Quarta-feira, 15 de Junho de 2011

Há 80 anos começou o circuito de Vila Real

 

 

 

No princípio foi assim…

 


“ O valor da taxa de inscrição é de Escudos 100$00 e esta encontra-se aberta até ao próximo dia na sede do ACP)…(decorrido este prazo a inscrição pode ainda fazer-se em Vila Real até as nove horas do próprio dia 15, nas com o agravamento do valor da inscrição para o dobro.  ”

“A partida dos concorrentes será dada às 15 horas prefixas junto à meta e em conjunto.” 

“1º Prémio Taça da Cidade e Escudos 2500$00”

 

Uma obra de arte é o cartaz do primeiro circuito desenhado por Aureliano Barrigas

 

O mais mítico circuito urbano português celebra hoje dia 15 de Junho de 2011, o seu 80º aniversário. Mais uma vez durante um interregno, ao que parece pela necessidade urgente de implementação de um padock, indispensável, para a realização das tradicionais provas automobilísticas.

Naquela época, Portugal não dispunha de provas automobilísticas de velocidade e de resistência em circuito fechado, partida em simultâneo e numerosas voltas, até ao dia em que Aureliano Barrigas e seus amigos, com apoio de outras entidades, como o Automóvel Clube de Portugal e a Câmara Municipal, iniciaram as corridas em Vila Real, incluídas na tradicional feira anual de Santo António, naquela segunda-feira do dia 15 de Junho de 1931.

A corrida desenrolou-se num percurso delineado pelas ruas e estradas vila-realenses.

Um mal-entendido, que resultou numa falsa partida de Eduardo Ferreirinha no Ford “Ponto de Interrogação” por si modificado e com o qual se viria a classificar em 2º. . A vitória pertenceu a Gaspar Sameiro num Ford A 50B Sport Coupé, à media de 74,940 K/h onde a poeira foi um dos principais inimigos.

Na primeira edição da prova, verificou-se logo a presença de um concorrente estrageiro Giovanni Signorelli com um Ansaldo já um pouco desactualizado, com o qual obteve o 7º lugar. 

A prova no ano seguinte realizou-se pelo mesmo traçado, com a partida na Avenida Almeida Lucena, seguia para o Entroncamento da Timpeira, Mateus, Estação de Caminho-de-Ferro, Ponte Metálica, Rua Miguel Bombarda, Rua Alexandre Herculano e voltava novamente à Avenida Almeida Lucena. Este percurso tinha um perímetro de 7150 metros.

Em 1933 sofre a primeira modificação, abandonando a curva do Banco de Portugal e Rua Alexandre Herculano, entretanto substituída pelas ruas  Rua Cândido Reis, Travessa Cândido Reis e Rua da Boavista, regressando novamente à Avenida Almeida Lucena. O percurso ganhava assim mais alguns metros, num total de 7186 metros.

É também o ano em que um menor número de concorrentes compareceu à partida (apenas cinco) e consequentemente à chegada, depois do abandono de António Guedes Herédia.

Em 1934, iniciaram-se as provas de motos e o circuito foi elevado à categoria de internacional, o que na realidade só veio a acontecer dois anos depois.

Em 1936, o percurso sofre uma pequena ampliação de 14 metros devido à grande reparação da pista iniciada no ano anterior, alcatroamento e que elevou para 7200 metros o seu perímetro, naquele que foi o ano da sua internacionalização.

Este percurso manteve-se até 1950, ano em que as obras do alargamento da Ponte Metálica, forçaram a uma variante de recurso pela Rua da Guia, atravessando o Rio Corgo na velha Ponte de Sta. Margarida, subindo a Rua Sargento Pelotas e a Rua do Prado, variável que veio aumentar as dificuldades do percurso e permitir aos pilotos uma oportunidade de demostrarem a sua serenidade, o seu valor e a resistência do material.

 

A partir de 1958, com a construção da Avenida Marginal, logo a seguir à curva da ponte, local onde passou a ser instalada a meta, tornou o seu perímetro mais curto, agora com 6925 metros.

 

Nos anos 60 e 70 o percurso manteve-se inalterado durante aqueles que foram os anos de ouro do circuito.

A partir de 1968 a nova Meta passou a situar-se cerca de 200 metros mais à frente, junto à nova bancada permanente e as Boxes.

 

 

Um novo período inicia-se com o regresso das motos, em 1978 e com os automóveis no ano seguinte. O percurso é o mesmo, agora apenas com alterações pontuais, como o caso das chicanes na Estação (1979) e posteriormente Quartel (1989) e na recta de Mateus para as provas internacionais de motos.

Abandonado o velho circuito, inicia-se em 1993, um novo circuito inaugurado com uma prova de Motos que só teria continuidade em 2007 com as provas de automóveis.

E agora interrompido por causa do padock …

 


publicado por dinis às 23:38
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Há 80 anos começou o circ...

.arquivos

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub