Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2023

Bugatti Royale - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Royale - Um olhar sobre as minhas miniaturas

774ª – Bugatti Royale mod. 41 1929 Rio

Bugatti Royale Coupe Fiacre 1929

Sem uma única foto e muito desconhecido, tal como agora…

Modelo real

2º carroçaria do Prototype Royale,Chassis nº 41100, conhecido como Coupé Fiacre, visto pela Rio.

O agora conhecido como Coupé Napoleon, e que se encontra no Musée National de l'Automobile de Mulhouse e usado por Ettore Bugatti que ele mesmo dirigia e a sua esposa também preferia o Royale como meio de transporte e mais tarde posse da família, alojado em seu castelo de Ermenonville, teve como antecedentes uma segunda carroceria conhecida por Coupé Fiarce

A carroçaria do Bugatti Royale chassis 41 100 que não interessou a nenhum cliente, numa época  em que normalmente o carro era vendido somente em Chassis foi despojado de volumosa carroceria Packard e em 1928 reequipado com uma nova carroceria coupé de duas portas. Conhecido como o Fiarce Coupe, era um design inspirado em carruagens de cavalos muito conservador, muito ao gosto de Ettore como muitos escritos por Ettore na época e a plicado em outros modelos embora mais pequenos. O design era mais atraente e equilibrado do que o Packard Phaeton, no entanto, a carroceria estava fora de proporção para com o comprimento do chassi.

IMG_20221012_141537.jpg

IMG_20221012_141602.jpg

IMG_20221012_141617.jpg

IMG_20221012_141626.jpg

Série Automobili d´ época per amatore

Referencia nº74 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Italia

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:40
link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Janeiro de 2023

Mercedes-Benz SSKL 1931 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes-Benz SSKL 1931 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

770ª - Mercedes-Benz SSKL1931 Solido

Um Mercedes curto, mesmo em número de exemplares

Modelo real

Os desportivos da Mercedes-Benz eram os modelos K, S, SS, SSK e SSKL, projetados como veículos de estrada desportivos que também serviam para as corridas. Entre 1926 e 1933, eram conhecidos como “monstros invencíveis” ou pelo carinhoso apelido de “elefante branco”, estavam equipados com um motor de seis cilindros superalimentado o que os tornava inigualáveis ​​na estrada ou em corrida. Para os pilotos endinheirados, esses carros eram ideais nos vários eventos de corrida, locais extremamente importantes no calendário social.

A abreviatura S/SS/SSK/SSKL (Super-Sport-Short-Light, adotado pela Mercedes-Benz para designar as etapas individuais de desenvolvimento dos carros, cada um equipado com um robusto motor de 7,1 litros em linha. motor supercharged de seis cilindros.

Os tipos SSK e SSKL constituíram a lendária série S cujo desenvolvimento culminou no modelo SSKL,

Comercializado de 1928 a 1933, o Mercedes SSKL (Super Sport Kurz Leicht) era um verdadeiro carro de corrida, projetado para clientes de corrida. Comparado com o já competitivo SSK, ele beneficiou de um aligeiramento substancial, principalmente na estrutura do chassis. O chassis SSK perdeu 200 kg de peso depois de ser perfurado várias vezes. típico da Daimler-Benz e já havia sido aplicado ao Benz Tropfenwagen.

Alimentado por um motor de 7 litros e 6 cilindros, são conhecidos actualmente sete exemplares do SSKL.

Modificação na miniatura

Acompanhado de uma folha de adesivos com matrículas.

IMG_20220922_180657.jpg

IMG_20220922_180737.jpg

IMG_20220922_180811.jpg

IMG_20220922_180827.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age d´Or

Referencia nº 4001 – 03/80 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 20:11
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2023

Mercedes Benz Super Sport 1928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes Benz Super Sport 1928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

767ª – Mercedes Benz SS coupé 1928 Matcbox

SS 27/170/225 hp / W 06, 1928 - 1933

Como nos informava a caixa

“Os modelos Mercedes SS do final dos anos vinte foram alguns dos carros mais excepcionais do período. Com um potente motor supercharged de sete litros, uma caixa gerrad de quatro velocidades e carburadores duplos, esta versão coupé é capaz de atingir 160 km/h”

Modelo real

No final da década de 1920 e início da década de 1930 a Daimler-Benz AG beneficiou em grande parte dos sucessos dos lendários carros desportivos superalimentados S, SS e SSK.

Foi oficialmente adicionado ao programa de vendas em abril de 1927, juntamente com o "K". Na nova categoria de "Carros Esportivos Especiais", a lista de preços incluía as versões de quatro lugares de ambos os modelos com preços de RM 26.000 e RM 30.000. Nessa altura, o "S" ainda estava para fazer a sua estreia, sendo incluído na lista de preços como "Modelo 1927". Essa situação perdurou até outubro de 1927, quando, além das variantes desportivas de quatro lugares, também passaram a ser disponibilizadas versões somente de chassis - com preços de RM 20.750 para o Modelo "K" e RM 26.000 para o Modelo "S".

Se o tipo S era incrivelmente rápido para a época, o SS ainda mais rápido era como o LHC graças ao seu avançado motor a gasolina de 6 cilindros em linha supercharged que entregava 200 cv e 225, respectivamente, durante todo o seu tempo de produção.

De fato, o modelo SS mais rápido atingiu uma velocidade máxima de 170 km/h, surpreendentemente alcançada através de uma baixa taxa de compressão (6,2:1) e combinação de supercharger.foi produzido em Roadster, Cabriolet A, Cabriolet C e 4 lugares Tourer.Saoutchik, Corsica Freestone, Webbb e Castagna.

O motor de 7,1 litros estava pronto para uso em meados de 1928 e foi instalado no chassi "S". Alimentado pelo novo motor, o carro esportivo de corrida recebeu a designação "SS" - para Super Sport. Em 29 de junho, na subida de montanha Bühler Höhe, realizada como parte do Torneio Automobilístico de Baden-Baden, foi vencida por Rudolf Caracciola. No  Grande Prêmio da Alemanha de Carros de Corrida, realizado em Nürburgring em 15 de julho, um triunfo triplo deixou claro que o "SS" poderia fazer. Vários outros sucessos de corrida, mesmo antes do "SS" ser incluído no programa de vendas em Outubro. O "S", cuja produção de chassis foi finalmente descontinuada em setembro de 1928 após uma série de 146 unidades, continuou a ser incluída na lista de preços até o início de 1930.

IMG_20220829_174856.jpg

IMG_20220829_180711.jpg

IMG_20220829_180730.jpg

IMG_20220829_180815.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryer

Referencia nº Y 16 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:30
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2023

Bugatti Type 44 1927 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Type 44 1927 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

764ª – Bugatti T44 1928 Matchbox

Bugatti Type 44 1928 Fiacre 2 portas Fixed Head Coupe Gangloff

Constava que o grupo Lesney não se encontrava em boas condições financeiras mas o Bugatt Type 44 de 1927 foi apresentado em duas cores preto e amarelo

Na caixa dizia

Desenhado por Ettore Bugatt um engenheiro de origem italiano que construiu automóveis em França. Este T44 tem um motor de 3 litros e 8 cilindros em linha com o requinte e as performances próprias dos Bugatti. . Como todos os Bugatti o T44 foi construído unicamente por encomenda para responder as exigências dos seus individuais dos seus compradores. Este modelo é um “Fiacre” três lugares e comporta o radiador na característica ferradura do cavalo. 

Modelo real

Ettore Bugatti apresentou o modelo em outubro de 1927. A carroceria que lembra a clássica carruagem de aluguer do século XVII, ou fiacre. Com apenas dezoito anos de idade, Bugatti desenvolveu o fiacre num estilo que permaneceu constante ao longo de sua carreira.

Motor em linha de oito cilindros instalado longitudinalmente na frente do veículo. Diâmetro 69 mm e curso de 100 mm resultam em 2991 cm³ . Cada cilindro tem duas válvulas de admissão e uma válvula de escape. O virabrequim tem nove rolamentos lisos. O motor é refrigerado a água e tem uma potência máxima entre 80 e 100  cv . A transmissão tem quatro marchas para a frente. As rodas traseiras são acionadas através de um eixo cardan.

O chassi é semelhante ao Tipo 38 e Tipo 43  e duas distâncias entre eixos diferentes de 312 cm e 322 cm estavam disponíveis. A largura é de 125 cm. Os veículos têm entre 410 e 420 cm de comprimento e entre 140 e 145 cm de largura. O chassi pesa aproximadamente 915 a 940 kg. A velocidade máxima está na faixa entre 138 e 150 km/h.

Incluída como uma opção de carroçaria no catálogo Bugatti de 1927, este Tipo 44 foi construído em Outubro de 1928, foi despachado para Gangloff para seu estilo Fiacre antes de ser vendida para a Alemanha para o industrial cervejeiro e piloto de corridas Emil Bremme em 1929 por 96.000 francos franceses.

O chassi nº 441141 recebeu a típica carroceria coupé de duas portas e quatro lugares “Fiacre”, acabado em amarelo e preto, fabricado em 1929, foi entregue novo à concessionária francesa Bugatti Gaston Docime de Paris em 1930.

IMG_20220618_200443.jpg

IMG_20220618_200450.jpg

IMG_20220618_200455.jpg

IMG_20220618_200503.jpg

IMG_20220618_200508.jpg

Fabricante  Matchbox

Série Models of Yesteryear

Referencia nº Y24  preço

Material – zamac

Material da placa de base – Metal

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 00:39
link do post | comentar | favorito
Sábado, 7 de Janeiro de 2023

Renault NN 1928 Amarelo Taxi Parisiense- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault NN 1928 Amarelo Taxi Parisiense- Um olhar sobre as minhas miniaturas

762ª – Renault NN 1928 Taxi Renault  Eligor

Renault NN2 1928 Taxi Renault, embora a caixa o indique como Renault KZ 1928 Taxi Parisien C Metropole 1042 B

1928 Renault NN Taxi Parisien 1928 ou Renault

Modelo real

No final da década de 1920, a Renault, Peugeot, Citroën e Panhard dominavam o mercado dos Taxis enquanto a Citroën era a proprietária de uma das maiores empresas de táxi, a "Société des taxis Citroën", a G2, grande concorrente do G7. Em 1930, a Citroën dispunha de 2.500 táxis dos 12.500 em circulação.

Renault NN, conhecido como Renault 6 CV, foi apresentado no Mondial de l'Automobile de 1924 em Paris como o sucessor do Renault Type KJ e Type MT. O novo modelo era uma versão alongada do MT, com 200 mm de distância entre eixos e com travões nas rodas dianteiras e era movido por um motor de 951 cc de quatro cilindros,

O radiador ainda era atrás do motor e por isso não tinha a grelha na frente, mas sim "brânquias" proeminentes nas laterais do capot para fins de arrefecimento . Durante 1925, a Renault substituiu o logotipo redondo anterior de 1923 pelo primeiro dos designs de losangos romboides. Em Janeiro de 1926, o capô ficou mais alto, e em Março novos pára-lamas dianteiros mais arredondados substituíram as unidades anteriores mais planas nas versões Normale e Luxe enquanto o modelo básico manteve o design original do pára-lama.

Um Renault NN Town Car com carroçaria de Jean Henri-Labourdette [fr], construído para transportar estrelas de cinema infantis para estreias da Metro Pictures.

Em 1927 surgiu o NN1, com para-lamas mais arredondados e agora com para-choques instalados. A distância entre eixos permaneceu inalterada, mas o comprimento total aumentou um pouco.

Em 1928, foi introduzido o NN um carro maior e mais pesado com a carroceria estendida entre as molas das lâminas dianteiras. O NN2 recebeu uma embreagem monodisco e um diferencial traseiro integrado; permaneceu em produção até 1930.

O carro podia atingir entre 42 e 70 km/h. No total, cerca de 150.000 carros foram vendidos entre 1924 a 1930

IMG_20221021_142303.jpg

IMG_20221021_142313.jpg

IMG_20221021_142323.jpg

IMG_20221021_142621.jpg

Miniatura

Levanta a mala e o capô para ver o motor.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Eligor

Série L´Automobile du conneiseur

Referencia nº 1042B preço 750$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:53
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2022

Bugatti Royale coupé - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Royale coupé - Um olhar sobre as minhas miniaturas

731ª - Bugatti Royale mod. 41 1929 Mini Racing

Bugatti: 41 Fiacre" Coupé 1927

2º carroçaria do Prototype Royale,Chassis nº 41100, conhecido como Coupé Fiacre, vista pela Mini Racing

O Modelo da Rio pode ser visto aqui:

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-royale-um-olhar-sobre-as-1531459

No Codessais em pleno Verão encontrei uns desenhos numa revista Francesa mostrava-nos os desenhos de Pierre Dumont numa revista que por lá ficou esquecida.

Modelo real

Depois da carroceria Packard, o Coupé Fiacre

2º carroçaria do Prototype Royale,Chassis nº 41100, conhecido como Coupé Fiarce é um projeto de Ettore, um coupé de duas portas e três lugares e um enorme porta-malas externo inspirado nas carruagens de cavalos, como muitos outros projectos de Ettore na época. Carruagem de duas portas, com toldo acima do para-brisa,

Mais atraente e equilibrado do que o Phaeton com carroceria Packard, era no entanto, desproporcionado com o comprimento do chassis.foi preparado para o Salão de Paris de 1927.

Uma foto em frente ao Grand Palais em Outubro, onde ficou durante o Salão publicada no livro Bugatto “ Le pur-sang des automobiles” é a única que conheço.

Modificação na miniatura

É um Kit da Mini Racing em Metal branco, bastante pesado. Depois de limado e lixado foi montado para ser pintado de acordo com a folha de instruções de montagem

IMG_20221202_141846.jpg

IMG_20221202_141943.jpg

IMG_20221202_142013.jpg

IMG_20221202_142127.jpg

IMG_20221202_142751.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

Fabricante  Mini Racing

Série Kit Prestige

Referencia nº PK1  preço 3500$00

Material – zamac

Material da placa de base – Metal

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:47
link do post | comentar | favorito
Sábado, 29 de Outubro de 2022

Bugatti Royale protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Royale protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

697ª - Bugatti Royale type 41 Torpédo 1926 châssis N° 41100 Mini Racing

Depois do T 40 o mais modesto Bugati surge o T 41, um protótipo real

Modelo real

Bugatti type 41 Royale Torpédo Packard 1926 #41100

1ª carroçaria do Prototype Royale,Chassis nº 41100, conhecido como Packard Torpedo,

Ettore Bugatti, investiu muito tempo e dinheiro no desenvolvimento e deu tudo de si para fabricar o automóvel mais forte, maior e mais luxuoso do mundo, caracterizado por uma potência inimaginável e equipamentos opulentos.

Testado nas estradas da época dos Alpes, dos Pireneus e Maciço Central onde o próprio explica “as melhores estradas dos Alpes eram escolhidas para demonstrar as qualidades do carro, a sua flexibilidade, comodidade e capacidade de fazer as curvas como uma bicicleta”

O primeiro protótipo foi construído em 1926, tinha uma distância entre eixos mais longa e um motor de avião que o fundador da empresa, Ettore Bugatti, projetou em 1927, na época um 8 cilindros com 14,7 litros de cilindrada e 300 cv.

A carroçaria de um Packard Eight serviu para carroçar o seu primeiro exemplar do Bugatti T41 Royale e o poder exibir aos seus clientes, um pequeno grupo de imperadores, reis e rainhas e os ricos da época.

Como acontece com vários outros modelos Bugatti, um design monobloco também foi usado aqui, que deliberadamente dispensa as cabeças de cilindro removíveis o que obriga em revisões do motor, a remover todos os componentes internos, incluindo o enorme virabrequim de nove rolamentos.

O chassi número do T41-100 recebeu cinco carrocerias diferentes em muito pouco tempo, todas usadas pela Bugatti para publicidade.

Seis exemplares ainda existem hoje, incluindo dois na Cité de l'Automobile, Schlumpf Collection, em Mulhouse, França, e um na sede da Bugatti em Molsheim.

A replica do Bugatti Type 41 Royale Packard Prototype de 1926 é a segunda executada foi reconstruída com peças reconstruídas e durante 7 anos entretanto apresentado no Festival Bugatti  em Molsheim a 10 Setembro 2011

Este é o 8º exemplar com as duas réplicas exatas existentes.

O Esders foi construído usando peças originais da Bugatti por colecionadores obsessivos da Bugatti, os Irmãos Schlumpf, cuja coleção está agora no Musée National de l'Automobile de Mulhouse em França.

Modificação na miniatura

É um kit em metal muito completo que necessitou de ser limado, lixado e depois pintado nas corres que o folhe que o acompanhava indicava.

IMG_20221029_143834.jpg

IMG_20221029_143857.jpg

IMG_20221029_143917.jpg

IMG_20221029_143945.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

Fabricante  Mini Racing

Série Kit Prestige

Referencia nº PK2  preço 3500$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada, colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:49
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Agosto de 2022

A minha homenagem aos bombeiros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

A minha homenagem aos bombeiros - Um olhar sobre as minhas miniaturas

631ª - Rolls Royce Fire Engine 1920 matchbox  

Rolls Royce 40/50hp Silver Ghost Fire Engine 1921

Ontem, no Haynes, uma relíquia dos bombeiros de Viana do Castelo, um modelo que me lembra sempre os carros dos bombeiros em lata que os meus pais me davam.

O original pertenceu ao Conde Monte Real, acidentado numa das muitas corridas em que participou.

Lembrei-me da miniatura do Rolls Royce que então comprei sem nunca pensar na tragédia na Serra Alvão que estava a acontecer á minha chegada

Modelo real

Como nos informava a caixa:

Adquirido em nome de Barougt Green e Ditrict por 26,00 libras o Rolls Royce foi convertido em carro de bombeiros em 1933 por um custo total de 100,00 Dennis equipamento de combate a incêndio foi usado no modelo que tinha uma classificação de 40/50 cavalos de potência e freios traseiros só. O modelo convertido teve amplo serviço em Kent durante a segunda guerra

O modelo é baseado em um carro real colocado em serviço no Corpo de Bombeiros de Baurogh Green, em Kent. O modelo recebeu uma data de 1920, mas deverá ser 1921.

IMG_20220822_172758.jpg

IMG_20220822_184837 (1).jpg

 

IMG_20220822_174032.jpg

IMG_20220822_173852.jpg

IMG_20220822_185218.jpg

IMG_20220822_173537 (1).jpg

Miniatura

Problemas de desenvolvimento do Talbot Van, que deveria ter sido o novo Y-6 de 1977 foi apresentado este carro dos bombeiros desenvolvido  um curto período de tempo

O número na base ainda mostrava Y-7, não Y-6, que era o número usado para o Rolls-Royce de 1912 e o erro erdado criado por causa da base, a fundição emprestada do modelo Y-7.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of Yesteryar

Referencia nº Y-6 e Y7 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 19:39
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Agosto de 2022

Bugatti 35B 1928 Le pur sang  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti 35B 1928 Le pur sang  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

625ª - Bugatti – 35B sport spider 1928 Eligor

Bugatti – 35B sport spider 1928

O que eu queria era o azul ou vermelho mas foi este que encontrei pois eram as cores dos carros que correram em Vila Real e com guarda-lamas, no ultimo ano.

No entanto esta era igual , também menos na cor, à Type 35 A que se encontrava no Museu do Caramulo com os guarda-lamas aplicados e pertencente a 1926 Abílio Nunes dos Santo e que Jacques Touzet passeava.

O Bugatti Type 35 é um dos ícones da Bugatti em 1924, era um carro de Grande Prémio, incomparável em sua tecnologia, design e desempenho.

Foi produzido entre 1924 e 1930 e equipado de um motor de 8 cilindros de 1991cc.

Modelo real

Lançado em 1927, o Tipo 35B marcou a introdução de um compressor na linha Tipo 35. O modelo 35B foi lançado ao lado do Type 39, que foi feito para corresponder aos regulamentos atualizados do Grand Prix.

Em 1926, a nova regra limita a capacidade do motor a 1,5 litros. A Bugatti consequentemente reduziu o diâmetro interno do motor do Type 35 existente de 60 mm para 52 mm onde a capacidade é reduzida para 1496  cm 3, e destinado exclusivamente para os pilotos de fábrica.

Para compensar, equipou-o com um supercharger leve do tipo Roots desenhado pelo engenheiro italiano Edmund Moglia, 0 compressor é montado na parte inferior direita do motor.

A estrutura do carro é desenvolvida com base no Tipo 39, Tipo 35. O chassi permaneceu geralmente inalterado em relação ao Type 35 de 1925. Os tamanhos do tambor de travões e dos pneus foram aumentados, mas foi o motor que distinguiu o Type 35B do 35. É interessante notar que o radiador foi montado mais á frente do que o anterior 35 para abrir espaço para o compressor.

O destaque do sucesso do tipo 35B foi no Targa Florio de 1926, no qual o carro ficou em primeiro lugar.

Com velocidade máxima de 209 km/h, um peso de 762 kgs, o Type 35 B está equipado com um motor em linha de 8 cilindros atmosférico, a Gasolina.

Este motor produz uma potência máxima de 142 CV às 5300 rotações e um binário máximo de Nm às 5300 rotações. A potência é transmitida à estrada através de uma caixa de velocidades Manual de 4 mudanças, e o tipo de tração é traseira (RWD).

Quanto às características do chassis, responsáveis pelo comportamento em curva e conforto, o Type 35 tem suspensão dianteira do tipo Semi-elliptic leaf springs. De Dion axle. e suspensão traseira do tipo De Dion axle. . Na travagem, o sistema de travões tem tambores à frente e na traseira.

IMG_20220814_182328.jpg

IMG_20220814_182406.jpg

IMG_20220814_182619.jpg

IMG_20220814_182651.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Eligor

Série

Referencia nº 1026 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 20:01
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 25 de Julho de 2022

Bugatti T 13 “Brescia - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti T 13 “Brescia - Um olhar sobre as minhas miniaturas

615ª – Bugatti “Brescia” modifié versione Françe 1921 Brumm

Bugatti T 13 “Brescia” Pierre de Vizcaya GP de Brescia de 1921 2º

Na caixa podia ler-se

“Oficialmente conhecido como tipo 13, ele fez sua estréia no Grand Premio di Brescia em 1921. O sucesso nesta corrida foi verdadeiramente extraordinário quatro Bugatti, Fiderich, Viscaya, Broccoli e Marco seguraram a primeira posição no velocista de 72 milhas. Rapidamente ficaram conhecidos do público como "Bugatti Brescia" e houve uma grande procura de voiture especialmente em França e Inglaterra. O motor era um 4 cil com 16 válvulas, eixo comum no cabeçote (na época uma novidade), as placas eram de comprimento incrível com 3 bandas de compressão e 1 banda ollo acionada para magneto

 Modelo real

A fundação da Bugatti foi em 1910 e primeiro Bugatti foi o Bugatti Tipo 13 precedia a nova tendência do carro desportivo aberto e terminava com a era dos carros de corrida grandes e pesados.

O radiador em forma de pera ao tanque de combustível oval e pneu sobressalente montado na traseira, é um modelo aberto de dois lugares pesava apenas 490 quilos e era movido por um motor de quatro cilindros refrigerado a água com capacidade de pouco menos de 1,5 litro e uma potência inicial de 40 cv e, posteriormente, de 50 cv. O carro de corrida tinha uma velocidade máxima de 150 km/h – uma velocidade somente para carros mais pesados e mais potentes podiam alcançar quando os pneus aguentavam.

Tipo 13 tinha um motor de quatro cilindros  fez milagres na pista e também conquistou a primeira grande vitória da marca no Grande Prêmio de Le Mans de 1920, no ano seguinte os quatro Type 13 conquistaram as quatro melhores posições em Brescia, Itália,

Para o circuito de Voiturettes do Grande Prêmio da Itália de 1921, a Bugatti preparou cinco carros com a mais recente evolução do motor multiválvulas.

A corrida começa com o Type 13 de Friderich na liderança, seguido de perto pelo SB de Silvani e outros três Bugatti. Na volta 10 o líder sofreu um furo ao cair para a quarta posição e seu companheiro de equipa De Vizcaya assumiu a liderança, com Marco em terceiro e Baccoli em quinto.

De Vizcaya, perseguido por Friderich, acertou em cheio e ultrapassou os 120 km/h, aumentando sua vantagem para dois minutos. Mas le Patron controla toda a situação, sua estratégia é deixar De Vizcaya desempenhar o papel de lebre e reservar Friderich para o ataque final. Baccoli também não quer arriscar e tira o pé do acelerador para facilitar a recuperação do alsaciano, que é lançado após a liderança. Uma vez na frente, ele não abrirá mão da liderança até o final, terminando em pouco menos de 3 horas a uma velocidade média de 118 km/h, recorde para a categoria.

De Vizcaya é o segundo com 1 minuto e 18 segundos; 6 minutos depois entra Baccioli e 3m depois entra Marco, completando a vitória esmagadora dos carros pretos.

IMG_20220629_143900.jpg

IMG_20220629_143915.jpg

IMG_20220629_143925.jpg

IMG_20220629_144040.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brumm

Série Revival

Referencia nº R 39 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 23:58
link do post | comentar | favorito (1)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Bugatti Royale - Um olhar...

. Mercedes-Benz SSKL 1931 -...

. Mercedes Benz Super Sport...

. Bugatti Type 44 1927 - Um...

. Renault NN 1928 Amarelo T...

. Bugatti Royale coupé - Um...

. Bugatti Royale protótipo ...

. A minha homenagem aos bom...

. Bugatti 35B 1928 Le pur s...

. Bugatti T 13 “Brescia - U...

. Mercedes Benz SS 1928  - ...

. Fiat 519S 1823 - Um olhar...

.  Fiat S 74 Corsa Grand Pr...

. Renault 40CV 1926 - Um ol...

. Renault Reinastella 1934 ...

. Cord L-29 Phaeton 1929 - ...

. Fiat Mephistopheles Eldri...

.  Crossley camião 1920  - ...

. Morgan Sport Aperta - Um ...

. Ford T com banco da sogra...

. Ford T 1908 - Um olhar so...

. Ford T Lizzie - Um olhar ...

. Hispano Suiza H6 Limousin...

. Hispano Suiza 1919 com ca...

. Citroen B2 Táxi 1924 - Um...

. Bentley Le Mans 1927 - Um...

. Bugatti Course Type 35C 1...

. Bentley Blower 1929 - Um ...

. Bentley 1927 "World of Wo...

. Bugatti T 35 1926 - Um ol...

. Citroen B2 1925 - Um olha...

. Mercedes Benz 36/220 1928...

.arquivos

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub