Domingo, 17 de Novembro de 2013

S. Martinho “Clássico” nas Barraquinhas Jalotas parte 6

S. Martinho “Clássico” nas Barraquinhas Jalotas parte 6

 

Por aqui, na já empedrada rua principal de Campo de Jales e por baixo da casa onde também tinham um café, o primeiro da aldeia, ficava a oficina do Sr. Aires, pai do Carlos e do Agripino, onde consertavam as bicicletas dos mineiros e tinham outras para alugar.

Era aquela roda 28, a que eu mais gostava, por ser igual à que eu andava na minha rua, em Vila Real. 

Muitas voltas à aldeia por lá dei, e por vezes, fugindo um pouco à ordem estabelecida, íamos visitar as outras aldeias da redondeza.

Voltei a encontrar os Chinos, também conhecidos por Porquinhos-da-índia, desaparecidos misteriosamente na minha meninice, muito apreciados pelos lavradores por não permitirem a existência de ratos no seu habitat, embora não se alimentem deles!!!.

 

 

 

 

 

 

 

Chegou a hora da partida e de deixar o subsolo dourado de Jales encontrado pelos romanos, provavelmente os seus primeiros exploradores, numa mina de ouro e da qual tenho uma muito vaga ideia, que me foi mostrada e descrita pelo meu pai, na minha juventude, sentados no parque infantil, ou na pedra que existia mesmo ao lado da casa que servia de banco e mesa, durante os longos verões, sem a existência da TV mas na companhia diária de o Comercio do Porto.

 

Por aqui subiam os camiões das empresas que faziam o transporte do minério, para S. João da Madeira, Transportes Guimarães e Viúva de Amândio Ferreira, cuja sonoridade dos potentes camiões, ainda se encontra gravada a vencer a subida que se prolongava até ao cimo da serra, em busca do repouso em Vila Real, para no dia seguinte, seguirem viagem.

Também a “cabra”, nome pela qual era conhecida a sirene que se ouvia em todo o lado e indicava o início ou o fim dos trabalhos á superfície, enquanto o trabalho na mina era contínuo e dividido em três turnos, meia-noite, 8 horas e 14 horas.

 

O tanque do compressor ainda cá está, mas sem a beleza de outrora principalmente quando ocorria a refrigeração e a água jorrava em jacto pelos imensos buraquinhos dos dois tubos.

  

As instalações dos anos 30, eram as primeiras e únicas edificações que encontrávamos junto da estrada principal, agora sem vestígios, no cruzamento para Campo de Jales. A velha casa, o tanque muito alto, e um enorme sardão verde que no alto do telhado nos desafiava habitualmente.

O mesmo aconteceu ao primeiro poço e elevador, situado para os lados do cruzamento para a Vreia, já desactivado naquela época e a funcionar como respiro da mina, eram visitados frequentemente, na companhia do meu Pai, assim como todo o complexo mineiro das quais se destacavam aquelas grandes máquinas da lavaria e também o barulhento compressor.

Mas, uma das visitas mais agradáveis era a que fazíamos à barragem, lá para os lados de Raiz do Monte, que abastecia o complexo industrial, e as casas do aldeamento. A viagem era dura, pela  estrada ia-se bem, mas o caminho, ui, se áquilo se podia chamar caminho, era rude, cansativo e o que me valia era a mão do meu Pai, mas o que eu mais gostava, era ir às “carrachilas”.

Das primitivas instalações de Campo de Jales, já nada resta, das novas pouco ou quase nada ficou daquilo que foi a sua época dourada. 

Jales está irreconhecível, mais bonita, mas sem o encanto de outrora, o seu património mineiro, sempre na esperança de que apareça algum investidor capaz de explorar a riqueza e a potencialidade que aquele subsolo esconde e tem para oferecer aquela terra e às suas gentes.

Um vídeo de Rui Vieira a bordo do Mercedes Benz de 1936 a passagem por Vales 

https://www.facebook.com/photo.php?v=10201455022835273&set=vb.1166566600&type=2&theater


publicado por dinis às 23:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

14
15
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Das festas de Viana do Ca...

. Vila Real nas revistas me...

. “NÃO GOSTO DE VILA REAL… ...

. Americancars Algarve 2019...

. Americancars Algarve 2019

. De Vila Real a Vila Real ...

. 119º Encontro de Clássico...

. Américo Nunes, 1972, Vila...

. FIA WEC 2019/2010

. Santos Peras 1941-2019

. The provisional calendar ...

. 24 Hours of Spa

. 10º Passeio 2 rodas cláss...

. 118º Encontro de Clássico...

. PAM Porto, Julho de 2019

. III Concentração Motards ...

. Open de Velocidade TCR Ib...

. Vila Real na imprensa...

. Campeonatos de Portugal d...

. Kia Picanto GT Cup Qualif...

. Kia Picanto GT Cup Qualif...

. Campeonato de Portugal de...

. Open de Velocidade TCR Ib...

. 118º Encontro de Clássico...

. Open de Velocidade TCR Ib...

. Kia Picanto GT Cup Free P...

. Vila Real Kia Picanto GT ...

. Campeonatos de Portugal d...

. Campeonato de Portugal de...

. Open de Portugal + TCR Ib...

. Emilio Romano 2º Classifi...

. Sessão de Autógrafos

. Quarta-feira, 1 de Julho ...

. Terça-feira, 1 de Julho d...

. Vila Real 2019 Kia Picant...

. Segunda-feira, 1 de Julho...

. Domingo, 30 de Junho 2019

. Gostavas de sentir a adre...

. Transmissão em directo da...

. Citroen Saxo não vai perc...

. Vila Real 2019 Campeonato...

. Inscritos VIla Real 2019 ...

. Parada Comemorativa

. Campeonato Nacional de Ve...

. Vila Real 2019 WTCR RACE ...

. José Rodrigues não vai es...

. Circuito de Spa-Francorch...

. S. Pedro e a Avenida Carv...

. Alfa Romeo 156 Spark Vila...

. Noite Negra na Avenida Ca...

.arquivos

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS