Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

O Regadinho

 

Regadinho

 

 

25 de Novembro de 2009

Alegria e saudade ao ver este cartaz!

 

Organização da Associação de Estudantes da Escola Secundaria Camilo Castelo Branco

 

Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco, nasceu em Lisboa a 16 de Março de 1825 e faleceu em São Miguel de Seide, a 1 de Junho de 1890.
O romancista português, além de cronista, foi crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor.
A vida atribulada entre Vila Real, Viseu e Lisboa, serviu muitas vezes de inspiração para as suas novelas e foi o primeiro escritor de língua portuguesa a viver exclusivamente do seu trabalho literário.

O futuro escritor foi aluno do Liceu Central de Camilo Castelo Branco, entre 1918 e 1920.

 

Nos bons velhos tempos,

 O Regadinho

Uma brincadeira de estudantes levada muito a sério.

 

 

 

Fotografia de 1972

 

Naquele ano, uma velha camioneta Ford “vestida” de Lotus do Team  John Player Special, onde Emerson  Fittipaldi era o principal piloto, procurava brilhar no meio da juventude.

O Regadinho era a primeira actividade de um programa ansiosamente esperado pelos estudantes do Liceu de Vila Real, á qual toda a população da Vila se associava efusivamente.

Criada em 1920, a Associação Académica Camilo Castelo Branco, tinha como objectivo ajudar no desenvolvimento físico, moral e intelectual dos alunos,

Poucos anos depois,  1926 é a altura provável para o primeiro  Regadinho , uma forma de os estudantes criticarem e manifestarem a sua opinião perante factos, pessoas e situações da vida citadina.

Esta salutar actividade continuou no Liceu Nacional de Vila Real apesar de várias intervenções mais ou menos caricatas da censura incluindo uma rolha transportada pelos participante, ocorrida no ano de  1951.

No anos 60 e 70 este encenação preenchia a noite de sábado, em meados de Novembro.

No meu tempo de estudante, os alunos do Liceu vestiam-se de modo desusado, procurando ridicularizar pessoas e instituições. O cortejo iniciava a marcha junto do Liceu, onde nos vestíamos, éramos retocados e arranjados e por vezes adaptados. Ali também se encontravam os cartazes que sobravam depois da visita da censura e os estrategicamente colocados, nunca foram presentes a respectiva comissão.

Os alunos mais velhos trajando rigorosamente de capa e batina, empunhando archotes iluminados, delimitavam e animavam o cortejo enquanto música da banda, esta em traje civil tocava sempre a mesma música e os participantes a acompanhavam enquanto cantavam:

"água leva o regadinho,

água leva o regador,

 enquanto rega e não rega,

 vou falar ao meu amor..."

 

Ao longo de todo o percurso, familiares, amigos e população em geral, deliciavam-se com as diversas e caricatas situações, onde tudo servia de adereço para personalizar o momento: lençóis, ousados fatos de banho, elegantes fraques, chapéus eram personalizados em descalços, pelintras, enfermeiros, médicos, professores, ou então namorados, senhoras e senhores mais ou menos famosos.

Os cartazes muito bem elaborados procuravam eloquentemente satirizar as mais diversas situações onde os seus portadores dançavam  e efectuavam  engraçadas piruetas procurando  chamar as atenções ao mesmo tempo que escondiam o seu nervosismo.

Alguns automóveis, raros, e já com muito uso e por vezes abandonados, davam um ar de importância a esta manifestação estudantil.

 

Outras vezes não, era o próprio proprietário e ou antigo aluno a disponibiliza-lo.

 

<w:lsdexception g="" n


publicado por dinis às 01:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

O Ford T de Alijó

 

O Ford T 1909 Touring Car deAlijó

 

Um descapotável de cinco lugares

 

 

Primeiro Ford T "português" festejou triunfalmente o seu centésimo aniversário no dia 5 de Setembro, subindo e descrendo por duas vezes a Rampa do Caramulo durante 4ª edição do Caramulo Motorfestival - Festival Internacional de Automóveis Clássicos e Desportivos Ao seu volante um dos principais obreiros deste fantástico festival.

 


O Ford T foi o primeiro modelo da Ford a sair das linhas de produção e produzido em serie, tornou-se centenário em 2008.

 

Oficialmente posto á venda nos Estados Unidos em 27 de Setembro de 1908, somente foram vendidas as primeiras unidades a 1 de Outubro daquele ano.

 

Os primeiros protótipos do modelo T já circulavam em Detroit, onde foi criado e desenvolvido, no início do ano, tendo a sua produção iniciada na fábrica de Piquette Avenue, onde só onze carros foram concluídos durante o primeiro mês.

 

Um automóvel leve, com alguma potência e fácil de conduzir, embora diferente dos padrões actuais, não era prático, podia ser adquirido pelo preço acessível de 825 dólares.

O motor quatro cilindros em linha e 2896cc, debitava 19 cv,

Não havia alavanca de velocidades, nos primeiros modelos apenas tinham dois pedais um para altas e outro para baixas velocidades e duas alavancas uma para a marcha atrás e outra para o travão.

Em 1909 o sistema foi actualizado e passou a ter três pedais, o pedal da esquerda comanda as duas velocidades para a frente, com o pedal até ao fundo era a primeira, a meio o ponto de embraiagem e em cima a segunda e assim atingia uma velocidade máxima de 55 km/h, que para as estradas daquela época, não era certamente uma pequena brincadeira! Para travar pressiona-se o pedal do lado direito e o pedal do meio é para marcha atrás. Um sistema de cintas dentro da caixa de velocidades efectuava a travagem e os travões de tambor apenas às rodas traseiras eram para o travão de estacionamento.

A alavanca do lado de fora do condutor servia de travão de mão e fazia as vezes de embraiagem. O acelerador é de comando manual e encontra-se junto do volante no lado direito, enquanto do lado esquerdo fica a alavanca do ajuste do avanço da ignição.

 

O carro é alto para puder transpor os obstáculos dos caminhos da altura, na maioria em terra quase sempre enlameados, ou ser usado como veículo de trabalho.

Uma originalidade trabalhava a gasolina e a etanol mas a redução do preço no a gasolina e a introdução da Lei seca nos Estados Unidos inviabilizou esta nova alternativa.

 

No primeiro ano foram vendidas mais de dez mil unidades.

Desde 1908, foram produzidas 15.007.003 unidades do veículo vendidas pelo mundo até o fim de sua carreira, em meados de 1927.

 

Henry Ford, com o seu modelo T conseguiu transformar o automóvel, inicialmente encarado como um produto de luxo, numa necessidade. Enquanto na Europa a preocupação era mais com o requinte e a aerodinâmica, na América a questão financeira era mais importante, ainda hoje as grandes marcas europeias primam pela exclusividade de seus modelos.

A sua importância consiste no facto de ter sido o primeiro modelo automóvel a utilizar métodos inovadores de construção, o conceito de «fabrico em série» marcando indelevelmente a indústria americana, em particular e em geral toda a indústria automóvel.


Este novo método de produção a que hoje chamamos de «linha de montagem» é um processo que consiste em ir construindo um carro em cima de uma passadeira rolante, onde cada operário desempenha uma tarefa específica. Originou uma economia de custos e uma rapidez de montagem até ai nunca alcançadas e iniciou uma escola. Inicialmente as doze horas iniciais que demorava a construir cada exemplar do Ford T, rapidamente caíram para cerca de hora e meia. o modelo que em 1909 era vendido por 900 dólares, quatro anos depois custava 600 e, na fase final da sua produção pouco mais de 260!

 

Henry Ford com os seus métodos de produção e teorias económicas levaram a criação do Fordismo , ou seja produção em massae pagamento para que os empregados pudessem consumir os produtos que ajudavam afabricar.

 

Uma das estrelas da 4ª edição do Caramulo Motorfestival - Festival Internacional de Automóveis Clássicos e Desportivos, foi certamente o Ford T, nascido em 1909 e a comemorar o seu centenário a correr, na Rampa do Caramulo, numa extensão de 2,8 km.

 

“Foi o primeiro carro desta marca importado para Portugal. Apesar de ter sido fabricado em 1909, o proprietário deste Ford T, António Augusto Correia, de Alijó, apenas o matriculou a 27 de Novembro de 1911, recebendo a chapa N-373. Em 1927, Manuel Meneres vê o carro na feira de Mirandela e tenta comprá-lo, mas António Correia não quer vender pois "estava como novo e ainda lhe fazia bom serviço". Meneres não desiste e propõe trocar o "velho" Ford T por outro igual que possuía, mas moderno, de 1926, concretizando-se assim o negócio. Desde então, o veículo ficou na posse da família Meneres, pioneira da Ford em Portugal, rodando sempre sem problemas, estando actualmente em exposição no Museu do Caramulo.

Numa carta da Ford, dirigida a Manuel Meneres, pode ler-se que "o seu famoso carro Ford nasceu em Fevereiro de 1909". Também o número do motor 11 340 dá a certeza de ser da produção de 1909. Tem um motor de 4 cilindros (95,2x101,6); 2898 cc; 2 velocidades, pesa 670 kg e atinge a estonteante velocidade de 70 km/h. Participou em várias provas de automóveis antigos, nomeadamente no "Rallye Internacional do Estoril" (1964), em que conduzido por Manuel Meneres efectuou o percurso Porto-Lisboa em sete horas”.

Está classificado e registado, desde 29 de Maio de 1968, no Veteran Car Club of Great Britain com o n.º 1146.

In

http://www.caramulo-motorfestival.com/

 

 

 

Primeira descida

Segunda descida

 

 

 

Cronologia
1908 – É construído o primeiro Ford T em Outubro na fábrica de Piquette Avenue.

1909 – Logo no seu primeiro ano, o T participou de uma corrida transcontinental entre Nova York e Seattle, nos EUA. O resultado foi magnífico para a Ford. O T venceu a prova após 6,5 mil quilómetros percorridos em 22 dias e 55 minutos, com velocidade média de 14,4 km/h.

1914 – A partir desta data até 1925 os modelos só estavam disponíveis na cor preta, que tinha secagem mais rápida. Daí surgiu a famosa frase: “Os clientes podem escolher qualquer cor, desde que seja preto”.

1917 – Ford atinge a marca de 2 milhões de unidades produzidas.

1919 – Por falar no amigo de Henry, neste período o T passa a contar com partida eléctrica, mas a partida manual por meio da manivela não foi eliminada. O solavanco contrário, ocasionado pelo tranco do accionamento do motor, chegou a quebrar o braço de muita gente. Para dar partida no T era necessário ter atenção e jeito.

1921 – A Ford atinge 5 milhões de unidades produzidas do T.

1924 -Os modelos produzidos chegam à marca de 10 milhões.

1925 – Nasce o modelo T pic up. Aliás, uma das principais vantagens deste modelo da Ford era a possibilidade da aplicação de diversas carroçarias.

1927 – Em 19 anos o T completava 15 milhões de unidades produzidas e encerrava a produção do modelo que iniciou a popularização do automóvel. A General Motors já começava a disputar fatias acirradas com sua compatriota.

1972 – Perdeu o título do Automóvel mais vendido de sempre para oVW carocha


1999A 18 de Dezembro de 1999 foi eleito o Carro do Século por um júri de 133 jornalistas e especialistas da indústria automóvel, sobressaindo de uma lista inicial definida em 1996 que contava com700 candidatos..

 

A carinhosa alcunha "Tin Lizzie" (ou "Latinha") poderá ter várias origens, desde a popularidade do nome feminino"Lizzie" desse período, até ao famoso Model T de corridas, denominado "Old Liz";

 

tags:

publicado por dinis às 00:57
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 22 de Novembro de 2009

2º Encontro de Clássicos Além Corgo

 

1 de Novembro de 2009

 

Manhã pouco convidativa a um passeio de clássicos, mas, enquanto as gotículas se iam pregando nas partes exteriores do carro e o limpa para brisas fazia a sua função, a marcha continuava com alguma hesitação e alguma lamentação. A meteorologia já tinha avisado, mas como sempre havia uma réstia esperança de que eles se pudessem enganar. Depois de um pequeno-almoço, muitas vezes tomado à pressa, os convivas iam chegando, para o 2º Encontro de Clássicos Além Corgo. E novos amigos foram chegando Franco Lordelo e o Opel Manta, Duarte Teixeira (Vw 1200) juntamente com Maurício Quinteira também em VW mas 1500. José Correia no Citroen D 20 e Afonso Costa num Fiat 127. A chuva miudinha mais conhecida por molha tolos continuava a querer importunar os presentes que com algum incomodo a tenteavam ignorar. Entretanto chegava Carlos Rebelo no Citroen GT Tonic, Amadeu Vaz no Opel Kadett GTE, Joaquim Botelho no Toyota Corolla, Porfírio Pereira no Escort MK1e José Teixeira também em Ford Escort van. Pouco depois António Magalhães num Subaru Wagon, Mário Costa num Toyota KE 20, David Costa Austin Mini Van, Luis Costa Fiat 128, Francisco Matos Austin 1275 GT, António Lordelo em Fiat 124 Sport Coupé, Vitor Almeida Toyota SE e finalmente o filho do Duarte em MGB Mesmo assim, o número de presentes superou as expectativas principalmente para um dia a anunciar o rigoroso inverno transmontano. Em jeito de despedida uma volta pela cidade encerrou com pompa e circunstancia, o segundo Encontro de Clássicos Além Corgo.


publicado por dinis às 01:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

4º Rally de Portugal Histórico 2009 9ª parte

Classificação final do 4º Rally de Portugal Histórico 2009

1.º, Raymond Horgnies/Christophe Hayez (Porsche 911), 775,9 pontos;


2.º, José Lareppe/Joseph Lambert (Opel Kadett GTE), 934,3;


3.º, João Mexia Leitão/Nuno Sales Machado (Porsche 911 Carrera 2.7), 1 077,4;
4º, Ricardo Alonso/Moisés Alvarez (Ford Escort Mk I RS 2000), 1 085,2;
5.º, Reuter/Vandevoret (Porsche 914-6), 1 104,9;

6.º, Delhez/Gully (Ford Escort), 1 116,2;

7.º, Gustavo Martel/Nicolas Sanchez (Porsche 911 SC), 1 146,6;


8.º, Philippe Fucher/Frederic Cancel (Porsche 911 SC), 1 231,5;


9.º, Javier Cedron/Secundino Suarez (Lancia Fulvia Coupé Rallye), a 1247,7;


10.º, Paulo Grosso/Susana Cordeiro (Ford Escort Mk I), 1 320,6"

 

 

Classificação final das

equipas  Citroën :

58º Claude Laurent / Julien Laurent Citroen DS 21 1971 (n° 15) (Team Bob Neyret)


68º Michel Boutias / François Phelouzat Citroen DS 21 1965 (n° 9) (Team Bob Neyret)

70º Robert Neyret / Vartanian Citroen DS 21 1966 (n° 16) (Team Bob Neyret)

71º Jean Claude Ogier / Damien Ancellin Citroen DS 21 1967 (n°21) (Team Bob Neyret)

76º François Louchard / Laurent Brakhausen Citroen SM 1972 (n° 44) (Daunat Classique)

77º Frédédric Daunat / Guy Chriqui Citroen DS Coupé "TAP" Réplica (n° 56) (Daunat Classique)

79º François Lavenant / Sophie Levenant Citroen SM 1972 (n° 58) (Daunat Classique)

C. Daunat F NN F Citroen SM 1972

 

E assim a fabulosa  Região do Douro e principalmente os  concelhos de Armamar, Tabuaço, Alijó. Sabrosa, Régua, Santa Marta de Penaguião e Vila Real foi visitada pela caravana do Rali de Portugal Histórico naquela manhã do dia 8.

 


publicado por dinis às 00:12
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

4º Rally de Portugal Histórico 2009 8ª parte


 

A  armada Porsche e a equipa  Citroen para comemorar a vitoria  de  Francisco. Romãozinho / José Bernardo - Citroen DS 21 protótipo no 3º Rali Internacional TAP de 1969, no tempo em que as partidas eram em varias cidades europeias como Paris, Londres, Madrid, Copenhaga, Lisboa e Porto .

O valioso Mercedes-Benz 300 SL Coupé  Gullwing “Asas de Gaivota” do suíço Daniel Muller, fabricado em 1955, foi o Nº 1 por ser  o modelo mais antigo presente na prova.

Outros modelos se seguiram para gáudio dos inúmeros espectadores que tomaram conhecimento deste maravilhoso museu rolante.

 

 

 


publicado por dinis às 23:11
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009

4º Rally de Portugal Histórico 2009 7ª parte

E o desfile continuou...

 Ford Mustang, vários Ford Escort dos MKI aos MKII, ou os RS 2000, Ford Cortina Lotus, GT  ou normal,  

o Volvo 123 GT, Triumph GT 6 ou TR6, Renault 8 ou 12 Gordini, Lancia Stratus, Montecarlo ou  Fulvia.  Fulvia Sport,  Datsun 240 Z,  MGB GT, Opel Kadett GTE, VW Golf GTi,

 

 

 

 

 

 


publicado por dinis às 23:19
link do post | comentar | favorito
|

4º Rally de Portugal Histórico 2009 6ª parte

Na Serra das Meadas,

 

 

quando os primeiros concorrentes iniciavam a etapa da tarde chegavam os mais retardatários.

 

39 Albert Vicentini CH Selina Pfenniger CH Fiat 850 Sport 1971

 

8 Alfonso Marin E Neves Solmeron E Triumph GT 6 1965

 

O Rally de Portugal Histórico, constituiu um grande sucesso, com 122 equipas inscritas, recordaram-nos os "bons velhos tempos", assim distribuídas: 42 equipas francesas, 34 espanholas e portuguesas, 5 belgas, 4 monegascas, 3 italianas e suíças, uma da Holanda, Andorra e Luxemburgo.

Alguns dos carros lendários do antigo Rali de Portugal – TAP foram novamente vistos, garantindo mais uma verdadeira festa do automobilismo a relembrar tempos vividos em locais como Arganil, Lousã, Préstimo, Armamar, Caramulo, Freita, Viseu, Montejunto, Sintra entre outros.

 

A presença da equipa Citröen, com os três nomes sonantes dos ralis dos anos 60 e 70, Robert Neyret, Claude Laurent e Jean Claude Ogier, nos belos Citröen DS 21, marcaram uma era nas grandes provas internacionais. A família Daunat inscreveu por sua vez três Citröen Maserati, que também participaram no então Rally TAP.

Um vasto leque de carros  fabricados entre 1955 a 1983, desfilaram pelas estradas nacionais e a magia voltou com marcas como o Mercedes-Benz 300 SL Coupé ou   450 SLC, vários   Alfa Romeo, Fiat 1000 Abarth TC,  850 Coupé, Abarth 124 Spider  ou Audi Quatro, 80.   BMW e DAF

 

 

 


publicado por dinis às 18:34
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 14 de Novembro de 2009

4º Rally de Portugal Histórico 2009 5ª parte

16 Robert Neyret F Vartanian F Citroen DS 21 1966

 

80 Christian Cabot F NN F Triumph Rover TR6 1974

 

55 Rafaello Raimondo MC Maurizio Torlasco I Porsche 911 T 1972

 

97 Jose Carlos Cabrera E Eusebio Abascal E Alfa Romeo Alfetta GTV 2000 1977

 

44  François Louchard / Laurent Brakhausen (F) F NN Citroen SM 1971

 

104 Paul Perrot F NN F Ford Escort RS 2000 1978

 

89 Jerome Ambrosini F Abel Montgomery F Audi 80 GTE 1976

 

56  Frédédric Daunat / Guy Chriqui  F Citroen SM 1972

 

21 Jean Claude Ogier F Damien Ancellin F Citroen DS 21 1967

 

42 Xavier Hourcade F Jean Pierre Laborne F Lancia Fulvia 1600 HF 1971

 

6 Gautschi CH NN CH Fiat 1000 Abarth TC 1965

 

56 B. François Lavenant / Sophie Levenant  F Citroen SM 1972

 

100 Manuel Arroyo E Carles Miro Ylla E Porsche 911 SC 1977

 

61 Carteron F Raymond F BMW 2002 Tii 1973

 


publicado por dinis às 19:01
link do post | comentar | favorito
|

4º Rally de Portugal Histórico 2009 4ª parte

18  Robert Kieffer / Alfred Quetsch (L) Porsche 912 (1967)

 

127 António Figueiredo P Magda Ferreira P Volkswagen Golf GTI 1982

 

96 Claude Bompar F Jean François Fauchille F Opel Kadett GTE 1977

 

46 Jose Grosso P João Sismeiro P BMW 2002 Tii 1972

 

82 Jean-Maria Lexcellent F Karine Hot F Datsun 240 Z 1974

 

121 Gerard Moriere F Odette Gabella F Porsche 911 SC 3.0 1981

 

68 João Mira Gomes P Vasco Encarnação Jorge P Datsun 240 Z 1973

 

121 Gerard Moriere F Odette Gabella F Porsche 911 SC 3.0 1981

 

50 Luciano Amato I Marco Tarenzi I Lancia Fulvia Sport 1.6 1972

 

28 Dominique Paulet F Franck Cauden F Lancia Fulvia HF 1970

 

2 João Amaral Neto P Costa Simões P Alfa Romeo Guillietta Spyder 1959

 

47 Emilio Devey Jacques Sers Renault 8 Gordini

 

9 Michel Boutias F François Phelouzat F Citroen DS 21 1965

 

91 Norberto Fernandez Cosin E Rafael Fernandez Cosin E Volkswagen Golf 1976

 

15 Claude Laurent F Laurent F Citroen DS 21 1966

 

124 João de Brito P João Botequilha P Lancia Beta Coupe 1982

 

105 Pacheco F Roussel F Porsche 911 SC 1978

 

35 Jean Paul Palmero MC NN Porsche 911 S 1970

 


publicado por dinis às 00:47
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

4º Rally de Portugal Histórico 2009 3ª parte

 

64 Pedro Mendes Alves P Pedro Abecasis P Renault 12 Gordini 1973

 

71 Pedro Jerónimo P Carlos Hipólito P Porsche 911 2.7 RS 1973

 

111 Alain Alcazar E Manuel Alcazar E Mercedes Benz 450 SLC 5.0 1979

 

122 Javier Roldán E Javier Roldán E BMW 323i 1981

 

17 Jack Duval F Gerard Hue F Volvo 123 GT 1967

 

23 Juan Carlos Zorrilla E Tomas Pineiro E Porsche 911 S 1968

 

62 Paulo Marques P João Pires P MG BGT 1973

 

37 Pedro Correa Mendes P Pedro Folque P Porsche 911 S 1970

 

94 Jordi Pons AND Carles Jorba Garcia E Porsche 911 Carrera 3.0 1976

 

10 Jean- Guy Monmarthe F NICOLAS GUIZET F Alfa Romeo Giulia Sprint GTV 1966

 

130 Luis Caprichoso P Salvador Caprichoso P Porsche 924 Turbo 1982

 

66 Michel Larripa F Thomas Sers F Fiat Abarth Spider 124 DS 1973

 

65 Jean Marie Bracq F Pierre Mercadie F Renault 12 Gordini 1973

 

60 José Almeida P Jorge Esteves P Opel Kadett C 1973

 

38 Antonio Campos Mingorance E Miguel Angel Muiños E BMW 2002 1970

 

102 Luis Murguia E Javier Urmeneta E Fiat 131 Abarth 1978

 

27 João Marques P Carlos Costa P Ford Escort RS 2000 1969

 

95 Carlos Beltran E Imanol Lasquibar E Porsche 911 Carrera 30 1976

 

85 Michel Gosse F Paroielle F Porsche 911 Carrera 1975

 

 


publicado por dinis às 00:13
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

16

25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. Gustavo Moura Seat

. Sonho...

. Ford Police

. Speedy Motorsport

. Edgar Florindo / Nuno Bat...

. Drive-it day 2017

. Monza Blancpain Enduranc...

. Seat Leon TCR César Macha...

. 47º Circuito Internaciona...

. 48º Circuito Internaciona...

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.Estatísticas

genius stats



.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds