Sábado, 6 de Abril de 2024

Mercedes Benz 300 SL Spyder - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes Benz 300 SL Spyder - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1165ª – Mercedes Benz 300 SL Nurburgring 1952 H. Lang #21 Max Model

Mercedes-Benz 300 SL Spyder #007/52 - Nurburgring 1952 Hermann Lang#21

37ª – Mercedes Benz 300 Sl Radar

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-300-sl-um-olhar-sobre-1095611

52ª Mercedes Benz 300 SL – Tekno

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-300sl-gullwing-um-olhar-1799329

o futuro

740ª – Mercedes Benz 300 SLR MRF

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/o-mercedes-do-maestro-e-do-futuro-1571873

888ª – Mercedes Benz 300 SL Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-300-sl-um-olhar-sobre-as-1677191

1067ª – Mercedes 300SL Gullwing 54 Bang

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-300sl-gullwing-um-olhar-1799329

Modelo real

O Mercedes-Benz 300 SL Racing Sports Car foi o primeiro carro de competição da marca, após a 2ª Guerra Mundial, o “SL” (Sport Leicht, Super Leve), tinha a carroçaria em alumínio produzida na fábrica de Sindelfingen com um centro de gravidade de 1.225 milímetros de altura.

As portas “Gullwing” conhecidas por Asa de Gaivota davam um toque desportivo e não facilitavam a entrada e saída dos pilotos.

A estrutura do chassis de alumínio e magnésio, concebida por Rudolf Uhlenhaut para a competição, foi  feita a pensar na velocidade e forças de torsão a que o modelo seria submetido pesava apenas 50 quilos.

O seis cilindros em linha de 3 litros, em ferro fundido, utilizado no aristocrático Mercedes-Benz 300 (W186), foi a base para os engenheiros depois de alterarem a sua disposição, inclinanram-no até aos 50°, aplicaram uma árvore de cames de alta elevação, três carburadores Solex e assim aumentaram a potência para os 125 kW (170 cv) às 5200 rpm.

A produção do Mercedes-Benz 300 SL Racing Sports Car foi de apenas 10 unidades, tendo nove recebido a carroçaria “Gullwing” (fechada) e apenas uma a carroçaria Spyder (aberta). Pelo menos três “Gullwing” foram mais tarde transformados em Spyder.

Um triunfo e um segundo lugar, nas 24 Horas de Le Mans com Lang/Riess e Helfich/Nieermayer, foi o seu momento de gloria.

A 3.8.1952, quatro Mercedes 300 SL foram inscritos na corrida de suporte do G.P. da Alemanha, disputada no circuito de Nürburgring, o XV Grosser Preis von Deutschland, marcaram a estreia da versão Spyder dos vencedores de Le Mans.

Durante a prova, os 300 SL brilharam ao longo dos 22.810 km e ao fim de 10 voltas conquistando as quatro primeiras posições. O vencedor, foi Hermann Lang após 1h46m e 09.200s de corrida, e percorridos os 228.100 km a uma média de 129.000 K/h, também fez a volta mais rápida em 10:26.300 à media de 131.500 seguido de Karl Kling, 3º Fritz Riess e 4º Theo Helfrich,

No final da temporada na Carrera PanAmericana, no México, 300 SL conquistou outra vitória por 1e o 2º lugar.

O único spyder presente, com o nº 6 o Mercedes-Benz 300 SL Spyder #0009/52 pilotado por John Fitch (USA)/Eugen Geiger (D) foi desqualificado.

Para 1953 foi desenvolvida uma versão mais leve, elegante e potente, mas este carro foi usado apenas em testes.

IMG_20240406_143030.jpg

IMG_20240406_143040.jpg

IMG_20240406_143052.jpg

IMG_20240406_143117.jpg

IMG_20240406_143302.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Max Models

Série Danhausen Model Car

Referencia nº 3330 preço 5500$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Alemanha

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:16
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Fevereiro de 2024

Sauber Mercedes C9 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Sauber Mercedes C9 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1124ª – MAX Sauber Mercedes C9 Max Models 

Sauber Mercedes C9 Schlesser/Jabouille/Cudini 5º lugar 24H Le Mans 1989

1001ª – Mercedes Benz C11 1990 Max Models

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/mercedes-benz-sauber-c11-um-olhar-1757610

1081ª – Sauber Mercedes C-9 Kouros LM 1987 Max Models

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/sauber-mercedes-c-9-um-olhar-sobre-as-1808423

Modelo real

A Sauber Mercedes actualiza o C9, pinta-o de prateado e desenvolve um novo motor V8 M119 biturbo de 5,0 litros, agora com duplo comando de válvulas no cabeçote e quatro válvulas por cilindro, melhorava a potência e a eficiência de combustível e podia produzir 720 cv. A principal preocupação da equipe era se a transmissão Hewland suportaria o torque extremo aplicado por ela por 24 horas.

 Para a 57ª edição das 24 Horas de Le Mans, realizada de 10 a 11 de junho de 1989, aguardava-se um despique entre a Jaguar, Porsche, Mercedes e Nissan.

Jochen Neerpasch, levou 86 elementos para trabalharem com o gerente da equipe Sauber, Dave Price, nos três carros de Jean-Louis Schlesser, Alain Cudini e Jean-Pierre Jabouille. Mauro Baldi fazia equipa com Kenny Acheson e Gianfranco Brancatelli, enquanto Jochen Mass, tinha Manuel Reuter e o sueco Stanley Dickens

Desde a primeira sessão de treinos, as equipes principais travaram uma batalha acirrada, mas no final são os dois Sauber -Mercedes a ocupar a primeira fila, com o tempo de 3'15"04 de Jean-Louis Schlesser no No.62 e o Sauber Mercedes C9 nº 61 de Mauro Baldi com3'15"67 enquanto Jochen Mass, tinha o 11º tempo no Sauber Mercedes C9 nº 63

Os Jaguar qualificaram-se logo atrás na segunda linha e o Porsche 962 nº 9 da Joest Racing sai dos cinco primeiros com os pilotos Bob Wollek-Hans Joachim Stuck.

Na partida os Sauber prateados lideram mas, logo na terceira volta Jones e Nielsen, ultrapassaram-nos e a Jaguar ocupa o 1º e 2º lugar.

Os Jaguar lideraram até que um vazamento de óleo dá a liderança ao Porsche nº 9 de Wollek e Stuck, que eles manteriam até a 10ª hora de corrida, quando um vazamento de água os derrubou para a sexta posição.

A Jaguar recuperou a liderança até que uma mudança de caixa de velocidades deixou a porta aberta para um 1-2 para a Sauber-Mercedes. Bob Wollek, com problemas numa junta na caixa de velocidades no Porsche 962 atrasa-lhe o progresso. Em cada parada, os mecânicos esvaziavam garrafas de refrigerante na embreagem! Este incrível trabalho nos boxes permitiu ao Porsche rosa do patrocinador japonês, chegar ao terceiro degrau do pódio, atrás dos dois Sauber-Mercedes.

Aproxima-se o final e Mass diminuía a velocidade, Acheson e Schlesser, aproximavam-se para a formação, e cruzaram a linha de chegada. mas a invasão da pista impediu-os de chegar à linha de chegada e não completaram a volta.

Sauber garantiu a vitória com o C9 nº 63 conduzido por Jochen Mass, Manuel Reuter e Stanley Dickens

O 2º lugar para o Sauber Mercedes C9 nº 61de Mauro Baldi Kenny Acheson Gianfranco Brancattelli

O terceiro Sauber, o Mercedes C9 nº62 JL Schlesser - JP Jabouille - A. Cudini classificaram-se no 5º lugar.

IMG_20240225_144608.jpg

IMG_20240225_144742.jpg

IMG_20240225_144748.jpg

IMG_20240225_144755.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Max Models  / Danhausen Model Car

Série Limited Serie 3000

Referencia nº 1002 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – West Germany, fabricado em França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:18
link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Janeiro de 2024

Sauber Mercedes C-9 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Sauber Mercedes C-9 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1081ª – Sauber Mercedes C-9 Kouros LM 1987  Max Models    

Sauber C9 #87-C9-02 - Mercedes M117 V8/90° 2v SOHC 4973 cc 2xKKK K27 Johnny Dumfries, Chip Ganassi e Mike Thackwell, Kouros LM 1987 

Modelo real

O Sauber C8 muda os motores BMW e Chevrolet para o motor Mercedes M117 V8 de 5,0 litros e, é substituído pelo Sauber Mercedes C9 em 1987, era um grupo C desenvolvido pela Sauber em colaboração com a Mercedes-Benz, para o World Sportscar Championship.

O carro estreou-se nos 1000 km de Spa-Francochamps, o motor Mercedes, foi mantido o chassis monocoque de liga leve, consideravelmente mais rígido a aerodinâmica aprimorada.

Em Le Mans dois carros foram inscritos pelo Kouros Racing Team como em 1986 e ostentando os mesmos números. O nº 62 foi pilotado por Johnny Dumfries, Chip Ganassi com muita experiência em diversos tipos de competições nos EUA e Mike Thackwell,

Rapidamente concordei em juntar-me à equipa que era conhecida por ter um motor magnífico e um chassis razoavelmente rígido. Há sempre um equilíbrio a ser alcançado em Le Mans durante os treinos livres e a qualificação, seja para decidir sobre o tempo de pista suficientemente partilhado entre os pilotos ou para definir uma afinação de corrida satisfatória para a corrida. Os pilotos querem sempre qualificar-se bem, mas, claramente, a afinação da corrida é essencial em Le Mans. Ganassi, compreensivelmente, ficou frustrado com a falta de tempo de pista durante os treinos, mas permaneci surdo às suas reclamações e, em retrospectiva, bastante antipático. Mike era o tipo de piloto que se concentrava calmamente em seu trabalho e pilotava qualquer máquina para aproveitar ao máximo suas consideráveis capacidades. A primeira impressão do Sauber foi muito boa. Parecia sólido e estável com um motor muito potente. A equipe era certamente inexperiente, mas estava muito entusiasmada. Tendo passado toda a minha carreira em monolugares nessa altura, o Grupo C parecia ter um tempo de reacção lento, mas Le Mans é um circuito rápido com algumas curvas rápidas muito boas, por isso não me senti nada mal. A verdadeira revelação para mim foi pilotar em pista molhada durante os treinos livres. Tínhamos Michelins que foram muito eficazes no molhado. O carro tinha uma aderência impressionante e o impacto de De Mulsanne acelerou facilmente no molhado a 370 km/h, o que foi uma experiência emocionante.

Os Porsche de fábrica obviamente aumentaram a pressão nos turbos e se classificaram na frente em 3,21s.

Os Jaguar TWRs vieram em seguida, por volta de 3.24 e depois houve um Courage isolado.

Fiquei em sétimo com 3,26,5 e Mike foi o próximo com 3,27,4. Na altura as 24 Horas de Le Mans eram extremamente importantes para a Porsche e eles sempre quiseram dominar todos, tinham lá um registo fantástico. Quando percorremos a grelha de partida encontrámos um número impressionante de equipas na categoria principal, a C1, com as jovens equipas Nissan e Toyota nos seus primeiros anos.

Não fomos muito longe na corrida. Algumas horas de corrida após a largada, na quarta hora, uma falha mecânica, caixa de velocidades, acabou com minhas esperanças, mas não antes de marcar a melhor volta da corrida em 3.25.4. Eu não tinha compreendido totalmente o conceito de corridas de resistência e, em retrospecto, deveria ter sido muito mais gentil com os mecânicos.

IMG_20240113_144822.jpg

IMG_20240113_144831.jpg

IMG_20240113_144909.jpg

IMG_20240113_144943.jpg

IMG_20240113_144954.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Max Models  / Danhausen Model Car

Série Limited Editon 3000 peças 

Referencia nº 1008 /3000 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - West Germany, fabricado em França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:51
link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Outubro de 2023

Mercedes Benz - Sauber C11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes Benz - Sauber C11 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1001ª – Mercedes Benz C11 1990 Max Models

Max Models - Mercedes Benz - Sauber C11 N 2 Siberpfeil 1990 Karl.Wendlinger - J.Joachin Mass SPA e mais uma nova marca de Miniaturas na minha colecção. Uma criação e fabricação de LBS 01870 Martignatt França

Modelo real

Jochen Neerpasch incluiu os três jovens pilotos vencedores da Fórmula 3 Alemã,  em 1989, Heinz-Harald Frentzen, Michael Schumacher e Karl Wendlinger para formar o Mercedes Junior Team.

O C11 era tão bom que a Mercedes-Benz não resistiu em colocar seu nome nele para a temporada de 1990, feito quase inteiramente de fibra de carbono, apresentava uma nova caixa de velocidades transaxle de cinco marchas e um V8 biturbo produzindo cerca de 720 cavalos de potência. Rígido e muito bem equilibrado era tão leve que precisavam de lastro para ultrapassar do peso mínimo exigido de 1.984 libras.

Leo Russ, o projetista da equipe, deu atenção especial à seção anterior do carro. A frente era mais baixa e as caixas de roda tinham uma curvatura suave e envolvente em direção ao centro do carro o que ajudava o ar que não escorresse pelas laterais a ser direcionado para baixo do carro, para baixo do difusor dianteiro e gerando mais downforce ou para as entradas de ar do radiador e ajudar a resfriar o motor. Era uma solução relativamente simples, mas bastante inteligente.

O Chassi 90.C11.01 foi o primeiro C11 construído e na estreia teve o número 1 em Suzuka e com o número 2 na restantes provas Foi segundo em Monza por Karl Wendlinger e Jochen Mass e a dupla austríaca/alemã no final do ano venceu a ronda de Spa depois de partir em segundo.

“Foi o passo para o automobilismo profissional”, diz Wendlinger, “Talvez o motivo pelo qual eu goste tanto de lembrar disso seja porque foi a passagem de ser um piloto de Fórmula 3, limpando o carro e lavando os aros, para uma equipe profissional de fábrica. Foi um passo importante e foi um sucesso ao dirigir um carro muito competitivo, então talvez seja por isso que este é meu carro número um.”

A Sauber construiu quatro carros e um chassis sobressalente, com pilotos como Jochen Mass, Mauro Baldi e Jean-Louis Schlesser levaram o C11 à vitória e vencido todas as corridas, com a exceção da prova disputada em Silverstone e a  Mercedes Motorsport a ficar com o título.

IMG_20231021_174326.jpg

IMG_20231021_174341.jpg

IMG_20231021_174539.jpg

IMG_20231021_174721.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Max Models  / Danhausen Model Car

Série

Referencia nº 1003 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - West Germany, fabricado em França

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 18:32
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Mercedes Benz 300 SL Spyd...

. Sauber Mercedes C9 - Um o...

. Sauber Mercedes C-9 - Um ...

. Mercedes Benz - Sauber C1...

.arquivos

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub