Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Citroen LN - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen LN - Um olhar sobre as minhas miniaturas

460ª – Citroen LN Solido

Citroen ou Peugeot?

 Modelo real

Citroën LN (1976–1978)

O novo modelo da Citroen, o LN foi lançado no Salão de Paris em 1976 e colocado à venda em Julho, com a carroceria do Peugeot 104 Z, a versão curta do Peugeot 104 LN, foi montado numa fábrica da Citroën e equipado com um motor Citroën.

A Peugeot tinha adquirido recentemente a Citroen e o LN contrastava fortemente com as garantias de que as duas marcas manteriam sua individualidade. O LN foi o primeiro "novo" Citroën, mas os puristas da Citroën não gostaram, pois além do motor, o carro era puro Peugeot. O LN tinha a carroceria do 104 Coupé e o motor do Citroën. O Citroen LNA era um Peugeot 104.

O Citroën LN (Hélène) e o Citroën LNA (Hélèna) continva a tradição de designar modelos da Citroen numa homenagem a deusas, evidenciada pela primeira vez no DS, que significa 'deusa' em francês.

A gama Citroen tinha o Visa, o CX mas ainda incluía o Ami e a Dyane, Mehari, bem como o venerável 2CV que ainda continuaria em produção e com montagem em Portugal.

O LN (Hélène) estava equipado com o econômico motor a gasolina de dois cilindros de 602 cc do Citroën 2CV. Os níveis de equipamentos eram baixos, mas os principais argumentos de venda do LN eram seu baixo preço e custos de operação.

Os níveis de equipamento eram mínimos, mas o LN vendeu bem graças ao seu baixo preço e idênticos custos de funcionamento.

O Citroën LN foi fabricado entre 1976 e 1978 e o sucessor Citroën LNA de 1978 a 1986.

IMG_20220122_142912.jpg

IMG_20220122_142951.jpg

IMG_20220122_143051 (1).jpg

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 72 – 3/78

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022

Fiat 128 Coupé - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 128 Coupé - Um olhar sobre as minhas miniaturas

455ª – Fiat 128 coupé Mebetoys

Um Fiat para se intrometer com o Alfa Romeo Giulia GTA 1300 Junior

 Modelo real

O glorioso Fiat 1100 foi substituído pelo 128 em Abril de 1969 e pouco depois foi apresentado um coupé derivado da berlina no 53º Salão de Turin em 1971.

 O 128 Coupé, também conhecido por 128 Sport, é um coupé de 2 portas e 4 lugares baseado no chassis do 128. O coupê tinha uma distância entre eixos 23 cm mais curta e esteiras 20 mm mais largas na frente e 45 mm mais estreitas na traseira

Disponível em quatro variantes com dois motores diferentes, o 1100 do sedam 128 e 1300 do 128 Rally estreado no Salão Automóvel de Genebra em 1971 mas, com mais alguns cavalos suplementares

No acabamento o modelo base, o S tinha faróis dianteiros retangulares únicos e rodas e tampões do sedam. O mais caro o SL Sport Lusso apresentava faróis redondos quádruplos, semelhantes ao 124 coupé, uma grelha específica, rodas desportivas de aço sem tampões, acabamento cromado da janela, maçanetas e tampa de combustível e faixas decorativas pretas ao longo das soleiras e no painel traseiro. No interior, volante revestido de couro sintético, estofamento de couro perfurado, conta-rotações e indicador da temperatura e forro de teto preto.

Foi produzido entre 1971 e 1975 e substituído pelo 128 3 Portas, uma atualização estilo  hatchback do coupé 128, que continuava a coabitar com o  X1/9 de motor central.

De acordo com o Anexo "J", introduzido em 1970, o Fiat 128 foi homologado no Gr. 1, Turismo com preparação muito limitada, quanto no Gr. 2, o chamado Turismo Especial, que fazendo parte das regras do antigo Gr. 5, permitia amplas margens de intervenção para a preparação do motor e a homologação de peças opcionais sujeitas à produção de um mínimo de 100 peças por ano.

Participou no Campeonato Europeu de Turismo por intermedio da Scuderia Filipinetti com algumas vitórias á classe

Em 1973 acaba a Filipinetti com o falecimento do Conde.

Em Portugal foi pilotado por Fernando Soares e Paulo Lagoa que nos deliciaram no Circuito de Vila Real.

Um exemplar nacional vindo de Angola foi vendido em 2015 a Jerry Seinfild, comediante que no seu programa, leva convidados a tomar café a bordo de um automóvel Clássico.

Modificação na miniatura

As rodas foram substituídas

IMG_20220117_141440.jpg

IMG_20220117_141450.jpg

IMG_20220117_141532.jpg

IMG_20220117_141551.jpg

Miniatura

Abres as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico e rápidas e foram substituídas por outras das quais não me lembro a origem.

Fabricante Mebetoys

Série Europa

Referencia nº A 77

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 18:11
link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Janeiro de 2022

Peugeot 305 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Peugeot 305 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

453ª – Peugeot 305 Solido

Modelo real

A Peugeot tinha descontinuado recentemente seu modelo de longa duração, o 404, quando em novembro de 1977 apresentou o Peugeot 305 desenhado pela Pininfarina, utilizando a plataforma do Peugeot 304, que viria a substituir, dispunha de um motor dianteiro transversal, tração dianteira com 4 rodas independente, além de marcar a evolução da Peugeot em termos de segurança passiva.

Foi vendido com carroceria sedan, carrinha e van panel e estava disponível nas versões (GL,GR, SR e S) com a escolha de dois motores a gasolina: uma unidade de 1290 cc, 65 PS (48 kW; 64 hp) para os modelos GL e GR ou um 1472 cc, 74 PS (54 kW; 73 HP) para o modelo SR de especificação superior.

O diesel foi apresentado em 1979 como 305 GRD, com as letras de identificação discretamente no lado esquerdo da tampa da mala e mais tarde GLD

A versão base é reconhecível pelos frisos das janelas pintados na cor da carroçaria

O Peugeot 305 V.E.R.A  e como a sua designação indica (veículo econômico da pesquisa aplicada) é um estudo técnico para encontrar soluções de economia de combustível, baseado na carroceria do 305 com varias melhoria, incluindo grade dianteira modificada, cortes na caixa de rodas, menor coeficiente aerodinâmico de 0,44 para 0,30, pneus baixa resistência ao rolamento da Michelin, e varias outras melhorias que contribuem para 33% menos consumo.

O Peugeot 305 V6,é om protótipo era alimentado pelo motor a gasolina de 2,5 litros e 24 válvulas naturalmente aspirado, capaz de fornecer uma potência máxima de 253 cv, combinado com o sistema de tração traseira. Mais de 35 anos após a sua criação, a Peugeot deu a conhecer aos mais novos, e tirar o pó das memórias dos menos jovens, o protótipo Peugeot 305 V6, no Auto Moto Show e Vintage de Pádua.

IMG_20220115_144058.jpg

IMG_20220115_144238.jpg

IMG_20220115_144309.jpg

IMG_20220115_144357.jpg

Miniatura

Abres as portas,.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série

Referencia nº 90 -6/79

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:42
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2022

Volkswagen 1300 L Polistil - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Volkswagen 1300 L Polistil - Um olhar sobre as minhas miniaturas

451ª - Volkswagen 1300L Polistil

O Volkswagen de luxo que no Brasil também podia ser adquirido com motor a álcool.

 Modelo real

Assim, utilizando o pico de vendas de seus modelos "a ar", a Volkswagen comprou a rival Auto Union, o grupo fusão de marcas alemãs , a DKW, a Audi, a Horch e a Wanderer, além da NSU. A experiencia em motores refrigerados a água dessas empresas permitiria a VW, garantir o futuro da empresa após o fim das vendas dos modelos "a ar".

As vendas do beetle somente foram suplantadas no Brasil, o Brasília mas já no final da linha a ar. A popularidade do Fusca em 1973 atingiu o auge da popularidade e produção, com 1,25 milhões de unidades produzidas no ano. o primeiro Volkswagen a água, o K70, foi um fracasso, a nova linha começou a se estabelecer em 1973, com o lançamento do Passat..

Em 1975 é lançada a versão 1 300-L e Gl o-primeiro-modelo-de-luxo com detalhes de acabamento mais requintados que o 1300 básico

O lavador do para-brisas foi mudado para a coluna de direção, as janelas traseiras abriam um pouco, havia um desembaciador do vidro traseiro e a chave era única para portas, capô e ignição.

A maior parte das melhorias estava no interior, que recebeu carpetes de buclê e bancos dianteiros com revestimento de tecido e encostos de cabeça. Painel de instrumentos redesenhado, ar quente e acendedor de cigarro.

“O primeiro Fusca de luxo para quem se dá ao luxo de usar a cabeça”, como dizia a campanha publicitária da época.

Por fora, diversos detalhes cromados, como frisos laterais, retrovisor, calotas centrais, para-choques e saídas do escape.

No Brasil tinha apenas três opcionais: rádio AM/FM, relógio e rodas de 14 polegadas do VW Brasilia mas, dispunha de um motor a álcool com dupla carburação.

No teste da Revista Quatro Rodas de Janeiro de 1982

“Aceleração: 0 a 100 km/h: 39,19 s

Velocidade máxima: 111,369 k/h

Consumo: 8,01 km/l cidade / 14,35 km/l rodoviário

Preço, Janeiro de 1982: cr$ 715.425,00 “

IMG_20220113_124249.jpg

IMG_20220113_124427.jpg

IMG_20220113_124445.jpg

IMG_20220113_124518.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico e rápidas .

Fabricante  Polistil

Série

Referencia nº EL 55 – 7/77

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Italia

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:02
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2022

Porsche 917/30 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 917/30 Can Am - Um olhar sobre as minhas miniaturas

450ª – Porsche 917/30 Can Am Luso Toys

Dominador e avassalador, contribuiu para o fim da Can Am e também o único Luso Toys em plástico que me resta.

Após a crise energética da década de 1970, os custos da manutenção dos automóveis tornaram-se caro, o que levou à Can-Am ao seu desaparecimento após a temporada de 1974.

 Modelo real

Na Can Am (Canadian American Cup) o Porsche 917/10 dominou em 1972 e Roger Penske foi o Campeão. Para 1973 continuou na Porsche Audi América o seu desenvolvimento e em 1973 mostrou o carro mais potente mais potente de todos os tempos, o 917/30,

O motor com doze cilindros boxer biturbo, teve a cilindrada aumentada para os 5.4L, desenvolvendo 1100 cv, em corrida e 1300 cv nas especificações para qualificação.

Uma nova carroçaria mais aerodinâmica foi montada num chassis com a distância entre eixos maior, o que aumentou a velocidade máxima e melhorou consideravelmente a sua dirigibilidade.

O chassis foi aligeirado e a carroçaria alongada, trabalhada com a SERA, tendo em particular atenção à aerodinâmica, ao baixando o Cx para os 0.60. A distância entre eixos também foi aumentada de 2316 mm para os 2500 mm. Atingia os 100 km/h em pouco mais de dois segundos, os 160 km/h em 3.9 segundos, os 320 km/h em cerca de dez segundos e atingia os 414 km/h de velocidade máxima, isto porque o peso rondava os 750 kg.

Em acabamento de corrida, o Porsche pode chegar a 420 km/h, tornando-o mais rápido do que qualquer carro moderno de Fórmula 1.

O Porsche 917/30 com as cores da Sunoco e pilotado por Mark Donohue sob a bandeira da Penske Racing foi também o carro de corrida mais potente em qualquer prova,

Na temporada de 1973, Mark Donohue conquistou a pole position e a volta mais rápida em todas as provas do campeonato, venceu o campeonato com o chassi 003, onde alcançou os 5 primeiros lugares e um segundo lugar,

Em Outubro de 1973, a crise do petróleo começou a fazer com que os preços dos combustíveis subissem quatro vezes em meio ano. A Porsche já tinha mais três chassis para a temporada de 1974, mas os carros não foram concluídos porque a Porsche não participou da nova temporada. O SCCA introduzir uma nova regra de consumo máximo de combustível de 3 milhas por galão americano para 1974, algumas equipes removeram os turbos mas os carros naturalmente aspirados, eles nunca foram os mesmos.

Donohue e a Penske a 9 de Agosto de 1975, levaram este mesmo carro o 917/30, afinado para a velocidade máxima e com 1500 cv, para a pista de Talladega Superspeedway, no Alabama, onde conquistaram o recorde de velocidade num automóvel de competição, ao atingirem os 356 km/h. A FIA homologou o recorde para a volta mais rápida em circuito fechado em 221,120 mph. que  durou 11 anos e ainda é a volta mais rápida em Talladega.

IMG_20220112_141820.jpg

IMG_20220112_142039.jpg

IMG_20220112_142237.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Luso Toys

Série Plástico

Referencia nº 6

Material – plástico

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:34
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2022

 Seat 128 3P Rallye - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Seat 128 3P Rallye - Um olhar sobre as minhas miniaturas

448ª – Seat 128 3 Portas Mira

Numa das idas a Verin passando por Fezes de Cima lá veio o SEAT 128 3P da Mira, juntamente com a laranjada em garrafa de vidro e dos chocolates para a Páscoa. 

 Modelo real

Em Março de 1969 a FIAT apresentava o substituto para o já velho Fiat 1100 e apenas semelhante na cilindrada.

O 128 aparece equipado com um motor de 1116 cc, colocado transversalmente e tracção dianteira, seguindo a tendência do mercado.

Em Junho de 1975 é apresentado o Fiat 128 3 Portas tal como já tinha feito em outros modelos com a introdução de uma terceira porta traseira muito pratica no seu Sport Coupé 128. Alguns retoques na carroceria tornaram-no acima de tudo, um carro prático, versátil, adequado para todo o tipo de utilizações familiares e profissionais.

Com quatro assentos extremamente espaçosos, deixando espaço suficiente para que os passageiros não tocarem com os joelhos contra os encostos dos bancos dianteiros.

Os bancos traseiros dobram-se, deixando um amplo espaço de carga através da espaçosa porta da bagageira onde a tampa pode ser retirada.

Apesar da crise é notório o esforço que as marcas espanholas para conseguir suprir todas as lacunas existentes e a SEAT apresenta também o Seat 128 P a versão hatchback de três portas do Fiat 128, estava disponível com duas opções de motor na Espanha, o 1.2L e o mais potente e motor 1430 bem conhecido. O design do SEAT 128 foi retocado e adaptado em Espanha pelos engenheiros da SEAT e foi comercializado como "Three Times SEAT" para enfatizar sua capacidade de combinação tripla: de desportiva , versatilidade e design. O carro era destinado a jovens e ricos, no entanto, o 128 nunca teve grande sucesso comercial, já que em um período de recessão econômica e transição na Espanha, a maioria das pessoas optou pelo SEAT 127 menor e mais barato.

Fabricado entre 1976 e 1980

IMG_20220110_142345.jpg

IMG_20220110_142442.jpg

IMG_20220110_142513.jpg

IMG_20220110_142558.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Mira

Série

Referencia nº 4016

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em expositor acrílico. .

País - Espanha

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:00
link do post | comentar | favorito
Sábado, 8 de Janeiro de 2022

Peugeot 604 landauet  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Peugeot 604 landauet  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

446ª – Peugeot 604 ladauelt  Solido transformado

Como se aproximava a 1º exposição de Miniaturas em Vila Real resolvi modificar o Peugeot 604, para ser único.

Um para o Presidente da República do Níger e outro para a Heineken.

Modelo real

Peugeot 604 Landaulet Chapron 1978 V6 Sl

Em 1978, Henri Chapron pensava que o Elysée poderia substituir os Citroën SMs apresentou a sua versão Landaulet do grande sedam Peugeot 604 no Salão do Automóvel de Paris em 1978, e pronto para ser entregue ao seu patrocinador, o Presidente Seyni Kountché, Presidente da República do Níger, isso será feito. Janeiro de 1979. Foi construído sobre uma base Peugeot 604 SL (caixa manual de 4 velocidades, ar condicionado, suspensões reforçadas, arga do radiador).

Essas duas "visões" do 604 têm apenas um carro inicial em comum, e o landaulet apresentado por Chapron, portanto, não é absolutamente derivado da limusine Heuliez.

Este landaulet é baseado no 604 SL, a versão mais luxuosa equipada com o V6, com a distância entre eixos aumentada em 20 cm para a ocasião. A parte traseira do veículo foi redesenhada para caber em uma capota de lona, ​​permitindo desfilar ao ar livre e saudar a multidão. O interior é revestido em couro, é claro, enquanto a pintura preta torna o carro ainda mais "oficial".

O 604 esteve ao serviço no Níger até 1999, e comprado em péssimo estado, mas em funcionamento, por um colecionador francês em 2001. Retornando à França em 2002, o belo 604 tinha direito a uma restauração elegante: o carro foi completamente desmontado e repintado, a caixa de velocidades (4 velocidades) foi alterada, bem como a direção, e a capota foi refeita e colocado à venda pela casa de leilões Osenat em 2013.

Um segundo exemplar foi construído a pedido da cervejeira holandesa Heineken em 1981 com base na injeção 604. Ela difere por uma divisão de motorista e seu interior de couro cinza e um bar. Ainda pertence à família e está em exibição no museu deles na Holanda.

Henri Chapron ainda fez o 604 HLZ landaulet muito personalizado, depois da entrega de um 604 novo e mais 52800Fr.

Modificação na miniatura

Aberta a parte traseira do tejadilho foi feito a capota enrolado.

IMG_20220108_143644.jpg

IMG_20220108_143747.jpg

IMG_20220108_143755.jpg

Miniatura

Abres as portas, levanta a mala e o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 40 – 5/76

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:07
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2022

Porsche 917 Spyder - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 917 Spyder - Um olhar sobre as minhas miniaturas

445ª – Porsche 917 K Spyder Solido transformado

As aventuras de um segundo classificado em Le Mans

Já transformado em Spyder o 917 foi posteriormente pintado quando na Rubrica “Lazeres” de Jorge Curvelo a 1 de Março de 1978, nos mostrou um esquema com a decoração na Intersérie de Ernest Kraus a em Imola.

Modelo real

O Porsche 917-026 foi vendido à Equipe John Wyer-Gulf. e pintado nas cores do team, azul claro, com tejadilho alaranjado, para as provas do campeonato.

Em 1970, com o 22, foi pilotado por Hobbs e Hailwood nas 24 Horas de Le Mans abandonou por acidente.

Fez o campeonato e voltou a Le Mans no ano seguinte agora com o nº 19 com Richard Attwood e Herbert Muller. E terminar no segundo lugar

Após as 24 Horas de Le Mans 1971, o chassis foi enviado á Porsche Ag. e convertido em spyder para a equipe de Ernst Kraus a Boeri Sport Helmet Racing.

Na primeira corrida da Interserie em 3/04/1972 nos 300km de Nürburgring e anda pintado de branco onde foi 9º com um motor de 4500 Cc.

Na segunda prova e já com um motor de 5000cc a 1/05/72, em Imola, Ernst Kraus, foi 3º.

Foi 5º no campeonato Interserie 1972

Adquirido por Vasek Polak, e vendido a Jeff Hayes na Pensilvânia. Atualmente está restaurado na configuração inicial.

Modificação na miniatura

A miniatura da Martini Racing da Solido à qual foi cortado o tejadilho e feita a cobertura do cockpit.

Aos bancos foram substituídos por um outro único

O rolbar foi feito em arame fino

O capot traseiro foi alterado e refeito.

IMG_20220107_213024 (1).jpg

IMG_20220107_213038.jpg

IMG_20220107_213128.jpg

IMG_20220107_213346.jpg

IMG_20220107_213545.jpg

Miniatura

Interior detalhado

As rodas são de metal de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 186 e 198

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 21:52
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2022

Volkswagen Scirocco - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Volkswagen Scirocco - Um olhar sobre as minhas miniaturas

444ª – Volkswagen Scirocco Auto Pilen  

Modelo real

Apresentado em Março de 1974 no Salão de Genebra é um coupé de tração a ferente derivado do Golf. A carroçaria foi imaginada por Giorgett Giugiaro, o estilista italiano também autor do Golf .

Come a ser idealizado no início dos anos 1970 que a Volkswagen encomendou junto a setor de engenharia da Karmann Ghia, para substituir para o velho coupé Karmann Chia. Ao novo modelo, inicialmente foi dada a designação de Typ 53 e posteriormente chamado de Scirocco foi o projeto que a Karmann Ghia transformou num sucesso

Era elegante e desportivo e estava disponível numa gama de motores de quatro cilindros com 1.1, 1.3 e e 1.6 L de 60 a 110cv.

O Scirocco GTi entrou em produção no verão de 1976, enquanto o posterior culto Golf GTI não foi lançado até o outono do mesmo ano. [9] Seu motor 1.6 litros de 81 kW / 110 cavalos de potência de alta rotação apresentava injeção mecânica de combustível, pneus 175 / 70HR13 em rodas 5.5Jx13, um spoiler dianteiro tipo bico de pato maior, um quadro vermelho para a grade e o sólido do carro padrão os discos do freio dianteiro foram substituídos por discos ventilados de 9,4 pol. (239 mm). Barras anti-roll também foram instaladas na frente e atrás.

Os modelos nos EUA de 1975-1978 tinham transmissões manuais de quatro velocidades; para os anos do modelo 1979-1980, foram oferecidos uma transmissão manual de cinco velocidades como opção.

Em Agosto de 1977 e para o modelo de 1978, o marcador lateral frontal separado e o pisca-pisca mudaram para uma combinação de lentes laranja envolventes. Ao mesmo tempo, atrás das portas, a cor do pilar B mudou da cor da carroceria para preto, o que foi pensado para dar ao carro um perfil mais agradável

Vários níveis de acabamento existiam, dependendo do ano do modelo e do mercado, e incluíam L, CL, GL, LS, GLS, GLI, GT, GTI, GTL, GTS, GTX, GT II, ​​Scala, GT 16V e GTX 16V

O Sciroco 1 foi fabricado entre  1974 e 1981 em 504,153unidades

IMG_20220106_143856.jpg

IMG_20220106_143910.jpg

IMG_20220106_143943.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de metal de acordo com as originais.

Fabricante  Auto Pilen

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - espanha

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:14
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2022

Porsche 928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

442ª – Porsche 928 Solido

Durante o lançamento, insinuou-se que o modelo poderia ser o substituto do Porsche 911, o que acabou por não acontecer, apesar do 928 ter sido o modelo mais caro da marca durante os anos em que foi produzido.

 Modelo real

Apresentado em Março de 1977 e com uma arquitetura geral do 924, motor a frente refrigerado por água é até hoje o único Porsche com um V8 montado na frente.

O enorme motor é em alumínio e as portas, guarda-lamas e capô foram, portanto, feitos de alumínio em vez de chapa de aço, para ser mais leve.

O estilo fastback arredondado era dominado pela grande janela na mala traseira, é um 2+2 lugares e as suas formas lembram um tubarão

 O 928 tinha faróis pop-up redondos operados eletricamente integrados nos guarda-lamas.

O 928S foi apresentado em setembro de 1979 no Salão de Francfort

Equipado co um motor V8 refrigerado a água.de 4664 cm.

O eixo traseiro do 928 foi um desenvolvimento completamente novo. O que tornou essa suspensão em forma de triângulo duplo - também conhecida como eixo Weissach - única foi seu efeito estabilizador de convergência. Isso funcionou mais ou menos como uma direção de roda traseira passiva, dando uma contribuição significativa para a segurança ativa

A extremidade traseira arredondada sem spoiler traseiro era uma característica distintiva inconfundível do 928. Ao contrário de derivados posteriores, este modelo não apresentava spoilers dianteiros ou traseiros. O motor de 4,5 litros do 928 gerava 240 cv.

Era equipado com motores de 4.5 L, 4.7 L, 5.0 L e 5.4 L, com potência até 345 HP.

O Porsche 928 S foi apresentado em Setembro de 1979 no Salão de Francfort apartir do qual foram equipados com spoiler dianteiro e traseiro para melhorar a aerodinâmica.

O Porsche 928 foi produzido entre 1977 e 1995 e fabricado um total de 61056 unidades do 928

IMG_20220104_133633.jpg

IMG_20220104_145003.jpg

IMG_20220104_145813.jpg

IMG_20220104_150132.jpg

Miniatura

Abres as portas.

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Gam2

Referencia nº 49 - 6-77

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:25
link do post | comentar | favorito (1)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Citroen LN - Um olhar sob...

. Fiat 128 Coupé - Um olhar...

. Peugeot 305 - Um olhar so...

. Volkswagen 1300 L Polisti...

. Porsche 917/30 Can Am - U...

.  Seat 128 3P Rallye - Um ...

. Peugeot 604 landauet  - U...

. Porsche 917 Spyder - Um o...

. Volkswagen Scirocco - Um ...

. Porsche 928 - Um olhar so...

. Aurora Porsche Spyder - U...

. Lamborghini Espada - Um o...

. Citroen Maserati SM Prési...

. BMW Turbo - Um olhar sobr...

. Simca, Dodge, Plymouth e ...

. Ford Fiesta 1978 - Um olh...

. Renault 4L - Um olhar sob...

. Ford Escort  - Um olhar s...

. Simca 1307- 1308 - Um olh...

. Chevron B 23 de um ídolo ...

. Citroen 2 CV - Um olhar s...

. Lola T 280 DFV Team BIP c...

. Citroen DS 21- Um olhar s...

. Alfa Romeo GTA 1300 - Um ...

. Matra Simca Bagheera - Um...

. Lola T 210 - Um olhar sob...

. Renault 14 - Um olhar sob...

. Fiat 128 Rali 1971 - Um o...

. Lola T 292 Carlos Gaspar ...

. Lancia Beta coupé 1800- U...

. Mercedes Benz 123 C 280 -...

. Jeep Willys CJ5 - Um olha...

. Tiny's Mini Moke- Um olha...

. Ford Escort de Ralye - Um...

. Nissan Skiline 1800 - Um ...

. Peugeot 604 - Um olhar so...

. Citroen Cx 2400 Break - U...

. Gropa CMC vermelho - Um o...

. Gropa CMC outro Gropa ama...

. Gropa CMC 1970- Um olhar ...

. Chevron B 23/73 - Um olha...

. BMW 3.5CSL 1976 Gosser Bi...

. Bond Bug 700 ES aberto - ...

. Team Simca - Um olhar sob...

. Gulf Mirage GR8 - Um olha...

. Citroen 2cv Pop Cross- Um...

. Alpine Renault A 441 Turb...

. Peugeot 404 - Um olhar so...

. Ford Capri 3000 GT- V6 U...

. Renault 12 - Um olhar sob...

.arquivos

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub