Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2023

Exposição de miniaturas Centro Cultural Regional 1986

Exposição de miniaturas Centro Cultural Regional 1986

Exposição de Miniaturas de Automóvel de 6 a 25 de Outubro de 1986 no Centro Cultural Regional. no Largo de S. Pedro.

exposição no Centro Cultural e Regional 1986.jpg

406158_e323553e6d82791e1f0716006b98a0c9.jpg

Estiveram presentes os seguintes colecionadores

António José Cachine Machado

Manuel Foreira Rodrigues Dinis

António Barroso de Sequeira Varejão

Elisabete Pais Martins

Fortunato M.A. Fonseca

Artur Fernandes de carvalho Costa - Chefe Artur


publicado por dinis às 02:09
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022

Renault R8 Godini  Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault R8 Godini  Um olhar sobre as minhas miniaturas

749ª – Renault R8 Gordini Troféu

Renault R8 Godini  José carpinteiro Albino 1º Rallye Internacional TAP 1967

Em frente á Toca da Raposa um carro azul chamava a nossa atenção á saída do Liceu.

No Circuito de Vila Real foram vários e como havia uma esperança de um de alguém fazer os decalque para Vila Real optei pelo do TAP.

Modelo real

O rali já se realizava há alguns anos quando o presidente da Tap anunciou um rali a niveal internacional.

Para isso César Torres organiza uma prova em que a concepção fosse um misto entre o Coupe des Alpes e uma imagem á semelhança do Rali de Monte Carlo, com partidas de várias cidades europeias, que convergiriam para um ponto de concentração, San Sebastien. Para o percurso comum num traçado bastante duro para mecânicas e pilotos, foi a forma encontrada pela organização atrair os melhores pilotos nacionais e estrangeiros e os grandes construtores.

Entre 5 a 8 de Outubro de 1967, o Rallye Internacional TAP, estava na estrada o primeiro rali em Portugal com os resultados a serem processados por computador.

O Renault 8 Gordini de Carpinteiro Albino e Silva Pereira fez história em 1967 ao vencer a primeira edição do Rali de Portugal, uma prova em que à entrada para a última etapa, disputada nas estradas de Sintra, o francês Jean-Pierre Nicolas também em Renault surgia destacado no comando.

No final uma batedela e os problemas na caixa de velocidades fez com que José Carpinteiro Albino e Silva Pereira, tomassem a dianteira.

O pai de Nicolas disse-lhe “Vai devagar porque já ganhaste”.

Numa época em que se passeava de dia … para se acelerar á noite, e o primeiro lugar quase dava para pagar o carro.

A primeira vitória era portuguesa! Nas palavras de Carpinteiro Albino, ‘”a dureza da prova era inimaginável, tanto para os condutores como para os automóveis”.

Modificação na miniatura

IMG_20230116_143129.jpg

IMG_20230116_143159.jpg

IMG_20230116_143239.jpg

IMG_20230116_143309.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Troféu

É um kit da Troféu em resina e partes metálicas

Série Kit

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 22:51
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2022

Sauber SHS C6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Sauber SHS C6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

748ª - Sauber SHS C6 Teneriv

#20 - Sauber SHS C6 Ford (Seger & Hoffman) - BASF Cassetten Team GS Sport Ford V8 3955 cc -Joachim Stuck (D)/Jean-Louis Schlesser (F)/Dieter Quester (A) 24 Heures du Mans20.6.1982

Um belo carro que teve várias marcas Sauber SHS, Sehcar SH 6, Alpa LM até que voltou a Sauber

Modelo real

Em 1982, os carros do Grupo C, a nova categoria de carros desportivos internacionais levaram os principais animadores e Ex-construtores do Grupo 5 da Porsche, Joest  e Kremer havia constuido em seu próprio carro do Grupo C, fabricado em casa, o 936C.

Domingos Piedade dirigia desportivamente a GS Sport de Fribourg quando em com conjunto com a Seger , a Hoffman formaram o grupo suíço SHC  que em conjunto com a Sauber fizeram um dos mais originais carros do Grupo C

Peter Sauber fez o chassis uma estrupura monobloco  de alumínio e a construção geral do carro, enquanto Hugo Seger e Dieter Hoffman especialistas em materis plásticos , desenvolvimento aerrodinamico da carroçaria , feita a base de rezina epoxy prensada com a incorporação de kelvar.

A cassete da alucinante da BASF transformava novamente o protótipo do Grupo C em que sobressaia aquela asa traseira grande, em forma de delta e pilão único.

A Sauber SHS C6. Para Le Mans, foram movidos por motores Ford Cosworth DFL, embora no final do ano tenham mudado para motores BMW.

No Mundial de resistência os pilotos da BASF GS Sport Hans Stuck , Hans Heyer e o carro de Walter Burn pilotado por ele e Siggi Muller Jr. mas os compromisso de D Piedade com a Lancia leva Jean-Pierre Jarrier Patrick Tambey.

Na primeira sessão de treinos Hans Stuch no sauber nº 20 faz 3.36,18 o quarto melhor desse dia

Na segunda sessão Stuck, Schlesser, Quester melhora para 3.33,25..

No Warm ul ou seja aquecimento era a novidade que passou a uma sessão de treinos livres de 45minutos

Ao cair da noite o Sauber nº20  Stuck, Schlesser, Quester abandona com o suporte do motor partido devido as vibrações do Cosworth na sexta hora e o dos colegas nº 19 na hora seguinte por causa do motor de arranque.

Os dois Sauber Grupo C passaram para Walter Brun assumiria a empresa GS-Sport em dificuldades e renomearia como Brun Motorsport para a temporada de 1983. o BMW da GS-Sport, o Sauber SHS C6 O2, foi modificado o último no que ficou conhecido como Sehcar SH 6

Mas quando o Sehcar SH C6.quando foi vendido ao francês Roland Bassaler volta a chamar-se Sauber SHS C6 e foi equipado de um seis cilindros BMW 3.453 cm3 (type M88).até 1988

Em 1993 saiu da reforma e a sua carroceria foi modificada.pela Synergie, recebe  um V8 Cosworth,  e passa a chama-se Alpa LM.

A última prova terá sido nas 24 Hours          24 Heures du Mans 19.6.1994 com o nº 8 - Alpa LM Ford #82-C6-02=>001 (Thompson-Seger & Hoffman) - Roland Bassaler    

Modificação na miniatura

É um kit em resina da Teneriv que utilizava uma cor rosada.

IMG_20230131_142603.jpg

IMG_20230131_142622.jpg

IMG_20230131_142638.jpg

IMG_20230131_142710.jpg

IMG_20230131_142721.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Teneriv

Série Kit

Referencia nº 44 preço 5100$00

Material – resina e zamac

Material da placa de base – resina

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:39
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2022

Fiat Turbo Ie - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat Turbo Ie - Um olhar sobre as minhas miniaturas

747ª – Fiat Turbo Ie F Project

Fiat Uno Turbo Ie Totip nº 22 Rally Portugal 1986 Giovannni del Zoppo - Loris Roggia esteve na Exposição de Miniaturas de Automóvel no Centro Cultural Regional de 06 a 25 de Outubro de 1986

Um Troffeo Fiat Uno para promover o carro na Itália, ocorreu entre 1985 e 1986 com motores na ordem de 155 cv..

Modelo real

Naquela quarta-feira de 5 de Março as 9h15 iniciou-se o Rali de Portugal no Autódromo do Estoril a primeira etapa da Lagoa Azul estava marcada para as 9h15, num percurso muito rápido de 5 km com muitas curvas largas e os expectadores marcaram a habitual presença.

No Marão, como sempre, lá estávamos ao meio dia, apesar de sabermos que os carros mais competitivos do Mundial passariam.

A sensação foi pera o pequeno Fiat Uno Turbo com motor 1,3 turbo de 118 CV originais, mas com a preparação chegava aos 165 cv para um peso total de 885 kg, o que garantia u ma boa relação peso potência, na ordem de 5 kg por cavalo com as cores da Totip.

No final, os portugueses fizeram a festa e a vitoria foi para a dupla Joaquim Moutinho / Edgar Fortes no Renault 5 Tour de Corse seguido de Carlos Bica/Cândido Júnior no Lancia Rally 037 evo2 e em 3º o Fiat Uno Turbo que venceu o grupo A. 

Jolly Club

Modificação na miniatura

 É um Kit em resina idealizado, adquirido e realizado muito depressa em que os decalques se detoraram muito.

IMG_20230316_144013.jpg

IMG_20230316_144120.jpg

IMG_20230316_144214.jpg

IMG_20230316_144356 (1).jpg

IMG_20230316_144440 (1).jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante F Project

Série

Referencia nº preço

Material – resina

Material da placa de base – resina

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 22:14
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2022

Alfa do Conde Ricotti - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa do Conde Ricotti - Um olhar sobre as minhas miniaturas

741ª – ALFA 40/60 Rio

Um dos primeiros monovolumes esteve na Exposição de Miniaturas de Automóvel no Centro Cultural Regional de 06 a 25 de Outubro de 1986

Um carro com as portas atrás.

Modelo real

O A.L.F.A 40/60 HP era um carro de estrada e de corrida desenhado por Giuseppe Merosi, tal como todos os outros A.L.F.A da então Anonima Lombarda Fabbrica Automobili. O A.L.F.A 40/60 HP tem um motor de 4 cilindros em linha com 6082 cc, com quatro válvulas aéreas que produzia 70 cv e a sua velocidade máxima era 125 km/h. O modelo de corrida 40/60 HP Corsa tinha 73 cv e uma velocidade máxima de 137 km/h, e ganhou a sua categoria na corrida Parma-Berceto.

Protótipo aerodinâmico ALFA 40-60 HP Castagna

Na sequência de um pedido do Conde Milanês Marco Ricotti,  à Carrozzeria Castagna uma carroçaria Aerodinâmica para o ALFA 40/60 HP que também ficou conhecido por Siluro Ricotti,

A carroçaria foi desenhada por Ercole Castagna, em Milãoque a projetou e construiu uma requintada carroceria de alumínio adamascado em 1914, modelada a semelhança de um dirigível, com o enorme radiador na frente do motor com a carroçaria a afunilar para a rectaguarda. O acesso ao carro e também ao motor é feito por portas rectangulares e moldadas em curvatura, originalmente na frente das rodas traseiras e que permitiu passar de uma velocidade máxima de 125Km/h  para 139 km/h.

Em 1976 foi reconstruída uma réplica, com curadoria de Luigi Fusi e a colaboração do próprio Castagna, destinada ao Museu Alfa Romeo onde se encontra em exposição.

IMG_20230315_141038.jpg

IMG_20230315_141118.jpg

IMG_20230315_141138.jpg

IMG_20230315_141215.jpg

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante

Série

Referencia nº 55 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:30
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Dezembro de 2022

Russobalt - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Russobalt - Um olhar sobre as minhas miniaturas

735ª – Russobalt C24 1912 Riga

O Russobalt ou Rosso- Balt esteve na Exposição de Miniaturas de Automóvel no Centro Cultural Regional de 06 a 25 de Outubro de 1986 e na II Exposição de Miniaturas do CAVR. na Garagem S. Cristóvão. de 11 a 17 de Julho de 1988

Pycco Bant C24 1912

Modelo real

No século XVIII, Ivan I. Polzunov construiu o primeiro motor a vapor de dois cilindros do mundo, enquanto Ivan P. Kulibin criou um veículo movido a força humana. Um dos primeiros veículos do mundo foi inventado por Fyodor A. Blinov em 1877.

Em 1896, a fábrica de motores Yakovlev e a oficina de fabricação de carruagens Freze fabricaram o primeiro automóvel russo com motor a gasolina, o Yakovlev & Freze. apresentado em Maio de 1896, no Nacional de Arte e Exposição Industrial em Nizhny Novgorod.

O primeiro carro russo tinha um motor de 1,5 cv e um peso de 300 kg e uma velocidade máxima de 20 km / h. por P. Frese e a fábrica de motores EA Yakovlev

Os carros estrangeiros, como os "Benz", "Adler", "Panhard-Levassor", predominavam na Rússia e também produzidos sob licença, "De Dion-Bouton" empresas "Daymper-Kannshtadt

Quando o czar Nicolau II decidiu abrir a Russo-Baltic Wagon Factory (RBVZ) na rua Valmieras, Riga, para ser a primeira a começar a produzir automóveis, convidou o Suíço, Julien Potterat, para diretor da seção de carros e designer principal, e  aproveitar os seus conhecimentos utilizados namarca Belga  'FONDU' permitiu em Junho de 1909 o primeiro 'RUSSO-BALT' sair da fábrica.

A fábrica produzia três modelos de carros e três modelos de caminhões. O Modelo C, o modelo "E" com um motor de 40 hp. E o modelo mais potente o S de 60 hp,. Mais tarde em 1915 o half-track "Russo-Balt, que foi produzido especificamente para o exército.

Em 1912, um "Russo-Balt" participou no Rally de Monte Carlo pilotado pelo editor da revista "Carro" Andrew Nagel partindo de St. Petersburg, Nagel deslizou com as estradas cobertas de neve onde utilizaram cintos de couro com pregos, rodeando o pneu e os tornarem no primeiros anti-derrapante.

Em 1914, a Russo Baltique tinha feito 300 carros o que comparando com aAlfa-Romeo 205 carros, Audi 216 carros, Bugatti 150, a Russo-Balt era o verdadeiro líder europeu da indústria automóvel no início do século XX. Mas em seis anos, isto é, de 1909 a 1915, foram produzidos 625 carros, incluindo as encomendas do departamento de guerra.

As instalações da fábrica foram para Moscou e São Petersburgo. durante a Primeira Guerra Mundial. conseqüentemente, a fábrica em Riga não existia mais. Logo um projeto de construção de uma nova fábrica 'RUSSO-BALT' perto de Moscou começou, mas em 1917 este projeto foi encerrado pela revolução e guerra civil na Rússia.

Apenas dois carros RUSSO-BALT, fabricados em Riga, sobreviveram até hoje, um deles está localizado no Museu Politécnico de Moscou e o outro no Riga Motormuseum.

IMG_20230309_192006.jpg

IMG_20230310_141536.jpg

IMG_20230310_141941.jpg

IMG_20230310_142051.jpg

IMG_20230310_143131.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante CCCP

Série

Referencia nº A 32 preço 2950$00

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - USSR

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:10
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Dezembro de 2022

Audi Quatro - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Audi Quatro - Um olhar sobre as minhas miniaturas

730ª – Audi Quatro Modelos 3J

Audi Quatro 1982

Michèle Mouton a única Mulher a ganhar o Rali do de Portugal

Modelo real

Audi Quatro 1982

O engenheiro  da Audi, Jörg Bensinger, viu no Volkswagen Iltis a facilidade com que superava outros na neve, idealizou com Walter Treser a montagem do sistema de transmissão no Audi 80 o Ur-Quatro. Posteriormente aplicado no Coupé e originar o Audi Quattro com tração nas quatro rodas de alto desempenho, apresentado no Salão de Géneve 1980 de acordo com o Brupo B o revolucionário Quatro, iria destacar nos próximos cinco anos.

O Rali do Algarve de 1980 tem a abrir a prova com o nº 0, o Audi Quattro, com Hannu Mikkola/Arne Hertz aos comandos a primeira aparição pública s surpreender todos quando se soube que se os tempos do Audi valessem, teria ganho com muita vantagem.

No ano seguinte Hannu Mikkola/Arne Hertz volta para o Rali de Portugal na estreia oficial em terra da Audi acompanhado por Michele Mouton e Fabrizia Pons.  O Audi com cerca de 340cv de Hannu Mikkola/Arne Hertz no comando, abandona no Marão com avaria no motor. A jovem Mouton e Fabrizia Pons beneficia dos abandonos e termina no 4º lugar, á frente do Datsun Violet de Pond.e atrás do Toyota de Célica Waldegaard.

Em 1982, somente as equipas oficiais da Audi, Opel, Toyota e a Nissan com a Violet participante nos dois últimos safaris.

A Audi Sport dispunha de três carros oficiais e os C Visa Trophee de Grupo B numa edição em os novos Grupos A,B e N, coexistiram com os Grupos 2 e 4.

A passagem noturna do Porto foi fita entre muitos espectadores que estiveram um pouco por toda a parte. Com a Audi a comandar a prova como fizera no ano anterior, Mikkola comandou até capotar na Lousa e consequente desistência, é agora era a vez de Michele Mouton superiorizar-se, ao ser mais rápida que Rohrl, em Opel Ascona 400. O terceiro Audi Franz Wittmann/ Peter Dieckmannocupa o 3º lugar, atrás do Toyota de Per Eklund/Reignar Spjuth.

No final do Campeonato foi Vice-campeã do Mundo de Ralis em 1982, e um dos pilotos a contribuir para o título mundial de construtores para a Audi

Michele Mouton “Lembro-me bem dos fãs, sempre muito apaixonados pelos ralis e presentes em todo o lado, fosse de noite ou de dia, do nevoeiro em Arganil, mas recordo com muito agrado quando ganhei esta prova e, no final, quando caminhávamos para o pódio, as mulheres atiravam-nos flores. Foi fantástico e talvez por isso, ainda hoje não tenho dúvidas de que era o meu rali favorito.”

No ano seguinte, 1983 é finalmente a vez de Hannu Mikkola, Audi Quattro A1 e novamente em 1984 volta a vencer Hannu Mikkola num Audi Quattro A2

Em 1985 Hannu Mikkola é 3ª num Audi Sport Quattro enquanto o outro Audi de Stig Blomqvist / Björn Cederberg é quarto.

Modificação na miniatura

O kit da Modelos 3J agora já mais elaborado, foi limado e limpo. Depois de pintado e decorado foi sujo com lama.

IMG_20221201_142459.jpg

IMG_20221201_142520.jpg

IMG_20221201_142551.jpg

IMG_20221201_143916.jpg

IMG_20221201_142533.jpg

Miniatura

Interior detalhado

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Modelos 3J

Série Rally

Referencia nº7 preço 1000§00

Material – bloco de resina ao qual se juntavam peças metálicas

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 22:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Novembro de 2022

Opel Ascona 400 Plubimmo Racing - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Opel Ascona 400 Plubimmo Racing - Um olhar sobre as minhas miniaturas

719ª – Opel Ascona Troféu

Anders Kullang e Bruno Berglund Opel Ascona 400 no Rallye de Portugal 1981

Modelo real

A Opel através da equipa monegasca Plubimmo Racing inscreveu o Opel Ascona para o Sueco Anders Kullang e Bruno Berglund

Com uma previsão de muita chuva na verdade pouco choveu.

No Marão Mikkola no Audi desistiu com o motor partido  e Per Eklund  no Toyota Celica a teve uma saída e o navegador Ragnar Spjuth  a ser reportado para Vila Real e em seguida de helicóptero para o Porto. Anders Kullang e Bruno Berglund não passou tinha, ficado no final do 10º troço na Lousa  teve de abandonar com problemas no semi-eixo quando a sua prestação estava a ser melhor do que no ano passado.

Na no Safari em 1981 também com o Ascona 400 do Gr.4 mas com condições meteorológicas adversas quando detinha uma confortável vantagem na liderança  apesar de um furo a 12 km da chegada a Nairobi, continuou a não ter sorte.

Na segunda etapa e na passagem pela reserva uma vaca provoca um acidente obrigando a nova intervenção da Opel. O primeiro lugar acaba quando a bateria o leva a uma imobilização de 35 minutos, leva ao abandono e ver quatro Datsun nos quatro primeiros lugares. Mehta no Datsun 160J é o primeiro.  

Em 1990 Anders Kulläng fundou uma escola de rally por onde passaram muitos pilotos.

Modificação na miniatura

É um Kit da Trofeu em resina 

IMG_20230109_142028.jpg

IMG_20230109_142100.jpg

IMG_20230109_142325.jpg

IMG_20230109_142446.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resinade acordo com as originais.

Fabricante Trofeu

Série Kit

Referencia nº 03 preço

Material – zamac

Material da placa de base – resina

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:18
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022

Ferrari 512M Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari 512M Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

716ª – Ferrari 512 M Solido  

Ferrari - 512 CH.1008 n 19 Vila Real 1971 R. Herzog da Herbert Müller Racing, esteve na Exposição de Miniaturas de Automóvel no Centro Cultural Regional de 06 a 25 de Outubro de 1986

Depois de ter sido publicado inicialmente no Portal dos Clássicos https://portalclassicos.com/foruns/index.php?threads/colec%C3%A7%C3%A3o-manuel-dinis.7814/page-3

Recordo uma foto tirada na sexta feira no final dos trinos em plenas boxes em 1971 ao lado do Ferrari 512 M  ‎1971, XVIII Circuito Internacional de Vila Real . O Ferrari 512M a versão "M" (de Modificatta) numa época em que o som dos motores ecoava por toda a cidade e Muller possuía dois ou três Ferrari 512.

Modelo real

A Ferrari 512M, que surgiu nas pistas no final de 1970, foi um desenvolvimento do modelo 512S, que durante a temporada havia mostrado pouca confiabilidade, principalmente em relação ao Porsche 917, com a Ferrari a desenvolver o 312PB de 3 litros, a pensar no novo regulamento. o 512M foi confiado para 1971 para equipes privadas: Penske, Loos, Escuderia Montjuich, NART, Ecurie Francorchamps e assim por diante. A mudança no regulamento em vigor desde 1972 impediu que as equipes voltassem a entrar nos 512M's nas corridas do campeonato mundial.

Em 1971 os organizadores reduzirem a distância, os carros dos Grupos 3 e 6, Nos treinos, o conhecimento do circuito permitiu a Araújo Cabral a garantir a pole, com Bagration e Bamford na primeira linha para no dia da prova se tornar numa das mais emocionantes provas. A luta pela vitória entre René Herzog, Nicha Cabral e Jorge de Bagration a durar até quase até ao fim da prova, com a vantagem para o herdeiro da casa real da Geórgia e nascido no exílio em Espanha, disputada até ao fim, mas que acabou por ser vencida por Claude Swietlick no Lola T290. E René Herzog a ficar em 16º.

Modificação na miniatura

Pequenas modificações e a utilização das decalcomanias da Modelos 3J, caríssimas, mas de muita utilidade.

IMG_20230322_193037.jpg

IMG_20230313_172820.jpg

IMG_20230313_172929.jpg

IMG_20230313_174627.jpg

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante. Solido.

Série

Referencia nº 197 /- 7 /72  preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:51
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Novembro de 2022

Talbot Lago Grandes Épreuves - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot Lago Grandes Épreuves - Um olhar sobre as minhas miniaturas

714ª – Talbot Lago 1948 Brumm

No catálogo Talbot Lago F1 1948 e na caixa 1950 esteve na Exposição de Miniaturas de Automóvel no Centro Cultural Regional de 06 a 25 de Outubro de 1986

Como nos informava a caixa.

“O Talbot Lago juntamente com a Delage foram apenas duas marcas que defenderam a cores francesa nas pistas da Europa.

Entre as afirmações anteriores encontramos um Primeiro Prémio de França e as 24ª horas de Le Mans em 1950. A vedeta daquele ano era o Alfa Romeo 158 que que, no entanto, teve um consumo realmente considerável (1 km com um litro) ao contrário do Talbot que realizava 3,5 km o que obrigava o Alfa a numerosas paragens de reabastecimento o que impedia de cruzar a linha de chegada mais cedo. Este carro adotou a ascensão de duas velas por cilindro e três carburadores atingindo uma potência de 275 HP.”

Modelo real

O Talbot Lago foi idealizado pelo engenheiro Italiano Anthony F. Lago, O Lago T26 de Grand Prix fez a sua estreia no Grand Prix de Mônaco em 1948.

Em 1948, a AIACR sobrenomeou os Grandes Prêmios da Grã-Bretanha, Bélgica, Suíça, França e Itália como Grandes Épreuves, sendo o último deles o título de Grande Prêmio da Europa. Louis Chiron conquistou uma com o Lago-Talbot no GP da França, depois do Ferrari de Luigi Villoresi e a Maserati de Fangio abandonarem.

O T26C no Coupe du Salon em Montlhery foram 1º, 2º e 3  por intermedio de Louis Rosier, Pierre Levegh e Yves Giraud-Cabantous.

Rosier no Talbot-Lago garantiu a ele o Campeonato Francês naquele ano, que também incluiu uma vitória marcante no Grande Prêmio da França em Reims por Louis Chiron.

Em 1949 duas grandes vitórias em Grand Prix na Bélgica e em França, e participou das duas primeiras temporadas de fórmula 1 em 1950 e 1951. Foi pilotado por Louis Chiron, Jean Louis Rosier e Georges Guignard.

Campeonato Mundial de Fórmula 1 1950

A equipe de fábrica em 1950, inscrita sob a bandeira "Automobiles Talbot-Darracq", mudava de corrida para corrida, mas incluía os pilotos franceses Yves Giraud-Cabantous, Eugène Martin, Louis Rosier, Philippe Étancelin e Raymond Sommer, que dirigiram para o equipe de fábrica às vezes em 1950. Henri Louveau, Johnny Claes, Harry Schell, Eugène Chaboud, Pierre Levegh, Guy Mairesse e Charles Pozzi também competiram no T26C durante o campeonato.

IMG_20230315_141247 (1).jpg

IMG_20230315_141254.jpg

IMG_20230315_141526.jpg

IMG_20230315_141706 (1).jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série

Referencia nº74 preço

Material – zamac

Material da placa de base – Metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Italia

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 18:46
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Exposição de miniaturas C...

. Renault R8 Godini  Um olh...

. Sauber SHS C6 - Um olhar ...

. Fiat Turbo Ie - Um olhar ...

. Alfa do Conde Ricotti - U...

. Russobalt - Um olhar sobr...

. Audi Quatro - Um olhar so...

. Opel Ascona 400 Plubimmo ...

. Ferrari 512M Vila Real - ...

. Talbot Lago Grandes Épreu...

. Chevron B23 - Um olhar so...

. Renault Grande Prémio - U...

. Porsche 356 1952 - Um olh...

. Peugeot 104 ZS no Marão -...

. Mercedes Benz 450 Slc - U...

. LOLA T292 Gitanes - Um ol...

. Chevron B 21 FVC  John Bu...

. Audi Sport Quattro  - Um ...

. De Dion, Bouton 1894  - U...

. Bugatti 35B 1928 Le pur s...

. GRD S-73/072 - Um olhar s...

. Citroen SM Proto encurtad...

. Lola T 70 P 101 BRM MK 3 ...

. Blitzen Benz o Benz de re...

. BMW 2002 TI Alpina Gr2 Ma...

. Wolf F1  - Um olhar sobre...

. Lamborghini Countach - Um...

. Citroen DS curto - Um olh...

. Fiat 110 HP 1905 - Um olh...

. Ford Escort RS 1800 - Um ...

. Jamais Contente - Um olha...

. Fiat 131 Abarth que ganho...

. O carro de Gugnot - Um ol...

.  Bedelia Sport 1913 - Um ...

. Fiat 124 Spider Abarth Ra...

. Chevron B 23 de um ídolo ...

. Lola T 280 DFV Team BIP c...

. Cyclecar Darmont 1929 - U...

. Lola T 292 Carlos Gaspar ...

. Porsche Aurora 2000 1972 ...

. Jaguar E - Um olhar sobre...

. Peugeot Double Phaéton 19...

. Heinkel Buble Car - Um ol...

. Peugeot - Vis A Vis Balda...

. Cooper Norton - Um olhar ...

. Mercedes Benz 300 SLRoadd...

. Panhard & Levassor 1895 M...

.arquivos

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub