Sábado, 8 de Julho de 2023

Maxwell Sport - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Maxwell Sport - Um olhar sobre as minhas miniaturas

928ª – Maxwell Matchbox transformado

1911 Maxwell Sport Roadster Protótipo ou carro de corrida

Modelo real

Este novo Maxwell - um produto totalmente digno do nome Maxwell - um carro resistiu ao "teste de acidente" da qualidade Maxwell. É um carro prático - um utilitário mais do que um carro de lazer. Podemos usá-lo de forma rentável em seus negócios: É um intervalo de tempo. Você pode desenhar nele por prazer; tudo atenderá ao rascunho. É um carro confiável: leva você a um lugar; isso o trará de volta: é para isso que você não quer que seu carro faça; É um carro confortável: espaçoso e repousante - investimento: ideal para carros de turismo

Modificação na miniatura

Retirados os guarda lamas, os faróis e o para brisas.

IMG_20230708_012036.jpg

IMG_20230708_012102.jpg

IMG_20230708_012337.jpg

IMG_20230708_012507.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de metal de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryer

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - England

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 20:10
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Junho de 2023

Auburn Speedster 851 Supercharged - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Auburn Speedster 851 Supercharged - Um olhar sobre as minhas miniaturas

915ª – Auburn Speedster 851Matchbox

Auburn Speedster Boattail

Auburn Speedster 851 Supercharged

Como dizia na caixa

“O conversível com compressor Auburn 851 foi projetado para o famoso Gordon Buering. Cada carro foi projetado e testado e garantido para exceder 160 km por hora, graças ao seu motor Lycoming 8 de 3,5 litros. O piloto americano Ab Jenkins atinge uma média de 165 km em 27 horas. Esta reprodução fiel foi feita a partir do veículo atualmente exposto no Museu de L´Automobile de Belieu em Hempstire na Inglaterra

Modelo real

E.L. Cord fez maravilhas na Auburn desde que chegou em 1924, revitalizou em poucos anos, a imagem da marca foi transformada, interessando estrelas do desporto, magnatas dos negócios e atores de Hollywood vistos em elegantes automóveis Auburn.

Gordon Buehrig foi contratado para redesenhar os Auburn padrão e encarregado de criar um novo Speedster, inspirado em um Duesenberg J que ele projetou e foi construído por Weymann, com a condição de utilizar os corpos restantes de 33 do Union City Body para economizar dinheiro. O novo carro utilizava muito pouco das carrocerias antigas, principalmente a seção intermediária da cabine e a estrutura superior. Os para-lamas, a cauda e a maior parte do capô eram todos novos e, no final, Buehrig sentiu que este novo carro era ainda mais equilibrado e bonito do que o Duesenberg que o inspirou.

A Terceira Série, do Speedster 851 foi o último modelo de produção, lançado em 1934 com carroceria de Gordon Buehrig que foi engenhosamente construída e construída de forma econômica. As amplas linhas da carroceria escondiam algumas características técnicas inovadoras e avançadas, como o eixo traseiro Columbia de relação dupla, obtido pela interposição de um trem de engrenagens epicicloidais entre o eixo e a roda da coroa. Quando foi acionado, a relação de transmissão final tornou-se um "rápido" 4,5: 1. Ele foi desengatado movendo uma alavanca montada no volante e acionando a embreagem, após o que a relação tornou-se mais lenta de 3: 1. A caixa de câmbio sincronizada de três marchas junto com o eixo de relação dupla fornecia uma transmissão de seis marchas. Em 1936 veio o 852, idêntico aos modelos anteriores, com exceção do "852" na grade do radiador. O último ano de produção foi 1937, quando Auburn cessou totalmente a produção de carros em 1937, somente 143 exemplares de cauda de barco 851SC foram fabricados. Cord e Duesenberg cessaram a produção pouco depois.

IMG_20230623_165036.jpg

IMG_20230623_165045.jpg

IMG_20230623_165156.jpg

IMG_20230623_165234.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of Yesteryear

Referencia nº Y 19  preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - England

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:16
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Abril de 2023

Packard  38  Phaeton - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Packard  38  Phaeton - Um olhar sobre as minhas miniaturas

857ª – Packard Landaulet 1912 Matchbox transformado

Packard '38' Phaeton 1913

Modelo real

O modelo Packards 1-38 foi lançado em dezembro de 1912 e foi o segundo modelo de seis cilindros da empresa. A potência vinha de um motor de cabeça em L com cilindros fundidos em pares, montado em sete mancais principais e deslocado 415 polegadas cúbicas, oferecendo 60 cavalos de potência de freio. Estes foram os primeiros carros Packard a ter volante à esquerda e partida elétrica, sendo esta fornecida por um gerador de partida Delco, do tipo desenvolvido pelo engenheiro Charles Kettering. coluna de direcção. Esta unidade foi obra do engenheiro-chefe Jesse Vincent, que mais tarde seria responsável pelos motores Twin Six e Liberty da Packard, e tinha uma trava de ignição; interruptores de ignição, luzes e buzina; e um controle de mistura para o carburador. Essa configuração colocava a maioria dos controles ao alcance do motorista, deixando o painel de instrumentos livre apenas para os instrumentos, exceto para um primer do carburador usado para dar partida. Os estilos de carroceria do modelo 1-38 repousavam sobre uma plataforma de distância entre eixos de 134 polegadas. O runabout media quase sessenta centímetros a menos do que os carros grandes, com uma carroceria comparativamente mais leve. O Packards 1-38 foi continuado em 1914 com muito poucas mudanças. Foi introduzido como '38' e mais tarde designado como Série 1-38. A potência vinha de um motor L-head de seis cilindros fundido em três blocos de dois. As válvulas foram fechadas com tampas de alumínio e localizadas à direita. O Packard 1-38 foi o primeiro modelo da empresa a usar uma partida elétrica e o primeiro a ter volante à esquerda.

Modificação na miniatura

Cortada a parte central

IMG_20230217_142928.jpg

IMG_20230217_142937.jpg

IMG_20230217_142947.jpg

IMG_20230217_143050.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de metal de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of Yesteryear

Referencia nº y 11 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base foi descravada da carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – England

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:58
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Março de 2023

MG TC - Um olhar sobre as minhas miniaturas

MG TC - Um olhar sobre as minhas miniaturas

815ª – MG TC 1945 Matchbox

O MG apresentado pela Matchbox na escala 1!32 era vermelho e tinha o Nº 10 enquanto o apresentado na escala 1/44 era verde e tinha o nº3,. mas não sabia o seu piloto.

Mas como dizia na caixa:

“Na sequência lógica para os modelos pré-guerra TA e TB para o TC com um motor de 1250cc de 4 cilindros com uma caixa de quatro velocidades. Entretanto para muitos militares dos EUA e enviados de volta aos Estados da Unidade, este pequeno veicules foi a responsabilidade pelo boom dos carros desportivos no boom na América do pós-guerra.

Em Vila Real, tinha o nº 17 e foi pilotado por Alberto Nunes de Carvalho

muitos pilotos o utilizaram entre eles, estão ;

Phil Hill.Nº3

O primeiro carro Phil Hill. foi um MG TC comprado em 1947 e logo percebeu que poderia ser mais do que apenas transporte rodoviário. Com alguns amigos com ideias semelhantes, ele criou o California Sports Car Club.

Os eventos do Early Cal Club foram testes realizados em estradas públicas remotas antes que uma competição mais formal em Carrell Speedway, uma pista oval de 800 metros em Los Angeles.

A primeira corrida foi realizada lá em 1949, na qual Hill  agora com o seu TC agora superalimentado. venceu um 'Trophy Dash' de três voltas mais o evento principal de 25 voltas.

Carol Shelby também fez a primeira corrida de foi ao volante de um MG TC posteriormente, em um Cad-Allard. A combinação de tamanho pequeno, peso leve e potência V8 americana do Allard mais tarde serviu de inspiração para criar o lendário Cobra.

Carroll Shelby nº13 transformado XPAG3042

A primeira incursão de Shelby nas corridas foi com um hot rod Ford Ford V-8, em Janeiro 1952 numa corrida de drag de um quarto de milha.

Em Maio de 1952 Shelby faz a sua primeira corrida de estrada ao volante de um MG-TC de Ed Wilkins deixou em Norman, Oklahoma, em sua primeira corrida contra outros MGs, ele ocupa o primeiro lugar, o mesmo aconteceu na segunda corrida também vencida, depois de ultrapassar facilmente o Jaguar XK120s .Em Novembro, ele pilotou um Cadillac -Allard para o primeiro lugar numa corrida inicial da SCCA.

Fez parte da coleção Syd Silverman durante 20 anos antes de ser comprada por Ron Pratte. possui o motor original de 1250cc 4 cilindros que foi construído até 100+HP e está pronto para a corrida.

IMG_20230228_142758.jpg

IMG_20230228_142810.jpg

IMG_20230228_142826.jpg

IMG_20230228_142838.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série  Models of Yesteryer

Referencia nº Y8 preço

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – England

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 18:44
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2023

Bugatti Type 44 1927 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Type 44 1927 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

764ª – Bugatti T44 1928 Matchbox

Bugatti Type 44 1928 Fiacre 2 portas Fixed Head Coupe Gangloff

Constava que o grupo Lesney não se encontrava em boas condições financeiras mas o Bugatt Type 44 de 1927 foi apresentado em duas cores preto e amarelo

Na caixa dizia

Desenhado por Ettore Bugatt um engenheiro de origem italiano que construiu automóveis em França. Este T44 tem um motor de 3 litros e 8 cilindros em linha com o requinte e as performances próprias dos Bugatti. . Como todos os Bugatti o T44 foi construído unicamente por encomenda para responder as exigências dos seus individuais dos seus compradores. Este modelo é um “Fiacre” três lugares e comporta o radiador na característica ferradura do cavalo. 

Modelo real

Ettore Bugatti apresentou o modelo em outubro de 1927. A carroceria que lembra a clássica carruagem de aluguer do século XVII, ou fiacre. Com apenas dezoito anos de idade, Bugatti desenvolveu o fiacre num estilo que permaneceu constante ao longo de sua carreira.

Motor em linha de oito cilindros instalado longitudinalmente na frente do veículo. Diâmetro 69 mm e curso de 100 mm resultam em 2991 cm³ . Cada cilindro tem duas válvulas de admissão e uma válvula de escape. O virabrequim tem nove rolamentos lisos. O motor é refrigerado a água e tem uma potência máxima entre 80 e 100  cv . A transmissão tem quatro marchas para a frente. As rodas traseiras são acionadas através de um eixo cardan.

O chassi é semelhante ao Tipo 38 e Tipo 43  e duas distâncias entre eixos diferentes de 312 cm e 322 cm estavam disponíveis. A largura é de 125 cm. Os veículos têm entre 410 e 420 cm de comprimento e entre 140 e 145 cm de largura. O chassi pesa aproximadamente 915 a 940 kg. A velocidade máxima está na faixa entre 138 e 150 km/h.

Incluída como uma opção de carroçaria no catálogo Bugatti de 1927, este Tipo 44 foi construído em Outubro de 1928, foi despachado para Gangloff para seu estilo Fiacre antes de ser vendida para a Alemanha para o industrial cervejeiro e piloto de corridas Emil Bremme em 1929 por 96.000 francos franceses.

O chassi nº 441141 recebeu a típica carroceria coupé de duas portas e quatro lugares “Fiacre”, acabado em amarelo e preto, fabricado em 1929, foi entregue novo à concessionária francesa Bugatti Gaston Docime de Paris em 1930.

IMG_20220618_200443.jpg

IMG_20220618_200450.jpg

IMG_20220618_200455.jpg

IMG_20220618_200503.jpg

IMG_20220618_200508.jpg

Fabricante  Matchbox

Série Models of Yesteryear

Referencia nº Y24  preço

Material – zamac

Material da placa de base – Metal

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 00:39
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2022

Ford T 1912 carrinha - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ford T 1912 carrinha - Um olhar sobre as minhas miniaturas

685ª – Ford Model T 1912 Matchbox

Ford T Coleman's mustard delivery truck

A fábrica de Mostarda da Colman iniciou as suas actividades em Norwich no fabrico a mostarda inglesa, um condimento picante desde 1814 a fazer num processo que não mudou muito ao longo dos anos ao peneiramos as sementes até 9 vezes para remover qualquer vestígio de impurezas. É isso que dá aquele famoso sabor completo.

Modelo real

Os métodos de produção em massa da Ford reduziram os custos e o chassi do Modelo T foi facilmente adaptado para uma variedade de carrocerias diferentes e tornou-se no ideal para o uso como pequeno veículo comercial. As vans de entrega motorizadas agilizaram as entregas e acabaram com a necessidade de alimentação e respectivo estábulo para os cavalos.

A Ford introduziu uma versão de entrega comercializada com sucesso na Grã-Bretanha em 1912, mas as vendas eram decepcionantes nos EUA o que levou à sua retirada um ano depois, para ser reintroduzida no Reino Unido no final de 1914 onde além das vans completas, o chassi também era disponibilizado aos revendedores para a montagem de carrocerias personalizadas.

 Os veículos comerciais na década de 1920 e anteriores ofereciam muito pouco em termos de proteção para o infeliz motorista e passageiro. Não há janelas laterais neste Ford Modelo T, o que obrigava a impermeabilizações resistentes quando o era necessário conduzir, e assemelhava-se a uma espécie de veículo de todo o terreno actual

As vans de entrega tinham por vezes o capot aberto,para arrefecer o motor esfriar enquanto jantavam, ou simplesmente descansavam

A instalação de lanternas elétricas nas rodas dianteiras era uma escolha opcional na época, sendo as lâmpadas de querosene abaixo da tela a instalação mais comum.

IMG_20221017_135952.jpg

IMG_20221017_140004.jpg

IMG_20221017_140012.jpg

IMG_20221017_140021.jpg

IMG_20221017_142745.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Matchbox

Série Models of Yesteryer

Referencia nº Y 12 1978 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - England

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 22:14
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Agosto de 2022

O primeiro Jaguar - Um olhar sobre as minhas miniaturas

O primeiro Jaguar - Um olhar sobre as minhas miniaturas

633ª – SS Jaguar 1936 Matchbox

O modelo na escala 1/32 era atactivo mas o na escala1/84 pequeno mas o da escala 1/38, era um pouco grande como era belo lá vaio para casa, a pensar na primeira vitória de um SS Jaguar num Circuito precisamente o Circuito de Vila Real em 1937 pilotado por Casimiro de Oliveira.

Na caixa podia ler-se:

“Durante a última década de 1930 os SS 100 foram considerados por muitos como os carros desportivos mais desejáveis da época. Foi um dos carros de produção brilhantes para atingir os 100 m.p.h. e obteve sucessos consideráveis nos muitos ralis motorizados europeus”

Modelo real

A Swallow Sidecar Company foi fundada em 1922 na cidade de Blackpool, por William Lyons quando com apenas 20 anos se associou com William Walmsley para fabricar atrelados laterais para motocicletas e pouco depois carrocerias para o Austin Seven e depois para chassis da Standard. No fim da década mudava-se para Coventry.

Não se sabe se a sigla era para Swallow Special ou para Standard Swallow, o que é certo é que SS Cars se tornou a designação oficial da empresa em 1935.

O primeiro Sports roadster construído pela. SS Cars Ltd foi o SS 90 foi um carro desportivo construído em Coventry, Inglaterra, em 1935, A carroçaria era em madeira e metal e estava equipado por um motor Standard de válvula lateral de seis cilindros de 2663 cc e 72 cv...

Atingia 90 mph para um preço de 395£ e apenas 23 unidades construídas naquele ano.

Em 1936 surgia o SS Jaguar 100 tinha uma carroçaria semelhante ao SS 90 anterior, da SS Cars, mas com um novo chassis e motor. A carroçaria anterior de madeira e metal foi agora substituído por um design todo em aço.

O '100' em seu nome se referia à sua velocidade máxima elogiada, e o carro, que era vendido no momento do lançamento por 395€, obteve um sucesso instantâneo, tanto em termos de vendas quanto na pista.

Os primeiros SS100 foi impulsionada por um seis cilindros de 2,7 litros com controle de válvula pushrod.

Entre 1935 e 1936, os seis cilindros foram atualizados para 102 hp. Foram produzidos até 1939 198 unidades

Em 1937, o Jaguar SS100 é proposto com um motor de seis cilindros de 3,5 litros e 125 cv. fazendo de 0 a 100 km/h (62 mph) em 11 segundos. A referência 100 vai para 100 mph (160 km/h).

Curiosamente a fábrica usava a designação 3 ½ para a cilindrada, embora ele tivesse 3 485 cm³. e um preço de 445£. Foram produzidos entre 1938 e 1939 116 unidades

Entretanto a SS Cars mudaria seu nome para Jaguar Cars muito devido á conotação nazista do 'SS'

Jaguar nome animal adotado, numa tendência popular nos anos trinta. o SS Jaguar 100 foi o primeiro carro a apresentar o lendário Jaguar saltador montado na tampa do radiador.

IMG_20220824_164224.jpg

IMG_20220824_164241.jpg

IMG_20220824_164302.jpg

IMG_20220824_164445.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryear

Referencia nº Y 1 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:55
link do post | comentar | favorito (1)
Segunda-feira, 22 de Agosto de 2022

A minha homenagem aos bombeiros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

A minha homenagem aos bombeiros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

631ª - Rolls Royce Fire Engine 1920 matchbox  

Rolls Royce 40/50hp Silver Ghost Fire Engine 1921

Ontem, no Haynes, uma relíquia dos bombeiros de Viana do Castelo, um modelo que me lembra sempre os carros dos bombeiros em lata que os meus pais me davam.

O original pertenceu ao Conde Monte Real, acidentado numa das muitas corridas em que participou.

Lembrei-me da miniatura do Rolls Royce que então comprei sem nunca pensar na tragédia na Serra Alvão que estava a acontecer á minha chegada

Modelo real

Como nos informava a caixa:

Adquirido em nome de Barougt Green e Ditrict por 26,00 libras o Rolls Royce foi convertido em carro de bombeiros em 1933 por um custo total de 100,00 Dennis equipamento de combate a incêndio foi usado no modelo que tinha uma classificação de 40/50 cavalos de potência e freios traseiros só. O modelo convertido teve amplo serviço em Kent durante a segunda guerra

O modelo é baseado em um carro real colocado em serviço no Corpo de Bombeiros de Baurogh Green, em Kent. O modelo recebeu uma data de 1920, mas deverá ser 1921.

IMG_20220822_172758.jpg

IMG_20220822_184837 (1).jpg

 

IMG_20220822_174032.jpg

IMG_20220822_173852.jpg

IMG_20220822_185218.jpg

IMG_20220822_173537 (1).jpg

Miniatura

Problemas de desenvolvimento do Talbot Van, que deveria ter sido o novo Y-6 de 1977 foi apresentado este carro dos bombeiros desenvolvido  um curto período de tempo

O número na base ainda mostrava Y-7, não Y-6, que era o número usado para o Rolls-Royce de 1912 e o erro erdado criado por causa da base, a fundição emprestada do modelo Y-7.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of Yesteryar

Referencia nº Y-6 e Y7 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 19:39
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Agosto de 2022

Mercedes Benz Super Sport 1928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes Benz Super Sport 1928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

621ª – Mercedes Benz SS coupé 1928 Matcbox

SS 27/170/225 hp / W 06, 1928 - 1933

Como nos informava a caixa

“Os modelos Mercedes SS do final dos anos vinte foram alguns dos carros mais excepcionais do período. Com um potente motor supercharged de sete litros, uma caixa gerrad de quatro velocidades e carburadores duplos, esta versão coupé é capaz de atingir 160 km/h”

Modelo real

No final da década de 1920 e início da década de 1930 a Daimler-Benz AG beneficiou em grande parte dos sucessos dos lendários carros desportivos superalimentados S, SS e SSK.

Foi oficialmente adicionado ao programa de vendas em abril de 1927, juntamente com o "K". Na nova categoria de "Carros Esportivos Especiais", a lista de preços incluía as versões de quatro lugares de ambos os modelos com preços de RM 26.000 e RM 30.000. Nessa altura, o "S" ainda estava para fazer a sua estreia, sendo incluído na lista de preços como "Modelo 1927". Essa situação perdurou até outubro de 1927, quando, além das variantes desportivas de quatro lugares, também passaram a ser disponibilizadas versões somente de chassis - com preços de RM 20.750 para o Modelo "K" e RM 26.000 para o Modelo "S".

Se o tipo S era incrivelmente rápido para a época, o SS ainda mais rápido era como o LHC graças ao seu avançado motor a gasolina de 6 cilindros em linha supercharged que entregava 200 cv e 225, respectivamente, durante todo o seu tempo de produção.

De fato, o modelo SS mais rápido atingiu uma velocidade máxima de 170 km/h, surpreendentemente alcançada através de uma baixa taxa de compressão (6,2:1) e combinação de supercharger.foi produzido em Roadster, Cabriolet A, Cabriolet C e 4 lugares Tourer.Saoutchik, Corsica Freestone, Webbb e Castagna.

O motor de 7,1 litros estava pronto para uso em meados de 1928 e foi instalado no chassi "S". Alimentado pelo novo motor, o carro esportivo de corrida recebeu a designação "SS" - para Super Sport. Em 29 de junho, na subida de montanha Bühler Höhe, realizada como parte do Torneio Automobilístico de Baden-Baden, foi vencida por Rudolf Caracciola. No  Grande Prêmio da Alemanha de Carros de Corrida, realizado em Nürburgring em 15 de julho, um triunfo triplo deixou claro que o "SS" poderia fazer. Vários outros sucessos de corrida, mesmo antes do "SS" ser incluído no programa de vendas em Outubro. O "S", cuja produção de chassis foi finalmente descontinuada em setembro de 1928 após uma série de 146 unidades, continuou a ser incluída na lista de preços até o início de 1930.

IMG_20220829_174856.jpg

IMG_20220829_180711.jpg

IMG_20220829_180730.jpg

IMG_20220829_180815.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryer

Referencia nº Y 16 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:30
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Abril de 2022

Hispano Suiza K6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Hispano Suiza K6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

537ª – Hispano Suiza K6 Matchbox

Na caixa pode ler-se:

“Este motor de 120 cv e 6 cilindros do Tipo K6 atinge uma velocidade máxima de mais de 90 mph. o boné rad-iatoo foi agraciado por uma cegonha voadora prateada e o carro era rápido, luxuoso e caro, custando # 3.125 em 1938”

Modelo real

O Hispano Suiza K6 foi apresentado no Salão Automóvel de Paris no outono de 1934. Como de costume, foi oferecido apenas como chassi rolante, para que os clientes pudessem instalá-lo com uma carroceria de sua escolha. Com suas dimensões de chassi idênticas, não é de surpreender que muitos construtores de carrocerias oferecessem carrocerias muito semelhantes para o K6 e o ​​J12. Como resultado, o K6 era frequentemente revestido com corpos abertos e fechados absolutamente requintados. Isso mais do que compensou os números de desempenho ligeiramente inferiores em comparação com os modelos H6 finais. O último K6 foi entregue novo na primavera de 1938, embora a produção tenha parado em 1937. Devido às crescentes hostilidades, particularmente na Espanha, a Hispano Suiza foi forçada a abandonar os automóveis e se concentrar apenas nos motores de avião.

Entre 1934 e 1938 um total de 204 carros foram construídos na fábrica do fabricante em Paris. Perto de quarenta exemplares são conhecidos por terem sobrevivido.

IMG_20220412_143036.jpg

IMG_20220412_143401.jpg

IMG_20220412_143413.jpg

IMG_20220412_143705.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante

Série Models of Yesteryar

Referencia nº K 17

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Maxwell Sport - Um olhar ...

. Auburn Speedster 851 Supe...

. Packard  38  Phaeton - Um...

. MG TC - Um olhar sobre as...

. Bugatti Type 44 1927 - Um...

. Ford T 1912 carrinha - Um...

. O primeiro Jaguar - Um ol...

. A minha homenagem aos bom...

. Mercedes Benz Super Sport...

. Hispano Suiza K6 - Um olh...

.  Crossley camião 1920  - ...

. Ford T 1909 - Um olhar so...

. Stutz Bearcat 1931 - Um o...

. Mercury Cougar - Um olhar...

. Stutz Roadster - Um olhar...

. Cadillac - Um olhar sobre...

. Mercer Type 35 Series J R...

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub