Terça-feira, 27 de Junho de 2023

Buick fastback 1950 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Buick fastback 1950 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

920ª – Buick Sedanet Fastback Provence Mulage

Buick Sedanet Fastback 1950

Modelo real

O último Sedanet da GM

A Buick dispunha de uma variedade de estilos de carroceria, desde um sedam de quatro portas até um conversível, capota rígida de duas portas e uma carinha revestida de madeira real, e o Jetback Sedanet fastback de duas portas.

O estilo fastback surgiu América dos anos 1940 e inspirada na aerodinâmica, juntamente com alguma eficiência aerodinâmica real quando os estilistas adaptaram a forma de lágrima, arredondada na frente e afinando na parte traseira, baseados nos estudos realizada na Alemanha na década de 1930, mas não implementada em carros de produção.

Os estilistas da General Motors mostraram o seu talento nas carrocerias fastback na década de 1940 que  apareceu pela primeira vez no Buick de 1942 e continuada nos modelo de 1946 a 48.

Os fastbacks com menor capacidade de porta-malas devido ao formato do compartimento de passageiros se estreitava semelhante aos carros esportivos. tinham visivelmente menos espaço no porta-malas do que os sedãs equivalentes.

Buick Supers e Roadmasters ganharam novas carrocerias em 1949. O afunilamento da cauda do barco é mais extremo do que nas carrocerias mais antigas. A curva do teto é mais refinada, criando uma aparência mais leve e graciosa. As janelas laterais traseiras terminam em “dog-leg”, criando também uma aparência menos pesada. Tudo isso, exceto pelo formato da janela, rendeu menos espaço no porta-malas.

Este foi o último ano para os fastbacks da Buick, embora as carrocerias de 1950 tenham sido redesenhadas. A curva do teto é um pouco mais alta do que nos anos 49 e é mais arredondada no perfil longitudinal. As formas das janelas laterais traseiras revertem para o padrão de 1948. A abertura do porta-malas é menor que a versão '49.

A sua venda não foi o esperado e os fastbacks da GM terminaram a produção no início dos anos 1950.

Modificação na miniatura

Como é um Trans Kit somente vinha com a carroçaria da Provence Moulage que que obrigava a compra do modelo da Solido correspondente

IMG_20230627_183330.jpg

IMG_20230627_183438.jpg

IMG_20230627_183500.jpg

IMG_20230627_183532.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Provence Moulage / Solido

Série

Referencia nº preço

Material – Resina

Material da placa de base – plástico

A base está junta à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 22:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Fevereiro de 2023

Bugatti Type 55 Roadster - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Type 55 Roadster - Um olhar sobre as minhas miniaturas

804ª – Bugatti T 55 roadster Provence Moulage

Bugatti Type 55 Super Sport Roadster 1932 esteve na II Exposição de Miniaturas do CAVR na Garagem S. Cristóvão de 11 a 17 de Julho de 1988 e na exposição miniaturas Vila Real 1990 acivr Associação Comercial e Industrial de Vila Real

Modelo real

O Bugatti Type 55 é um carro desportivo uma versão de estrada do Type 51 Grand Prix.

A Bugatti, no final de 1931, anunciou o início da produção de uma versão de estrada do novo Type 55 Super Sport.

Ettore Bugatti e seu filho Jean trabalharam na sua criação onde estão presentes muitos designs antigos testados e comprovados, misturados na configuração no Type 55, o primeiro e único Bugatti de estrada a usar o motor superalimentado de 2,3 litros.

Jean desenhou uma carroceria deslumbrante para o novo modelo, um roadster que entrou para a história como uma das mais belas carrocerias onde a forma da carroceria é instantaneamente reconhecível, com as partes laterais sem portas e cortadas até os guarda-lamas, a influenciar a aparência de muitos outros depois dele. Até as rodas são surpreendentemente modernas.

O motor de 2,3 litros foi retirado do Tipo 51, mas foi instalado em um novo chassi com uma estrutura mais larga e mais forte, semelhante aos usados ​​no Tipo 45/47 de dezasseis cilindros e no Tipo 54 Grande Prêmio.

No período de produção, de 1932 a 1935, foram construídos 38 exemplares do Bugatti Type 55 Super Sport, com mais da metade no primeiro ano de produção.

Dos 38 modelos Super Sport fabricados de 1932 a 1935, 14  receberam a carroceria Jean Bugatti Roadster, dos quais três tiveram a carroceria original alterada.

Um Bugatti correspondente fica no Musee National de L'Automobile, na França, enquanto outro está no Revs Institute, na Flórida.

Projetado para clientes muito ricos, foi um verdadeiro supercarro com um peso de 800 quilos, e equipado de um motor de 2.262 cm3 e 145 cavalos de potência acelerava facilmente a 180 quilômetros por hora.

O Type 55 é movido por uma versão do motor DOHC de 8 cilindros em linha de 2,3 L (2262 cc/138 in³) do Type 51 com um supercharger do tipo Roots. Produz 130 hp (96 kW) a 5000 rpm. As diferenças em relação ao motor do Type 51 incluem a adição de uma bomba de gasolina mecânica AC acionada por árvore de cames e um supercharger modificado. A taxa de compressão também foi reduzida pelo uso de uma placa de compressão maior de 9 mm (0,3 pol.) (o Tipo 51 usava uma placa de 6 mm (0,2 pol.)).[2] A transmissão manual de 4 velocidades do carro veio do carro de turismo Tipo 49 e apresentava engrenagens de corte reto.

O carro também usava as rodas de alumínio de oito raios da Bugatti.

Modificação na miniatura

É um kit em metal e resina

IMG_20230307_142257.jpg

IMG_20230307_142300.jpg

IMG_20230307_142311.jpg

IMG_20230307_142324.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de metal e plástico de acordo com as originais.

Fabricante

Série Kit

Referencia nº preço

Material – Resina e zamac

Material da placa de base – resina

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:36
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Dezembro de 2022

Mazda 727C  Le Mans 1984- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mazda 727C  Le Mans 1984- Um olhar sobre as minhas miniaturas

751ª – Mazda 727 Le Mans 1984 Provence Moulage

Le Mans 1984 nº 87 - Mazda 727C #002 (Mooncraft) - - Mazda 13B Racing 2R 1308 cc Rotary C2 Mazdaspeed Co. Ltd. (J) Jean-Michel Martin (B)/David Kennedy (IRL)/Philippe Martin (B)

Modelo real

Em 1981 a Mazda vai a Le Mans na classe IMSA-GTU, com os RX-7 253s de 'cauda longa' e motor 13B para voltarem novamente em 1982, e terminarem em 14º lugar geral.

Entretanto a equipe Mazda Auto Tokyo de Takayoshi Ohashi passou Mazdaspeed e como subsidiária da Mazda, idealizou um carro especificamente para Le Mans, para competir na nova classe Júnior do Grupo C.

O Mazda 717C pesava 800 kg e era movido por um motor rotativo 13B de 310 cv, enquanto as saliências das rodas traseiras cobertas ajudavam a reduzir o arrasto, dando-lhe um escorregadio coeficiente de arrasto de 0,27 cd.

A estreia foi em 1983 nos 1000 Km Silverstone onde abandonou mas, nas 24 horas de Le Mans, 0 Mazda 717 C foi  pilotado por Terada/Yorino/Katayama foi o primeiro protótipo a cruzar a linha de chegada na classe Júnior do Grupo C, em 12º lugar geral. e Soper/Weaver/Allam a terminaram a corrida em 18º lugar.

A Mazda desenvolveu ainda mais o design do Grupo C2 ao apresentar o 727C, utilizando o mesmo chassi construído pela Mooncraft e motor 13B de rotor duplo, agora com as rodas traseiras abertas, era uma versão atualizada do Mazda 717C de 1983

Dois carros foram inscritos para Le Mans o 86 - Mazda 727C #001 (Mooncraft) - Mazda 13B Racing 2R 1308 cc Rotary C2 Pierre Dieudonné (B)Yojiro Terada (J)/Takashi Yorino (J) nos treinos terem obtido o 32º lugar com 3:47.600

O nº 87 - Mazda 727C #002 (Mooncraft) - Mazdaspeed Co. Ltd. Mazda 13B Racing 2R 1308 cc Rotary C2 Jean-Michel Martin (B)/David Kennedy (IRL)/Philippe Martin (B) quando obtiveram o 42º lugar com  3:58.430.

Os Mazda 727Cs tinhas do seu lado os Lola chassis C2 também movidos pelo mesmo rotor duplo 13B dos 727C, os Lola-Mazda eram apoiadas pela BF Goodrich que experimentava os novos pneus radiais experimentais do patrocinador.

Por vezes, a multidão foi presenteada com a visão e o som de um quarteto de carros rotativos correndo juntos e no fim da prova os quatro motores Mazda tiveram bandeira quadriculada, com o número 68, o Lola-Mazda a cruzar a meta em 10º lugar geral e a conquista da vitória na classe C2.

O Mazda 727C com o nº87 foi o melhor classificado ao ser quarto e na geral 15º a 68 voltas do vencedor, à média de 165,129km/h e o nº 86, o sexto no Grupo C2.

Em 1985 foi substituído pelo Mazda 737C também de rotor duplo na classe do Grupo C2. O carro número 85 tinha uma linha de pilotos totalmente japonesa e ficou em terceiro na classe.

Modificação na miniatura

É um Kit da Provence Moulage muito completo e bem acabado.

IMG_20230203_140006.jpg

IMG_20230203_140048.jpg

IMG_20230203_140201.jpg

IMG_20230203_140313.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Provence Moulage

Série Kit

Referencia nº preço 5100$00

Material – resina

Material da placa de base – resina

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:09
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Novembro de 2022

Peugeot Quasar - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Peugeot Quasar - Um olhar sobre as minhas miniaturas

709ª –Peugeot 205 T16 Quasar Provence Moulage 

A minha primeira miniatura da Provence Moulage 

 

Modelo real

O Peugeot Quasar é um protótipo desenvolvido pela Peugeot, mostrado no Salão Automóvel de Paris em 1984 algumas hora apos a vitória de Vatanen no Rallye de San-Reno

Projetado por Gérard Welter, encontramos a pequena grelha do Peugeot 205 que por sua vez se inspirou em esboços de Eric Berthet e Paul Bracq a terminar os interiores. Welter e Bracq foram os responsáveis ​​pelo 205 original

O trabalho foi realizado no centro de destilo da Peugeot, em "La Garenne", na França, onde foi criado um biplace com motor central traseiro e carroceria em fibra de carbono e Kevlar, materiais pouco utilizados naquela época.

A impressionante carroceria do Peugeot Quasar, tem a traseira quase completamente exposta, encontramos a estrutura do Peugeot 205 T16 e seu sistema de tração integral,

o motor é um 1775cc com dois turbos e um intercooler, que gira em torno de 600 cv e 420 Nm de torque.. As suspensões, entretanto, derivam da Fórmula 1.

A caixa de é de 5 velocidades e tração nas quatro rodas, com controle eletrônico com 40% da tração na dianteira e 60% na traseira,

O chassis era baseado no do Peugeot 205 T16 de Rali suspensão é independente por braços sobrepostos,

O cockpit futurista aéreo e arejado, inspirado nos aviões de combate, com o para-brisa a inicia-se perto do eixo dianteiro, com portas do tipo tesoura.

Na cor vermelha do habitáculo encontramos a instrumentação digital típica dos anos 80 e no centro do tablier, um ecrã de vídeo CRT apresentava mapas, mensagens de aviso ou ainda tornava possível consultar o teletexto ou receber mensagens telex através da ligação sem fios, e sistema de som feito pela japonesa Clarion.

É um automóvel totalmente funcional que se encontra no Peugeot Adventure Museum.

Modificação na miniatura

 Kit da Provence Moulage já com peças fotodecoué

IMG_20230104_143425.jpg

IMG_20230104_143439.jpg

IMG_20230104_143447.jpg

IMG_20230104_143501.jpg

IMG_20230104_143529.jpg

Durante a sessão fotográfica a camara mudou-se para ful e saiu o limpara para brisas.

Miniatura

Provence Moulage foi criada em 1982 por dois amante doas miniaturas M. Varvier et Vaublank quando se associaram.

Vaublank tinha aberto a casa XVM em Marselha e Varvier era colecionador e correspondente da revista Suíça Ma Colection  

A origem da Provence Moulage está na produção de MRF para fabricar para a XVM os 203 cabrioler  e coupés para Varvier

O Citroen 15cv Langenthal foi o primeiro modelo da serie “Style Retro 43” na impossibilidade de realizar os seus projectos confia as maquetes aos talentosos maquetistas Brauer (275 GTS e GTB Fadini (Corvete) ou Devos (Citroen 15 cv decouvarble)

As primeira copias foram em araldite

Vaublank tinha aberto a casa XVM em Marselha e Varvier era colecionador e correspondente da revista Suíça Ma Colection  

A origem da Provence Moulage está na produção de MRF para fabricar para a XVM os 203 cabrioler  e coupés para Varvier

O Citroen 15cv Langenthal foi o primeiro modelo da serie “Style Retro 43” na impossibilidade de realizar os seus projectos confia as maquetes aos talentosos maquetistas Brauer (275 GTS e GTB Fadini (Corvete) ou Devos (Citroen 15 cv decouvarble)

Vaublank tinha aberto a casa XVM em Marselha e Varvier era colecionador e correspondente da revista Suíça Ma Colection  

A origem da Provence Moulage está na produção de MRF para fabricar para a XVM os 203 cabrioler  e coupés para Varvier

O Citroen 15cv Langenthal foi o primeiro modelo da serie “Style Retro 43” na impossibilidade de realizar os seus projectos confia as maquetes aos talentosos maquetistas Brauer (275 GTS e GTB Fadini (Corvete) ou Devos (Citroen 15 cv decouvarble)

As primeira copias foram em araldite

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Provence Moulage

Série Kit

Referencia nº preço

Material – resina

Material da placa de base – resina

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Buick fastback 1950 - Um ...

. Bugatti Type 55 Roadster ...

. Mazda 727C  Le Mans 1984-...

. Peugeot Quasar - Um olhar...

.arquivos

. Junho 2024

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub