Quinta-feira, 5 de Maio de 2022

Talbot Tagora - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Talbot Tagora - Um olhar sobre as minhas miniaturas

560ª – Talbot Tagora Solido

Uma esperança da Chrysler o projeto C9, foi desenvolvido pela Peugeot e lançado pela Talbot, como Tagora.

Modelo real

Em estudo desde 1976 sobre a direcção de M Blakeslee, continuou quando a operação europeia da Chrysler foi vendida para a PSA em 1978, a história do C9 mudou um pouco, agravado pelo momento em que surgisse no mercado, a Europa estaria a sofrer muito com os efeitos da Segunda Crise do Petróleo de 1979.

Em 1º de janeiro de 1979, a administração da Chrysler deixou Poissy para sempre, cabendo à Peugeot desvendar os produtos Peugeot-Citroen-Talbot, com o grupo PSA a supervisionar o desenvolvimento do C9 até sua conclusão e de utilizar o maior número possível de peças de PSA…

Bouwkamp explica as mudanças ocorridas na Peugeot quando assumiu o C9: “A Peugeot atrasou a data de produção do C9 para fazer alterações para instalar seu motor V6 e aumentar o nível de recursos e nomeação – e o preço. Acho que eles moveram as rodas dianteiras cerca de duas polegadas para a frente para acomodar o motor”.

“Acho que a adição do V6 e o ​​movimento das rodas realmente ajudaram o C9. Acho que falhou no mercado porque a PSA não precisava do carro. Eles já tinham dois carros (Citroën CX e Peugeot 604) neste segmento de mercado de 1.200.000 a 1.500.000. Pareceu-me que o C9 – que batizamos de Tagora – deveria ser um novo modelo do 604”, e exibido no Salão de Paris em 1980 em que foi visto como um serio rival do Peugeot 604

No Reino Unido, o Talbot Tagora tinha como um rival o Ford Granada, e a Vauxhall numa oposição desde os tempos de Rootes.

Em Março de 1981 os jornalistas puderam aprecia-lo em Marrocos.

A CAR Magazine, ensaiou o Tagora e gostou do desempenho do V6: 'Com tração admirável, mesmo em estradas de montanha filmadas com neve recém-caída, o SX parece mais lucrar do que sofrer com as altas relações de sua transmissão, e sobe o velocímetro com ânsia isso deve colocar todos os seus rivais de classe na sombra.'

A revista testou o V6 SX no ano seguinte e ficou impressionada com o seu desempenho (0-30 mph, 2,9 segundos, 0-60 mph, 7,9 segundos, velocidade máxima, 122 mph). A versão V6 com carburador triplo, tornou-o no carro mais potente da França, onde os jornalistas compararam o seu consumo ao de um porta-aviões.

IMG_20220505_180233.jpg

IMG_20220505_180405.jpg

IMG_20220505_180433.jpg

IMG_20220505_180717.jpg

Miniatura

Abres as portas,.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº1307 - 05/81

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está junta à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País -

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:03
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Abril de 2022

Ford Mustang - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ford Mustang - Um olhar sobre as minhas miniaturas

548ª – Ford Mustang Norev

Ford Mustang (Terceira geração)

 Modelo real

O modelo de 1979 do Mustang foi baseado na plataforma Fox, uma ideia da Ford para um carro de tamanho único a servir como carro desportivo de duas portas e um carro familiar de quatro portas.

O seu uso inicial fou no Ford Fairmont e Mercury Zephyr apresentados em 1978.

A Ford construiu o Mustang 1979 em torno da plataforma compartilhada com carros Lincoln-Mercury-Ford para manter os custos de desenvolvimento e construção baixos.

Os estilos de carroceria do Mustang incluíam um sedã de 2 portas (coupé) e sedan de 3 portas (hatchback). Dois níveis de acabamento estavam disponíveis: o modelo básico e o modelo Ghia mais luxuoso. A distância entre eixos era de 5 polegadas (127 mm) mais curta do que a série Fairmont/Zephyr em 100,5 polegadas (2.553 mm) (quase o mesmo que o Ford Capri europeu de saída e mais de 4 polegadas (102 mm) mais longo que o Mustang II.

O Ford Mustang de terceira geração foi produzido pela Ford de 1979 a 1993. Sendo construído na plataforma Fox da Ford, é comumente referido como o Mustang de corpo Fox. Ele evoluiu através de vários submodelos, níveis de acabamento e combinações de transmissão durante sua vida útil de produção.

IMG_20220423_145152.jpg

IMG_20220423_145243.jpg

IMG_20220423_145315.jpg

IMG_20220423_145514.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico tipo roda rápida.

Fabricante  Norev

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:46
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Abril de 2022

Porsche 930T "Meccarillos" MC´70 #23 Haldi/Sandoz- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 930T "Meccarillos" MC´70 #23 Haldi/Sandoz- Um olhar sobre as minhas miniaturas

543ª – Porsche 930 Faster 43

Porsche 930T "Meccarillos" MC´70 classificou-se no 23º lugar e tinha o.nº23 Claude Haldi - Bernard /Sandoz  no 48. Rallye Automobile de Monte-Carlo 1980

Modelo real

O 930 foi a versão turbo do 911 surgiu para permitir que a Porsche tivesse a homologação para disputar a temporada de 1976 da FIA, tendo inicialmente sido feitos 400 exemplares, precisamente para cumprir com o requisito federativo.

Ao longo dos anos, a Porsche sempre esteve entrelaçada no automobilismo, e como não podia deixar de ser os seus automóveis refletiram suas intenções de corrida com vários dispositivos especiais de homologação a serem constantemente lançados.

O Porsche 911T conduzido por Vic Elford e David Stone foi o primeiro sucesso da Porsche no Rali de Monte Carlo em 1968 e em 1978 um Porsche 911 Carrera 3.0 Grupo 4 “privado” venceu o Rali de Monte Carlo com Jean-Pierre Nicolas, batendo os carros as equipes oficiais da Lancia Stratos HF de Sandro Munari. um piloto privado a conseguir bater os carros oficiais, só aconteceu duas vezes na história do Rali de Monte Carlo.

O Rali de Monte-Carlo de 1980 (48º Rali de Monte-Carlo), realizado de 19 a 25 de Janeiro, a primeira etapa do Campeonato Mundial de Rally teve a partida a 19 de Janeiro de 1980 como habitualmente numa das nove cidades escolhida pelo concorrente e a chegada a 25 de Janeiro no Mônaco

Vários pilotos participaram com o Porsche 930 Turbo mas o mais bonito é o nº 23, pilotado por Claude Haldi e Bernard Sandoz  que se classificaram no 23º lugar.

Modificação na miniatura

É um trans kit da Faster 43 para o Porsche 930 Nº 63 da Solido

Seguindo as instruções, a miniatura da Solido foi desbastada na parte restante do aileron traseiro a fim de adaptar o que vinha com o kit. Coladas as extensões das rodas traseiras e o extintor na frente do banco dianteiro direito, e colocados os projetores dianteiros.

IMG_20220418_214003 (1).jpg

IMG_20220418_225235.jpg

IMG_20220418_225314.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido Trans kit Faster 43

Série

Referencia nº D03

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado num saco plástico transparente.

País – França- Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:29
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Abril de 2022

Aurora Porsche 935 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Aurora Porsche 935 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

530ª – Porsche Aurora 935 Luso Toys

Porsche Aurora RSR -Joaquim Moutinho - 1º Vila do Conde 1978

O Natal de 1981, foi assim…

Um carro decorado com tecido

Modelo real

Com os novos regulamentos para 1977, nascem os Silhueta e na Aurora nasce o Porsche Aurora, originalmente um Targa, equipado com um motor de 2.8 com 280 cv.

A morte trágica de Kiko Ribeiro da Silva teve em Joaquim Moutinho o continuador do desenvolvimento do RSR e lutar com Robert Giannone o que veio a acontecer na corrida principal para o Grupo 2,3,4 e 5 no 22 Circuito de Vila do Conde, decorado com os cobertores do Team Lopes Correia

A superioridade de Robert Giannone era evidente com o Porsche RSR mas em Vila do Conde encontrou Joaquim Moutinho a estrear-se ao volante do Porsche Aurora.

Naquela tarde de Agosto, Giannone foi o mais rápido no arranque mas, Moutinho, pouco depois, passou para primeiro, o que prometia uma aguerrida prova.

Na quarta volta, na curva do Castelo, Giannone entrou na areia e voltou á pista para recuperar o tempo perdido.

 O público entusiasmava-se com milhares de espectadores em pé a assistir uma corrida emotiva, até que na 18ª volta foi o mais rápido em 1.06,49 a media de 146,187. Mas o Aurora Porsche cada vez mais competitivo é o primeiro no final das 20 voltas, seguido de Giannone uma das raras vezes em que o Porsche preto e prateado foi batido em pista, entre 1977 e 1978. Tino Pereira no De Tomaso Pantera foi 3º com o mesmo número de voltas.

Modificação na miniatura

Kit em Metal do modelo vendido já desorado e montado.

A parte frontal foi coberta com barro plástico e refeita os alargamentos da frente alterados

IMG_20220405_164744.jpg

IMG_20220405_170341.jpg

IMG_20220405_170414.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Luso Toys

Série Metal

Referencia nº K 11

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:44
link do post | comentar | favorito (1)
Terça-feira, 15 de Março de 2022

Aurora Porsche RSR António Barros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Aurora Porsche RSR António Barros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

509ª – Porsche Aurora RSR Luso Toys transformado

1979 Pierre Axel  2º classificado ou 1980 Ponto Verde vencedor, qual decorar?

1979 2º classificado 1980 1º

 Modelo real

A corrida do Agrupamento B em 1979 começou com o arranque de Barros, seguido por Giannone, Tino Pereira (de Tomaso Pantera) , Serafim Martins (Capri 3000), Jorge Petiz (Escort) e de Fernando Carneiro (Datsun 240Z). os espectadores estão de pé e os Porsche colados até que António Barros veio às boxes e , Giannone toma o comando. Na 21ª, Tino Pereira no terceiro posto com o grande De Tomaso Pantera abandona. Fernando Carneiro com o 240Z, é terceiro, já sem Sol

Em 1980

O duelo contínua a gora com novos motores.

António Barro partiu muito bem e Giannone atrasou-se e na primeira volta já havia uma diferença de mais de 5 segundos até que na 14 volta Giannone vai à box com o motor envolto em fumo.

O novo motor Motor preparado por Meznaire caminha para a vitoria e Robert é 17º numa classificação em que o artigo 21 do regulamento estabelece que só serão classificados os concorrentes que efetuem pelo menos 2/3 das volatas do vencedor.    

Modificação na miniatura

Refeita a frente

IMG_20220315_141814.jpg

IMG_20220315_141556.jpg

IMG_20220315_192734.jpg

IMG_20220315_192310.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Luso Toys

Série metal 

Referencia nº 8

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:03
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2022

 Peugeot 104 ZS- Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Peugeot 104 ZS- Um olhar sobre as minhas miniaturas

486ª – Peugeot 104 ZS Solido

Uma miniatura muito estranha

Foi fotografada sem ser limpa. Os para choques estavam trocados e quando inverti o modelo para o abrir e colocar os para-choques na sua posição, vi que a base era do Citroen LN… comecei então a pensar na expansão da marca e no desenvolvimento do modelismo ou o fruto das minhas experiencias…

Além do catálogo ser para 1980 e 81

Modelo real

 Rali de Antibes 104 Zs Esso Gr.2 N 59 Rally D' Antibes 1975 Pierre Pagani – X, Carlotti

Preto. amarelo ou laranja e vermelho  

Um carro foi inscrito no Grupo 2 em Antibes para Pierre Pagani. Naque que foi a segunda participação numa prova desportiva

O Peugeot 104 é um pequeno carro projectado por Paolo Martin entre 1972 e 1988. A versão coupé de três portas do Peugeot 104 foi lançado em julho de 1974 em um chassi encurtado, mas com o mesmo motor de 954 cc. Os faróis eram maiores e de forma retangular, em vez de quadrados. Originalmente vendido como o Peugeot 104 Coupé, os modelos de distância entre eixos mais curtos foram renomeados começando "Z" ( ZL, ZA, ZS2)

Na década de 1970, a Peugeot dominou os ralis africanos. o 104 ZS coupé Kit Rallye apareceu no Salão Automóvel de Paris em 1975, era uma pequena bomba, equipado com um motor de 1124 cm3 de 66 cv DIN , mais 20 que o ZL, e as qualidades de estrada que o permitiriam obter sucessos no rali ou em outras categorias

IMG_20220217_134749.jpg

IMG_20220217_134849.jpg

IMG_20220217_135137.jpg

IMG_20220217_214207.jpg

IMG_20220217_223101.jpg

IMG_20220217_221301.jpg

Miniatura

A base é do Citroen LN nº 22 -78e o nª de catalogo é 81 ou1081  

Levanta a mala.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está junta à carroçaria pelos parachoques

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito (1)
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2022

Porsche 930 Turbo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 930 Turbo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

484ª – Porsche 930 Turbo Solido

Um Porsche 930 que ainda não foi modificado…

 Modelo real

As corridas da Can-Am onde a Porsche dominou com a sua tecnologia de turbocompressor estimulou a estreia no Salão do Automóvel de Paris em 1974 do primeiro Porsche 911 Turbo e colocá-lo à venda na Primavera de 1975.

O objetivo original do 911 Turbo era a homologação para as corridas de 1976, rapidamente se tornou popular entre os entusiastas de automóveis. Quatrocentos carros foram produzidos até o final de 1975. Como a Porsche queria competir na temporada de 1976, eles ganharam a homologação FIA para o Porsche Turbo para o Grupo 4 no Nr. 645 em 6 de dezembro de 1975 e o 1.000º 911 Turbo foi concluído em 5 de maio de 1976.

Um spoiler dianteiro, guarda-lamas alargados adicionado ao Turbo já utilizado no Oldsmobile Jetfire, Chevrolet Corvair e tal como no BMW 2002, Turbo era uma forte ameaça visual,

A tecnologia turbo originalmente desenvolvida no 917/30 Can-An permitiu a Ernst Fuhrmann adaptar e criou um turbo mais utilizável no dia-a-dia e a aplica-lo ao seis cilindros utilizado no Carrera RS 3.0, criando assim o que a Porsche chamou internamente de 930.

O carro utiliza um único KKK turbocompressor instalado no 3.0 litros SOHC de seis cilindros da Porsche girou a 90.000 rpm para gerar 11,4 psi, a embrearem foi redimensionada e o caixa de cinco velocidades do 911 Carrera foi substituída por uma de quatro.

Entre 1975 e 1977 (3.0-litre) foram produzidos 2,819 unidades.

Em 1978, o motor passaria a 3,3 litros com a adição do intercooler, gerava 300 cv e 42 mkgf, suficientes para ir a 264 km/h e chegar a 100 km/h em 5 segundos.

O Porsche 930 fabricado Porsche entre 1975 e 1989, conhecido pelo público como 911 Turbo foi o modelo topo de gama do fabricante durante toda a sua duração de produção e, no momento da sua introdução, era o carro de produção mais rápido disponível na Alemanha.

Entre 1978 e 1989 o (3.3-litre) foi produzido em 18,770 exemplares.

IMG_20220215_142535.jpg

IMG_20220215_142549.jpg

IMG_20220215_142622.jpg

IMG_20220215_142710.jpg

Miniatura

Abres as portas,.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série Gam2

Referencia nº 63

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 22:09
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Fevereiro de 2022

Fiat 131 Abarth que ganhou em Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 131 Abarth que ganhou em Vila Real - Um olhar sobre as minhas miniaturas

482ª – Fiat 131 Abarth Solido

A miniatura de um modelo que vi há uns meses em Vila Real quando efetuou o troço cronometrado no Circuito Internacional de Vila Real numa edição especial da Solido com uma inédita folha de instruções om pedaço de papel com ma foto da frente late lateral direita de um lado e do outro lado uma outra foto agora da esquerda

 Modelo real

Em 1971, a Fiat assumiu a Abarth e a transformou-a no departamento oficial de corridas da empresa e preparar o lançamento da Fiat Racing Team, que se estreou na temporada de corridas de 1972 com o 124 Abarth Rally Group 4.

No Salão Automóvel de Genebra de 1976 foi revelado o Fiat 131 Abarth derivado da berlina estreada em 1974, como sucessora do Fiat 124 desde Outubro de 1974.

A concepção e construção da carroçaria do 131 Abarth Rally é do Bertone Style Centre que utilizou a fibra de vidro e alumínio foi equipado com capots e guarda-lamas em resina e portas em alumínio. Arcos de roda maiores, spoilers foram então adicionados e entradas de ar dinâmicas extra grandes no lado esquerdo do capot.

Em 1976 foram construídas as 400 unidades necessárias para a homologação e inscrição no Grupo 4 o nível mais elaborado de preparação que uma viatura podia obter.

A estreia foi no Rallye do Marrocos, com o patrocino do Olio Fiat, estão os pilotos Markku Alen, Maurizio Verini e Fulvio Bacchelli

A primeira vitória num rali internacional acontece no Rallye de Portugal em 1977 por intermedio de Markku Alén/Kivimäki

No ano seguinte Markku Alén/Kivimäki voltam a Portugal com novas cores a decorarem o 131 Abarth da Alitália onde volta a vencer.

Em 1980 a pista do Circuito Internacional de Vila Real serve de palco para a 29º prova de classificação denominada Vinho do Porto com 7 quilómetros de extensão antes de seguirem para Cheires.

A Fiat, agora com as cores da Fiat Itália e com Walter Röhrl/Christan Geistdörfer vencem a prova de Vila Real e também o rali.

No final do ano o Fiat 131 Abarth ganhou três títulos mundiais de construtores em 1977, quando Sandro Munari alcançou o título de campeão mundial de construtores do Grupo 4.

Em 1978 a Fiat com Markku Allen ganha o Mundial de Pilotos e a ganhar ambos os títulos em 1980, mas agora com Walter Rörhl a ser coroado campeão mundial de ralis quando o grupo Fiat já estava a trabalhar no sucessor do 131 Abarth Rally, o Lancia 037 Rally.

Curiosamente e com a mesma decoração há um Portugal que participa nos ralis históricos e que se encontra em exposição Clube Aveirense Automóveis Antigos.

IMG_20220213_142929.jpg

IMG_20220213_142943.jpg

IMG_20220213_142957.jpg

IMG_20220213_143026.jpg

IMG_20220213_143205.jpg

Miniatura

É uma edição especial da Solido. Baseada na edição 1701 que por sua vez deriva do nº 54

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série Edição limitada

Referencia nº 54 – 11-77 Edição Limitada 1704

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:43
link do post | comentar | favorito
Domingo, 30 de Janeiro de 2022

Sovra LM4 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Sovra LM4 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

468ª – Sovra LM4 Solido transformado

Uma ideia interessante proposta pela revista "LUI" e o costureiro Jean Cacharel já tinham em 1976 apresentado o Renault 5 Cabriolet

Modelo real

A versão LM

A Sovra (SOciété de Vente et de Repair Automobile realizou inúmeras transformações, mas a partir de 1980 apresentou o Sovra LM4, um modelo baseado no Renault 5 de três portas.

O cliente deixava seu carro por 4 dias, novo ou usado, para ser transformado numa versão aberta.

O R5 Sovra é mais uma mistura entre uma targa e o habitáculo da frente do Renault 5, onde as portas mantêm os seus montantes mas ficava sem tejadilho na frente para enxertar uma estrutura rígida em poliéster removível, enquanto um grande arco confere rigidez, com um tejadilho de lona retráctil à frente e uma lona dobrável atrás

Na traseira, o teto é substituído por uma capota que se abre como um descapotável, entre os dois um arco serve como reforço da carroceria. O porta-malas mantém o volume inicial e o banco traseiro rebatível.

O novo modelo é aprovada pelo departamento de mineração com o apoio de uma nova ficha de registro e um número de série rebitado no compartimento do motor.

.Modificação na miniatura

Cortado o tejadilho com muito cuidado para que os aros da porta não se partissem e o mesmo para o tejadilho traseiro.

Feita a capota  e o targa e pintado a meu gosto.

IMG_20220130_144429.jpg

IMG_20220130_144522.jpg

IMG_20220130_144822.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 1317

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 22:41
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022

Renault 5 Le Car Van - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 5 Le Car Van - Um olhar sobre as minhas miniaturas

458ª – Renault 5 Le Car Van Auto Pilen transformada

Modelo real

A Heuliez criada em 1920 por Adolphe Heuliez, que começou fazendo carroças puxadas por cavalos, apresentou em 1979 uma das carrinhas mais pequenas do mundo, como um exercício estilo, o Renault 5 Le Car Van, aproveitada pela Renault numa tentativa de conquistar o mercado nos Estados Unidos, quando em 1976 em cooperação da AMC (American Motors Corporation) lançou a comercialização de seu Renault 5 nos Estados Unidos sob o nome AMC "Le Car"

A Renault tornar-se-ia na maior acionista da AMC em 1980 e aumentaria a sua participação até aos 49%.

A principal alteração e a mais visível foi na traseira do Renault 5, quando retirou os vidros laterais traseiros e os substituiu por um painel de poliéster injetado com vigia escurecida com moldura em alumínio, e a porta traseira envidraçada por uma porta inteiriça em poliéster, com vigia rectangular do mesmo tipo como nos dos painéis laterais.

A roda sobressalente foi colocada na tampa traseira e coberta com uma tampa com a inscrição “Car Van” inspirado nas vans americanas que estavam na moda. Disponível nas versões TS, automáticas, mas também para empresas. Isso ofereceu uma ampla escolha de 2 a 4 lugares.

A carroceria principal é preta mas também foi disponibilizada em branco ou nas cores padrão da Renault onde se destaca uma faixa de arco-íris nas laterais e na traseira. A parte inferior do corpo e o capô também trazem a inscrição identificando o modelo. O compartimento traseiro, é um verdadeiro pequeno salão acolchoado totalmente coberto com carpete ocre de alta qualidade, sem o banco traseiro.

O interior também foi modificado embora idêntico ao do R 5 de série, pode beneficiar, como opção, de bancos reestofados em vermelho persa, tapete vermelho no chão e nos painéis das portas.

A modificação inicialmente baseada no modelo "R5 TS" e, a partir de 1980, nos modelos "R5 Automatic" e "R5 Alpine".e rodas de alumínio Amyl.

A Heuliez podia levar muito mais longe o luxo dos acessórios para encomendar.

A Heuliez também produziu uma versão para empresas " do Car Van, chamada Van Cargo sem a roda sobressalente externa, rodas comuns e um compartimento traseiro sem a carpete.

O cliente deveria fornecer um Renault 5 e pagar o custo de conversão de 12.500 francos, ou 40% do preço do carro.

O Car Van TS custava 47500F.

O modelo foi produzido entre 1979 e 1983 com cerca de 450 unidades construídas.

Modificação na miniatura

Retirados os vidros traseiros foram tapados com um bocado de lata e cobertos com barro plastídio.

O modelo foi pintado e acrescentado com um cano de escape duplo.

IMG_20220120_142021.jpg

IMG_20220120_142109.jpg

IMG_20220120_142125.jpg

IMG_20220120_142201.jpg

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala .

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

As rodas são de plástico Whizzwheels.

Fabricante  Auto Pilen

Série

Referencia nº 349

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Espanha

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 20:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Talbot Tagora - Um olhar ...

. Ford Mustang - Um olhar s...

. Porsche 930T "Meccarillos...

. Aurora Porsche 935 - Um o...

. Aurora Porsche RSR Antóni...

.  Peugeot 104 ZS- Um olhar...

. Porsche 930 Turbo - Um ol...

. Fiat 131 Abarth que ganho...

. Sovra LM4 - Um olhar sobr...

. Renault 5 Le Car Van - Um...

. Peugeot 305 - Um olhar so...

. Porsche 928 - Um olhar so...

. Simca, Dodge, Plymouth e ...

. Citroen 2 CV - Um olhar s...

. Matra Simca Bagheera - Um...

. Lancia Beta coupé 1800- U...

. Tiny's Mini Moke- Um olha...

. Peugeot 604 - Um olhar so...

. Ford Capri 3000 GT- V6 U...

. Triumph Spitfire- Um olha...

. De Tomaso Pantera- Um olh...

. Fiat 126 - Um olhar sobre...

. Land Rover Pickup 2 porta...

. Unimog, o "burro do mato ...

.arquivos

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub