Quarta-feira, 22 de Junho de 2022

Rolls Royce Phanton III Coupe de Ville- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Rolls Royce Phanton III Coupe de Ville- Um olhar sobre as minhas miniaturas

608ª – Rolls Royce Phanton III coupe de ville1939 Solido

Rolls-Royce Phantom III Sedanca de Ville por H.J. Mulliner

A versão coupé de ville da miniatura

580ª – Rolls Royce Phanton III cabriolet 1939 Solido

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/tag/miniatura+rolls+royce

Modelo real

O Rolls-Royce Phantom III Sedanca de Ville foi construído com uma majestosa carroceria, requintada construída por Mulliner entre 1936 e 1939. Mostrava a riqueza de seu proprietário e o poder de seu construtor.

O nome Sedanca veio de Sedan e Cabriolet, já que o veículo apresentava uma carroceria fechada para os passageiros traseiros e uma capota removível para a área do motorista. A mesma carroceria foi batizada de De Ville por outras casas, Com um radiador dianteiro alto e plano e a famosa estátua em cima, o veículo não mostrava nada além de opulência. Atrás da cabine, estava o porta-malas com tampa articulada.

H.J. Mulliner construiu o luxuoso habitáculo alto para que o proprietário pudesse usar um chapéu alto enquanto estava confortavelmente sentado na parte de trás. No interior, um confortável banco envolto em couro na parte de trás, com apoios de braços laterais. Como opção, um frigobar de madeira na frente dos bancos traseiros.

Sob o capot, o motor V-12 de 7,3 litros era uma obra-prima da engenharia da época. Ele apresentava tuchos hidráulicos e um sistema de ignição de faísca dupla (duas bobinas de ignição e 24 velas de ignição). Mas o sistema provou ser menos confiável e, a partir de 1938, a montadora instalou tuchos regulares e ajustáveis.

IMG_20220622_143507.jpg

IMG_20220622_143554.jpg

IMG_20220622_143600.jpg

IMG_20220622_143605.jpg

IMG_20220623_165620.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´or

Referencia nº46 - 11/76 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e vitrine plástica.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 21:55
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Junho de 2022

AAV- Auto Avio Costruzioni - Um olhar sobre as minhas miniaturas

AAV- Auto Avio Costruzioni - Um olhar sobre as minhas miniaturas

593ª – Ferrari 815 Sport Brumm  

AAV Auto Avio Costruzioni 815

Auto Avio Construzioni tipo 815 spider Touring

No catálogo: “Foi a primeira viatura realizada por Ferrari em Maranello quando ainda se chamava Auto-Avio Costruzioni 8 Cilindros c.c. 1500 velocidade media em circuito Km/h 200”

Modelo real

Nos anos 20 e 30, Enzo Ferrari tinha na Scuderia Ferrari a divisão desportiva oficial da Alfa Romeo e quando saiu, Enzo Ferrari não poderia competir, mas e se seu nome não estivesse no fabricante ou no seu produto. Em Setembro de 1939 fundou a Auto Avio Costruzioni (AAC) e abriu as portas na sede existente, a antiga base da Scuderia em 11 Viale Trento e Trieste em Modena, para fornecer serviços de design, fabricação e reparação de carros.

Para o primeiro “Grande Premio Brescia della Mille Miglia” em 1940 o prêmio pela vitória em cada uma das cinco classes era de 10.000 liras e a Fiat com um prêmio de 5.000 liras para a vitória na classe de um Fiat ou baseado em Fiat.

A Ferrari utiliza um Fiat 508 C no qual reforçou o chassis, mas deixou intocados os travões, o eixo traseiro, a direção e a suspensão dianteira independente Dubonnet. A transmissão de quatro velocidades recebeu novas relações mais adequadas.

A construção “Superleggera” de Touring constava de uma rede de tubos sobre os quais o material estava bem encaixado, numa liga de magnésio com alumínio chamada Itallumag 35. A carroceria pesava 119 libras e o carro 1.177 seco. A distância entre eixos é de 2,42 metros e a tração é traseira. Rodas de raios Borrani com cubos Rudge e pneus Pirelli Stella Bianca 5,50 x 15.

O motor baseado no quatro cilindros 1100 do 508 C Balilla era basicamente dois motores, juntos lado a lado, mas com um bloco de alumínio especialmente projetado e construído pela Fonderia Calzoni em Bolonha, um virabrequim de cinco rolamentos e um eixo de cames projetado e construído pela AAC com uma única árvore de cames no cabeçote, duas válvulas por cilindro e um sistema de lubrificação por cárter semi-seco. Quatro carburadores Weber 30DR2 foram especificados para uma potência total de 75 hp a 5500 rpm.

Dois carros foram construídos, um tinha uma cauda mais longa e pelo menos um tinha um pequeno cavalo empinado e as iniciais AAC em cima de grade.

Em 28 de abril de 1940, os dois Auto Avio Costruzioni 815 iniciaram a corrida, Ascari, tinha o número 66 e o 815 de cauda longa de Rangoni, o número 65. Albert Ascari liderou na primeira volta, mas abandonou antes terminar a volta, Rangoni então assumiu a liderança mas problemas no motor obrigaram-no a abandonar também.

Um acidente levou Rangoni a entregar o carro a um ferro-velho. Em 1958 o seu irmão Rolando Rangoni, encontrou o carro mas quando o tentou recuperar depois de obter a confirmação da Ferrari de que era realmente o chassi 020, já tinha sido abatido.

O chassi 021 foi vendido para Enrico Beltracchini, que pilotou o carro em 1947 antes de vender o carro para um museu ainda está na coleção de Righini no Anzola dell'Emilia, perto de Modena.

IMG_20220607_173103.jpg

IMG_20220607_173128.jpg

IMG_20220607_173205.jpg

IMG_20220607_173311.jpg

IMG_20220607_173450.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brumm

Série Revival

Referencia nº 66 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusado à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:43
link do post | comentar | favorito (1)
Domingo, 20 de Março de 2022

Delahaye 135M 1939 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Delahaye 135M 1939 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

514ª – Delahaye 135 Figoni Falaschi Solido

Delahaye 135M 1939 Figoni &Falaschi cabriolet

 Modelo real

Depois da Primeira Guerra Mundial varias marcas entre elas a Delahaye apesar de ter absorvido a Chenard et Walcker e F.A.R. Tractor, após a depressão tiveram de muda de planos e entrar num mercado de modelos mais exclusivos e a Delahaye não fugiu á regra com a introdução do Type 138 com motor de seis cilindros em 1934 e um ano depois, do Type 135 Sport que compartilhava o motor de seis cilindros com o 138, mas apresentava um chassi muito mais esportivo.

O chassi do 135 era relativamente baixo, o que o tornou numa escolha para os construtores de carrocerias personalizados,

 

A ‘Ecurie Bleue' fundada pela americana Lucy Schell., correu com os Delahaye numa versão especialmente preparada ao longo da temporada de 1935 e uma vitória no rali Coupe des Alpes,.

Em Le Mans em 1938, a Delahaye regista uma vitória por dobradinha.

Uma mudança na linha de carros de estrada, com os dois principais modelos de 3,6 litros sendo substituídos pelo 135 M Competition alimentado por uma versão de um ou três carburadores e o 135 MS equipado com o motor de competição de alta compressão.«

 Após o fim da guerra, a produção do 135 continuou até ser finalmente substituído cerca de dezassete anos após a sua introdução, em 1952.

IMG_20220320_162114.jpg

IMG_20220320_162125.jpg

IMG_20220320_174430.jpg

IMG_20220320_174800.jpg

Miniatura

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série Age d´or

Referencia nº 48-5/77

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França

Anos de fabrico  a

 

 


publicado por dinis às 19:16
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Março de 2022

Fiat 500C Topolino 1949 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Fiat 500C Topolino 1949 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

501ª – Fiat 500C 1949/1955 Brumm

Uma nova carroçaria para o Fiat 500

 Modelo real

O Fiat 500C Topolino tem uma carroçaria reestilizada e o mesmo motor que o Modelo B,

No Salão Automóvel de Genebra a Fiat apresentou em 1949, a terceira série do 500 ‘Topolino’, o 500 C,  agora com uma carroceria totalmente moderna, com faróis integrados nos guarda-lamas dianteiros, grade horizontal, roda sobressalente e pneu reposicionados em um recesso especial na traseira e um porta-malas acessível a partir do banco do motorista. Incorporou até um aquecedor, algo que, observa ironicamente o catálogo da Coleção Quattroruote, “desperta a inveja de quem tem um 500 A ou B”. o 500 C continuava com a mesma engenharia simples, mas indestrutível, que sempre teve, incluindo o pequeno motor OHV de quatro cilindros.

Foi oferecido com a carroçaria de 2 portas, berlina e descapotável de 2 portas, carrinha de 3 portas e carrinha de 2 portas com a produção até 1955, aquando do aparecimento do Fiat 600.

IMG_20220307_165946.jpg

IMG_20220307_165951.jpg

IMG_20220307_170035.jpg

IMG_20220307_170253.jpg

Miniatura

Os bancos são rebatíveis.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série Revival

Referencia nº R 12

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:53
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2022

Citroen Traction 15 six 1944 FFI - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Traction 15 six 1944 FFI - Um olhar sobre as minhas miniaturas

491ª – Citroen 15 Six 1939 Solido

Citroen Traction 15 six 1944 FFI

O Citroen conhecido em Portugal por Citroen Arrastadeira

Modelo real

O Citroen Traction Avant 1944 da FFI das Forces Françaises de l'interieur, um grupo de resistência francesa no final da guerra

As FFI Forces Françaises de l'Intérieur é a designação dos membros da Resistência francesa na fase final da Segunda Guerra Mundial.

A Resistência Francesa começou com várias organizações locais e construídas a volta de outras organizações  existentes, como sindicatos, comunidades de imigrantes ou grupos católicos.

O movimento francês livre de Charles de Gualle, com sede em Londres, trabalhou para trazer os grupos da Resistência para o seu próprio controle, chamando-os de Forces Françaises de l’Intérieur.

A marcação “FFI” foi pintada à pressa principalmente nos veículos pretos da “Préfecture de Police” que desempenhou um papel central em grande parte nos combates na capital francesa.

O 7, 11, 15 e 22cv é acima de tudo um mito, uma lenda, é carro da polícia, de bandidos, da Gestapo mas também da resistência.

IMG_20220222_134829.jpg

IMG_20220222_134852.jpg

IMG_20220222_134921.jpg

IMG_20220222_135116_1.jpg

Miniatura

Abres o capô para ver o motor.

Interior detalhado

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Solido

Série Age d´or

Referencia nº 32-11/74

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:17
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Março de 2021

Hillman Minx Sallon de quatro portas - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Hillman Minx Sallon de quatro portas - Um olhar sobre as minhas miniaturas

135ª – Hillman Minx Dinky Toys

Lá fui eu para a tropa defender a Pátria e que sabia que poderia não voltar, mas os carrinhos não me saiam da ideia, nas horas vagas falávamos de tudo e principalmente dos nossos hobbies.

Depois de um fim-de-semana em casa, um camarada do qual não me lembro o nome, ofereceu-me esta bela miniatura

Desprovido de interiores, nem vidros, tablier, bancos ou volante.

Foi restaurado segundo os métodos da época.

Um Mark IV testado pela revista The Motor em 1949 tinha uma velocidade máxima de 67 mph (108 km / h) e podia acelerar de 0-60 mph (97 km / h) em 39,7 segundos. Um consumo de combustível de 32,1 milhas por galão (8,8 L / 100 km; 26,7 mpg- EUA) foi registrado. O carro de teste custou £ 505 incluindo impostos, o preço incluindo rádio (£ 36), over-riders (£ 5) e aquecedor (£ 18).

Um Padre, professor no Colégio da Boavista teve um exemplar.

Entre 1953 e 1956, o Mark VI a Mark VIII Isuzu Hillman Minx foi produzido no Japão pela Isuzu Motors,

Modificação na miniatura

Foi restaurado segundo os métodos da época.

IMG_0255.JPG

IMG_0256.JPG

IMG_0261.JPG

IMG_0262.JPG

Miniatura

Desprovido de interiores, nem vidros, tablier, bancos ou volante.

Sem suspensão.

As rodas têm pneus

Fabricante Dinky Toys

Referencia Nº 154

Material - zamac

Material da placa de base – Zamac

A base está cravada à carroçaria

País Inglaterra

Ano de fabrico 1954 - 1959


publicado por dinis às 13:38
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

18


29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Rolls Royce Phanton III C...

. AAV- Auto Avio Costruzion...

. Delahaye 135M 1939 - Um o...

. Fiat 500C Topolino 1949 -...

. Citroen Traction 15 six 1...

. Hillman Minx Sallon de qu...

.arquivos

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub