Quarta-feira, 6 de Março de 2019

Manuel Martins Teixeira na sua passagem pelo Circuito Internacional de Vila Real

Manuel Martins Teixeira na sua passagem pelo Circuito Internacional de Vila Real

a 2019

 António Manuel Martins Teixeira

 

Vila Real Martins teixeira 1.jpg

Vila Real Martins teixeira 3.jpgVila Real Martins teixeira 2.jpg

1971

Classificação Turismo  Gr 1 e Gr 2

11º       Manuel Martins Teixeira       

1972

TURISMO ESPECIAL - Grupo 2

10º          Austin Cooper S   

1980

AUTOMÓVEIS DA CATEGORIA B:

9º            Manuel Martins Teixeira Austin Cooper S  3º 2

Até um dia.


publicado por dinis às 18:40
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Abril de 2014

O outro Ford Escort Twin Cam do Team Palma, também por cá anda

O outro Ford Escort  Twin Cam do Team Palma, também por cá anda

 

Ford Escort  Twin Cam do Team Palma - António Peixinho e  Francisco Santos

Em Vila Real o outro Escort TC do Team Palma foi pilotado por António Peixinho que obteve o melhor tempo para iniciar a prova.

No final da corrida de 1969 o Ford Escort  Twin Cam de António Peixinho foi 9º.

 

No ano seguinte, os dois carros do grupo 2 do Team Palma voltam a Vila Real agora para Ernesto Neves e Francisco Santos que entretanto o adquiriu, pintou o capô de preto e mudou a injecção para carburadores.

Nos treinos, Francisco Santos obteve o terceiro melhor tempo e na corrida volta a ser  2º da geral, depois de Ernesto Neves, o vencedor.

 

Em 1971, Francisco Santos, altera o visual do carro para branco e preto (as cores que utiliza actualmente) e com o patrocínio do Ritz volta a Vila Real, onde é novamente 2º, atrás de Jorge de Bagration em Ford Capri 2300 GT.

 

Em 1972 Domingos de Sá Nogueira também participa com o carro, agora com novas cores, consegue o terceiro melhor tempo, mas abandona na 9ª volta depois de a comandar.

 

Visto novamente em Vila Real durante o Revival de 2004

Voltou a Vila Real para a exposição no Centro Comercial - Expo Circuito - Julho 2009

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/2009/07/?page=2

 

Circuito Vila do Conde Revival  2010

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/57307.html


publicado por dinis às 11:03
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011

18 Circuito de Vila Real

 

XVIII Circuito Internacional de Vila Real 1971

 

Grupo 2 – automóveis de Turismo Especial

TAÇA AUTOMOVEL CLUB DE PORTUGAL 


Recorrendo ao Jornal Motor, na sua habitual antevisão de 1 de Julho de 1971 no "Suplemento especial com tudo sobre a corrida transmontana".

 

 

 

A prova de grupo 2, conta com pelo menos 11 inscritos, dos quais os favoritos serão o Príncipe Jorge de Bragation com um Ford Capri e o alemão Dieter Frohlich em Opel Commodore preparado pela Steinmetz, conhecidos entre nós principalmente através revista Sport Auto e Auto Motor und Sport. 

 

 

 

 

Auto Motor und Sport 26/1971 Opel Commodore 2800 S von Steinmetz 

 


publicado por dinis às 23:53
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Dezembro de 2011

18 Circuito de Vila Real

XVIII Circuito Internacional de Vila Real 1971

 

 

Recorrendo ao Jornal Motor Nº 397  1 de Julho de 1971 para ver as máquinas da altura.


Grupo 1 – automóveis de Turismo de Série

TAÇA COMISSÃO REGIONAL DE TURISMO DA SERRA DO MARÃO

 

Com 13 concorrentes inscritos a prova de Grupo 1 será um duelo entre os BMW com os Austin e o Morris Cooper S sempre à espreita de um deslise para alcançarem um bom lugar, onde o Capri terá um lugar de destaque.

 

 

 

Extracto do regulamento 

“§ - A comissão organizadora e o Júri da Prova reservam-se o direito de não realizar qualquer das corridas previstas neste Artigo, cujo numero de concorrentes, à data do fecho das inscrições , não atinja o mínimo estabelecido para que a mesma corrida possa pontuar para o campeonato Nacional de Velocidade. No respectivo agrupamento. “   


publicado por dinis às 00:28
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

18 Circuito de Vila Real

XVIII Circuito Internacional de Vila Real 1971

 

 

“A palavra circuito

 

 

Que é um circuito? Volta, rodeio, sucessão de fenómenos periódicos. Também pode entender-se muito simplesmente como uma circunferência – curva plana e fechada, com todos os pontos equidistantes dum ponto interior chamado centro. Ou percurso fechado por onde passa uma corrente eléctrica. Ou ainda, mais subtilmente: linha que limita inteiramente uma superfície, Mas isto não diz nada, ou pouco diz, porque vale o que valem as palavras armazenadas num dicionário, no silêncio das suas prateleiras. Puro rosto insignificativo. As palavras só significam realmente, articulando-se com outras palavras, valendo pois o que valeram os nexos que lhes atribuímos. Circuito é uma forma que em si nada significa, pois o que verdadeiramente significa é a relação que a palavra estabelece com outra ou outras no contesto frásico. Se eu disser circuito, ninguém fica a conhecer o meu pensamento, mas uma forma do meu pensamento; mas quando eu digo Circuito de Vila Real toda a gente me entende, pois a forma preencheu-se, animou-se, começou a viver.

 

Vamos mais longe; a palavra circuito é passível de múltiplos significados, funcionando como imagem daquilo que o homem livre e intencionalmente intender. Rimbaud dizia que para ser poeta trabalhava no sentido de se tornar vidente. Em cada um de nós habita um poeta, quando somos verdadeiramente videntes. Ninguém nos impedirá de ver um circuito no espaço ou no tempo, nas ervas do sol. Qualquer pessoa aceita que possamos imaginar um circuito no espaço como em qualquer das zonas que o compõem: um circuito azul ou um circuito de fogo, percorridos simplesmente pela sua cor ou por um ser tão estranho como a aranha da Poe. Não é tão fácil idealizar um circuito no tempo, a menos que voltemos ás velhas concepções gregas ou à teoria de Nietzsche sobre o eterno retorno. Se pensarmos, todavia, no ciclo ou circuito das quatro equações tudo se torna mais simples. Mas nas ervas do sol…  O leitor já algum dia terá pensado nas ervas do sol? Toda a gente sabe que o sol não produz ervas. Mas por esse facto teremos que considerar absurda a expressão ervas do sol? Tenho aqui á minha frente um livro de poemas de Aimé Césaire que fala das «sementes azuis do fogo». Quase a mesma coisa.

 

Convença-se, amigo leitor, de que tem o direito de imaginar um circuito de automóveis, de flores ou qualquer outra coisa nas ervas do sol, «nas sementes azuis do fogo» ou onde muito bem entender, O circuito só existe verdadeiramente quando falamos nele. Pense nisto.”

 

 

António Cabral

In Livro das corridas de Vila Real 1971                       


publicado por dinis às 00:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Manuel Martins Teixeira n...

. O outro Ford Escort Twin...

. 18 Circuito de Vila Real

. 18 Circuito de Vila Real

. 18 Circuito de Vila Real

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS