Quinta-feira, 21 de Março de 2024

Ferrari 375 Plus - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari 375 Plus - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1149ª – Ferrari 375 Plus Carrera Pan americana 1954 Top Model    

Ferrari 375 Plus AM Carrera Panamericana de 1954 Umberto Maglioli

A minha primeira miniatura da Top Model

A Ferrari 375 Plus estreou-se no Giro di Sicilia  a que se seguiram nas Mille Miglia. José Froilán González e Maurice Trintignant venceram as 24 Horas de Le Mans de 1954, pela primeira vez desde 1949, à frente do Jaguar D-type de fábrica, mas a vitória mais significativa, foi de Umberto Maglioli na Carrera Panamericana de 1954. 

Modelo real

A Carrera Panamericana de 1954, foi a quinta e última prova a ser realizada, antes de se tronar mítica.

Luigi Chinetti, era o agente americano da Ferrari e para a prova conseguiu um patrocínio indireto com base em clientes privados para comprar 'as inscrições de fábrica'. Enzo Ferrari concordou, desde que Umberto Maglioli dirigisse um dos carros 375 Plus, chassi 0392 AM. Chinetti havia combinado de vender o carro ao proprietário/piloto americano Erwin Goldschmidt, e então Maglioli correu na entrada de Goldschmidt. 0392 não era estranho às pistas, já tendo competido na Mille Miglia e em Le Mans, embora ainda não tivesse visto a bandeira quadriculada.

As 8 etapas e 3.070 quilômetros ou 1.910 milhas foram percorridas  entre Tuxtla Gutiérrez, Chiapas, até Ciudad Juárez, Chihuahua. 150 carros começaram a corrida, mas apenas 85 terminaram a prova.

O Ferrari 375 Plus reconhecia-se pela publicidade ‘Scuadron 1-2-3' refere-se a utensílios domésticos.

Umberto Maglioli completou a prova em 17 horas, 40 minutos e 26 segundos, com média de 107,93 mph (173,69 km/h). Ele terminou 24 minutos à frente de seus concorrentes mais próximos, Phil Hill e Richie Ginther em uma Ferrari 375 MM, e 111 minutos à frente do Porsche 550 Spyder de Hans Herrman que conquistou a terceira posição. Para colocar isto em perspectiva, o vencedor da corrida inaugural em 1950 demorou dez horas a mais para terminar do que Maglioli. Tamanho foi o desempenho de seu carro que a aeronave leve que transportava o corpo de imprensa que cobria o Carrera não conseguia acompanhar Maglioli, que frequentemente atingia velocidades de 180 mph ou mais. Este desempenho fenomenal enfatizou vividamente o quão bem a Ferrari havia aperfeiçoado o 375 Plus no final da temporada de 1954.

Erwin Golschmidt foi quem o inscreveu na corrida sul-americana ficou surpreendido ao ver a velocidade que o carro alcançou na corrida, que atingiu uma velocidade média de 172 km/h em um percurso de mais de 3.000 km. Na verdade, o cavalo empinado correu a etapa final de 385 quilômetros a uma média impressionante de 222 km/h.

Actualmente una miniatura do Ferrari 375 Plus de 1954 Carrera Panamericana na escala 1/8 encontra-se á venda por 18.250,00€ ou 4 parcelas sem juros de 4.562,50€ https://www.amalgamcollection.com/

Amalgam Collection

IMG_20240321_142449.jpg

IMG_20240321_142514.jpg

IMG_20240321_142545.jpg

IMG_20240321_142600.jpg

IMG_20240321_142649.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Top Model

Série

Referencia nº TMC 003 preço 4525$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Itália

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:41
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Março de 2024

Bugatti Atlantic 57 SC - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti Atlantic 57 SC - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1148ª – Bugatti Atlantic 57 SC Coupé  Brumm

Bugatti Atlantic 57 C Type 57S Atlantic Nº.4 Chassis número 57591, Motor número 39S azul Matricula EXK -6

844ª – Bugatti T57SC 1938 Rio

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-57-atlantic-um-olhar-sobre-as-1643380

849ª – Bugatti 57 S Coupé Nera Brumm

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/bugatti-57-ralph-lauren-um-olhar-1646308

O protótipo original do SC Atlantic chamava-se Bugatti Aérolithe, rodava em um chassi Bugatti 57 encurtado e tinha uma carroceria leve feita de uma liga de magnésio/alumínio chamada Elektron.

O Elektron não pode ser soldado, razão pela qual o Aérolithe tinha uma costura rebitada pronunciada na linha central. Embora o 57 SC Atlantic posterior fosse feito de uma liga de alumínio mais tradicional, a costura rebitada distinta foi mantida no lugar.

Modelo real

O chassis nº 57591 foi encomendado pelo Sr. Richard Pope no dia 31 de Março de 1938, e recebido, acabado de sair de fábrica em Junho do mesmo ano.  O carro é ligeiramente mais alto que os outros, para que pudesse caber convenientemente dentro do habitáculo. ou usar o chapéu, que os cavalheiros ingleses daquela época orgulhosamente envergavam, dentro do seu Bugatti, por isso este Atlantic apresenta uma altura de habitáculo superior aos seus congéneres de cerca de 12mm. saiu de fábrica com a cor “azul safira”, e as rodas traseiras estavam descobertas e os raios eram azuis.

O Sr. Pope foi o feliz proprietário do Bugatti Type 57 SC Atlantic durante cerca de 30 anos até que o vendeu a Barrie Price.

Durante a propriedade deste último, voltou a ser pedida uma mudança na pintura, que, infelizmente removeu quaisquer vestígios da cor original.

Em 1988 o Sr. Price decide então vender o Atlantic ao Sr. Ralph Lauren, que encomenda de imediato um restauro à Paul Russell, em Boston.

O estilista Ralph Lauren é o actual proprietário do último Atlantic produzido, com número de chassi 57 591 pintado de preto, para substituir o azul.

O carro ainda traz a placa EXK6 de registro original no Reino Unido

IMG_20240320_141237.jpg

IMG_20240320_141242.jpg

IMG_20240320_141248.jpg

IMG_20240320_141314.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Brumm

Série Oro

Referencia nº 87  preço 2395$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:36
link do post | comentar | favorito

Programa das festas 2024

Team Ezalo / Motorm

433923625_1016022483476104_1817564157299654294_n.jpg

Programa das festas 2024


publicado por dinis às 18:11
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Março de 2024

Dino Ferrari - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Dino Ferrari - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1147ª – Ferrari Dino 246GT Giro D´Itália 1975 Vitesse    

Ferrari Dino 246GT  Giro Itália 1975 36º nº 358 De Gregori / Pasquini

Depois do 317ª – Ferrari Dino Berlinetta Politoys

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/1281711.html

312ª – Ferrari 246 GTS Norev

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/dino-um-olhar-sobre-as-minhas-1278691

Modelo real

O Giro d' Italia em Automobilismo em 1975, começou em Torino no sábado, a 12 de outubro de 1975, e termina novamente em Torino na sexta-feira, 17 de outubro. A competição inclui uma série de etapas nas várias pistas italianas, Monza, Imola, Misano, Vallelunga e várias provas de subida ao longo do percurso de ligação.

Os mais sofisticados protótipos alinhara à partida onde se destacavam o novo Abarth SE 031, derivado do 131 Miriafiori e equipado com o motor V6  e o Alfa Romeo Sradale uma carroçaria semelhante Alfa Romeo T 33  visto no Campeonato de Mundial de Marcas, mas agora fechado,  dotado de um motor V8 do Alfa Montreal.  A  Lancia tinha 3 Stratos de especificação do Grupo 5 além dos Porsche Carrera , De Tomaso Pantera e outros.

Um total de 91 carros participaram do Giro d'Italia deste ano, incluindo os Grupos de 1 a 4 e os protótipos, onde vamos encontrar um Dino Ferrari nº 358 para  De Gregori / Pasquini.

O Lancia Stratos Malboro de Carlo Facetti tomou o comando da prova no circuito de Monza.   

Os problemas do 33 Stradale com Androuet/Carlotto em Monza começam com o motor a não conseguir funcionar regularmente e a continuam nas etapas seguintes em Imola e Misano, porém o grande potencial do carro permite-lhe assumir a liderança da corrida.

Apesar dos problemas de motor, o carro da Autodelta conseguiu prevalecer sobre o Fiat 031 de Pianta-Scabini e o Lancia Strato HF turbo de Munari-Manucci.

Mas os problemas com o motor aumentaram com um vazamento de óleo que se tornou cada vez mais ameaçador, até o V8 do Alfa emitir uma nuvem de fumo azulado e durante a etapa de Vallelunga o V8 cedeu e o 33 Stradale foi forçado a abandonar.

Os circuitos fechados e vias públicas eram os lugares ideais para os Porsche 911 Carrera a mostrarem o seu alto desempenho.

O RS e De Tomaso Pantera ocuparam os primeiros lugares, seguindo o protótipo SE031.

Na Lancia Corse, R. Pinto retirou-se devido a problemas na caixa de velocidades e S. Munari terminou em 6º.

O Abarth SE031 escapou por pouco e conquistou a vitória, salvando a face da Abarth, com o  2º e 3º lugares a ficarem para  a Porsche e em ultimo lugar lá está o Ferrari Dino 246 GT com o nº 358 pilotado por  De Gregori / Pasquini 1:56:52.800 no Gr.3+2.0 em 36º.       

IMG_20240319_141403.jpg

IMG_20240319_141438.jpg

IMG_20240319_141505.jpg

IMG_20240319_141528.jpg

IMG_20240319_141533.jpg

IMG_20240319_141537.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série Limited Edition 0334/5000

Referencia nº L 052 preço 3290$00 

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:26
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Março de 2024

Joaquim Coelho da Rocha Santos 09/06/52 – 18/03/ 2024

Joaquim Coelho da Rocha Santos 09/06/52 – 18/03/ 2024

11220087_820683158017976_7511238567779947258_n.jpg

Na sua passagem pelo  Circuito de Vila Real em 1983

Troféu Toyota Starlet

4º            DIABOLIQUE MOTORSPORT

Joaquim Santos   8              10           34m 10,38s                          121,587

28 Abril 1991

10º          POLIGRUPO COMPETIÇÃO Joaquim Santos 18                     10

Até um dia


publicado por dinis às 22:49
link do post | comentar | favorito

Bugatti T35  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Bugatti T35  - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1146ª – Bugatti T35 Brumm

O desenho e a miniatura

Alfredo Marinho Júnior Bugatti 35 C 2º Vila Real 1933

Modelo real

Em 2000 fiz uma serie de desenhos das corridas de Vila Real e o Bugatti Type 35 o principal carro de corrida da Bugatti na década de 1930. Também o foi em Vila Real numa prova somente com quatro participantes

A ideia de registar em desenho os automóveis do Circuito de Vila Real dos quais não tinha ou conhecia alguma foto ou imagem, continuava de cada vez que surgiam novos elementos. Mas, só no início do século é que os comecei a desenhar e colorir, após a visualização de um documentário de João Hitzemann, na altura representante da Agfa em Portugal sobre as corridas de 1931 a 1936.

As imagens inéditas foram exibidas na tertúlia “História ao Café” por António Menéres depois de terem sido convertidas para vídeo nos estúdios da Tobís, redescobertas há anos, em 16 milímetros.

A novidade para o IIIº circuito de Vila Real foi a alteração ao traçado, junto ao Banco de Portugal. A partida foi como nos anos anteriores foi na Avenida Almeida Lucena, seguindo os concorrentes para a Timpeira, Mateus, descendo para Estação do Caminho-de-ferro, Ponte Metálica entrando no novo traçado, a rua Cândido dos Reis e a da Boavista perfazendo 7 200 metros, mais 50 metros que o anterior, num total de vinte e cinco voltas, totalizando 180 km. As com 36 curvas do percurso têm um tempo máximo de três horas e meia a serem percorridos.

A dureza da prova e o facto de o piso ainda não se encontrar alcatroado, foi uma das razões apontadas para um tão baixo número de concorrentes. No dia da prova apenas compareceram cinco concorrentes: Nº 1 - Mário Gonçalves - Austin Seven Ulster Nº 2 - Artur Barbosa - Plymouth PA Nº 3 - António Herédia - MG Midget J2  Nº 4 -Alfredo Marinho Júnior - Bugatti 35 C Nº 5 - Vasco Sameiro - Alfa Romeo 8 C Monza.

Depois de ter obtido a volta mais rápida Alfredo Marinho Júnior no Bugatti T 35 C, à média 85,971k/h, em 4m 59s no ano anterior, voltou a 18 Junho de 1933 mas desta vez foi o mais sápido foi Vasco Sameiro em Alfa Romeo 6C Monza dominou com a Volta mais rápida foi de á média de 86,842 k/h em 4m 59s 2/10 que também terminou em 1º

O 2º Alfredo Marinho Júnior4Bugatti 35 C Corrida em 2h 14m  1s 4/10              80,426 3º Artur Barbosa 2 Plymouth  P A Convertível Sport13m 15s  74,421 4ºMário Gonçalves 1Austin Super SportSport 2h 12m 23s1/10              71,682 e o bandono de  António Guedes Herédia 3 no M G Midget M  Type

A Alfredo Marinho Junior 5 Bugatti 35 C com as cores nacionais Vermelha e Branca nº 12252 é agora de Jorge de Monte Real, Conde de Monte Real, Jorge de Melo e Faro 7º em 1936  e   Manuel de Oliveira em 1937

Modificação na miniatura

Retirados os guarda lamas e pintado de vermelho ainda lhe falta o branco e os números de corrida.

IMG_20240318_184847.jpg

IMG_20240318_141046.jpg

IMG_20240318_141057.jpg

IMG_20240318_141113.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Eligor

Série

Referencia nº preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 19:31
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Março de 2024

Ferrari 750 Monza - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ferrari 750 Monza - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1145ª – Ferrari 750 Monza Goodwood 1955 Best   

Ferrari 750 Monza Chassi 0496M 9h Goodwood 1955 - Hawthorn / de Portago #6

Modelo real

O 750 Monza foi um dos muitos protótipos esportivos utilizados pela Ferrari em meados da década de 1950. Uma das principais linhas derivou mecanicamente do 625 Fórmula 1 em 1952: por um lado foram desenvolvidos o 625 TF e o 625 LM; por outro lado, a família de 700S, 735 Monza e 750 Monza foi gerada e apresentada em 1954.

O Marquês de Portago passou a competir apenas com Ferrari, em Novembro de 1954 na Carrera Panamericana, com uma Ferrari 735 S inscrita pela Scuderia España. O carro teve que ser reparado e atualizado para as especificações do 750 das especificações originais do 735, após um acidente nos treinos durante o Tourist Trophy em Dundrod.

O gosto do Marquês de Portago não terá agradado ao pessoal da Ferrari quando usou tinta de casa para pintar seu carro de preto à mão. Fon e seu colega argentino Roberto Mieres dirigiram junto o reconhecimento do percurso da corrida, mas na corrida, os dois homens pilotaram sozinhos, Marquês de Portago, a Ferrari preta, e Mieres, um Osca MT4 1500cc,

O Marquês de Portago com a Ferrari 750 Monza preta correu nas primeiras Bahamas Speed Weeks em dezembro de 1954. O motor do carro foi reconstruído em Nassau por dois mecânicos da Ferrari, Giannino Parravicini e Enzo Monari, e lhe permitiu sair-se bem nas corridas, com três vitoria na classe e muma vitórias à geral

Para a época de 1955 «, a Ferrari vendeu-lhe uma Ferrari 625, mas as suas saídas na Fórmula 1 foram restritas a corridas fora do campeonato.

Para as outras provas utilizava o Ferrari 750 Monza Chassi 0496M concluído no início de 1955,e vendido como novo ao espanhol Marquês Alfonso de Portago. a estreia foi a 20.8.1955 em Sebring

Alfonso de Portago tornou-se membro da Scuderia Ferrari. Enzo Ferrari, que era bastante nobre, ter um Marquês (de Portago) e um Conde (Wolfgang von Trips) em sua equipe ao mesmo tempo deve ter parecido um grande golpe.

Fon foi 8º no Grande Prêmio de Pau, mas no dia 7 de maio danificou o carro no Troféu Internacional de Silverstone, quebrando a perna. recuperou em apenas três meses, voltando novamente para as 9 Horas de Goodwood, onde compartilhou o seu Ferrari 750 Monza com Mike Hawthorn

Durante os treinos foi o mais rápido com 1:36.200 e assim ocupar o primeiro lugar na grelha de partida.

Na prova não terminou com problemas na caixa.

IMG_20240317_141605.jpg

IMG_20240317_141617.jpg

IMG_20240317_141703.jpg

IMG_20240317_142744.jpg

IMG_20240317_142753.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Best

Série

Referencia nº 9045 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Itália

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:52
link do post | comentar | favorito

173º Encontro de Clássicos Além Corgo parte 2

173º Encontro de Clássicos Além Corgo parte 2

O encontro continuava agora com a apresentação dos novos amigos e as suas máquinas.

VW 1300 1970 Santos

IMG_20240303_103235.jpgVW 1300 1970 Santos

IMG_20240303_103246.jpg

IMG_20240303_110659.jpgFiat 600 José Correia

IMG_20240303_110706.jpg

 

IMG_20240303_112002.jpgPorsche 944S 1987 Paulo Granado

IMG_20240303_111952 (1).jpg

IMG_20240303_112409.jpgVolkswagen Golf MKII 1991 Tiago Teixeira

IMG_20240303_112421.jpg

 


publicado por dinis às 17:28
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Março de 2024

BMW V12 LMR - Um olhar sobre as minhas miniaturas

BMW V12 LMR - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1144ª – BMW V12 LMR Onyx

BMW V12 LMR #15 vencedora 24h Le Mans 1999 Winkelhock, Dalmas, Martini

Modelo real

A 13 de junho de 1999 as 24 horas de Le Mans na última edição do século XX.

Diretor de automobilismo Gerhard Berger: "Estamos muito orgulhosos de toda a nossa equipe. Dr. Ulrich Schiefer, Chefe do Projeto, Herbert Vögele, responsável por o motor, o Team Manager Charly Lamm e o Engenheiro Chefe, John Russell, é uma equipa com a qual se pode vencer todos os jogos. Não só atingimos o nosso o automobilismo almeja este ano ao vencer esta corrida, mas também conseguiu trazer reuniu uma equipe nos últimos meses, o que é muito promissor para o exporte compromissos na América. Nossos seis pilotos, que não cometeram erros durante todo o raça, também foram admirado pela concorrência. A causa do acidente de Lehto foi uma ligação da barra de segurança que se soltou e pressionou contra a articulação do acelerador. JJ não tem a chance de evitar o acidente. Felizmente, ele sofreu apenas pequenos cortes que puderam ser atendidos naquele momento.

Gerente da equipe BMW, Charly Lamm: "Dalmas, Martini e Winkelhock tiveram que lutar até a última volta, por conta do Toyota número 3, que respirava no pescoço - os três provaram que têm nervos fortes. Nós basicamente reabastecia consistentemente a cada 13 voltas e trocava de motorista e pneus a cada 26 voltas. À uma hora da manhã, decidimos em pouco tempo alterar o estratégia para o carro não. 17: começamos a rodar um pouco mais rápido para tremer do Toyota número 2. Levamos em consideração que teríamos que reabastecer duas vezes após 12 voltas. O Toyota então bateu, porém, o que estipulou uma nova tática de direção para o carro número 17 com Kristensen, Lehto e Müller no roda: tivemos que administrar nossa liderança de maneira sensata. Nossos motoristas fizeram exatamente isso, certo até o problema técnico." Pierluigi Martini #15: “É a minha primeira vitória em Le Mans e tive mesmo de lute por isso. Dirigi absolutamente no limite para ficar à frente do Toyota. A última etapa foi muito difícil, mas valeu a pena todo esforço”.

Yannick Dalmas #15: "Le Mans é a maior corrida que se pode vencer e agora tenho conseguiu isso pela quarta vez. Voltámos a testemunhar o facto de em Le Mans, tudo pode acontecer até a bandeira quadriculada. Confiabilidade, ambição e muito bom trabalho em equipe nos deu a vitória."

Joachim Winkelhock #15: "Nunca ousei sonhar com isso - a atmosfera é simplesmente gigantesco. Estou aqui pela segunda vez, ganhei corridas de carros de turismo em Spa e em Nürburgring, mas nunca vi nada assim. Isso me dá arrepios só pensando nisso."

O BMW V12 Le Mans 1998, inscrito pela Price+Bscher com Bill Auberlen/Thomas Bscher/Steve Soper ao volante foi 5º no final da corrida.

IMG_20240316_144914.jpg

IMG_20240316_144955.jpg

IMG_20240316_145012.jpg

IMG_20240316_145039.jpg

IMG_20240316_145229.jpg

IMG_20240316_145405.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Onyx

Série Le Mans

Referencia nº XLM99019 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País – Portugal, feito na China

Anos de fabrico 


publicado por dinis às 18:02
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Março de 2024

Ford Sierra RS Cosworth 4x4 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Ford Sierra RS Cosworth 4x4 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

1143ª – Ford Sierra RS Cosworth 4x4 Vitesse   

Rallye de Portugal - Vinho do Porto 1991 Tommi  Mäkinen/ Seppo Harjanne

O Ford Sierra RS Cosworth 4x4 foi o último sedam desportivo da Ford e o primeiro carro da marca a usar o emblema da Cosworth e foi apresentado no Salão de Genebra em 1985 como um meio de homologar o Sierra para as corridas do Grupo A de Carros de Turismo. Esse modelo foi a última tentativa da Ford em produzir um sedã europeu de alta performance.

Modelo real

O Ford Sierra foi produzido pela Ford entre 1982 e 1993, como  o sucessor do Taunus na Europa e do  Ford Cortina na Grã-Bretanha

A Ford esteve quase sempre presente na competição como marca oficial de 1986 a 1996, alternando com veículos Ford nas mãos de diferentes equipas privadas.

O fim do Grupo B, em 1986 levou as marcas para o Grupo A, e a Ford escolheu o Ford Sierra, utilizado nas versões de tracção traseira Cosworth e tracção integral XR4x4.

Os Grupo A, desenvolvidos pela Ford foram o Sierra Cosworth, e o Sierra XR4x4. fazendo a sua estreia em Monte Carlo, no ano de 1987. Este modelo ombreava com o 4x4, mas que se não classificaram. A tração nas quatro rodas proporcionou uma margem adicional de segurança em estradas escorregadias ou cobertas de neve, mantendo o comportamento de tração traseira do carro.

A Ford abandonou o campeonato oficial em 1989 e 1990, durante os quais competiu em competições não oficiais com equipes de equipes e pilotos particulares.

Ao Sierra Cosworth faltava tracção e agilidade, ao XR4x4 faltava potência. A Ford tentou colmatar estas falhas com o aparecimento do Sierra RS Cosworth 4×4 em 1990, mas sendo derivado de uma berlina familiar, Voltando ao ano seguinte 1991 com o novo modelo Sierra, a versão 4x4.

O Rallye de Portugal - Vinho do Porto em 1991 teve a participação do Ford Sierra RS Cosworth 4x4 com o Nº 11 para Tommi Mäkinen / Seppo Harjanne  abandonou na PEC34 com problemas na caixa de velocidades

IMG_20231218_143934.jpg

IMG_20231218_144033.jpg

IMG_20231218_144040.jpg

IMG_20231218_144140.jpg

IMG_20231218_144154.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Vitesse

Série

Referencia nº711 preço 2875$00

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - Portugal

Anos de fabrico  a

 

 

 


publicado por dinis às 19:17
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Rally de Portugal 2024 ...

. Wartburg A 311 coupé 1958...

. Rally de Portugal 2024 cl...

. Maserati 250F – 1957 F1- ...

. O Rally de Portugal 2024 ...

. Renault RE 20/23 René Arn...

. Cooper T 51 F1- Um olhar ...

. Tyrrell P34 1976 - Um olh...

. 175º Encontro de Clássico...

. Mc Laren F1 GTR - Um olha...

. Vanwall VW57 F1- Um olhar...

. Lotus 78 F1- Um olhar sob...

. Alfa Romeo 158 F1- Um olh...

. Mc Laren Mercedes F1- Um ...

. Mercedes-Benz W196 sport ...

. Delahaye 135 M Spider  Bu...

. Mercedes F1 com carroçari...

. Porsche 356 - Um olhar so...

. Mc Laren Mercedes F1- Um ...

. Bugatti 57C coupé longo -...

. III Especial Sprint de Vi...

. 500 Milhas ACP Clássicos ...

. Triumph Spitfire - Um olh...

. Vila Real Gathering Super...

. III Especial Sprint de Vi...

. 500 Milhas ACP Clássicos ...

. A última vitoria da Ligie...

. Vila Real Gathering Super...

. III Especial Sprint de Vi...

. 500 Milhas ACP Clássicos ...

. III Especial Sprint de Vi...

. 500 Milhas ACP Clássicos ...

. Vila Real Gathering Super...

. Circuito Internacional de...

. III Especial Sprint de Vi...

. 500 Milhas ACP Clássicos ...

. Branco no início e vermel...

. Minardi Ford M195B - Um o...

. Tyrrell Yamaha 024 - Um o...

. Williams Renault FW17 - U...

. Ferrari 412 T2 1995 - Um ...

. 174º Encontro de Clássico...

. Alfa Romeo 155 V6 TI DTM ...

. Mercedes Benz AMG C 180 D...

. Renault 5 Maxi Turbo - Um...

. BMW 502 Coupé - Um olhar ...

. Porsche 911 GT2 Irmãos Br...

. Mercedes-Benz 190E 2.5-16...

. 174º Encontro de Clássico...

. Bugatti Preto - Um olhar ...

.arquivos

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub