Terça-feira, 24 de Maio de 2022

McLaren M26 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

McLaren M26 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

579ª – McLaren M26 Yaxon

GP Estados Unidos 1977 McLaren M26 James Hunt 1º

Modelo real

Para substituir o M23, a McLaren introduziu o M26, projetado por Gordon Coppuck, para 1977. Pronto nos meados de 1976, o M26 era mais baixo e mais leve que o M23, com corpo em favo de mel.

A estreia do Mc Laren M26 foi no GP da Holanda a 16 de Maio de 1976, Jochen Mass obteve o 18º lugar na grelha de partida e o 9º lugar a uma volta do vencedor, James Hunt no M 23.

 No GP de Itália Hunt M23 e Mass no M26 são mais lentos que Watson no Penske PC4 com 2`13``95. Em Mónaco voltam ao M 23 e James Hunt  vence em Espanha, no GP de França a 4 de Julho James Hunt no M23  volta a vencer e Mass em 15º numa prova em que Lauda foi o mais rápido.  Nova vitoria em Brands Hatch a 18 de Julho e na Alemanha, em Zandvort, e nos Estados Unidos, James Hunt é Campeão do Mundo de 1976 e a Mc Laren a de Construtores com o M23

Em 1977 continuam os M 23 até que em Maio de 1977 em Jarama James Hunt agora com o nº1 no Mc Laren M26 Ford volta as pistas e obtém o 8º tempo. Mas abandona na prova e Mass é 4º com o M 23, mas no Monaco voltam os antigos M23 e Mass é 4º

Na GP da Bélgica a 5 de Junho Mass no M23 obtém o 5º tempo enquanto Hunt é 10º no M26, é o reaparecimento do M26. As asas foram modificadas e o resfriador de óleo agora foi realocado no nariz. O carro se mostrou mais equilibrado, mas Mass, no entanto, superou Hunt no M23 mais antigo. Escolhendo pneus slicks para a corrida na esperança de que o circuito varrido pela chuva logo secaria, James foi rodado quando Mass liderou brevemente. Hunt terminou, em sétimo.

Em Dijon para o GP da França, James colocou o M26 na primeira fila ao lado da Lotus de Mario Andretti, e no final foi o terceiro.

Em Silverstone, onde Mass teve um M26 pela primeira vez e Gilles Villeneuve com o nº 40 juntou-se à equipe em um M23. Hunt conquistou a pole, James venceu  e Jochen quarto e Villeneuve foi 11º a duas voltas .

Em Watkins Glen o GP Leste dos EUA, James bateu nma barreira na sexta-feira, mas conquistou a sua terceira pole position da temporada, ele se viu atrás de Brabham-Alfa, do alemão Hans Stuck, no início da chuva. Herdando a liderança depois que Stuck saiu depois de 14 voltas, e com uma vantagem confortável sobre Andretti, ele foi perseguido por problemas. Venceu o seu segundo GP da temporada e seu segundo consecutivo em Watkins Glen, mas foi por pouco, pois Andretti estava apenas dois segundos atrás no final.

A última corrida do ano no Monte Fuji, no Japão, viu Andretti vencer Hunt pela pole position. Depois de ter danificado o M26-2 em Mosport e insatisfeito com o M26-1, James agora dirigia o chassi M26-3 de Jochen e, quando a bandeira caiu, ele saltou para a liderança quando Andretti atingiu a Ligier de Jacques Laffite e foi forçado a sair. Jochen subiu para o segundo lugar na sexta volta, parecia que o M26 realmente tinha chegado bem, mas o domínio total da McLaren terminou quando seu motor quebrou na 28ª das 73 voltas.

Modificação na miniatura

É um kit metálico em que a parte vermelha é em plástico.

IMG_20220524_180211.jpg

IMG_20220524_180313.jpg

IMG_20220524_180424.jpg

IMG_20220524_181033.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de metal de acordo com as originais.

Fabricante

Série yaxon

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartãoem Kit e caixa com janela de visualização.

País - Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:30
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Brabham Alfa Romeo BT 46 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Brabham Alfa Romeo BT 46 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

575ª – Brabham Alfa Romeo BT46 Yaxon

Brabham Alfa Romeo BT46 Parmalat Racing Team Niki Lauda 1978 GP de Monaco 78 #1 Lauda 2º

 Modelo real

O Brabham BT46 projetado por Gordon Murray para a Brabham, propriedade de Bernie Ecclestone, para 1978 estavam equipados com o pesado o motor Alfa Romeo flat-12, mas foram competitivos com radiadores montados no nariz e modificados durante a maior parte do ano,

A principal originalidade do carro era o uso de trocadores de calor de placa plana montados rente à superfície da carroceria no lugar dos radiadores de água convencionais.

Sem os radiadores permitiu a Murray produziu um design leve com uma seção transversal frontal baixa,  O engenheiro consultor David Cox acreditava serem erros fundamentais no conceito e concluiu que a ideia não poderia funcionar.

A essa altura o carro já havia rodado, sofrendo sérios problemas com superaquecimento. Os trocadores de calor foram substituídos por radiadores semelhantes ao do BT45, comprometendo sua eficiência aerodinâmica. Além da questão do arrasto, os radiadores montados no nariz moviam o peso para a frente do carro.

No Grande Premio do Mónaco o Brabham Alfa Romeo BT46 Parmalat Racing Team com Niki Lauda ao volante foi 2º.

Explorando ainda mais o conceito do efeito-solo Gordon Murray, apareceu para o Grande Prêmio da Suécia com o modelo BT46B tinha um ventilador na traseira, oficialmente com o objetivo de refrigerar o motor Alfa Romeo completadas por um conjunto de minissaias na parte traseira, e quando o motor aumentava as rotações, aumentava também as do ventilador, o efeito do ventilador pregava o carro no solo.

Em Anderstorp a 17 de Junho de 1978, nos treinos o efeito de solo do Lotus de Mário Andretti ainda foi o mais rápido, seguido dos Brabham Alfa Romeo de John Watson e Niki lauda.

A vitória sorriu a Niki Lauda na estreia dos Brabahm “aspirador” que muita celeuma ainda iriam dar.

IMG_20220520_163547.jpg

IMG_20220520_171237.jpg

IMG_20220520_171255.jpg

IMG_20220520_171315.jpg

IMG_20220520_171340.jpg

IMG_20220520_170956.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante  Yaxon

Série Kit

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Porsche 917/10 Can Am Brumos Racing- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 917/10 Can Am Brumos Racing- Um olhar sobre as minhas miniaturas

572ª – Porsche 917/10 Can Am  Solido

Porsche 917/10 TC #007 nº 59 Brumos Racing em Road Atlanta a 8.7.1973 onde foi 5º.

As férias de Natal deram para encontrar amigos que por lá tinhas carrinhos que já não queriam e é claro a min faziam muita falta e as noites de inverno eram longas.

Agora o bicho apareceu e estou também em casa, com um tratamento VIP. Obrigado Esmeralda,

 Modelo real

O Porsche917/ Can Am da Brumos Racing que correu em Road Atlanta a 8.7.1973 com o nº 59 Porsche 917/10 TC #007 - Brumos Racing   Porsche 912 F12 2v DOHC 5000 cc Turbo pilotado por Hurley Haywood terminou em 5º a 5 voltas do vencedor na corrida 1 e na 2 corrida terminou mas desconhece-se o resultado.

Em Road Atlanta, a segunda corrida da temporada, os travoes do carro de Scheckter emperraram após duas voltas, ganhando a reputação de travar tarde, mas como ele lembra:

“Não muito tempo depois da corrida eu não tinha travões, eles costumava dizer que travava tão tarde, mas, entretanto, tinha travei muito mais cedo e passei por todos. Na verdade, no meio da temporada os travoes pareciam estar no seu pior.

A corrida Road Atlanta consistiu em uma corrida combinada de 90 milhas, dividida em uma corrida de 40 milhas no sábado e uma corrida de 50 milhas no domingo. A primeira etapa foi vencida por Donohue, enquanto George Follmer venceu no domingo, também levando a vitória combinada. Jody Scheckter garantiu um terceiro lugar combinado atrás de Donohue.

IMG_20220517_134119.jpg

IMG_20220517_134127.jpg

IMG_20220517_134244.jpg

IMG_20220517_142024.jpg

Miniatura

Levanta o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Kit

Referencia nº  nº 16- 3/75

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:31
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

Alfa Romeo T 33/TT/12 Redlefsen - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo T 33/TT/12 Redlefsen - Um olhar sobre as minhas miniaturas

571ª –Alfa Romeo T33 Solido

Alfa Romeo T33/TT/12 #11512-009 - Willi-Kauhsen-Racing-Team (D) Redlefsen 1000 km di Nurburgring J Mass (D)/Jody Scheckter (ZA) 6º lugar

Talvez na sua ultima prova

Modelo real

Alfa Romeo 33TT12

Produção    1973-1976

Transmissão        Manual de 5 velocidades

O belo e arrojado Alfa Romeo Tipo 33 apresentado no Paris Motor Show, em 1967 protagonizaria uma longa e brilhante evolução em todos os aspectos..

 

O 33 TT 12 ( Telaio Tubolare , chassi tubular) apareceu em 1973 com o motor flat 3.0L de 12 cilindros projetado pela Carlo Chiti (500 bhp). A temporada de 1973 foi de desenvolvimento e em 1974 o carro, que tinha uma entrada de airbox estilo F1 adicionada venceu em Monza 1000 km e terminou a temporada com o segundo lugar no campeonato. Para 1975, a Alfa Romeo contratou a Willi Kauhsen Racing Team (W.K.R.T) para comandar a equipe de corrida apoiada pela fábrica, e vencer o Campeonato Mundial de Marcas em 1975, com sete vitórias em oito corridas.,

Alfa Romeo T33/TT/12 #11512-009 - Alfa Romeo F12 4v DOHC 2995 cc do Willi-Kauhsen-Racing-Team (D) e o apoio da Redlefsen em Nurburgring a 1.6.1975 nos 1000 km de Nurburgring onde foi pilotado por Jochen  Mass (D)/Jody Scheckter (ZA) depois de ocupar o 3º com :27.100 na grelha de partida terminaram em 6º lugar. O primeiro classificado foi Merzario / Laffite também num Alfa Romeo 33 TT 12.

O chassi 009 foi pilotado por Andrea de Adamich (I)/Carlo Facetti (I) na Autodelta SpA e no Willi Kauhsen Racing Team por Henri Pescarolo (F)/Derek Bell (GB) e            Jochen Mass (D) Jody Scheckter (ZA)

A Alfa Romeo concentra-se na Fórmula 1 a partir de 1976, mas o campeonato mundial voltou a ser vencido em 1976 com a evolução final do 33, o SC 12. Tinha uma carroceria semelhante ao TT12, mas novamente apresentava um chassi do tipo monocoque. Um motor turboalimentado também foi construído, com 2,1 litros, produzindo 640 cv.

O motor flat-12 foi depois usado nos carros Brabham-Alfa BT45 , BT46 e Alfa Romeo 177 F1.

IMG_20220516_183607.jpg

IMG_20220516_183638.jpg

IMG_20220516_183819.jpg

IMG_20220516_184121.jpg

IMG_20220516_184231.jpg

 

Miniatura

Levanta a mala e o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série K

Referencia nº41-

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão ou caixa com janela de visualização e vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 22:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 15 de Maio de 2022

 Renault 18 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

 Renault 18 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

570ª – Renault 18 Solido

A chegada a Via Real da Revista Le Fanatique de L´Automobile em Janeiro de 1983, que todos os meses nos dava conta de algumas novidades principalmente francesas. E que eu passei a comprar por causa dos carros antigos, Quando chegava, levava-a para a Rosas para ali nos deliciarmos com um pouco as novidades que com a partilha com o Machado e o Varejão e que por vezes lá fotocopiávamos uma pagina pois eram 5$00. E só quando a fotocopiadora estava quente e a funcionar. Porque por uma cópia ninguém fazia.

 Modelo real

O Renault 18 estava destinado a substituir o Renault 12, em produção desde 1969, e a mostrar sua idade no final da década de 1970, o Renault 12 esteve em produção ao lado do 18 até 1980.

Projetado rapidamente necessitou de apenas dezoito meses, foi baseado na arquitetura do 12. O Renault 18 entrou em produção em Flins, na França, em Dezembro de 1977. Apresentado no Salão de Genebra em Março de 1978 e vendas no mês seguinte.

Disponível em berlina de 4 portas, e 18 TL e um motor de 1397cc.

Com um motor 1647cc nas versões TS e GTS uma versão diesel também estava disponível.

A produção atingiu o pico cedo em 1979 , o maior ano do R18, após o qual as vendas começaram um declínio gradual. Seria posteriormente produzido em dez outros países e quatro continentes ao redor do mundo.

A American Motors Corporation (AMC) em  acordos de montagem e marketing com a Renault desde a década de 1960 atá á parceria financeira em 1979 que evoluiu para a empresa francesa deter uma participação de controle (46%). Um aspecto da estratégia da AMC incluía a comercialização de um automóvel de tração dianteira de tamanho maior.

O Renault 18 foi adaptado para os mercados americano e canadense e nas s modificações incluíram controles de emissões mais rigorosos, pára-choques maiores projetados para suportar impactos de 8 km/h (5 milhas por hora), pintura em dois tons, faróis selados descobertos.

IMG_20220515_165930.jpg

IMG_20220515_170931.jpg

IMG_20220515_171018.jpg

IMG_20220515_171040.jpg

Miniatura

Abre as portas da frente.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº13018 - 1/82 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está encaixada na carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 17:46
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Maio de 2022

BMW 320i Jagermeister - Um olhar sobre as minhas miniaturas

BMW 320i Jagermeister - Um olhar sobre as minhas miniaturas

568ª – BMW 320 Racing Luso Toys

BMW 320i #14 Jagermeister DRM de Harald Grohs DRM Zolder 13.3.1977

Penda de Natal 1982

Modelo real

BMW 320 Grupo 5

Uma nova regra foi introduzida em 1976 para o Campeonato Mundial de Construtores, o segundo campeonato mais importante depois da Fórmula 1. Os carros agora com a designação oficial de Grupo 5, eram os chamados silhueta, porque tinham o mesmo contorno dos carros de turismo ou de GT, mas a engenharia sob o capot era a mais pura tecnologia de carros de corrida.

A pontuação foi dividida em duas categorias, a Divisão 2 com uma cilindrada até dois litros e a Divisão 1 acima de dois litros.

Para a classe de dois litros, a BMW desenvolveu um carro de corrida baseado no novo Tipo 320 BMW, pesavam cerca de 730 kg e tinham o mesmo motor de dois litros que também era usado em carros de corrida de Fórmula 2.

Os carros de corrida BMW E21 grupo 5 que correram na Deutsche Rennsport Meisterschaft (DRM) de 1977 a 1982. tinham muitos proprietários e esquemas de cores

Dois carros BMW 320 Group 5 com as cores Jägermeister no Campeonato Alemão de Automobilismo e no Campeonato Mundial de Construtores na temporada de 1977 através da equipe Faltz (em Essen). Os pilotos foram: Hans-Joachim Stuck, Harald Grohs, Helmut Kelleners e Ronni Peterson.

Em Zolder a 13.3.1977, na prova do DRM, o BMW 320  Jägermeister BMW 320 - BMW M12/7/Faltz L4 4v DOHC 1990 cc com o Nº 14  pilotado por Harald Grohs foi 4º na Div. II em 24 voltas com o tempo de 40:29.300. O vencedor foi Manfred Schurti no Porsche 935 do Jägermeister Max-Moritz-Team fez as 24 voltas em 38:36.900.

IMG_20220513_174709.jpg

IMG_20220513_175246.jpg

IMG_20220513_181004.jpg

IMG_20220513_175140.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Luso Toys

Série

Referencia nº 21

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está junta à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:27
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Maio de 2022

Lotus 78 Formula 1 John Player Special - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lotus 78 Formula 1 John Player Special - Um olhar sobre as minhas miniaturas

565ª – Lotus MK3 Yaxon

1977 Lotus 78 Ford Cosworth MK3 #5 Mario Andretti Black John Player Special 1º GP Argentina 1978

A aplicação do efeito solo na Fórmula 1, foi uma das brilhantes intuições de Colin Chapman em conjunto com Bellamy, Ogilvie e o aerodinamicista Peter Wright, usou pela primeira vez esse design inovador no 78, concorrente da Lotus na Fórmula 1 para a temporada de 1977. O carro apresentava um monocoque ultrafino, construído a partir de um favo de mel de alumínio.

Em ambos os lados do compartimento do piloto, o Lotus 78 ostentava pods laterais de comprimento total, que abrigavam os radiadores e criavam os 'efeitos de solo'. A área de baixa pressão foi vedada em ambos os lados por saias que podiam deslizar para cima e para baixo, que mantinham contato com a pista o tempo todo. As asas convencionais foram instaladas na frente e na traseira para estabilidade em alta velocidade.

Em 1977, com Andretti e Nilsson vencendo cinco GP, mas foi aa Ferrari e Lauda a vecer o campeonato

Em 1978 a equipe Lotus e o Lotus 78 venceu mais dois GP com Andretti e Peterson, antes de utilizar o Lotus 79, ainda mais refinado e competitivo.

Naquele ano, Mario Andretti venceu o Campeonato Mundial de Pilotos e o Campeonato Mundial de Construtores da Lotus. O 79 também foi usado esporadicamente em 1979 por algumas equipes privadas.

 Modelo real

Modificação na miniatura

A bandeira inglesa estava junta com os decalques das finíssimas listas douradas e era para ser recortada depois de estar colada, mas nunca o foi, ainda lá está.

IMG_20220510_185717.jpg

IMG_20220510_185746.jpg

IMG_20220510_185932.jpg

IMG_20220510_190117.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha de acordo com as originais.

Fabricante Yaxon

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão em Kit e com janela de visualização e vitrine plástica, montada.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:33
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Maio de 2022

Lancia Stratos HF de velocidade - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Lancia Stratos HF de velocidade - Um olhar sobre as minhas miniaturas

564ª – Lancia Stratos Solido

Nº 45 Lancia Stratos 2,4 Targa Florio Giorgio Pianta Giorgio Schon 7º classificado

 Modelo real

O primeiro carro de produção projetado especificamente para ralis também participou em provas de velocidade.

O Lancia Stratos no Targa Florio de 1973, no pequeno circuito da Madonie em 11 voltas e 792km com Sandro Munari-Jean Claude Andruet terminou em segundo lugar nas 11 voltas em 7h 00`30`` sendo o vencedor o Porsche Carrera RSR

No ano seguinte no pequeno circuito da Madonie agora com 7 voltas e 504km, Amilcare Ballestrieri-Gérard Larrouse também está entre os 59 inscritos na corrida, pilotando um Lancia Stratos termina a prova em primeiro lugar ao completar as 7 voltas do circuito em 4h, 35', 02" a uma média de 109.946 km/h. Emilio Palcari/ Mauro Pregliasco também em Stratos é o 4º classificado.

Em 1975 a 20 de Julho realizou-se a 59ª edição da Targa Florio a última desta prestigiada competição de estrada que fazia parte do calendário Mundial de Marcas. No último Targa, o pequeno circuito da Madonie nas 8 voltas e nos 506Km, duas equipas em Lancia Stratos 2.4 estiveram presentes Erasmo Bologna/Mauro Pregliasco e Giorcio Pianta /Giorgio Schon em Lancia Stratos foram 6º e 7º classificados.

Lancia Stratos G.Schon - G.Pianta com uma decoração muito original.

No último Targa Florio, a 60º edição realizada somente para o campeonato Italiano, o Lancia Stratos compareceu com Carlo Faceti/ Gianfranco Ricci em Lancia Stratos foi o 2º classificado entre 52 classificados.

Modificação na miniatura

Pintadas as listas e colocados os decalques e colocadas as persianas traseiras.

IMG_20220509_183631.jpg

IMG_20220509_183821.jpg

IMG_20220509_184427.jpg

IMG_20220509_184610.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 27 – 10/74

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:50
link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Maio de 2022

Porsche Aurora RSR - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Aurora RSR - Um olhar sobre as minhas miniaturas

563ª – Porsche Aurora Luso Toys transformado

Porsche Aurora RSR Kiko Ribeiro da Silva 8º na Rampa da Serra da Estrela

 Modelo real

O Team Arbo era constituído por Jorge Ortigão no Opel 1904, Rufino Fontes no Pop Cross e velocidade com o Alfa Romeo 2000GTV e Clemente Ribeiro da Silva no Porsche Aurora RSR estreado no Rally A Reguladora a 15 de Janeiro de 1977 com o motor do Aurora Spyder.

Em 1977, Kiko Ribeiro da Silva estreia o Porsche Aurora ainda num estado muito incipiente de preparação no Rali "A Reguladora", com João Ralha como navegador com o motor do Aurora Spyder..

O chassis do Porsche 911, ou segundo outros, um 912 Targa depois de levar vários elementos de outros Porsche, de ser alargado e com uma nova na frente e ainda mais alargado na traseira, também do tipo RSR, no qual foram montadas as jantes do Porsche Carrera 6 e um enorme aileron no bom estilo da época.

O cancelamento da prova do Europeu de GT fez da estreia do Porsche Aurora RSR em pista no Estoril no Circuito Internacional da Primavera, a novidade em conjunto com o Porsche Carrera RSR de Robert Giannone na prova dos Grupos 2 a 5.

O mais rápido foi Giannone e Ribeiro da Silva onde fez o 5º melhor tempo, mas na corrida não foi além do 16º lugar depois de ter parado na box “com martelo de válvula solto” na 5ª volta.

Na Rampa da Serra da Estrela compareceram 12 pilotos estrangeiros a fazer prever uma das melhores provas da época. Mauro Nesti venceu pela segunda vez consecutiva com no Lola Cabora, e Kiko Ribeiro da Silva foi o melhor português, com um excelente 8º lugar e Robert Giannone em 11º. 

No primeiro circuito da Costa Verde em Vila Do Conde a 2 e 3 de Julho é a estreia da pintura psicadélica e que eu não consegui fotografar, mas logo pensei: Nunca mais o vou conseguir pintar.

Modificação na miniatura

Feito as faróis o guarda lamas e o aileron da frente foi colocado um aileron da 3j

IMG_20220508_194438.jpg

IMG_20220508_195410.jpg

IMG_20220508_195617.jpg

IMG_20220508_194227 (1).jpg

 

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina Modelos 3J.

As rodas são de plástico Whizzwheels.

Fabricante  Modelos 3J.

Série M

Referencia nº 8

Material – resina e metal

Material da placa de base – resina

A base está agarrada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:28
link do post | comentar | favorito
Sábado, 7 de Maio de 2022

Toyota Celica Rally - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Toyota Celica Rally - Um olhar sobre as minhas miniaturas

562ª – Toyota Celica Rally Solido

Toyota - Celica N 29 Rally Acropoli 1978 Ε. Gallo Gr A. Arkentis 8º classificado

Sem fotografias o que ainda hoje acontece, estive em dúvida se não fazer o do Manuel Fernandes. em Vila Real

Modelo real

No Tokyo Motor Show a primeira geração do Celica foi revelada em 1970, com o nome Celica derivado da palavra latina coelica (AFI: [selika]) querendo dizer "celestial" ou que que em Espanhol significa “Celestial” ou “divinal” e continuador do 2000GT um dos carros com melhor performance e inovação dos finais dos anos 60.

A linha de carroceria era uma mistura entre o gosto japonês e o estilos americano, pelo que foi apelido de "Japanese Mustang",  Estava dirigido aos jovens pelo seu design a transmitir a sensação de liberdade e um toque desportivo.

A motorização de quatro cilindros provem da gama Carina com duas versões de motorização 1.6 e 2.0. a gama mais baixa o LT era equipada com um único carburador, sendo o motor denominado 2T com 1600 cm³, enquanto que a versão ST apresentava carburadores Aisan duplos, 2TB e caixa de 5 velocidades. Disponivel  em 4 versões de equipamento, LT, ST, GT e GTV, exclusiva do mercado doméstico Japonês.

A versão mais desportiva, denominada GT era equipada com o motor 2T-G consistindo num bloco de motor DOHC (Dupla Árvore de Cames) com carburadores duplos Solex.

A primeira versão Celica, teve uma carreira notável em competição, quer em ralis mas também em pista.

 O Toyota Celica ST 1600 liftback também estava disponível

O miniatura do Toyota  Celica Ta22 do Grupo 2 classe 4 e com o Nº 29 participou no Rally Acropoli em 1978 pilotado por Ε. Gallo Gr A. Arkentis e se classificaram no 8º lugar.

IMG_20220507_145833.jpg

IMG_20220507_145746.jpg

IMG_20220507_145848.jpg

IMG_20220507_145923.jpg

IMG_20220507_150308.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 1094 -3-80

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:43
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. McLaren M26 - Um olhar so...

. Brabham Alfa Romeo BT 46 ...

. Porsche 917/10 Can Am Bru...

. Alfa Romeo T 33/TT/12 Red...

.  Renault 18 - Um olhar so...

. BMW 320i Jagermeister - U...

. Lotus 78 Formula 1 John P...

. Lancia Stratos HF de velo...

. Porsche Aurora RSR - Um o...

. Toyota Celica Rally - Um ...

. Alpine Renault A 442 V6  ...

. Wolf F1  - Um olhar sobre...

. Porsche Carrera RSR Robet...

. BMW 320 Grupo 5 - Um olha...

. BMW 2.8 CS Alpina - Um ol...

. Porsche 917/10 Can Am - U...

. Lamborghini Countach - Um...

. Porsche 935 com faróis Va...

. Citroen DS curto - Um olh...

. Porsche 917 10 Can Am - U...

. Lola T 280 Jo Bonnier 197...

. Alpine Renault A 440/2l -...

.  Porsche 917/10 TC inters...

. BMW 3.0 CSL Luigi Grupo 2...

. Peugeot 504 Rallye - Um o...

. Ferrari 312 T2 - Um olhar...

. Porsche 935 Turbo - Um ol...

. Ford Escort RS 1800 - Um ...

. Aurora Porsche 935 - Um o...

. Porsche 908 Spyder - Um o...

. Renault 17 TS protótipo -...

. Porsche Carrera 6 Spyder ...

. Alfa Romeo Zagato - Um ol...

. Opel Kadett GTE - Um olha...

. BMW 2800 CS - Um olhar so...

. Porsche 917/10 Can Am Int...

. BMW 2002 Alpina - Um olha...

. Alpine Renault Le Mans 19...

. Aurora Porsche RSR Antóni...

. Gulf Mirage M6 - Um olhar...

. Chevron B 36 - Um olhar s...

. Mazda Luce Rotary Coupe -...

. Fiat Abarth Rali Internac...

. Porsche Carrera RSR Turbo...

. Alpine Renault A441 ELF/E...

. Ford Escort Gr2 Zakspeed ...

. BMW Jagermeifter Spa 1973...

. Porsche 935 "Martini" 197...

. Porsche 936/77 vencedor e...

. Alpine Renault A 442 Le M...

.arquivos

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub