Segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

Francisco Lameirão em Vila Real

Francisco Lameirão em Vila Real

chico e jorge pinhol (1).jpg 

1970 - Chiquinho e Jorge Pinhol em Vila Real, Portugal

Francisco Lameirão ofereceu o primeiro automóvel aos “Bombeiros de Cima”, um Minerva depois seguir-se outro um tanque Ford.

francisco lameirão 1.jpg

Chegada a Vila Real do pronto-socorro Ford V 8 29 de Dezembro de 1940 para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real e Cruz Verde e que foi baptizado de Francisco Lameirão.  

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/87299.html

Agora na sua nova morada Núremberg 

francisco lameirão 4.jpg 

Francisco Lameirão nasceu no dia 1º de Julho de 1943 em S. Paulo, filho do industrial Teófilo Lameirão e de Helena Lameirão, viveu em Vila Real até os 10 anos de idade numa quinta de sua propriedade na recta de Mateus, junto à linha do Caminho-de-ferro.

A sua estreia foi numa corrida de estreantes em Volkswagen no “Prêmio Victor Losacco” a 25/02/1962, em Interlagos, onde o seu amigo Geraldo Meireles, foi primeiro e ele 3º.

“Eu dirigi um Volkswagen com pneu recauchutado e escapamento aberto”

Fez carreira no Brasil onde foi piloto da de várias equipas, entre elas:

willys.jpg

Francisco Lameirão correu por duas vezes na lendária Equipe Willys. A primeira, a convite de 'Bino' Heins, a segunda de Luiz A. Greco.

lameirao-malzone.jpg 

1966 – Francisco Lameirão, a no DKW Malzoni da Equipe Luminari no antigo traçado de Interlagos onde bateu um estabelecido por Juan Manuel Fangio.

07 chiquinho dacon.jpg

Na DACON, Francisco Lameirão foi um dos pilotos dos KG-Porsche. ao lado de Anísio Campos.

Em 1968, as provas realizavam-se aos circuitos de rua e no antigo autódromo de Jacarepaguá, foi o vice-campeão brasileiro ao lado de Emilio Zambello ao volante de uma Alfa GTA. e as corridas no antigo autódromo de Jacarepaguá, correndo pela Jolly-Gancia,

francisco.jpg

1969 - Chiquinho, AC-VW 1900 cc, com Marinho em Curitiba

Fotos arquivo pessoal de Chiquinho Lameirão

 

“Quando Anísio Campos criou o fantástico protótipo AC, e mais tarde desenvolveu o projecto do primeiro buggy brasileiro: o Kadron, foi Chiquinho Lameirão, o escolhido para fazer os acertos de pista, antes da sua entrega.

“O AC (sigla das minhas iniciais) foi o primeiro “esporte protótipo de competição” projetado e construído em serie para atender a demanda (pequena na época) das corridas oficiais (Divisão 4) do nosso calendário desportivo. Coube à Puma essa iniciativa, com cinco unidades, mostrando claramente o caminho que queria tomar. Era uma pequena “Porsche” latino-americana”.

http://www.anisiocampos.com/bio.html

A estreia na temporada brasileira de Formula Ford, aconteceu na última prova, ao volante de um Merlyn. O fantástico 5º lugar alcançado foi o primeiro passo para vir para a Inglaterra onde comprou um chassi Royale RP3 em segunda mão, um motor Cortina com preparação de fábrica da Ford e uma carrinha Ford Cortina, e assim partiu para Silverstone, Brands Hatch, Snetterton, Oulton Park e Thruxton, onde o próprio, Chiquinho Lameirão, fazia a preparação e manutenção do carro.

“Sim, era eu próprio, Chiquinho Lameirão, que fazia a preparação e manutenção do carro”, e por lá fui para Silverstone, Brands Hatch, Snetterton, Oulton Park e Thruxton,

Em Julho de 1970 veio a Vila Real para no Circuito Internacional de Vila Real, realizar certamente mais um sonho de criança, participar no circuito a que assistiu na sua infância.   

Tem como companheiro Jorge Pinhol e agora beneficia da assistência de um mecânico da Equipe Royale FF, Nos treinos 2m 58,55 média de 137, 625

Na corrida sofreu um acidente quando estava em terceiro lugar, quando o tensor se quebrou, em plena recta o carro rodopiou até parar na 16ª volta … mesmo assim, o Royale Ford Rowland ainda se classificou em 8º lugar com a volta mais rápida á média de 141, 792.

 O vencedor da prova foi Christian Melvile, mas um protesto de Ernesto Neves a Christian antes da prova, atribui a vitória a E. Neves.   

“- Imagina você estar a 210 ou 215 km/h numa reta e suspensão traseira quebrar! Ela abriu e eu dei quatro 360º naquele circuito de altíssima velocidade, passei a 20 cm. de uma árvore, mas não me aconteceu nada!”

In;http://www.bandeiraquadriculada.com.br/Chiquinho.htm

E assim terminou a sua única corrida em Portugal antes de voltar para o Reino Unido, voltando ao Brasil em 1971 na qual se tornou o primeiro campeão da Fórmula Ford brasileira.

 


publicado por dinis às 23:16
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

Reliquias em Vila Real

Reliquias em Vila Real

 

Lotus 61 M Fórmula Ford Luís de Sousa Ribeiro

 

Foi 7º em Vila Real com Jorge Menezes no ano de 1970

 

Expo Circuito 2009 - Carros que fizeram história em Vila Real - Parte 1

 

  http://manueldinis.blogs.sapo.pt/13115.html

 

Expo Circuito 2009 - Carros que fizeram história em Vila Real - Parte 2

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/13321.html

 

Circuito Vila do Conde Revival 2010 Fórmulas

 

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/58022.html

 

Circuito Vila do Conde Revival 2010 Memorial Luís Fernandes Revival

 

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/61253.html

 

Voltou a Vila Real no

43º Circuito de Vila Real 2010 - Sábado –Single Seater Series Portugal - Demonstração de monolugares

Luís Sousa Ribeiro Lotus 61 M Fórmula Ford

http://manueldinis.blogs.sapo.pt/68699.html

 


publicado por dinis às 23:05
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Março de 2014

Merlyn Mk20A de António Santos Mendonça.

Merlyn Mk20A de António Santos Mendonça.

Merlin  Mk 20 A,  automóvel histórico nacional, em actividade e na família,mostra ultimamente as qualidades, para que foi construído.

 

Uma foto publicada na página pessoal da “Newbright Carwash “ https://www.facebook.com/NewbrightCarwash?ref=stream

do Merlin  Mk20A, no Autódromo do Estoril pilotado pelo seu filho, relembrou-me a passagem de António Manuel Santos Mendonça  piloto de Fórmula V e Ford, pela pista vila-realense.

 

Depois de ter sido 6º na prova de Fórmula V em 1969 com um palma, voltou a Vila Real em 1970, onde António Santos Mendonça, com um Merlin MK 17 de Formula Ford foi 2º, enquanto na corrida de Fórmula V, abandonou.

 

Em 1971 abandonou na 6º volta com o merlin MK17

1972

 

Um desentendimento à 6ª volta na saída da curva da salsicharia, um acidente, ditou o abandono de António Santos Mendonça , Merlin  Mk20A, António Barros e Roelof Wunderink

Importador da Merlyn e dinamizador da Formula Ford, foi 2º no Campeonato Nacional atrás de Ernesto Neves em Lotus.

 

Aguardemos por ele em Vila Real e pilotado pelo seu filho... 

 

Saber mais:

Merlin formula Ford (1970-2011)

http://teammini.blogspot.pt/2012/01/merlyn-formula-ford-1970-2011-texto-de.html

 

 


publicado por dinis às 00:07
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

Um Luso-brasileiro Francisco Lameirão em Royale Ford Rowland

O Luso-brasileiro  Francisco Lameirão em Royale Ford Rowland em Vila Real

vila real.jpg

A estreia na temporada brasileira de Formula Ford, aconteceu na última prova, ao volante de um Merlyn. O fantástico 5º lugar alcançado foi o primeiro passo para vir para a Inglaterra onde comprou um chassi Royale RP3 em segunda mão, um motor Cortina com preparação de fábrica da Ford e uma carrinha Ford Cortina, e assim partiu para Silverstone, Brands Hatch, Snetterton, Oulton Park e Thruxton, onde o próprio, Chiquinho Lameirão, fazia a preparação e manutenção do carro.

Sim, era eu próprio, Chiquinho Lameirão, que fazia a preparação e manutenção do carro”, e por lá fui para Silverstone, Brands Hatch, Snetterton, Oulton Park e Thruxton",

Em Julho de 1970 veio a Vila Real para no Circuito Internacional de Vila Real, realizar certamente mais um sonho de criança, participar no circuito a que assistiu na sua infância.  

Tem como companheiro Jorge Pinhol e agora beneficia da assistência de um mecânico da Equipe Royale FF, Nos treinos 2m 58,55 média de 137, 625

Na corrida sofreu um acidente quando estava em terceiro lugar, quando o tensor se quebrou, em plena recta o carro rodopiou até parar na 16ª volta … mesmo assim, o Royale Ford Rowland ainda se classificou em 8º lugar com a volta mais rápida á média de 141, 792.

 O vencedor da prova foi Christian Melvile, mas um protesto de Ernesto Neves a Christian antes da prova, atribui a vitória a E. Neves.  

“- Imagina você estar a 210 ou 215 km/h numa reta e suspensão traseira quebrar! Ela abriu e eu dei quatro 360º naquele circuito de altíssima velocidade, passei a 20 cm. de uma árvore, mas não me aconteceu nada!”

In;http://www.bandeiraquadriculada.com.br/Chiquinho.htm

E assim terminou a sua única corrida em Portugal antes de voltar para o Reino Unido, voltando ao Brasil em 1971 na qual se tornou o primeiro campeão da Fórmula Ford brasileira.

 


publicado por dinis às 00:24
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011

17 Circuito de Vila Real

 

XVII Circuito Internacional de Vila Real

 

Fórmula Ford

 

Com menos de £1000 você pode ter um monolugar para as corridas

 

 

Os leitores do Jornal Motor já conheciam o mundo da Formula Ford desde 1967, ano em que foi criada em Inglaterra.

Inicialmente destinada às escolas de pilotagem era uma fórmula barata e económica em que a a Ford disponibilizou 50 motores 1500 c.c. do Cortina GT a um preço especial de 50 £ em vez das 65 normais.

Imediatamente a Lotus transforma o Lotus 51, aplica os motores Ford e o caro foi vendido a um preço final de 999 £, numa altura em que um Formula 3 custava 3,200£ e um Mini 650 libras.

A primeira prova foi ganha por Ray Allen, um soldado inglês que alugou o carro à MRS por 50£.

 

E agora é a vez de Vila Real receber pela primeira vez num circuito nacional estes monolugares integrada no recente campeonato nacional. A inicial forma de iniciação para busca de novos valores não se repetiu em Portugal e foram os consagrados que mais a utilizaram.

 

Serão atribuídos os seguintes prémios acumuláveis.

 

«TAÇA COMISSÃO DESPORTIVA DO A.C.P.»

Automóveis de corrida da Fórmula Ford

 

Classificação Geral

 

1º - Esc. 7000$00 e Taça

2º - Esc. 4000$00

3º - Esc. 3000$00

4º - Esc. 2000$00

5º - Esc. 1000$00

 

Volta mais rápida. - TAÇA JOSÉ LUíS NOVAIS      


publicado por dinis às 00:17
link do post | comentar | favorito
Sábado, 17 de Dezembro de 2011

17 Circuito de Vila Real

XVII Circuito Internacional de Vila Real

“Poucas letras  

Quem assina estas «poucas letras» é o Eduardo, aquele latagão da «Livraria Eduardo», que fala alto e muito, que percorre a cidade em todos os sentidos na ânsia de ver e perscutar  e que tem no lugar do coração «Vila Real Alegre».

                E para mim Vila Real é o Circuito Internacional, são as ruas maravilhosamente enfeitadas, é o Sport club, os Bombeiros e os Ranchos folclóricos, as pequenas e grades coisas que poem a cudade na fileira das terras progressivas.               

Venham até mim os estudantes e terão o companheiro solicito a por á sua disposição o meu entusiasmo, alegria e os conhecimentos e a experiencia que tenho sobre os gostos da gente desta «linda Terra».

                Que me interessa o cansaço, as noites perdidas, as refeições a horas se porventura o trabalho por mim despendido, alguma valia leva au conjunto dos outros inúmeros e inestimáveis esforços!

            Vila Real e de certo outras cidades têm por «pecha» dizer mal de qualquer iniciativa e de cada qual apresentar o seu próprio plano.

                São vontades, embora louváveis e com desejos de acertar mas que dispersos, e cada qual «puxando»  para seu lado não darão o resultado definitivo e verdadeiramente meritório.

         No que se refere propriamente ao Circuito há uma Comissão Permanente que durante 365 dias silenciosamente com pertinácia e sem olhar a esforços despendidos, vai desbravando um terreno difícil, com muitos barrancos e pedras pelo caminho, muitos mal entendidos e bastantes aborrecimentos, há uma comissão dizia-mos, que poe bem alto o seu bairrismo, a sua vontade inquebrável e um entusiasmo juvenil que leva de vitoria em vitoria, um levantamento sempre crescente a magnifica e incomparável prova desportiva Nacional e Internacional - o Circuito de Vila Real – o melhor cartaz turístico Nacional e Internacional. É uma prova de respeito que só os «PEQUENINOS» poderão depreciar. É assistir a uma das muitíssimas reuniões para pôr em dia os múltiplos problemas que pela noite adentro discutem os membros da Comissão, verificar o desfigurado dos directores presentes, o Rodrigo Araujo, Xico Teixeira, Carlos Fernandes, Délio Machado, Cesar Sampaio, Faceira e outros, com os olhos inchados cabeleiras ao acaso pelo aceso das discussões, lábios secos e gretados, fatos em desalinho e palavras ásperas e desencontradas mesno entre amigos porque o único fim é resolver para melhor.

Meus Amigos e Amigos de Vila Real, trabalhemos todos em beneficio desta linda terra. Não é demais ,  eu direi, é obrigatório que na questão  e desenvolvimento dos complexos e vitais empreendimentos eu e toda a Comissão, ponham um raio luminoso da sua alma a iluminar, mesmo com sacrifício( e como tal se agradece) o conjunto grandioso de que todos nos queremos para o futuro do nosso Autódromo da alegre e formosa Vila Real”

In Livro das corridas 1970     


publicado por dinis às 01:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Francisco Lameirão em Vil...

. Reliquias em Vila Real

. Merlyn Mk20A de António S...

. Um Luso-brasileiro Franci...

. 17 Circuito de Vila Real

. 17 Circuito de Vila Real

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS