Segunda-feira, 22 de Novembro de 2021

Volkswagen 1300 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Volkswagen 1300 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

399ª – Volkswagen 1300 Norev

Como os para-choques estão um pouco abaixo daria para fazer o Beetle de Dan Gurney, em Nassau em 1963.mas não sabia da sua existência.

Modelo real

O 1300 foi lançado em agosto de 1965 com uma carroçaria semelhante ao 1200 do qual digere em alguns detalhes , a salientar os para-choques mais elevados e as luzes traseira mais volumosas.  Naquele ano previa para o 1300 uma caixa de velocidades semiautomática que já equipava o 1500.

Exclusivamente em Berlina de duas portas viu a sua cilindrada elevada para 1285cc. Velocidade máxima 120Km/h  para um peso de 820Kg.

IMG_20211122_140057.jpg

IMG_20211122_140142.jpg

IMG_20211122_140401.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as da miniatura da época.

Fabricante Norev

Série Plástico

Referencia nº 62

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está carvada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:44
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Novembro de 2021

Citroen Ami 8 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Ami 8 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

394ª – Citroen Ami 6 Norev

Um Citroen de boa memória

 Modelo real

O Citroën Ami foi produzido entre 1961 e 1978 e surgiu 1961, quando a Citroen decidiu produzir um modelo intermedio pois só vendia dois modelos que se posicionavam nos dois extremos, o 2CV e o DS/ID.

A necessidade de preencher a lacuna na oferta da marca, levou a que Flaminio Bertoni ficasse encarregue da criação de um modelo de gama média, internamente designado por “Projeto AM” depois de desenhar o Traction Avant, o 2 CV e o DS com a equipa de design Citroën,

O resultado foi o Ami 6, uma criação em que pela primeira vez Bertoni teve a oportunidade de se expressar sem nenhuma influência externa na definição do estilo deste automóvel.

 Apresentado a 24 de Abril de 1961 o projecto MI deu origem ao Ami 6, como uma extrapolação do 2CV e que se caracterizava pela oculo traseiro invertido, copia do Lincoln Americano ou do Europeu Anglia, uma solução encontrada que visava garantir mais espaço para a bagageira sem penalizar o conforto dentro do habitáculo, tendo por base a plataforma do 2CV, o seu comportamento e agilidade, herdados da famosa suspensão.

O Ami 6 é muito mais acolhedor e confortável., teve inspiração direta no modelo DS, no volante monobraço aos manípulos das portas, comandos e bancos, tudo se assemelhava ao topo de gama da Citroën.

Em 1962 foi disponibilizado nas versões Turisme e Confort. Em 1963 adopta os amortecedores hidráulicos telescópicos enquanto o motor vê a sua potência aumentada de 22 para 26 Cv. Em 1966 a bateria e o dínamo deram lugar a um 12 volts e a um alternador. Em 1967 janelas frontais deslizantes duplas em 1968 ganha alguns cavalos sem aumento da cilindrada mas com a elevação da taxa de compressão de 9 para 7,5 e a adopção de um carburador duplo.

Mais tarde o Ami 6 recebeu uma versão Break, com uma aceitação surpreendente.

Em 1969 este modelo é substituído pelo Ami 8, que é uma natural evolução do Ami 6 sobretudo ao nível de design, mas que mantém os mesmos princípios ao nível da mecânica.

De 1972 a 1976 é ainda produzido o Ami Super, uma versão mais musculada, com uma plataforma reforçada que permite a aplicação de um motor mais potente e que permite melhores prestações.

Do modelo foram produzidas 550 mil unidades, perfazendo um total de 1 milhão de unidades Ami 6 fabricados até 1971

IMG_20211118_142650.jpg

IMG_20211118_142504 - Cópia.jpg

IMG_20211118_143003 - Cópia.jpg

Miniatura

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Norev

Série P

Referencia nº 54

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 17:53
link do post | comentar | favorito (1)
Terça-feira, 9 de Novembro de 2021

Renault 12 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 12 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

385ª – Renault 12 Norev

Um Renault familiar

Modelo real

O Renault 12 é um carro familiar apresentado pela Renault no Salão Automóvel de Paris em Outubro de 1969 e produzido na França até 1980. Disponível como sedã (Berline) e carrinha (Break), também foi produzido sob licença em muitos países ao redor do globo no início do século 21

Em 1969 a Renault anuncia um novo modelo totalmente inédito, com um certo número de soluções preconizados há vários anos. Os estilistas de Billancourt, renunciam ao estilo semi-utilitario do que prejudicou os R6 e R16. Este modelo foi concebido é semelhante ao Ford Corcel Brasileiro estudado em paralelo o que explica as numerosas similitudes que existem entre os dois veículos. Animado per um motor proveniente da Estafette, um qutro cindros em linha de 1289 c.c. com 60cv SAE às 5250 rotações por minuto, com tração á frente e caixa de quatro velocidades no volante.    

O Dacia  foi criada em 1966 como Uzina de Autoturisme Pitesti, na cidade de Pitesti, próxima a Bucareste, capital da Romênia.  

A produção do Renault 12 terminaram na Europa Ocidental em 1980, mas o modelo continuou a ser produzido e vendido por filiais da Renault noutros lugares. O último R12 foi produzido em 2000 na Turquia, enquanto a Dacia continuou produzindo o sedan 1310 baseado em R12 e a 2004 e o Dacia Pick-Up baseado em R12 até Dezembro de 2006

 Na Argentina a Ika-Renault

Na Austrália personalizado com jantes especiais e barra cromada lateral 

Na Turquia um carro baseado no Renault 12 foi feito na Turquia pela Oyak-Renault entre 1971 e 2000. em 1989 e foi comercializado sob o nome de Renault Toros até ser descontinuado devido normas de emissões europeias mais rígidas.

IMG_20211109_140933.jpg

IMG_20211109_141047.jpg

IMG_20211109_141309.jpg

IMG_20211109_190350.jpg

 

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala e o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série Jet Car

Referencia nº M 805

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Italia

Anos de fabrico 1966 a

 


publicado por dinis às 18:47
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Outubro de 2021

Ligier JS2 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ligier JS2 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

359ª – Lgier JS 2 Norev transformado

Um carro extremamente elegante com uma silhueta fantástica

 Modelo real

O Ligier JS 2 normal pouco tem de semelhante para com a versão especial com que Guy Ligier tem de alinhar em Sport por não conseguir construir o mínimo necessário para a homologação em Grande Trismo. Esta versão é um verdadeiro protótipo que dispões de um motor com quatro válvulas por cilindro da Maserati.

A Automobiles Ligier Ligier inscreveu para 1973 três JS2 e Guy Ligier, volta a Le Mans pela terceira vez consecutiva com os seus carros e a orientar a sua equipa, depois de ter participado como há dois anos com JS 3 e no ano passado com a JS 2, com Jean-François Piot

A equipa oficial alinhou com dois Grupos 5 ajustados para 2991 cm³ e 330 cv, o que fez com que o JS2 fosse sempre mais rápido que os Carrera RSR inscritos também como Sport do Martini Racing Team.

O carro # 62 de Guy Ligier/Jacques Lafitte foi desclassificado por reposição ilegal de óleo logo no início com problemas de válvulas no seu motor de origem Maserati.

O # 19 de Jean Pierre Paoli/Alain Couderc  (# JS2-002) teve que abandonar a corrida á 17ª hora com um vazamento de óleo.

Mas, no final, o menos elaborado, o nº 18, inscrito Claude Laurent que também o pilotou com Martial Delalande e Jacques Marche terminou em 19º.

Modificação na miniatura

Inicialmente pensado para a versão Tour Auto 1963 mas depois alterada perante a complexidade dos decalques a fazer.

 Os alargamentos e a abertura das entradas laterais foram feitos com o barro plástico enquanto a entrada de ar da frente depois de aberta foi coberta também com o barro.

Os decalques foi-os colocando conforme os encontrava mas ao ver mo Livro da 24 Horas de Le Mans que uma colega me trouxe de França vi os BP em preto, pelo que fiquei bastante aborrecido e não mais lhe toquei.

As rodas são da 3J

IMG_20211014_140316.jpg

IMG_20211014_140441.jpg

IMG_20211014_140649.jpg

IMG_20211014_191328.jpg

Miniatura

Abres as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Norev

Série M Jet Car Luxe

Referencia nº M 818

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:32
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Outubro de 2021

Fiat 2300 S coupé Norev - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 2300 S coupé Norev - Um olhar sobre as minhas miniaturas

354ª – Fiat 2300 S coupé Norev

A entrada da Fiat na classe Grande Turismo

 Modelo real

O Fiat 2100 permitiu a vários designers mostrar alguns exemplares de protótipos quase sempre na forma de um coupé de quatro lugares, tais como:.

Fiat 2100 Coupe (Pininfarina), 1959

"Enplain" Vignale Fiat 2100 Coupe na apresentação no IAA 1959

E mesmo depois de ter sido apresentado, produzido entre 1961 e 1968, surgiram novas versões do coupé de quatro lugares 

No Salão Automóvel de Torim de 1960 a Ghia apresentou um protótipo de coupé desportivo como um estudo de design.

Baseado na berlina Fiat 2300, foi apresentada em 1961 e começou a ser vendida em 1962. O volante Nardi com seus três raios oferecia uma sensação desportiva.

A Ghia não tinha capacidade de produção necessária e foi obrigada a subcontratar a sua produção à OSI.

A gama Fiat 2300 incluía os desportivos Fiat 2300 Coupé e o 2300S Coupé, um seis em linha alimentado por dois carburadores Webber. O motor era potente mas não o suficiente para a concorrência. O preço era o dobro do Jaguar E.

A distância entre eixos era idêntica, mas o coupé tinha uma via um pouco mais larga em ambas as extremidades do que o salão, e a marcha final para o coupé foi aumentada para 3,9 (3,72 para o 2300S coupé), o que se traduziu em 20,9 mph (33,6 km / h) por 1.000 rpm. No interior, o 2300 Coupé apresentava janelas elétricas e outros acessórios de luxo.

Para colmatar a falta de performance ai está o Abarth onde os 105 cv de origem passam para 136 cv. com um diferencial mais longo e a carroçaria mais aerodinâmica, o 2300 S Coupé poderá  praticamente na casa dos 200 km/h de velocidade máxima,

Um outro feito na Abarth, o 2400 coupé desenhado por Michelotti e derivado do 2100 foi apresentado no Salão de Genebra em 1959 e produzido por Allemano entre 1962 e 1964, quando Carlo Abarth expôs um exemplar do Abarth no Salão de Genebra de 1964, mas sem grande sucesso, pelo que passou a ser o seu carro do dia-a-dia durante vários anos.

Modificação na miniatura

IMG_20211009_141655.jpg

IMG_20211009_141738.jpg

IMG_20211009_141754.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

As rodas são de plástico Whizzwheels.

Fabricante  Norev

Série Jetcar M

Referencia nº 702 em plástico nº 80

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:26
link do post | comentar | favorito
Domingo, 26 de Setembro de 2021

Citroen GS Camargue Bertone - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen GS Camargue Bertone - Um olhar sobre as minhas miniaturas

342ª – Camargue Bertone Norev

A versão especial do GS

 Modelo real

A Citroën lançou o GS em 1970 e no Salão de Genebra em 1972, a Bertone com os traços gerais do carro de Marcello Gandini apresentou o concept car Camargue, uma espécie de versão coupé do GS com 2+2 lugares.

O protótipo tinha 4.115 mm de comprimento, 1.680 mm de largura e somente 1.150 mm de altura.

A lembrar o Citroen além do emblema tinha uns pequenos faróis, a traseira com um grande teto de vidro que se prolongava pelas janelas laterais e um para brisas arredondado a destacar a enorme superfície envidraçada.

O motor dera um 4 cilindro com apenas 1.0 litro, de 55 cv. O painel, a famosa suspensão hidropneumática, assim como o sistema de freios e a direção são do GS.

A primeira colaboração entre Bertone e Citroën, que mais tarde produziu o BX.

O nome Camargue  apareceu mias tarde na Rolls-Royce.

IMG_20210926_013222.jpg

IMG_20210926_140914.jpg

IMG_20210926_141015.jpg

IMG_20210926_141142.jpg

Modificação na miniatura

Pintado na época.

Miniatura

Abre as portas,

interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Norev

Série M

Referencia nº 814 e plástico 182

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:52
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Junho de 2021

Peugeot 104 Zs Rallye - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Peugeot 104 Zs Rallye - Um olhar sobre as minhas miniaturas

248ª – Peugeot 104 ZS rallye Norev transformado

O Peugeot 104 começou a ser comercializado em 1972 e era uma das mais pequenas berlinas de quatro portas e construído sob licença por outras marcas como a Talbot e a Citroën.

Várias versões foram então propostas, mas são as desportivas, Zs as mais nervosas e também as mais procuradas.

Modelo real

Peugeot 104 ZS Kit Rallye

Gérard Allégret, chefe do departamento de corridas da Peugeot inscreve um cupê ZS preparado para Gr.2 com uma potência de 110cv para testar as suas capacidades na Ronde de la Giraglia, na Córsega, este 104 “Rally” vai dar as primeiras voltas com o finlandês Timo Mäkinen ao volante mas abandonoua

No Salão Automóvel de Genebra de 1976 a Peugeot  apresenta um  kit adaptável e homologado para estrada, inspirado no ZS com elementos específicos da carroceria, bem como jantes de liga leve largas, alargamentos do para-choque em plástico e um motor de 85 cavalos de potência.

O kit foi comercializado no Outono e era composto por duas partes: o kit do motor que inclui um colector de admissão específico, uma cabeça de cilindro com quatro entradas separadas, dois carburadores Solex 35 de cano duplo, uma árvore de cames e molas de válvula reforçadas. Depois de preparado, o 1124cc oferece 80cv (ou 85 dependendo da fonte) a 6200 rpm, permitindo atingir 165 km / h contra 156 do ZS normal. Os 400 m DA são percorridos em 18 segundos e os quilômetros DA em 34,4 segundos. A segunda parte é composta por um kit de carroceria, composto por um para-choque dianteiro com spoiler integrado, quatro para-lamas largos e um para-choque traseiro, todos em poliéster. Além dos componentes da carroceria, há aros Amil largos que permitem a instalação de pneus Goodyear "Eagle Touring" em 175/70 x13.

Um Peugeot 104 ZS kit "Rallye" encontra-se no Museu de l'Aventure Peugeot

Modificação na miniatura

A miniatura foi cortada ao meio  e alargada com barro plástico.

A pintura foi feita integralmente á mão.

IMG_20211011_135124.jpg

IMG_20211011_135138.jpg

IMG_20211011_135152.jpg

IMG_20211011_135252.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante  Norev

Série Metal Jet car

Referencia nº 826

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País -

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Volkswagen 1300 - Um olha...

. Citroen Ami 8 - Um olhar ...

. Renault 12 - Um olhar sob...

. Ligier JS2 - Um olhar sob...

. Fiat 2300 S coupé Norev -...

. Citroen GS Camargue Berto...

. Peugeot 104 Zs Rallye - U...

.arquivos

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub