Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2012

25º Circuito Internacional de Vila Real 83

 

 

25º Circuito Internacional de Vila Real 83

Campeonato Nacional de Velocidade

 

16 e 17 de Julho 1983

 

"NACIONAL EM TEMPO DE NORTADA

O “Nacional “ de Velocidade em que se verifica uma certa “nortada” no alinhamento dos principais candidatos aos títulos, também entra em fase nortenha, com a realização das corridas no Norte do País: Vila Real e Vila do conde (por duas vezes).

Falar de provas automobilísticas em vila Real é referirmo-nos a um dos maiores acontecimentos da vida anual da Princesa do Marão. Em dias de circuito, toda a cidade e arredores vive para e do automobilismo. VAMOS A VILA REAL em 16 e 17 de Julho.

As análises do programa e da lista de inscritos, não poderão deixar de nos levar à conclusão de que (apesar do momento menos bom do automobilismo de competição no nosso país, há “ingredientes” para aguçar o apetite, mesmo dos menos entusiastas.

Dentro de dias (poucos) a “romaria”, ida de todos os caminhos de Portugal, terá um destino: Vila Real. Que a satisfação com que todos procurarão as nortenhas paragens, seja igual à que trarão no regresso (…)".

In:  Automundo nº 215 Jul. - 83 - 90$00.

 

   

 Inauguração da sede do Clube Automóvel de Vila Real na Avenida Aureliano Barrigas – 5000 Vila Real – Telefone 24711 


publicado por dinis às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

24º Circuito Internacional de Vila Real 82

24º Circuito Internacional de Vila Real 82

 

Campeonato Nacional de Velocidade

 

10 e 11 de Julho 1982

 

 

Um texto lido com emoção e orgulho hoje no Café Clássico pelo seu autor na sua tertúlia diária.

 

“A grande romaria, todos os anos repetida, mas sempre viva, vem de novo a caminho de Vila Real.

Aqui, com ar de festa, vai ser encontro de romeiros. O desporto automóvel é o motivo. Há palmas para todos e o abraço de quem está para quem vem é o abraço de amigos cuja alegria do convívio apetecido e praticado brilha nos olhos de cada um.

E, quando o desporto aproxima os homens e os leva a conviver, todos ganham: os espectadores, os que chegam primeiro e os que chegam depois.

Nesta Roma Portuguesa do automóvel todos podem ver o Papa da Vida, na fraternidade da partida do farnel, na inteligência que domina a máquina, no esforço a caminho da meta, no desporto ao serviço do Homem, na alegria de quem constrói pistas e as coloca na disponibilidade de quem as quer percorrer, na paz de quem serve para ser escravo, na coerência de quem diz e pratica.

É com estes olhos que eu vou tentar ver as corridas e sobretudo os homens que as tornaram possíveis.

Vamos todos a correr para semear mais para que todos possam colher mais. Esta será a melhor forma de sermos gratos e de recordarmos todos aqueles que semearam esta festa de convívio desportivo, que hoje gozamos e, ao mesmo tempo, de assumirmos a obrigação de, no presente, prepararmos a sementeira da seara dos nossos filhos.

 

 

Vila Real, 29 de Maio de 1982

O Governador Civil

Aires Querubim Meneses Soares”

In: Livro das corridas 1982

 

publicado por dinis às 23:44
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

24 Circuito Internacional de Vila Real Motos 82

 

24 Circuito Internacional de Vila Real Motos 82


CAMPEONATO DO MUNDO MOTOS

Tourist Trophy

FÓRMULA I       FÓRMULA 2

Campeonato Nacional de Velocidade

2, 3 e 4 de Julho 1982

 

"- A PRINCESA DO MARÃO

Capital de Portugal

do Motociclismo de Velocidade

 

Quero aproveitar esta oportunidade que me foi solicitada pelo Clube Automóvel de Vila Real, para aqui me congratular com este punhado de Heróis que desde 1978, tem lutado e tanto tem ajudado o Motociclismo de Velocidade, pois que é sempre uma honra para quem preside a F.P.M. ter em dois anos consecutivos: 1 Prova para o Europeu de Velocidade e no ano seguinte a Prova para o Mundial de TT.

Que estes valorosos homens que estão há frente deste Grandioso Club, de Desportos Motorizados, continuem a dar alegria a todos os Portugueses e à F.P.M., nunca baixando os braços.

Vitor M.S.Calado

Presidente da F.P.M.

"In Livro das Corridas - Motos 1982 

 


publicado por dinis às 23:56
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012

23 Circuito Internacional Vila Real 81

23 Circuito Internacional Vila Real 81

 

XXIII Circuito Automóvel

Campeonato nacional de velocidade

4 e 5 de Julho

 

“……………………..

Quatro rodais procuradas afanosamente entre as latas velhas; uma tabua e um cordel forte para auxiliar a direcção: uma boa ladeira; ao fundo, algo mais ou menos macio para nos amparar a chegada.

Velocidade, mais velocidade…. Os dentes serrados, os olhos luzindo, as mãos freneticamente agarradas ao cordel, não fosse o bólide topar nalguma pedra mais saliente… e isso bastava para nos sentir-mos campeões,

Hoje é tudo bem diferente? Os brinquedos evoluíram. O que ontem era rudimentar tradução de um desejo veemente, agora é apenas um problema matemático, uma questão de compra,

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Ficou-nos o entusiasmo pela modalidade, alimentado ano apos ano pelas provas que se vêm disputando em Vila Real.

A quem tão devotada e corajosamente se entrega a um empreendimento de tão grande vulto vai o nosso sentimento de gratidão e de homenagem.”

Fausto Orlando Carvalhais dos Santos

Delegado da D.G.D. em Vila Real

In livro das corridas de 1981


publicado por dinis às 14:28
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

Circuito Internacional Vila Real 81

Circuito Internacional Vila Real 81

VII Circuito de Motos

Campeonato da EUROPA

50c.c. 125 c.c.

PROVA INTERNACIONAL

500 c.c.

Campeonato Nacional de Velocidade

17, 18 e 19 de Julho 

 

 

“1931            1981

HÁ 50 ANOS

PRIMEIRAS CORRIDAS EM VILA RAL

 

O Club Automóvel de Vila Real saúda toda a população nas Bodas de Ouro do seu circuito, orgulhando-se de mais uma vez realizar as Corridas de VILA REAL

Consciente das raízes profundas que nos ligam às Corridas, e de uma tradição que entronca já na nossa cultura, pois é da população que vem à seiva e o fervilhar que leva a que, com uma certa cadencia, e um vazio profundo na alma nos anos em que não há, se vai erguendo da massa anónima ao mais activo, um sentir colectivo que faz a grande obra.

As corridas de VILA REAL e por VILA REAL.

São da cidade, das gentes que bordejam a pista, dos que nos visitam, dos que com uma certa saudade e angústia não podem vir, mas ouvem, lêem, acompanham, vibram connosco.

Por isso vamos continuar. Com todos e para todos.

Será assim a melhor forma de comemorar o cinquentenário. De honrar os que nos precederam, de prestar a tantos ilustres e desconhecidos.

Por isso também contamos com a ajuda de todos, a compreensão e a boa vontade. Sabemos que a cidade não quer perder as corridas e quer ir mais longe. Os sonhos são para realizar. Este ano o Campeonato Europeu, para o ano o Mundial, e cada vez mais longe. A nova pista, a sede do club, o engrandecimento deste belo CARTAZ.”

VILA-REALENSES!

CONTAMOS COM A VOSSA COLABORAÇÃO

AS CORRIDAS SÃO DE TODOS.

A DIRECÇÃO"

In livro das corridas de 1981

 

 


publicado por dinis às 14:23
link do post | comentar | favorito

Um Luso-brasileiro Francisco Lameirão em Royale Ford Rowland

O Luso-brasileiro  Francisco Lameirão em Royale Ford Rowland em Vila Real

vila real.jpg

A estreia na temporada brasileira de Formula Ford, aconteceu na última prova, ao volante de um Merlyn. O fantástico 5º lugar alcançado foi o primeiro passo para vir para a Inglaterra onde comprou um chassi Royale RP3 em segunda mão, um motor Cortina com preparação de fábrica da Ford e uma carrinha Ford Cortina, e assim partiu para Silverstone, Brands Hatch, Snetterton, Oulton Park e Thruxton, onde o próprio, Chiquinho Lameirão, fazia a preparação e manutenção do carro.

Sim, era eu próprio, Chiquinho Lameirão, que fazia a preparação e manutenção do carro”, e por lá fui para Silverstone, Brands Hatch, Snetterton, Oulton Park e Thruxton",

Em Julho de 1970 veio a Vila Real para no Circuito Internacional de Vila Real, realizar certamente mais um sonho de criança, participar no circuito a que assistiu na sua infância.  

Tem como companheiro Jorge Pinhol e agora beneficia da assistência de um mecânico da Equipe Royale FF, Nos treinos 2m 58,55 média de 137, 625

Na corrida sofreu um acidente quando estava em terceiro lugar, quando o tensor se quebrou, em plena recta o carro rodopiou até parar na 16ª volta … mesmo assim, o Royale Ford Rowland ainda se classificou em 8º lugar com a volta mais rápida á média de 141, 792.

 O vencedor da prova foi Christian Melvile, mas um protesto de Ernesto Neves a Christian antes da prova, atribui a vitória a E. Neves.  

“- Imagina você estar a 210 ou 215 km/h numa reta e suspensão traseira quebrar! Ela abriu e eu dei quatro 360º naquele circuito de altíssima velocidade, passei a 20 cm. de uma árvore, mas não me aconteceu nada!”

In;http://www.bandeiraquadriculada.com.br/Chiquinho.htm

E assim terminou a sua única corrida em Portugal antes de voltar para o Reino Unido, voltando ao Brasil em 1971 na qual se tornou o primeiro campeão da Fórmula Ford brasileira.

 


publicado por dinis às 00:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

22 Circuito Internacional Vila Real 80

Circuito Internacional Vila Real 80

 

VI Circuito de Motos Internacional de Vila Real

5 e 6 de Julho

 

XXII Circuito Automóvel

19 e 20 de Julho

 

 

 

 

 

“Mais uma vez…

O CLUB AUTOMÓVEL DE VILA REAL, que este ano já realizou o IV CIRCUITO DE KARTING DE VILA REAL, que foi um êxito espectacular (excepto no aspecto financeiro), e levou a efeito uma MOSTRA DE FOTOGRAFIAS E MINIATURAS DE AUTOMOVEIS E MOTOS que, pela enorme presença de público, só contribuiu para tornar cada vez maiores as nossas já grandes responsabilidades perante a nossa cidade.

Dentro de dias vão realizar-se mais duas provas, as provas máximas do nosso circuito – uma de Automóveis e outra de Motos Internacional – pelos esforços feitos e responsabilidades tomadas, espera poder corresponder mais uma vez aos anseios de todos os vila-realenses e transmontanos, podendo por isso afirmar, e em voz bem forte, que VILA REAL CONTINUARÁ A SER A CAPITAL DO DESPORTO MOTORIZADO.

Vila Real, 27 de Junho de 1980

A DIRECÇÃO”

In Livro das corridas 1980

 

vila real80_n.jpg

 

 


publicado por dinis às 23:51
link do post | comentar | favorito
Sábado, 14 de Janeiro de 2012

21 Circuito Internacional Vila Real 79

21 Circuito Internacional Vila Real 79

 

V Circuito de Motos Internacional de Vila Real

14 e 15 de Julho

 

XXI Circuito Automóvel

28 e 29 de Julho

 

LÁ VÊM ELES ……….

Amigo Car-moto

Conforme o combinado, no ano passado, venho convidar-te para assistires aos circuitos de Motos e Automóveis. Graças ao querer, brio e pundonor de uma plêidade de jovens, aí temos novamente o nosso circuito a ser percorrido por máquinas poderosas, tripuladas por homens destemidos apostados em desafiados apostados em desafiar as leis da gravidade, fazendo-nos vibrar de emoção e entusiasmo e gritar «Lá vêm eles…», ao mesmo tempo que no nosso íntimo, agradecemos à Providência ter-nos dado uma pista que não tem rival no nosso país e no estrangeiro. Sim o tal grupo de rapazes conseguiu que o piso fosse totalmente reparado e aplicar benefícios de molde a dar-lhe a segurança que lhe estava a faltar contribuindo, dessa maneira, para que o nome de «Capital do desporto» seja uma efectiva realidade. Contudo é de esperar, e não lhes falta coragem e tenacidade, que concretizem o que antes fora elaborado, mas nunca realizado: completar e arranjar a estrada envolvente do circuito, alargar a passagem de nível da estação dos caminhos-de-ferro ou construção da variante que seguindo da Araucária terminaria no Colégio da Boavista, colocação de auto-saaf em toda a pista, etc.

Sei bem qual é a tua opinião, o teu amor pelo Nosso Circuito, pois vens até nós, também, pelas suas belezas paisagísticas e da nossa terra, não esquecendo o saboroso farnel a que fazes honra, acompanhado do nosso famosíssimo vinho regional.

Restam-me aguardar com serenidade os dias das provas o que quer dizer, a tua vinda desejada e te poder abraçar recordando contigo os nomes famosos dos volantes que por aqui passaram. V.O.

In: Livro das corridas 1979  

 

 

 


publicado por dinis às 23:49
link do post | comentar | favorito

1973 20º Circuito Vila Real GT,GTS e S

1973 20º Circuito Vila Real GT,GTS e S

As provas de Grande Turismo e Desporto englobavam os automóveis pertencentes aos Grupos 3, 4 e 5, e para o Nacional de Velocidade, os mais competitivos agruparam-se em Vila Real aos mais modernos bólides que na época competiam no Campeonato Europeu de Sport 2 Litros.

11709560_1781576282068726_2151970964385747209_n.jp

Como eu, também por lá andava Joaquim da Silva Gonçalves na Avenida Almeida Lucena, era um local mágico podiam ver-se as máquinas pertinho e um pouco mais em baixo os treinos.

11667522_1782116315348056_5452242884767650968_n.jp

11402947_1783151018577919_7253116731775180780_n.jp

 

vila real 9_n.jpg

11049114_1782116242014730_7406919251885346075_n.jp

 

vila real 3_n.jpg

vial real 4_n.jpg

vila real 7_n.jpg

vila real.jpegRobert Giannone estreou em vila Real o novo protótipo, inscrito como Porsche 2000, modelo que posteriormente ficou conhecido como Aurora Porsche Spyder.

 

vila real4_n.jpgO Team BIP. Nº2 Carlos Gaspar e nº1 Carlos Santos. Lola T292

vila real zS.jpeg

Nas boxes, o nº 2 Carlos Gaspar Lola T 282,31 Miguel Soeiro de Lacerda Porsche Carrera 6 e 12 Ian Grob Chevron B 23.

O Circuito de Vila Real não contou para o European Sports-Prototypes Championship como indica a gravura mas, nela participaram muitos dos participantes no Campeonato de Sport.

 

vila real 52_n.jpg

vila real31_n.jpgCarlos Santos nos treinos a chegar á curva fatídica,

vila real34_n.jpg depois de um toque do Chevron de Ian Grob.

 

Na grelha de partida

Jorge de Bagration - Chevron B23.jpgJorge de Bagration - Chevron B23

 

vila real 78_n.jpgMario Araújo Cabral March 73 S

circuito de vila real.jpgInicio da prova de Grande Turismo  e Sport 2 litros 

David Walker GRD S 73 (2. 20,17) e Carlos Gaspar Lola T 292 (2. 23,43) eram os primeiros a postos para iniciar a prova, enquanto o lugar de Carlos Santos estava vazio e Vic Elford o último na grelha de partida.

 

vila real797_n.jpgJohn Bridges no Chevron B 23 da Red Rose Racing é seguido por Mário Araújo Cabral e Carlos Gaspar

vila real81_n.jpgJorge de Bragation em Chevron B 23 seguido de Miguel Correia Porsche 911 RS

 

40_n.jpg

 

161_Giannone_Spyder_VR73.jpgRobert Giannone

vila real 42_n.jpgPeter Gethin no Chevron B 23 da Red Rose Racing  

 

9866_10205871919905394_6023722508849431555_n.jpgErnesto Neves 

vial real 2653_n (1).jpgVic Elford no March 73S / BMW, 26 Jose Maria Uriarte em Chevron B21/23 o ChevronB 21 de Andrew Fletcher e o Lola T 290 de Tony Birchenhough.

vila real lacerda.jpegO Aurora Porsche Carrera 6 de Miguel Soeiro de Lacerda

vila real293_n.jpg

vila real22_n.jpg

vila real soeiro_n.jpg

 

318_n.jpg

 Dave Walker pouco depois da curva da salsicharia

vila real 300.jpg

 Carlos Gaspar e esposa com a taça da última prova internacional .

vila reald.jpegCarlos Gaspar a caminho da vitória

 

A capa do Jornal O Volante 

10013497_706997039323527_222351710_n.jpg

 

vila real 91_n.jpg

 

 

 

 Fotos:

Márius 

Joaquim Silva Gonçalves

Jornal Motor
Jornal O Volante

 Manuel Menéres


publicado por dinis às 00:29
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012

IV Circuito de Vila Real 1978

1978 IV Circuito de Vila Real

 

Passados 20 anos (1958 - XII Circuito Internacional de Vila Real, X Circuito Internacional de Motos 1958) as motos voltam ao circuito de Vila Real em 1978 para o IV Circuito de Vila Real

 

“Era uma vez um grupo de pessoas que, desde à dois anos, displicente e muito conscientemente, se encontrava no café, falando de circuitos, de provas motorizadas, de carros, de motores, etc.

Depois, umas houve que com muita coragem e persistência, se lançaram numa empresa aliciante.

Conversou-se, falou-se muito. Ideias foram postas; sugestões apresentadas. E desta amálgama surge o chamado «GRUPO DOS 50».

O «GRUPO DOS 50». Não é mais do que uma aglutinação firme e muito coesa, de 50 indivíduos interessados na revivificação do circuito de Vila Real.

Reuniões foram feitas com diversas entidades nesse sentido.

E o tempo foi passando, sem que nada de concreto se conseguisse. Ora por isto, ora por aquilo… O que é certo, é que o tempo passava e nada se conseguia, a não ser conversas fortuitas e circunstanciais.

Mas, um dia, e que dia. Na impossibilidade de se arrancar com o circuito de automóveis, pensou-se, para revitalizar o circuito e até porque à longos anos tal não se verificava, na realização de circuitos de motos. 

E assim está de pé o IV Circuito de Motos em Vila Real.

Custou muito. Mas se sem sacrifícios se conseguisse, possivelmente não nos saberia tão bem, Assim, sentimos que a nossa missão foi cumprida. É claro que haverá erros. E erros talvez imperdoáveis. Mas para tal, solicitamos a boa compreensão das pessoas de boa vontade.

Lutou, esta comissão Instaladora do Club Automóvel de Vila Real, para a realização desta prova, que reconhecemos, possivelmente modesta, com dificuldades. Nem tudo foi um mar de rosas. Contudo, também e temos de o reconhecer, muitos incentivos e apoios nos foram dados.

Cabe-nos aqui destacar todo o apoio recebido, desde sempre, através do Governo Civil de Vila Real, Camara Municipal, J.A.E., Comissão Regional de Turismo da Serra do Marão, Serviços Florestais, Federação Nacional de Motociclismo, Imprensa, Radio e Televisão.

Estamos certos que, sem tal apoio, ser-nos-ia totalmente impossível pôr de pé toda a máquina que hoje está a funcionar.  

Vila Real tem direito, e o país também a ter o seu circuito.

É que Vila Real, já não é somente umas voltinhas. Vila Real é uma realidade que tem de ser mantida, e se possível revitalizada.

É por isso que, alguns jovens muito conscientes, muito activos, e essencialmente muito «carolas», se lançaram em ombros para a realização desta tarefa.

Desencorajados por uns, recebendo serviços de incerteza e quiçá de desdém de muitos, não nos faltou o ânimo, a vontade e o sentido das realidades para quem a prova avançasse sem grandes atropelos.

E, como longe vai vasta comunicação, para finalizar, gostaríamos de muito respeitosamente, com consciência dos sacrifícios de todos aqueles que, na sua boa vontade e generosidade estão a contribuir, neste momento, para o bom êxito da realização, gostaríamos dizíamos de agradecer sinceramente as horas dispensadas, o labor despendido e acima de tudo, a carolice demostrada, sinal de que a vontade de circuito se fazer em Vila Real, contínua de pé e bem de pé.

 A organização”.

Livro do IV Circuito de Motos - Vila Real


publicado por dinis às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Race In Peace. WTCC 2005-...

. 99º Encontro de Clássicos...

. WTCR FIA World Touring Ca...

. WTCR Vila Real 2018

. 99º Encontro de Clássicos...

. Spa e Vila Real

. Parabéns Pedro Lamy

. FIA WTCR 2018

. Macau Grand Prix FIA GT ...

. João Barbosa venceu as 24...

. GP Comunidade Valenciana

. Highlands 501

. Chevron B 19 John Bamford...

. De corrida com matricula ...

. 98º Encontro de Clássicos...

. McLaren M8C #70-01- Vila ...

. 98º Encontro de Clássicos...

. Candy de Tomaso Pantera G...

. "...nos rastos do..." Mas...

. Miguel Oliveira volta a v...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Estatísticas

genius stats



SAPO Blogs

.subscrever feeds