Quarta-feira, 31 de Agosto de 2022

Citroën 2CV, deux chevaux, dois cavalos, - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroën 2CV 1949, deux chevaux, dois cavalos, - Um olhar sobre as minhas miniaturas

640ª – Citroen 2cv 1949 Heller

 O lendário 2cv, em 1954, a Berline 2CV custava 37.978 escudos e a fourgonete 37.000$00

Modelo real

O Citroen 2CV é uma ideia do Pierre Jules Boulanger, então presidente da Citroën até o final de 1934, quando a família Michelin tomou o controle da empresa, ao observar que o dia-a-dia dos agricultores, era baseado na compra e venda de produtos nos mercados locais, cujo transporte se faziacom o auxílio de uma carroça e de um cavalo, iniciou o desenvolvimento do TPV, acrônimo de Toute Petite Voiture, Veículo muito pequeno,

Depois de terminaram o Traction Avant, André Lefèbvre e Flaminio Bertoni, iniciaram o desenvolvimento do projeto doTPV  "Um guarda-chuva com 4 rodas" destinado aos consumidores rurais que contou com Alphonse Forceau, o autor da suspensão que constitui uma parte essencial na filosofia do "dois cavalos".

Em 1939 fabricaram-se 250 protótipos ainda refrigerados a água, e durante a ocupação alemã da França na Segunda Guerra Mundial foi mantido em segredo enquanto decorria a produção e construção de carros de combate da marca Renault.

A 8 de Outubro de 1948, no Salão do Automóvel de Paris foi apresentado pela primeira vez a versão do TPV tal como se conhece hoje em dia, tinha um motor bicilíndrico refrigerado a ar de 375 c.c. e uma potência de 9 CV

Uma carroceria corrugada para resistência em aço tão fino, portas suicidas dianteiras, para-choques de proteção de grandes dimensões, motor de dois cilindros refrigerado a ar acionando as rodas dianteiras, o primeiro fabricante a ter todos os trabalhos sob o capô sem túnel de transmissão para atrapalhar, piso plano perfeito para espaço, para passageiros e transporte cargas, com assentos de lona removíveis e teto solar de lona de comprimento total. Estava equipado de um sistema de suspensão que permitia a qualquer pessoa, ir a qualquer lugar, usado preferencialmente em fazendas e vinhedos franceses e andar em terrenos acidentados sem partir um ovo.

Os últimos modelos do 2CV foram produzidos em Mangualde, Portugal, e o ultimo exemplar saiu no dia 27 de Julho de 1990.

Em 1994 três protótipos do TPV foram redescobertos num celeiro na França, tendo até 2004 sido encontrados um total de cinco protótipos do TPV.

IMG_20220831_171652.jpg

IMG_20220831_171735.jpg

IMG_20220831_171922.jpg

IMG_20220831_172241.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Heller

Série Kit

Referencia nº 175 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está colada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 22:07
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Agosto de 2022

“Clássicos em Grande em Vila Real “

“Clássicos em Grande em Vila Real “

Título da Topos & Clássicos a ser vista na explanada junto á pista, onde Simplício Taveira anda em duas rodas, e Hernâni Conceição venceu nos L99_2000 e José Meireles ficou em 2º .

IMG_20220830_160512.jpg

 


publicado por dinis às 19:05
link do post | comentar | favorito (1)

Opel Kadett GTE- Um olhar sobre as minhas miniaturas

Opel Kadett GTE- Um olhar sobre as minhas miniaturas

639ª – Opel Kadett coupé GTE Solido

Opel Kadett coupe GTE  Rally Mille Pistes 1978 Alain Errani/ R. Luparia

Miniatura fotografada no dia em que fui buscar o nº1 da colecção WRC da Salvat

Modelo real

O Opel Kadett GTE tornou-se numa lenda dos ralis…é a versão desportiva do Kadett C lançada em 1975. Equipado com um motor de 4 cilindros de 105cv, o carro fez grande sucesso e foi amplamente utilizado em competições, devido à homologação nos Grupos 1 e 2. Já no início da carreira, no Rali de Monte Carlo de 1976, o GT/E obteve um excepcional quarto lugar geral com Walter Rohrl, depois dos três Lancia Stratos HF.

Em 1977, o motor do GT / E foi aumentado para 1979cc para uma potência de 115 cavalos, graças ao ajuste de Irmscher.

O Opel GTE participou em muitos ralis, como o famoso Rallye des Mille Pistes em 1978, onde foi conduzido por Alain Errani mas que teve de abandonar.

Foram construídas 8.660 unidades do GT/E 1.9 - e 2.234 unidades do 2.0.

Modificação na miniatura

A primeira decoração disponibilizada pela Solido permitia fazer o Opel Kadett coupe GTE do Rally Mille Pistes pilotado por Alain Errani/ R. Luparia e 8 e 9 de Julho 1978 grupo 2 calasse II

Cortados parte dos alargamentos traseiros.

Enquanto  decoração 2 da Solido me deixava uma possível decoração para o rali de Portugal

IMG_20220830_171925.jpg

IMG_20220830_170915.jpg

IMG_20220830_170953.jpg

IMG_20220830_171035.jpg

IMG_20220830_171051.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série K70

Referencia nº 70 - 11/78 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:52
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Agosto de 2022

Mercedes Benz Super Sport 1928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Mercedes Benz Super Sport 1928 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

638ª – Mercedes Benz SS coupé 1928 Matcbox

SS 27/170/225 hp / W 06, 1928 - 1933

Como nos informava a caixa

“Os modelos Mercedes SS do final dos anos vinte foram alguns dos carros mais excepcionais do período. Com um potente motor supercharged de sete litros, uma caixa gerrad de quatro velocidades e carburadores duplos, esta versão coupé é capaz de atingir 160 km/h”

Modelo real

No final da década de 1920 e início da década de 1930 a Daimler-Benz AG beneficiou em grande parte dos sucessos dos lendários carros desportivos superalimentados S, SS e SSK.

Foi oficialmente adicionado ao programa de vendas em abril de 1927, juntamente com o "K". Na nova categoria de "Carros Esportivos Especiais", a lista de preços incluía as versões de quatro lugares de ambos os modelos com preços de RM 26.000 e RM 30.000. Nessa altura, o "S" ainda estava para fazer a sua estreia, sendo incluído na lista de preços como "Modelo 1927". Essa situação perdurou até outubro de 1927, quando, além das variantes desportivas de quatro lugares, também passaram a ser disponibilizadas versões somente de chassis - com preços de RM 20.750 para o Modelo "K" e RM 26.000 para o Modelo "S".

Se o tipo S era incrivelmente rápido para a época, o SS ainda mais rápido era como o LHC graças ao seu avançado motor a gasolina de 6 cilindros em linha supercharged que entregava 200 cv e 225, respectivamente, durante todo o seu tempo de produção.

De fato, o modelo SS mais rápido atingiu uma velocidade máxima de 170 km/h, surpreendentemente alcançada através de uma baixa taxa de compressão (6,2:1) e combinação de supercharger.foi produzido em Roadster, Cabriolet A, Cabriolet C e 4 lugares Tourer.Saoutchik, Corsica Freestone, Webbb e Castagna.

O motor de 7,1 litros estava pronto para uso em meados de 1928 e foi instalado no chassi "S". Alimentado pelo novo motor, o carro esportivo de corrida recebeu a designação "SS" - para Super Sport. Em 29 de junho, na subida de montanha Bühler Höhe, realizada como parte do Torneio Automobilístico de Baden-Baden, foi vencida por Rudolf Caracciola. No  Grande Prêmio da Alemanha de Carros de Corrida, realizado em Nürburgring em 15 de julho, um triunfo triplo deixou claro que o "SS" poderia fazer. Vários outros sucessos de corrida, mesmo antes do "SS" ser incluído no programa de vendas em Outubro. O "S", cuja produção de chassis foi finalmente descontinuada em setembro de 1928 após uma série de 146 unidades, continuou a ser incluída na lista de preços até o início de 1930.

IMG_20220829_174856.jpg

IMG_20220829_180711.jpg

IMG_20220829_180730.jpg

IMG_20220829_180815.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryer

Referencia nº Y 16 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:30
link do post | comentar | favorito
Domingo, 28 de Agosto de 2022

Porsche 917/10 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 917/10 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

637ª – Porsche 917/10 Solido transformado

Porsche 917/10 Spyder Can-Am 917/10-002 Jo Siffert 1971

Modelo real

Em 1971 e as regras foram alteradas, principalmente ao limitar a cilindrada aos 30L a partir de 1972 e os Porsche 917 não podiam competir principalmente nas 24h de Le Mans, foram transformando para poderem competir no campeonato norte-americano e canadiano, Can-Am, onde a Porsche estava interessava particularmente

Depois de já terem tornando o 917 num carro aberto tal como os seus concorrentes e com base no que foi feito o 917PA, que tinha competido no Can-Am em 1969.

O Can-Am era, de longe, o campeonato mais extremo da história do desporto motorizado, com poucas restrições, dando mais ênfase à performance.

O chassis base para o 917/10 foi o mesmo do 917 K, suficiente forte para aguentar com os 1000 cv a debitar pelo motor, teve o primeiro chassis 917/10-001 foi concluído em 3 de Dezembro de 1970, que como o 917 PA, se assemelhava ao 908/3. No início de 1971, começou o desenvolvimento do túnel de vento nas instalações de pesquisa e desenvolvimento da Porsche em Weissach e percorreu inúmeras milhas de teste - incluindo 23 dias consecutivos no skidpad de Weissach Durante os testes em túnel de vento, o 917/10-001 foi equipado com cinco designs de carroceria diferentes.

A primeira configuração acabou instalado no 917/10-002 de Jo Siffert, o Spyder apoiado por STP que ele dirigiu na série Can Am de 1971.

A segunda configuração era com persianas sobre as rodas dianteiras, design muito angular, a terceira tornou-se o corpo 'especificação do cliente' com um nariz arredondado e saliência da asa traseira curta, e a quarta era o 'nariz em pá' muito eficaz com uma asa traseira estendida. Após a corrida de Le Mans de 1971, a outra configuração foi com o nariz do coupé Rodriguez/Oliver 917 langheck nº 18, patrocinado pela Gulf, que foi montado neste chassi para experimentos adicionais em túnel de vento.

O programa de testes durou 16 meses com pilotos como Willi Kauhsen, Jo Siffert, Mark Donohue e o piloto-chefe de testes da fábrica, Herrman Mimler, registrando voltas em Weissach, Hockenheim e Nürburgring.

Este chassi também serviu como banco de testes para os flat-12 turboalimentados que viriam a dominar as corridas de protótipos do Grupo 7. Durante esse período, o carro foi equipado com muitas configurações de motores diferentes, incluindo um Turbo de 4,5 litros, um de 5 litros naturalmente aspirado a um Turbo de 5 litros.

Jo Siffert perde a vida  em Brands Hatch em Outubro de 1971, numa corrida extra campeonato de Fórmula 1.

Em Outubro de 1972, foi totalmente reconstruído e vendido para Willi Kauhsen. com uma seção de nariz 'especificada pelo cliente' o 917/10-001 entrou no Hockenheim Interserie, onde terminou em 2º. Então, depois de instalar um novo frente tipo 'pá', Kauhsen trouxe o 917/10-001 para a América para a corrida Laguna

540ª – Porsche 917/10TC Solido transformado

https://manueldinis.blogs.sapo.pt/porsche-91710-tc-interserie-um-olhar-1426717

Modificação na miniatura

Cortado ao capot traseiro e alargado a capota do motor foi refeita a frente

IMG_20220828_184338.jpg

IMG_20220828_184345.jpg

IMG_20220828_184556.jpg

IMG_20220828_134711.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de resina de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 18-7/73preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 18:53
link do post | comentar | favorito
Sábado, 27 de Agosto de 2022

Citroen Rosalie Berlina - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Citroen Rosalie Berlina - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Um Citroen 8CV por 18750 Francos

636ª – Citroen Rosalie Berlina 1933 Eligor

Citroen 8CV, 10 CV e 15CV foi produzido como Roadster, Salon, salom 7 lugares, coupé, cabriolet e Town car.

O modelo de 4 portas estava á venda em França por 18750 francos.

Modelo real

Rosalie foi o nome pelo qual ficou conhecido após o Yacco 8CV de record de resistência, o Petite Rosalie percorreu sem parar, exceto, é claro, durante as fases de reabastecimento, troca de pneus, etc. e fez 300.000 km em trinta e três dias a uma velocidade média de 93 km / h. Os inspectores verificaram que o chassis estava em conformidade com o de um 8CV de produção a assim bater o recorde de distância, e 193 recordes nacionais alem de 106 recordes internacionais.

A Citroën expôs os novos modelos 8CV, 10CV e 15CV no Salão Automóvel de Paris de 1932, caracterizados por um 'motor flutuante', um inovador dispositivo de potência flutuante, através do qual o motor era suspenso em apenas dois pontos no eixo longitudinal e, portanto, podia oscilar livremente. Amortecedores de borracha especiais reduziram as vibrações excessivas.

Os dois primeiros substituem o modelo C4, enquanto o terceiro, com motor de 6 cilindros, substitui o modelo C6.

Andre Citroen implementou na produção do Rosalie, os métodos de construção e montagem em linha, sendo pioneiro na europa.

Em Janeiro de 1934, a carroceria passa por uma reestilização apresentada como NH, Nouvel Habilage, em Maio do mesmo ano, a dianteira recebe rodas independentes com nova suspensão com barra de torção, a uma nova grelha, mais inclinada, e a um novo para-choques dianteiro com um design mais arredondado, para enfrentar a longa onda da crise financeira, o fabricante "double chevron" incluiu o 8CV Demi-Luxe, uma versão mais barata, enquanto o 10CV também foi oferecido com o acabamento Grand Luxe «.

Na época a Citroën produziu na Alemanha na sua fábrica em Colônia-Poll e vendia os Rosalie como ‘Made in Germany’, devido às altas taxas de importação chegando a abdicar de componentes importados para puderam colocar o emblema 'Deutsche Arbeit' (trabalho alemão) na carroceria, 440 trabalhadores construíram exatamente 1.789 exemplares da “Rosália Alemã” de 1933 a 1935. Os colecionadores da Citroën procuram os poucos exemplares sobreviventes deste pequeno capítulo da história da empresa.

O lançamento do Traction Avant em 1934, os Rosalies continuaram sua carreira comercial até setembro de 1938 como modelos 7UA e 11UA.colocado novamente em produção pela Michelin durante o período em que o primeiro Traction Avant mostrou sérios problemas de juventude.

IMG_20220827_182415.jpg

IMG_20220827_182426.jpg

IMG_20220827_182517.jpg

IMG_20220827_182644.jpg

IMG_20220827_182722.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Corgi Toys

Série

Referencia nº 1005 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País -

Anos de fabrico  a

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 19:16
link do post | comentar | favorito

155º Encontro de Clássicos Além Corgo Julho parte 3

155º Encontro de Clássicos Além Corgo Julho parte 3

E a manhã estava a chegar ao fim.

IMG_20220807_105145.jpg

IMG_20220807_105257.jpg

IMG_20220807_105527.jpg

IMG_20220807_105751.jpg

IMG_20220807_112429.jpg

IMG_20220807_112902.jpg

IMG_20220807_112923.jpg

IMG_20220807_103203.jpg

IMG_20220807_113314.jpg

IMG_20220807_113922.jpg

IMG_20220807_114518.jpg

IMG_20220807_114530.jpg

IMG_20220807_114612 (1).jpg

IMG_20220807_114655.jpg

IMG_20220807_115112 (1).jpg

IMG_20220807_115204.jpg

IMG_20220807_115209.jpg

IMG_20220807_115252.jpg

IMG_20220807_115525.jpg

IMG_20220807_115532.jpg

IMG_20220807_115538.jpg

IMG_20220807_115546.jpg

IMG_20220807_121057.jpg

IMG_20220807_121329.jpg

IMG_20220807_121341 (2).jpg

IMG_20220807_121722.jpg

IMG_20220807_121733.jpg

 

 


publicado por dinis às 18:06
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Agosto de 2022

Porsche 930 Turbo GR 4 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche 930 Turbo GR 4 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

635ª - Porsche 935 Turbo Solido transformado

Ecurie Ecco Breitz Pesked  de Antoine Salamin, Valais, arquiteto e piloto automóveis suisse.

Porsche 930 Turbo #65 Antoine Salamin, Gérard Vial, Yves Courage, Joël Laplacette nas 24 Heures du Mans 1978

Porsche 930 turbo 6 cyl. 3.3 L Moteur Porsche F6 2T 3299cc

Depois de obter o 54º tempo com 4:25.000 abandonna à la 11ª hora por rebentamento de um pneu e saída da estrada Quando era 32º da geral.

Modelo real

Na primavera de 1975 e para homologação, e com o nome Porsche 911 Turbo, enquanto a designação de fábrica é "Type 930", os 400 exemplares encontram rapidamente compradores até ao final de 1975, pelo que os 1000 exemplares foram alcançados em 5 de maio de 1976, pelo que a Porsche decidiu manter o Turbo no catálogo um modelo com uma velocidade máxima de 250 km/h,

Em 1978, o 930 foi aperfeiçoado, a cilindrada é novamente aumentado, para 3299 cm3. Mas acima de tudo, um trocador ar/ar melhora ainda mais a eficiência do turbo. Uma válvula de descarga é instalada para eliminar o maior inconveniente do tempo de queda de pressão do turbo durante o qual o motor continua a fornecer potência quando o pé é retirado do acelerador. O virabrequim foi rebalanceado e até redesenhado o tamanho dos virabrequins,. A potência passa então de 260 para 300 cv. O volante teve ser ampliado para suportar a potência extra (+ 26 mm) e para resfriar tudo melhor, a vazão da bomba de óleo é aumentada assim como a velocidade de rotação do ventilador que chega a 1,8 vezes a do motor. Por outro lado, o espaço deixado no compartimento do motor e a necessidade de reforçar os pinhões da caixa de velocidades obrigaram a Porsche a manter a caixa de 4 velocidades. A forma da asa traseira muda para uma forma que permanecerá mítica.

O 911 turbo é um puro-sangue difícil de domar, mas que recompensa seu motorista com um ruído inimitável e um impulso que não é muito comparável para a época. 0 a 100 em 5,2 segundos, menos de 24 segundos por quilômetro de partida, 260 km/h em velocidade máxima, como poucos rivais. E para parar, o sistema de travoes com 4 discos ventilados com pinças de 4 pistões herdados do 917.

Uma versão do Grupo 4 participou nas 24 Horas de Le Mans em 1978, onde Salamin aproveitou um compromisso de. Laplacette para entrar no seu Grupo 930 Gr4 na famosa corrida. Os dois não eram desconhecidos em Le Mans, tendo já participado no 911 2.8 RSR e 3.0 RS, e partilhando o volante com Yves Courage, para quem foi a segunda participação em Le Mans, parecia promissor no papel… for Courage na 12ª hora destruirá as esperanças da equipe. Em 1979 Salamin voltará, mas infelizmente não se classificará por causa de um co-piloto mais lento e ficará na reserva sem largar.

Em 2008 Joel Laplacette comprou o carro par dividir a condução com seu filho Enzo para Le Mans Classic; que melhor maneira de compartilhar a mesma paixão?

Modificação na miniatura

Indicado como um Kit de um  934 pela Solido depois de analisado melhor era um 930 cuja miniatura foi então adquirida. .

O spoiler frontal foi feito com lata

IMG_20220826_173341.jpg

IMG_20220826_173359.jpg

IMG_20220826_173436.jpg

IMG_20220826_173519.jpg

Miniatura

Abre as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Kit, mais modelo 930 Série GAM2

Referencia nº 63 preço

Material – zamac

Material da placa de base – zamac

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:30
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Agosto de 2022

Peugeot 203 Conversível - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Peugeot 203 Conversível - Um olhar sobre as minhas miniaturas

634ª - Peugeot 203 Conversível Heller transformado

Da janela da minha casa via uma carrinha caixa aberta 203 todos os dias que estacionava junto de um Ford 100cv e nas férias grandes um descapotável francês chamou a minha atenção

Modelo real

O Peugeot 203 é um carro familiar exibido no Salão Automóvel de Paris em 1947, Inicialmente a produção foi prejudicada per greves e escassez de materiais, mas a produção começou no final de 1948, com os compradores recebendo 203s desde o início de 1949.

Em Outubro de 1949, surge o Peugeot 203 conversível, quase um descapotável que mantinha as mesmas quatro portas com os frisos das janelas depois de removido quase todo o tecto rígido até a linha da carroceria na traseira.

. O chassis é ligeiramente reforçado para compensar a ausência de tecto.

Os passageiros, cujo espaço interior é inalterado em relação ao salão, beneficiam assim de um carro que é quase totalmente descoberto. Na maioria das vezes, é vendido em acabamento de luxo com belos estofados de couro.

Oferecido a um preço razoável de 525.000 francos contra 490.000 francos do sedan e sem concorrência real, continua sendo o conversível francês mais popular, mas deixou de ser comercializado em Março de 1954, quando surgiu o 403.

O Peugeot 203 é alimentado por um motor de 4 cilindros em linha super quadrado de 1290 cc na posição longitudinal. É equipado com camisas removíveis e cabeçote hemisférico Alpax com válvulas no cabeçote inclinadas a 45°. Desenvolve 42 cv (7 cv tributáveis) e rapidamente desfruta de uma reputação invejável de robustez, que pode chegar a 116 km/h.

A caixa, tem 4 velocidades, onde a 1ª não sincronizada e 4ª tem overdrive. A transmissão para as rodas traseiras  As suspensões dianteiras são independentes com mola de lâmina transversal e amortecedores de alavanca hidráulica. E na traseira um eixo rígido, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos de alavanca e barra Panhard.

Os travões são de tambor com controle hidráulico sem assistência.

Modificação na miniatura

A miniatura da Heller foi retirada a capota e feita a capota de lona fechada

IMG_20220825_182435.jpg

IMG_20220825_182448.jpg

IMG_20220825_182516.jpg

IMG_20220825_182611.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Heller

Série Kit

Referencia nº preço

Material – plástico

Material da placa de base – plástico

Apresentado em caixa de cartão como kit.

País - frança

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Agosto de 2022

O primeiro Jaguar - Um olhar sobre as minhas miniaturas

O primeiro Jaguar - Um olhar sobre as minhas miniaturas

632ª – SS Jaguar 1936 Matchbox

O modelo na escala 1/32 era atactivo mas o na escala1/84 pequeno mas o da escala 1/38, era um pouco grande como era belo lá vaio para casa, a pensar na primeira vitória de um SS Jaguar num Circuito precisamente o Circuito de Vila Real em 1937 pilotado por Casimiro de Oliveira.

Na caixa podia ler-se:

“Durante a última década de 1930 os SS 100 foram considerados por muitos como os carros desportivos mais desejáveis da época. Foi um dos carros de produção brilhantes para atingir os 100 m.p.h. e obteve sucessos consideráveis nos muitos ralis motorizados europeus”

Modelo real

A Swallow Sidecar Company foi fundada em 1922 na cidade de Blackpool, por William Lyons quando com apenas 20 anos se associou com William Walmsley para fabricar atrelados laterais para motocicletas e pouco depois carrocerias para o Austin Seven e depois para chassis da Standard. No fim da década mudava-se para Coventry.

Não se sabe se a sigla era para Swallow Special ou para Standard Swallow, o que é certo é que SS Cars se tornou a designação oficial da empresa em 1935.

O primeiro Sports roadster construído pela. SS Cars Ltd foi o SS 90 foi um carro desportivo construído em Coventry, Inglaterra, em 1935, A carroçaria era em madeira e metal e estava equipado por um motor Standard de válvula lateral de seis cilindros de 2663 cc e 72 cv...

Atingia 90 mph para um preço de 395£ e apenas 23 unidades construídas naquele ano.

Em 1936 surgia o SS Jaguar 100 tinha uma carroçaria semelhante ao SS 90 anterior, da SS Cars, mas com um novo chassis e motor. A carroçaria anterior de madeira e metal foi agora substituído por um design todo em aço.

O '100' em seu nome se referia à sua velocidade máxima elogiada, e o carro, que era vendido no momento do lançamento por 395€, obteve um sucesso instantâneo, tanto em termos de vendas quanto na pista.

Os primeiros SS100 foi impulsionada por um seis cilindros de 2,7 litros com controle de válvula pushrod.

Entre 1935 e 1936, os seis cilindros foram atualizados para 102 hp. Foram produzidos até 1939 198 unidades

Em 1937, o Jaguar SS100 é proposto com um motor de seis cilindros de 3,5 litros e 125 cv. fazendo de 0 a 100 km/h (62 mph) em 11 segundos. A referência 100 vai para 100 mph (160 km/h).

Curiosamente a fábrica usava a designação 3 ½ para a cilindrada, embora ele tivesse 3 485 cm³. e um preço de 445£. Foram produzidos entre 1938 e 1939 116 unidades

Entretanto a SS Cars mudaria seu nome para Jaguar Cars muito devido á conotação nazista do 'SS'

Jaguar nome animal adotado, numa tendência popular nos anos trinta. o SS Jaguar 100 foi o primeiro carro a apresentar o lendário Jaguar saltador montado na tampa do radiador.

IMG_20220824_164224.jpg

IMG_20220824_164241.jpg

IMG_20220824_164302.jpg

IMG_20220824_164445.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Matchbox

Série Models of yesteryear

Referencia nº Y 1 preço

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização

País – Inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 17:55
link do post | comentar | favorito (1)

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Fiat Ritmo de circuito - ...

. Lion Peugeot 1908 - Um ol...

. Porsche 924 - Um olhar so...

. Colani Ferrari - Um olhar...

. 158º Encontro de Clássico...

. Talbot Pacific - Um olhar...

. Alfa Romeo Bt 45 C - Um o...

. Austin Healey Spa-Sofia-L...

. Peugeot 504 4x4 Dangel Da...

. Alfa Romeo 159 Alfetta - ...

. Porsche 936 Monza  - Um o...

. Auto Union Formula Livre ...

. 158º Encontro de Clássico...

. Alfa Romeo Alfasud trofeu...

. Porsche 936 1952 - Um olh...

. Datsun 240 Z SCCA- Um olh...

. Lotus 80 Formula 1 - Um o...

. Ford Capri RS - Um olhar ...

. Alfa Romeo 1900 1950 - Um...

. Porsche 924/944 LM 1981- ...

. 158º Encontro de Clássico...

. Mercedes Benz W 196 sem c...

. Unic 1907 Táxi - Um olhar...

. Cadillac V-16 1932 - Um o...

. Ferrari 275 GTB 4 descapo...

. Ford Capri Team Shark 197...

. Porsche Carrera longo - U...

. 158º Encontro de Clássico...

. BMW M1 Le Mans - Um olhar...

. March F1 Ovoro - Um olhar...

. Ford T 1912 25 anos   - U...

. Porsche 936 “Viúva Negra”...

. 157º Encontro de Clássico...

. Peugeot 104 ZS no Marão -...

. AC Cobra - Um olhar sobre...

. Ferrari 500 F2 de escape ...

. Toyota Celica Turbo - Um ...

. Porsche 924 - Um olhar so...

. Bugatti Royale protótipo ...

. Leiria Sobre Rodas 2022 p...

. Land Rover Paris Dakar 19...

. Leiria Sobre Rodas 2022 p...

. Ferrari 250 GT Califórnia...

. Leiria Sobre Rodas 2022 p...

. Mercedes Benz 450 Slc - U...

. Leiria Sobre Rodas 2022 p...

. Renault 5 Cup  - Um olhar...

. Lancia D 24 - Um olhar so...

. Leiria Sobre Rodas 2022 p...

. Seat ou Fiat 131 Abath - ...

.arquivos

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub