Sexta-feira, 7 de Junho de 2024

Williams Renault FW 19 1997 RBA  F1- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Williams Renault FW 19 1997 RBA  F1- Um olhar sobre as minhas miniaturas

1206ª – Williams Renault FW 19 1997 RBA 

Williams Renault FW 19 1997 RBA Grand Prix – Mitos da Fórmula 1

O Williams Renault FW19 #3 Jacques Villeneuve World Champion 1997 tinha este autocolante R.?

O canadiano Villeneuve Rothmans utilizou esta designação  no Williams Renault FW19, durante o Grande Prêmio da Inglaterra de 1997, a 9ª rodada da temporada do Campeonato FIA de Fórmula 1, no Circuito de Silverstone, de 13 a 15 de julho de 1997 em Silverstone, Reino Unido

 

Modelo real

No inicio de 1997 a Renault anunciou que o seu RS9V10 era o ultimo motor oficial da década de 90.

A isto, Frank Williams, teve de lidar com o abandono de Adrian Newey o eu principal perito em aerodinâmica depois de ter desenhado o o FW 19 que ao longo da temporada sofreu alterações  nos trapézios da suspensão traseira , introduzido um novo sistema eletrónico de equilíbrio dos travões  e criou-se um novo chassis mais largo entre vias  estreado na Áustria  o motrr teve uma evolução da Renault de modo a obter maior potencia.

Os Williams Renaults fecharam a primeira fila do grid com Jacques à frente de Frentzen, depois que a dupla desbancou a McLaren de Mika Hakkinen nos momentos finais da qualificação. No entanto, Frentzen iria parar na volta de desfile e posteriormente seria forçado a alinhar em último lugar, um obstáculo do qual nunca se recuperou depois de ser derrubado por Tyrrell de Jos Verstappen na primeira volta em Becketts. Enquanto isso, Villeneuve liderou desde o primeiro lugar e junto com Schumacher se afastou do pelotão perseguidor na primeira passagem. Infelizmente, um pit stop de 33 segundos após um atraso na porca da roda traseira esquerda deixou o canadense para o 7º lugar, dando a Schumacher a liderança. Mais tarde, Villeneuve ultrapassaria Coulthard e os Benettons de 1 parada em sua estratégia de 2 paradas que, combinada com a aposentadoria de Irvine, o promoveram ao 3º lugar. Este ficou em segundo lugar após a saída de Schumacher da liderança. Nas voltas finais, Villeneuve rapidamente se aproximou da McLaren de Hakkinen antes que o motor Mercedes dos finlandeses explodisse na curva Club na volta 53 de 59, dando assim à Williams F1 sua 100ª vitória na Fórmula 1 no mesmo local de sua primeira vitória em Silverstone em 1979.

IMG_20240606_230743.jpg

IMG_20240606_230757.jpg

IMG_20240606_230815.jpg

IMG_20240606_230852.jpg

IMG_20240606_230936.jpg

IMG_20240606_231811 - Cópia.jpg

IMG_20240606_232454.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante IXO, RBA Collectibles,

Série Grand Prix – Mitos da Fórmula 1

Referencia nº 18 preço 1595$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

 


publicado por dinis às 18:24
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Abril de 2024

A última vitoria da Ligier - Um olhar sobre as minhas miniaturas

A última vitoria da Ligier - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1178ª – Parmalat Mugem Js Onyx Semanário  

Da série um para o Pai, outro para o Filho.

Nené, é último da Colecção, qual deles vai para a tua colecção. 

Leia o Semanário ao volante de um F1.

Ligier JS 43 Mugen Honda 1996

Modelo real

Na Ligier, Tom Walkinshaw que fazia parte da sociedade com Flavio Briatore e Guy Ligier vende 35% das suas ações para um grupo de empresas francesas, que pretendiam nacionalizar a escuderia com a ajuda do governo Francês, com a Ligier a ter durante 20 temporadas, a SEITA (Service Exploitation Industrielles des Tabacs) trocou o lugar da Gitanes pela Gauloises.

Os pilotos eram Olivier Panis e o Brasileiro Pedro Paulo Diniz que contavam com os motores Mugen-Honda na nova versão com mais potência e com o Chassi JS43, desenvolvido por André Cortanze na Direcção técnica, Frank Dernie  no projeto e Loic Bigeois para a aerodinâmica.

Na partida do GP de Mônaco sobre chuva já ficavam 5 pilotos (Fisichella, Lamy, Verstappen, Schumacher e Barrichello) todos envolvidos em rodadas e acidentes, Panis estava em 12º e Diniz em 16º. O piloto Brasileiro subiu duas posições devido aos abandonos de Rosset e Katayama, mas na 6ª Volta Diniz abandona a corrida com problemas na transmissão.

Panis aos poucos, começava a subir na classificação, e na 30ª volta Panis já estava em 4ºlugar e a partir dai a sorte sorriu para o piloto Francês.

Na 41ª volta o líder Damon Hill teve problemas de motor e deixou a liderança agora com Alesi da Benetton e  Panis era o segundo.

Alesi. na volta 61, abandona com problemas de suspensão. Panis passou para a liderança,

As últimas 14 voltas foram de tensão, com o Escocês David Coulthard da Mclaren se aproximando do piloto Francês que não sentiu a pressão e levou o carro número até o final. Vencendo pela primeira vez na sua carreira e encerrando o jejum de quase 15 anos sem vitória da Ligier no GP do Canadá de 1981 com Jacques Laffite

Guy Ligier que conquistava a 9ª vitória na sua história e também a última da equipe na Fórmula 1

Na última etapa na Europa, eu vi, foi no Estoril com Panis a sair em 15ºlugar e a terminou em 10ºlugar, Diniz largou em 18ºlugar e rodou deixando a prova na 47ªVolta. Encerrando a temporada no Japão o que seria a última prova da história da equipe francesa na Formula 1. Olivier Panis largou do 12ºlugar e terminou a corrida em 7ºlugar, Diniz largou em 16º e abandonou na 14ªvolta.

438196379_1102275080888699_9184441833397506323_n.jpg

438231761_2374933442700063_2418251304306422740_n.jpg

438245619_806286411022698_4230781298610254043_n.jpg

438267458_1261741858115489_4715333528890825630_n.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Omyx

Série Colecção Semanário

Referencia nº 291 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 00:10
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Abril de 2024

Branco no início e vermelho no final - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Branco no início e vermelho no final - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1177ª – Footwork Arrows Hart FA 17 1996 Onyx Semanário

Leia o Semanário ao volante de um F1

Arrows Footwork FA17 1996 testes no Estoril

Uma equipa com os carros em branco no início do campeonato e no final, em Vermelho

Modelo real

O Footwork FA17 usado pela equipe Footwork na temporada de Fórmula 1 de 1996 foi projetado por Alan Jenkins e Dave Amey.

Alan Jenkins saiu no início para a Stewart e foi substituído por Frank Dernie, vindo da Ligier com Walkinshaw.

O carro era movido por motor Hart V8 desenvolvido com 680 cv mas a sem desenvolvimento, a falta de potência do motor Hart V8 e Brian Hart a planear construir um V10, dificultado pelo contrato dos testes da equipa com a Bridgestone e correr com Goodyear.

O Footwork FA17 competiu no Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1996, pilotado pelo holandês Jos Verstappen, que veio da Simtek, e o brasileiro Ricardo Rosset, vindo da Fórmula 3000.

Durante a preparação dos automóveis de corrida, era frequente testarem no Estoril onde se podia ver as suas equipas e pilotos favoritos testarem, muitas vezes o acesso às bancadas, sobretudo as Bancadas A e B na da recta da meta, e a H, a da Parabólica Exterior como era conhecida na altura e desde 1994 Parabólica Ayrton Senna, eram livres.

Jos Verstappen em Fevereiro de 1996 veio ao Estoril com o Footwork Hart para os testes de Fórmula 1.

Nos três primeiras Grandes Prémios os Arrows Footwork FA17 correram nas cores branca e vermelha com o patrocínio da Philips Stereos e terminada a colaboração operacional com a Ligier e a TWR de Tom Walkinshaw

No Grande Prêmio da Europa em Nurburgring, a pintura foi alterada para vermelho e azul quando Tom Walkinshaw transferiu a Power Horse e alguns patrocínios da Parmalat da Ligier para a Arrows, além de atrair dinheiro da Castrol.

Na antepenúltima prova, no Estoril em 22 de setembro de 1996 Jos Verstappen pilota o #17 Footwork Hart Footwork FA17 Hart V8 durante o Grande Prêmio de Portugal de Fórmula 1.

Ricardo Rosset foi 14º e Jos Verstappen abandonou com problemas no motor

No final da temporada obtiverem 1 ponto e no campeonato 9º e nenhum dos pilotos contratado em 1997.

Tony B. era motorista da equipe Williams F1 e tornou-se dono do show car de F1. originalmente com as cores da Williams F1 reconstruído como Footwork Arrows FA17. Tony abriu sua própria empresa de eventos e alugava o show car de F1 também como simulador. No final dos anos 90 ele nos contou que a Ferrari alugou o carro de sua empresa e ele estava em exibição no GP de Monza “Paddock Club”, então foi pintado e vestido como um carro Ferrari F1.

IMG_20240419_010749.jpg

IMG_20240419_010801.jpg

IMG_20240419_010844.jpg

IMG_20240419_010922.jpg

IMG_20240419_010936.jpg

IMG_20240419_011135.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série Colecção Semanário

Referencia nº 283 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:05
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Abril de 2024

Minardi Ford M195B - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Minardi Ford M195B - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1176ª – Minardi Ford M195B 1995 278

Leia o Semanário ao volante de um F1

Da série um para o pai, outro para o Filho.

O segundo Minardi de Pedro Lamy

Modelo real

Para a época de 1995 Giancarlo Minardi não pode projetar um novo carro, assim a situação financeira da equipa o ditava, com o M195 a ser uma versão revista por Gabriele Tredozi, Mauro Gennari e Mariano Alperin

A principal diferença visível sendo as laterais mais altas do cockpit, de acordo com as novas regras de segurança do piloto.

No Estoril a 14 de Fevereiro foi a apresentação do Minardi M195B nas boxes do circuito do Estoril com os pilotos Pedro Lamy que imediatamente após a apresentação, começou os testes.

Para pilotar e equilibrar os orçamentos, a Minardi Ford M195B conta com Pedro Lamy enquanto Luca Badoer vai para a Forti Corse, e ser substituído por Giancarlo Fisichella, como reserva Tarso Marques,

No GP da Austrália, a última prova do campeonato de 1995 em Adelaide e abriu o de 1996 em Melbourne. Fisichella conseguiu ser mais rápido que Lamy nos treinos na sua corrida de estreia, mas os dois abandonaram a disputa.

Em Interlagos, Lamy foi décimo. no GP de San Marino, Lamy chegou em nono.

Para o GP da Inglaterra, em Silverstone, leva Giancarlo Minardi a admitir Giovanni Lavaggi por motivos financeiros. A Forti Corse abandona a F1 após os problemas com o Shannon Group, o grelha ficou reduzido a 20 carros e invariavelmente a Minardi ocupava a última fila ou as últimas posições, isso quando conseguia superar a Arrows, principalmente a do brasileiro Ricardo Rosset.

Lamy foi décimo na Bélgica e 12º no Japão

No ano anterior, no Estoril, Pedro Lamy teve de abandonar na 16ª volta com problemas na caixa de velocidades e agora os aficionados esperavam melhor, mas os treinos pouco adiantaram…

Pedro Lamy falha o arranque e teve de partir das boxes, quando os liders da corrida estavam a concluir a segunda volta.

Progredindo ao longo da prova conseguiu manter atras de si Rossert, Diniz, Katayama e Levaggi

No final das 70 voltas Pedro Lamy terminou no 16º lugar e ultimo, numa prova vencida por Jacques Villeneuve á frente de Damon Hill .

A Minardi não pontuou pela primeira vez 1 desde o ano de 1990.

IMG_20240418_004426.jpg

IMG_20240418_004438.jpg

IMG_20240418_004804.jpg

IMG_20240418_004809.jpg

IMG_20240418_004815.jpg

IMG_20240418_004854.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série Colecção Semanário

Referencia nº 278 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico a

 


publicado por dinis às 17:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Abril de 2024

Tyrrell Yamaha 024 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Tyrrell Yamaha 024 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1175ª – Tyrrell Yamaha 024 1996 Onyx Semanário  

Tyrrell Yamaha 024 1996 19 Mika Salo

Leia o Semanário ao volante de um F1.

Da série um para o pai, outro para o Filho.

Modelo real

O Tyrrell Yamaha 024 foi o modelo utilizado da Tyrrell na temporada de 1996 de F1 e pilotado por Ukyo Katayama com o nº18 e Mika Salo, nº 18.

O carro era uma melhora significativa do modelo ineficaz de 1995, levando Salo a dizer que não se deveria comentar a respeito de ambos em um mesmo dia.

Salo recebeu um convite para correr em 1995 pela Tyrrell, e na primeira corrida do ano, no Brasil, Salo chegou a andar por sete voltas em terceiro lugar, antes de rodar e cair para sétimo. A combinação Tyrrell-Yamaha era honesta, e Salo pontuou em três corridas (Itália, Japão e Austrália) numa época em que apenas os seis primeiros somavam. Isso encheu a Tyrrell de esperanças de voltar a obter bons resultados com regularidade.

Sem um grande orçamento a Tyrrel começo bem, Salo foi, de uma forma geral, impressionante durante toda a temporada, marcando pontos vitais e terminando a prova em três ocasiões.

No GP Portugal foi o japonês 18 Ukyo Katayama foi 12º e o nº 19, o finlandês Mika Salo ficou em 11º.   

Mas a equipa não manteve a competitividade principalmente por causa do motor Yamaha, e o finlandês acabou o campeonato na 13ª colocação.

A equipe terminou em oitavo no Campeonato de Construtores, com cinco pontos.

Para 1997, a única opção de Salo foi permanecer na Tyrrell, que disputou a temporada com o confiável mas obsoleto motor Ford V8.

IMG_20240417_140611.jpg

IMG_20240417_140628.jpg

IMG_20240417_140636.jpg

IMG_20240417_140703.jpg

IMG_20240417_140717.jpg

IMG_20240417_140737.jpg

IMG_20240417_141008.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série Colecção Semanário

Referencia nº 276 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Abril de 2024

Ferrari 412 T2 1995 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari 412 T2 1995 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1173ª – Ferrari 412 T2 1995 Onyx Semanário

A primeira Coleção de Press em Portugal e que eu conheço foi a do Jornal Semanário e colocadas segundo a sua referência

Leia o Semanário ao volante de um F1

Como ia frequentemente adquirir a revista Modelismo e ver outras revistas e jornais de automobilismo  na Papelaria da Guia a D. Dulce guardou-me um exemplar das miniaturas do Jornal Semanário que um cliente não quis, e com eram baratas trouxe outra para o Emanuel.

Uma colecção para o Pai, outra para o Filho.

Modelo real

Michael Schumacher conquistou o seu segundo Campeonato Mundial Fórmula 1 em 1995 pela Benetton, enquanto Luca di Montezemolo, se  preparou para o Campeonato de Fórmula 1 e para isso chamou designer de carros de F1, John Barnard, em 1992, Jean Todt para ser Diretor desportivo em 1993, antes de fabricar os melhores motores para a Scuderia, incluindo o ex-designer da Honda, Osamo Goto, e o designer de chassis da Minardi, Gustav Brunner. O principal engenheiro de corrida da McLaren, Giorgio Ascaelli, e o aerodinamicista da Benetton, Willem Toet.

A Ferrari entrou na temporada de Fórmula 1 de 1995 com o 412 T2 de fibra de carbono, projetado pelos gurus do chassis da F1, John Barnard e Gustav Brunner, e movido pelo novíssimo e final motor V12 Ferrari F1, o Tipo 044 de 3,0 litros. O motor V12 foi posicionado mais à frente graças a uma célula de combustível menor de 140 litros sob os novos regulamentos e montado em uma caixa de câmbio Ferrari semiautomática transversal de seis velocidades.

Este foi o último carro de Fórmula 1 a ser equipado com motor V12 e seria o último carro V12 de Fórmula 1 a vencer um Grande Prêmio, no Grande Prêmio do Canadá de 1995, com Jean Alesi dirigindo com tranquilidade, controlou a vantagem para Barrichello e conquistou a sonhada primeira vitória, no dia do aniversário, para delírio dos ferraristas presentes no circuito Gilles Villeneuve e também do público local, com o famoso número 27 com o qual o ídolo canadense se consagrou pilotando pela equipe italiana.

IMG_20240415_182020.jpg

IMG_20240415_182026.jpg

IMG_20240415_182039.jpg

IMG_20240415_182042.jpg

IMG_20240415_182053.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série Colecção Semanário in Pole Position

Referencia nº 237 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:27
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12

17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Williams Renault FW 19 19...

. A última vitoria da Ligie...

. Branco no início e vermel...

. Minardi Ford M195B - Um o...

. Tyrrell Yamaha 024 - Um o...

. Ferrari 412 T2 1995 - Um ...

.arquivos

. Junho 2024

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub