Quinta-feira, 31 de Março de 2022

Cadillac 452A V16 1931 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Cadillac 452A V16 1931 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

525ª – Cadillac 452A V16 1931 Solido

O Cadillac mais caro e o primeiro motor V16

Modelo real

O venerável motor V8 da Cadillac foi complementado por dois novos motores - um V12 e um V16. Além disso, a GM criou o departamento de Arte e Cor, chefiado por Harley Earl com os primeiros designs aplicados à recém-criada LaSalle Company da GM

O crash de Wall Street de 1929 e a Grande Depressão que se seguiu foi um mau momento para a Cadillac apresentou o novo V-16 Series 452 no salão de automóveis de Nova Iorque em 4 de Janeiro de 1930.

O motor V16 foi o primeiro nos Estados Unidos, extremamente caro e exclusivo, com todos os chassis com acabamento personalizado sob encomenda, onde o compartimento do motor a ter pela primeira vez direito a um projecto desenhado por Owen Milton Nacker.

O motor V-16 de 45 graus com 452 polegadas cúbicas, tinha blocos de níquel-ferro fundido no cárter de silício/alumínio, cinco rolamentos principais, pushrod/balancim com um silenciador excêntrico rotativo hidráulico no balancim, um carburador de alimentação flutuante e entregue aproximadamente 175 cavalos de potência a 3.400 RPM. A lubrificação do motor era a pressão total de uma bomba de óleo na tampa do mancal principal traseiro.

Uma única corrente acionava a árvore de cames e o gerador. Havia uma transmissão de três velocidades sincronizada com uma embraiagem de disco duplo, um eixo traseiro flutuante, acionamento chanfrado em espiral e freios mecânicos de 16,5 polegadas assistidos a vácuo nas quatro rodas.

A partir de junho de 1930, cinco Cadillac V-16 fizeram uma turnê promocional pela Europa, Antuérpia, Bruxelas, Amsterdão, Utrecht, Copenhague, Estocolmo, Berlim, Colônia, Dresden, Frankfurt, Hamburgo, Munique, Nuremberg, Viena ( onde foram premiados), Berna, Genebra, Lausanne, Zurique, Madrid, San Sebastian, La Baule e Angers.

A produção começou em Janeiro com uma média de dois carros por dia, depois para vinte e dois. Em abril, 1.000 unidades foram construídas e, em Junho, 2.000 carros. Mas em outubro de 1930, apenas 54 carros. Os valores mais baixos foram Agosto de 1931 (sete unidades) e novembro de 1931 (seis unidades). A produção mínima continuou durante o resto da década com apenas 50 unidades sendo construídas tanto em 1935 quanto em 1937. 1940 foi apenas marginalmente melhor com um total de 51 unidades.

O Cadillac V 16 podia ser encomendados com uma grande variedade de carroçarias abertas e fechadas com configurações de duas e quatro portas, o catálogo Fleetwood para o V-16 de 1930 incluía 10 estilos básicos de carroceria, construídos por Fisher Body e Fleetwood Metal Body no chassis do Sixteen.

A Cadillac vendeu 3.251 exemplares do Dezasseis, 10.717 do Oito e 5.733 do Doze,

IMG_20220331_142057.jpg

IMG_20220331_142106.jpg

IMG_20220331_142356.jpg

IMG_20220331_142413.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age dòr

Referencia nº 85

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 18:43
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Março de 2022

Renault 17 TS protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Renault 17 TS protótipo - Um olhar sobre as minhas miniaturas

524ª – Renault 17 TS Solido 

Renault 17 prototipo no Rallye : Bandama Cote d´Ivory Coast de 1973 com Jean-François Piot - Jacques Jaubert

 Modelo real

La Renault 17 TS protótipo

A estreia do Renault 17 TS, em provas internacionais deve-se a Jean-François Piot e Jacques Jaubert no Rali de Bandama, prova que no ano anterior nenhum participante, se classificou.

O 4º Rallye Bandama disputou-se co duras condições atmosféricas onde as tempestades se sucederam, levaram os organizadores a decidiram cancelar o evento por completo. O possível primeiro classificado já tinha excedido o tempo limite da prova e os controladores já não se encontravam no controle

A prova na Costa do Marfim em 1973, ainda não contava para o Campeonato do Mundo, mas a sua reputação já era de destruidora de carros.

A concorrência era forte, entre os Datsun eram os favoritos com 4 viaturas, dois 180B com 175 cv preparados directamente no Japão., Citroën também com 4 viaturas com dois protótipos SM e a Peugeot com 3 504 do Grupo 2 O importador local com 2 504, um de grupo1e outro do grupo 2. Alem e as três equipas femininas do Team Aseptogyil em 504 do gr1.  

A Alpine Renault com um 1 11 1800 e a Renault com o 17 Ts  protótipo com um motor preparado por Soubran com cerca de 155cv antecipando o Safari com duas viaturas.

O Renault 17 com Piot a procurar um bom lugar, na subida de Djibi, para determinar a ordem de partida, um acidente, provocou um deslocamento das vértebras lombares a Jean-François mas, que não o impediu de ocupar o seu lugar na partida na manhã seguinte.

A cerca de cinquenta quilómetros do primeiro controle, o Renault 17TS para, longe de qualquer assistência e abre a lista dos abandonos.

O Alpine-Renault A110 1800A da equipa Jabouille Jean-Pierre Jaboiille – John Rives Johnny mão tem melhor sorte também abandona, mas por acidente.

Modificação na miniatura

Colocadas as entradas de ar no tejadilho foi decorado com a folha de decalques da Solido.

IMG_20220330_122049.jpg

IMG_20220330_122239.jpg

IMG_20220330_122554.jpg

IMG_20220330_123640.jpg

 

Miniatura

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº 196 – 4/72

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – França

 

 

 


publicado por dinis às 23:13
link do post | comentar | favorito (1)
Terça-feira, 29 de Março de 2022

Porsche Carrera 6 Spyder - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Porsche Carrera 6 Spyder - Um olhar sobre as minhas miniaturas

523ª – Porsche Carrera 6 Corgi Toys transformado

Porsche Carrera 6 Spyder de Claude Larrieu

Prova - XVII Circuito internacional de Vila Real 1970 categoria Sport e Protótipos

Modelo real

O último carro de corrida que podia andar na estrada legalmente foi o Porsche Carrera 6 ou 10 sucedeu ao 904 Era uma beleza e refletia bem os perfis ultrabaixos da época,

O 906 foi um carro de corrida de sucesso, vencendo sua classe nas 24 Horas de Daytona, nas 12 Horas de Sebring, Monza e na Targa Florio. Somente 65 exemplares foram produzidos para atender a homologação da FIA para corridas de carros do Grupo 5 e modificados para competir no Grupo 6. Com sua estrutura tubular e corpo de fibra de vidro não tencionada o carro completo pesava menos de 1.300 libras antes de adicionar fluidos. Equipado com um flat-six com carburadores e cerca de 210 cavalos de potência, a relação potência-peso era surpreendente.

Inúmeros pilotos foram modificando a seu gosto vários modelos que utilizaram mesmo no início da década de setenta

Entre eles Claude Larrieu que veio a Vila Real, em 1970, para o XVII Circuito Internacional com um Carrrera 6 transformado em Spider para a prova de Sport e Protótipos.

No final obteve o 6º lugar

Modificação na miniatura

Tomando por base o Porsche Carrera 6 a da Corgi Toys foi cortada a capota e refeita a traseira

IMG_20220329_233921.jpg

IMG_20220329_234104.jpg

IMG_20220329_234418.jpg

IMG_20220329_234435.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são da Norev

As rodas são de plástico Whizzwheels.

Fabricante Corgi Toys

Série

Referencia nº 330

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está cravada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - inglaterra

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:36
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Março de 2022

Jaguar XK 120 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Jaguar XK 120 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

522ª – Jaguar XK 120 Le Mans 1950 Modelos 3J

Jaguar XK 120 de L. Johnson/Bert abandonou

O Jaguar de L. Johnson/Bert Hadley é um dos três XK 120 que a fábrica da marca preparou e atribuiu de forma selectiva a equipas particulares que participaram na edição de 1950 das 24 Horas de Le Mans.

Modelo real

Em 1950, numa cautelosa tentativa experimental, três KK 120, são inscritos para as 24 horas de Le Mans, as equipas eram constituidoras por Leslie Johnson/Bert Hadley (Nº17), N Haines/P. Clark (nº16) e P. Whitehead/ J. Marschal (nº 15). Os carros eram puramente de série e não sofreram qualquer alteração em relação as especificações de origem. Apenas utilizaram o equipamento opcional de velocidade, e que fazia parte do catálogo de fábrica. Para brisas, tampão rápido de gasolina e correias de segurança no capot.

Durante a corrida o comportamento dos XK 120 surpreendeu tudo e tosos: para além dos três carros se manterem entre os dez ou 15 primeiros, Johnson conquistara e defendia o quarto lugar em cada hora de corrida em relação ao líder, que era o francês ROsier em Talbot.A manter-se este ritmo, Rosier seria ultrapassado e Johnson obteria o 1º lugar, caso o francês não aumentasse a sua velocidade média. Na realidade parecia que Rosier não podia aumentar o ritmo da sua corrida, pois o seu Talbot já não estava a render totalmente. As esperanças nas boxes da Jaguar aumentaram grandemente quando se verificou que Johnson continuava paulatinamente a encurtar o seu atraso: o segundo lugar estava já á vista e o primeiro não podia estar muito longe. Mas as esperanças foram fugazes, com 21 horas de corrida o Xk 120 de Johnson parava perto das boxes com a embraiagem estoirada. Os outros dois jaguares classificaram-se em 12º e 15 lugares na geral com Clark/Haines e Whitehead /Marschall , respetivamente, e em 5º e 8 , na classe.

IMG_20220328_215742.jpg

IMG_20220328_220231.jpg

IMG_20220328_142642.jpg

IMG_20220328_142739.jpg

IMG_20220328_142830.jpg

Miniatura

Interior detalhado

As rodas têm pneus de borracha

As rodas são de plástico Ribeirinho.

Fabricante Modelos 3J

Série Export

Referencia nº 12

Material – resina com elementos em metal

Apresentado em caixa de cartão.

País - Portugal

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 22:22
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Março de 2022

Alfa Romeo Zagato - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo Zagato - Um olhar sobre as minhas miniaturas

521ª - Alfa Romeo Zagato Solido transformado

Alfa Romeo Zagato

Hoje no saudoso Circuito de Vila do Conde recordei aqueles três bólides de Xavier Moreira em 1978

Alfa Romeo Zagato o novo produto de Xavier Moreira apresentou no Circuito de Vila do Conde em Agosto de 1978 e pilotado por Bernardo de Sá Nogueira.

Alfa Romeo Junior Zagato 1300 #1800862

Em entrevista ao Jornal Motor de 9 de março de 1978 Xavier Moreira

Considero este carro muito bom para fazer um carro de competição, devido aos conhecimentos técnicos que tenho e, para alem disso, o meu grande amigo Imbertti preparador do BMW que venceu as 4 horas do Estoril em 1977 é da mesma opinião, pois este carro tem um chassis um bocadinho mais curto entre eixos. Estou convencido que isso não deve ser problema, porque tem o chassis do GTAM e aqui está a prova  porque a Autodelta deixou  de correr com os Alfetas.

Carlos Ferreira começou por dizer: Este carro é muito semelhante ao GTAM so que é realmente mais curto 10 centímetros e tem a mesma largura, por isso “ á priorí  para rampas tem a obrigação de se assemelhar muito a esses caros pequenos genro Simca Rally 2 e outros. Só que com 220 cavalos este carro fica diabólico.

Diabólico, diabólico, repetia continuamente Xavier Moreira no seu pensamento.

 O novo carro será conduzido por Bernardo de Sá Nogueira.

Modelo real

Este Alfa Romeu Junio Zagato tinha a matrícula era FA-70-92.1975 e 1977 e comprado em Cascais era um "normal" Zagato 1300 amarelo.

Um pequeno acidente e com dificuldade em arranjar as borrachas do vidro da frente dos faróis foi vendido por 100 contos depois de reparado em Coimbra e posteriormente adquirido pelo Xavier Moreira.

.O Alfa Romeo Junior Zagato 1300 1800862 correu com José Eduardo Oliveira em Portugal antes de -1984

Adquirido por Peter Crutch que o reconstruí com uma carroceria de estilo diferente daquela que corria em Portugal. Spoiler dianteiro profundo e spoiler traseiro levantado, pintado de vermelho com tricolor italiano no teto. Competiu com ele em 1985 e 1986, vencendo a Classe A no Campeonato Alfa Romeo

Por volta de 1990 disfarçado de Alfetta Racing correu com Piero Pisaro.

Então aí vai um pouco da história do meu querido Zagato.

O primeiro Proprietário foi o Dr. Rui Cardoso, ortopedista, já falecido e que vivia na Av. Dos Carvalhos, na Rinchoa em Sintra. Este senhor foi para o Brasil em 75 e o meu pai comprou-lhe o carro por 70 contos. Eu era por esta altura estudante de Eng. Mecânica em Coimbra e consegui convencer o meu pai a dar-me o carro. Ía resultando o divórcio dos meus pais, pois a minha mãe não concordava eM dar um carro destes ao rapaz especialmente nos tempos conturbados que corriam (Verão quente de 1975)

Mantive o carro até 1977 é só andava com ele na primeira semana de cada mês. Na segunda semana estacionava na Praça da República e ia de elétrico para a faculdade. Na terceira e quarta semanas já só ia a pé. Os sacrifícios que eu fiz por este carro.......

Tive um acidente depois de um jantar a caminho da discoteca da Figueira. Capotei o carro numa curva e a amiga que ia comigo tive de a tirar pelo vidro da frente mas sem calças. Como eram “a boca de sino” ficaram presas entre o tejadilho e o pavimento da estrada.

O carro foi para o Porto para arranjar. Ainda tenho a factura da reparação. Nao se conseguiam arranjar algumas peças da carroceria, não porque não as houvesse na origem, mas porque por essa altura Portugal não tinha divisas para importar este tipo de produtos.

Coincidiu eu ter ido a Itália por esta altura numa missão de espionagem industrial e em Milão consegui os plásticos da frente dos faróis e algumas borrachas.

Em 1977 juntei uns trocos da mesada dos meus pais e decidi ir viajar pela Europa para confirmar se o que se dizia acerca da qualidade de vida nos países socialistas de leste era verdade.

Comprei um perú de 20 Kg que a minha mãe assou, dois garrafões de vinho, troquei o Zagato por uma carrinha Peugeot 203 e pus-me a caminho.

O vinho só chegou a Valladolid.....

Nota: Tenho slides do carro e a factura da reparação que enviarei logo que chegue a casa.

A propósito, sou de Chaves e o meu nome é Mário Xavier Madureira. Não confundir com Xavier Moreira

IMG_20220326_220534.jpg

IMG_20220326_220641.jpg

IMG_20220326_224614.jpg

IMG_20220326_224645.jpg

IMG_20220326_225015.jpg

Modificação na miniatura

Alargado com barro plastídio e depois pintado.

Miniatura

Abres as portas.

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são da Modelos 3J.

Fabricante Solido

Série

Referencia nº

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País - França

Anos de fabrico  a


publicado por dinis às 19:59
link do post | comentar | favorito

14* Encontro ADAVC Vila do Conde parte 1

14* Encontro ADAVC Vila do Conde parte 1

A manhã começava cedo em Vila do Conde com os clássicos a chegar.

IMG_20220327_102607.jpg

IMG_20220327_102739.jpg

IMG_20220327_102741.jpg

IMG_20220327_102837.jpg

IMG_20220327_102925.jpg

IMG_20220327_102929.jpg

IMG_20220327_102946.jpg

IMG_20220327_102948.jpg

IMG_20220327_102957.jpg

IMG_20220327_103353.jpg

IMG_20220327_103359.jpg

IMG_20220327_103445.jpg

IMG_20220327_103509.jpg

IMG_20220327_103524.jpg

IMG_20220327_103532.jpg

IMG_20220327_103537.jpg

IMG_20220327_103543.jpg

IMG_20220327_103551.jpg

IMG_20220327_103559.jpg

IMG_20220327_103620.jpg

IMG_20220327_103638.jpg

IMG_20220327_103645.jpg

IMG_20220327_103656.jpg

IMG_20220327_103706.jpg

IMG_20220327_103715.jpg

IMG_20220327_103717.jpg

IMG_20220327_103725.jpg

IMG_20220327_103859.jpg

IMG_20220327_103911.jpg

 

 


publicado por dinis às 19:26
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Março de 2022

150º Encontro de Clássicos Além Corgo parte 5

150º Encontro de Clássicos Além Corgo parte 5

Percorremos a antiga estrada N 15, em direção ao Pópulo, descemos a rampa Porca de Murça em direcção ao Franco, para almoço.

 De novo na estrada, rumamos em direcção à Nossa Senhora da Piedade, para o lanche e celebrar com pompa e circunstancia a comemoração do dia

Já era quase noite, quando o Ford Prefect de 1949 rumou a Vila Real.

A todos os amigos,

Obrigado

IMG_20220306_115000.jpg

IMG_20220306_124336.jpg

IMG_20220306_124356.jpg

IMG_20220306_124427.jpg

IMG_20220306_124526.jpg

IMG_20220306_124631.jpg

IMG_20220306_134155.jpg

IMG_20220306_150241.jpg

IMG_20220306_150333.jpg

IMG_20220306_150350.jpg

IMG_20220306_150516.jpg

IMG_20220306_151017.jpg

IMG_20220306_152857.jpg

IMG_20220306_153008.jpg

IMG_20220306_161156.jpg

IMG_20220306_161159.jpg

IMG_20220306_161203.jpg

IMG_20220306_161224.jpg

IMG_20220306_161237.jpg

IMG_20220306_161317.jpg

IMG_20220306_161321.jpg

IMG_20220306_162511.jpg

IMG_20220306_162549.jpg

IMG_20220306_163755.jpg

IMG_20220306_164614.jpg

IMG_20220306_173133.jpg

IMG_20220306_173152.jpg

IMG_20220306_173659.jpg

IMG_20220306_173702.jpg

IMG_20220306_173751.jpg

IMG_20220306_173755.jpg

IMG_20220306_173808.jpg

IMG_20220306_173830.jpg

IMG_20220306_173845.jpg

IMG_20220306_174152.jpg

IMG_20220306_174155.jpg

 


publicado por dinis às 23:51
link do post | comentar | favorito

Cord L-29 Phaeton 1929 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Cord L-29 Phaeton 1929 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

520ª – Cord L 19 1929 Solido

Cord  L-29 Phaeton 1929

 O primeiro modelo da marca e a primeira tracção dianteira

A Cord Corporation foi conhecido por sua tecnologia inovadora e designs simplificados, foi fundada e administrada por E. L. Cord como um grupo industrial, com a Auburn Automobile Company, Duesenberg.e Lycoming

Modelo real

Nas 500 Milhas de Indianápolis, os carros de Harry Miller já utilizavam a tração dianteira, eliminando o eixo de transmissão e rebaixando o perfil do carro.

Agora na Cord, Cornelius Van Ranst, aplica seu sistema no Cord L 29 que assim se torna no primeiro carro americano de tração dianteira a ser oferecido ao público em 1929, adiantando-se ao Ruxton por vários meses,

Construído em Auburn, Indiana, o Cord beneficiou com a eliminação da transmissão traseira e um design em reta permitiu que ele tivesse uma altura muito menor do que os carros concorrentes cuja altura média era de cerca de seis pés ou quase dois metros. o Cord não era mais alto que uma pessoa de estatura média. Os interiores eram planos, permitindo assentos confortáveis e espaçosos.

O L-29 veio com instrumentação completa, incluindo um medidor de temperatura, medidor de pressão de óleo e velocímetro à esquerda com um medidor de gás, medidor de nível de óleo e amperímetro à direita do volante.

O motor era o Lycoming 4.934 cc de 8 cilindros em linha e uma transmissão de três velocidades e marcha atras. A engrenagem na transmissão e no eixo dianteiro era inadequada, e o carro de 2.100 kg tinha pouca potência, limitado a pouco mais de 130 km / h, inadequado mesmo na época e prontamente superado pelo menos caro Auburn. A distância entre eixos de 3.490 mm e a direção exigia quatro voltas completas de trava a trava, o manuseio era considerado excelente.

O primeiro modelo da Cord oferecia uma variedade de estilos próprios de carroceria, como phaeton, brougham e cabriolet. Alguns construtores de carrocerias americanos e europeus utilizavam os poucos chassis disponibilizados pela Cord, criaram seus próprios estilos de carroceria distintos e muitas vezes muito raros.

O L-29 foi oferecido quando a Grande Depressão caiu sobre a indústria automobilística, e a produção do carro desapareceu no final de 1931, com apenas 4.400 unidades vendidas.

IMG_20220326_144255.jpg

IMG_20220326_144121.jpg

IMG_20220326_144159.jpg

IMG_20220326_144356.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Solido

Série Age D`or

Referencia nº 55-11/77

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização e expositor plástico.

País - França

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 20:00
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Março de 2022

Alfa Romeo 2300 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Alfa Romeo 2300 - Um olhar sobre as minhas miniaturas

518ª – Alfa Romeo 2300 1931 Brumm

Alfa Romeo 2300 1931 Spider Corsa Touring

Modelo real

A Alfa Romeo abriu falência em 1928 e em de 1930, abandona precipitadamente as corridas.

A situação financeira incluía o confisco administrativo dos carros de corrida de fábrica, proporcionou a Enzo Ferrari então piloto oficial da marca italiana fundar a “Scuderia Ferrari” e o Alfa Romeo 8C 2300 a ser o primeiro automóvel a envergar o cavalinho.

O Alfa Romeo 8C 2300 foi projectado e desenvolvido por Vittorio Jano, utilizado em estrada, em corridas e em carros desportivos da década de 1930 com dois tipos de chassis um de competição e outro que foi base para elegantes sedans e cabriolets

As diferenças entre um carro de corrida e o de estrada eram mínimas, uma carroceria de alumínio sobre um chassi de aço. O Alfa Romeo 8C por vezes apresentava um painel com três faróis dianteiros, na frente do radiador. Sem para-choques na versão de corrida enquanto o modelo de rua apresentava um fino e fácil de remover. Os dois lugares ficavam bem na frente do eixo traseiro e para tornar o carro mais aerodinâmico, foi instado um escudo aerodinâmico em cima da roda sobressalente.

As carrocerias foram feitas pela Touring e Zagato e a Alfa Corse foi a equipe de corrida da Alfa Romeo,

A Alfa Romeo instalou um motor de oito cilindros em linha 2336, 142 hp com duas árvores de cames à cabeça e duas válvulas por cilindro. O compressor era alimentada através de um carburador duplo Memini, uma tecnologia bastante avançada e incomum para a época.

A Alfa Corse com os 8C 2300 preparou quatro exemplares para as Mille Miglia de 1932 onde o vencedor foi Baconin Borzacchini /Amedeo Bignami.com a Scuderia Ferrari em 2º com um 8C 2300 carroçado por Zagato.

IMG_20220325_171826.jpg

IMG_20220325_172116.jpg

IMG_20220325_172200.jpg

Miniatura

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante  Brumm

Série

Referencia nº R 77

Material – zamac

Material da placa de base – plástico

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Itália  

Anos de fabrico  a

 

 

 

 


publicado por dinis às 23:17
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Março de 2022

Opel Kadett GTE - Um olhar sobre as minhas miniaturas

Opel Kadett GTE - Um olhar sobre as minhas miniaturas

518ª – Opel Kadet GTE Luso Toys

Opel Kadett GT/E Gr1  "MêQuêPê" (Manuel Queiroz Pereira)  - João. Batista no Rali de Portugal de 1976, 3º classificado.

 Modelo real

O Kadett C surgiu em 1973 com uma mecânica muito próxima do anterior e foi a versão da Opel dos 'T-Car' da GM, nas versões berlina e coupé., foi o último pequeno Opel com tração traseira em produção na fábrica da Opel em Bochum até julho de 1979.

A versão desportiva do Kadett C foi lançada em 1975 como GT/E. inicialmente com o motor da Opel de injecção da Bosch de 1897cc, e homologado para o G1 e G2.

O grupo 1 disponibilizava 105 HP era um veículo quase de série com poucas peças homologadas e grupo 2 onde se chegava aos 150/160 HP através de uma ficha de homologação que permitia peças especiais ao veiculo de série transformando-o num verdadeiro carro de corrida.

A sua decoração apelativa, amarelo brilhante por cima até á cintura lateral, e em baixo, preto, fazia sonhar…

Vários foram os preparadores mas, Irmscher era o preparador oficial e para os carros dos irmãos Queiroz Pereira era a Sorel, através de Mestre Raimundo.

No Rally de Portugal de 1976 foi pilotado por "Mêqêpê" e navegado por João Baptista, onde foi 3º da classificação geral atrás do Lancia Stratos de Sandro Munari e do Toyota Celica de Ove Andersson.

No ano seguinte voltou agora com o Nº10 mas em Grupo 2 foi 6º com Miguel Vilar como navegador

IMG_20220324_230142.jpg

IMG_20220324_230219.jpg

IMG_20220324_230642.jpg

IMG_20220324_230702.jpg

Miniatura

Abre as portas,

Interior detalhado

Sem suspensão.

As rodas são de plástico de acordo com as originais.

Fabricante Luso Toys

Série Kit

Referencia nº K9

Material – zamac

Material da placa de base – metal

A base está aparafusada à carroçaria

Apresentado em caixa de cartão com janela de visualização.

País – Portugal

Anos de fabrico  a

 


publicado por dinis às 23:38
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13


30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lincoln Continental 1941 ...

. Alfa Romeo Alfetta GT - U...

. Unic 1907 Táxi - Um olhar...

. Chevron B 21 - Um olhar s...

. Packard Eight 734 Boattai...

. Peugeot 104 ZS - Um olhar...

. Renault 5 Alpine - Um olh...

. Mercedes-Benz SSKL 1931 -...

. Porsche 935 Joest - Um ol...

. Mercedes-Benz 170v Taxi P...

. Ferrari Testa Rossa 1984 ...

. 156º Encontro de Clássico...

. Peugeot 504 Coupe V6 Rall...

. Porsche Kremer - Um olhar...

. Alfa Romeo Alfetta GTV Ra...

. Ford Model A Woody - Um o...

. 1984 Jaguar XJR-5 IMSA GT...

. Darracq V8 200 hp - Um ol...

. 156º Encontro de Clássico...

. Porsche 935 Kremer K2 Vai...

. Rondeau Ford M382 - Um ol...

. Lancia - 037 Panasonic - ...

. De Dion, Bouton 1894  - U...

. Citroen CX Rallye - Um ol...

. Ferrari 500 F2 Equipe Br...

. Daimler 38HP 1910 décapot...

. BMW 3.0 CSL Alpina Muir –...

. 156º Encontro de Clássico...

. Mercedes Benz 1939 'Silve...

. Kremer Porsche 917/81 - U...

. BMW 328 /Frazer Nash - Um...

. Fiat 1100 508 C 1100 1937...

. Citroën 2CV, deux chevaux...

. “Clássicos em Grande em V...

. Opel Kadett GTE- Um olhar...

. Mercedes Benz Super Sport...

. Porsche 917/10 - Um olhar...

. Citroen Rosalie Berlina -...

. 155º Encontro de Clássico...

. Porsche 930 Turbo GR 4 - ...

. Peugeot 203 Conversível -...

. O primeiro Jaguar - Um ol...

. Porsche 908/3 Toblerone -...

. A minha homenagem aos bom...

. Citroen 2CV Pop Cross O V...

. Osella Abarth PA2 - Um ol...

. Chevrolet Corvette 1960 -...

. Porsche 956 Grupo C - Um ...

. Peugeot 403 - Um olhar so...

. Bugatti 35B 1928 Le pur s...

.arquivos

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub