Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021

Porsche 917/10 Interserie - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 917/10 Interserie - Um olhar sobre as minhas miniaturas

336ª – Porsche 917/10 Can Am Interserie Solido  

Chassis 917/10-015, vencedor em Imola e Nurburgring com o mesmo número, dois.

O Willi Kauhsen Racing Team inscreveu o seu patrão Willibert " Willi " Kauhsen nas provas da Interserie em 1973 e no Eifelrennen em Nurburgring e em Imola foi o vencedor.

Modelo real

O Porsche 917 correu mas provas de Endurance de 1969 até 1971, vencendo as 24 Horas de Le Mans 1970 e 1971, Mas, as regras foram alteradas pela FIA e os motores de 5 litros irem para outras provas.

Entretanto o Porsche 917 PA participa na CanAm.

A versão europeia da série CanAm era o campeonato alemão denominado Interserie e a partir de 1970, já havia um interesse da Porsche, onde os carros abertos do Grupo 7 competiam mas, em 1970, um Porsche 917 K venceu a competição com Jurgen Neuhaus.

Os 917/10 corriam no campeonato americano Can-Am onde as regras eram poucas, o carro teria que ser um carro de dois lugares, aberto e 4 rodas.

O Porsche 917 / 10K turbo alimentado com 850 hp (630 kW) inscrito pela Penske Racing venceu a série em 1972 com George Follmer, após um acidente em teste de Mark Donohue.

IMG_20210920_175941.jpg

IMG_20210920_180019.jpg

IMG_20210920_180124.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Gam

Referencia nº 7/ e 18B

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:17
link do post | comentar | favorito
Sábado, 18 de Setembro de 2021

Opel Ascona Rallye - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Opel Ascona Rallye - Um olhar sobre as minhas miniaturas

334ª –  Opel Ascona Rallye Auto Pilen

A versão de Rali da Auto Pilen

 Modelo real

O Ascona foi um modelo da Opel que em Portugal era vendido como 1604S ou 1904SR devido à consonância particular da palavra Ascona o nome de um município perto de Locarno, na Suíça e utilizado já na década de 1950 uma edição especial do Opel Rekord P1 foi vendida como Opel Ascona na Suíça, onde o nome foi novamente usado em 1968 para um local versão adaptada do Opel Kadett B na qual os fabricantes o equiparam com um motor de 1,7 litros do modelo Rekord, o maior da época.

O Ascona estreou se no Salão Automóvel de Turim em 1970 cabia no espaço entre o Kadett B e o Rekord C, um papel anteriormente

Tinha diversas motorizações a gasolina e gasóleo e uma versão denominada S/R, que dispunha de acessórios que tornavam o modelo mais desportivo.

A versão SR do Ascona tinha as qualidades de um vencedor. Walter Röhrl e Jochen Berger disputaram o Campeonato Europeu de Rally de 1974 com um de duas portas. Ao volante do Ascona apresentado pela Opel Euro Händler Team, Röhrl e Berger venceram seis das oito rondas com a pontuação máxima ainda incomparável de 120 pontos. Em 1975, pouco antes de o Ascona A ser substituído pela geração B, Röhrl e Berger conquistaram a vitória no Rally da Acrópole, a primeira vitória da Opel no Campeonato Mundial de Rally.

O Ascona foi produzido duração de 18 anos e 3 gerações e encerrou a produção em agosto de 1988

Ascona A (1970–1975)

Ascona B (1975–1981)

Ascona C (1981–1988)

No Reino Unido, e como Vauxhall Cavalier era saloon ou coupé, vinha da  fábrica na Bélgica e é o primeiro Vauxhall a ser construído no exterior. As extremidades frontais eram diferentes, apresentando a marca registrada de Vauxhall "droop snoot", projetada por Wayne Cherry.

Na África do Sul, havia uma versão montada localmente Chevrolet Ascona, idêntica em muitos aspectos ao Opel Ascona B. de quatro portas. O Ascona veio com um motor de 1,3 litros fabricado localmente do Vauxhall Viva. Uma versão de luxo anterior com a frente mais longa do Vauxhall Cavalier foi vendida como Chevrolet Chevair, equipado com motores maiores de origem Chevrolet. O Ascona foi lançado em julho de 1978 e substituiu o Chevrolet 1300/1900 baseado em Vauxhall. Estava disponível com acabamento De Luxe ou S, com o S recebendo um tratamento mais esportivo com um volante de três raios, inserções de assento de tartan e aros Rostyle.

No Brasil, o Ascona C foi vendido de maio de 1982 até 1996 como Chevrolet Monza.

IMG_20210918_184134.jpg

IMG_20210918_184151.jpg

IMG_20210918_184212.jpg

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e levanta o capô para ver o motor.

Os bancos são rebatíveis.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Auto Pilen

Série M

Referencia nº 227 9  76

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Espanha

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:37
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Setembro de 2021

Ferrari 512 S Spyder 1970 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari 512 S Spyder 1970 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

331ª – Ferrari 512S Spyder Solido Transformado

Em dia de chuva num carro aberto

Modelo real

Ferrari 512 S Spyder chassis 1012

A Ferrari construir 25 exemplares de seus novos 512 S para Grupo 5 em 1970, para participar no Campeonato Internacional de Marcas, equipados com motores de cinco litros de 12 cilindros ("512") com quatro válvulas por cilindro.

Montado em apenas três meses pela equipe chefiada por Mauro Forghieri, o 512 S m spaceframe tubular foi desenvolvido a partir do P4 e do 612, enquanto a carroceria foi projetada por Giacomo Caliri e feita de policarbonato.

Nas 24 Horas Daytona 1970, foi a estreia do modelo Ferrari 512 S. a 1 /02/1970

1004 Jacky Ickx (B)/Peter Schetty (CH) Ferrari s.p.a. (I)

1014 Dan Gurney (USA)/Chuck Parsons (USA) North American Racing Team (USA)

1028 Nino Vaccarella (I)/Ignazio Giunti (I) Ferrari s.p.a. (I)

1032 Corrado Manfredini (I)/Gianpiero Moretti (I) Squadra Picchio-Rosso (I)

A estreia foi nas 12 Horas de Sebring, onde a Ferrari apresentou a variante mais leve do Spyder. 35kg a menos do que os derivados Berlinetta vistos em Daytona, as máquinas recém-atualizadas chegaram com aerodinâmica aprimorada, chassi reforçado e um sistema de injeção de combustível revisado que rendeu 40bhp extras.

A equipa da Scuderia Ferrari era também composta quatro carros em Sebring. 1012 foi atribuído a Jacky Ickx e Peter Schetty, que se qualificou em quarto lugar. O 1028 Nino Vaccarella (I)/Ignazio Giunti (I)

O chassis 1012 em Brands Hatch 1000km foi para Chris Amon e Arturo Merzario onde Amon obteve a pole position. O dia da corrida amanheceu cinzento e húmido, a corrida começou em condições de muita chuva e na volta inicial Amon perdeu o primário lugar e oscilou a terceira e a sexta posições.

Parou de chover e a pista a secar já nos momentos finais e quando Amon / Merzario preparavam-se para terminar em terceiro. Amon foi forçado a abastecer, e consequentemente cair para a quinta posição no final

21/03/1970 WSC Sebring 12 horas (J. Ickx / P. Schetty) DNF (# 20)

12/04/1970 WSC Brands Hatch 1000km (C. Amon / A. Merzario) 5ª, 4ª classe S5.0 (# 2)

31/05/1970 WSC Nurburgring 1000 km (J. Surtees / P. Schetty / J. Ickx) DNS (# 56)

Modificação na miniatura

Cortada a parte traseira e o tejadilho da miniatura, retiradas as entradas de ar e as precianas que cobriam o motor e feita uma nova entrada de ar.  

IMG_20210915_141237.jpg

IMG_20210915_141358.jpg

IMG_20210915_190132.jpg

IMG_20210915_190144.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série 100

Referencia nº182

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

 

 


publicado por dinis às 23:28
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Setembro de 2021

Rolls wagen- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls wagen- Um olhar sobre as minhas miniaturas

330ª –  Volkswagen Ribeirinho transformado

Ou como dizia a publicidade brasileira

“Depois de lançado com absoluto sucesso nos EUA e na Europa, lançamos agora no Brasil a ultima bossa para o seu fusca

Mini Rolls, o capô que vai dar uma cara nova ao seu fusca.

Modelo real

Um Volkswagen dos anos 50 com uma grelha Rolls Royce

Um kit para a carroceria do VW  era produzido nos anos 70 em vários países em fibra de vidro. Havia para todas as marcas e modelos.

O Beetle era o que mais se adaptava a esta transformações .

Modificação na miniatura

Moldada em plástico a grelha do RR e feito o capot ao que posteriormente lhe juntei os vidros.

O verde é uma homenagem a um VW verde que estacionava todos os dias na Rua Teixeira de Sousa.

IMG_20210914_222227.jpg

IMG_20210914_222405.jpg

IMG_20210914_223012.jpg

IMG_20210914_223347.jpg

Miniatura .

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Ribeirinho

Série

Referencia nº

Material – plástico

Material da placa de base – plástico

A base encaixa à carroçaria

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 22:48
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2021

VW Porsche 914 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

VW Porsche 914 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

327ª –  Porsche 914 6 Solido

Ele lá estava no Vigia e quando o via, dizia cã para mim

Vou aguardar pelo alargado que fica melhor…

Até que um dia lá veio para casa.

Agora é que vi que o modelo utilizado foi o vermelho como se pode ver no interior… e o branco para onde iria …

E já agora o meu arquivo em folhas quadriculadas A5

 Modelo real

24 Horas de Le Mans 1970

Porsche 914/6 Guy Chasseuil.- Caude Ballot-Lena

6º da geral e 1º do Gr 4 Grande Turismo Especial

No final dos anos 60, a Porsche precisava de um carro para atrair novos clientes, enquanto a Volkswagen procurava apimentar sua gama com um novo modelo desportivo.

Para isso foi criada a VW Porsche Vertriebgesellschaft MbH pela Volkswagen e a Porsche com 50%  esta sociedade estava encarregada de distribuir as viaturas produzidas pelas duas fabricante. A carroçaria era foita na Karmann.  

O 914 foi apresentado no Salão de Frankfort em 1969. O carro vinha como uma versão Volkswagen com motor flat-quatro (914-4) ou como um Porsche com um flat-seis (914-6). Sua distribuição era compartilhada entre as marcas, dependendo do mercado-alvo.

O 914-6 foi inscrito pela primeira vez nas 24 Horas de Le Mans em 1970 pela Sonauto, o importador francês da Porsche.dirigido por Claude Ballot-Léna e Guy Chasseuil, terminou em sexto em uma corrida devastada por condições climáticas atrozes que viram apenas sete carros classificados enquanto os outros nove carros completaram as 24 Horas, não cobriram quilometragem suficiente para a classificação.

Um Kit denominado 914/6 Le Mans Sonauto  foi criado um Kit em que os pistões, arvore de cames e alimentação foram mudados. Os travões foram revistos e montado uma barra frente.

A potência atingiu 150 Ch Din às 6500 rpm e uma velocidade de 215 Km/h proposto a um preço de 44.000F.

Modificação na miniatura

Alargamento dos guarda-lamas com barro plástico.

As rodas foram substituídas pelas do Carrera RS da Solido depois de adaptadas e que ficaram melhor do que as dos 3J.

IMG_20210913_234148.jpg

IMG_20210912_223346.jpg

IMG_20210912_223431.jpg

IMG_20210913_222325.jpg

IMG_20210913_222408.jpg

Miniatura

Abre as portas e o porta-malas traseiro.

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 199 e 18 em Le Mans

O último modelo da serie 100

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:30
link do post | comentar | favorito

Porsche Carrera 6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Carrera 6 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

325ª –  Porsche Carrera 6 Norev

Um Porsche que nunca pintei e que somente no Século XXI é que descobri que existiu.

Chassis número 134 é um dos cerca de 65 construídos entre 1966 e 1967.

O Porsche 906 ou Carrera 6 em particular o 906-134, foi um dos dois comprados por Ben Pon, o distribuidor holandês da Volkswagen para o Racing Team Holland.e mandados pintar por Ben Pon com o laranja brilhante. Esta máquina correu em pelo menos 16 corridas diferentes em 1966 e levou a bandeira quadriculada no Grande Prémio de Paris.

O Porsche 906 Carrera 6 de 1966 foi vendido por  $ 1.980.000 em 2015 por Leilões Scottsdale

Modelo real

Os regulamentos do GT para 1966 agora exigiam 50 e não 100 unidades de produção, uma cota que os homens da Porsche estavam confiantes que poderia ser alcançada com carros de corridos feitos sob medida.

O Porsche 906 Carrera 6 é uma evolução do Porsche 904, em que a Porsche se afastou dos tipos de design de corrida anteriores

O resultado surpreendente foi um carro que era 249 libras mais leve que seu predecessor, o Porsche 904, que pesava aproximadamente 1443 libras. O baixo peso aliado a uma carroceria em fibra de vidro leve com a distância do tejadilho ao solo muito baixa proporcionada por um design inovador extremamente aerodinâmico. O chassis tubular estava equipado

O motor flat-six do novo Carrera, derivado do 911 de produção e originalmente destinado ao 904, é um motor é Typ 901/20 de 6 cilindros horizontais, arrefecido a ar, com 1991 cc, debitando 220 cv às 8000 rpm, binário de 208 Nm às 6400 RPM e uma taxa de compressão de 10.3:1.

A estreia foi nas 24 Horas de Daytona de 1966 onde o Carrera 6 terminou na 6ª da geral e venceu sua classe de protótipos de 2litros. Nas 12 Horas de Sebring, Hans Herrmann / Gerhard Mitter foi quarto lugar na geral e venceu a categoria, já nos 1000 km de Monza os 906 registaram vitórias em classes no 1000 km Spa e 1000 km Nürburgring.

No Targa Florio de 1966 foi um 906 privado garantiu uma vitória geral.

Nas 24 Horas de Le Mans de 1966, o 906 ficou em 4-5-6-7 atrás de três Ford GT40 Mk IIs, superando todos os Ferrari Ps com motor V12 anteriormente dominantes.

Vários pilotos portugueses também o utilizaram principalmente no Circuito Vila Real e Américo Nunes foi Campeão Nacional em 1972.

IMG_20210912_185633.jpg

IMG_20210912_184524.jpg

IMG_20210912_190819.jpg

Miniatura

Abre as portas, porta-malas e levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Norev

Série Plastico

Referencia nº 149

Material – plástico

Material da placa de base – plástico

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 00:18
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Setembro de 2021

Opel Manta - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Opel Manta - Um olhar sobre as minhas miniaturas

325ª – Opel Manta Solido

Um dos últimos da serie 100 da Solido

Um Opel Manta alargado para fazer o de Manuel Gomes Pereira no Circuito de Vila de Real de 1972, mas que lhe faltam os alargamentos pela indecisão de fazer um Transeurope Engineering.

 Modelo real

Um novo Opel Manta apresentado pela Opel no Salão de Paris, é um coupé de quatro lugares, é a resposta da GM ao Capri da Ford.

O Manta A lançado em Setembro de 1970, dois meses antes do então novo Opel Ascona no qual foi baseado.

Os faróis traseiros redondos distintos, bastante semelhantes aos do Opel GT, foi buscar o nome ao Manta Ray de 1961, que também influenciou o Chevrolet Corvette C3 de 1968 o que não admira pois a Chevrolet e Opel tinham a General Motors como sua empresa mãe.

No mercado do Reino Unido, o primeiro Manta foi vendido apenas como Opel e não havia nenhum Manta com a marca Vauxhall

O Manta era normalmente equipado com um motor 1.6, 1.9 litros e 1.2 litros.

Nos Estados Unidos foi distribuído pela Buick não havendo interesse por parte da GM em criar uma rede distribuição.

Transeurope Engineering

Um TE2800 pintado de vermelho e branco ocupou um lugar de destaque no stand da Opel no Salão Automóvel Internacional de Bruxelas de 1974.

O TE2800 foi projetado por George Gallion, o autor do Opel Gt e sua equipe no Opel Design Center em Rüsselsheim.

O TE2800 foi vendido por $ 19.980 DM. a Transeurop vendeu apenas 79 TE2800. Um dos problemas era a própria Opel ao não autorizar a marca no carro.

Um total de 30 carros foram vendidos na Alemanha através da Steinmetz do final de 73 a 74. Irmscher vendeu os carros restantes em 1975. O restante do TE2800 foi vendido para clientes na Bélgica, França, Holanda, Suíça, com cinco enviados para a África do Sul.

Modificação na miniatura

Os alargamentos foram feitos em barro plástico

IMG_20210910_182750.jpg

IMG_20210910_182819.jpg

IMG_20210910_182943.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Motor e interior detalhado

Com suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série 100

Referencia nº 188 5/71

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

 


publicado por dinis às 22:30
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Setembro de 2021

Alpine Renault A 441 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alpine Renault A 441 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

324ª –  Alpine Renault A 441 2l V6 Solido

A Solido mostrava-nos na capa do catálogo de 1975 o Alpine vencedor em Hockenheim, a 24 de Agosto de 1974, a prova do campeonato Europeu de 2 litros a pilotado por Alain Serpaggi depois de partir em 3º.

Modelo Real

O Alpine Renault A440 surgiu em 1973 e estava equipado com um motor Gordini V6, com 285 HP, mas não consegui superar o Lola T 292 de Chris Craft, campeões naquele ano.

No ano seguinte o piloto e engenheiro André de Cortanz evolui o Alpine A440 para criar o A441, alonga o carro e também a distância entre eixos. O motor foi desenvolvidos pela Renault e a Alpine com recurso a ligas leves e magnésio na sua construção e equipado com uma caixa de câmbio Hewland FG400 com uma potência de 285 cv por 9.800 rotações por minuto. Curiosamente o peso, é igual entre os dois carros 575 kg. O A441 teve novas suspensões a remediar os problemas de subviragem do Alpine A440.

O investimento da Renault proporcionou a entrada de pilotos como Gérard Larrousse, Alain Serpaggi, Alain Cudini e Jean-Pierre Jabouille que alcançaram sete vitórias e a Alpine Renault a campeã entre os construtores.

Serpaggi venceu na última temporada do Europeu, já que os carros 2 litros passaram em 1975 a fazer parte das grelhas no World Sportscar Championship.

IMG_20210909_171930.jpg

IMG_20210909_172042.jpg

IMG_20210909_172455.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Motor e interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 20  9/75

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico 1975 a

 


publicado por dinis às 20:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 5 de Setembro de 2021

Bond Bug - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bond Bug - Um olhar sobre as minhas miniaturas

320ª – Bond 700 ES Bug Corgi Toys

Um modelo de três rodas, muito desportivo  

 Modelo real

A Bond era especializada desde 1949 na produção de automóveis de três rodas quando se ligou-se com a Reliant em 1969, ano em que surgiu o Bond Bug para substituir o Bond 875 em Junho de 1970. Esta viatura de três rodas com carroçaria em poliéster e um aspecto moderno foi projetado por Tom Karen da Ogle Design para a Reliant Motor Company que o construiu de 1970 a 1974, inicialmente na fábrica da Bond Cars Ltd, mas posteriormente na fábrica da Reliant em Tamworth .

O microcarro tem a forma de cunha e o acesso ao interior é feito depois de levantada de toda a zona central do automóvel ou então, pelas janelas laterais, telas laterais em vez de portas convencionais.

O motor é do Reliant de 700 cc montada na frente e posteriormente aumentada para 750 cc.

Disponível em três modelos, o 700 e o 700E mais baratos e o 700ES mais sofisticado que incorpora uma cabeça de cilindro redesenhada, que permitiu que a taxa de compressão fosse aumentada de 7,35: 1 para 8,4: 1.

O Bond Bug 700ES também oferece assentos mais ergonômicos, bem como mais acolchoamento sobre o capô do motor, pára-lama duplo, cinzeiro, pára-choque dianteiro de borracha e roda sobressalente.

O Bug estava disponível em uma cor laranja brilhante tangerina, embora seis Bugs brancos fossem produzidos para uma promoção de cigarros Rothmans - um dos quais também foi usado em um anúncio da Cape Fruit. Apenas três Rothmans Bugs são actualmente conhecidos.

O Bond Bug não era barato custava £ 629, enquanto um Mini básico de 850 cc, custava £ 620 e o Lotus Seven custava £ 945 em 1970, também disponível como um kit completo embora desmontado era muito mais barato, em parte devido a um tratamento fiscal mais favorável.

A Reliant passa o motor para 750cc no final de 1973 e as versões começam a ser vendidas como 750E e 750ES mas a produção terminou pouco depois com menos de 200 Bond Bug 750 vendidos, a Reliant encerrou todas as outras linhas de produção para se dedicar ao recém-lançado Reliant Robin 750.

IMG_20210905_174014.jpg

IMG_20210905_174046.jpg

IMG_20210905_174138.jpg

IMG_20210905_174156.jpg

Miniatura

Levanta a porta para ver o interior

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico Whizzwheels

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 389

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:51
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Setembro de 2021

Centaur - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Centaur - Um olhar sobre as minhas miniaturas

319ª – Centaur Corgy Toys modificado

Um carro de sonho que poucas vendas consegue.

 Modelo real

O Probe 15 dos irmãos Adams tinha que se entrar pelo telhado que abria eletricamente foi vendido a um construtor escocês, a Caledonian Probe Motor Co.

O Probe 2001 em 1970, tinha agora 37 polegadas de altura e um aerofólio de teto distinto. Mas depois de oito meses e quatro carros, a empresa de Adam estava a beira da falência. O último Probe o 7000 um show car com motor Oldsmobile com uma posição de direção central e por aqui ficou.

 Em 1970, Peter Timpson adquiriu a segunda carroceria Probe 15 e a modificou consideravelmente. Ele a ampliou e aumentou a altura para 37 polegadas e divulgou sua ideia de forma mais prática para no ano seguinte construiu 12 carros.

A principal mudança foi um par de janelas de perspex que se dobraram como portas. A base do Imp permaneceu e a carroceria era um monocoque resistente de GRP e madeira compensada com seção em caixa e reforço de tubo de aço. construção de alta qualidade.

O Centaur foi construído pela Concept Cars Ltd. em Northampton a partir de 1973 e vendido entre 1974 e 1977.

Esteve disponível em três configurações

Kit 1 chassi e carroçaria

Monocoque básico de GRP / Ply / Steel com assentos integrados, aro de proteção, pára-brisa, telas laterais e todos os painéis da carroceria. Preço básico £ 500 incluindo IVA

Kit 2 chassi e carroçaria

Carro esportivo de dois lugares com motor traseiro e estrutura de rolagem totalmente integrada. Amplo para-brisas plano em vidro de segurança laminado. Espaço para bagagem atrás dos assentos. Inicialização frontal. Tanque de petróleo. Telas laterais em Perspex que dão uma visão de grande angular e dobradiças na borda dianteira para dar acesso ao interior do carro. Deck traseiro removível para fácil acessibilidade do motor. Volante de alumínio coberto com espuma. Instrumentos e interruptores instalados. Manete de câmbio e freio de mão entre os bancos. Totalmente estofado e acarpetado. Tear de fiação, tubos hidráulicos, limpadores e arruelas, todos montados. Faróis de halogéneo de quartzo com luzes de mínimos, indicadores dianteiros e traseiros, luzes de stop / laterais traseiras. Com acabamento em sua própria escolha de qualquer cor do fabricante. Aquecedor e ventilador. Todos os outros componentes, exceto motor / transmissão, suspensão, radiador, bateria, rodas e pneus.

£ 1.050 incluindo IVA

Kit 3 Carro Concluído

Como unidade de chassi de corpo de Estágio Dois mais motor, etc., para ser concluído como um carro em execução.

Preços a partir de £ 1580, sem IVA e imposto automóvel, dependendo das especificações.

Ironicamente, as variantes do Probe mais bem-sucedidas foram os derivados do kit de carros chamados Centaur e, mais tarde, o Pulsar modificado, feito de 1974 a 1982. Cerca de 50 Centaur e Pulsar foram construídos, todos com motores Imp, foram feitos de 1974 a 1982,

Um novo conceito o Centaur MK2.

Um carro esportivo totalmente prático parece uma contradição em termos, mas acreditamos que o Centaur Mk II seja exatamente isso, combinando praticabilidade com o tipo de estilo que está associado a carros que custam mais de £ 10.000!

Aliciando com um espaço atras para mais duas pessoas.

Modificação na miniatura

A cobertura foi modificada e a parte de cima redesenhada.

As rodas são da Champion

 

IMG_20210904_192926.jpg

IMG_20210904_200039.jpg

IMG_20210904_200257.jpg

IMG_20210904_224852.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 384

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 23:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
17

23
24
25

26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Porsche 917/10 Interserie...

. Opel Ascona Rallye - Um o...

. Ferrari 512 S Spyder 1970...

. Rolls wagen- Um olhar sob...

. VW Porsche 914 - Um olhar...

. Porsche Carrera 6 - Um ol...

. Opel Manta - Um olhar sob...

. Alpine Renault A 441 - Um...

. Bond Bug - Um olhar sobre...

. Centaur - Um olhar sobre ...

. Porsche Turbo KKK - Um ol...

. Peugeot 304 - Um olhar so...

. Renault 15- Um olhar sobr...

. Dino - Um olhar sobre as ...

. Ferrari 365 GTB4 - Um olh...

. Lancia Stratos - Um olhar...

. AEC Single Deker Bus - Um...

. De Tomaso Pantera- Um olh...

. Fiat 126 - Um olhar sobre...

. Porsche Carrera RSR - Um ...

. The CSCC Special Saloons ...

. Fiat X1/9- Um olhar sobre...

. Austin Protótipo, um prot...

. Porsche 908 longo - Um ol...

. BMW 2002 com as letras Tu...

. Volkswagen Cabriolet - Um...

. Ferrari 312 PB - Um olhar...

. Ford Escort  - Um olhar s...

. Autobianch A 112 Abarth -...

. Lancia Beta Berlina  - Um...

. Citroen 2CV Pop Cross - U...

. Stratos HF Zero - Um olha...

. Land Rover Pickup 2 porta...

. Porsche Carrera RSR - Um ...

. BMW 3.0 de circuito e não...

. Austin London Taxi - Um o...

. Rolls Royce Silver Shadow...

. Chevrolet Corvette Sting ...

. Renault 17 TS - Um olhar ...

. Citroen Maserati - Um olh...

. Alpine Renault A 310 - Um...

. Peugeot 104 - Um olhar so...

. Matra MS 670B curto - Um ...

. Lamborghini Urraco - Um o...

. Monteverdi 375l- Um olhar...

. Fiat 124 Sport Coupé - Um...

. Lola T 280 de “Nicha” Cab...

. Jaguar E V 12  - Um olhar...

. Maserati Indy - Um olhar ...

. Alfa Romeo 33/3.1970 - Um...

.arquivos

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub