20240323_193753.jpg

IMG_20240323_193813.jpg

IMG_20240323_193826.jpg

IMG_20240323_193856.jpg

Miniatura

Abre as portas, levanta o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série: Age d´or

Referencia nº 4036 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:18
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12

17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lola T290 #HU2, Vic Elfor...

. Delahaye 135 M Spider  Bu...

. Bugatti 57C coupé longo -...

. Triumph Spitfire - Um olh...

. Ford V8 Berline  - Um olh...

. Renault Dauphine 1093 - U...

. Mercedes Benz Argentino -...

. Porsche 901- Um olhar sob...

. Talbot T23 Major - Um olh...

. Bugatti T 41 Royale - Um ...

. Bugatti 57 S Atalante Cab...

. Delahaye 135 M 1939 nacio...

. Packard Super Eight 1937 ...

. Bugati T 57 Atalante - Um...

. Mercedes Benz SL da Diana...

. Matra Simca Tour de Franc...

. Jaguar SS 100 - Um olhar ...

. Mercedes Benz 190 E - Um ...

. Bugatti Atalante - Um olh...

. Mercedes Benz 190 Snobec ...

. Buick Super descapotável ...

. Jaguar SS 100 Réplica séc...

. Cadillac Seville - Um olh...

. Ferrari 512 Berlinetta Bo...

. Bentley Continental fecha...

. Bugatti Atalante Découvra...

. Ferrari GTO David Piper -...

. Porsche 944 - Um olhar so...

. Chevrolet Corvette Pace C...

. Rolls Royce Corniche - Um...

. Chevrolet Camaro 1983 - U...

. Bugatti Atalante azul - U...

. Packard Sedan 1935 - Um o...

. Mercedes Benz 190 16 S - ...

. Chevrolet Corvette C4 - U...

. Rolls-Royce  "Papal"  - U...

. Porsche 928 - Um olhar so...

. Opel GT 1900 - Um olhar s...

. Buick fastback 1950 - Um ...

. Renault 5 Turbo - Um olha...

. Ferrari 312 P - Um olhar ...

. Ferrari 312P Spyder - Um ...

. Cadillac Eldorado Biarrit...

. Ford Sierra XR4i - Um olh...

. Kodak Lola T290 Le Mans -...

. Bugatti 57 S aberto - Um ...

. Porsche 907 - Um olhar so...

. Lancia Stratos - Um olhar...

. Mercedes Benz 300 SL- Um ...

. Mercedes-Benz SSKL - Um o...

.arquivos

. Junho 2024

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub